A construção da presença em ambientes digitais - oportunidade e desafio para alunos e instituições
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

A construção da presença em ambientes digitais - oportunidade e desafio para alunos e instituições

  • 323 views
Uploaded on

Paper apresentado no Challenges 2013 | Braga | 15 e 16 de Julho de 2013

Paper apresentado no Challenges 2013 | Braga | 15 e 16 de Julho de 2013

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
323
On Slideshare
323
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
2
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. A construção da presença em ambientes digitais Oportunidade e desafio para alunos e instituições Mónica Aresta | Luís Pedro | Carlos Santos | António Moreira Universidade de Aveiro Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais
  • 2. Contextualizando »» espaço de ligação e interação entre pessoas e comunidades »» identidade = experiências académicas formais + percurso de vida Web como plataforma Software social em educação »» comunicação e interação entre indivíduos ou grupos »» mestria tecnológica vs desenvolvimento de consciência crítica em relação ao conteúdo criado e utilizado »» literacia digital Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais
  • 3. Literacia Digital Literacia » capacidade de ler e escrever »» práticas que incentivam e apoiam a capacidade de um indivíduo para representar e compreender ideias, utilizando várias modalidades e ferramentas digitais (O’Brien e Scharber, 2008, apud McLoughlin, 2011); »» utilização criativa das tecnologias, incluindo a utilização das ferramentas para satisfazer necessidades pessoais e profissionais (Martin, 2008; SNOCUL, 2006, apud Bawden, 2008); »» conhecimento necessário à gestão dos espaços digitais públicos e privados que possibilita a construção de uma identidade que integre as dimensões académicas e profissionais das suas vidas (Costa e Torres, 2011). Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais Literacia Digital » capacidade de compreender e utilizar a informação em múltiplos formatos, a partir de uma grande variedade de fontes e quando apresentada através de computadores (Gilster, 1997)
  • 4. Rede e construção da identidade Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais »» publicação de conteúdo (Coiro et al., 2008; Zhao et al., 2008; Greenhow e Robelia, 2009; Greenhow et al., 2009; Costa e Torres, 2011); »» criação de perfis (Boyd, 2008b; Greenhow e Robelia, 2009); »» tipologia de participação (Fraser, 2008). Presença na rede autenticação (validação da identidade dos indivíduos nos sistemas digitais) conteúdo (informação partilhada para comunicar e interagir com os outros) Identidade online »» continuum (Warburton et al., 2010) total da informação referente ao indivíduo e publicada na rede (credenciais eletrónicas + representação complexa do eu
  • 5. Rede e construção da identidade Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais Diferenças entre o mundo físico e o mundo digital (Boyd, 2002) »» persistência da informação »» facilidade de procura (searchability) »» replicabilidade dos conteúdos publicados »» audiências invisíveis » Mecanismos de controle »» anonimato; criação e gestão de diferentes contas de e-mail ou usernames para diferentes sistemas »» tentativa de replicação dos contextos existentes no mundo físico Visitantes ou residentes (White, 2008)? Identidade online »» forma de revelar a soma das experiências, competências e capacidades do indivíduo »» curriculm vitae dinâmico e abrangente
  • 6. A construção da presença em ambientes digitais Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais “Como se constrói, gere e perceciona a presença construída em ambientes digitais?” Estudo de caso »» análise da identidade construída e manifestada no SAPO Campus, Facebook e Twitter »» identificação dos aspetos que caraterizam a identidade construída na rede »» avaliação da importância da identidade online enquanto meio de manifestação e divulgação de competências »» amostra por conveniência (n=13) Técnicas de recolha de dados »» inquérito por questionário | observação direta não participante | inquérito por entrevista
  • 7. A construção da presença em ambientes digitais Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais Inquérito por questionário »» identificação dos contextos de utilização das ferramentas do software social Observação direta »» conteúdos publicados pelos participantes no SAPO Campus, Facebook e Twitter durante um período de dez meses (correspondentes a um ano letivo) »»análise e codificação segundo a tipologia de conteúdo (i.e. conteúdo de caráter pessoal, social, académico, profissional e organizacional) e segundo o formato (i.e. mensagens de texto, partilha de ligações, conteúdos áudio/vídeo e partilha de fotos) »» 3692 publicações > SAPO Campus, 347 publicações Facebook, 1249 publicações Twitter, 2096 publicações Inquérito por entrevista »» caraterização da identidade construída na rede »» motivações para a construção da identidade »» identificação dos mecanismos de gestão adotados na gestão da presença online »» avaliação do potencial e/ou real impacto da identidade construída na rede
  • 8. A construção da presença em ambientes digitais Resultados Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais SAPO Campus »» identidade assente na partilha de conteúdos de teor académico »» associação entre a plataforma e a Universidade de Aveiro » fator de influência »» transferência ou repercussão da credibilidade institucional » vantagens da construção de uma identidade no SAPO Campus Presença na rede »» SAPO Campus »» presença maioritariamente académica »» assente em mensagens de texto (posts) »» Facebook »» presença maioritariamente social (82% das publicações) »» assente na partilha de conteúdos áudio/vídeo, e ligações »» Twitter »» presença maioritariamente social (81% das publicações) »» assente na partilha de ligações »» presença de 10% de conteúdos de caráter académico
  • 9. A construção da presença em ambientes digitais Resultados Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais Gestão da presença na rede »» cuidado prévio na publicação de conteúdos »» edição e seleção prévia de conteúdos »» não publicação de conteúdos de caráter pessoal »» adequação dos conteúdos ao espaço onde serão publicados Importância da identidade online »» presença construída na rede enquanto forma de demonstração das capacidades adquiridas e desenvolvidas ao longo do percurso académico e profissional e não apenas como espaço social » das 3692 publicações analisadas apenas 3,3% foi codificado em “profissional”
  • 10. Construção da identidade em ambientes digitais »» entrevistas »» visão pessoal da construção da identidade online »» caraterização da presença construída na rede »» descrição dos processos de seleção e gestão de conteúdos e ligações »» reflexão sobre o real e/ou potencial impacto da identidade online »» identificação de três grandes áreas na construção da identidade »» representação digital » informação e conteúdos que o indivíduo publica e partilha na rede e que concretizam a dimensão digital da sua identidade »» gestão da privacidade » mecanismos ou estratégias a que o indivíduo recorre de forma a ter um maior controlo e gerir a sua representação na rede »» reputação » impacto real ou potencial da identidade online construída pelo indivíduo A construção da presença em ambientes digitais Resultados Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais
  • 11. Representação Digital Subcategoria Objeto de análise Elementos de Identificação Nome de utilizador Imagem de perfil Informação Adicional Informação biográfica Informação de contacto Mote, Interesses e preferências Relação com a comunidade Ligação para outros espaços Conteúdo Tópicos Estrutura do discurso Tipologia de conteúdo Formato do conteúdo Gestão da Privacidade Subcategoria Objeto de análise Processo de Registo E-mail de registo ou nome de utilizador Gestão de Contactos Rede de contactos (friends, followers) Gestão de Contextos Conteúdo republicado entre espaços Reputação Subcategoria Objeto de análise Demonstração de competências/ capacidades Conteúdo publicado Visibilidade e Exposição Conteúdo reproduzido (entre plataformas) Interação com pares e/ou especialistas Ligação à Identidade Institucional Referência, menção ou ligação à Identidade online da instituição Categorias baseadas em Boyd (2008), Greenhow e Robelia (2009), Jones (2008) e Zhao et al. (2008) Categorias baseadas em Boyd (2008), Stankovic (2009) »» representação digital » informação e conteúdos que o indivíduo publica e partilha na rede »» gestão da privacidade » mecanismos ou estratégias a que o indivíduo recorre de forma a gerir a sua representação na rede »» reputação » impacto real ou potencial da identidade online A construção da presença em ambientes digitais Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais
  • 12. » Identidade orientada para o contexto » cuidado na seleção e produção dos conteúdos a publicar; adequação do tipo de discurso, tópicos abordados e tipologia de conteúdo ao contexto e/ou plataforma » Identidade orientada pelo utilizador » presença orientada pelos interesses do utilizador (reflexo da sua identidade real) e não pelas caraterísticas dos espaços online Modelo para a análise da identidade online Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais
  • 13. Literacia Digital »» conhecimento necessário à compreensão do impacto transformativo e social das ações digitais (Martin, 2008) e à gestão dos espaços digitais públicos e privados onde o indivíduo constrói a sua identidade (Costa e Torres, 2011) »» presença e participação na rede »» necessidade de maior reflexão »» alteração na perspetiva e posicionamento de alunos e instituições »» alunos » instituição como espaço de desenvolvimento da autonomia » instituição como cenário de construção de uma identidade forte, bem articulada, única e dinâmica base para a construção de uma reputação »» instituições » alunos como promotores ativos da própria qualidade » condições para o desenvolvimento do currículo académico e da identidade e presença online » alunos como entidades singulares, com competências adequadas às necessidades atuais Considerações finais Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais
  • 14. “The creation of even one single account marks the beginning of our digital self. It is up to us to manage it wisely, and guide others in their journey to create theirs.” (Costa e Torres, 2011) Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais
  • 15. Mónica Aresta | maresta (twitter) | m.aresta@ua.pt Luís Pedro Carlos Santos António Moreira Universidade de Aveiro Challenges 2013 | Universidade do MinhoA construção da presença em ambientes digitais