NUTRIÇÃO NA DOENÇA DE ALZHEIMER

48,456 views
47,929 views

Published on

Published in: Education
4 Comments
41 Likes
Statistics
Notes
  • Sou profissional da saúde, trabalho com educação em saúde com idosos e apresentação deste material veio aprimorar meus conhecimento, como facilitar meu trabalho. Obrigada!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Quanto a nutrição , varia muito de paciente para paciente, alguns possuem outras patologias associadas...achei o seu link muito bom..PARABÉNS!!!!!!!.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Conteúdo muito rico para exclarecer nossa dificuldade para com a doença.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Meu nome é Leila,
    Acredito que este vídeo nos traga a compreensão necessária do que é esta doença, suas fases e os cuidados que demanda. Esta doença, por ser o seu conhecimento relativamente recente e estar acometendo cada dia mais e mais pessoas, ser muito penosa pois atinge o seio dos relacionamentos íntimos familiares e neles as pessoas se tornares a cada dia mais distantes, na maior parte das vezes nos sentimos completamente desamparados em decisões que precisamos tomar e do que é mais acertado ou não.
    Acredito que saber o que é, como se desenvolve, o que tem sido feito, quais os profissionais envolvidos etc, nos mostra o norte.
    Agradeço e espero que outros possam usufruir destes ensinamentos.
    Parabéns!
    Abraços.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
48,456
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
206
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
4
Likes
41
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

NUTRIÇÃO NA DOENÇA DE ALZHEIMER

  1. 1. A Nutrição na Doença de Alzheimer Maria Amélia R.Elias– Nutricionista [email_address] CUIDANDO DO IDOSO COM ALZHEIMER
  2. 2. A Doença de Alzheimer <ul><ul><li>Doença degenerativa que ataca inicialmente o cérebro,a memória,o raciocínio e a comunicação. </li></ul></ul><ul><ul><li>Caracteriza-se por: </li></ul></ul><ul><ul><li>Perda progressiva da capacidade de pensar,raciocinar, </li></ul></ul><ul><ul><li>memorizar, associada a alterações da linguagem e do comportamento. </li></ul></ul>
  3. 3. A Doença de Alzheimer <ul><li>Tratamento: </li></ul><ul><li>Não existe cura para a DA. </li></ul><ul><li>Embora incurável, é tratável </li></ul><ul><li>Exige intervenção multidisciplinar </li></ul><ul><li>OBJETIVOS DO TRATAMENTO : </li></ul><ul><li>Controlar os sintomas </li></ul><ul><li>melhorar a qualidade de vida do paciente o máximo possível . </li></ul>
  4. 4. A Doença de Alzheimer <ul><li>Metas prioritárias do Tratamento: Tratamento de outras doenças associadas </li></ul><ul><li>Maximizar o desempenho funcional dos pacientes </li></ul><ul><li>Orientar para DIETA Saudável e Balanceada à necessidade e preferências do doente </li></ul><ul><li>Evitar deficiência nutricional </li></ul>
  5. 5. A Doença de Alzheimer <ul><li>Estado Nutricional </li></ul><ul><li> Apetite ;  ingestão de alimentos;Recusa comer; Ignora , brinca com alimento,esquece que comeu, alimentação compulsiva, </li></ul><ul><li> ingestão </li></ul><ul><ul><li>Manifestações neuropsiquiátricas: </li></ul></ul><ul><ul><li>Perda de memória, Humor ,  da Confusão , Depressão </li></ul></ul>
  6. 6. A Doença de Alzheimer <ul><li>Perda Ponderal e Caquexia </li></ul><ul><ul><li>é o problema nutricional mais comum nos portadores de D. Alzheimer . </li></ul></ul><ul><ul><li> com a gravidade e progressão da doença </li></ul></ul><ul><ul><li>A Desnutrição é uma complicação séria na DA. </li></ul></ul><ul><ul><li>É preditor de MORTALIDADE </li></ul></ul>
  7. 7. <ul><li>Úlceras de decúbito </li></ul><ul><li>Infecção </li></ul><ul><li>Disfunção imune </li></ul><ul><li>Quedas </li></ul><ul><li> Força muscular </li></ul>Conseqüências da Desnutrição em Idosos
  8. 8. <ul><li>Anemia </li></ul><ul><li> Capacidade respiratória máxima </li></ul><ul><li> Metabolismo de drogas </li></ul><ul><li> Massa óssea </li></ul><ul><li> Taxa de filtração glomerular </li></ul><ul><li> Risco de hospitalização </li></ul><ul><li> Risco de óbito </li></ul>Conseqüências da Desnutrição em Idosos
  9. 9. Idoso Hospitalizado <ul><li>CONSEQUÊNCIAS? </li></ul><ul><li> complicações </li></ul><ul><li> tempo de permanência hospitalar </li></ul><ul><li> morbimortalidade </li></ul>
  10. 10. A Doença de Alzheimer <ul><li>Características da Fase: </li></ul><ul><li>Problemas moderados de memória; </li></ul><ul><li>Dificuldades com a atenção; </li></ul><ul><li>Procura de palavras – usa as mais simples e frases mais curtas; </li></ul><ul><li>Indícios de desorientação no espaço; </li></ul>ESTÁGIO INICIAL
  11. 11. <ul><li>Conduta Nutricional : </li></ul><ul><li>Avaliação nutricional detalhada levando em consideração os sintomas da doença e sua progressão; </li></ul><ul><li>Elaborar uma dieta balanceada em todos os nutrientes ,rica em vitaminas e oligoelementos; </li></ul><ul><li>Dieta fracionada , 6 refeições ao dia; </li></ul><ul><li>Consistência Branda de alta densidade calórica; </li></ul><ul><li>Dieta rica em fibras; </li></ul><ul><li>Alguns idosos requerem dietas especiais, como Diabéticos, Hipertensos e outras doenças. </li></ul><ul><li>Solicitar registro diário da ingestão </li></ul><ul><li>Ingestão inferior a 70% da necessidade calórica introduzir suplemento alimentar </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO INICIAL
  12. 13. <ul><li>Pontos Básicos para Nutrição Saudável : </li></ul><ul><li>Variedade de alimentos </li></ul><ul><li>Manter o equilíbrio do peso </li></ul><ul><li>Evitar alimentos ricos em gordura saturada, trans e colesterol </li></ul><ul><li>Limitar acúcares </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO INICIAL
  13. 14. <ul><li>Pontos Básicos para Nutrição Saudável: </li></ul><ul><li>Moderar o sal </li></ul><ul><li>Água: beber pelo menos 8 copos (200ml)/dia – a menos que haja restrição </li></ul><ul><li>Evitar bebida alcoólica </li></ul><ul><li>Comer devagar </li></ul><ul><li>Levar pequenas porções à boca </li></ul><ul><li>Mastigar bem antes de deglutir </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO INICIAL
  14. 15. <ul><li>Características : </li></ul><ul><li>Redução da Visão e aumento da dependência; </li></ul><ul><li>Acentuação dos problemas de memória; </li></ul><ul><li>Confusão; </li></ul><ul><li>Dificuldade de interpretar os estímulos (tacto, paladar, audição); </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  15. 16. <ul><li>Dificuldade de manipular objetos; </li></ul><ul><li>Movimentos menos precisos e mais lentos; </li></ul><ul><li>Menor estabilidade postural; </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  16. 17. <ul><li>Dificuldade de comunicação ; </li></ul><ul><li>Dificuldade para falar e escrever; </li></ul><ul><li>Repetição das mesmas palavras e frases; </li></ul><ul><li>Mudanças bruscas de humor. </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  17. 18. <ul><li>Problemas ligados à alimentação : </li></ul><ul><li>Perda de apetite – acentua Perda Ponderal </li></ul><ul><li>Alteração do paladar e olfato </li></ul><ul><li>Dificuldade de mastigação e deglutição </li></ul><ul><li>Esquecimento de que acabou de comer e diz que ainda não comeu </li></ul><ul><li>Brinca com os alimentos </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  18. 19. <ul><li>Espalha comida pela mesa </li></ul><ul><li>Suja roupa e cabelos </li></ul><ul><li>Vomita, cospe </li></ul><ul><li>Pega comida com as mãos </li></ul><ul><li>Não fica sentado </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  19. 20. <ul><li>Engasga </li></ul><ul><li>Deixa pratos, copos e talheres cairem (dificuldade de segurar e manipular) </li></ul><ul><li>Dificuldade de levar o alimento à boca </li></ul><ul><li>Dificuldade de preparar alimentação sozinho </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  20. 21. <ul><li>Conduta Nutricional : </li></ul><ul><li>O horário das refeições deve ser rigorosamente observado; </li></ul><ul><li>Mostrar o relógio ( grande), para que ele veja a hora e procure entender que está com fome e que é hora de sentar à mesa. </li></ul><ul><li>O local da refeição deve ser calmo; </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  21. 22. <ul><li>Conduta Nutricional: </li></ul><ul><li>Importante a presença dos familiares nos momentos das refeições; </li></ul><ul><li>Procure dar refeições bem variadas, em pequenas porçõe s; </li></ul><ul><li>Orientar que é preciso mastigar bem os alimentos sólidos ; </li></ul><ul><li>Preparar alimentos com molhos; </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  22. 23. A Doença de Alzheimer Visão Prejudicada? <ul><li>Usar toalhas de cores únicas; </li></ul><ul><li>Colocar na mesa o necessário; </li></ul><ul><li>Oferecer alimentação colorida. </li></ul>ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  23. 24. A Doença de Alzheimer Redução do paladar? <ul><li>Limpar a lingua, usando escova; </li></ul><ul><li>Usar mais temperos naturais; </li></ul><ul><li>Não abusar do sal; </li></ul>ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  24. 25. A Doença de Alzheimer Redução do olfato? <ul><li>Cortar o excesso de pêlos que saem das narinas </li></ul><ul><li>Ter o hábito de cheirar o alimento antes de comê-lo </li></ul>ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  25. 26. A Doença de Alzheimer Dificuldade para Mastigar? <ul><li>Procurar dentista e fono (avaliar mastigação) </li></ul><ul><li>O tamanho dos pedaços deve ser apropriado, assim como sua consistência, para reduzir risco de engasgos. </li></ul>ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  26. 27. A Doença de Alzheimer <ul><li>Outras orientações: </li></ul><ul><li>Os utensílios (prato,copo, talheres) devem ser resistentes ou inquebráveis </li></ul><ul><li>Preferir pratos fundos </li></ul><ul><li>Usar talher com cabo mais grosso </li></ul><ul><li>Usar colher com curvatura </li></ul><ul><li>Copos com alças, tampas e canudos </li></ul>ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  27. 28. A Doença de Alzheimer <ul><li>Outras orientações : </li></ul><ul><li>A percepção de sede está prejudicada nestes pacientes, fazendo com que fiquem, em alguns casos, com desidratação crônica. Dê líquidos durante o dia todo, varie: água, sucos, chá … </li></ul>ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  28. 29. A Doença de Alzheimer <ul><li>Outras orientações : </li></ul><ul><li>Cozinha mais segura e prática: </li></ul><ul><ul><li>Iluminação adequada </li></ul></ul><ul><ul><li>Filtro ao alcance da mão </li></ul></ul><ul><ul><li>Prateleiras adaptadas à altura do idoso </li></ul></ul><ul><ul><li>Mesa com cantos arredondados </li></ul></ul>ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO
  29. 30. A Doença de Alzheimer ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO <ul><li>Outras orientações : </li></ul><ul><ul><li>Idosos com pouca atividade fisica costumam apresentar constipação intestinal: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Orientar dieta rica em fibras e bastante liquido . </li></ul></ul></ul>
  30. 31. A Doença de Alzheimer ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO <ul><li>Outras orientações : </li></ul><ul><ul><li>Paciente agitados ou com perda de peso: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Aumentar a oferta calórica da dieta </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Pode utilizar suplementos nutricionais </li></ul></ul></ul>
  31. 32. A Doença de Alzheimer ESTÁGIO INTERMEDIÁRIO <ul><li>Outras orientações: </li></ul><ul><ul><li>Paciente restritos ao leito ou com excesso de peso: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Controlar a oferta Calórica com muito critério </li></ul></ul></ul>
  32. 33. <ul><li>Características: </li></ul><ul><li>Demência grave </li></ul><ul><li>Funções cognitivas desaparecem por completo </li></ul><ul><li>Perda da capacidade de andar, sentar e sorrir </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO AVANÇADO
  33. 34. <ul><li>Características: </li></ul><ul><li>Enrijecimento das articulações </li></ul><ul><li>> vulnerabilidade para pneumonia e úlceras de decúbito </li></ul><ul><li>Perda dos reflexos ao estímulo </li></ul><ul><li>Risco de Broncoaspiração e até asfixia </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO AVANÇADO
  34. 35. <ul><li>Problemas relacionados à nutrição: </li></ul><ul><li>Incapazes de alimentar sozinho; </li></ul><ul><li>Não sabem o que fazer com os alimentos que são colocados na sua boca; </li></ul><ul><li>Não se lembra de como usar os talheres; </li></ul><ul><li>Disfagia (dificuldade para deglutir), evoluindo para uso de sonda enteral, gastrostomia ou jejunostomia. </li></ul><ul><li>Solicitar avaliação da Deglutição ( Fonoaudiólogo) </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO AVANÇADO
  35. 36. <ul><li>Conduta Nutricional: </li></ul><ul><li>Via oral: dieta pastosa, liquida com espessante... </li></ul><ul><li>Avaliar necessidade de suplementação nutricional oral hipercalórica e/ou hiperproteica </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO AVANÇADO
  36. 37. <ul><li>Via Enteral – Sonda Enteral </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO AVANÇADO <ul><li>Previsão de alimentação por sonda por < 8 semanas </li></ul><ul><li>Sem risco de broncoaspiração </li></ul><ul><li>Esvaziamento normal do conteúdo gástrico </li></ul><ul><li>Sem vômitos </li></ul><ul><li>Estômago sem obstrução </li></ul>
  37. 38. <ul><li>Via Enteral - Gastrostomia </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO AVANCADO <ul><li>Pacientes c/ previsão de alimentação por sonda por > 8 sem anas </li></ul><ul><li>Sem risco de broncoaspiração </li></ul><ul><li>Esvaziamento normal do conteúdo gástrico </li></ul><ul><li>Sem vômitos </li></ul><ul><li>Estômago sem obstrução </li></ul>
  38. 39. <ul><li>Via Enteral - Jejunostomia </li></ul>A Doença de Alzheimer ESTÁGIO AVANCADO <ul><li>Indicação: </li></ul><ul><li>Pacientes sem condições de se alimentar pelo estômago </li></ul><ul><li>Pacientes c/ risco elevado de aspiração pulmonar </li></ul>
  39. 40. Considerações Finais <ul><li>A assistência nutricional ao paciente com Alzheimer deve ser individualizada ; </li></ul><ul><li>É necessário realizar avaliação nutricional detalhada; </li></ul><ul><li>A conduta nutricional dependerá dos sintomas e da fase da doença ; </li></ul>
  40. 41. Considerações Finais <ul><li>Os objetivos da intervenção nutricional </li></ul><ul><ul><li>Reduzir a perda ou ganho de peso </li></ul></ul><ul><ul><li>Prevenir deficiencias nutricionais </li></ul></ul><ul><ul><li>Controlar a constipação intestinal </li></ul></ul><ul><ul><li>Incentivar o paciente a se alimentar sozinho </li></ul></ul><ul><ul><li>Controlar a disfagia e evitar aspiração </li></ul></ul><ul><ul><li>Proporcionar melhor qualidade de vida, atenuando os sintomas e a progressividade da doença. </li></ul></ul>
  41. 42. OBRIGADA! MARIA AMÉLIA

×