O QUE SE PASSA COM VOVÔ?

5,521 views
5,302 views

Published on

Fotonovela adapatada da Alzheimer's Association, contando a vida de uma família onde o avô tem a doença de Alzheimer.

Published in: Health & Medicine
1 Comment
3 Likes
Statistics
Notes
  • Esta é uma doença (entre tantas) que tem um impacto drástico nas famílias da dita sociedade 'moderna'!!!, quer pelo abandono a que o paciente é sujeito pela sociedade e pela família quer pelo enorme esforço de meios (tempo e recursos económicos) a que as familias empenhadas se socorrem. Com o apelo e a necessidade do emprego, crucial para a sobrevivência das familias de hoje, verificamos tristemente a frustação dos familiares em dar apoio aos seus. Alzheimer requer todo o amor, paciência e dedicação que cada um pode dar... mas porque me parece sempre tão pouco?
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
5,521
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,511
Actions
Shares
0
Downloads
140
Comments
1
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O QUE SE PASSA COM VOVÔ?

  1. 1. O QUE SE PASSA COM VOVÔ? Tradução e adaptação Márcio Borges **Esta es una publicación oficial de la Alzheimer’s Association, pero puede ser distribuida por otras organizaciones y por personas no relacionadas con la misma. Esto no constituye aprobación de la Asociación a las actividades de dichas entidades o personas.
  2. 2. Ana está muito preocupada. Seu avô parece muito distante e apático. Às vezes, não consegue participar das atividades do di-a-dia
  3. 3. Nem em atividades com a família. Você não acha que o vovô está estranho? Por que diz isto, Ana?
  4. 4. Parece-me desorientado, perdendo a memória. É a idade, filha, a velhice! Dias depois... Preciso de algumas coisas para o jantar. Claro!
  5. 5. Preciso que me traga cebolas, pimentões e tomates Cebolas, pimentões e tomates. O tempo passa... Por que vovô demora tanto?
  6. 6. Olá, mamãe! O que temos pro jantar? Meu sogro ainda não voltou. O que terá acontecido? Seu avô saiu faz 2 horas para fazer compras e ainda não voltou. Eu vou buscá-lo! Sim, filha, por favor! Ao abrir a porta, Ana encontrou a comadre Josefina trazendo vovô.
  7. 7. Graças a Deus! Eu o encontrei, muito confuso, na rua da quitanda! E as compras? Que compras?
  8. 8. Que susto, vovô! O que aconteceu? Ah, deixa pra lá! Que bom que te acharam.
  9. 9. Na hora do jantar, a família reunida conversa sobre o que aconteceu com vovô. Acho que meu avô não está bem! É da idade, filha! Não, compadre. Está parecendo com o que minha tia teve: Alzheimer!
  10. 10. Então vamos levá-lo ao médico. Falaremos do que aconteceu hoje! Ana telefona marcando uma consulta médica. A consulta com a Dra. Villanova será na segunda-feira, às duas da tarde. Dias depois, no consultório da doutora ... Ele anda muito confuso e parece estar perdendo o interesse por tudo. Meu avô saiu para fazer compras e se perdeu na rua! Não é a velhice, doutora?
  11. 11. De uma hora para outra, muda de humor e de comportamento. Às vezes, me confunde com outra pessoa. Vamos, primeiro, fazer vários exames.
  12. 12. Assim, a dra. faz várias perguntas, incluindo doenças prévias, cirurgias e medicamentos À seguir, um exame físico geral, aferindo a pressão arterial, o pulso e auscultando o coração.
  13. 13. Também, foi realizado um exame neurológico, avaliando memória de curto prazo e o estado mental. O diagnóstico nos revela que seu pai está com a doença de Alzheimer! Duas semanas depois ... E os resultados dos exames, doutora?
  14. 14. A comadre josefina tinha razão! Eu sabia que meu avô não estava bem! Então não é só velhice! A doença de Alzheimer vai piorando pouco a pouco. Atualmente, não temos cura, mas temos medicamentos para tratar.
  15. 15. Vocês, todos da família, devem cuidar do vovô da melhor maneira que puderem. Não o deixem sozinho! Agora vovô precisa muito mais de todos nós!
  16. 16. Realmente, temos que cuidar bem dele. Eu não estou doente. Eu me sinto muito bem!
  17. 17. E não se esqueça de trazer seu pai para consulta, regularmente. Alzheimer é uma doença de longo prazo. Obrigado, doutora!
  18. 18. <ul><li>OS 10 SINTOMAS DA DOENÇA DE ALZHEIMER </li></ul><ul><li>Perda de memória de curto prazo (exemplo: o que ocorreu ontem, o que aconteceu há uma hora atrás) </li></ul><ul><li>Dificuldade em desempenhar tarefas habituais, tais como cozinhar, dirigir e pegar dinheiro em caixa eletrônico </li></ul><ul><li>Problemas em encontrar palavras para se expressar. </li></ul><ul><li>Incapacidade para julgar situações cotidianas. </li></ul><ul><li>Dificuldades para executar tarefas intelectuais, como fazer contas, ler livros e participar de jogos. </li></ul><ul><li>Desorientação no tempo (que dia é hoje?) e no espaço (onde estamos agora?) </li></ul><ul><li>Colocar objetos fora do lugar (como guardar alimentos no guarda-roupas, sapatos na geladeira) </li></ul><ul><li>Alterações repentinas de humor e de comportamento. </li></ul><ul><li>Alterações de personalidade (pessoa muito extrovertida tornar-se reservada e quieta) </li></ul><ul><li>Apatia e perda de inicativa em tomar decisões, às vezes as mais simples. </li></ul>
  19. 19. Depois da consulta, a família volta para casa. Boa tarde! Como foi a consulta? Hoje, a dra. nos deu o diagnóstico. Nosso querido avô está com a doença de Alzheimer. Papai, o senhor lembra que fomos a uma consulta? Consulta? Eu fui a uma consulta?
  20. 20. A doutora disse que é próprio da doença estes esquecimentos. Já andava percebendo vovô muito esquecido. Que bom que se deram conta! Com a minha tia se passou a mesma coisa.
  21. 21. E, com o tempo, a memória irá piorar. Bom, então teremos que nos preparar para enfrentar esta situação.
  22. 22. Um dia... Que é isto? Sapatos na geladeira? Vovô está descalço! Em vez de calçar os sapatos, ele os colocou na geladeira.
  23. 23. Outro dia... Olá, vovô! Mais um dia... Papai está ficando cada vez mais dificil de lidar! Olhem, achei o telefone da Associação Brasileira de Alzheimer! O que está dizendo? Quem é você?
  24. 24. Associação de Alzheimer? É, mamãe, a ABRAz é uma associação sem fins lucrativos, que ajuda os enfermos e suas famílias. Lá poderemos buscar muitas informações. Vou ligar agora. Ana liga para a ABRAz. Sim, senhora, temos um caso de Alzheimer em casa. É meu avô. Queremos aprender a cuidar melhor. Vou fazer o cadastro de vocês. Depois, iremos mandar um voluntário.
  25. 25. Obrigada! O serviço é gratuito? Claro, nosso trabalho é voluntário.
  26. 26. A família se reúne com o voluntário da ABRAz Parece que a doença de Alzheimer de seu avô está avançando. O mais importante agora é como planejar um melhor cuidado para o avô.
  27. 27. Além disto, a família tem que cuidar bem de si! É verdade. Minhas notas na faculdade estão baixas. Minhas notas também estão baixas. Eu parei de jogar bola com meus amigos.
  28. 28. Como eu gostaria de ter mais tempo para descansar! Minha esposa muito cansada. Meus filhos com notas baixas. O que está acontecendo com minha família?
  29. 29. Vocês têm que controlar o estresse familiar. Ter mais tempo para vocês. Raul e Ana, vocês têm que arrumar mais tempo para estudar. E a senhora em que arrumar mais tempo para descansar
  30. 30. Tem razão! Vou arrumar mais tempo para cuidar de meu pai! Infelizmente, a doença de Alzheimer ainda não tem cura. Mas, com todos unidos, poderemos melhora esta situação e cuidar melhor!
  31. 31. <ul><li>O QUE FAZER PARA REDUZIR O ESTRESSE NA FAMÍLIA </li></ul><ul><li>Vá ao médico o mais rápido possível, para que ele confirme o diagnóstico da doença de Alzheimer no idoso afetado e proporcione um tratamento adequado. </li></ul><ul><li>Busque apoio em sua comunidade, como os grupos de apoio da ABRAz. </li></ul><ul><li>Procure toda a informação que puder, seja na internet, seja nas associações de apoio, seja nos livros. Ponha a família também a par de todas as informações. </li></ul><ul><li>Não deixe de buscar apoio emocional e não deixe de entrar em contato com outras pessoas. Não deixe de visitar seus parentes e amigos. Faça passeios e distraia! </li></ul><ul><li>Cuide-se de você mesmo! Tenha sua própria vida e seu próprio tempo! </li></ul><ul><li>Tenha uma expectativa realista sobre Alzheimer. A doença sempre avança. </li></ul><ul><li>Não deixe de planejar o futuro seu e de seu idoso afetado. Ponha em dia os assuntos financeiros e legais. </li></ul><ul><li>Controle seu cansaço e não deixe que a rotina te deixe estressado. </li></ul><ul><li>Não se sinta culpado pela doença de seu idoso afetado. </li></ul><ul><li>Você e sua família têm o direito de serem felizes! </li></ul>
  32. 32. A doença de Alzheimer piora progressivamente. Tanto que três anos depois, vovô está muito mais dependente. Já quase não fala.
  33. 33. Não quer comer. Fica ouvindo coisas estranhas e se nega a tomar banho. Um dia, vovô fugiu no meio da noite...
  34. 34. Como faz todos os dias, Raul vai ao quarto de vovô e vê que ele não esta lá. Já procurei em todos os cômodos da casa e não encontro papai! Agora, todos procuram vovô... A senhora viu o meu avô? Não, Raul, eu não vi seu avô.
  35. 35. No dia seguinte, encontram vovô perdido em uma praça. Vovô, graças à Deus que te encontramos! Que susto o senhor deu na gente!
  36. 36. Estávamos tão preocupados! O senhor está bem? Papai está piorando. Está ficando mais difícil cuidar dele!
  37. 37. Temos que fazer algumas alterações para cuidar de vovô. Coitado! Vamos tomar algumas precauções para a sua segurança. Papai torna a casa mais segura. Coloca novas trancas nas portas. Também recolhe objetos pontiagudos como facas e tesouras.
  38. 38. Mamãe alerta os vizinhos sobre vovô. Já que vovô piorou, temos que conversar com a doutora. Sim, vamos levá-lo a mais uma consulta.
  39. 39. No consultório... Boa tarde!, Como vai seu avô? Boa tarde, doutora, vovô piorou! Ele nem conhece mais a gente. E também não quer mais tomar banho.
  40. 40. Sim, tudo isto que me dizem são sintomas de agravamento da doença de Alzheimer. Noto que seu avô está bastante dependente de vocês.
  41. 41. Por isto, deverá comparecer à consultas mais regulares. Que podemos fazer para que ele não fuja mais? Peça orientações e procure a ABRAz, novamente.
  42. 42. Não deixem de participar das reuniões mensais da ABRAz. A cada mês, eles debatem um assunto novo. Nestas reuniões, vocês aprenderão muito sobre como cuidar melhor do vovô.
  43. 43. Também, procurem mais informações na internet. Vários sites proporcionam informações de qualidade. Com este bracelete, fica mais fácil vovô não se perder. Nele, vocês poderão colocar o endereço, o telefone e seu nome.
  44. 44. A família se organiza para cuidar de vovô ... ... sem se descuidar deles mesmos!
  45. 45. Raul voltou a jogar futebol de novo. Ana encontra tempo para estudar e suas notas melhoram.
  46. 46. Papai está mais atento, cuidando mais de vovô. Mamãe voltou a reunir-se com suas amigas.
  47. 47. Assim, a família segue unida na luta contra a doença de Alzheimer!
  48. 48. www.abraz.org.br Ligue 0800 15 1906 Tradução, adaptação e produção www.cuidardeidosos.com.br

×