2 microscópio

5,562
-1

Published on

0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,562
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
14
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

2 microscópio

  1. 1. Margarida Barbosa Teixeira MICROSCÓPIO
  2. 2. M.O.C. (Microscópio ótico composto) <ul><li>O M.O.C. é constituído por: </li></ul><ul><li>parte mecânica – suporta e permite controlar uma parte ótica; </li></ul><ul><li>parte ótica – fornece uma imagem ampliada do objeto. </li></ul>
  3. 3. M.O.C. – Parte mecânica Parafuso macrométrico Parafuso micrométrico Canhão Revólver Braço Platina Base
  4. 4. M.O.C. – Parte mecânica <ul><li>Pé ou Base - Suporte do microscópio; </li></ul><ul><li>Braço ou Coluna - Peça fixa à base, na qual estão aplicados os outros elementos; </li></ul><ul><li>Canhão ou Tubo - Peça que possui na extremidade superior a ocular e na extremidade inferior o revólver; </li></ul><ul><li>Platina - Peça que suporta a preparação que se pretende observar. Possui no centro um orifício - janela da platina - que permite a passagem dos raios luminosos. Está, geralmente, munida de um sistema para fixação da preparação; </li></ul><ul><li>Revólver ou Porta-objetivas - Peça giratória portadora de várias objetivas. Ao imprimir-lhe um movimento circular, coloca-se cada uma das objetivas no prolongamento do tubo. </li></ul>
  5. 5. M.O.C. – Parte mecânica <ul><li>Parafuso Macrométrico - Dispositivo que possibilita movimentos verticais de grande amplitude , provocando a aproximação ou o afastamento entre a platina e as objetivas, com o objetivo de fazer uma focagem rudimentar; </li></ul><ul><li>Parafuso Micrométrico - Dispositivo que permite movimentos verticais de pequena amplitude , para focagem precisa . </li></ul>
  6. 6. M.O.C. – Parte ótica Condensador Fonte luminosa Sistema de iluminação Oculares Objetivas Sistema de ampliação
  7. 7. M.O.C. – Parte ótica <ul><li>Fonte luminosa - lâmpada incandescente que projeta os raios luminosos sobre o objeto a observar. </li></ul><ul><li>  Condensador - Dispositivo constituído por duas ou três lentes cuja finalidade é concentrar os raios emitidos pela fonte luminosa, fazendo-os incidir na preparação </li></ul><ul><li>a luz é distribuída regularmente no campo visual. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  8. 8. M.O.C. – Parte ótica <ul><li>Associado ao condensador </li></ul><ul><li>existe um diafragma </li></ul><ul><li>anel com a função de regular a intensidade luminosa do campo visual do microscópio; </li></ul><ul><li>consta de várias palhetas, as quais, através de uma alavanca ou de um parafuso, se aproximam ou afastam do centro, permitindo assim variar o diâmetro da abertura. </li></ul>
  9. 9. M.O.C. – Parte ótica <ul><li>Objetivas - São constituídas por um sistema de lentes que projeta uma imagem ampliada do objeto em direção à ocular. </li></ul><ul><li>A capacidade de ampliação de uma objetiva encontra-se assinalada no seu exterior. </li></ul><ul><li>Relação entre a ampliação da objetiva e a distância de trabalho </li></ul><ul><li>A objetiva de maior ampliação (100 x) é designada de objetiva de imersão visto ser utilizada com a lente frontal imersa numa substância (óleo de imersão), para diminuir a dispersão dos raios luminosos. </li></ul>
  10. 10. M.O.C. – Parte ótica <ul><li>Oculares (1 ou 2) - Sistema de lentes que ampliam a imagem fornecida pela objetiva, funcionando como uma lupa. </li></ul><ul><li>Em cada ocular está assinalado o seu poder de ampliação. </li></ul><ul><li>Podem ajustar-se à distância entre pupilas e focar-se independentemente uma da outra para cada olho. </li></ul>Ampliação total = Ampliação ocular x Ampliação objetiva
  11. 11. M.O.C. – Funcionamento <ul><li>Transporta o microscópio sempre segurando-o com uma mão no braço e outra debaixo da base. </li></ul><ul><li>Coloca o microscópio sobre uma folha de papel. </li></ul><ul><li>Certifica-te de que a objetiva de menor ampliação (4x) está em posição de utilização. </li></ul><ul><li>Com o auxílio do parafuso macrométrico, baixa a platina. </li></ul><ul><li>Coloca a preparação na platina. </li></ul><ul><li>Ilumina o campo do microscópio. </li></ul><ul><li>Aproxima cuidadosamente a platina da objetiva, com o auxílio do parafuso macrométrico. </li></ul><ul><li>Observando através da ocular, afasta lentamente a platina da objetiva, até ver a imagem. </li></ul><ul><li>Foca a ocular esquerda para o olho esquerdo e ajusta a focagem da ocular direita, na própria, para o olho direito. </li></ul><ul><li>Logo que obtenhas uma imagem suficientemente nítida, retifica a focagem com o parafuso micrométrico. </li></ul><ul><li>Regula a iluminação do objeto, controlando a abertura do diafragma. </li></ul>
  12. 12. M.O.C. – Funcionamento <ul><li>Rodando o revólver, coloca a objetiva de ampliação imediatamente superior (10x). Ajusta a focagem usando unicamente o parafuso micrométrico e melhora a iluminação do objeto, abrindo ligeiramente o diafragma. </li></ul><ul><li>Coloca a objetiva de ampliação imediatamente superior (40x) e procede como anteriormente. </li></ul><ul><li>Na operação de focagem deves ter o máximo de cuidado no deslocamento da objetiva, porque, se a desceres exageradamente, podes partir a preparação e danificar a lente frontal. </li></ul><ul><li>Quando for necessário utilizar uma objetiva de 100x: </li></ul><ul><li>desloca o revólver para uma posição intermédia entre a objetiva de 40x e a de 100x; </li></ul><ul><li>coloca uma gota de óleo de imersão sobre a lamela e completa o deslocamento do revólver até à objetiva de 100x; </li></ul><ul><li>ajusta a focagem e regula a iluminação tal como anteriormente; </li></ul><ul><li>ao rodar o revólver, deves certificar-te de que a lente frontal da objetiva não toca na preparação. </li></ul>
  13. 13. M.O.C. – Funcionamento <ul><li>Quando terminares a utilização do microscópio: </li></ul><ul><li>apaga a lâmpada, </li></ul><ul><li>desce a platina totalmente , </li></ul><ul><li>retira a preparação, </li></ul><ul><li>coloca a objetiva de menor ampliação no prolongamento do tubo, </li></ul><ul><li>se utilizares a objetiva de imersão, limpa-a cuidadosamente, de forma a eliminar todo o óleo; procede de igual modo para limpar a preparação definitiva; </li></ul><ul><li>certifica-te que todo o microscópio fica convenientemente limpo; </li></ul><ul><li>tapa o microscópio com a proteção de plástico e arruma-o. </li></ul>
  14. 14. Características da imagem <ul><li>O sistema de objetivas fornece uma imagem real, ampliada e invertida (A’B’) do objeto (AB). </li></ul><ul><li>A ocular atua sobre a imagem obtida pela objetiva (A’B’) fornecendo um imagem virtual, ampliada e invertida (A’’B’’). </li></ul><ul><li>A imagem observada pelo olho humano é ampliada, virtual e duplamente invertida (em ambos os sentidos) em relação ao objeto . </li></ul><ul><li>A imagem desloca-se em sentido oposto ao da deslocação do objeto. </li></ul>Dupla inversão Inversão vertical Inversão horizontal
  15. 15. Características da imagem <ul><li>Aumentando a ampliação: </li></ul><ul><li>a área observada diminui, </li></ul><ul><li>aumenta o detalhe. </li></ul><ul><li>Para uma correta observação deve-se: </li></ul><ul><li>utilizar material de reduzidas dimensões, </li></ul><ul><li>iniciar a observação microscópica utilizando pequenas ampliações, que permitam captar uma ideia de conjunto, </li></ul><ul><li>percorrer a preparação nos vários sentidos a fim de se localizar a zona de maior interesse, </li></ul><ul><li>dessa zona selecionam-se os elementos de maior importância e colocam-se no centro do campo visual, </li></ul><ul><li>só depois se deve passar a objetivas de poder ampliador maior, estas permitirão observar detalhadamente os pormenores. </li></ul>
  16. 16. Unidades de comprimento m - metro mm - milímetro µm - micrómetro ou mícron nm - nanómetro Å - angström 1 mm = 10 -3 m 1 µm = 10 -6 m 1 nm = 10 -9 m 1 Å = 10 –10 m
  17. 17. Poder de resolução <ul><li>Poder de Resolução - menor distância em que dois pontos muito próximos aparecem separados </li></ul><ul><li>Poder de resolução do M.O.C. - 0,2  µm ; </li></ul><ul><li>Quanto mais pequeno o poder de resolução do MOC melhor. </li></ul>
  18. 18. Profundidade do campo do microscópio <ul><li>Ao focarmos um plano desfocamos o outro e vice-versa. </li></ul><ul><li>durante a observação microscópica, de modo a poderem visualizar-se nitidamente pormenores nos diferentes planos deve-se manobrar o parafuso micrométrico. </li></ul><ul><li>A profundidade de campo do microscópio ótico é muito reduzida, não sendo possível focar dois planos diferentes simultaneamente. </li></ul><ul><li>Ao observar-se um objeto, os planos que se encontram quer acima quer abaixo desse plano ficam desfocados. </li></ul>
  19. 19. Regras para elaborar um relatório científico <ul><li>Título – indica claramente qual a intenção principal ao trabalho. </li></ul><ul><li>Autor </li></ul><ul><li>Data - da realização da atividade prática e da elaboração do relatório. </li></ul><ul><li>Introdução – faz uma clara apresentação do problema em estudo (caso exista), indicando o objetivo do trabalho, dizendo de que trata o relatório e os motivos que conduziram à sua elaboração. </li></ul><ul><li>Protocolo experimental - indica o material utilizado e a descrição dos vários passos da experiência. </li></ul><ul><li>Resultados - registados sob a forma de quadros, figuras, esquemas, tabelas, gráficos, notas ou simplesmente descrições; sem comentários interpretativos. </li></ul>
  20. 20. Regras para elaborar um relatório científico <ul><li>Discussão dos resultados – análise e interpretação dos resultados obtidos, tendo em vista o objetivo do trabalho. </li></ul><ul><li>Conclusão - síntese da discussão dos resultados obtidos em relação ao objetivo inicial; deve ser o mais sucinta possível. </li></ul><ul><li>Bibliografia - indicação de livros ou outros materiais consultados durante a realização do trabalho. A bibliografia deve citar-se obedecendo às normas seguintes: </li></ul><ul><li>Nome do autor (ano de edição). Título do livro. Nome da editora, local de edição. </li></ul>

×