CEBs - Informação e Formação para animadores                                      1                               Lá vem o...
2                                                                       CEBs - Informação e Formação para animadores      ...
CEBs - Informação e Formação para animadores                                                                     3        ...
4                                                                     CEBs - Informação e Formação para animadores        ...
CEBs - Informação e Formação para animadores                                                                          5   ...
6                                                                        CEBs - Informação e Formação para animadores     ...
CEBs - Informação e Formação para animadores                                                                              ...
8                                                                          CEBs - Informação e Formação para animadores   ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP

1,867 views
1,749 views

Published on

Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,867
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
191
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP

  1. 1. CEBs - Informação e Formação para animadores 1 Lá vem o Trem das CEBs... Formação e Informação para animadores Diocese de São José dos Campos - SP - Informativo das CEBs - Ano VII - Fevereiro de 2011 - Nº 64Campanha daFraternidade 2011 A Campanha da Fraternidade terá iníciona Quarta-feira de Cinzas, 9 de março de 2011,desenvolvendo-se durante todo o período de Quaresma. O tema da Campanhada Fraternidade de 2011 é “Fraternidade e a Vida no Planeta” queserá voltada para o meio ambiente; e o lema é “A Criação Geme em Dores de Parto”. A Campanha da Fraternidade de 2011 reflete a questão ecológica, com foco, sobretudo, nas mudanças climáticas. ... Índice ... Página 02 Página 03 Página 04 Página 05 Palavra do Assessor Profissão de Fé na CEBs CF 2011 O Tempo da Quaresma Página 06 Página 07 Página 08 Reciclagem Novena de Natal 2010 Mural do Leitor
  2. 2. 2 CEBs - Informação e Formação para animadores PALAVRA DO ASSESSORFoto: Bernadete Mota MÍDiAS Exortação Pós Sinodal de Bento XVi Estimados(as) CEBs têm este jeito simples para refletir sobre a Campanha da Fra- SOCiAiSAnimadores(as) de Peque- e frutuoso de fazer ecoar ternidade e a Quaresma, deixando-nosnas Comunidades, olá! a Palavra de Deus na vida iluminar pela força renovadora da Cruci- Estamos de volta com das pessoas, a começar por fixão/Ressurreição de Jesus de Nazaré...nosso Boletim Mensal. É aquele(a) que a lê, medita Persevere! Vá em frente!um recomeço no itinerário e anuncia. Este jeito é a Lei- Um forte abraço!da fé e da construção da tura Orante da Bíblia quejustiça e da fraternidade. vivenciamos semanalmen- Pe. RonildoA novidade que temos é a te nas casas. Assessor diocesano das CEBs Baixe os hinos e cânticos dos en-Exortação Pós Sinodal de Continue acreditando contros, no Blog das CEBs:Bento XVI sobre a Palavra nesta dinâmica, pois o ca-de Deus. Vale a pena ter minho é por aí. Não se can- http://tremdascebs.blogspot.este documento em mãos para iluminar se, não desanime, mesmo diante dos de- com/nosso pensar e agir, entre tantas coisas safios que a missão em si apresenta. Leve “Verbumque ele afirma, a Palavra de Deus é pro- a Bíblia nas casas e deixe que a força cria- Domini”posta como impulso de encontro pes- tiva e criadora de Deus desperte pessoassoal/comunitário com o Senhor e com- para a convivência fraterna e solidária. já está apromisso com a sociedade, no hoje da Que nossas Pequenas Comunidades venda nasHistória. continuem sendo sinal de vitalidade em livrarias Siga nos no Twitter: Como Igreja, somos servos da vida nossa Diocese, como afirma Dom Moacire da verdade, que devem ser promovi- no Documento Conclusivo do Sínodo Dio- https://twitter.com/tremdas-das e defendidas, custe o que custar. As cesano, 82. E, assim, preparemo-nos bem cebs ViDAS PELA ViDA, ViDAS PELO REiNO Fotos: Divulgação MARTÍRiO PELO REiNO DE DEUS Seguir Jesus Cristo exige de cada gem, a América do Norte, veio ca “Escola Brasil Grande” um de nós uma decisão firme, assumir exercer o seu profetismo no na cidade de Anapu-PA. Brasil, mais precisamente na Assista aos videos dos principais o nosso Batismo pra valer, assim como Questionada sobre a sua a Ir. Dorothy Mae Stang assumiu, e foi Amazônia, na cidade Coroatá- insistência em permanecer acontecimentos das CEBs, dos uma escolha que a levou até as últimas MA, na Região do Xingu, para na região e dar prossegui- encontros de comunidades nas consequências: “o martírio”. trabalhar na geração de renda mento à sua ação evangéli- paróquias, das Regiões Pertencente à Congregação religiosa em projetos de reflorestamen- ca pela causa dos mais po- Pastorais... das Irmãs de Nossa Senhora de Namur, to de terras degradadas. A bres, declarou: “Não vou “as religiosas deste instituto se autodefi- abertura da Transamazônica, fugir, nem abandonar a http://www.youtube.com/ nem como” mulheres cujos corações são o incentivo à migração para luta destes trabalhadores. user/bernadetecebs grandes como o mundo, que fazem co- ocupação de novas fronteiras, Eles tem o sagrado direito nhecida a bondade de Deus e seu amor ausência de políticas púbicas e a uma vida digna e a uma pelos pobres por meio de um modo de o seu abandono desencadeou terra onde possam produ- vida evangélico, pela comunidade e pela nesta região disputas que fu- zir sem devastar”. oração. Continuando uma forte tradi- turamente trariam consequ- Sem dúvida é um tes- ção de educação, as- ências sociais graves. temunho que contagia e nos anima, sumem sua posição Ir. Dorothy foi uma mártir do nosso tempo que deixa junto aos pobres, para lá com o objeti- naquele chão a semente da esperan- http://www.facebook.com/pro- especialmente mu- vo de minimizar estes ça, regada com seu sangue e adubada file.php?id=100001269450280 lheres e crianças, nos conflitos, ajudar a or- pela Palavra de Deus nos chamando a lugares mais abando- ganizar aquele povo atenção de que viver o nosso Batismo nados. Cada religiosa excluído e sem espe- é preciso. desta congregação rança. Sua missão: Irmã Dorothy foi assassinada no dia compromete sua úni- trazer alento, buscan- 12 de fevereiro de 2005, em Anapu, na ca vida a trabalhar do na Palavra de Deus terra que ela escolheu para viver e exer- com os outros e ou- luz para um novo agir; cer a sua missão. e tanto era a sua pre- Albuns de fotos: tras para criar justi- ça e paz para todos” ocupação que ajudou Luiz Marinho http://picasaweb.google.com/ (Wikipédia, a enciclopédia livre). Assim, a fundar a primeira escola de formação Equipe Diocesana de Comunicação das CEBs de professores na rodovia Transamazôni- CEBsMaria Ir. Dorothy deixando seu país de ori-
  3. 3. CEBs - Informação e Formação para animadores 3 iDENTiDADE DAS CEBs PROFiSSÃO DE FÉ NAS CEBsFigura: Cerezo Barredo Crianças: Eu creio nas CEBs, por- um belo conjunto de vida paroquial.que creio na Igreja como comuni-dade de fé, de esperança e amor. Crianças: Eu creio nas CEBs, onde os corações se abrem e os braços estendem Crianças/Jovens: Eu creio nas CEBs, para acolher, confortar, e socorrer a tantosporque creio na eficácia da oração de irmãos e irmãs marginalizados e excluídos,Jesus. “Que eles sejam um, como tu, os pobrezinhos, os preferidos de Jesus.Pai, estás em mim e eu em ti”(Jo17,21) Adolescentes/Jovens: Eu creio nas Adultos: Eu creio nas CEBs, por- CEBs, porque creio em muitos irmãosque creio ser possível uma comuni- e irmãs, em muitos sacerdotes e re-dade cristã, onde todos sejam “um ligiosos, em muitos bispos e nos san-só coração e uma só alma” (At.4,32). to padre, o Papa, que também acre- ditam nelas por este mundo a fora. Crianças: Eu creio nas CEBs, por- Adultos: Eu creio nas CEBs, estes pe- Adolescentes/Jovens: Eu creioque creio em comunidade que vi- quenos grupos de pessoas e de famílias, nas CEBs, como sementeira de fu- Adultos: Eu creio nas CEBs, minia-vem em profunda comunhão, não onde as relações de profunda comu- turos lideres políticos e sociais que turas da Igreja, onde convivem e so-de simples reunião, mas de verda- nhão e fraternidade levam a uma inti- façam de sua fé a raiz, de sua espe- frem e lutam, e se amam, e se ajudam,deira união, fruto de sincero amor. ma convivência pela fé em Jesus Cristo. rança a força, e de seu amor o segre- e se animam irmãos e irmãs nossos, do para a promoção do bem comum. com suas pastorais ativas, com seus Adolescentes/Jovens: Eu creio Crianças: Eu creio nas CEBs, reunindo- movimentos participativos, com suasnas CEBs, porque creio nas comunida- se nas Igrejas, nas capelas, nas casas, nas Adultos: Eu creio nas CEBs, por alegrias e angustias, mas sempre comdes cheias de ardor missionário, ca- salas e salões, e até debaixo das árvores, um principio de fé: o Evangelho que seu sonho infindável de serem felizes.pazes de levar a Boa Notícia de Deus aprendendo a amar, a servir, a sonhar... pode levar-nos a superar os instru-aos corações, as paróquias, as dio- mentos e as estruturas de morte. Filhos(as): Eu creio nas CEBs, por-ceses, as Igrejas do mundo inteiro. Adolescentes/Jovens: Eu creio nas que creio na Santíssima Trindade, a CEBs, formada pela base da Igreja, que Crianças: Eu creio nas CEBs, pelos mui- comunidade perfeita: em Deus, que é Adultos: Eu creio nas CEBs, por- são os Leigos, vivendo nas situações con- tos frutos de renovação, de união, de soli- Pai de todos; em Jesus Cristo, que é es-que creio nas comunidades gerado- cretas da vida do povo, construindo o dariedade e de justiça que já nos tem dado perança de todos; e no Espirito Santo,ras de fé, de vida e de união, com Reino de Deus para um mundo melhor. em tantos lugares e durante tanto tempo. que é fonte de amor, de justiça e paz!...suas celebrações festivas e comseu testemunho de vivencia cristã. Adultos: Eu creio nas CEBs, como cé- Adolescentes/Jovens: Eu creio nas Pais/Mães: Irmãos e irmãs, pen- lulas vivas da Igreja, não só nas regiões CEBs, abençoadas pela Igreja, aprovadas sando na felicidade de tantos, pen- Crianças: Eu creio nas CEBs, onde rurais, mas também nas grandes cidades, pelo Papa, admiradas por bispos e sacer- sando no bem da Igreja na glória dea Palavra de Deus é ouvida, parti- onde sejam talvez uma das únicas for- dotes, e apoiadas por cristãos sérios, que Deus, é que faço, do fundo do coração,lhada e confrontada com o dia a dia, mas de evangelização urbana e moderna. levam a sério o grito de Jesus pela união está Profissão de Fé: Eu creio nas Co-nesta simbiose divina de fé e vida. e pelo amor bem vivido e muito sofrido. munidades Eclesiais de Base! Amém! Crianças: Eu creio nas CEBs, como Adolescentes/Jovens: Eu creio nas germe de produção humana e de de- Adultos: Eu creio nas CEBs, que fa- Essa belíssima “Profissão deCEBs, celebrando a Eucaristia e o Cul- senvolvimento eclesial, político e so- rão nossas comunidades eclesiais mais fé nas CEBs” é de Dom José Belvi-to a Deus, e celebrando a partilha dos cial, como fruto da fé, como gesto de evangelizadoras, como redes de comu- no do Nascimento – bispo eméri-dons e serviços, por amor, só por amor. esperança, como testemunho de amor. nidades, unidas entre si e formando to da Diocese de Divinópolis – MG. 13° iNTERECLESiAL - NOTíCiAS Para o 13° intereclesial já foi definido o tema: Justiça e Profecia a serviço da Vida, e o lema: CEBs, Romeira do Reino no campo e na cidade. No próximo dia 26 de Janeiro de 2011, teremos a segunda reunião da Ampliada Nacional das CEBs em preparação a esse intereclesial, em que será definido o cartaz e o texto base. inicialmente será feito uma análise de conjuntura e os estudos dos textos que já foram encaminhados à equipe organizadora. As presenças orientadoras deste en- contro são: Sergio Coutinho CNBB, Pe. Nelito,Pe. Benedito Ferraro e outros. Um grande abraço a todos/as os leitores/as do informativo “Lá Vem o Trem das José Batista - Setor comunicação 13° Intereclesial CEBs”. Crato - Juazeiro do Norte
  4. 4. 4 CEBs - Informação e Formação para animadores CAMPANHA DA FRATERNiDADE 2011 - OBJETiVOS FRATERNiDADE E A ViDA NO PLANETA “A criação geme em dores de parto” (Rm 8,22)OBJETiVO GERAL mas ambientais com foco no aquecimen- blemas ambientais decorrentes do aque-Contribuir para o aprofundamento do de- to global. cimento global.bate e busca de caminhos de superação 3. Mostrar a gravidade e a urgência dos 2. Propor atitudes, comportamentos edos problemas ambientais provocados problemas ambientais provocados pelo práticas fundamentados em valores quepelo aquecimento global e seus impactos aquecimento global e articular a realida- tenham a vida como referência no rela-sobre as condições da vida no planeta. de local e regional com o contexto nacio- cionamento com o meio ambiente. nal e planetário. 3. Mobilizar pessoas, comunidades, Igre-OBJETiVOS ESPECÍFiCOS 4. Trocar experiências e propor caminhos jas, religiões e sociedade para assumirem1. Viabilizar meios para a formação da para a superação dos problemas ambien- o protagonismo na construção de alter-consciência ambiental em relação ao tais relacionados ao aquecimento global. nativas para a superação dos problemasproblema do aquecimento global e iden- socioambientais decorrentes do aqueci-tificar responsabilidades e implicações ESTRATÉGiAS mento global.éticas. 1. Denunciar situações e apontar respon-2. Promover a discussão sobre os proble- sabilidades no que diz respeito aos pro- Fonte: CNBB PALAVRA DE DEUS NA ViDA DO POVO iNTENÇÕES MiSSiONÁRiAS Foto: Divulgação Foram publicados presença do Evangelho na Fevereiro: Para que nos territórios de Missão, onde a luta contra as doenças36.000 exemplares do li- vida do povo. é mais urgente, as comunidades cristãs saibam testemunhar a presença devreto das CEBs, “A Palavra Também está favore- Cristo ao lado dos que sofrem.de Deus na Vida do Povo” cendo ao povo católico atempo da Quaresma, e dis- participação em um grupo As comunidades cris-tribuídos em 38 paróquias de vivência da fé e do amor tãs, entre outras coisas,da Diocese de São José dos cristão: ajudando as pes- ficaram conhecidas desdeCampos. soas a fazerem a experiên- as origens do cristianismo, Você que é animador(a) cia do encontro com Jesus como aquelas que se dedi-de comunidade não desa- Cristo. caram aos serviços de cari-nime se o seu grupo é pe- Desse modo, promo- dade, na assistência físicaqueno, com pouca partici- vendo uma aproximação e espiritual aos menos fa-pação, saiba que em toda cada vez mais explícita en- vorecidos e aos enfermos,a diocese existem muitas tre a Igreja de hoje e a Igre- idosos, órfãos, viúvas e pe-pessoas rezando com você. ja das primeiras comunida- regrinos. Baseando-se nos Com esse trabalho evangelizador na des cristãs. Sendo discípulo e Missionário ensinamentos do Mestrecomunidade, você que é animador (a) na vida da comunidade. Jesus, que veio “para queestá fazendo acontecer a Igreja nas casas, todos tenham vida, e vida em mais 19 países das Américas, Áfri-nas bases, no chão da vida, garantindo a Equipe de Coordenação Diocesana das CEBs. em abundância” (Jo 10, 10), seus dis- ca e Ásia. Somada a estas, há milhares cípulos e discípulas se empenharam (e de outras iniciativas sendo feitas, bem ainda se empenham) em assistir às ví- 1 ANO DA MORTE DA DRA. ZiLDA ARNS como muitas a serem implementadas timas de doenças, principalmente em em benefício de povos e nações que so- Foto: Divulgação áreas isoladas e sem muitos recursos. Zilda Arns encontrava-se em Porto frem com epidemias e doenças. Um exemplo é a Pastoral da Criança, ór-Príncipe no Haiti, em missão humanitá- Estejamos unidos em oração e dis- gão da Conferência Nacional dos Bisposria, para introduzir a Pastoral da Criança postos a dar um pouco de nossos recur- do Brasil - CNBB, originada de uma ini-no país. No dia 12 de janeiro de 2010, sos, tempo e vida para que outros irmãos ciativa de lideranças católicas no ano de e irmãs tenham “vida em abundância” epouco depois de proferir uma palestra 1983, com o objetivo de reduzir a mor- que o direito à saúde seja efetivo parapara cerca de 15 religiosos de Cuba, o talidade infantil no Brasil. Atualmente, todas as pessoas, especialmente para ospaís foi atingido por um violento terre- mais de 260.000 voluntários acompa- que mais sofrem e menos recursos têm.moto. A Dra. Zilda foi uma das vítimas da nham o desenvolvimento de quase 1,6catástrofe. Dom Paulo afirmou que sua milhões de crianças de 0 a seis anos * Júlio César Caldeira, imc,irmã Zilda teve uma vida maravilhosa e e mais de 80 mil gestantes em 42 mil missionário na Colômbia.morreu ao lado dos mais necessitados. ”Ele disse que é uma morte que surpreende, comunidades pobres, de 4.066 mu- Publicado na edição Nº01 - Janeiro/ nicípios, em todos os estados do país,mas é uma morte bonita porque ela morre no cumprimento de uma causa que sempre Fevereiro 2011 - Revista Missões. testemunhando a presença de Cristo.acreditou” Fonte: Revista Missões Além disso, esta iniciativa está presente Fonte:CNBB
  5. 5. CEBs - Informação e Formação para animadores 5 O TEMPO DA QUARESMA Figura: Cerezo BarredoQual o significado da Quaresma? na terra, suas provações e dificuldades. Portanto, a duração da Quaresma está Chama-se Quaresma os 40 dias de baseada no símbolo deste número najejum e penitência que precedem à festa Bíblia. Nela, é relatada as passagens dosda Páscoa. Essa preparação existe desde quarenta dias do dilúvio, dos quarentao tempo dos Apóstolos, que limitaram anos de peregrinação do povo judeu pelosua duração a 40 dias , em memória do deserto, dos quarenta dias de Moisés ejejum de Jesus Cristo no deserto. Durante de Elias na montanha, dos quarenta diasesse tempo a Igreja veste seus ministros que Jesus passou no deserto antes de co-com paramentos de cor roxa e suprime meçar sua vida pública, dos 400 anos queos cânticos de alegria: O “Glória”, o “Ale- durou a estada dos judeus no Egito, entreluia” e o “Te Deum”. outras. Esses períodos vêm sempre antes Na Quaresma, que começa na quarta- de fatos importantes e se relacionamfeira de cinzas e termina na quarta-feira com a necessidade de ir criando um cli-da Semana Santa, os católicos realizam ma adequado e dirigindo o coração paraa preparação para a Páscoa. O período algo que vai acontecer.é reservado para a reflexão, a conversãoespiritual. Ou seja, o católico deve se O Jejumaproximar de Deus visando o crescimen-to espiritual. Nesse tempo santo, a Igreja A igreja propõe o jejum principal-católica propõe, por meio do Evangelho mente como forma de sacrifício, masproclamado na quarta-feira de cinzas, também como uma maneira de educar-três grandes linhas de ação: a oração, a se, de ir percebendo que, o que o serpenitência e a caridade. humano mais necessita é de Deus. Desta Essencialmente, o período é um retiro forma se justifica as demais abstinências,espiritual voltado à reflexão, onde os cris- elas têm a mesma função. Oficialmente,tãos se recolhem em oração e penitência o jejum deve ser feito pelos cristãos ba-para preparar o espírito para a acolhida tizados, na Quarta-feira de Cinzas e nado Cristo Vivo, Ressuscitado no Domingo Sexta-feira Santa.de Páscoa. Pela lei da igreja, o jejum é obrigató- Assim, retomando questões espiritu- rio nesses dois dias para pessoas entre preparação da Páscoa. Ela ajuda na tarefa Depois, celebra-se a Ceia do Senhor,ais, simbolicamente o cristão está renas- 18 e 60 anos. Porém, podem ser substi- de colocar em prática a caridade e ajuda realizada na quinta-feira Santa, conheci-cendo, como Cristo. tuídos por outros dias na medida da ne- ao próximo. É um modo criativo de con- da também como o lava pés. Ela celebra cessidade individual de cada fiel, e tam- cretizar o exercício pastoral de conjunto, Jesus criando a eucaristia, a entrega de Por que a cor roxa? bém praticados por crianças e idosos de visando a transformação das injustiças Jesus e portanto, o resgate dos pecado- acordo com suas disponibilidades. sociais. res. A cor litúrgica deste tempo é o roxo O jejum, assim como todas as peni- Desta forma, a Campanha da Frater- Depois, vem a missa da Sexta-feira daque simboliza a penitênica e a contrição. tências, é visto pela igreja como uma for- nidade é maneira que a Igreja no Brasil paixão, também conhecida como Sexta-Usa-se no tempo da Quaresma e do Ad- ma de educação no sentido de se privar celebra a quaresma em preparação à feira Santa, que celebra a morte do Se-vento. de algo e reverte-lo em serviços de amor, Páscoa. Ela dá ao tempo quaresmal uma nhor, às 15h00. Na sexta à noite geral- Nesta época do ano, os campos se em práticas de caridade. Os sacrifícios, dimensão histórica, humana, encarna- mente é feita uma procissão ou ainda aenfeitam de flores roxas e róseas das que podem ser escolhidos livremente, da e principalmente comprometida com Via Sacra, que seria a repetição das 14quaresmeiras. Antigamente, era costume por exemplo: um jovem deixa de mascar as questões específicas de nosso povo, passagens da vida de Jesus. No sábado àcobrir também de roxo as imagens nas chicletes por um mês, e o valor que gas- como atividade essencial ligada à Páscoa noite, o Sábado de Aleluia, é celebrada aigrejas. Na nossa cultura, o roxo lembra taria nos doces é usado para o bem de do Senhor. Vigília Pascal, também conhecida comotristeza e dor. Isto porque na Quaresma alguém necessitado. a Missa do Fogo. Nela o Círio Pascal écelebramos a Paixão de Cristo: na Via- Quais são os rituais e tradições acesso, resultando as cinzas. O significa-Sacra contemplamos Jesus a caminho do Qual é a relação entre Campanha associados com este tempo? do das cinzas é que do pó viemos e paraCalvário da Fraternidade e a Quaresma? o pó voltaremos, sinal de conversão e de As celebrações têm início no Domingo que nada somos sem Deus. Um símbolo Qual o significado destes A Campanha da Fraternidade é um de Ramos, ele significa a entrada triunfal da renovação de um ciclo. Os rituais se 40 dias? instrumento para desenvolver o espíri- de Jesus, o começo da semana santa. Os encerram no Domingo, data da ressurrei- to quaresmal de conversão e renovação ramos simbolizam a vida do Senhor, ou ção de Cristo, com a Missa da Páscoa, que Na Bíblia, o número quatro simboliza interior a partir da realização da ação seja, Domingo de Ramos é entrar na Se- celebra o Cristo vivo.o universo material. Os zeros que o se- comunitária, que para os católicos, é a mana Santa para relembrar aquele mo- CNBBguem significam o tempo de nossa vida verdadeira penitência que Deus quer em Conferência Nacional dos Bispos do Brasil mento.
  6. 6. 6 CEBs - Informação e Formação para animadores RECiCLAGEM COOPERATiVA SÃO ViCENTE iNAUGURA USiNA DE RECiCLAGEM DE óLEO VEGETAL A Cooperativa de Reciclagem São Vi- ser reciclado será coletado em bares, res- doem o produto para reciclagem e, além tróleo que é uma fonte não renovável decente inaugurou no dia 8 de dezembro, a taurantes, estabelecimentos comerciais, disso, por meio de crédito do Fundo de energia. Alem disso a soja que liberou CO2primeira usina de reciclagem de óleo ve- residências e indústrias da região do Vale Crédito, foram recebidos R$ 260 mil para para crescer será reutilizada podendo dimi-getal. Em parceria com o Instituto Camar- do Paraíba, passa por diversos processos construção da unidade de processamento nuir o efeito estufa.go Corrêa (ICC), a usina de reciclagem vai como filtragem, aquecimento e limpeza, e para a compra e adaptação do veículo Uma outra forma de utilização do re-contribuir com a renda dos cooperados por que retiram 99,9% das impurezas, água ou que fará a coleta. O Jornal Expressão en- síduo do óleo é a queima direta, por em-meio da reciclagem e comercialização de outras substâncias que possam impedir a trevistou Renato Correa Netto, Engenheiro presas e indústrias que o utilizam sem tra-óleo vegetal para a produção de biodiesel. reciclagem do óleo. Para implantar a uni- Mecânico, mestre em Ciências Ambiental tamento e sem química. Este óleo aindaA iniciativa faz parte do projeto Óleo Vale, dade, foi feito um investimento de R$ 420 para esclarecer um pouco mais os benefí- pode ser utilizado em massa de vidraceiro,do programa Futuro Ideal do ICC, e reci- mil para compra de maquinários, veículos cios da reciclagem do óleo vegetal. Acom- incorporado em ração de alguns animais,clará 60 mil litros de óleo usado por mês. e para a construção da unidade de alve- panhe abaixo: entre outros. No Brasil o governo permiteA parceria ainda tem o apoio da Paróquia naria, compra de equipamentos de segu- JE- Quais os problemas causados por apenas a Petrobras a comercializar o bio-São Vicente de Paulo, da construtora Ca- rança, contratação de assessoria para im- uma destinação errada do óleo de cozi- diesel, então eles recebem o óleo e adicio-margo Corrêa, Promon, MPE, e Aliança Em- plantação do plano de negócios e coleta do nha? nam 5% ao diesel. Para o ano que vem hápreendedora. “Trabalhar para que o meio óleo vegetal usado. Por meio da estrutura- Renato Correa Netto - Primeiro que um projeto de que 6% do diesel seja bio-ambiente seja cada vez menos impactado ção proporcionada pelos recursos doados, óleo na tubulação e ralos traz insetos para diesel.pelas ações do homem é um dos objetivos hoje, a Cooperativa conta com 140 m² e, dentro das residências e ainda pode causar JE - Qual a sua opinião sobre essa ini-do Futuro Ideal”, aponta Francisco Azeve- através do processo de reciclagem pratica- entupimento. Com isso usa-se produtos ciativa?do, diretor-executivo do ICC. “A iniciativa do, estima-se que as 36 famílias envolvidas químico para desobstruir o encanamento o Renato Correa Netto - Esta é uma ótimade pensarmos, buscarmos e discutirmos tenham um incremento de, no mínimo, R$ que também é prejudicial ao meio ambien- iniciativa. Durante meus estudos percebisoluções inteligentes e sustentáveis para 250 na renda familiar. Até o momento, já te. Porém o principal problema é quando que a população tem vontade de colaboraro descarte de materiais, redução e otimi- foram capacitados quatro cooperados para esse óleo chega ao corpo aquático – rios, com a preservação do planeta, quer reci-zação de consumo é primordial, hoje, para a operação da unidade de processamen- lençóis fluviais, córregos, etc. – Sendo que clar o óleo, mas muitas vezes não sabemque os recursos naturais continuem a exis- to de óleo e já está sendo feita a compra cada litro de óleo polui em média 25 mil como.tir nas gerações posteriores a nossa”, com- do óleo vegetal de duas Cooperativas do litros de água. Com isso há muita dificul-pleta Azevedo. Comitê dos Catadores do Vale do Paraí- dade de se encontrar oxigênio nas águas o Aridiane de Andrade O projeto ba. Também foi realizada a mobilização e que impede os organismos de terem vida Redação - Jornal Expressão Criado em 2009, o projeto Óleo Vale informação da comunidade local para que no rio. Uma outra forma errada de se des- Fonte/Fotos: site da diocesetrabalha para diminuir o impacto do des- cartar o óleo é colocá-lo em garrafas plásti-carte de óleo de cozinha. Segundo pesqui- ca e jogar no lixo. Esse óleo no aterro sani-sa da Sabesp (Companhia de Saneamento tário libera Metano o que é gera um calorBásico do Estado de São Paulo), um litro de 21 vezes maior que o CO2 – sendo assimóleo é o suficiente para inutilizar 14 mil li- muito nocivo e aliado dos gazes que provo-tros de água potável. Por ter propriedades cam o efeito estufa.de impermeabilização, quando descartado JE - Quais os benefícios do biodiesel? Eno solo, o óleo dificulta o processo de ab- como pode ser usado?sorção da água e, além disso, durante sua Renato Correa Netto - O Biodiesel nãocomposição, é emitido gás metano para a é a única forma de se utilizar o resíduo doatmosfera. Para seguir adiante, o projeto óleo vegetal, mas é uma ótima alternativa,conta com o apoio da sociedade. O óleo a pois usando o biodiesel não se usa o pe- Lançamento da agenda Latino-americana mundiaLFoto: Maria Matsutacke O lançamento da Agenda Latino- da pátria gran- como encaram No lançamento de sua 20ª edição, fo-Americana Mundial aconteceu no dia de”, convertido os problemas ram homenageados, Frei João Xerri, Pe.04/12, no Auditório da Secretaria da Edu- hoje em impor- enfrentados em José Afonso de Sousa , Pr. Milton Schwan-cação de Jacareí, o evento foi organizado tante recurso uma sociedade tes, Maristela Tessa, Cecilia Toselli .pela Irmandade dos Mártires, Caminhada pedagógico. globalizada? Entre outros, estiveram presentes,Latino-Americana e CPP (Conselho Pasto- Para cele- Esses assun- Marcio Cruz representando a presidênciaral Paroquial), da Paróquia São José Ope- brar os 20 anos tos são aborda- da República, o prefeito Hamilton Ribeirorário, Jacareí. de caminhada dos nesta obra Mota, Mauro Kano e Pe. Ferdinand Beki Esta agenda tem tudo pra ser a pró- que se com- m a c ro e c u m ê - Doren, da Malásia.xima companheira de trabalho dos cien- pletam com nica, que en- Durante o evento aconteceram váriastistas da religião, das pessoas compro- esta edição de tremeia artigos apresentações: musical do Coral Brin-metidas com a fé e a vida, pois além de 2011, a Agenda com os espaços canto; grupo teatral da Paróquia Nossafuncional, traz também um roteiro de Latino-Ameri- para anotação Senhora de Guadalupe, sob a responsa-reflexões sobre as temáticas do divino e cana Mundial de compromis- bilidade de Jefferson e Raposão; vídeosda religiosidade. É um projeto iniciado e dedica-se às sos, propondo sobre religião indígena e oriental.impulsionado por Dom Pedro Casaldáliga questões como: de que Deus falamos? uma leitura crítica a todos que estãoe José Maria Vigil, como instrumento de O que entendemos por religião? Como dispostos a pensar e assumir os desafios Maria Matsutackesensibilização sobre as “grandes causas diferentes religiões dialogam entre si e que nossa realidade apresenta.
  7. 7. CEBs - Informação e Formação para animadores 7 Novena de Natal 2010 A Novena de Natal foi maravilhosa, houve um crescimen- A Novena de Natal da rua Evaristo Borges, Paróquia “Este ano a Novena de Natal foi diferen-to espiritual muito grande e muitos testemunhos. Durante a de Sant’Ana foi uma benção. Tivemos participantes de te, no início tivemos que nos adaptar, de-novena, tivemos a perda de uma pessoa da comunidade, o outros setores, os quais disseram: “Temos que aprender pois nos acostumamos ao novo. Gostamosseu Agenor, mas cremos que Jesus está no meio de nós nos a rezar com esse subsídio. Que Novena linda, oração e muito. Quanto ao gesto concreto precisadando força para nossa caminhada. cânticos contemplativos!” melhorar a cesta” (gesto concreto da Paró- O livro da Novena de Natal achei muito importante, pois A semente foi lançada e acolhida pelos nossos ir- quia).os textos bíblicos nos tocaram profundamente. Foi uma ale- mãos, muitas graças recebidas,várias pessoas que ti- Fátima Castellarigria muito grande para mim e para nossa comunidade partici- nham desistido da caminhada, voltaram! Setor 7 - Paróquia Coração de Jesus.par da Novena de Natal. Deus abençoe a equipe diocesana das CEBs! Terezinha de F. Silva Bertoloti Comunidade da Av. ouro Fino - Setor 13 Madalena - Setor 1 - Paróquia de Sant’Ana Paróquia Coração de Jesus.Foto: Bernadete Mota Foto: Madalena Mota Foto: Luiz Marinho Pela primeira vez foi realizada a Novena de Natal em nossa comunidade. Grande ale- gria para a comunidade, participamos das CEBs, porque acreditamos na igreja como comunidade de fé, de esperança e amor. Tempo de Graça e partilha; foi bem parti- A Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro de A Novena de Natal é uma preparação espiritual para a cipativa, tivemos gesto concreto da comuni-08 a 17 de dezembro, com auxilio do subsídio (Palavra de espera do Salvador, celebrada em família. dade e paroquial.Deus na vida do Povo) contou com um aumento conside- São momentos que nos fazem refletir e repensar nos-rável de participantes na novena de Natal, um grande des- sas atitudes em relação aos nossos irmãos e a nós mesmos. Adriana e Claudiapertar na Leitura Orante da Bíblia e do Ofício Divino das O nosso gesto concreto, a cesta de Natal, fez fortalecer Comunidade Mirante do ValeComunidades. em nós o compromisso com o próximo. Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe Foi com muita alegria e descontração que participaram No final de nossa Novena, aconteceu uma grande con-aproximadamente 500 pessoas do churrasco de confra- fraternização entre todos os setores e as famílias que nosternização, no Centro Pastoral São Francisco de Assis (dia acolheram. Encerramos oficialmente com a Santa Missa,18/12 às 19hs). As comunidades compareceram trazendo com a entrada das Bandeiras da Paz, representadas por al-carnes, linguíças, frangos e para completar o cardápio, as guns setores. É muito bom fazer parte dessa família alegre,coordenadoras dos setores levaram arroz, farofa e salada. que é a CEBs. Uma demonstração de união, na imitação das Primei-ras Comunidades, cultivando o sentido de que somos uma Vania - Equipe Paroquial Comunidadegrande família. Agradecemos pela grande disposição de Nossa Senhora Aparecida - Parque Interlagostodos. Coordenação Paroquial - Francisca e Davina Paróquia Nossa Senhora do Perpetuo socorro Foto: Francisca Foto: Vânia Fotos: Maria Matsutacke
  8. 8. 8 CEBs - Informação e Formação para animadores CONViTE DAS CEBs DA MURAL DO LEiTOR AMÉRiCA LATiNA e-maiLs recebidos Prezados, há 31 anos faço a novena de Natal, peço-lhes a gentileza de me dos em formato digital. enviarem o arquivo do Ofício da Novena de Natal 2010. Agradeço e aguardo com De preferência, deverão muito interesse. vir acompanhados de 3 a 5 fotografias das mulhe- Aldaléa Lopes Brandes Marques - São Luis - MA, CEP - 65.074-770 res que apresentam ou Olá pessoal, gostei muito do trabalho de vocês do Ofício da Novena. do trabalho realizado. Em Estamos fazendo o ofício da novena de Natal aqui em Pinhais/PR, se for pos- espanhol ou português. sível enviar o arquivo em Word, com os textos da novena. Grato pela atenção! No ensejo do Relançamento das Co- Tamanho livre. Abraço!munidades Eclesiais de Base, a Articula- A remessa deverá ser acompanhadação Continental das Comunidades Ecle- de identificação completa do(s) autor(es) Pe. Fábio, mi - Av. Camilo Di Lellis, 868 - CEP 83323-000 - Centro - Pinhais - PRsiais de Base (CEBs) da América Latina e e uma apresentação pessoal, que inclua: Gostaria de parabenizá-los pela brilhante material da CF 2011. As CEBs de S. J. Camposdo Caribe, CONVIDA a participar do reco- tempo de participação nas CEBs, serviços são nota 10 na produção de novenas e celebrações. O material é dinâmico, atraente e olhimento de TESTEMUNHOS de Vida de desempenhados, responsabilidade atual conteúdo é de qualidade. A comunicação funciona e nos coloca em movimento e sintonia.Mulheres das Comunidades Eclesiais de nas CEBs, diocese e paróquia a que per- Um grande abraço a todos e bom ano na caminhada pelo Reino de Deus. Contem sem-Base. Queremos recuperar testemunhos: tence ... (ou se não pertencer a uma co- pre com o apoio da Revista Missões: a missão no plural - da contribuição das mulheres das munidade, mas se a conhecer e desejarCEBs na vida cotidiana, comum, em que escrever, também vale). Pe. Jaime C. Patias - www.revistamissoes.org.brsão construídas coisas extraordinárias. É Ao participar, outorgam gratuitamen-uma forma de dar rosto às mulheres que te à Articulação Continental das CEBs, en-construíram e constroem comunidade naIgreja e na sociedade e cujo testemunho tidade convocante, o direito de publicar seus trabalhos - sempre com o reconheci- Mãos na Massanos anima e enriquece; mento de sua autoria -, com a finalidade - de nossas matriarcas, mulheres de de divulgação, intercâmbio e promoção Bolo Mineiro Modo de Preparo: Numa tigela, misture a farinha de milholonga trajetória neste caminhar; das CEBs. Os testemunhos deverão ser enviados a água e o sal. Deixe descansar até ficar - de diferentes gerações de mulheres antes de 10 de outubro de 2011, para: bem úmido. À parte, coloque o açúcar eque, desde seu desenvolvimento em co- ceb_continental@prodigy.net.mx o leite no fogo; quando levantar fervura,munidade, se comprometeram com dife- Os testemunhos serão compilados em acrescente a farinha de milho e cozinherentes serviços (ecologia, saúde, partici- uma edição digital a ser publicada em fe- em fogo baixo, até desprender do fundopação cidadã, catequese, cultura ... ); e vereiro de 2012 na página continental das da panela. Retire do fogo e acrescente atestemunhos coletivos de comunidades CEBs em: www.cebcontinental.org ingredientes: margarina. Asse em forno médio prea-nas quais as mulheres empreenderam 2 ½ xíc. (chá) de farinha de milho quecido por 40 minutos.ações em favor da vida. Mais informações: luromac@yahoo. 1 xíc. (chá) de água Tempo de preparo: 1h Com as seguintes BASES: com.mx (Carmen Romero) ou 1 col. (café) de sal Valor calórico da porção: 260,62 Kcal Poderão participar leigos(as), sacer- ceb_continental@prodigy.net.mx 3 xíc. (chá) de açúcar Dica: Energia a baixo custo.dotes, agentes de pastoral, religiosos e e pelo tel.: (55) 5688-6336 7 xíc. (chá) de leitereligiosas, comunidades. 4 col. (sopa) de margarina Rendimento: 16 porções Os trabalhos deverão ser apresenta- iRÁ ACONTECER CENTRO DiOCESANO DE PASTORAL ABRE ATiViDADES FORMAÇÃO REGiÃO LANÇAMENTO DA DE 2011 COM PALESTRA PASTORAL Vi E Vii Para abrir as atividades pastorais diocesanas em 2011, Pe. Tarcísio Spirandio - CO- Tema: Leitura Orante da Biblia CAMPANHA DA MIRE ministrará uma palestra que traz como tema “Nossa Diocese na Missão Continen- Dia: 27/02/2011 FRATERNiDADE NA DiOCESE tal” no dia 12 de fevereiro, com início às 14h, no Santuário São Judas Tadeu. A palestra Assessora: Maristela Tezza Dia 21 de Fevereiro tem entrada franca e é direcionada para todas as lideranças diocesanas e paroquiais e Horário: 7h30 às 13h para todos os quiserem participar. Local: Capela São Francisco - R. Jorge Horário: 19h O Santuário São Judas Tadeu fica na Rua Ceci, 37 - Jd. Paulista – São José dos Cam- Abrahão 163 - Jd. Califórnia - Jacareí Local: Seminário Santa Terezinha pos. Mais informações pelo telefone (12) 3928-3912. Fichas com a coordenação paroquial Expediente: Publicação Mensal das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) da Diocese de São José dos Campos – Diretor: Dom Moacir Silva – Diretor Técnico: Pe.Ronildo Aparecido da Rosa - Jornalista Responsável: Ana Lúcia Zombardi - Mtb 28496 – Equipe de Comunicação: Coordenador: Luis Mario Marinho - Inte- grantes: Celso Corrêa e Maria Aparecida Matsutacke - Colaboradora: Madalena das Graças Mota - Diagramação: Maria Bernadete de Paula Mota Oliveira - Cor- reção: Sandra Memari Trava - Revisão: Pe. Ronildo - Arte Final, Editoração e Impressão: Katú Editora Gráfica - Tiragem: 6.200 Exemplares Sugestões, críticas, artigos, envie para Bernadete. Fale com a Redação... Av. Ouro Fino, 1.840 - Bosque dos Eucalíptos CEP 12.233-401 - S. J. Campos - SP Esperamos seu contato! E-mail do informativo: tremdascebs@diocesesjc.org.br

×