0
CURSO DE APERFEIÇOAMENTOTerça feira 16 de Abril 2013
DIRETRIZES PARA CRIAÇÃO DEPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREEstruturação de periódicos científicos em meioeletrônicoPolíticas e fe...
PERIÓDICOS CIENTÍFICOS HOJEPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREPOLÍTICAS E FERRAMENTASEDIÇÃO ELETRÔNICAINDEXAÇÃO NA INTERNET
O QUE É? QUEM É?COMO É? ONDE É?CARACTERISTICAS PARTICIPANTES ESTRATÉGIAS FONTES
PERIÓDICOS CIENTÍFICOS HOJEPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREPOLÍTICAS E FERRAMENTASEDIÇÃO ELETRÔNICAINDEXAÇÃO NA INTERNET
INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃOOs computadores e as redes de informação estão mudando a sociedade e a formacomo vivemos e pensamos
INTRODUÇÃOA informação pode ser caraterizada pelo tipo de suporte na qual ela é transmitida.Os documentos digitalizados de...
INTRODUÇÃOO documento eletrônico forma parte das coleções digitais fora e dentro da Internet.Esses materiais precisam de u...
INTRODUÇÃOEvolução da prática científica• O compartilhamento dos dados das pesquisasmudou para práticas abertas.• O gerenc...
INTRODUÇÃOConhecimento científico-tecnológico é publicado em diferentes canais e formatos,mas...• Falta de recursos financ...
OS PERIÓDICOS CIENTÍFICOSHOJE
OS PERIÓDICOS CIENTÍFICOS HOJECompromisso de ser um meio de informação e integração entre acomunidade científica e a socie...
OS PERIÓDICOS CIENTÍFICOS HOJECIENTISTAS, EQUIPE EDITORIALExiste um mal-estar entre os cientistas pela abundância da infor...
OS PERIÓDICOS CIENTÍFICOS HOJERedefinição de papeis editoriais• Responsabilidades dos autores (auto-arquivamento);• Atribu...
OS PERIÓDICOS CIENTÍFICOS HOJEA Internet mudou profundamente as formas de publicação. No final do século XX adigitalização...
O QUE É? QUEM É?COMO É? ONDE É?CARACTERISTICAS PARTICIPANTES ESTRATÉGIAS FONTES
PERIÓDICOS DE ACESSO LIVRE
PERIÓDICOS DE ACESSO LIVREDEFINIÇÃOSignifica que os usuários da literatura científicapodem ler, baixar, copiar, distribuir...
PERIÓDICOS DE ACESSO LIVRECOMO ACONTECEAcesso on-line imediato aos resultados das pesquisas científicas• Vía DoradaRevista...
PERIÓDICOS DE ACESSO LIVRESERVIÇOS VIABILIZADOS• Busca unificada• Descoberta de recursos via perfis de DSI- Atualização pr...
PERIÓDICOS DE ACESSO LIVRESERVIÇOS VIABILIZADOS• Formação de bases de dados (reutilização de metadados)- “harvesting” como...
PERIÓDICOS DE ACESSO LIVRESERVIÇOS VIABILIZADOSPossibilitam e fomentam: avaliação pelos pares (referees) busca e acesso ...
PERIÓDICOS DE ACESSO LIVRESERVIÇOS VIABILIZADOS• Biblioteca como publicadora- Kit de softwares- Promovendo a Preservação d...
O QUE É? QUEM É?COMO É? ONDE É?CARACTERISTICAS PARTICIPANTES ESTRATÉGIAS FONTES
POLÍTICAS E FERRAMENTAS
POLÍTICAS E FERRAMENTASMandatos de Acesso Livre
POLÍTICAS E FERRAMENTASPROTOCOLO OAI-PMHProve interoperabilidade entre arquivos digitais de textocompleto na Rede, dando m...
POLÍTICAS E FERRAMENTASENVOLVIDOS NA OAIProvedores de DadosSistemas que utilizam o protocolo OAI-PHM como um meio de expor...
POLÍTICAS E FERRAMENTASRequisitos para alcançar a qualidade• Ampliação de equipe técnica capacitada na tecnologia• Equipe ...
POLÍTICAS E FERRAMENTASENVOLVIDOS NA OAIAtravés das ações propostas e do esforço colaborativode grande número de pesquisad...
POLÍTICAS E FERRAMENTASEncontrou diversas ferramentas baseadas no Modelo Open Archives, tais como:repositórios digitais, p...
POLÍTICAS E FERRAMENTASOs periódicos eletrônicos na nova sociedade em rede. E as bibliotecas?Que lugar ocupam nas mudanças...
O QUE É? QUEM É?COMO É? ONDE É?CARACTERISTICAS PARTICIPANTES ESTRATÉGIAS FONTES
EDIÇÃO ELETRÔNICA
EDIÇÃO ELETRÔNICAA edição eletrônica é uma realidade. As teses, dissertações e revistas científicasonline são um paradigma...
EDIÇÃO ELETRÔNICADiferenças fundamentais da versão em papel1- Acessibilidade de qualquer lugar doplaneta2- Conteúdo gerenc...
EDIÇÃO ELETRÔNICASistemas de editoração eletrônica.• Armazenam perfis;• Enviam de arquivos on-line;• Aceitam arquivos em d...
EDIÇÃO ELETRÔNICASistemas editoração eletrônica• Melhoria no processo de avaliação;• Maior visibilidade da revista e da in...
O QUE É? QUEM É?COMO É? ONDE É?CARACTERISTICAS PARTICIPANTES ESTRATÉGIAS FONTES
INDEXAÇÃO NA INTERNET
INDEXAÇÃO NA INTERNETINSTITUIÇÕES INDEXADORAS, CAPES
INDEXAÇÃO NA INTERNETTRANSFORMAÇÃO NACIONAL• Apoiado por agências governamentais como FINEP e CNPq,O Brasil inicia um proc...
INDEXAÇÃO NA INTERNETINSTITUIÇÕES INDEXADORAS, CAPES
INDEXAÇÃO NA INTERNETO futuro dos portais de periódicos
INDEXAÇÃO NA INTERNETBenefícios dos portais de revistasIMPLICAÇÕESPortais de periódicos no SEER só viraram realidade devid...
INDEXAÇÃO NA INTERNETDesafios dos portais de revistas• Integração dos portais de periódicos eletrônicos com os repositório...
INDEXAÇÃO NA INTERNETA adesão ao protocolo OAI-PMH possibilita às revistas editadas com o SEERdisponibilizarem em âmbito m...
INDEXAÇÃO NA INTERNETO futuro dos portais de periódicos
INDEXAÇÃO NA INTERNETO futuro dos portais de periódicos
INDEXAÇÃO NA INTERNETO crescimento da produção documentalAumento da atividade documental gerada pela sociedadeda informaçã...
INDEXAÇÃO NA INTERNETA tecnologia favorece a capacidade de serviço das bibliotecas.O modelo digital foi assumido primeiro ...
INDEXAÇÃO NA INTERNETRedes Sociais.• son un recurso para la búsqueda;• pueden actuar como filtros de la calidad de lainfor...
O QUE É? QUEM É?COMO É? ONDE É?CARACTERISTICAS PARTICIPANTES ESTRATÉGIAS FONTES
COMO SERÁ O AMANHA...CARACTERISTICAS PARTICIPANTES ESTRATÉGIAS FONTES
PUBLICAÇÕES ELETRÔNICASAs bibliotecas universitárias são as grandes consumidoras de periódicos e livroscientíficos. A vari...
PUBLICAÇÕES ELETRÔNICASAs publicações eletrônicas resolvem problemas das bibliotecas, como a necessidadede espaço, o deter...
RECOMENDAÇÕES• Adotar software livre.• Promover eventos sobre o assunto envolvendo os vários atores doprocesso de produção...
RECOMENDAÇÕES• Divulgar o repositório como uma inovação no processo de publicação.• Informar aos contribuintes como o inve...
PERIÓDICOS CIENTÍFICOS HOJEPERIÓDICOS ELETRÔNICOSPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREPOLÍTICAS E FERRAMENTASEDIÇÃO ELETRÔNICAINDEXAÇ...
DIRETRIZES PARA CRIAÇÃO DEPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREEstruturação de periódicos científicos em meioeletrônicoPolíticas e fe...
CURSO DE APERFEIÇOAMENTOTerça feira 16 de Abril 2013
OBRIGADO!miguel@ibict.brSkipe: miguel.ibictTel: (61) 9692-2368http://slideshare.net/gemireki
DIRETRIZES PARA CRIAÇÃO DEPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREEstruturação de periódicos científicos em meio eletrônicoPolíticas ...
DIRETRIZES PARA CRIAÇÃO DEPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREEstruturação de periódicos científicos em meio eletrônicoPolíticas ...
DIRETRIZES PARA CRIAÇÃO DEPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREEstruturação de periódicos científicos em meio eletrônicoPolíticas ...
DIRETRIZES PARA CRIAÇÃO DEPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREEstruturação de periódicos científicos em meio eletrônicoPolíticas ...
DIRETRIZES PARA CRIAÇÃO DEPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREEstruturação de periódicos científicos em meio eletrônicoPolíticas ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

DIRETRIZES PARA CRIAÇÃO DE PERIÓDICOS DE ACESSO LIVRE Estruturação de periódicos científicos em meio eletrônico Políticas e ferramentas

348

Published on

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO Terça feira 16 de Abril 2013, UFRN , Natal, RN

1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
348
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "DIRETRIZES PARA CRIAÇÃO DE PERIÓDICOS DE ACESSO LIVRE Estruturação de periódicos científicos em meio eletrônico Políticas e ferramentas"

  1. 1. CURSO DE APERFEIÇOAMENTOTerça feira 16 de Abril 2013
  2. 2. DIRETRIZES PARA CRIAÇÃO DEPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREEstruturação de periódicos científicos em meioeletrônicoPolíticas e ferramentasMiguel Ángel Márdero Arellano - MCTI-Ibict
  3. 3. PERIÓDICOS CIENTÍFICOS HOJEPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREPOLÍTICAS E FERRAMENTASEDIÇÃO ELETRÔNICAINDEXAÇÃO NA INTERNET
  4. 4. O QUE É? QUEM É?COMO É? ONDE É?CARACTERISTICAS PARTICIPANTES ESTRATÉGIAS FONTES
  5. 5. PERIÓDICOS CIENTÍFICOS HOJEPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREPOLÍTICAS E FERRAMENTASEDIÇÃO ELETRÔNICAINDEXAÇÃO NA INTERNET
  6. 6. INTRODUÇÃO
  7. 7. INTRODUÇÃOOs computadores e as redes de informação estão mudando a sociedade e a formacomo vivemos e pensamos
  8. 8. INTRODUÇÃOA informação pode ser caraterizada pelo tipo de suporte na qual ela é transmitida.Os documentos digitalizados de origem impressa aparecem no final do século XX.
  9. 9. INTRODUÇÃOO documento eletrônico forma parte das coleções digitais fora e dentro da Internet.Esses materiais precisam de uma nova forma de gestão.
  10. 10. INTRODUÇÃOEvolução da prática científica• O compartilhamento dos dados das pesquisasmudou para práticas abertas.• O gerenciamento individual dos dados daspesquisas foi substituído pelos repositóriosde dados científicos.• A transparência no tratamento dos dadoscientíficos prevalece em todas ascomunidades científicas.
  11. 11. INTRODUÇÃOConhecimento científico-tecnológico é publicado em diferentes canais e formatos,mas...• Falta de recursos financeiros, técnicos e humanosdificulta a divulgação da produção nacional a longoprazo• Políticas não contemplam capacitação editorial• Poucos são capacitados nas atividades editorais decongressos e periódicos• Incentivo maior à publicação em periódicosinternacionais• Financiamento é limitado (inclusiveinternacionalmente).
  12. 12. OS PERIÓDICOS CIENTÍFICOSHOJE
  13. 13. OS PERIÓDICOS CIENTÍFICOS HOJECompromisso de ser um meio de informação e integração entre acomunidade científica e a sociedade.As inovações tecnológicas tem transformado a forma como a informação éprocessada, guardada, acessada, compartilhada e analisada.A Internet, como sistema de informação colocou nas mãos dos cientistas apossibilidade de reapropriação das condições de produção, difusão e uso dos produtosda ciência.O uso da tecnologia interativa varia enormemente de uma área científica para outra,assim como entre instituições em função de diferentes fatores.Existe uma ambiguidade entre um aceso mais amplo e integrado às fontes deinformação e o acesso intelectuais aos materiais especializados.
  14. 14. OS PERIÓDICOS CIENTÍFICOS HOJECIENTISTAS, EQUIPE EDITORIALExiste um mal-estar entre os cientistas pela abundância da informaçãoe ao mesmo tempo um fascínio com a comunicação que facilitam oscomputadores na resolução de suas necessidades de informação ecomunicação.Na Internet a informação científica é uma pequena parte e usadistribuição nela dificultam a pesquisa exaustiva e completa.As mudanças atuais na estrutura dos sistemas de informaçãocientífica são mais evolutivos do que revolucionários. Os novossistemas coexistirão com os mais tradicionais por um tempo.
  15. 15. OS PERIÓDICOS CIENTÍFICOS HOJERedefinição de papeis editoriais• Responsabilidades dos autores (auto-arquivamento);• Atribuição de direitos autorais livre;• Gerenciamento editorial abreviado ouestendido;• Uso de aplicativos para disseminaçãoe preservação de conteúdos
  16. 16. OS PERIÓDICOS CIENTÍFICOS HOJEA Internet mudou profundamente as formas de publicação. No final do século XX adigitalização da linguagem escrita alcançou também a indústria do livro.INFORMAÇÃO PRIMÁRIA: por estarem na fasefinal da produção científica, elas estão diluídas edispersas. São relatórios de pesquisa, artigosde periódicos, patentes, teses, dissertações,anotações de pesquisa, catálogos de fabricantes,jornais, fotografias, pré-prints e pós-prints,entre outros.
  17. 17. O QUE É? QUEM É?COMO É? ONDE É?CARACTERISTICAS PARTICIPANTES ESTRATÉGIAS FONTES
  18. 18. PERIÓDICOS DE ACESSO LIVRE
  19. 19. PERIÓDICOS DE ACESSO LIVREDEFINIÇÃOSignifica que os usuários da literatura científicapodem ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir,procurar, fazer links a textos completos e usá-los com qualquer propósito legítimo, sembarreiras financeiras, legais ou técnicas, do queaquelas que a Internet possui e sem custoalgum.
  20. 20. PERIÓDICOS DE ACESSO LIVRECOMO ACONTECEAcesso on-line imediato aos resultados das pesquisas científicas• Vía DoradaRevistas de acesso livre• Vía VerdeAuto-arquivamento por parte dos autores em repositórios digitais• Vía AzulAs agências de financiamento obrigam o auto-arquivamento.
  21. 21. PERIÓDICOS DE ACESSO LIVRESERVIÇOS VIABILIZADOS• Busca unificada• Descoberta de recursos via perfis de DSI- Atualização profissional via “harvesting pessoal”- Usuário escolhe assunto e repositórios digitais- Busca periódica• Biblioteca digital- Extensões do protocolo endereçando interfacesentre módulos de biblioteca digital completa.
  22. 22. PERIÓDICOS DE ACESSO LIVRESERVIÇOS VIABILIZADOS• Formação de bases de dados (reutilização de metadados)- “harvesting” como opção de coleta de informação livrena Web- acesso ao objeto digital referenciado- integração global- bases temáticas, qualificadas, orientadas por problemaspor missão e por tipologia documentária• Estabelecimento de redes cooperativas- Cooperação via “harvesting”- Integração com outras redes- Regionalização
  23. 23. PERIÓDICOS DE ACESSO LIVRESERVIÇOS VIABILIZADOSPossibilitam e fomentam: avaliação pelos pares (referees) busca e acesso (browsing, automatedsearches) divulgação e disseminação publicação e comunicação indexação e serviços de informação armazenamento e preservação a longo-prazo diminuição dos custos preservação dos direitos autorais
  24. 24. PERIÓDICOS DE ACESSO LIVRESERVIÇOS VIABILIZADOS• Biblioteca como publicadora- Kit de softwares- Promovendo a Preservação digital da memóriaacadêmica• Catálogo coletivo de revistas eletrônicas livres- Busca simultânea - metabuscador- Texto completo- Opção às assinaturas convencionais- Usuário: sugestões e avaliação
  25. 25. O QUE É? QUEM É?COMO É? ONDE É?CARACTERISTICAS PARTICIPANTES ESTRATÉGIAS FONTES
  26. 26. POLÍTICAS E FERRAMENTAS
  27. 27. POLÍTICAS E FERRAMENTASMandatos de Acesso Livre
  28. 28. POLÍTICAS E FERRAMENTASPROTOCOLO OAI-PMHProve interoperabilidade entre arquivos digitais de textocompleto na Rede, dando maior visibilidade e integração aosconteúdos das publicações e repositórios digitais.Padroniza o diálogo entre dois tipos de parceiros institucionais:• Provedores de Dados• Provedores de Serviços
  29. 29. POLÍTICAS E FERRAMENTASENVOLVIDOS NA OAIProvedores de DadosSistemas que utilizam o protocolo OAI-PHM como um meio de expor metadados.Harvesters (coletadores)Programas que utilizam a interface oferecida pelo protocolo OAI-PMH paracoletar metadadosProvedores de ServiçosOs provedores de serviços utilizam os metadados coletados pelos harvestersvia protocolo OAI-PHM.
  30. 30. POLÍTICAS E FERRAMENTASRequisitos para alcançar a qualidade• Ampliação de equipe técnica capacitada na tecnologia• Equipe de prospecção, pesquisa, desenvolvimento emanutenção permanente• Ampliação e melhoria da infraestrutura de hospedageme treinamento• Produção de manuais, relatos, relatórios de problemase sugestões de melhorias e novas necessidades porparte das equipes editorais.
  31. 31. POLÍTICAS E FERRAMENTASENVOLVIDOS NA OAIAtravés das ações propostas e do esforço colaborativode grande número de pesquisadores de origemmultidisciplinar, foram desenvolvidas soluçõestecnológicas e estabelecidos padrões deinteroperabilidade para melhorar a disseminação daprodução científica.
  32. 32. POLÍTICAS E FERRAMENTASEncontrou diversas ferramentas baseadas no Modelo Open Archives, tais como:repositórios digitais, periódicos eletrônicos, bibliotecas digitais de teses edissertações, etc.
  33. 33. POLÍTICAS E FERRAMENTASOs periódicos eletrônicos na nova sociedade em rede. E as bibliotecas?Que lugar ocupam nas mudanças econômicas, editoriais e tecnológicas?
  34. 34. O QUE É? QUEM É?COMO É? ONDE É?CARACTERISTICAS PARTICIPANTES ESTRATÉGIAS FONTES
  35. 35. EDIÇÃO ELETRÔNICA
  36. 36. EDIÇÃO ELETRÔNICAA edição eletrônica é uma realidade. As teses, dissertações e revistas científicasonline são um paradigma digital irreversível no âmbito acadêmico.
  37. 37. EDIÇÃO ELETRÔNICADiferenças fundamentais da versão em papel1- Acessibilidade de qualquer lugar doplaneta2- Conteúdo gerenciado por um banco dedados3- Suporte integral à multimídia4- Suporte a hiperlinks internos e externos
  38. 38. EDIÇÃO ELETRÔNICASistemas de editoração eletrônica.• Armazenam perfis;• Enviam de arquivos on-line;• Aceitam arquivos em diversos formatos, comimagem e multimídia;• Facilitam o envio e edição de vários tipos derelatórios;• Facilitam a composição, e adaptação a distintosrequerimentos gráficos;• Automatizam a comunicação via e-mail;• Precisam de atualização e suporte técnico.
  39. 39. EDIÇÃO ELETRÔNICASistemas editoração eletrônica• Melhoria no processo de avaliação;• Maior visibilidade da revista e da instituição;• Ampliação significativa da captação de artigos;• Maior interação entre usuários e registro de todos osdiálogos;• Transparência no processo editorial;• Importância dos treinamentos;• Promoção de novos; mecanismos de indexação;• Exportação e importação de dados.
  40. 40. O QUE É? QUEM É?COMO É? ONDE É?CARACTERISTICAS PARTICIPANTES ESTRATÉGIAS FONTES
  41. 41. INDEXAÇÃO NA INTERNET
  42. 42. INDEXAÇÃO NA INTERNETINSTITUIÇÕES INDEXADORAS, CAPES
  43. 43. INDEXAÇÃO NA INTERNETTRANSFORMAÇÃO NACIONAL• Apoiado por agências governamentais como FINEP e CNPq,O Brasil inicia um processo de promoção das suaspublicações científicas desde 1980, motivando a suacompetência internacional.• Na década de 1990 aparecem diferentes iniciativas paradar visibilidade às publicações na América Latina: LILACS,BIREME, REDUC, INFOPLAN, REPIDISCA, LATINDEX, etc.• Em 1998 e com o apoio da BIREME é desenvolvido o projetoScientific Electronic Library Online –SCIELO.
  44. 44. INDEXAÇÃO NA INTERNETINSTITUIÇÕES INDEXADORAS, CAPES
  45. 45. INDEXAÇÃO NA INTERNETO futuro dos portais de periódicos
  46. 46. INDEXAÇÃO NA INTERNETBenefícios dos portais de revistasIMPLICAÇÕESPortais de periódicos no SEER só viraram realidade devido aos recursos daInternet e sua linguagem, e também com o uso dos softwares referentes aosArquivos Abertos, que permitem que vários periódicos de diferentes áreas seagrupem como um coletivo.VISIBILIDADEPodem aumentar a presença das revistas na Rede e superar as limitações doesquema padrão de metadados Dublin Core, integrando o sistema com o GoogleAnalytics, a aplicação da Google para análise de tráfego do portal. Apenasusando o plugin do sistema e criando uma conta no Google Analytics.
  47. 47. INDEXAÇÃO NA INTERNETDesafios dos portais de revistas• Integração dos portais de periódicos eletrônicos com os repositóriosinstitucionais.• Convergência de interesses e necessidades dos editores de revistas deportais OJS via redes de cooperação.• Compartilhar e sistematizar as experiências de sucesso de periódicos comalto índice de impacto.
  48. 48. INDEXAÇÃO NA INTERNETA adesão ao protocolo OAI-PMH possibilita às revistas editadas com o SEERdisponibilizarem em âmbito mundial seus dados essenciais (metadados), podendo oartigo ser acessado e copiado em qualquer lugar do planeta por meio da internet.
  49. 49. INDEXAÇÃO NA INTERNETO futuro dos portais de periódicos
  50. 50. INDEXAÇÃO NA INTERNETO futuro dos portais de periódicos
  51. 51. INDEXAÇÃO NA INTERNETO crescimento da produção documentalAumento da atividade documental gerada pela sociedadeda informação e o uso social das tecnologias.A consolidação da Ciência da Informação nasuniversidadesOs avanços tecnológicos nos sistemas de arquivos ebibliotecasA aplicação massiva de tecnologias nas instituiçõesA alfabetização informacional
  52. 52. INDEXAÇÃO NA INTERNETA tecnologia favorece a capacidade de serviço das bibliotecas.O modelo digital foi assumido primeiro pelas bibliotecas universitárias.
  53. 53. INDEXAÇÃO NA INTERNETRedes Sociais.• son un recurso para la búsqueda;• pueden actuar como filtros de la calidad de lainformación que se hace referencia;• permiten compartir información, produciéndose“inteligencia colectiva”;• permiten influir en la comunidad;• ciertas búsquedas de información pasan a hacersede forma individual a social.
  54. 54. O QUE É? QUEM É?COMO É? ONDE É?CARACTERISTICAS PARTICIPANTES ESTRATÉGIAS FONTES
  55. 55. COMO SERÁ O AMANHA...CARACTERISTICAS PARTICIPANTES ESTRATÉGIAS FONTES
  56. 56. PUBLICAÇÕES ELETRÔNICASAs bibliotecas universitárias são as grandes consumidoras de periódicos e livroscientíficos. A variedade de modelos de negócios e formatos dificulta a gestão.
  57. 57. PUBLICAÇÕES ELETRÔNICASAs publicações eletrônicas resolvem problemas das bibliotecas, como a necessidadede espaço, o deterioro e reposição de materiais, a gestão da coleção. Ainda existemproblemas para sua integração plena.
  58. 58. RECOMENDAÇÕES• Adotar software livre.• Promover eventos sobre o assunto envolvendo os vários atores doprocesso de produção científica.• Recomendar o auto-arquivamento por parte dos autores.• Utilizar algum mecanismo para controle das versões dos textos.• Padronizar o conjunto de metadados para compartilhamento dasinformações.• Publicar as estatísticas de uso dos repositórios.• Implementar o acesso aos repositórios usando ferramentas de redessociais.• Adotar algum critério de seleção na criação das coleções digitais deacesso livre.• Indexar o conteúdo dos seus repositórios em bases de dados de acessolivre internacionais.
  59. 59. RECOMENDAÇÕES• Divulgar o repositório como uma inovação no processo de publicação.• Informar aos contribuintes como o investimento na universidade podebeneficiar a vida de todos.• Reconhecer os repositórios como canais de comunicação certificadospela comunidade científica.• Permitir a descentralização do processo de publicação por meio desoftwares de código aberto e protocolos de comunicação.• Adotar algumas das políticas de direitos de autoria e metadadosinformados no projeto RoMEO da Universidade de Loughborough(Inglaterra).• Manter a equipe da biblioteca atualizada...
  60. 60. PERIÓDICOS CIENTÍFICOS HOJEPERIÓDICOS ELETRÔNICOSPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREPOLÍTICAS E FERRAMENTASEDIÇÃO ELETRÔNICAINDEXAÇÃO NA INTERNET
  61. 61. DIRETRIZES PARA CRIAÇÃO DEPERIÓDICOS DE ACESSO LIVREEstruturação de periódicos científicos em meioeletrônicoPolíticas e ferramentasMiguel Ángel Márdero Arellano - MCTI-Ibict
  62. 62. CURSO DE APERFEIÇOAMENTOTerça feira 16 de Abril 2013
  63. 63. OBRIGADO!miguel@ibict.brSkipe: miguel.ibictTel: (61) 9692-2368http://slideshare.net/gemireki
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×