SEXTA-FEIRA - 13 DE ABRIL DE 2012   ESTA SEMANA: ECONOMICAMENTE FALANDO...  “As sub-regiões da Grande Lisboa, Cávado, En- ...
2 CORREIO ECONÓMICO                                                  BARÓMETRO                                            ...
CORREIO ECONÓMICO                     3EDIÇÃO 111 - SEXTA-FEIRA DIA 13 DE ABRIL DE 2012NotíciasParticipação do Crédit Agri...
4             CORREIO ECONÓMICO                                                                                           ...
PASSOS COELHO ENCERRA CONGRESSO DO PSD/A                              BERTA CABRAL DIZ QUE MILITANTES ESTÃO MOBILIZADOS PA...
2                   regional                                          Correio dos Açores, 13 de Abril 2012Berta Cabral esp...
Correio dos Açores, 13 de Abril de 2012                                     regional                               3      ...
4                  regional                                         Correio dos Açores, 13 de Abril de 2012Subscritores da...
Correio dos Açores, 13 de Abril de 2012           regional/publicidade                 5                                  ...
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Jornal correio açores
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Jornal correio açores

2,153

Published on

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,153
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Jornal correio açores

  1. 1. SEXTA-FEIRA - 13 DE ABRIL DE 2012 ESTA SEMANA: ECONOMICAMENTE FALANDO... “As sub-regiões da Grande Lisboa, Cávado, En- tre Douro e Vouga e Baixo Vouga são as únicas quatro classificadas acima da média nacional no Índice Global de Desenvolvimento Regional para 2009, ontem divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística.” in Correio dos Açores CORREIO ECONÓMICO CORREIO DOS AÇORES - SUPLEMENTO DE ECONOMIA - COORDENAÇÃO: LUÍS GUILHERME PACHECO - PERIODICIDADE: SEMANAL Ponto.. por Ponto.. Banif paga comissão de 1,348% por garantia do Estado de 595 milhões de euros 1 – Demissão Política - Esta semana foi marcadapela notícia da demissão do Secretário Regional daEconomia, Vasco Cordeiro, candidato à Presidênciado Governo Regional pelo PS ás próximas eleiçõesregionais. Segundo me foi transmitido por fonte fi-dedigna, o PS teria a informação que a Dra BertaCabral iria anunciar no Congresso do PSD Açores,que se realiza este fim-de-semana em P. Delgada, asuspensão do seu mandato de Presidente da Câma-ra Municipal de P. Delgada, jogando na antecipaçãoe retirando protagonismo político ao adversário di-recto. É portanto uma decisão política, e que terá oseu enquadramento no âmbito das próprias eleiçõesregionais que se vão realizar em Outubro, indepen-dentemente dos “timmings” de cada um, e por cadaum definidos; 2 – Globalização Económica – Algumas notíciasrecentes, constituem um forte contributo para aju-dar a colocar os Açores e a sua economia no mapada economia global. A recente decisão da Nestléde apostar no leite em pó dos Açores para desen-volver um novo produto que vai ser comercializado O Banif fez duas emissões de comissão da garantia é fixada no euros. O Governo fixou, no final doem toda a Europa, investindo no aumento da capa- obrigações garantidas pelo Es- montante de 1,348%. O que signi- ano passado, uma comissão pelacidade de secagem da sua fábrica em S. Miguel, do tado, no montante global de 595 fica que o Banif pagará por estas garantia de 1,348% ao ano. O queGrupo Jerónimo Martins de comercializar carne dos milhões de euros. As autorizações duas emissões, comissões ao Es- significa que pela emissão de milAçores da raça Angus nas suas lojas, que está a ser em Diário da República foram tado de oito milhões de euros ao milhões, o BES vai pagar anual-produzida especificamente para eles, criando uma publicadas na passada 4ª feira, ano, num total dos três anos de 24 mente ao Estado 13,48 milhões denova oportunidade na fileira da carne, com a pos- com data de Dezembro. Ambos os milhões de euros. euros. Como a emissão é a trêssibilidade deste projecto acompanhar a estratégia empréstimos foram a três anos e Por outro lado o BES emitiu anos, a comissão global ficará,de internacionalização do grupo, da Sonae reforçar para emissões de 500 milhões de obrigações garantidas pelo Esta- para o Banco Espírito Santo, em euros e 95 milhões de euros. A do no montante de mil milhões de 40,44 milhões de euros.o seu consumo de carne dos Açores, do colosso McDonalds perguntar pela carne dos Açores e de terescolhido o queijo Terra Nostra para desenvolver umnovo produto exclusivo para Portugal, são boas notí-cias e são bons exemplos do que é necessário fazer SATA INTERNACIONAL concorre aopara dar dimensão à nossa economia, tão necessita-da de viver no mundo real. Contributos importantes transporte de tropas para o Afeganistãoforam também os anúncios do início de voos directosde Munique, não fosse a Alemanha o primeiro país“exportador” de turistas, e de Bruxelas, a capital po-lítica da Europa, para P. Delgada. Mas no turismo,há cerca de uma dezena de anos, uma pessoa minhaamiga especializada no sector, defendia que a ver-dadeira “internacionalização económica” do turismodos Açores só será feita quando houver um grupohoteleiro internacional que decida apostar no nos-so mercado, dando notoriedade ao nosso destino. Eisso falta de facto ainda fazer; 3 – O poder da Maçã – Que Steve Jobs era umvisionário, todos nós já sabemos. Mas o que se vaisabendo sobre a Apple é de facto de uma dimen-são extrema, e reforça o poder da marca da maçã:Os resultados que a Apple apresentou em 2011, sefossem equiparados aos da economia de um país, A SATA Internacional está pamento disponível, pois a empre- carecem os custos da operação.em termos do PIB, a Apple seria a 23ª economia do na corrida para o transporte in- sa tem um Airbus A310 parado por Fontes ligadas ao processo ternacional de tropas para o falta de tráfego. Ainda de acordo confirmaram-nos que a questãomundo. Como curiosidade, de referir ainda que as Afeganistão. De acordo com fontes com as nossas fontes o mais difícil da contratualização do seguro desuas acções estão cotadas a cerca de 650 dólares ligada ao processo, trata-se de um num processo complexo desta na- cobertura da operação é para já ona bolsa de Nova YorK. Números de facto impres- concurso internacional, onde con- tureza prende-se com a garantia aspecto mais complexo, devendosionantes; correram várias transportadoras. dos seguros contratualizados para ser conhecido o resultado do con- No caso da SATA Internacional, o assegurar todos os riscos de uma curso nos próximos dias. LGP objectivo é o de rentabilizar o equi- operação desta natureza, e que en-
  2. 2. 2 CORREIO ECONÓMICO BARÓMETRO EDIÇÃO 111 - SEXTA-FEIRA DIA 13 DE ABRIL DE 2012 OpiniãoCarlos Costa Neves A montanha pariu um rato: Depois de não ter sido cons- tituído arguido no caso Portucale, o Ex - Ministro da Serviços Agricultura Carlos Costa Neves viu agora serem absol- Os serviços são um nem o problema dos ser- vidos todos os arguidos de um processo mediatizado, importante sector da eco- viços se resolve, apenas, por estarem envolvidos vários políticos e empresários nomia. Disso não há dúvi- com a resolução dos pro- de sucesso; da! É fundamental ter um blemas dos outros secto- sector de serviços moder- res da economia. Exige- no e eficiente. No entan- se uma solução global eBel to, devem ser o motor do crescimento e desenvolvi- em varias frentes o que é mais difícil e desafiante. Foi muito importante a entrada do queijo Terra Nostra no mento? Tempos houve em No entanto, não se pense portfólio de fornecedores da McDonald’s, e pela primeira vez que nos fizeram acreditar Por: Luís Pereira de Almeida que isto é impossível de Economista - Email: luís.jose.almeida@sapo.pt desde que está em Portugal o gigante americano faz publici- que sim, talvez tenhamos fazer, faz-se desde que dade directa de um fornecedor. Uma “publicidade muito im- sobrevalorizado a importância dos haja uma definição clara de objec- portante para os Açores, com a convicção plena de que o facto serviços na últimas três décadas no tivos, metas e medidas de forma de ser a multinacional BEL a intermediar as negociações foi processo de integração económi- sectorial, integrada e responsabili- determinante; ca, nomeadamente no que à união zando os seus actores pelos resul- europeia diz respeito. Lembro-me tados obtidos. sempre de uma conversa com uma Há serviços que podem beneficiar pessoa mais velha, que infelizmente se vierem para os Açores, podendoJerónimo Martins já cá não está, que me dizia repeti- tirar grande partido da nossa posi- damente “a riqueza de um país faz- ção geográfica, boa rede de infra- A empresa portuguesa tem uma se na indústria e na agricultura”. estruturas, mão-de-obra jovem e importância determinante no sec- tor da distribuição em Portugal e De forma genérica podemos afir- relativamente qualificada, sistema dentro de 3 anos a sua estratégia mar que há uma correlação positiva fiscal competitivo dentro do quadro de internacionalização levará a que entre o peso dos serviços na econo- europeu e tendo a grande mais-va- a suas vendas sejam conseguidas mia e o nível de riqueza do país, a tí- lia de estarem dentro do espaço damaioritariamente no mercado externo. O facto de ter conseguido concretizar o tulo de exemplo veja-se o seguinte: união europeia e, simultaneamente,negócio de fornecimento de carne só da raça Abardeen - Angus, vai potenciar os serviços têm um peso de 69% na inseridos na CPLP.uma nova oportunidade de negócio e diversificar a fileira da carne; economia alemã, enquanto que no Uma coisa urge, temos que nos Egipto esse peso é de 49%(dados de dar a conhecer ao mundo. Ninguém 2008, The Economist). se lembrará de nós se não estiver- Como podemos enquadrar esta mos presentes nos grandes centrosMcDonald’s questão na economia açoreana? Os emissores de investimento, os pro- serviços não podem ser separados blemas da economia regional resol- A multinacional deu um forte contributo aos Açores e à de toda a situação económica, com vem-se com os que cá estão e com economia açoriana, ao ter negociado com o queijo Ter- isto quero dizer que a solução não os que para cá vierem investir. ra Nostra para integrar a sua carteira de fornecedores. pode ser centrada nos serviços. Ou Vivemos cá há quinhentos anos, A publicidade recentemente apresentada, que integra a seja, a resolução dos problemas viveremos cá mais quinhentos, pelo marca Terra Nostra e a Nobre, individualmente para os Açores, e para o prestígio do sector da lavoura da Região, da região não passa pelos serviços menos! é sem dúvida um contributo importante para a projecçãodos Açores e da qualidade do queijo flamengo produzido na Região. Uma exce-lente imagem de marketing Portugal: capitalismo sem capital? Há uns tempos pergun- Há outra solução: pa- tei a um responsável do gar com dinheiro vivo. BCP por que não fazia o Coisa que a Semapa jáSindicato Nacional de Pessoal banco um aumento de ca- pital para colocar os rácios admitiu fazer. As parti- cipações da CGD (9,6%),de Voo da Aviação Civil nos níveis exigidos pelas Manuel Fino (10,7%) e autoridades. Resposta: “Se fundo de pensões do BCP A posição de arrogância dos tripulantes de cabine da SATA Air 30% do capital do banco (10%) valem mais de 750 Açores é de facto inadmissível e inaceitável ao referir que não está nas mãos de accionis- milhões de euros. A Se- precisa de coabitar numa política de favores com a adminis- Por: Camilo Lourenço tas endividados, acha que mapa tem capital para as Jornalista Económico e Docente Universitário tração da empresa e remetendo para o acordo da empresa o email: camilolourenco@gmail.com há dinheiro para aumentos comprar? E, em alterna- âmbito do cumprimento das suas relações laborais. Apetece perguntar em que país vive este Sindicato, com tanta gente de capital?”. tiva, conseguirá financiamento para desempregada e com o problema do desemprego a assumir Lembrei-me dessa desassom- concretizar a operação? Os analis- preponderância estratégica, brada declaração ao dar com a tas duvidam (vejam-se as análises proposta da Semapa (juntar numa de BPI e BESI...). E duvidam bem. holding as participações de Manuel Até porque os tempos não estão Fino, CGD e BCP) para evitar que a de feição para financiamentos fara- Cimpor caia nas mãos da Camargo ónicos.Trabalhadores da NAV Corrêa. Moral da história: e se perdêsse- Os três accionistas da Cimpor, mos a mania de manter empresas Anunciaram vários dias de greve os trabalhadores da com destaque para os bancos, ga- em Portugal só porque... sim (cha- NAV, naquele que constitui o núcleo dos trabalhado- nham alguma coisa com esta solu- me-se centros de decisão nacional res mais bem pagos do país. As razões de menori- ção? Não parece, sobretudo a CGD. ou outra coisa)? E de quanto tempo dade que invocam para justificar a greve, revoltam Se há coisa de que a Caixa não preci- vamos precisar para entender que ainda mais aqueles que trabalham em condições precárias, para já não falar dos mais de 20% de tra- sa, até pelos apertos por que passa quem não tem capital, ou se asso-balhadores que estão desempregados em Portugal. Haja bom senso destes sindi- o sector bancário, é de participações cia ou vende activos a quem o temcatos ou destes sindicalistas que não têm percepção da realidade do mercado de em sectores fora da banca. Veja-se (capital)? Para o país é irrelevante atrabalho do nosso país. Uma vergonha as imparidades que registou em entrada de capital externo tendo em 2011 por causa das participações... conta a situação em que estamos?
  3. 3. CORREIO ECONÓMICO 3EDIÇÃO 111 - SEXTA-FEIRA DIA 13 DE ABRIL DE 2012NotíciasParticipação do Crédit Agricole Grande distribuição considera taxa inoportuna e diz que será paga pelo consumidorno BES supera os 12% A APED (Associação Portuguesa de Ministério da Agricultura, do Ambien- do BES, informa a o mesmo documento. Empresas de Distribuição) contesta a te e do Ordenamento do Território, que O comunicado informa ainda que o intenção do Governo de introduzir uma deverá ser aprovado em Conselho de Crédit Agrícole Assurances, S.A. (detido taxa de saúde e segurança alimentar. E Ministros na quinta-feira, o Governo a 100% pelo Crédit Agricole), por deter admite que a taxa será repercutida nos pretende criar o Fundo de Saúde e Se- 50% do capital social e o controlo de preços para o consumidor. gurança Alimentar Mais, com os objec- gestão da BES Vida, Companhia de Se- O sector da grande distribuição con- tivos de “compensar os produtores, no guros de Vida, detém ainda os direitos de siderou “inoportuna” a proposta do Go- quadro da prevenção e erradicação das voto correspondentes às acções do BES verno de criação de uma taxa de saúde doenças dos animais e das plantas, bem detidas pela BES Vida, que naquela data e segurança alimentar, e assegurou que como das infestações por parasitas”, detinha 21.285.882 acções escriturais será o consumidor a suportar o acrésci- além de “apoiar as explorações pecuá- nominativas sem valor nominal repre- mo dos custos nos bens alimentares. rias” e “incentivar o desenvolvimento da O sentativas de 1,46% do capital social do A Associação Portuguesa de Empre- qualidade dos produtos agrícolas”.banco francês Crédit Agricole passou a BES. sas de Distribuição (APED), na reacção à O diploma determina ainda casos dedeter 12,27% do BES após uma operação “Desta forma informamos que a par- proposta do Governo, divulgada na ter- isenção do pagamento da taxa de saúdede reforço de posição, anteontem, com a ticipação (directa e indirecta) e respecti- ça-feira, e que prevê a criação de uma e segurança alimentar, nomeadamentecompra de 31,8 milhões de acções da vos direitos de voto do Crédit Agricole no taxa de saúde e segurança alimentar, a “estabelecimentos com uma área deentidade liderada por Ricardo Salgado. capital social do BES é, naquela data, de tornou pública a “posição sectorial da venda inferior a 400 metros quadrados No dia 10 de Abril de 2012, o Crédit 12,27%”, conclui. grande distribuição”, considerando que ou pertencentes a micro-empresas,Agricole “aumentou a participação direc- Recorde-se que o BES anunciou on- “na presente situação económica e con- desde que não pertençam a uma empre-ta por si detida no capital social do Banco tem que vai aumentar o capital em 1,01 juntura é inoportuno estarmos a criar sa que utilize uma ou mais insígnias ouEspírito Santo, em virtude da aquisição mil milhões de euros, através de entra- mais uma taxa”. esteja integrada num grupo, e que dis-de 31.833.283 acções escriturais nomi- das novas, tendo já assegurada a totali- “É um sector que já está altamente ponham, a nível nacional, de uma áreanativas sem valor nominal representati- dade da operação – que será realizada sujeito a uma carga fiscal elevada, pelo de venda acumulada igual ou superior avas de 2,179% do capital social do BES”, com um desconto de 66% sobre as ac- que neste contexto de crise económica 2.000 metros quadrados”.sublinha o comunicado à CMVM. ções face ao preço de fecho de ontem. a nossa posição é de não concordância A Associação de Hotelaria, Restau- Nessa data, o banco francês já deti- Ainda ontem, foi também divulgado com esta iniciativa do Governo”, subli- ração e Similares de Portugal (AHRESP)nha 126.076.650 acções escriturais no- que o BES chegou a acordo com o Crédit nhou a directora-geral da APED, Ana prefere, para já, não tomar uma posiçãominativas sem valor nominal represen- Agricole para a compra de 50% do capital Isabel Trigo Morais. relativamente à intenção anunciada pelotativas de 8,63% do capital social do BES, da BES Vida, ficando assim com a totali- A responsável referiu que este sec- Governo, por ainda não ter “um conhe-somando assim uma participação direc- dade do capital da empresa. A operação tor “está neste momento debaixo de cimento aprofundado do projecto-lei”,ta total de 157.909.933 acções escritu- será realizada por 225 milhões de euros, uma grande pressão”, devido à perda mas considerou “deveras preocupante”rais nominativas sem valor nominal re- um valor que será pago através do au- de poder de compra dos consumidores, para o sector a introdução desta novapresentativas de 10,81% do capital social mento de capital que o BES vai realizar. o que deixa a grande distribuição sem taxa e manifestou-se solidária com a margem para absorver o custo da nova posição da Confederação de Comércio e taxa, que ainda terá que ser determina- Serviços de Portugal (CCP). da pelo Governo. A CCP manifestou-se na terça-feiraJá vão 80 sessões com a Euribor “Não haverá alternativas a não ser “indignada” com a nova taxa para o co- reflectir no preço final dos bens ali- mércio alimentar”, criada pelo Governoa seis meses a perder terreno mentares e afectar o consumidor, numa altura em que já está particularmente por um decreto-lei que deverá ser apro- vado no Conselho de Ministros de quin- fragilizado no seu poder de compra”, ta-feira. As taxas interbancárias continuam a com o objectivo de trazer liquidez para o alertou Ana Isabel Trigo Morais. A confederação, que recebeu a no-sua tendência de descida. Taxas de juro mercado interbancário. O Governo pretende criar uma taxa tícia “com surpresa”, diz que “este di-em mínimos históricos e liquidez no sis- Com a descida da pressão nas ope- de saúde e segurança alimentar, cujo ploma não se limita a criar o Fundo detema interbancário continuam a justifi- rações entre os bancos e com menores valor ainda se desconhece, a pagar pe- Saúde e Segurança Alimentar Mais, mascar taxas aos níveis de 2010. taxas de juro na região, os indexantes los estabelecimentos de comércio ali- prevê igualmente a consagração de uma No dia 19 de Dezembro de 2011 a interbancários têm recuado. Consecu- mentar por grosso e a retalho, segundo taxa a pagar pelos estabelecimentos detaxa Euribor a seis meses somou 0,1 tivamente. Isto porque com o acesso ao um decreto-lei a que a agência Lusa teve comércio alimentar ou mistos”, quepontos base e fixou-se em 1,668%. Foi financiamento através do BCE, os ban- hoje acesso. considera ser “totalmente inoportuna”.a última subida. cos não precisam de recorrer ao mer- De acordo com um decreto-lei do Hoje, regista-se a 80ª sessão de que- cado de financiamento directamente. Odas deste indexante dos empréstimos acesso a este mercado está praticamen-às famílias e empresas. A Euribor a seis te congelado. E as taxas Euribor, alémmeses foi fixada em 1,053%, depois deperder 0,4 pontos base. Esta maturida- de serem indexantes nos empréstimos à habitação, por exemplo, são também Abre em Portugal primeirode não descia à referida taxa desde 30de Junho de 2010, há quase dois anos. taxas interbancárias. Ou seja, são os ju- ros cobrados pelos bancos entre si nas hotel da Ibis budget A queda das taxas interbancárias operações de financiamento.tem sido uma realidade desde o últi- Se a taxa a seis meses verifica a 80ª O Ibis budget “boa acessibilidade ao centro históricomo mês de Dezembro, reflectindo as sessão de perdas, no que diz respeito à acabou de abrir a do Porto e um preço muito competitivodescidas da taxa de juro de referência taxa a três meses é a 79ª sessão segui- sua primeira uni- de 32 euros por noite num quarto du-levadas a cabo por Mario Draghi na da em queda. Também em mínimos de dade em Portu- plo”, refere a empresa.presidência do Banco Central Europeu Junho de 2010, este indexante desceu gal, em Vila Nova “Tendo como target principal os(BCE). Nos últimos meses, a taxa tem hoje 0,3 pontos base para 0,757%. de Gaia. clientes individuais em deslocações desido mantida no mínimo histórico de 1% A Euribor a doze meses, que chegou Acabou de negócio ou lazer, o hotel oferece acolhi-e as perspectivas apontam para que daí a estar acima de 2% em Dezembro, re- abrir em Vila Nova mento 24h/24h e acesso internet gratui-não saia tão cedo e se sair é para voltar cuou hoje 0,6 pontos base para se fixar de Gaia o primeiro hotel da Ibis budget to a partir do lobby. O pequeno-almoçoa descer para níveis nunca vistos na Era em 1,387%. Já o indexante a nove me- em Portugal. A nova unidade hoteleira é tem uma tarifa de 3,20 euros por pessoado euro. ses está nos 1,232%, cedendo 0,5 pon- a 29ª do grupo Ibis em Portugal, porém e a ligação wi-fi disponível em todos os O movimento de descidas conse- tos base. Ambas estão em mínimos de é a primeira Ibis budget, que compreen- quartos custa 1 euro por hora. À dis-cutivas sentiu-se, igualmente, devido Julho de 2010. de um conceito económico. posição dos clientes está uma grandeàs operações de cedência de liquidez a A taxa a um mês, que na terça-feira A direcção do novo hotel estará a variedade de snacks, bebidas e doces,três anos por parte da autoridade mo- quebrou o seu ciclo de descidas ao per- cargo de Carla Santos, de acordo com o disponíveis 24h/ 24h”, revela o comuni-netária. No conjunto de Dezembro e manecer inalterada, perdeu novamente comunicado do Ibis budget. cado.Fevereiro, o BCE emprestou mais de 1 0,1 pontos base para 0,411%. O Ibis budget Porto Gaia, marca cria- O novo Ibis Budget irá criar 10 pos-bilião de euros a entidades financeiras, da pelo grupo Accor, tem 95 quartos, tos de trabalho directos.
  4. 4. 4 CORREIO ECONÓMICO EDIÇÃO 111 - SEXTA-FEIRA DIA 13 DE ABRIL DE 2012OpiniãoCapitalismo Coronário A ampla e centes é obeso, uma taxa que triplicou são bem conhecidos por serem um dos preço das boas e velhas frutas e vege- sistemática fa- desde 1980. (Transparência total: a mi- maiores indutores do ganho de peso tais tenha subido. Este é um ponto justo, lha de regulação nha esposa produz um programa para mas, de uma perspectiva convencional mas denuncia a enorme falha do mer- é o elefante na a televisão e para a Internet, chamado de contabilidade de crescimento, são cado aqui. sala quando se kickinkitchen.tv, que visa combater a uma grande coisa. Os grandes agricul- Os consumidores recebem mui- trata de refor- obesidade infantil). tores são pagos para cultivar o milho to pouca informação nas escolas, bi- mar o capitalis- Obviamente, os problemas da indús- (muitas vezes subsidiados pelo gover- bliotecas ou campanhas de saúde; mo ocidental de tria alimentar têm sido vigorosamente no), e os processadores de alimentos em vez disso, são bombardeados com hoje. Sim, muito destacados por especialistas em nutri- são pagos para adicionar toneladas de desinformação através da publicidade. Por: Kenneth Rogoff se tem dito so- Professor de Economia e Políticas Públicas na ção e saúde, incluindo Michael Pollan químicos que resultam em produtos As condições para as crianças são par-Universidade de Harvard, e ex- economista-che- bre a insalubre fe do Fundo Monetário Internacional (FMI). e David Katz, e certamente por muitos criadores de hábitos – e por isso, irre- ticularmente alarmantes. Com poucos dinâmica políti- economistas também. E há muitos ou- sistivéis. Paralelamente, os cientistas recursos para ter uma televisão públi-ca-regulatória-financeira que levou ao tros exemplos, dentro de uma grande são pagos para encontrar a mistura ca de qualidade, na maioria dos paísesataque cardíaco da economia global em variedade de bens e serviços, onde se certa de sal, açúcar e produtos quími- as crianças são cooptadas por canais2008 (iniciando o que Carmen Reinhart e poderia encontrar problemas seme- cos para tornar a comida instantânea pagos pela publicidade, incluindo da in-eu chamamos “A Segunda Grande Con- lhantes. Aqui, porém, quero focar-me na viciante ao máximo; os publicitários são dústria alimentar.tracção”). Mas o problema é exclusivo do ligação da indústria alimentar com pro- pagos para vendê-la; e no fim, a indús- Além da desinformação, os produ-sector financeiro, ou denota uma falha blemas mais amplos do capitalismo con- tria dos cuidados de saúde faz uma for- tores têm poucos incentivos para inter-mais profunda do capitalismo ocidental? temporâneo (que certamente facilitaram tuna a tratar das doenças que, inevita- nalizar os custos dos danos ambientais A ampla e sistemática falha de a explosão da obesidade em todo o mun- velmente, resultam de tudo isto. que causam. Da mesma forma, os con-regulação é o elefante na sala quando se do), e no porquê do sistema político dos O capitalismo coronário é fantástico sumidores têm poucos incentivos paratrata de reformar o capitalismo ocidental Estados Unidos ter dedicado muito pou- para o mercado accionista, que inclui internalizar os custos médicos das suasde hoje. Sim, muito se tem dito sobre a ca atenção ao assunto (embora a primei- empresas de todos esses sectores. Ali- escolhas alimentares.insalubre dinâmica política-regulatória- ra-dama Michelle Obama tenha feito um mentos altamente processados tam- Se os nossos únicos problemas fos-financeira que levou ao ataque cardíaco esforço importante de sensibilização). bém são bons para a criação de em- sem a indústria alimentar causar ata-da economia global em 2008 (iniciando A obesidade afecta a esperança de prego, incluindo nas áreas da pesquisa, ques cardíacos, e a indústria financeirao que Carmen Reinhart e eu chamamos vida de diversas formas, que vão da do- publicidade e saúde. provocar o seu equivalente económico,“A Segunda Grande Contracção”). Mas o ença cardiovascular até alguns tipos de Assim sendo, quem é que se pode isso já seria mau o suficiente. Mas aproblema é exclusivo do sector financei- cancro. Além disso, a obesidade – nas queixar? Certamente não os políticos, patológica dinâmica regulatória-polí-ro, ou denota uma falha mais profunda manifestações mórbidas – pode afec- que são reeleitos quando o emprego é tica-financeira que caracteriza essasdo capitalismo ocidental? tar a qualidade de vida. Os custos são abundante e os preços das acções es- indústrias é muito mais ampla. Precisa- Considere-se a indústria alimentar, suportados não só pelo indivíduo, mas tão em alta – e recebem doações de mos de desenvolver instituições novas eparticularmente a sua influência, por ve- também pela sociedade – de forma di- todas as empresas que participam na muito melhores para proteger os inte-zes maligna, na nutrição e saúde. As ta- recta através do sistema de saúde, e produção de alimentos processados. resses de longo prazo da sociedade.xas de obesidade estão a subir em todo o de forma indirecta, através da perda de De facto, nos Estados Unidos, os polí- Claro que o equilíbrio entre a sobe-mundo, porém, entre os grandes países, produtividade, por exemplo, e dos cus- ticos que ousam falar nas implicações rania do consumidor e o paternalismotalvez o problema seja mais grave nos tos de transporte mais elevados (mais dos alimentos processados na saúde, é sempre delicado. Mas, certamente,Estados Unidos. De acordo com o Centro combustível gasto nos aviões, assentos ambiente e sustentabilidade, em mui- podíamos começar a atingir um equilí-para a Prevenção e Controlo de Doenças maiores, etc.). tos casos, vêem-se privados de fundos brio mais saudável do que aquele quedos Estados Unidos, cerca de um terço Mas a epidemia da obesidade difi- para a campanha. temos, dando ao público mais e melhordos adultos norte-americanos é obeso cilmente se parece com um assassino É verdade que as forças do merca- informação através de uma variedade(indicado por um índice de massa cor- de crescimento. Produtos alimentares do têm estimulado a inovação, que tem de plataformas, para que pudessemporal acima de 30). Ainda mais chocante, altamente processados, baseados no baixado continuamente o preço dos começar a fazer escolhas políticas e demais de um sexto das crianças e adoles- milho, e com muitos aditivos químicos, alimentos processados, mesmo que o consumo mais conscientes.Soros: “A crise entrou numa fase menos volátil mas mais letal” investidor que em 1992 apostou que a libra Aos 81 anos, propõe uma solução para a avaliados em dois a três biliões de euros” esterlina iria sair do mecanismo que dava crise da Zona Euro. segundo analistas independentes, lembra entrada na moeda única. O programa de “Não posso propor um plano sim- Soros. A criação de um veículo especial compra de activos do BCE está a permitir ples e detalhado, apenas algumas linhas que fizesse uso desses direitos, permitiria aos bancos espanhóis comprar dívida pú- orientadores”. “usar o BCE para financiar o custo de com- blica, contendo a volatilidade no mercado Ainda assim, o investidor argumenta prar essas obrigações sem vilar o artigo secundário. que uma solução realista tem o compac- 123 do Tratado de Lisboa”, argumenta. Só que entretanto os desequilíbrios to orçamental aprovado pelos países da Se um país violasse as suas obriga- persistem, enquanto os países e institui- União Europeia como “ponto de partida”. ções, ficaria obrigado a pagar a totalidade O investidor húngaro diz que a respos- ções voltaram a concentrar-se em limitar “Os orçamentos deviam distinguir en- ou parte dos juros da dívida detida pelo veí-ta da União Europeia à crise poderá reve- o seu risco às fronteiras internas da Zona tre investimentos com retorno e despesa culo especialmente criado para financiar alar-se “letal” para o projecto comunitário. Euro, argumenta o presidente do Soros corrente” e um banco de investimento eu- compra de obrigações de cada país. “IssoPropõe uma solução que prevê ser con- Fund Management. ropeu “poderia, então, co-financiar inves- iria quase de certeza impor uma dura dis-trariada pelo banco central alemão e avi- “Ao início da crise o desmembramento timentos”. ciplina orçamental”.sa: a sobrevivência do euro é “um assunto da Zona Euro era inconcebível; os activos Os países têm de reduzir a sua dívida A vantagem desta estratégia é permi-político” e “está para lá da competência do e passivos estavam tão interligados que até aos 60%, num processo que passa por tir aos países mais endividados que nãoBundesbank”. teriam causado um colapso incontrolável. reduzir um vigésimo do excesso de dívida continuem a perder competitividade face à George Soros acredita que a crise Mas à medida que a crise progrediu, a em cada ano. “Proponho que os estados- Alemanha. “Ao recompensar o bom com-europeia teve recentemente uma transfor- Zona Euro foi-se reorientando em função membros recompensem conjuntamente portamento, o compacto orçamental jámação “para pior”. O “incipiente” progra- das fronteiras nacionais” na região. o bom comportamento por financiar esse não constituiria uma armadilha deflacio-ma de compra de activos do Banco Central “Compacto orçamental tem de ser o compromisso”, ou seja, ajudarem os paí- nista de redução da dívida”.Europeu (BCE) “escondeu uma deteriora- ponto de partida” ses mais endividados a pagar a dívida. “O Bundesbank nunca vai aceitar estasção” dos fundamentais económicos, mas A única forma de escapar à armadilha Como? Através do BCE, que está proi- propostas, mas as autoridades europeiasos desequilíbrios continuam a agravar-se da deflação induzida pelo esforço de redu- bido de financiar dívidas de países. Mas os deviam leva-las a sério”, diz o financeiro.na Zona Euro. ção da dívida passa por reconhecer que as países da união monetária “transferiram “O futuro da Europa é uma questão polí- “A crise entrou numa fase que pode ser actuais políticas são “contraprodutivas e para o BCE os seus direitos de senhoria- tica: está para lá da competência do Bun-menos volátil mas mais letal”, escreveu o mudar de curso”, defende George Soros. gem [ganhos com a cobrança de juros], desbank decidir” sobre isso, conclui.
  5. 5. PASSOS COELHO ENCERRA CONGRESSO DO PSD/A BERTA CABRAL DIZ QUE MILITANTES ESTÃO MOBILIZADOS PARA AS ELEIÇÕES Pág. 2 PRECISA DE 927 152 665 925 200 051 DINHEIRO? CREDITAL Prestamista de Entrecampos Lda. 296 283 189 EMPRESTAMOS E COMPRAMOS GRUPO EMPRESARIAL COM 100 ANOS DE ACTIVIDADE RUA DO MELO, 29 e 29A PONTA DELGADA OURO * PRA AS * JÓIAS T ESTAMOS EM TODO O PAÍS www.penhores.com OURO DE 19,2 KILATESCorreio dos Açores Sexta-feira, 13 de Abril de 2012 www.correiodosacores.net Director: Américo Natalino Viveiros - Director-Adjunto: Santos Narciso Diário fundado em 1920 por José Bruno Carreiro e Francisco Luís Tavares Ano 91 n.º 27110 - Preço: 0,70 EurosHomem que matou colega de trabalhono Caldeirão apanha 19 anos de cadeia PENA SERÁ CUMPRIDA NUM ESTABELECIMENTO PARA INIMPUTÁVEIS Pelo crime de homicídio qualificado, o Tribunal Ju- gional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos, no Cal-dicial da Ribeira Grande condenou ontem o homem que deirão. José Melo foi condenado a 19 anos de cadeia e amatou um colega de trabalho, em vinte e sete de Dezem- uma multa de cento e sessenta dias à taxa diária de setebro de 2010, no parque de máquinas da Secretaria Re- euros por dia. p. 3 Morreu repentinamente o maestro Emílio Porto p. p. 8 e 9 Adjudicação de navios aos espanhóis levanta contestação a nível nacional O deputado do PSD Eduardo Teixeira classificou ontem a decisão do Governo dos Açores, de encomendar dois fer- ryboats a uma empresa espanhola, como “uma brincadeira de muito mau gosto” face aos sacrifícios pedidos aos por- tugueses. Entretanto, o líder do PCP/Açores, Aníbal Pires, lamentou que os dois navios tenham sido encomendados a estaleiros espanhóis, mas admitiu que estão em causa as re- gras dos concursos internacionais. p. 6Pilotos da SATA Internacional marcamgreve nas festas do Senhor Santo Cristo p. 5 m e tenha u de TRAGA-NOS desconto a sua receita 20% a de na compr ntes* armação +le de Oftalmologia *Campanha válida na compra de armação + lentes do nosso laboratório. Não acumulável com campanhas e acordos em vigor. Loja 1: Rua António José de Almeida 45 loja 2: Rua De São Francisco Loja 3: Parque Atlântico Ponta Delgada - Tel.: 296 30 47 30 Ribeira Grande em Frente à Farmácia Costa
  6. 6. 2 regional Correio dos Açores, 13 de Abril 2012Berta Cabral espera solidariedade de Passos Coelho Em Ponta Delgada“PSD mobilizado para a vitória Grand Princess gera movimento recorde deem Outubro” autocarros para excursões A estratégia e as linhas gerais do programa social-democrata para as eleições regionais vão ficar definidas no Congresso Regional do PSD/Açores que começa hoje em Ponta Delgada e encerra no domingo com a presença do líder do partido e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho. com esse objectivo e tem razões para isso”. Na reunião magna, com cerca de 350 congressistas, mas com os traba- Hoje, o empreendimento Portas do Mar recebe 2484 lhos abertos a todos os interessados, passageiros, maioria dos quais americanos, a bordo do vão ser discutidas, além da moção de navio de cruzeiros Grand Princess, da conhecida opera- estratégia global, mais de duas deze- dora Princess Cruises. O navio encontra-se em viagem nas de moções temáticas e sectoriais, transatlântica entre Ft. Lauderdale e Southampton, in- o que a líder regional entende como cluindo no seu roteiro visitas a Ponta Delgada, Greeno- uma prova de vitalidade do partido. ck, Dublin, Falmouth e Le Havre. Prevê-se que a che- “Isto dá nota da vontade de todos gada ao nosso porto ocorra pelas 11 horas e estima-se participarem com um contributo váli- que cá permaneça até às 19 horas. Durante esta estadia, do para o que se quer que seja o go- e como é habitual, muitos dos passageiros vão desfrutar verno regional a partir de outubro. É das belezas da ilha açoriana mas neste particular gosta- um sinal de que o partido está muito ríamos de salientar o assinalável facto de se estabelecer confiante na vitória e cada um quer dar um recorde de excursões num só navio de cruzeiros, um contributo”, afirmou. com 28 autocarros já reservados para o efeito. Berta Cabral reafirmou ainda a Inaugurado em Maio de 1998, foi construído na Itá- A presidente do PSD/Açores, Ber- afirmou Berta Cabral, em declarações importância da sua candidatura à pre- lia pelos estaleiros Fincantieri, em Monfalcone. Medeta Cabral, considera que o partido está à Lusa. sidência do Governo dos Açores ser 290 metros de comprimento, 36 metros de largura, 8“mobilizado” e “confiante na vitória” A candidata do PSD à presidência “legitimada” pelos militantes, mas as- metros de calado, desloca 108,8 mil toneladas de arque-nas eleições regionais de Outubro, ma- do Governo dos Açores frisou que a re- segurou que este congresso não servi- ação bruta e tem capacidade máxima para 3100 hóspe-nifestando confiança na solidariedade gião precisa da solidariedade do país e rá para escolher os membros de uma des e 1100 tripulantes. Possui 13 decks para passageiros,de Passos Coelho para ajudar a região da UE, recordando que ambas passam futura administração regional liderada com um total de 1300 cabines, 928 exteriores e 372 in-a ultrapassar os desafios que enfrenta. por Passos Coelho, já que “é o Estado pelo PSD. teriores. A estratégia e as linhas gerais do membro que negoceia em Bruxelas e é “O governo não tem que ser o parti- Foi o primeiro navio da Grand Class, um dos maisprograma social-democrata para as o Governo da República que determina do, nem tem que ser constituído exclu- bem-sucedidos e aclamados projectos para navios deeleições regionais vão ficar definidas as ajudas nacionais para os Açores”. sivamente por militantes do partido. O cruzeiro. Seguiram-se lhe os gémeos Golden Princess,no Congresso Regional do PSD/Aço- “Num mundo global, não podemos governo é para todos os açorianos e tem Star Princess, Caribbean Princess e os, ligeiramenteres que começa sexta-feira em Ponta ser orgulhosamente sós, temos que ser que ter uma abrangência muito maior, maiores, Crown Princess, Emerald Princess, Ruby Prin-Delgada e encerra no domingo com a orgulhosamente nós”, afirmou Berta com profissionais com credibilidade cess, Ventura e Azura.presença do líder do partido e primei- Cabral, defendendo que os Açores têm e capacidade para por em prática as Aquando da sua inauguração, era o maior navioro-ministro, Pedro Passos Coelho. que “dizer o que querem e determinar grandes linhas de orientação”, frisou a de cruzeiros do mundo, o que conjugado com as suas “A sua presença é muito impor- o caderno de encargos que querem líder regional social-democrata. linhas exteriores muito exuberantes e inovadoras cedotante para o PSD/Açores. Primeiro, para que o Governo da República aju- Relativamente aos novos órgãos lhe proporcionaram um destaque especial por parte daporque é o presidente do partido, uma de a atingir esses objectivos”. de direcção do partido na região, Berta crítica internacional. O navio foi e continua a ser umpessoa com uma grande vontade de fa- Berta Cabral espera que o con- Cabral admitiu que haverá “algumas imenso sucesso para a Princess Cruises, razão pela qualzer com que Portugal vença a situação gresso do próximo fim de semana seja mudanças”, mas salientou que “este a companhia, com sede em Santa Clarita, na Califórnia,em que se encontra, depois, porque é “uma grande festa que alavanque a não é um congresso virado para den- decidiu efectuar no ano transacto uma profunda moder-também o primeiro-ministro, e os Aço- campanha em curso para as eleições tro, para questões de lugares internos, é nização deste apelativo navio.res têm tantos problemas que não vão regionais”, assegurando que o parti- um congresso a seis meses de eleições, Facto mais visível deste restyling foi a remoção doser capazes de os resolver sozinhos”, do “está todo mobilizado e motivado muito mais virado para as ganhar”. célebre Skywalkers, discoteca suspensa à popa do na- vio, local com vista privilegiada para o exterior e para o próprio navio. Também os interiores foram todosTina Gonçalves expõe em Ponta Delgada modernizados, os motores e hélices ajustados, algumas chapas da proa substituídas e pintura do casco renova-“Sonhos” no Coliseu Micaelense da. Resumindo, os estaleiros de Freeport, nas Bahamas, transformaram-no num novo Grand Princess! Quanto às habituais comodidades, salientamos que quase todas foram substituídas, desde alcatifas, escada- rias até bares e piscinas. Não obstante, o navio mantem Tina Gonçalves desloca-se pela espelhar com vigor e drama as suas cáustico a técnicas de pintura mais o seu charme intacto, o que é constatável em áreas comoprimeira vez a Ponta Delgada para vivências e emoções. tradicionais, passando pelo desenho a bonita Grand Plaza, nas piscinas Calypso Reef, Neptu-expor “Sonhos”. Uma mostra com- Com um rico percurso pelo a carvão. Assume-se como uma ar- ne e Lido, nos restaurantes Da Vinci, Botticelli, Miche-posta por 21 quadros (anêmonas mundo da arte, a artista natural de tista que se dedica de corpo e alma langelo ou no buffet Horizon Court. Realce ainda parae pinturas a óleo sobre tela) e que Vila Viçosa tem exposto em vários a variadas formas de expressão ar- o enorme Atlantis Casino, para o famoso Wheelhouseresulta do trabalho desenvolvido ao países e conta com obras em diver- tística, experimentando e utilizando Bar, Princess Theatre, Explorer’s Lounge, Vista Showlongo dos anos. sas colecções de particulares. técnicas bastante diversas, desde os Lounge, Lotus SPA e para o cinema ao ar livre, Movies A obra da artista plástica e vi- Tina também se dedica à for- maravilhosos vitrais de tifanny às Under the Stars. Ainda este ano, o Grand Princess voltatralista, conhecida internacional- mação em diversas áreas artísticas, mais contemporâneas formas de re- em 9 de Novembro a Ponta Delgada.mente, caracteriza-se pelo facto de como o elaborado e luminoso en- alizar arte.
  7. 7. Correio dos Açores, 13 de Abril de 2012 regional 3 PSP detém homem que furtou de uma casa 720 euros Caso ocorreu no Nordeste A Polícia de Segurança Pública de Rabo de Peixe apreendeu a um homem, de 36 anos de idade, vendedor ambulante, 102 T-shirts contrafeitas. Em Ponta Delgada, foi detido, um homem, de 48 anos de idade,Homem que matou colega por Violência Doméstica, a cônjuge de 43 anos de idade. Foram de- tidos, dois homens, de 38 e 35 anos de idade, por conduzir veículo automóvel, sob a Influência de álcool, com as taxas de 2.64 e 2.94 g/l, respectivamente. Na Maia, os agentes de autoridade detiveramno Caldeirão condenado um homem, de 59 anos de idade, por condução de um veículo auto- móvel, sob a influência de álcool. E, no Nordeste na sequência de diligências de investigação pora 19 anos de cadeia furto em interior de residência, ocorrido no dia 9 de Abril passa- do, foi identificado e constituído arguido, um homem, de 36 anos de idade, sendo ainda recuperadas e apreendidas 36 notas de €20 de uso corrente, totalizando €720, correspondente à totalidade da Pena será executada num estabelecimento quantia furtada. Em Angra do Heroísmo, foram detidos, dois homens, de 24 e 47 anos de idade, por furto de veículo automóvel, tendo sido ainda para inimputáveis. Defesa vai recorrer... apreendido diverso material proveniente de furtos. A PSP realizou nas áreas de Povoação e Furnas, uma operação de fiscalização rodoviária conjunta entre as Esquadras da Povoação Pelo crime de homicídio qualificado, o Tribunal para lá se dirigiu levava consigo uma caçadeira que e Furnas, tendo sido fiscalizadas 45 viaturas e detectadas 4 infrac-Judicial da Ribeira Grande condenou ontem o homem estava escondida dentro de um saco de plástico preto ções de natureza contra-ordenacional, nomeadamente, por falta deque matou um colega de trabalho, em 27 de Dezembro (um saco de lixo). colete reflector; falta de triângulo de pré-sinalização; falta de docu-de 2010, no parque de máquinas da Secretaria Regio- No escritório deparou-se com Duarte Roque, de 47 mentos e falta de inspecção periódica obrigatória.nal da Ciência, Tecnologia e Equipamentos, no Cal- anos, e sobre este disparou um tiro. Duarte Roque fu- Foi efectuada uma operação de fiscalização rodoviária, tendodeirão. José Melo foi condenado a 19 anos de cadeia e giu e o homem voltou a atirar não o atingindo durante sido fiscalizados 30 veículos e detectadas 5 infracções de naturezaa uma multa de 160 dias à taxa diária de 7 euros. a fuga, mas continuou a persegui-lo até que a vítima contra-ordenacional, nomeadamente por condução sob a influência Durante a leitura da sentença, que decorreu ontem, já se encontrava na parte exterior do edifício, tendo de álcool, com as TAS de 0.75 e 0.87 g/l; falta de inspecção perió-no Tribunal da Ribeira Grande, o presidente do colec- dirigido-se para um automóvel quando foi atirado um dica obrigatória do veículo e documentos; bem como foi detido, umtivo de juízes, o juiz Pedro Albegaria, afirmou que se terceiro tiro, e mesmo dentro da viatura foi alvo de homem, maior de idade, por condução de veículo automóvel, semtratou de um homicídio intencional. mais dois tiros. Depois saiu do carro e o arguido deu- habilitação legal. O Ministério Público havia pedido para agora con- lhe mais dois tiros, tendo o homem sucumbido. Nos Biscoitos, foi efectuada uma operação de fiscalização rodo-denado a uma pena não inferior a 18 anos, por enten- O tribunal entendeu que o arguido agiu de forma viária, tendo sido fiscalizados 35 veículos e detectadas 4 infracçõesder que José Manuel cometeu o crime de homicídio livre, voluntária e consciente com a intenção de tirar de natureza contra-ordenacional, nomeadamente por condução dequalificado, e essa prova de acordo com o Ministério a vida a Duarte Roque, pois os tiros sucessivos e de veículo automóvel, sem fazer o uso de dispositivo de segurançaPúblico foi feita com base na decisão de pronúncia, pouca distância não permitiram que o mesmo tivesse (cinto de segurança).nas declarações do arguido, de testemunhas que pre- hipótese de se defender. O arguido terá agido, de acor- Na Horta, foi realizada operação de fiscalização rodoviária, nasenciaram o crime, de material pericial e documental, do com o tribunal, como vingança após situações de qual foram fiscalizados 25 veículos, submetidos ao exame de pes-de auto-visionamento de imagens da altura em que conflito no trabalho entre os dois homens. quisa de álcool no sangue através do ar expirado 17 dos seus condu-foram feitos os disparos no parque de máquinas. O A mulher de Duarte Roque pediu uma indemni- tores sendo detectadas 2 infracções de natureza contra-ordenacionaladvogado de defesa, Eduardo Vieira, já disse que o zação cível por danos não patrimoniais no valor de diversas.seu cliente vai recorrer da sentença. Recorde-se que o 372 mil euros e a secretaria Regional da Ciência, A PSP registou ainda nas últimas 48 horas, ao novel dedefensor tentou em Tribunal fazer valer a tese de que Tecnologia e Equipamentos pediu uma indemnização sinistralidade rodoviária, foram registados 3 acidentes de viação,o homem não agiu com intenção de matar e até trouxe de dois mil euros por danos não patrimoniais (danos dos quais resultaram danos materiais. N.C.um perito em psiquiatria para que este explicasse ao na viatura alvejada).tribunal que o seu cliente sofria de depressão. O Juiz Pedro Albergaria, no acordão, refere que Duarte Melo e José Melo eram colegas há, pelos José Melo deve pagar à viúva uma indemnização demenos 15 anos, no mesmo ofício, o de controlador de duzentos e noventa e seis mil e novecentos e noven-viaturas do parque de máquinas que abre portas, dia- ta e cinquenta cêntimos, com juros até ao pagamentoriamente, às 8h30. No dia 27 de Dezembro de 2010, integral.dois dias depois do Natal, passava apenas 15 minutos Mais. Deve cumprir pena num estabelecimentoda hora da entrada quando a tragédia se deu, conforme para inimputáveis, enquanto durar a doença psiquiá-provado foi pelo tribunal. trica. O homem de 56 anos foi ao escritório mas quando Nélia Câmara
  8. 8. 4 regional Correio dos Açores, 13 de Abril de 2012Subscritores da petição alegam que as regras mudaram a meio do jogo“Injustiças” nos programas Estagiarlevam a petição à Assembleia Regional Dois subscritores da petição alegam que as regras mudaram a meio do jogo e que a Resolução de Conselho de Governo que permite prorrogar os Estagiar L e T por mais 9 meses discrimina os esta- giários que não viram inicialmente o estágio por mais um ano. Além disso agora as entidades empregadoras não têm de pagar 25% de prestações pecuniárias, que foi exactamente o motivo que o Centro de Saúde de Santa Cruz da Graciosa alegou para não renovar o estágio inicialmente. Um psicólogo clínico e um médico tos Parlamentares, Ambiente e Trabalhodentista que realizaram um estágio, no (CAPAT) e que os subscritores encami-âmbito do programa Estagiar L, no Cen- nharam também às várias bancadas par-tro de Saúde de Santa Cruz da Graciosa lamentares. Na petição os subscritoresentregaram recentemente uma petição questionam sobre os critérios que foramna Assembleia Legislativa Regional tidos em conta para a renovação dos“pelo fim das injustiças” naquele pro- estágios que se iniciaram em Outubrograma do governo. de 2010 e Janeiro de 2011 e quantos jo- O primeiro signatário da petição, o vens viram o estágio prorrogado. Marcopsicólogo clínico Marco Martins, expli- Martins pretende também saber se “osca que a petição surge porque o governo estagiários que iniciaram o programa“mudou as regras a meio do jogo” e es- em Novembro de 2010 e Janeiro declarece que com a Resolução do Con- 2011, e que tiveram o estágio prorroga-selho do Governo n.º 44/2012 de 23 de do por mais um ano, têm possibilidadeMarço de 2012, que altera as regras de de serem integrados no quadro? A pror-funcionamento do Estagiar L e T se sen- rogação por mais 9 meses agora apro-te injustiçado. Tudo porque a Resolução Marco Martins, Psicólogo Clínico é o primeiro peticionário vada interfere com essa possibilidade?do Governo implica que as entidades Vão prorrogar o estágio a todos os queempregadoras já não tenham de pagar dos 9 meses agora aprovados “porque as foi justamente o que levou o Centro de se encontram nessa situação? Contri-os 25% de compensações pecuniárias regras foram alteradas a meio do jogo”. Saúde de Santa Cruz da Graciosa e não buirá esta alteração para a redução doaos estagiários que, se viram o estágio Marco Martins acrescenta que “é prorrogar o estágio. desemprego jovem na Região, uma vezprorrogado por mais 12 meses, podem uma grande injustiça as pessoas não O primeiro signatário da petição que se os estagiários optarem pela re-agora beneficiar de um prolongamento poderem beneficiar destes 9 meses adi- afirma que “se a instituição onde eu es- novação deixam de ter possibilidade depor mais 9 meses. cionais que foram dados a toda a gen- tava me disse que não havia dinheiro e passarem ao quadro da instituição?”. Marco Martins dá conta do seu caso te que está a fazer o Estagiar L e T e se agora há dinheiro e as entidades não O psicólogo clínico admite que “po-pessoal, tendo começado o estágio de eu não posso frequentar esses 9 meses têm de pagar essa comparticipação, pa- derá haver muitos mais jovens nesta11 meses em 2010, o Centro de Saúde porque o regulamento foi entretanto al- rece-me que é uma situação de injusti- situação” daí que considere importantede Santa Cruz da Graciosa não lhe pror- terado”. O psicólogo clínico lembra ain- ça. Daí ter submetido essa petição”. a resposta a estas questões e a devidarogou o estágio durante os 12 meses se- da que agora, a entidade empregadora Uma petição que já deu entrada na análise pela Assembleia Legislativa.guintes “alegando falta de verbas”, logo não tem de pagar os 25% das prestações Assembleia Legislativa Regional, quenão se pode candidatar à prorrogação pecuniárias a que estava obrigada, que vai baixar agora à Comissão de Assun- Carla DiasPercentagem é muito elevada para o total de habitantesNúmero de suicídios na Graciosa temaumentado e preocupa psicólogo Psicólogo clínico, Marco Martins diz casos para 100 mil habitantes. “A taxa de actual conjuntura económica. “A própria as, as pessoas não se projectam nos filhosque não é fácil arranjar emprego nesta al- suicídio é alarmante porque temos uma diminuição de população na ilha e o facto porque não há crianças. Há uma ausênciatura, especialmente na Graciosa, no entan- população de cerca de 4 mil e 300 pesso- das pessoas conviverem menos, a Gracio- de futuro associada à crise e as pessoasto revela a necessidade desta especialida- as e tivemos 4 a 5 casos de suicídio num sa está a ficar sem gente e isso é um factor que estão mais apertadas em termos dede na ilha que ficou temporariamente sem ano e isso é claramente muito superior para que as pessoas se isolem e não vejam dinheiro e que têm mais alguma propen-psicólogos no Centro de Saúde de Santa ao que era expectável”, confirma Marco esperança no futuro e se suicidem”, apon- são para o suicídio pode-se levar a algumCruz porque depois de Marco Martins não Martins. ta como possibilidades para um problema comportamento desse tipo”, conclui.ter visto o estágio renovado a psicóloga Quanto a factores para esta elevada multi-factorial e que tem também a ver A Graciosa com pouco mais de 4 mil“esteve de baixa e o centro de saúde ficou taxa de suicídio, o psicólogo clínico afir- com depressão. “Tem a ver com questões habitantes apresenta 4 a 5 casos de suicí-sem ninguém para assegurar o serviço”. ma que seriam necessários alguns estu- biológicas, perturbação mental, depressão dio por ano quando a média nacional é de Uma necessidade já que a taxa de sui- dos para saber a fundo o que realmente ou alcoolismo e tem a ver com situações 10 casos para 100 mil habitantes.cídio na Graciosa é bastante elevada com- se passa no entanto avança com algumas de natureza social como a diminuição daparada com a média nacional que é de 10 possibilidades que se conjugam com a população da ilha que entristece as pesso- C.D.
  9. 9. Correio dos Açores, 13 de Abril de 2012 regional/publicidade 5 Governo Regional espera pagar o FUNDOPESCA em Maio O Governo dos Açores espera pagar em Maio o FUNDOPESCA, um apoio social para compensar os pescadores pelos dias em que não podem ir ao mar, estimando uma verba global de cerca de 800 mil euros. “O FUNDOPESCA foi accionado a 29 de Março, as candidaturas decorrem até 30 de Abril e contamos estar a pa- gar em Maio”, afirmou o subsecretário regional das Pescas, acrescentando que o processo agora está mais rápido por ser informatizado. Marcelo Pamplona recordou que será pago a cada pes-Pilotos da SATA cador abrangido por este apoio social uma verba equi- valente ao salário mínimo em vigor na região, cerca de 509 euros, o que deverá envolver um investi- mento global “entre 750 e 800 mil euros”.em greve nas festas O subsecretário regional das Pescas falava aos jornalistas depois de ter sido ouvido na Comissão Parlamentar de Economia sobre uma proposta apresentada pelodo Santo Cristo BE para alterar a legislação relativa ao FUNDOPESCA. “A propos- ta é mais restritiva e deturpa o modo de funcionamento do FUNDOPESCA”, afirmou Marcelo Pam- Paralisação vai decorrer plona, acrescentando que a proposta do durante 9 dias BE “não serve os interesses dos pesca- dores”. Os pilotos da SATA Internacional convocaram uma greve de nove dias emprotesto contra “atitude inqualificável de desprezo” da administração. Os pilotos da SATA Internacional, companhia aérea açoriana que realizavoos entre os Açores e Portugal e a Europa, decidiram convocar uma greve denove dias, em protesto contra a “atitude inqualificável de desprezo” perante oscompromissos assumidos por parte da administração da empresa. A greve serárepartida por três períodos: 27, 28 e 29 de Abril, 11, 12 e 13 de Maio e 18, 19e 20 de Maio. Em causa está o facto de a administração não ter entregue o acordoalcançado com os pilotos lavrado por escrito ao SPAC - Sindicato dosPilotos da Aviação Civil no dia 14 de Março, data combinada para aentrega. “Numa atitude de boa fé, os pilotos continuaram à espera atéontem do acordo e dos compromissos assumidos pela Admi-nistração com os pilotos. Pior, é que a Administração nemsequer deu uma justificação para a quebra do compromissoe numa atitude de desconsideração fez chegar ao SPACuma hora antes da Assembleia de ontem um documento Maisque pouco ou nada tinha a ver com aquilo que haviasido acordado na reunião de Março”, acrescenta ocomunicado dos pilotos da SATA Internacional Saúde!distribuído pelas redacções. Os pilotos garantem ainda que a grevesó será cancelada se a Administração daSATA Internacional se mostrar “clara eséria quanto ao futuro da empresa, àorganização da sua operação, à ma-nutenção dos postos de trabalho eà adopção de políticas salariaisem consonância com as suascongéneres nacionais”. Vinte Estu 6 287 581 Largo da Cerveja - Fajã de Baixo Junto à escola das Laranjeiras tel. 296 205 130

×