Paganismo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Paganismo

on

  • 1,311 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,311
Views on SlideShare
1,311
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
50
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Paganismo Paganismo Presentation Transcript

  • PAGANISMO Obeliscos Símbolo mais conhecido, relacionado a adoração ao Deus Sol.
  •  Veja abaixo alguns versículos da Bíblia Sagrada, onde DEUS manda destruir todos Obeliscos:   (II Reis 10:25 a 27) Sucedeu que, acabado o oferecimento do holocausto, ordenou Jeú aos da sua guarda e aos capitães: Entrai, feri-os, que nenhum escape; e os da guarda e os capitães os lançaram fora e penetraram no mais interior da casa de Baal, e tiraram as colunas que estavam na casa de Baal, e as queimaram. Também quebraram a própria coluna de Baal, e derrubaram a casa de Baal, e a transformaram em latrinas até ao dia de hoje. Assim Jeú exterminou de Israel a Baal.   (Oséias 10:1-2) "Israel é vide luxuriante, que dá o fruto; segundo a abundância do seu fruto, assim multiplicou os altares; quanto melhor a terra, tanto mais colunas fizeram. O seu coração é falso; por isso serão culpados; o SENHOR quebrará os seus altares, e deitará abaixo as colunas”.
  •  O obelisco é uma antiga invenção egípcia. Os egípcios acreditavam que o espírito do deus do sol, Rá, habitava no obelisco. Portanto, três vezes ao dia, se possível, adoravam e faziam preces ao obelisco, sempre voltados para o oriente. O maior obelisco no mundo é o monumento a Washington, na capital norte-americana. Esse monumento foi criado pelos maçons em homenagem ao primeiro presidente dos EUA. Para ver como o obelisco é importante para os maçons, você somente precisa ir a um cemitério onde haja maçons nterrados e observar os túmulos que exibem obeliscos como lápide.
  •  Veja algumas fotos que mostram obeliscos ou formas de pirâmides, usadas por Igrejas evangélicas e católicas:  PRIMEIRA IGREJA PRESBITERIANA DE PORTLANDE VATICANO, OBELISCO DA PRAÇA DE SÃO PEDRO Primeira Igreja Presbiteriana de Portland - EUAPrimeira Igreja Presbiteriana de Portland - EUAPrimeira Igreja Presbiteriana de Portland - EUA
  • ESSA FOTOS FORAM: Roma, obelisco - Igreja Santa Maria Maggiore Igreja Mórmon
  •  Igreja Católica Igreja Batista
  •  Igreja Batista em Cleveland Igreja Católica
  •  Igreja Metodista de Londrina - Brasil  Igreja Metodista
  •  Os maçons também usam os obeliscos em seus túmulos, veja abaixo:
  •  Igreja Católica - Roma
  • VEJA DE CIMA  A Praça São Pedro possui o maior círculo solar da terra com as oito etapas e o obelisco, antigo símbolo pagão, a habitação do falso deus solar do Egito.
  • DEUS SEMPRE ABOMINOU OS OBILISCOS  (AT 5:29) - Porém, respondendo Pedro e os apóstolos, disseram: Mais importa obedecer a Deus do que aos homens.  (MC 7:7) - Em vão, porém, me honram, Ensinando doutrinas que são mandamentos de homens.  CONCLUSÃO  Os obeliscos foram criados e cultuados pelos os pagãos adoradores do falso deus sol.  Sabemos que Deus sempre abominou e combateu os obeliscos, como vimos na Bíblia.  Saiba que a maior abominação para Deus é a adoração ao falso deus sol, leia (Ezequiel 8: 16 e 17)
  • O NATAL  A festa do Natal foi instituída oficialmente pelo Papa romano Libério no ano 354. Na verdade, a data de 25 de dezembro não se deve a um estrito aniversário cronológico, mas sim à substituição, com motivos cristãos, das antigas festas pagãs - onde os pagãos tributavam homenagem às falsas divindades do oriente -- expressam o sincretismo da festividade, de acordo com as medidas de assimilação religiosa adotadas por Constantino
  •  A razão provável da adoção do dia 25 de dezembro é que os primeiros cristãos desejaram que a data coincidisse com a festa pagã dos romanos dedicada "ao nascimento do sol inconquistado", que comemorava o solstício do inverno. No mundo romano, a Saturnália, comemorada em 17 de dezembro, era um período de alegria e troca de presentes. O dia 25 de dezembro era tido também como o do nascimento do misterioso deus iraniano Mitra, o sol da virtude
  •  "A festa do natal não estava incluída entre as primeiras festividades da Igreja... os primeiros indícios dela são provenientes do Egito... os costumes pagãos relacionados com o princípio do ano se concentravam na festa do natal".
  •  A data atual foi fixada no ano 440 d.C, afim de cristianizar grandes festas pagãs realizadas neste dia: A festa Mitraica ( religião Persa que rivalizava com o cristianismo nos primeiros séculos), que celebravam o “NATALIS INVICTIS SOLIS” (nascimento do vitorioso sol) e várias outras festividades decorrentes do solstício de inverno, como a Saturnália em Roma e os cultos solares entre Celtas e os Germânicos
  •  Na verdade, a sua instituição no ano 354 pelo Papa Libério talvez se tenha devido à necessidade de cristianizar as festas que vários povos pagãos celebravam por altura do solstício de inverno. Assim, em vez de proibir as festas pagãs, forneceu-lhes um pretexto cristão.
  • CONCLUSÃO  Mais uma vez vemos a intervenção da igreja católica ao cristianizar uma dia que os pagãos comemoravam e cultuavam o falso deus sol.  Você acha certo a cristianização de um dia pagão, dedicado ao falso deus sol, que Deus disse em Ezequiel 8: 16, 17 ser uma grande abominação?
  • A ARVORE DE NATAL  Analisando a Bíblia Sagrada em Jeremias 10:2-4 - "Assim diz o Senhor: Não aprendais o caminho das nações, nem vos espanteis com os sinais do céu; porque deles se espantam as nações, pois os costumes dos povos são vaidade; corta-se do bosque um madeiro e se lavra com machado pelas mãos do artífice. Com prata e com ouro o enfeitam, com pregos e com martelos o firmam, para que não se mova.” · Em Jeremias 40:2-6, Isaías 44:14-17, Oséias 4:13 e Dt. 16:21,
  •  vemos que os povos, desde a antigüidade, possuíam o costume de utilizar a madeira bem como as árvores, com fins de idolatria. Muitas dessas árvores ou pedaços de madeira serviam para adoração e culto doméstico. O pinheiro, símbolo natalino, possui a mesma conotação. Deus nos ordena não imitar esse caminho nem segui-lo! Certas pessoas se enganam ao pensar que isso significa que não faz mal ter uma árvore de Natal. Com ela nos associamos à festividade gentílica. As idéias referentes a árvores sagradas são muito antigas. Uma antiga fábula babilônica falava de um pinheirinho que nasceu de um tronco morto. O velho tronco simbolizava Ninrode morto e o novo pinheirinho que Ninrode tinha vindo viver novamente em Tamuz!
  •  Veja abaixo a árvore de natal do vaticano, montada na praça de São Pedro. Ela mede 35 metros de altura e tem 110 anos. Vaticano.
  •  (Deut - 16:21) “Não estabelecerás poste- ídolo, plantando qualquer árvore junto ao altar do SENHOR teu Deus, que fizeres para ti”.
  • A PINHA  Para os pagãos, o pinheiro e a pinha simbolizam a vida eterna. Este estudo ilustrado sobre o uso generalizado da pinha nos grupos pagãos antigos mostra como ela também foi adotada no catolicismo romano  Os pagãos sempre cobiçaram e buscaram a vida eterna adorando e reverenciando diversos objetos encontrados na natureza. Esse tipo de adoração é claro, cumpre a definição bíblica do paganismo. Veja: "Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém." [Romanos 1:25]
  •  À medida que ingressamos no fim dos tempos, descobrimos que o paganismo está aumentando na sociedade. Na verdade, é bem possível que este século possa representar o auge do paganismo em toda a história. Quem está por trás do paganismo de todos os tipos e de todas as épocas é Satanás, de modo que não devemos ficar surpresos ao descobrir que muitas práticas do paganismo ou do satanismo são comuns em todo o mundo.
  •  Um dos pontos comuns da adoração pagã é o símbolo usado para representar a vida eterna, o pinheiro, tanto pequeno como já árvore crescida. Além disso, a pinha é reverenciada porque é o fruto produzido pelo pinheiro. Como todas as pessoas de todas as épocas desejam viver para sempre, o pinheiro e a pinha têm sido poderosos e antigos símbolos da vida eterna.
  •  Vamos examinar abaixo os vários grupos pagãos que utilizaram a pinha em suas cerimônias, nos rituais e na arte.
  •  MÃO MÁGICA DE BRONZE, data do período final do Império Romano, quando todas as formas de adivinhação, do uso da bola de cristal até a astrologia floresceram. A mão tem símbolos, como uma cabeça de enguia e uma pinha, da religião de mistérios romanos de Dionísio. Os adoradores de Dionísio procuravam entrar em um estado de frenesi, durante o qual tinham visões sobre o futuro." [Mind and Magic, Francis X. King, Crescent, Grã-Bretanha, 1991, pg 150] Observe a pinha no polegar dessa mão. Acho muito interessante que a pinha estava intimamente associada com essa religião em particular, cuja ênfase estava na predição do futuro, nas orgias sexuais e em adivinhar a sorte
  •  A gravura acima é de um deus Asteca segurando uma pinha e um pinheirinho, símbolos do renascimento e do sol.
  • SIMBOLO DO DEUS SOL - OSÍRIS
  •  A gravura acima, do bastão com uma pinha na ponta, é um símbolo do deus-sol Osíris, Museu Egípcio, Turin, Itália. A adoração a Osíris teve origem no Egito, onde ele era a figura messiânica que morreu pelo bem do povo e cuja mãe, Ísis, era adorada como a virgem-mãe. Osíris era a falsificação egípcia de Jesus.
  • DEUS ALADO ASSÍRIO
  •  Esta gravura acima é de um deus alado assírio com uma pinha, representando o poder da regeneração. A maior parte do paganismo na história pode ser rastreada diretamente a Tamuz, na Babilônia. Semíramis, a mãe de Tamuz, foi a primeira virgem-mãe na história mundial, e viveu cerca de dois mil anos antes do nascimento de Jesus Cristo.
  • BACO – DEUS DA BEBIDA
  •  A gravura acima representa BACO, o deus da bebida segurando um bastão que tem uma pinha na ponta. Os pagãos gostam de beber prodigamente e se deleitam em suas bebedeiras. Portanto, não devemos ficar surpresos ao saber que Baco é celebrado como se estivesse desejando a vida eterna, ao mesmo tempo em que se embriaga. Você já observou que a Igreja Católica Romana enfrenta o problema do alcoolismo entre seu clero e seus fiéis? Além disso, países católicos, como a Irlanda, França e Itália também são conhecidos pelo alto consumo de álcool.
  • DIONÍSIO- DEUS GREGO
  •  Este acima é Dionísio, o deus grego, carregando um bastão com a pinha na ponta como símbolo da fertilidade. As crianças são sempre vistas como a extensão da vida da humanidade. Portanto, é previsível que a pinha esteja ligada com a nova vida da concepção de filhos.
  • O CAJADO DO PAPA POSSUI A PINHA DO PAGANISMO
  • CONCLUSÃO  A gravura acima a direita do papa, é a da maior pinha do mundo, localizada na Basílica de São Pedro, no Vaticano, chamada, o Pátio da Pinha.  O Catolicismo romano incorporou elementos das práticas pagãs em suas doutrinas, nos rituais, na arte e na arquitetura, na verdade e infelizmente, o Catolicismo Romano é uma falsificação do cristianismo, pois DEUS sempre abominou todas as práticas e costumes dos pagãos
  • IMAGEM DE ESCULTURA  Os povos pagãos sempre representaram seus Deuses e também seus Ídolos em imagens de escultura, isso é facilmente constatado pela história e a arqueologia  (Êxodo 20:4) - Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.
  •  (Êxodo 20:5) - Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.  (Êxodo 20:6) - E faço misericórdia a milhares dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos
  •  A IGREJA CATÓLICA comprometida com a política e conseqüentemente com os pagãos que eram e ainda são a maioria no mundo, cristianizou a prática da veneração às imagens de escultura, e foi além, removendo de seus livros, o 2º mandamento de DEUS  O Segundo Concílio de Niceia, realizado em 787, declarou a legitimidade do que é chamado pelos atuais protestantes e evangélicos, como veneração de imagens, definindo que segundo o ensino dos Padres da Igreja e segundo a tradição universal da Igreja cristã, se podiam propor à veneração dos fiéis, conjuntamente com a Cruz, as imagens da Mãe de Deus, dos Anjos e dos Santos, tanto nas igrejas como nas casas ou ao longo dos caminhos
  • CONCLUSÃO  Perceba que a grande vítima da “paganização” do Cristianismo ocorrida nos primeiros séculos foi à verdadeira adoração. As perguntas “como adorar”, “quando adorar” e “a quem adorar” tinham verdadeiras respostas antes da “paganização” do Cristianismo. Como vimos, para conciliar pagãos e cristãos, as imagens de escultura foram aceitas pela Igreja Católica. A forma de adoração começava a mudar - uma terrível violação à adoração e à lei de Deus, estava evoluindo gradativamente através da Igreja Católica; uma nova resposta à pergunta “como adorar” estava surgindo; O paganismo prevalecia sobre o cristianismo e a verdadeira adoração.
  • IMAGENS E ARTEFATOS DO DEUS SOL  (Ezequiel 8:15, 16, 17, 18) - E disse-me: Vês isto, filho do homem? Ainda tornarás a ver abominações maiores do que estas. 16- E levou-me para o átrio interior da casa do SENHOR, e eis que estavam à entrada do templo do SENHOR, entre o pórtico e o altar, cerca de vinte e cinco homens, de costas para o templo do SENHOR, e com os rostos para o oriente; e eles, virados para o oriente adoravam o sol. 17- Então me disse: Vês isto, filho do homem? Há porventura coisa mais leviana para a casa de Judá, do que tais abominações, que fazem aqui? ... 18- Por isso também eu os tratarei com furor; o meu olho não poupará, nem terei piedade; ainda que me gritem aos ouvidos com grande voz, contudo não os ouvirei.
  • DEUS MANDA DESTRUIR TODAS AS IMAGEM DO SOL  Abaixo o rei de Israel Josias inspirado por Deus mandou destruir todos os objetos de culto pagão: o: o: o:  (II Crônicas 34:7) - E, tendo derrubado os altares, e os bosques, e as imagens de escultura, até reduzi-los a pó, e tendo despedaçado todas as imagens do sol em toda a terra de Israel, então voltou para Jerusalém.  (Ezequiel 6:4) - E serão assolados os vossos altares, e quebradas as vossas imagens do sol e derrubarei os vossos mortos, diante dos vossos ídolos
  • MOEDAS PAPAIS Acima está FIDES, como esta retratada acima do púlpito dos beneditinos 'Melk Monastery' no Danúbio na Áustria, feita no inicio do século 18. Nessa FIDES' na mão esquerda está a taça dourada (em frente da cruz) e a mão direita da mulher está a imagem pagã do sol.
  • ALGUMAS IMAGENS DO SOL
  • João Paulo II se prostra de joelhos perante a imagem do sol. Deus sempre combateu as imagens do sol, como vimos na Bíblia, a Igreja Católica as santifica; De que lado você fica?
  • SIMBOLO DO FALSO DEUS SOL  Veja abaixo símbolos de Baal e Shamash, e compare-os com os símbolos da Igreja Romana  Acima está uma coluna do falso deus sol baaL, encontrada na cidade Canaanita, Hazor, no norte de Israel, datada de 1300 anos antes da época de Cristo
  • Acima está shamash o falso deus sol Babilônico
  •  Veja abaixo a comparação dos símbolos de baal e shamash com os da igreja romana:
  •  Símbolo de representação do falso deus shamash.
  •  Veja acima do lado direito a missa da meia noite conduzida pelo papa, na Basílica de São Pedro no Natal de 2000 e a esquerda o símbolo do falso deus shamash, compare a similaridade entre os símbolos.
  •  Abaixo a esquerda a praça São Pedro em Roma e a direita o símbolo de baal
  •  Repare no símbolo em detalhe abaixo da estola sacerdotal usada pelos papas  Papa João Paulo II . Papa Pius XII.
  • Símbolo de baal . Símbolo Papal. Símbolo de shamash Encontrado em Hazor, Israel. deus-sol pagão Shamash
  • OUTROS SIMBOLOS RELACIONADOS AO FALSO DEUS SOL  Abaixo a sua esquerda está do rei assírio Shamshi-Adad V, escultura datada de aproximadamente 824-811 a.C. O rei carrega uma cruz maltesa grande no seu peito, como um símbolo alternativo de Shamash, deus do sol e da justiça. Informação tirada do site do Museu Britânico
  • Estrela de Shamshi-Adad V. Papa João Paulo II
  •  Abaixo a sua esquerda está a escultura do rei assírio Ashurnasirpal II (883-859 a.C); podemos ver a cruz maltesa no peito, o sol o qual ele aponta e em seu pulso a imagem do sol mostrando a adoração ao falso deus sol shamash; No lado direito vemos o papa João XXIII; a igualdade dos símbolos é notória em especial à da pulso / mão.
  • Stele do rei Ashur-nasir-ashur-nasir-pal II John XXIII Pontífice Máximo Museu Britãnico
  •  Acima imagens do templo maçônico; em um lugar que eles chamam, A QUINTA DA REGALEIRA, podemos ver o símbolo que é a variação do símbolo de baal e a cruz maltesa de shamash, símbolo utilizado pelo povo pagão assírio, também existe o circulo com as oito etapas, mais informações no próprio site maçônico; clique no link ao lado:  http://www.maconaria.net/regaleira.shtml
  • SÍMBOLO PAPAL = SÍMBOLOS MAÇÔNICOS E SHAMASH
  •  Compare mais símbolos abaixo  Observe acima a roda das oito etapas usada para a adoração solar.
  • Acima estão dois exemplos de cibórios , em que são mantidas as hóstias da eucaristia da missa católica, contém símbolos antigos de shamash e baal.
  • A DEUSA MÃE  Semiramis ou Maria?  O maior fenômeno religioso do século teve seu início na Babilônia!
  •  Os líderes e o povo de Israel foram repreendidos por DEUS também por adorar a Rainha dos Céus, deusa babilônica, veja esse versículo da Bíblia, abaixo:  (Jeremias 7:18) - Os filhos apanham a lenha, e os pais acendem o fogo, e as mulheres preparam a massa, para fazerem bolos à rainha dos céus, e oferecem libações a outros deuses, para me provocarem à ira.  REVISTA TIME, ("Serva ou Feminista?", 30/12/1991, pág. 62-66) "Entre todas as mulheres que já viveram, a mãe de Jesus Cristo é a mais celebrada, a mais venerada... Entre os católicos romanos, a Madona, ou Nossa Senhora, é reconhecida não somente como a Mãe de Deus, mas também, de acordo com muitos papas, a Rainha do Universo, rainha dos céus, trono de sabedoria e até esposa do Espírito Santo."
  •  Vejam uma declaração do livro "Uma Mulher Cavalga a Besta", págs. 456, 457 onde relata uma oração feita por João Paulo II:  "Com meu coração cheio de louvor para com a RAINHA DO CÉU, o sinal da esperança e a fonte de consolo de nossa peregrinação de fé à Jerusalém celestial, saúdo a todos vós que estais presentes nesta solene liturgia... Esta liturgia apresenta-vos, a MARIA, como a mulher vestida de sol... Em Maria, a vitória final da vida sobre a morte é uma realidade...”.
  • INÍCIO DA ADORAÇÃO  Após o dilúvio, certa ocasião, Noé encontrou-se bêbado em sua tenda e ficou despido. A Bíblia relata o acontecimento desta maneira:  "E viu Cão, o pai de Canaã, a nudez de seu pai, e fê- lo saber a ambos seus irmãos fora. Então tomaram Sem e Jafé uma capa e puseram-na sobre ambos os ombros, e indo virados pra trás, cobriram a nudez do seu pai, e os seus rostos eram virados, de maneira que não viram a nudez do pai”. Gênesis 9: 22 e 23.  Despertado Noé do seu vinho abençoou a descendência de Sem e Jafé, mas a descendência de Cão foi amaldiçoada.
  •  Nossa atenção volta-se especificamente para os versos 6, 8, 9 e 10 do décimo capítulo que é a descendência de Cão:  6. E os filhos de Cão são: Cuxe, Mizraim, Pute e Canaã.  8."Cuxe gerou a Ninrode, o qual começou a ser poderoso na terra. Foi valente caçador diante do Senhor; daí dizer-se: Como Ninrode, poderoso caçador diante do Senhor. O Princípio do seu reino foi Babel,... na terra de Sinar".  Ninrode foi o rei de Babel, a cidade erigida que desafiou o próprio Deus. A terra de Sinar é a Mesopotâmia onde mais tarde foi erigida a cidade de Babilônia, a outra cidade que desafiou a Deus.
  • INÍCIO DA MENTIRA- PAGANISMO  A esposa de Ninrode chamava-se Semiramis. Historiadores dizem que Semiramis era a sacerdotisa de Babel. Semiramis achou-se grávida. Porém, antes que o filho nascesse, Ninrode morreu. Quando o menino nasceu, Semiramis disse que o filho nascido era a reencarnação de Ninrode. É então reconhecida como a virgem que concebeu pelos poderes dos deuses, ora, seu bebe diz ela é a reencarnação de Ninrode. Adorada como Rhea, a "Grande Mãe" dos deuses e Vênus a mãe de toda impureza, Semiramis assim se torna governadora desta cidade, onde a prostituição e idolatria são consideradas sagradas. A influência desta nova concepção espiritualista faz com que se desenvolva uma estrutura tão poderosa quanto maligna. Esta religião alimentou o pecado e moldou o coração humano que mesmo hoje cerca de seis mil anos depois, vemos em nossa volta os frutos e até rituais semelhantes aos praticados por aquela nação ancestral. A mãe e o filho passaram a ser adorados no decorrer dos séculos, através de vários nomes diferentes
  • Isis e Hórus. Divaki e Krishna Shing Moo. Maya e Buddha Na Índia Semiramis se ismtorna Divaki e Krishna, a Mãe e a Criança. No Egito Isis e Horus, na China e Japão Shing Moo, Santa Mãe. Após milênios o pagano alcança dimensões
  •  geográficas jamais calculadas por seus fundadores, é evidente que Satanás investiu toda sua mente e engano na pregação do seu evangelho, que afinal também tem sido pregado a todo mundo, língua e povo.  Semíramis como era conhecida na Babilônia foi adorada em outras terras, mas hoje é adorada pelo mundo pagão (oriental) e pelo cristão (ocidental) através de Maria; confira os títulos de Semiramis em outros povos:
  •  ● Éfeso: Diana, a mãe dos deuses.  ● Scandinavia: Disa a mãe com o criança  ● Grécia: Afrodite, "A Mediatriz."  ● Roma: Vênus (deusa), Júpiter (criança).  ● Israel: Astarot, (deusa) Baal (criança); veja na Bíblia: Juizes 2:13
  • O TRIQUETA  Os pagãos egípcios acreditavam nas três fases do sol, como três evidentes manifestações da divindade suprema.  Primeira Fase - O Amanhecer  Segunda Fase - O Zênite (meio-dia alto; o seu auge ou apogeu).  Terceira Fase - O pôr-do-sol (quando a falsa deidade do sol entra no mundo Inferior).
  • TRADUÇÃO: AS TRÊS FASES DO DEUS SOL (Este símbolo acima é comum ser chamado ou conhecido como Tríquetra se quiser saber mais clique no link abaixo). http://images.google.com.br/images Triquetra
  •  Este símbolo (o Triquetra e outras variantes como o Triskela) representou durante a história, Deidades triunas e de filosofias trinitarianas e outros grupos de três, como terra, vento e fogo etc.  Na mitologia Egípcia:  OSÍRIS – MARIDO ÍSIS – MULHER HÓRUS - FILHO
  •  A CAPA DO LIVRO ABAIXO É DE UM LIVRO QUE FALA SOBRE FEITIÇARIA E BRUXARIAS. Note o símbolo Triquetra acima. A imagem acima é a capa de um livro chamado: "O Livro das Sombras" ou “O livro das Magias”. É um livro que contém instruções ensinando como fazer feitiços e encantamentos. Este livro é usado em feitiçarias, é o livro que deu origem as séries americanas de TV “O Companheiro” e “O Encantado”.
  •  Dentro deste "Livro das Sombras" ou "Livro das Magias", há uma descrição de uma variante do símbolo e significado do triskela (ou triquetra).  Veja a Tradução abaixo:  O triskela que adorna a capa do livro das sombras de walliwells... é um símbolo de muitas entidades triunas e de filosofias trinitarianas
  •  Deste modo Wicca identifica algo como as três partes da magia  ...Cronometrando e sentindo, as três fases da lua. Wicca acrescenta outras associações a este símbolo, como, os trigêmeos, a moça, a mãe, e a velha; as filhas de Celtic; Bamba, Eriu, e Fodla; e até mesmo a Suprema Divindade do cristianismo, o Pai, o Filho, e o Espírito Santo. A trindade esta inserida dentro deste círculo contendo este símbolo como representação, algo que propaga a reencarnação e decididamente é uma convicção firme entre muitas bruxas tradicionais, sobressaindo entre elas os Wiccas.
  • O Poder das Três 'O Poder das Três' – É um dos episódios da série de TV o 'Encantado'. Agora em um livro de capa mole. Supõe-se que estas três irmãs são 'boas' bruxas, nesta nova série da TV.
  • A figura acima é do primeiro capítulo na quinta página do livro. Note o símbolo no topo da página.
  • Aleister Crowley é um conhecido satanista. Ele projetou esse jogo abaixo com base nos símbolos ou figuras dos cartões do Tarô Acima está a capa do Jogo. O Hierophant é um das cartas deste jogo de cartões de Tarô. Retrata um padre, um papa e um mágico. Note os três círculos de interseção na mão da imagem, parecendo uma espécie de chave.
  • O Ás de Discos representa as forças girando. Os discos representam a hierarquia Solar. No meio das três interseções circulares que se encontra dentro de um pentagrama esta o nº 6 6 6.
  • Abaixo Símbolos e figuras utilizadas pelos amantes do ocultismo, do misticismo e da nova era: Esta é a tábua da Bruxa Ouija usada para comunicar-se com os espíritos e conhecer o futuro.; Note no canto inferior esquerdo, as linhas cruzadas de três interseções circulares, com um círculo completo ao centro.
  • TRINDADE TRINDADE Um Novo e Vivo Espiritualismo Trata-se de um autor cristão chamado: Jose F. Girzone, que também produziu mais dois livros "Josué" e "O Retrato de Jesus".
  • TRADUÇÃO DO TITULO DA CAPA DO LIVRO ABAIXO Construindo a Razão da Trindade ou O Sentido de Origem da Trindade Tradução do texto abaixo do símbolo triqueta da capa do livro: Três Questões Cruciais. Note mais uma vez o símbolo pagão na capa deste livro cristão acima.
  • Veja abaixo o símbolo pagão estampado na própria Bíblia Protestante: Note as capas das novas versões da Bíblia King James, usadas pela maioria dos evangélicos protestantes americanos.
  • Veja abaixo, a pagina contendo os direitos autorais de publicação da nova versão da Bíblia King James. A seguir, a tradução do ultimo parágrafo desta pagina que fala sobre o símbolo triquetra, impresso na capa principal desta nova versão da KJ.
  • TRADUÇÃO DO ULTIMO PARÁGRAFO / TITLE PAGE LOGO:  'Logotipo da Capa Principal': O triquetra (deriva-se de uma palavra latina que tem como “significado o três") é um símbolo antigo para a Trindade. Inclui três arcos entrelaçados, distintos, contudo igual e inseparável, simbolizando que o Pai, Filho e Espírito Santo são três Pessoas distintas, mas um Deus indivisível”.  (Atos 17:29) "Sendo, pois, geração de Deus, não devemos pensar que a divindade é semelhante ao ouro, à prata ou à pedra, trabalhados pela arte e imaginação do homem".  Se nós não devemos sequer pensar em algo que possa representar a Divindade conforme a imaginação do homem, muito mais também, jamais deveríamos fazer uso de símbolos que estejam comprovadamente ligados, a ciências ocultas e místicas, a feitiçaria, a magia, a bruxaria e etc.
  • Veja abaixo cruzes cristãs que possuem o símbolo da TRIQUETRA nas três extremidades usadas tanto nas igrejas católicas como nas evangélicas: Cruzes da Trindade: Os remates de três círculos interseccionados representam a Trindade Fonte: http://www.ecclesia.com.br/biblioteca/miscelaneous /cruzes _formas e_significados.htm
  • Esta imagem acima é do livrinho, que vem junto com CD que Cid Moreira fez, quando visitou Jerusalém. Mostra diversas igrejas Católicas Note o símbolo dos três círculos interseccionados que formam a Triquetra em uma das Igrejas Católicas.
  • Note a cruz no centro da mesa; Basílica de São Pedro Note o símbolo dos três círculos interseccionados na cruz Note o símbolo dos três círculos interseccionados nas cruzes.
  • Até na estola sacerdotal do papa, o símbolo dos três círculos interseccionados que formam a triquetra esta presente. Em detalhes nas imagens acima. Acima esta a capa do livro "THE TRINITY" (A TRINDADE) Este livro foi produzido pela igreja Adventista do 7º Dia, para tentar defender a doutrina católica da Trindade. Note o Símbolo pagão, Triqueta, em sua capa.
  • Igreja Católica de Notre Dame em Paris Símbolos dos três círculos interseccionados que formam a triquetra em mais uma Igreja católica no detalhe da figura a direita.
  • Veja o símbolo triqueta, utilizado para representar falsos divindades, acima das três portas de entrada da Igreja Imaculada Conceição em Botafogo – RJ. Como aceitar o símbolo da Triquetra dentro do Cristianismo, ou mesmo os três círculos interseccionados, que formam a Triquetra, sabendo que esse símbolo é usado pelos Satanistas, Bruxas e etc.
  • O NÚMERO 666  De onde o número 666 veio? Qual é a sua origem?  (Apoc. 13:18) “Aqui está a sabedoria. Quem tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis”.(Apoc. 13:18).  A astrologia antiga dividiu os céus estrelados em 36 constelações.
  •  O Enuma Anu Enlil - tratado cosmológico e cosmogônico mesopotâmio - reuniu o material registrado em uma série de 60 tabuletas em escrita cuneiforme. Este tratado contava a origem do mundo e era considerado muito importante, pelo número enorme de cópias encontradas em todas as grandes cidades da região, bem como na biblioteca real de Nínive. O Enuma, compilado definitivamente no reino de Assurbanipal, atesta o reconhecimento de 36 constelações: 12 ao norte, 12 zodiacais e 12 ao sul. Os astrólogos da Mesopotâmia registraram milhares de Diários Astronômicos (652 a C - 47 a C), onde anotaram os fenômenos celestes.
  •  Estas foram representadas através de amuletos diferentes chamados „Sigilla Solis‟, ou o selo do sol. Estes amuletos eram usados pelos sacerdotes pagãos e continham números, que ia do número 1 ao 36. Por estas figuras eles acreditavam e se diziam capazes de poder predizer eventos futuros.  A religião dos pagãos era uma mistura de religião, astrologia, alquimia, ciência física e mental, e matemática.  Provenientes do deus sol que é a deidade suprema deles, eles tiveram 36 deuses. Isso tudo, como resultado das três fases do Sol.
  •  Os desenhos tirados de fotografias tomadas em 1910 mostram, com efeito, amuletos existentes então no Museu Britânico. Eles revelam a veneração que os antigos tinham pelo deus-sol. De um lado na figura 1, vemos o falso deus sol em pé sobre um leão. Isto indicava a posição do sol na constelação de Leão durante os dias quentes de agosto. No verso está escrito: „Nachiel‟. o que significa „inteligência do sol‟, e em 36 quadrados estão arranjados os números de 1 a 36 (ver diagrama) de tal modo que qualquer coluna, horizontal ou verticalmente somada, e também as diagonais que se cruzam no quadrado, dão 111. A soma das seis colunas computadas horizontal ou verticalmente é 6 x 111, ou 666.”
  •  Abaixo estão amuletos encontrados por arqueólogos antes da era Cristãos, usados pelos pagãos adoradores do SOL: Figura 1 Figura 2
  •  Os pagãos acreditavam que estes amuletos lhes dariam proteção contra o mal, pois eles possuíam o número do deus sol (666).  Observe na figura abaixo, a disposição dos números impressos nestes amuletos de forma que, multiplicando-se o número de colunas verticais pelas colunas horizontais (6 x 6) o resultado final sempre será 36.
  •  Somando-se os números em cada uma das linhas ou das colunas, seja em qualquer posição vertical ou horizontal ou mesmo transversal o resultado final será sempre 111, o que multiplicado por 6, é igual a 666. Veja o Exemplo: Somando-se os números da primeira coluna horizontalmente do quadro um mostrado abaixo  6 + 32 + 3 + 34 + 35 + 1 = 111.  Ou na vertical  6 + 7 + 19 + 18 + 25 + 36 = 111  Ou mesmo na transversal:  6 + 11 + 16 + 21 + 26 + 31 = 111
  • O resultado final da soma dos números de qualquer uma das linhas ou colunas multiplicadas pelo número seis será sempre igual a 666, o número do deus sol. Exemplo: 111 x 6 = 666. 111 x 6 = 666 – Número que representa o deus sol.
  • A soma de todos os números de 1 a 36 também da 666. 1 + 2 + 3 + 4 + 5 + 6 + 7 + 8 + 9 + 10 + 11 + 12 + 13 + 14 + 15 + 16 + 17 + 18 + 19 + 20 + 21 + 22 + 23 + 24 + 25 + 26 + 27 + 28 + 29 + 30 + 31 + 32 + 33 + 34 + 35 + 36 = 666 Os Pagãos somavam deste modo os números, para indicar ou sugerir o resultado final, o número 666, como o número representante do deus sol. O deus que eles adoravam como a deidade suprema.
  • Observe o crucifixo que o papa João Paulo II está mostrando para o público, na foto acima. É um crucifixo conhecido como "Cruz Vergada". Mas o que isso significa? Para as respostas a essa pergunta, vejamos o que diz o autor católico Piers Compton, em seu livro The Broken Cross: Hidden Hand in the Vatican, Neville Spearman, 1981: Este crucifixo vergado é “... um símbolo sinistro, usado pelos satanistas no século VI, que foi novamente colocado em uso ao tempo do Concílio Vaticano II. Nesse crucifixo vergado, era exibida uma figura repulsiva e distorcida de Cristo, que todos os praticantes de magia negra e feiticeiros da Idade Média usavam para representar o termo bíblico "Marca da Besta". Entretanto, não somente o papa Paulo VI, mas seus sucessores, os dois João Paulo, carregavam esse objeto e o exibiam para ser reverenciado pelas multidões, que não tinham a menor idéia que representa o Anticristo." (pg 72). Na página 56, Compton mostra uma fotografia do papa João Paulo II, segurando essa cruz vergada, exatamente como mostramos aqui.
  • CONCLUSÃO  O que aconteceu realmente foi que para ser melhor aceita entre os pagãos, que eram maioria no mundo, a Igreja Católica “sabiamente” cristianizou várias práticas pagães, como por exemplo:  1 - O DIA do SOL = SUNDAY = DOMINGO = DIA PAGÃO.  2- DIA 25 de DEZEMBRO = NATAL = FESTA PAGÃ.  3- ÁRVORE DE NATAL = PRÁTICA PAGÃ.  4- IMAGENS DE ESCULTURA = PRÁTICA PAGÃ  5- TRINDADE= PRÁTICA PAGÃ  6- IMORTALIDADE DA ALMA = CRENÇA PAGÃ  7- ADORAÇÃO A DEUSA MÃE = PRÁTICA PAGÃ