Aklla Muniz MotaAntônio Castro JuniorHeidy Caroline Barbosa AmaralJuliana Rodrigues CândidoMaria Cláudia Flávio VelosoRaph...
Praça é qualquer espaço público urbano livre deedificações e que propicie convivência e/ou recreaçãopara seus usuários. No...
No Brasil, o conceito de praça é popularmente associado àsideias de verde e de ajardinamento urbano. Por este motivo, oses...
A não ser pelas praças em regiões centrais das grandescidades, a típica praça na cidade brasileira se caracteriza,portanto...
Com 5.500 praças e 43 parques municipais concluídos,São Paulo tem procurado criar soluções para a melhoriada qualidade de ...
Endereço: Centro/ Av. Ipiranga, Av. São Luís.Autor: Administração dos Jardins / Antônio Etzel.Atividades: circulação de pe...
Com a Proclamação da República em 1889, foi criada, denominada apraça da Praça da República, que já foi conhecida como Pra...
O expressivo crescimento da cidade São Paulo e a criação do Viaduto doChá, em 1892, possibilitou a ocupação da área ao red...
Com     as    grandes     reformas    de    embelezamento    eajardinamento urbano do começo do século XX, a área dapraça ...
A praça é um dospoucos    exemplos      deprojeto   com     traçosromânticos no Brasil.
Projetada em 1971 por Francisco Segnni Jr.,Lúcia Porto e Vera Serra, então jovens arquitetosrecém-formados pela faculdade ...
O projeto foi implantado num local privilegiado, uma nascentesituada em uma grota em meio à moradia do bairro doMorumbi, p...
Foram       criados      trêspequenos                lagoscircundados por maciços deárvores, que reforçam ocaráter contemp...
Um       dos        melhoresexemplos         de         praçamoderna,         o      projetomanteve sua integridadecom o p...
Localizado no centro de São Paulo,entre os Viadutos do Chá e SantaIfigênia, o Vale reúne o prédio daPrefeitura de São Paul...
A urbanização só veio a partir do                                          projeto de construção do Viaduto do            ...
Depois    do        paisagismo,houve     em         1926      areconstrução do Viaduto doChá, e em 1940 o novoprefeito Pre...
Elementos:Esculturas/ busto/monumentoEspelho d’águaFonteLanchoneteConstruções históricas aoredorViadutoPórticoSanitários
Atividades:Circulação de pedestresComércios/ serviçosContemplaçãoEventos CulturaisEventos Políticos e cívicos.
O piso da praça mistura elementos com grandes arcos e curvas. Acombinação das formas geometrias irregulares e isentas de â...
Endereço: Centro/ Av. Rangel Pestana, R. AnitaGaribaldi, R. Irmã Simplícia, R. Roberto Simonsen;Autor: José Eduardo Lefèvr...
O acanhado Largo da Sé abrigou, em suasadjacências, a Igreja Matriz e a Igreja de São Pedro daPedra durante o período colo...
Durante a década de 1970, as obras de implantação dometro transformaram radicalmente a Praça da Sé,consolidando sua tercei...
Acesso ao metrô (1)BancosConstrução históricaEscultura/busto/monumentoEspelho d’águaFonteIgreja da SéLixeiraMarco Zero (2)...
As atividades realizadas na praça são: a circulação depedestres, comércio/serviços, contemplação, eventosculturais, evento...
Seu nome foi alterado várias vezes: Largo do Ouvidor,Largo da Artilharia, Praça Alexandre Herculano. O atualé uma homenage...
Abriga     importantes    esculturas    derenomados artistas, tais como: a Meninae o Bezerro, obra do escultor carioca Lui...
No Largo começam a RuaJaguaribe, a Rua AmaralGurgel, a Avenida Duquede Caxias e a Rua doArouche. Em seu ladooposto passa a...
A Academia Paulista deLetras tem sua sede no Largoe        homenageou          oimortal Aureliano Leite, comum      busto ...
MACEDO,       Silvio   Soares;   ROBBA,Fabio. Praças brasileiras 3.ed. SãoPaulo: Editora da Universidade de SãoPaulo, 2010...
Praças de são paulo
Praças de são paulo
Praças de são paulo
Praças de são paulo
Praças de são paulo
Praças de são paulo
Praças de são paulo
Praças de são paulo
Praças de são paulo
Praças de são paulo
Praças de são paulo
Praças de são paulo
Praças de são paulo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Praças de são paulo

1,215

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,215
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
78
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Custom animation effects: buttons grow and turn on path(Advanced)To reproduce the curved shape on this slide, do the following:On the Home tab, in the Slides group, click Layout, and then click Blank.On the Home tab, in the Drawing group, click Shapes, and then under Lines click Freeform (11th option from the left).On the slide, do the following to draw the freeform line:Click the first point on the upper left corner of the slide. Click the second point on the bottom edge of the slide, slightly to the left of the middle. Click the third point on the lower left corner of the slide. Double-click the fourth and final point on the first point, on the upper left corner of the slide.Right-click the freeform shape, and then click Edit Points. Right-click the diagonal line, and then click Curved Segment. (Note: Your segment may not look as curved as in the example above.)Select the freeform shape. On the Home tab, in the Drawing group, click the arrow next to Shape Fill, and then under Theme Colors click White, Background 1 (first row, first option from the left).On the Home tab, in the Drawing group, click the arrow next to Shape Outline, and then click No Outline.To reproduce the background effects on this slide, do the following:Right-click the slide background area, and then click Format Background. In the Format Background dialog box, click Fill in the left pane, select Gradient fill in the Fill pane, and then do the following:In the Type list, select Linear.Click the button next to Direction, and then click Linear Diagonal(second row, third option from the left).Under Gradient stops, click Add or Remove until two stops appear in the drop-down list.Also under Gradient stops, customize the gradient stops that you added as follows:Select Stop 1 from the list, and then do the following:In the Stop position box, enter 0%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click White, Background 1 (first row, first option from the left).Select Stop 2 from the list, and then do the following: In the Stop position box, enter 100%.Click the button next to Color, click More Colors, and then in the Colors dialog box, on the Custom tab, enter values for Red: 230, Green: 230, Blue: 230.To reproduce the picture and text effects on this slide, do the following:On the Insert tab, in the Illustrations group, click Picture. In the Insert Picture dialog box, select a picture, and then click Insert.On the slide, select the picture. Under Picture Tools, on the Format tab, in the Picture Styles group, click Picture Shape, and then under Basic Shapes click Oval (first option from the left).With the picture still selected, under Picture Tools, on the Format tab, in the bottom right corner of the Size group, click the Size and Position dialog box launcher. In the Size and Position dialog box, on the Size tab, resize or crop the picture as needed so that under Size and rotate, the Height box is set to 1.2” and the Width box is set to 1.2”. Resize the picture under Size and rotate by entering values into the Height and Width boxes. Crop the picture under Crop from by entering values into the Left, Right, Top, and Bottom boxes. Under Picture Tools, on the Format tab, in the Picture Styles group, click the arrow next to Picture Effects, point to Bevel, and then under Bevel click Circle (first row, first option from the left).Under Picture Tools, on the Format tab, in the Picture Styles group, click Picture Effects, point to Bevel, and then click 3-D Options. In the Format Picture dialog box, click 3-D Format in the left pane, and then do the following in the 3-D Format pane, under Surface:Click the button next to Material, and then under Standard click Metal (fourth option from the left). Click the button next to Lighting, and then under Neutral click Contrasting (second row, second option from the left). In the Angle box, enter 25°.Also in the Format Picture dialog box, click Shadow in the left pane. In the Shadow pane, click the button next to Presets, under Outer click Offset Diagonal Bottom Left (first row, third option from the left), and then do the following:In the Transparency box, enter 77%.In the Size box, enter 100%.In the Blur box, enter 10 pt.In the Angle box, enter 141°.In the Distance box, enter 10 pt.On the slide, drag the picture onto the curve, near the top. On the Insert tab, in the Text group, click Text Box. On the slide, drag to draw the text box.Enter text in the text box and select it. On the Home tab, in the Font group, do the following:In the Font list, select Corbel.In the Font Size box, enter 22.Click the arrow next to Font Color,and then under Theme Colors click White, Background 1, Darker 50% (sixth row, first option from the left).On the Home tab, in the Paragraph group, click Align Text Left to align the text left in the text box.On the slide, drag the text box to the right of the picture. To reproduce the animation effects on this slide, do the following:It will help to zoom out in order to view the area off the slide. On the View tab, in the Zoom group, click Zoom. In the Zoom dialog box, select 33%.On the Animations tab, in the Animations group, click Custom Animation.On the slide, select the picture. In the CustomAnimation task pane, do the following:Click AddEffect, point to Entrance, and then clickMoreEffects. In the AddEntrance Effect dialog box, under Moderate, click Grow & Turn.Select the animation effect (grow & turn effect for the picture). Under Modify: Grow & Turn, do the following:In theStart list, selectWith Previous.In the Speed list, select Fast. On the slide, select the picture. In the CustomAnimation task pane, click AddEffect, point to Motion Paths, point to Draw Custom Path, and then click Curve.On the slide, do the following to create the custom motion path:Click the first point in the center of the picture. Click the second point in the middle of the curve. Double-click the third point off the bottom edge of the slide. In the CustomAnimation task pane, select the second animation effect (motion path for the picture), and then under Modify: Custom Path, do the following:In theStart list, selectWith Previous.In the Speedlist, select Fast.On the slide, right-click the motion path and then click Reverse Path Direction.On the slide, select the text box. In the CustomAnimation task pane, do the following:Click AddEffect, point to Entrance, and then clickMoreEffects. In the AddEntrance Effect dialog box, under Subtle, click Fade.Select the third animation effect (fade effect for the text box). Under Modify: Fade, do the following:In theStart list, selectAfter Previous.In the Speed list, select Fast. To reproduce the other animated pictures and text boxes on this slide, do the following:On the Home tab, in the Editing group, click Select, and then click Selection Pane. On the slide, press and hold CTRL and then select the picture and the text box. On the Home tab, in the Clipboard group, click the arrow under Paste, and then click Duplicate.In the Selection and Visibility pane, select the duplicate picture and text box. On the slide, drag them onto the curve below the first group. In the Custom Animation task pane, select the fifth animation effect (motion path for the second picture). On the slide, point to the starting point (green arrow) until the cursor becomes a two-headed arrow. Drag the starting point below the bottom edge of the slide, to the same position as the starting point for the first motion path. (Note: The endpoint of the second motion path should still be in the middle of the second picture.)On the slide, right-clickthe second picture and then click ChangePicture. In the Insert Picture dialog box, select a picture, and then click Insert. With the picture still selected, under Picture Tools, on the Format tab, in the bottom right corner of the Size group, click the Size and Position dialog box launcher. In the Size and Position dialog box, on the Size tab, resize or crop the picture as needed so that under Size and rotate, the Height box is set to 1.2” and the Width box is set to 1.2”. Resize the picture under Size and rotate by entering values into the Height and Width boxes. Crop the picture under Crop from by entering values into the Left, Right, Top, and Bottom boxes. Click in the text box and edit the text.Repeat steps 1-7 two more times to reproduce the third and fourth pictures and text boxes with animation effects.
  • Praças de são paulo

    1. 1. Aklla Muniz MotaAntônio Castro JuniorHeidy Caroline Barbosa AmaralJuliana Rodrigues CândidoMaria Cláudia Flávio VelosoRaphael Cardoso FrançaVitor Souza Diamantino
    2. 2. Praça é qualquer espaço público urbano livre deedificações e que propicie convivência e/ou recreaçãopara seus usuários. Normalmente, a apreensão do sentidode "praça" varia de população para população, de acordocom a cultura de cada lugar. Em geral, este tipo de espaçoestá associado à ideia de haver prioridade ao pedestre enão acessibilidade de veículos, mas esta não é uma regra.No Brasil, a ideia de praça normalmente está associada àpresença de ajardinamento.
    3. 3. No Brasil, o conceito de praça é popularmente associado àsideias de verde e de ajardinamento urbano. Por este motivo, osespaços públicos similares às praças européias medievais, quenormalmente se formaram a partir dos pátios das igrejas emercados públicos, são comumente chamados de adros oulargos. Também por este motivo, uma série de jardins urbanosque surgem devido ao traçado viário das cidades (como asrotatórias e canteiros centrais de grandes avenidas) acabarecebendo o título legal de praça, ainda que sejam espaços dedifícil acesso aos pedestres e efetivamente desqualificados comopraças.
    4. 4. A não ser pelas praças em regiões centrais das grandescidades, a típica praça na cidade brasileira se caracteriza,portanto, por ser bastante ocupada por vegetação earborização. Quando ela recebe um maior tratamento,ou quando foi resultado de um projeto, ela tambémcostuma possuir equipamentos recreativos econtemplativos (como playgrounds, recantos para estar,equipamentos para ginástica e cooper, bancos e mesas,etc.).
    5. 5. Com 5.500 praças e 43 parques municipais concluídos,São Paulo tem procurado criar soluções para a melhoriada qualidade de vida da população.Com uma rotina que envolve trânsito, poluição, correria emuito concreto, é fundamental para a saúde mental dospaulistanos – e de todos os moradores de grandescidades – ter seus momentos de lazer e de contato com anatureza.
    6. 6. Endereço: Centro/ Av. Ipiranga, Av. São Luís.Autor: Administração dos Jardins / Antônio Etzel.Atividades: circulação de pedestres, eventos políticos,cívicos e culturais, contemplação e feiras.Elementos complementares: bancas, acesso ao metrô,ponto de ônibus, bancos, coreto, fonte, lago e ponte.
    7. 7. Com a Proclamação da República em 1889, foi criada, denominada apraça da Praça da República, que já foi conhecida como Praça da Legião,Praça dos Milicianos, Praça dos Curros e Largo 7 de Abril.
    8. 8. O expressivo crescimento da cidade São Paulo e a criação do Viaduto doChá, em 1892, possibilitou a ocupação da área ao redor da praça.
    9. 9. Com as grandes reformas de embelezamento eajardinamento urbano do começo do século XX, a área dapraça foi remodelada mas o projeto manteve-sesignificativamente preservado, apenas com algumasalterações devido ao crescimento da cidade.O desenho dos caminhos, dos canteiros, do lago e oselementos instalados são características de um projetoromântico e bem eclético.Os caminhos e lagos procuram recriar o ambiente naturaldentro do cenário que permanece na produção paisagísticada época.
    10. 10. A praça é um dospoucos exemplos deprojeto com traçosromânticos no Brasil.
    11. 11. Projetada em 1971 por Francisco Segnni Jr.,Lúcia Porto e Vera Serra, então jovens arquitetosrecém-formados pela faculdade de Arquitetura eUrbanismo da USP, esta praça fazia parte de umprocesso de renovação do projeto paisagísticopúblico paulistano, concebido a partir dotrabalho das arquitetas Miranda Magnoli e RosaKliass relativo à elaboração do primeiro e únicoplano global de áreas verdes para São Paulo.
    12. 12. O projeto foi implantado num local privilegiado, uma nascentesituada em uma grota em meio à moradia do bairro doMorumbi, preservada quando do loteamento da área.
    13. 13. Foram criados trêspequenos lagoscircundados por maciços deárvores, que reforçam ocaráter contemplativo dolocal. Ao redor dos lagosexistem caminhos queconduzem a estaresgeometricamente traçados,bem ao estilo modernista.O programa é baseado nolazer passivo, embora apopulação do entornoutiliza-se informalmente apraça para a prática decaminhada e corrida.
    14. 14. Um dos melhoresexemplos de praçamoderna, o projetomanteve sua integridadecom o passar dos anos,apesar de algumasintervenções indevidas,como o plantio aleatóriode árvores e orebaixamento do nível deágua dos lagos.
    15. 15. Localizado no centro de São Paulo,entre os Viadutos do Chá e SantaIfigênia, o Vale reúne o prédio daPrefeitura de São Paulo, o TeatroMunicipal, a Escola Municipal de Balé,o Conservatório Dramático e Musicalde São Paulo e um campusuniversitário. É também rodeado porgrandes edifícios. O espaço também interliga-se aoutras praças da área central, como aPraça Ramos de Azevedo, justapostaao Vale, ao Largo de São Bento, pormeio das escadarias do Metrô eà Praça da Bandeira, atualmenteocupada por um terminal de ônibus.
    16. 16. A urbanização só veio a partir do projeto de construção do Viaduto do Chá, em 1877, que resultou na desapropriação das chácaras que ficavam ali. Depois de um período de descaso, o lugar foi jardinado, o rio canalizado e, em 1910, tornou-se o Vale do Anhangabaú, dividindo a nova SãoPrimeiramente, era ocupado pelos índios Paulo da velha. O arquiteto responsávele recebia o nome Anhangabaú quesignifica, em tupi, rio ou água do mau foi o francês: Joseph Antoine Bouvard,espírito. que fez o paisagismo requintado nos moldes parisiense da Belle Époque.
    17. 17. Depois do paisagismo,houve em 1926 areconstrução do Viaduto doChá, e em 1940 o novoprefeito Prestes Maia comseu plano de avenidas,determinou que fosseimplantada uma avenida. Na década de 1980 os arquitetos paisagistas Jorge Wilheim, Jamil José e Rosa Grena ganharam um concurso publico em que constava em transferir o trafego de veículos para túneis que passavam sob a grande praça.
    18. 18. Elementos:Esculturas/ busto/monumentoEspelho d’águaFonteLanchoneteConstruções históricas aoredorViadutoPórticoSanitários
    19. 19. Atividades:Circulação de pedestresComércios/ serviçosContemplaçãoEventos CulturaisEventos Políticos e cívicos.
    20. 20. O piso da praça mistura elementos com grandes arcos e curvas. Acombinação das formas geometrias irregulares e isentas de ângulosretos, que compõe os canteiros, espelhos d’água, e escadarias, revelaforte influencia da linguagem do projeto dos paisagistas norte-americanos modernistas.
    21. 21. Endereço: Centro/ Av. Rangel Pestana, R. AnitaGaribaldi, R. Irmã Simplícia, R. Roberto Simonsen;Autor: José Eduardo Lefèvre, Domingos T. A. Netto,William Mumford, Antônio Sergio Bergamin, PauloCésar Del Picchia, Vladimir Bartalini;Data: 1976Levantamento: jul. 1997
    22. 22. O acanhado Largo da Sé abrigou, em suasadjacências, a Igreja Matriz e a Igreja de São Pedro daPedra durante o período colonial.Além de centro religioso da vila, ponto de partida echegada das procissões, o largo se tornou espaço decomércio informal exercido pelos negros libertos.A Catedral da Sé, projeto do arquiteto Max Hehl,começou a ser construída em 1913 e foi inaugurada(parcialmente) em 1954, durante as comemoraçõesdo IV Centenário da cidade.
    23. 23. Durante a década de 1970, as obras de implantação dometro transformaram radicalmente a Praça da Sé,consolidando sua terceira e atual configuração;O projeto implantado tem um traçado modernistacaracterístico das praças paulistanas de grande porte dosanos de 1970;Este traçado remonta as influencias do desenhopaisagístico norte-americano, principalmente das obras dopaisagista californiano Lawrence Halprin, com a repetiçãode formas geométricas ortogonais para criar os recantos eestares e também desestruturar as circulações óbvias;
    24. 24. Acesso ao metrô (1)BancosConstrução históricaEscultura/busto/monumentoEspelho d’águaFonteIgreja da SéLixeiraMarco Zero (2)Queda d’ aguaRelógioPosto policial
    25. 25. As atividades realizadas na praça são: a circulação depedestres, comércio/serviços, contemplação, eventosculturais, eventos políticos e cívicos, eventos religiosos,feiras;O uso religioso ainda é grande, embora não tão intensoquanto no começo do século; o comercio informal estáconcentrado nas atividades de vendedores ambulantes ecamelos; e, atualmente, a praça ainda ponto de encontroda população imigrante, principalmente da comunidadenordestina, e palco de apresentações culturais popularesdiversas.
    26. 26. Seu nome foi alterado várias vezes: Largo do Ouvidor,Largo da Artilharia, Praça Alexandre Herculano. O atualé uma homenagem ao Marechal José Arouche deToledo Rendon.No local, diversos floristas foram-se instalando aospoucos, com a retirada das bancas existentes na Praçada República pelo prefeito Armando de Arruda Pereira.Assim, o Largo do Arouche transformou-se no Mercadodas Flores, oficializado em 1953, e por essa razão étambém conhecido como Praça das Flores.
    27. 27. Abriga importantes esculturas derenomados artistas, tais como: a Meninae o Bezerro, obra do escultor carioca LuizChristophe, encomendada peloprefeito Raimundo Duprat; Afonsod’Escragnolle Taunay um dos maioreshistoriadores brasileiros, principalmentena história das bandeiras paulistas, umaobra concebida pela artista plásticaClaude Dunin; Amor Materno, esculturaque traz uma cadela e seu filhote, emcena que costuma comover quem passapelo largo, obra do francês Louis EugéneVirion, adquirida na década de 1910.
    28. 28. No Largo começam a RuaJaguaribe, a Rua AmaralGurgel, a Avenida Duquede Caxias e a Rua doArouche. Em seu ladooposto passa a AvenidaVieira de Carvalho. Essesdados constam na plantagenérica da cidade deSão Paulo.
    29. 29. A Academia Paulista deLetras tem sua sede no Largoe homenageou oimortal Aureliano Leite, comum busto no largo,inaugurado em 1979, doisanos após a morte do escritor,historiador e político. Obra doescultor pinheirense LuizMorrone.
    30. 30. MACEDO, Silvio Soares; ROBBA,Fabio. Praças brasileiras 3.ed. SãoPaulo: Editora da Universidade de SãoPaulo, 2010http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/sao-paulo/vale-do-anhangabau.php
    1. A particular slide catching your eye?

      Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

    ×