• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
O brasil em um mundo globalizado
 

O brasil em um mundo globalizado

on

  • 3,437 views

 

Statistics

Views

Total Views
3,437
Views on SlideShare
3,437
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
110
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    O brasil em um mundo globalizado O brasil em um mundo globalizado Presentation Transcript

    • Professor: Marcos de Melo2ª série Ens/MédAlunos (as): Marcos Antonio Batista Caixeta, Larissa Louza,Ryelle Soares Abrenhosa, Liamara Morais, Samuel Alves e LuizaFernanda.
    • Globalização e subdesenvolvimento Não é de agora que o Brasil apresenta transformações tecnológicas que se manifestam na sociedade brasileira. Mas foi desde 1990 que a globalização teve maior impacto. Nesse período a economia brasileira passava por uma série de crises: déficit público elevado; escassez de financiamento para atividade produtiva e para ampliação de infra-estrutura; inflação; no final da década de 80 a inflação chegou a 80% ao mês, e os preços subiam diariamente. No inicio da década de 90, o Brasil passa a adotar idéias liberais, abrindo o seu mercado interno, criando maior liberdade para a entrada de mercadorias e de investimentos externos, derrubando assim, algumas barreiras protecionistas. A idéia era ter o capital estrangeiro como ajuda para retomar ao crescimento econômico. Alegava-se que a economia ia ser beneficente para as empresas nacionais, estimulando o desenvolvimento e recuperar atrasos em alguns setores. Esperava-se, que a economia brasileira fosse mais competitiva, em a ajuda de subsídios e protecionismo.
    • Um Mundo Diferenciado O desenvolvimento e o subdesenvolvimento Origem O conceito de subdesenvolvimento surgiu com a onda de descolonização após a II guerra Mundial As riquezas que os europeus retiravam das colônias, permitiram um grande acúmulo de capital. Com isso, algumas nações da Europa tornaram –se ricas e puderam investir em novas tecnologias, que deram origem à industria. Como conseqüênciaAlgumas nações passavam por um acelerado desenvolvimentoindustrial, a economia dos países colonizados continuava baseada naagricultura e mineração.
    • Características do desenvolvimento e do subdesenvolvimento PAÍSES DESENVOLVIDOS OU DO NORTE Predominam atividades econômicas industriais, de serviços e comerciaisGrandes pólos financeiros etecnológicos mundiais Dominam As grandes decisões Pequena parcela da população políticas e econômicas dedica-se ao setor primário internacionais
    • Nos países subdesenvolvidos ou do Sula situação é bem diferentePrincipais características dosubdesenvolvimento Países subdesenvolvidos: O subdesenvolvimento se caracteriza por problemas sociais  Principais atividades: e econômicos no interior de um agropecuária e país. Mas nem todos os países extrativismo. subdesenvolvidos são iguais entre si. Alguns têm elevada capacidade de produção e atraem investimentos do exterior, como é De modo geral, desenvolvidas de modo o caso do Brasil. Outros estão rudimentar, e com baixa praticamente excluídos da ordem produtividade. econômica mundial e depende de ajuda humanitária para a sobrevivência da população.
    • Isso mostra que o processo da globalização tem sido bem diferentesentre os países ricos e os pobres, sendo que a pobreza temaumentado até em países ricos. Apesar de a globalização ter acentuado os problemas nos países donorte, tem sido bem mais grave nos países do sul, que possuemrecursos limitados.
    • País PIB em trilhõesEstados Unidos US $ 15,495.389  As diferenças entre os países do mundo atualChina USD $ 7,744.133 são enormes. Os países do G8 (Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Itália,Japão US $ 6,125.842 Reino Unido e Canadá) são responsáveis pela produção de cerca de 56% de toda a riquezaAlemanha USD $ 3,707.790 do mundo. Todos os outros países, aonde vivem 85% da população, produzem os 44%França USD $ 2,888.907 restantes.Brasil USD $ 2,616.986  Essas diferenças sócio-econômicas tendem aumentar a cada ano com oReino Unido USD $ 2,603.880 desenvolvimento técnico-científico acelerado e concentrado nos paísesItália USD $ 2,287.704 desenvolvidos. Segundo o Relatório de 2002 do Estudo de População das NaçõesRússia USD $ 2,117.245 Unidas, cerca de três milhões de pessoas vivem com menos de três dólares por diaÍndia USD $ 2.012.760
    •  Foi por volta de 1990 que oBrasil reduziu os impostos deimportação, e os produtosimportados passaram a entrar deforma bem ampla no mercadobrasileiro. A oferta de produtoscresceu, e os preçospermaneceram os mesmos oucaíram; esses produtosimportados passaram a tomar oespaço das industrias nacionais,que foram obrigadas a fechar. Abalança comercial acumulardéficits por vários anos nodecorrer de 1990. O governo, também, passou aincentivar por meio de incentivosfiscais e privatização dasempresas estatais, osinvestimentos externos no Brasil.
    • As multinacionais investemprincipalmente em tecnologia,contribuindo para a geração decortes de empregos. De umamaneira geral, nos setores em queocorreu a privatização, diminuíramos empregos e as condições detrabalho pioraram.Na mesma proporção da aberturado mercado o desempregoaumentou, e a possibilidade devoltar ao mercado de trabalho ficacada vez mais distante, pois asvagas vão sendo preenchidas pelasnovas tecnologias de produção esistemas informatizados.
    • O processo de privatização Alguns países incorporam as  A privatização sofreu inúmeras receitas neoliberais. Foi o críticas. Por exemplo: parte do caso do Brasil, México, Chile, dinheiro foi emprestado pelos Uruguai e mais cofres públicos, para a intensamente, da Argentina. privatização, através do Banco Como vimos anteriormente Nacional de Desenvolvimento vários outros, especialmente Econômico e Social (BNDES). a China e a Índia, optaram Alem disso, para atrair por uma abertura mais compradores, pagar as dividas restrita e gradual, exigindo a das empresas, elevou-se as instalação de indústrias em tarifas de telefonia e energia. seu território (investimentos produtivos), em associações com empresas nacionais.
    • Multinacionais brasileiras As empresas brasileiras também tem participação em investimentos externos, e estão presentes em outros países. Em uma década o numero de empresas brasileiras em outros países elevou 500%. Em 2001, havia 350 empresas instaladas no exterior. Apesar desse aumento da participação do Brasil no comércio mundial, ela continua sendo reduzida. A participação do Brasil representa cerca de 1% de todas as transações que ocorrem no mundo. As exportações brasileiras são: café, açúcar, minério de ferro e outros produtos que possuem baixo valor comercial. Por outro lado, as importações do Brasil são bens de consumo de alta tecnologia, e possuem valor elevado.
    • Balanço de pagamentos O balanço de pagamentos e a soma de todas as transações econômicas realizadas por um pais com resto do mundo, essas transações envolvem o comércio de bens (balança comercial) e comercio e serviços (fretes, turismo, e outros). No balanço de pagamentos estão incluídas também as rendas remetidas por pessoas que trabalham em outros países alem doas juros pagos sobre dividas externas. O FMI normalmente formaliza esses acordos mediante uma meta pela qual o governo e obrigado a obter um superávit primário equivalente a uma porcentagem do PIB total do pais que gira entre 3% e 5%%. A divida publica no Brasil atingiu valores elevadas nas ultimas décadas e todo esforços realizadas para atingir as metas de superávit primário estabelecidas pelo FMI . OS bens que o governo e o setor privado possuíram em outros países, ou seja, as reservas internacionais e depósitos em bancos no exterior, entre outros, superaram em cerca de 4 bilhões a divida externa total (ou dividas bruta), que no mesmo mês era aproximadamente 180 bilhões. NO final de 2008, a divida externa bruta era de 200,2 bilhões.
    • Números da divida brasileira Frequentemente temos sido questionados a respeito dos números divulgados pela AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA. Considerando que a razão de ser da Auditoria Cidadã é revelar, com transparência e de forma didática e popular os dados e informações acerca do endividamento público, elaboramos o presente artigo a fim de explicar os números do Orçamento da União e o estoque das dívidas interna e externa: Parte I – A Dívida consome a maior parte do Orçamento da União Parte II – O Estoque da Dívida Brasileira já supera R$ 3 Trilhões de Reais I – A Dívida consome a maior parte do Orçamento da União O Congresso Nacional aprovou e a Presidente Dilma sancionou o Orçamento da União para 2012 no montante de R$ 2.150.458.867.507 (2 trilhões, 150 bilhões, 458 milhões, 867 mil e 507 reais).
    •  O valor destinado à Dívida Pública corresponde a 47,19% de todo o orçamento, e equivale a R$ 1.014.737.844.451,00, ou seja, mais de 1 trilhão de reais.
    •  Em 2011, de acordo com dados do Orçamento da União, os gastos com a dívida consumiram R$ 708 bilhões, equivalentes a 45,05% de todas as destinações realizadas durante o ano: Executado até 31/12/2011 - Total: R$ 1,571 Trilhão
    • http://gentequefazpolitica.blogspot.com.br/http://www.mundoeducacao.com.brhttp://www. infoescola.comElian Alabi Lucci Anselmo L. Branco Claudio M Territorio eSociedade no Mundo Globalizado Volume 2. Editora: Saraiva .