1
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Reso...
2
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Reso...
3
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Reso...
4
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Reso...
5
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Reso...
6
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Reso...
7
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Reso...
8
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Reso...
9
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Reso...
10
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
11
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
12
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
13
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
14
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
15
Ordem Indicador
Meta
2012
Meta
2013
Meta
2014
1 Percentual de alunos no 3º ano do EF no nível recomendável de leitura (...
16
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
17
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
18
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
 Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
 Portaria Nº 870/85 ...
19
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
20
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
21
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
22
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
23
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
24
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
25
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
26
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
27
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
28
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
 Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
 Portaria Nº 870/85 ...
29
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
 Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
 Portaria Nº 870/85 ...
30
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
 Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
 Portaria Nº 870/85 ...
31
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
 Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
 Portaria Nº 870/85 ...
32
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
 Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
 Portaria Nº 870/85 ...
33
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
 Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
 Portaria Nº 870/85 ...
34
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
 Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
 Portaria Nº 870/85 ...
35
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
 Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
 Portaria Nº 870/85 ...
36
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
37
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
 Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
 Portaria Nº 870/85 ...
38
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
 Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
 Portaria Nº 870/85 ...
39
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
 Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
 Portaria Nº 870/85 ...
40
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
41
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
42
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
43
ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA
Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e
Portaria Nº 870/85 -Res...
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Proposta pedagógica 2013
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Proposta pedagógica 2013

3,079 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,079
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
52
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Proposta pedagógica 2013

  1. 1. 1 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO POVOADO DE ALEGRE – JANUÁRIA / MG 2012
  2. 2. 2 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br SUMÁRIO I - APRESENTAÇÃO 03 -04 II - JUSTIFICATIVA 04 -05 III - HISTÓRICO DA ESCOLA 05-06 IV - CARACTERIZAÇÃO INSTITUCIONAL 07  IDENTIFICAÇÃO 07  ESTRUTURA FÍSICA 07-08  ESTRUTURA ADMINISTRATIVA 08  ESTRUTURA PEDAGÓGICA 08 V- CONTEXTO SÓCIO ECONÔMICO CULTURAL 09-10 VI – CONCEPÇÕES DA COMUNIDADE 10 VII – CONCEPÇÕES FILOSÓFICAS DA ESCOLA 11-12 VIII – OBJETIVOS GERAIS DE CADA NIVEL DE ENSINO 12  OBJETIVOS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL E ENSINO MÉDIO  OBJETIVO GERAL DA ESCOLA  METAS 12 -13 14 14 - 15 IX - ESTRUTURA ORGANIZACIONAL 16  ESTRUTURA PEDAGÓGICA 16-17  ESTRUTURA ADMINISTRATIVA 17-18 X- ORGANIZAÇÃO PEDAGÓGICA 19  ESPAÇO ESCOLAR 21-22  TEMPO ESCOLAR 23  CURRÍCULO ESCOLAR 23  OBJETIVOS GERAIS DO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO E CICLO COMPLEMENTAR 24-25  OBJETIVOS ESPECÍFICOS DOS ANOS INICIAIS 26 - 49  OBJETIVOS GERAIS E ESPECIFICOS DOS ANOS FINAIS 49 - 57  OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS DO ENSINO MÉDIO 57 - 65  PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS 65 - 67  PROJETO EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL 67  PROJETO APROFUNDAMENTO DE ESTUDOS 68 XI- ORGANIZAÇÃO DOS ALUNOS 68  CLASSIFICAÇÃO 69  RECLASSIFICAÇÃO 69 -63  AJUSTAMENTO PEDAGÓGICO 71 -72  AVALIAÇÃO 72 -78  ATENDIMENTO AO ALUNO PORTADOR DE DEFICIÊNCIA 78 -79 XII - RELAÇÕES ESCOLARES 79 XIII - PROCESSO DE DECISÃO COLETIVA 79 - 82 XV – PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO CONSTITUCIONAL 83 - 84 XVI – CONSIDERAÇÕES FINAIS 86 XVII - REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS 86-87
  3. 3. 3 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br I - APRESENTAÇÃO Apresentamos à comunidade escolar o Projeto Político Pedagógico da Escola Estadual Antônio Corrêa e Silva, resultado da soma de esforços das equipes envolvidas em sua elaboração. O caráter utópico do presente texto permitiu que a Comunidade Escolar desfraldasse bandeiras de luta, confrontasse referências teóricas, defendesse metodologias absolutas ou relativamente antagônicas. Contudo todos foram unânimes em propor sonhos de uma escola melhor, de uma educação mais digna e comprometida com a inserção dos sujeitos no curso da história, fazendo e transformando sua própria história. Mas como é possível que um documento transforme a realidade educacional de nossa escola e ao mesmo tempo a realidade de nossos alunos? Ora parece nos natural responder que essa transformação só irá ocorrer se o projeto for de todos os que compõem a Escola. Então, quando os objetivos forem partilhados, o projeto cumprirá seu papel: nortear todas as ações do gestor escolar ao cumprimento das tarefas diárias mais corriqueiras. Com esse pensamento a construção do Projeto Político Pedagógico de nossa escola desenvolveu-se em três momentos: O primeiro deles, no dia 03 de julho de 2004, quando se anunciou a necessidade de se planejar as ações da escola com base em uma proposta comum. Num segundo momento a assembléia foi dividida em grupos de trabalho sobre os aspectos de uma Escola presente nos sonhos de todos. Os grupos apresentaram em assembléia uma minuta contendo a síntese das discussões. Essa plenária foi realizada no dia 31/08/04. O terceiro momento foi à construção do corpo do projeto pela equipe de redação, que considerou como válida a expressão escrita original, relato mais fiel do pensamento coletivo, e não o recorte de textos alheios que, mesmo traduzindo o pensamento dos educadores, não caberia numa matéria que pressupõe o engajamento político como argumento motivador. A construção deste documento foi pautada conforme Diretrizes da Constituição Federal de 1988 e Constituição Estadual de 1989, Estatuto da criança e do Adolescente (ECA) 1990, Lei de Diretrizes e Base da Educação Nacional LDB 9394/96, Pareceres CEE 1132/97 e 1158/98, Resolução 521/2004, Instruções, Orientações e Ofícios Circulares em vigor no período. Este projeto foi reestruturado algumas vezes no período entre 2004 e primeiro semestre de 2012 com base nas orientações legais citada acima e Resolução 1086/2008.
  4. 4. 4 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br Ao final do ano letivo de 2012 à comunidade escolar organizou momento de estudo e debate para nova reestruturação do PPPE por força da Certidão de Autodefinição da Fundação Cultural Palmares/Ministério da Cultura que certifica as Comunidades de Alegre, Alegre II e Barreiro do Alegre como remanescentes de Quilombo conforme Portaria Nº177 de 31/08/2012 publicação no Diário Oficial da União de 03/09/2012 e da Resolução SEE/MG Nº 2.197 de 26 de outubro de 2012 que Dispõe sobre a organização e o funcionamento do ensino nas Escolas Estaduais de Educação Básica de Minas Gerais e revogam-se as resoluções SEE/MG Nº 159/99, 521/2004, 820/2006, 1086/2008. Por fim, este projeto é mais do que um plano. É um desejo. Pois, quando se deseja, não é apenas os esforços que são desenvolvidos rumo a um ideal, mas também, aquele que deseja lança-se junto em direção ao alvo. Essa é a proposta. Ao empreender este projeto a escola Estadual “Antônio Corrêa e Silva” (composta por pessoas diferentes, donas de sonhos e soluções diversos) não desejam registrar palavras para o tempo, mas, escrever outras histórias no tempo de cada sujeito. É desejo de todos que não fique este apenas no papel, mas sim seja um efetivo suporte para a prática educativa na construção de uma educação de qualidade. II – JUSTIFICATIVA O P.P.P.E da Escola Estadual “Antônio Corrêa e Silva”, nasce da necessidade de estabelecer os rumos de seu processo educacional. Apresenta-se motivado por dois (2) pontos fundamentais: 1- Desenvolver, individualmente cada ser envolto pela escola; 2- Promover uma Educação adequada ao contexto sócio-cultural em que esta escola se situa. Define-se como “ser envolto pela escola” todo o indivíduo que participa do processo de ensino-aprendizagem: educadores, alunos, pais e comunidade; entende-se como desenvolvimento individual a participação cidadã, o aprimoramento das capacidades cognitivas, afetivas, motoras, ética e estética. A inclusão social e a harmonização das relações interpessoais também são fatores de desenvolvimento individual. Nessa perspectiva, para a Escola é essencial a vinculação das questões sociais com os valores democráticos, não só do ponto de vista da seleção dos conteúdos, como também da própria organização escolar. São normas de funcionamento e os valores, implícitos e explícitos, que regem a atuação das pessoas na Escola, são determinantes da qualidade de ensino, interferindo de maneira
  5. 5. 5 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br significativa sobre a formação do docente e discente, o que permitirá a formação de um cidadão capaz de se identificar no seio de uma sociedade e de transformá-la a partir de sua realidade de forma consciente e participativa. III - HISTÓRICO DA ESCOLA A Escola Estadual “Antônio Corrêa e Silva’ - Tipologia R.O.4.5.B.2 - Código 062464, Localizada no Povoado de Alegre, Distrito de Riacho da Cruz, no Município de Januária-MG, foi criada em 11 de março de 1983 de acordo com o Decreto nº 22.761 de 11/03/83, sendo uma escola autônoma conforme Portaria n° 870/85. Nos termos do artigo 12 da Resolução C.E.E 306, de 29/12/83, autoriza o seu funcionamento de 1ª a 4ª série do lº grau, publicado no MG de 25-09-85. Em 21/02/86, foram publicados os decretos nº 25509 e 25510 de 13/02/86, Portaria nº 871/85 de 02/07/85, autorizando o funcionamento de 1ª a 4ª série no prédio situado na localidade de Formosa, criando-se assim a turma vinculada de Formosa. Em l998, a Portaria nº 871/85 tornou sem efeito as turmas criadas na localidade de Formosa sendo as mesmas municipalizadas. Em 11/09/98 a escola deixou de ser administrada por um diretor, passando a ser administrada por um coordenador. Em 28/03/03 a escola voltou a ser administrada por um diretor e conforme Resolução nº 384 de 28/03/03 foi autorizada a extensão de Ciclos de forma gradativa: em 2003, 2° e 3º ano do Ciclo intermediário. Em 2004 a escola adota o sistema de seriação a partir da 5ª série, funcionando assim uma turma de 5ª, 6ª, 7ª série. Em 2005 acrescenta-se a 8ª série e a Educação de Jovens e Adultos. A primeira turma da EJA iniciou-se o 1º período em 2005 e concluiu o 3º período do ensino fundamental em 2007. A segunda turma iniciou o 1º período em 2007 e concluiu o 3º período do ensino fundamental em 2009. Durante o período de funcionamento da EJA tivemos a oportunidade de realizar diversas atividades envolvendo toda a comunidade escolar, uma vez que os alunos matriculados na EJA eram também pais de alunos, os mesmos se interagiam de forma continua na rotina da escola. O encerramento da modalidade EJA deu-se não por falta de alunos, mas sim pelas dificuldades ora apresentada pela comunidade em permanecer durante três anos de curso na escola, pois a maioria dos pais desloca
  6. 6. 6 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br desta comunidade para outras regiões a procura de emprego, como por exemplo: colheita de café, colheita de tomate, corte da cana de açúcar, etc. Em 2006 foi implantado na escola o Programa Escola de Tempo Integral autorizado pela Secretaria de Estado de Educação, onde demos inicio as atividades em espaço cedido pela comunidade. No ano de 2007 e 2008 o espaço foi cedido pela Prefeitura Municipal de Januária, sendo o local na Escola Municipal de Alegre. Em 2009 o funcionamento foi na própria escola. O desenvolvimento deste projeto foi sem dúvida de grande valia, tanto para os alunos quanto para a escola. As metas e objetivos em sua maioria foram alcançados levando em consideração a defasagem de aprendizagem que os alunos apresentavam. Algumas dificuldades foram encontradas e que influenciaram negativamente no trabalho de ensino aprendizagem, portanto o encerramento do PROETI deu-se devido à ausência de sala ociosa, sendo que desde sua implantação a escola atendeu duas turmas de alunos do ciclo Inicial e Complementar da Alfabetização. Quanto aos espaços externos a escola decidiu não utilizá-los devido alguns transtornos ocorridos no decorrer do funcionamento do Programa. Em 13/01/2009, foi publicada a Portaria nº 51/2009 autorizando a implantação do Ensino Médio para funcionar com uma turma do 1º ano, 2º e 3º ano. No ano de 2012 reiniciou o Projeto Escola Em Tempo Integral com 04(quatro) turmas, funcionando duas turmas na própria escola e duas turmas em salas emprestadas pela comunidade. A Educação Integral está contemplada na legislação brasileira, por intermédio da Lei 9.394/96 – lei de Diretrizes e Bases da Educação nacional/LDBN que, em seu art. 34 prevê a perspectiva de Educação em Tempo Integral. Em 13/06/2012, foi autorizado funcionamento de uma turma do Projeto Aprofundamento de Estudos atendendo alunos do 2º e 3º ano do Ensino Médio. O projeto está contemplado no Oficio Circular SEM/SB/SEE Nº 218/2008 e Oficio DIEM/SEM/SB/SEE-MG de 12 de abril de 2012. Em 20 de novembro de 2012, foi publicada a Resolução Nº 8 do Conselho Nacional de Educação / Câmara de Educação Básica/ Ministério da Educação que define as Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Escolar Quilombola na Educação Básica. Pautado na disposição legal da Resolução citada a escola planejará diversos momentos para capacitação dos profissionais, estudos e debates, a fim de atender os objetivos norteadores da Educação quilombola. A escola foi contemplada no plano de atendimento de 2012 para 2013 com uma sala de recurso, para atendimento aos alunos de forma diferenciada respeitando as necessidades individuais.
  7. 7. 7 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br IV - CARACTERIZAÇÃO INSTITUCIONAL IDENTIFICAÇÃO ESTABELECIMENTO: Escola Estadual “Antônio Corrêa e Silva” ENDEREÇO: Povoado de Alegre – Distrito: Riacho da Cruz - Município: Januária MG CEP: 39.480-000 – Zona: Rural E-MAIL: escola.62464@educacao.mg.gov.br SITE: www.eacsilva.com.br TIPOLOGIA: R.O.4.5.B.2 CÓDIGO DA ESCOLA: 062464 CÓDIGO DO EDUCACENSO: 31062464 ESTRUTURA FÍSICA: - 08 - Salas de aula de 35 m2 cada uma; - 01 - Sala de Administração: Recepção, Diretoria, Secretaria com banheiro e sala de arquivo - 01 - Sala de Laboratório de Informática - 01 - Sala de Professores com banheiro - 01 - Sala de Supervisão - 01 - Biblioteca - 01 - Banheiro masculino - 01 - Banheiro feminino - 01- Banheiro para deficiente físico - 01 - Banheiro para servidores - 01 - Cozinha com dispensa - 01 – Refeitório com palco - 01 - Pátio de lazer - 02 - Pomar - 01 - Parque infantil - 01- Depósito de material de limpeza - 01- Área para esporte - 01 - Mini sala de musica
  8. 8. 8 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br ESTRUTURA ADMINISTRATIVA: - 01 - Diretor; - 01 - Vice - Diretor - 01 - Secretária - 02 - Assistente Técnico da Educação Básica - 06 - Auxiliar de Serviços da Educação Básica ESTRUTURA PEDAGÓGICA - 02 - Especialistas da Educação Básica (Supervisor) - 02 - Professores efetivos regente de aulas - 11 - Professores efetivados regente de aula - 03 - Professores designados regente de aulas - 02- Professor efetivo regente de turma - 03 - Professores efetivados regente de turma - 02- Professores designado regente de turma PROETI - 02 - Professores designados regente de aulas PROETI - 01 - Professor efetivo na eventualidade - 01 - Professor efetivado na função de PEUB - 02 - Professores fora da docência - 01 - Professora efetiva em ajustamento funcional com dois cargos (prestando serviço na S.R.E em um cargo e outro na secretaria da escola) - 02 - Professores Interprete de Sinais A Escola funciona em regime parcial com dois turnos sendo: 1º turno de 7:00 às 11:20 horas, com 05 turmas do ciclo da alfabetização e complementar , 02 turmas do Projeto Escola Em tempo Integral – ciclo intermediário e da consolidação. 3º turno de 12:40 às 17:00 horas com 05 turmas ciclo intermediário e da consolidação ( 6º,7º,8º e 9º Ano), 03 turmas do Ensino Médio(1º,2º,3º) e 02 turma do Projeto Escola Em tempo Integral do ciclo da alfabetização e complementar .
  9. 9. 9 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br V - CONTEXTO SÓCIO ECONÔMICO E CULTURAL O Povoado de Alegre onde se situa a Escola Estadual “Antônio Corrêa e Silva”, é composto por famílias em que vive em uma mesma casa os pais e os filhos: são as famílias nucleares. Porém existem outras famílias em que vivem juntos as avós, os genros, noras, netos e às vezes até os sobrinhos. Na Comunidade Escolar existem ainda alunos que não conhecem o pai e vivem com as avós, devido à falta de meios de subsistência e possibilidades de trabalhos para os pais e jovens, que para se manterem torna-se necessário deslocar-se para os grandes centros. As famílias de nossos alunos são todas de baixa renda e muitas sobrevivem da lavoura, da pesca e de incentivos do governo como Bolsa Família etc. (esta condicionada à freqüência escolar). Ainda sobre a renda familiar, ressalta-se que ela varia de acordo a época do ano. Nos períodos de safra no sul do estado e do país, um grande número de jovens e chefes de família migram em busca de trabalho, ficando responsáveis pela manutenção do lar as mulheres e os avós aposentados. A renda média mensal dessas famílias é muito baixa, e este fator é que mantém todos no mesmo patamar social. Destaca-se ainda o grande grau de parentesco entre a maioria de nossos alunos. Um aspecto cultural relevante no Povoado de Alegre é a manutenção de valores e tradições familiares, que resistem a despeito da influência das mídias e dos fluxos migratórios. Mantém-se então, tradições como Reis de Caixa, as festas religiosas de São João (Padroeiro local) e São Gonçalo e os congraçamentos populares como o “Lundu” e o Forró. A comunidade é formada quase que totalmente por indivíduos de etnia negra. Estes dados explicam alguns costumes alimentares, traços culturais e religiosos da população desta comunidade, consolidando ainda, uma identidade racial e cultural própria, sendo auto definida como remanescentes de Quilombo conforme portaria Nº 177 de 31 de agosto de 2012 da Fundação Cultural de Palmares/Ministério da Cultura conforme publicação no diário oficial da União de 03/09/12.Cabe, portanto, a escola o papel de reconstruir a história desta população, destacando seus protagonistas legítimos para desta forma, melhorar a auto-estima geral. Outro aspecto importante, que merece atenção é a presença do Rio São Francisco na vida do Povoado. Inserida neste contexto, a escola busca formar cidadãos críticos, atuantes no meio em que vivem. Para isso, buscou as seguintes parcerias:
  10. 10. 10 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br - Participação na Associação dos Agricultores Familiares de Alegre - Colaboração com a Escola Municipal de “Educação Infantil de Alegre Conhecedora da realidade acima descrita à escola é chamada a se portar como agente transformador não somente da vida dos seus alunos, mas, na vida do Povoado, ampliando sempre mais a repercussão do seu trabalho. Por último registramos que a comunidade vem contribuindo para o bom desenvolvimento dos projetos da escola. VI - CONCEPÇÕES DA COMUNIDADE SOCIEDADE/FAMÍLIA A Comunidade Escolar entende que a família é um grupo de pessoas que possuem laços sanguíneos comuns ou não que determinam diferentes graus de parentescos. A família também é entendida como base principal na formação e estruturação de uma sociedade. É na família que o ser humano cresce, educa-se, aprende seus valores e, principalmente, constrói a sua própria história. É através dela que a pessoa se integra no contexto social, cultural da comunidade em que vive e, é por ela que deve lutar. HOMEM / EDUCAÇÃO Para a Comunidade Escolar, o conhecimento pode ser entendido como fator primordial que possibilita ao ser humano a superação dos condicionamentos impostos pelo ambiente, e o caminho a ser percorrido a se chegar a este conhecimento é o da educação. Entendemos a educação como um processo global de realização humana, isto é, processo pelo qual o homem progride no conhecimento do ambiente e dos outros homens, para comunicar com estes e transformar a educação em cultura. O homem está constantemente passando pelo processo de aprendizagem e transformação, uma verdadeira metamorfose.
  11. 11. 11 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br MISSÃO A Escola tem como missão, formar cidadãos críticos e participativos capazes de viver, conviver e transformar a sociedade partindo da realidade em que vive, visando melhorar a qualidade de vida e uma sociedade mais justa para todos, mantendo as tradições e demais elementos que conformam o patrimônio cultural da comunidade local, garantindo aos estudantes o direito de se apropriar dos conhecimentos tradicionais e das suas formas de produção de modo a contribuir para o seu reconhecimento, valorizando a continuidade. VISÃO Garantir a formação inicial e continuada para os discentes, assegurando o protagonismo no processo político e pedagógico com a implementação de um currículo flexível e interdisciplinar elaborado e articulado com os conhecimentos construídos ao longo do tempo pela comunidade local, tendo como propósito ser referência nos próximos três anos na qualidade educacional oferecida pela instituição educacional. VII - CONCEPÇÕES FILOSÓFICAS DA ESCOLA A Escola Estadual “Antônio Corrêa e Silva” têm por objetivo formar indivíduos capazes de transformar a realidade em que vivem tornando-se aptos para participar do mundo e expressando-se como pessoa humana, carregada de valores próprios e coletivos, ou seja, como pessoa detentora de uma identidade. Essa identidade não deve ser entendida por este indivíduo como um fator de exclusão. Pelo contrário: a partir da consolidação de seus valores, ele, o aluno deve sentir-se motivado para participar da sociedade por meio dos instrumentos que desenvolve na escola. Deve tornar público seu pensamento, comunicando-o eficazmente (de diversas formas e fazendo uso dos diversos portadores possíveis para manifestar seu discurso) e interagindo nas esferas sociais que almeja, provocando daí a transformação necessária. Contudo, o respeito ao discurso do outro deve ser a sua marca e a capacidade de reformular e construir dialeticamente um novo discurso, sob outro contexto, uma constante.
  12. 12. 12 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br Por esses motivos a Escola Estadual “Antônio Corrêa e Silva” reconhece que sua concepção filosófica é a idéia de educação como TRANSFORMADORA DA REALIDADE SOCIAL. Para alcançar essa transformação a Escola se baseia nos estudos da Professora Magda Belker Soares (da Universidade Federal de Minas Gerais-UFMG). Estudiosa muito conceituada pelo Sistema Educacional Mineiro e comentora da metodologia utilizada pelas escolas da rede estadual de ensino, a Professora Magda Soares defende que além de alfabetizar a escola tem o papel de “letrar”. Entende-se LETRAR, como instrumentalizar o aluno com as ferramentas úteis ao sucesso no “mundo da escrita”. A professora Magda entende que o indivíduo que compreende qual modalidade lingüística deve ser usado, qual suporte textual será melhor para veicular sua mensagem (sabendo também quais as especificidades de cada suporte)..., pode efetivamente tomar parte do mundo da cultura, do qual é excluído por não conhecer os mecanismos de seu funcionamento e não se ajustar à rapidez com que estes mecanismos se modificam. VIII - OBJETIVOS GERAIS DE CADA NÍVEL DE ENSINO OBJETIVOS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO: Para se compreender os objetivos da escola no seu P.P.P.E. Necessita-se conhecer o embasamento da Educação Nacional: CONSTITUIÇÃO FEDERAL: Art. 205º - A educação, direito de todos e dever do estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. Art. 2º - DA L.D.B.E.N: “A Educação, dever da Família e do Estado, inspirada nos princípios de Liberdade e nos ideais de solidariedade humana. Tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação profissional.”
  13. 13. 13 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br OBJETIVOS GERAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: O Ensino Fundamental, etapa de escolarização obrigatória, deve comprometer-se com uma educação com qualidade social e garantir ao educando: I - O desenvolvimento da capacidade de aprender, com pleno domínio da leitura, da escrita e do cálculo; II- A compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da tecnologia, das artes e dos valores em que se fundamenta a sociedade; III- O desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, tendo em vista a aquisição de conhecimentos e habilidades, e a formação de atitudes e valores, como instrumentos para uma visão crítica do mundo; IV- A fortalecimento dos vínculos de família, dos laços de solidariedade humana e de tolerância recíproca em que se assenta a vida social. OBJETIVOS GERAIS DO ENSINO MÉDIO: O Ensino Médio com duração de três anos terá como finalidades I-A consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no ensino fundamental, possibilitando o prosseguimento de estudos; II- A preparação básica para o trabalho e a cidadania do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual do pensamento critico; III- A compreensão dos fundamentos científicos, tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada disciplina. OBJETIVO GERAL DA EDUCAÇÃO ESPECIAL: Buscar a identidade própria de cada educando, ter reconhecimento e valorização de suas diferenças e potencialidades, bem como de suas necessidades educacionais especiais, no processo de ensino e aprendizagem, como base para constituição e ampliação de valores, atitude, conhecimentos, habilidades e competências.
  14. 14. 14 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO ESCOLAR QUILOMBOLA: I - Assegurar a abordagem da temática quilombola em todas as etapas da Educação Básica na Escola Estadual Antônio Corrêa e Silva; II - Assegurar o atendimento aos estudantes remanescentes de quilombos as praticas socioculturais, públicas e econômicas, bem como os seus processos próprios de ensino-aprendizagem e as suas formas de produção e de conhecimento tecnológico; III - Zelar pela garantia do direito à Educação escolar Quilombola respeitando a historia, o território, a memória, a ancestralidade e conhecimentos tradicionais; IV - Garantir aos alunos e a comunidade escolar, o acesso às informações, conhecimentos técnicos e científicos da sociedade nacional e a promoção do bem de todos, sem preconceitos de origens, raça, sexo, cor, credo, idade e quaisquer outras formas de discriminação. OBJETIVO GERAL DA EDUCAÇÃO NA ESCOLA ESTADUAL “ANTÔNIO CORRÊA E SILVA” I - Ministrar uma educação voltada para o desenvolvimento integral do indivíduo, assegurando uma formação que envolva as dimensões éticas, afetiva, social, intelectual e cultural promovendo o desenvolvimento de habilidades e atitudes que enfatizam a sensibilidade, a igualdade, o relacionamento interpessoal e o gosto pela pesquisa, buscando o cidadão capaz de saber afirmar a sua própria identidade como sujeito integrante da sociedade e da história. II – Reduzir de forma gradativa a distorção idade/série implementando a continuidade no Ciclo da Alfabetização e Complementar e a progressão continuada no Ciclo Intermediário, da Consolidação e Ensino Médio; III - Oferecer aos alunos diferentes oportunidades de aprendizagem em seu Plano de Intervenção Pedagógica, ao longo de todo o ano letivo,após cada bimestre e no período de férias, afim de obter bons resultados conforme metas propostas. METAS
  15. 15. 15 Ordem Indicador Meta 2012 Meta 2013 Meta 2014 1 Percentual de alunos no 3º ano do EF no nível recomendável de leitura (PROALFA) 71,06% 79,66% 88,27% 2 Percentual de alunos no 3º ano do EF no nível intermediário de leitura (PROALFA) 16,23% 12,81% 9,38% 3 Percentual de alunos no 3º ano do EF no nível baixo de leitura (PROALFA) 12,71% 7,53% 2,35% 4 Proficiência média no 3º ano do EF em leitura (PROALFA) 557,88 589,82 621,76 5 Percentual de alunos no 5º ano do EF no nível recomendado em matemática (PROEB) 27,87% 36,44% 45,02% 6 Percentual de alunos no 5º ano do EF no nível intermediário em matemática (PROEB) 42,13% 43,56% 44,98% 7 Percentual de alunos no 5º ano do EF no nível baixo em matemática (PROEB) 30,00% 20,00% 10,00% 8 Proficiência média dos alunos no 5º ano do EF em matemática (PROEB) 193,85 202,09 210,34 9 Percentual de alunos no 9º ano do EF no nível recomendado em matemática (PROEB) 9,57% 14,36% 19,14% 10 Percentual de alunos no 9º ano do EF no nível intermediário em matemática (PROEB) 44,28% 54,88% 65,48% 11 Percentual de alunos no 9º ano do EF no nível baixo em matemática (PROEB) 46,15% 30,77% 15,38% 12 Proficiência média no 9º ano do EF em matemática (PROEB) 218,12 224,11 230,11 13 Percentual de alunos no 3º ano do EM no nível recomendado em matemática (PROEB) 4,62% 6,92% 9,23% 14 Percentual de alunos no 3º ano do EM no nível intermediário em matemática (PROEB) 42,89% 58,08% 73,27% 15 Percentual de alunos no 3º ano do EM no nível baixo em matemática (PROEB) 52,50% 35,00% 17,50% 16 Proficiência média no 3º ano do EM em matemática (PROEB) 275,30 287,65 300,00 17 Percentual de alunos no 5º ano do EF no nível recomendado em língua portuguesa (PROEB) 26,71% 34,89% 43,08% 18 Percentual de alunos no 5º ano do EF no nível intermediário em língua portuguesa (PROEB) 40,19% 43,04% 45,89% 19 Percentual de alunos no 5º ano do EF no nível baixo em língua portuguesa (PROEB) 33,10% 22,07% 11,03% 20 Proficiência média no 5º ano do EF em língua portuguesa (PROEB) 187,10 192,40 197,70 21 Percentual de alunos no 9º ano do EF no nível recomendado em língua portuguesa (PROEB) 11,89% 17,84% 23,78% 22 Percentual de alunos no 9º ano do EF no nível intermediário em língua portuguesa (PROEB) 55,80% 60,63% 65,45% 23 Percentual de alunos no 9º ano do EF no nível baixo em língua portuguesa (PROEB) 32,31% 21,54% 10,77% 24 Proficiência média no 9º ano do EF em língua portuguesa (PROEB) 217,95 221,27 224,59 25 Percentual de alunos no 3º ano do EM no nível recomendado em língua portuguesa (PROEB) 16,36% 20,00% 23,64% 26 Percentual de alunos no 3º ano do EM no nível intermediário em língua portuguesa (PROEB) 78,18% 76,36% 74,55% 27 Percentual de alunos no 3º ano do EF no nível baixo em língua portuguesa (PROEB) 5,45% 3,64% 1,82% 28 Proficiência média no 3º ano do EM em língua portuguesa (PROEB) 281,28 286,18 291,08 29 Taxa de distorção idade-série no EF (EDUCACENSO) 21,37% 19,45% 17,53% 30 Taxa de distorção idade-série no ensino médio (EDUCACENSO) 31,35% 29,17% 26,99%
  16. 16. 16 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br IX - ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Esta estrutura organizacional se divide em:  PEDAGÓGICA: A escola dispõe de dois supervisores Pedagógicos; professores efetivos, efetivados e designados. Os trabalhos são organizados de acordo com o horário de aula de 50 (cinqüenta) minutos cada módulo. Essa organização da prática educativa deve resultar de um trabalho coletivo, tendo como horizonte o fortalecimento de cada ação ao decidir por seus profissionais a formação e o sucesso escolar dos alunos. A escola realiza os projetos: 1º Semestre: A Paz Começa em Mim, Feira do Conhecimento; 2º Semestre: Canta e Dança Escola Afro – Brasileira. A escola permeará a educação Inclusiva em todas as etapas e modalidades do Ensino Fundamental Regular que por ela é oferecida, visando inserir os alunos que apresentam necessidades educacionais especiais. A escola proporcionará diversas metodologias e estratégias para adaptar e adequar-se às necessidades dos discentes, docentes ou funcionários com algum tipo de necessidade educacional. A escola oferece aos alunos com deficiência educacionais especiais o atendimento necessário a sua aprendizagem como: Interprete Educacional e para as demais deficiências educacionais a escola oferecerá a sala de recurso para os próximos anos. Os casos que não estiverem ao alcance desta instituição serão encaminhados a entidades, órgãos e serviços especializados mais próximos para que o mesmo seja solucionado. Os especialistas da escola desenvolvem reuniões pedagógicas, de pais, de módulo II, conselho de classe. Planejamento (semanal ou quinzenal) com o docente, acompanhamento das ações pedagógicas desenvolvidas pela escola e outras inerentes ao cargo conforme resolução 7.150, de 16 de junho de 1993. Os especialistas reunirão mensalmente as sextas feiras para fins de estudo, pesquisa e planejamento.
  17. 17. 17 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br O serviço de supervisão conta com os seguintes apoios:  PEUB (professor para ensino do uso da biblioteca) que colabora na intervenção pedagógica, desenvolvimento dos projetos de leitura, organização do espaço da biblioteca escolar quanto ao acervo, mobiliário e registros.  Professor em Ajustamento Funcional contribui com o planejamento, grupos de estudo, preparação de atividades para intervenção pedagógica e avaliação diagnóstica e tabulação dos resultados.  Professor na eventualidade atua na intervenção pedagógica como recuperador de alunos, substitui docentes afastados em LTS até quinze dias e colabora nos registros pedagógicos.  Professor afastado da docência: apóio no desenvolvimento das atividades pedagógicas  ADMINISTRATIVA: - RECURSOS HUMANOS: São todos os indivíduos responsáveis pelas tarefas administrativas, financeiras, burocráticas e de manutenção da escola sendo:  Diretor: responsável pela gestão pedagógica, gestão de resultados educacionais, gestão de serviços e recursos e gestão participativa.  Vice – diretor: tem como função auxiliar o diretor no desempenho de suas atribuições e substituí-lo em seus afastamentos legais.  Secretária Escolar: é responsável pela regularidade das ações inerentes ao serviço da secretaria, planejamento e acompanhamento das atividades a serem executadas pelos Assistentes Técnicos da Educação Básica (ATBs).  Assistentes Técnicos da Educação Básica: proceder à escrituração escolar conforme o disposto da legislação vigente.  Auxiliar de Serviços da Educação Básica (ASBs): zelar pela limpeza, conservação dos mobiliários, equipamentos e prédio escolar. Preparar e distribuir a merenda conforme cardápio aprovado pelo Colegiado Escolar.
  18. 18. 18 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA  Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e  Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Colegiado Escolar: é composto da seguinte forma: 25% segmentos de alunos, 25% segmentos de pais, 25% profissionais em exercício na escola (quadro administrativo) e 25% professores e especialistas (quadro magistério) somando um total de oito membros e seus respectivos suplentes, tendo como presidente o Diretor escolar. Tem as seguintes funções: deliberativas – consultivas - monitoramento e avaliação.  Conselho Fiscal: é composto por servidores em exercício na escola e pais de alunos regularmente matriculados somando o total de três membros titulares e seus respectivos suplentes. Tem como função acompanhar e emitir parecer ao final de cada ano no balancete financeiro da caixa escolar.  Comissão de licitação: é composta por servidores em exercício na escola, somando o total de três membros titulares com seus respectivos suplentes. Tem como função realizar licitação de recursos financeiros recebidos pela caixa escolar. - RECURSOS FÍSICOS: Cabe à Comunidade Escolar assegurar a organização e manutenção do espaço escolar de forma que ele se torne um ambiente acolhedor, prazeroso e estimulante ao desenvolvimento dos alunos, funcionários e clientela. Na utilização do espaço físico deve-se conscientizar a Comunidade Escolar sobre a necessidade da preservação do patrimônio. - RECURSOS FINANCEIROS: Através da Caixa Escolar “Leolino Pereira da Silva” a escola recebe os seguintes recursos: CX (para manutenção e custeio), Merenda Escolar, PDDE (para aquisição, manutenção, custeio e material permanente) e outros. Todos esses recursos são apresentados ao Colegiado Escolar através do termo de compromisso e extratos bancários. O Colegiado tem por missão elaborar o plano de aplicação dos recursos, que devem ser executados pelo Presidente da Caixa Escolar e pelo Tesoureiro. Ambos deverão prestar contas dos gastos ao Colegiado e Conselho Fiscal, enviando à SRE a prestação de contas devidamente montada e aprovada. Cabe a cada membro do Colegiado repassar ao segmento que representa as deliberações definidas em reuniões.
  19. 19. 19 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br X - ORGANIZAÇÃO PEDAGÓGICA A organização pedagógica da Escola Estadual “Antônio Corrêa e Silva” diz respeito a todos os aspectos do trabalho pedagógico a ser desenvolvido e principalmente em se tratando de um diagnóstico avaliativo, traçando e aconselhando as sugestões mais propícias na adoção de medidas, tendo como meta um ensino de qualidade. O educador tem como tarefa, conhecer o universo de significado e manter um estreito diálogo com esse universo, na prática educacional. A reformulação do Projeto Político Pedagógico, assim como as diretrizes (organizacional pedagógica) para a dinamização e otimização pedagógica tornam-se imprescindíveis no momento em que os novos paradigmas de desenvolvimento da humanidade, sejam eles políticos, econômicos, sociais e culturais reclamam uma nova concepção de educação e principalmente do papel e da contribuição da escola. Para isso, é importante a construção de parcerias. Construir parcerias consiste sem dúvida em árdua tarefa na Comunidade Escolar do Alegre, devido o baixo poder aquisitivo da população. A construção de parcerias passa por um trabalho conjunto e programado entre Direção, Especialistas da educação, Colegiado e corpo docente a começar para a conscientização de que se não houver o empreendimento coletivo não se chega a lugar nenhum e muito menos aos resultados que almeja. Compreende-se que o patrimônio mais importante da Comunidade é a Escola os jovens, adolescentes e crianças, enfim a promissão do futuro. Portanto, isso é mais do que alegação suficiente para buscar as parcerias, o cooperativismo, superando as paixões e intransigências político partidária. A escola, também articula formas de parcerias com outras escolas das comunidades vizinhas, O envolvimento da família na vida escolar dos discentes é fundamental. A família é capaz de despertar o interesse e a curiosidade dos alunos e incentivar sua aprendizagem. Por isso, o compromisso da família é indiscutível quanto ao acompanhamento da vida escolar dos filhos. De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, a família é a primeira instituição social responsável pela efetivação dos direitos básicos das crianças e dos adolescentes. É pensando nisso que a Escola Estadual “Antônio Corrêa e Silva”, propõem diálogo aberto com a família. Esse diálogo se dará através de:
  20. 20. 20 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br - Reuniões de pais e mestres; - Conversas informais; - Eventos sociais e comemorativos; - Dia da família na escola; - Visitas domiciliares; - Bilhetes; - Atendimento individualizado, etc. Repensar e replanejar a organização político pedagógica significa redimensionar a escola nos novos desafios e modelos de sociedade, preparar as crianças, adolescentes e adultos para um futuro exercício do trabalho e da cidadania como agentes das transformações, como também propiciar domínio dos instrumentos essenciais à aprendizagem para a vida, a leitura, a escrita, a expressão oral, o cálculo, a intervenção na realidade, o domínio dos conteúdos básicos de aprendizagem, conhecimentos conceituais essenciais dos vários campos do saber: capacidade cognitiva, social e procedimental, bem como valores fundamentais à vida. Tendo em vista a nova organização do tempo escolar conforme Resolução Nº 2197 de 26 de outubro de 2012, o novo projeto político-pedagógico vislumbrará as diretrizes para as mudanças reais e significativas no processo ensino-aprendizagem. Que a opção pela nova organização do Ensino Fundamental não seja simplesmente modismo ou apenas cumprimento de exigências legais no âmbito social e educacional e sim que se concretize no dia-a-dia pedagógico. Entender as transformações que se vão processando na escola compreende o conhecimento das novas concepções da educação e do ensino, que envolve não apenas os processos informativos (conhecimentos), mas principalmente os formativos (princípios e valores). A modernização da educação requer que o processo educativo extrapole os limites da escola, principalmente o comodismo. É necessário abranger os processos formativos que se desenvolve na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nos movimentos sociais e culturais. Desse modo a educação escolar parte do processo educativo mais amplo, não podendo restringir-se à mera transmissão de conhecimentos. A educação, então, deve contribuir para a formação de um sujeito capaz de elaborar e analisar a sua própria postura. Nessa perspectiva, com a contribuição de cada integrante do sistema educacional: Diretor, equipe pedagógica, professor, aluno e comunidade, são pontos fundamentais da organização pedagógica da Escola Estadual “Antônio Corrêa e Silva”:
  21. 21. 21 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br Controlar o processo de aprendizagem dos alunos em defasagem e/ou que apresentam dificuldades;  Identificar os progressos e avanços que possibilitem a melhora da auto-estima do aluno, provocando o interesse e a motivação para a construção do conhecimento;  Objetivar sempre o aprender a aprender através do desenvolvimento conceitual, procedimental e atitudinal;  Propiciar a fundamentação ética do aluno, formando nele princípios de cidadania;  Estabelecer as metas, estratégias e metodologias para a consolidação do novo tempo em Blocos Pedagógicos sendo: Ciclo da Alfabetização, com a duração de três anos de escolaridade, (1°, 2° e 3° ano), Ciclo Complementar com a duração de dois anos de escolaridade (4° e 5° ano), Ciclo Intermediário com duração de dois anos de escolaridade (6°, 7°), Ciclo da Consolidação com duração de dois anos (8° e 9° ano) e Ensino Médio etapa, conclusiva da Educação Básica com duração de três anos de escolaridade (1º, 2º e 3º ano). ESPAÇO ESCOLAR Deve-se ficar atento aos espaços disponíveis na escola para o desenvolvimento de aprendizagem prevista: devem ser utilizados para contribuir com a melhoria dos resultados e alcançar os objetivos propostos, o tempo e o currículo escolar estão intrinsecamente ligados. A sua utilização adequada possibilitará o bom desenvolvimento da vida escolar. O espaço, na instituição dá condições para os discentes terem contatos sociais necessários ao seu crescimento como pessoa humana e onde, também encontrará atrativos para o lazer, a prática esportiva e cultural. A organização dos espaços e dos materiais se constitui em um instrumento fundamental à prática educativa. A escola é dotada de uma horta, um pomar e um campo de chão batido. A Escola dispõe das seguintes instalações:  Salas de aula: utilizada para desenvolvimento das aulas de forma criativa e dinâmica.
  22. 22. 22 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Biblioteca: utilizada para fins de leitura e pesquisas.  Laboratório de informática: utilizado para pesquisa e curso de informática.  Áreas livres: espaço utilizado para recreação, aulas práticas e convivência social.  Banheiros: utilizado para necessidades e higiene pessoal  Refeitório com palco: utilizado para realização das refeições, aulas práticas, reuniões, eventos e seminários  Cantina: utilizada para preparo e distribuição de alimentos  Sala de professores: utilizada para refeições e socialização da equipe  Secretaria e diretoria: atendimento ao público e realização de atividades administrativa  Sala de supervisão: utilizada para planejamento e atendimento a pais, alunos e professores. Equipamentos e recursos pedagógicos disponíveis:  TV, Vídeo, computadores, internet, aparelhos de DVD  Retroprojetor  Data Show  Micro Sistem;  Aparelho de som;  Sistema de som ambiente;  Máquina fotográfica;  Carteiras escolares;  Armário para professores;  CDs, fitas de vídeo, DVDs;  Antena parabólica;  Caixa amplificada;  Microfone;
  23. 23. 23 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br TEMPO ESCOLAR A jornada diária para o Ciclo da Alfabetização, com a duração de três anos de escolaridade, (1°, 2° e 3° ano), Ciclo Complementar com a duração de dois anos de escolaridade (4° e 5° ano), do Ensino Fundamental é de 4:00 horas diárias e 200 dias letivos, totalizando 800:00 horas anual acrescida do tempo do recreio de mais 20 minutos.No Ciclo Intermediário com duração de dois anos de escolaridade (6°, 7°), Ciclo da Consolidação com duração de dois anos (8° e 9° ano) e Ensino Médio etapa, conclusiva da Educação Básica com duração de três anos de escolaridade (1º, 2º e 3º ano) a carga horária diária é 4:10 mais 10 minutos de recreio e 200 dias letivos, totalizando 833:20 horas anual. Havendo ainda no mínimo 10 dias escolares, em que a escola se reúne para realizar conselhos de classe, planejamentos e assembléias da comunidade. Nessa Escola o tempo é organizado em grade horária, com duração de 50 (cinqüenta) minutos cada módulo/aula, para cada disciplina, o que não impede o desenvolvimento de trabalhos interdisciplinares. A Escola lança mão também de horários extraclasse para realização de atividades dirigidas com o aluno. Esses horários extras são conduzidos pelo próprio regente, familiares ou alunos monitores, para promover oficinas de arte, esporte e o reforço escolar. Os professores utilizam o tempo previsto de módulo II para estudos, planejamentos, reuniões e Intervenção Pedagógica conforme o Plano de Intervenção Pedagógica elaborado pelos professores e equipe pedagógica aprovado pelo Colegiado Escolar no inicio de cada ano letivo. O CURRÍCULO ESCOLAR A escola oferece o ensino fundamental de 09 (nove) anos e Ensino Médio, o currículo será organizado na escola por disciplina, trabalhados por eixos temáticos. Os conteúdos curriculares, elementos fundamentais ao desenvolvimento pessoal e sócio cultural dos alunos devem compreender conceitos, procedimentos gerais e específicos dos diferentes campos de conhecimento, capacidades cognitivas e sociais básicas e atitudes que sejam socialmente relevantes para a compreensão da realidade, devendo ser abordados com significância e contextualizado de modo a relacionar conteúdos concomitantes a aprendizagem com valores ético e social. Partindo da realidade dos educando buscar-se á fazer com que estes construam seu conhecimento, sob a monitoria do professor, com ênfase no combate ao fracasso escolar.
  24. 24. 24 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br Todos os fenômenos observados pelo educando em seu cotidiano deverão ser trabalhados, sem perder de vista a participação dos mesmos no estudo das questões sociais da comunidade escolar, assim como também na implantação de ações efetivas para equacioná-las. OBJETIVOS GERAIS DO CICLO DA ALFABETIZAÇÃO E CICLO COMPLEMENTAR (1º AO 5º ANO) Considerando que o processo de alfabetização e o zelo com o letramento são à base de sustentação para o prosseguimento de estudos, com sucesso, as Escolas devem organizar suas atividades de modo a assegurar aos alunos um percurso contínuo de aprendizagens e a articulação do Ciclo da Alfabetização com o Ciclo Complementar. O Ciclo da Alfabetização, a que terão ingresso os alunos com seis anos de idade, terão suas atividades pedagógicas organizadas de modo a assegurar que, ao final de cada ano, todos os alunos tenham garantidos, pelo menos, os seguintes direitos de aprendizagem: 1º Ano:  Desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura;  Conhecer os usos e funções sociais da escrita;  Compreender o princípio alfabético do sistema da escrita;  Ler e escrever palavras e sentenças. 2º Ano:  ler e compreender pequenos textos;  Produzir pequenos textos escritos;  Fazer uso da leitura e da escrita nas práticas sociais. 3º Ano:  ler e compreender textos mais extensos;  Localizar informações no texto;  Ler oralmente com fluência e expressividade;  Produzir frases e pequenos textos com correção ortográfica. Ao final do Ciclo da Alfabetização, todos os alunos devem ter consolidado as capacidades referentes à leitura e à escrita necessárias para expressar-se, comunicar-se e participar das práticas sociais letradas, e ter desenvolvido o gosto e apreço pela leitura.
  25. 25. 25 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br Ao final do Ciclo da Alfabetização, na área da Matemática, todos os alunos devem compreender e utilizar o sistema de numeração, dominar os fatos fundamentais da adição e subtração, realizar cálculos mentais com números pequenos, dominar conceitos básicos relativos a grandezas e medidas, espaço e forma e resolver operações matemáticas com autonomia. O Ciclo Complementar, tem o objetivo de consolidar a alfabetização e ampliar o letramento, terá suas atividades pedagógicas organizadas de modo assegurar que todos os alunos, ao final de cada ano, tenham garantidos, pelo menos, os seguintes direitos de aprendizagem: 4º ano:  Produzir textos adequados a diferentes objetivos, destinatários e contextos;  Utilizar princípios e regras ortográficas e conhecer as exceções;  Utilizar as diferentes fontes de leitura para obter informações adequadas a diferentes objetivos e interesses;  Selecionar textos literários segundo seus interesses. 5º Ano:  Produzir, com autonomia, textos com coerência de idéias, correção ortográfica e gramatical;  Ler, compreendendo o conteúdo dos textos, sejam informativos, literários, de comunicação ou outros. Ao final do Ciclo Complementar, todos os alunos deverão ser capazes de ler, compreender, retirar informações contidas no texto e redigir com coerência, coesão, correção ortográfica e gramatical. Ao final do Ciclo Complementar, na área da Matemática, todos os alunos devem dominar e compreender o uso do sistema de numeração, os fatos fundamentais da adição, subtração, multiplicação e divisão, realizar cálculos mentais, resolver operações matemáticas mais complexas, ter conhecimentos básicos relativos a grandezas e medidas, espaço e forma e ao tratamento de dados em gráficos e tabelas. A programação curricular dos Ciclos da Alfabetização e Complementar, tanto no campo da linguagem quanto no da Matemática, deve ser estruturada de forma a, gradativamente, ampliar capacidades e conhecimentos, dos mais simples aos mais complexos, contemplando, de maneira articulada e simultânea, a alfabetização e o letramento.
  26. 26. 26 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br Devem ser abordados os seguintes Componentes Curriculares a partir da prática vivencial dos alunos, possibilitando o aprendizado significativo e contextualizado:  Os eixos temáticos dos Componentes Curriculares Ciências, História e Geografia devem ser abordados de forma articulada com o processo de alfabetização e letramento e de iniciação à Matemática, crescendo em complexidade ao longo dos Ciclos.  A questão ambiental contemporânea deve ser abordada partindo da realidade local, mobilizando as emoções e a energia das crianças para a preservação do planeta e do ambiente onde vivem.  Componente Curricular Arte deve oportunizar aos alunos momentos de recreação e ludicidade, por meio de atividades artístico-culturais.  O Ensino Religioso deve reforçar os laços de solidariedade na convivência social e de promoção da paz. A Escola deve, ao longo de cada ano dos Ciclos da Alfabetização e Complementar, acompanhar, sistematicamente, a aprendizagem dos alunos, utilizando estratégias e recursos diversos para sanar as dificuldades evidenciadas no momento em que ocorrerem e garantir a progressão continuada dos alunos. OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA ALFABETIZAÇÃO 1°, 2° E 3° ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL MATEMÁTICA  Descrever, interpretar, identificar e representar a movimentação de uma pessoa ou objeto no espaço e construir itinerários;  Representar a posição de uma pessoa ou objeto utilizando malhas quadriculadas;  Identificar pontos de referência para situar e deslocar pessoas/objetos no espaço;  Representar o espaço por meio de maquetes, croquis e outras representações gráficas; Perceber o próprio corpo, sua forma, suas dimensões e sua relação com o espaço físico  Identificar, descrever e comparar padrões (por exemplo: blocos lógicos) usando uma grande variedade de atributos como tamanho, forma, espessura e cor;  Identificar triângulos e quadriláteros (quadrado, retângulo, trapézio, paralelogramo, losango) observando as posições relativas entre seus lados (paralelos, concorrentes, perpendiculares);
  27. 27. 27 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Identificar propriedades comuns e diferenças entre figuras planas (triângulo, quadrilátero e pentágono) de acordo com o número de lados;  Identificar e conceituar elementos de figuras geométricas, como faces, vértices, arestas e lados;  Identificar linhas de simetria em formas bidimensionais (por exemplo: dobrando papel, desenhos a tinta, espelhos), no ambiente, objetos e letras;  Identificar semelhanças e diferenças entre poliedros (cubo, prisma, pirâmide e outros) e não poliedros (esfera, cone, cilindro e outros);  Comparar, através de estratégias pessoais, grandezas de massa, comprimento e capacidade, tendo como referência unidades de medidas não convencionais ou convencionais;  Reconhecer e utilizar, em situações-problema, modelos concretos e pictóricos, as unidades usuais de medida: tempo, sistema monetário, comprimento, massa, capacidade e temperatura;  Usar horários, calendários e calcular o tempo decorrido em intervalos de hora para solucionar problemas do cotidiano;  Estimar e medir o decorrer do tempo usando “antes ou depois”; “ontem, hoje ou amanhã”; “dia ou noite”; “manhã, tarde ou noite”; “hora ou meia hora”;  Identificar instrumentos apropriados (relógios e calendários) para medir tempo (incluindo dias, semanas e meses);  Identificar e escrever medidas de tempo marcadas em relógios digitais e analógicos (por exemplo: intervalos de hora e de meia hora);  Identificar medidas de temperaturas em termômetros;  Identificar e comparar quantidade de dinheiro em cédulas e moedas;  Utilizar critérios de classificação, seriação, ordenação, inclusão e conservação de quantidades;  Utilizar, em situações-problema, diferentes estratégias para quantificar elementos de uma coleção: contagem, pareamento, estimativa e correspondência de agrupamentos;  Relacionar a história da matemática na construção do número e sua importância no contexto social;  Reconhecer números naturais e decimais em diversas situações (jornais, filmes, comércio etc.);  Escrever, comparar e ordenar números naturais de qualquer grandeza;.
  28. 28. 28 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA  Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e  Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Coletar, organizar e registrar dados e informações (usando figuras, materiais concretos ou unidades de contagem);  Criar registros pessoais para comunicação das informações coletadas;  Ler e interpretar informações e dados apresentados de maneira organizada por meio de listas, tabelas, mapas e gráficos, e em situações-problema;  Transformar listas e tabelas em gráficos pictóricos, de barra ou de colunas e vice-versa;  Reconhecer possíveis formas de combinar elementos de uma coleção e de contabilizá-las usando estratégias pessoais, envolvendo probabilidade; PORTUGUÊS  Conhecer, utilizar e valorizar os modos de produção e circulação da escrita na sociedade;  Conhecer os usos da escrita na cultura escolar;  Desenvolver as capacidades necessárias para uso da escrita no contexto escolar:  Saber usar os objetos de escrita presente na cultura escolar;  Desenvolver capacidades específicas para escrever;  Compreender diferenças entre a escrita alfabética e outras formas gráficas;  Dominar convenções gráficas:  Compreender a orientação e o alinhamento da escrita da língua portuguesa;  Compreender a função de segmentação dos espaços em branco e da pontuação de final de frase;  Reconhecer unidades fonológicas como sílabas, rimas, terminações de palavras, etc.;  Conhecer o alfabeto;  Compreender a categorização gráfica e funcional das letras;  Conhecer e utilizar diferentes tipos de letra (de fôrma e cursiva);  Compreender a natureza alfabética do sistema de escrita;  Dominar as relações entre grafemas e fonemas;  Dominar regularidades ortográficas;  Desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura;  Desenvolver capacidades relativas ao código escrita especificamente necessárias à leitura;  Saber decodificar palavras e textos escritos;  Saber ler reconhecendo globalmente as palavras;
  29. 29. 29 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA  Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e  Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Desenvolver capacidades necessárias à leitura com fluência e compreensão;  Identificar a finalidade e funções da leitura, em função reconhecimento do suporte, do gênero e da contextualização do texto;  Antecipar conteúdos de textos a serem lidos em função de seu suporte, seu gênero e sua contextualização;  Levantar e confirmar hipótese relativa ao conteúdo do texto que está sendo lido;  Buscar pistas textuais, intertextuais e contextuais para ler nas entrelinhas (fazer inferências), ampliando a compreensão;  Construir compreensão global do texto, unificando e inter-relacionando informações explícitas e implícitas, produzindo inferências;  Avaliar afetivamente o texto, fazendo extrapolações;  Ler oralmente com fluência e expressividade;  Compreender e valorizar o uso da escrita com diferentes funções, em diferentes gêneros;  Produzir textos escritos de gêneros diversos ,adequados aos objetivos, ao destinatário e ao contexto de circulação;  Dispor, ordenar e organizar o próprio texto de acordo com as convenções gráficas apropriadas;  Escrever segundo o princípio alfabético e as regras ortográficas;  Planejar a escrita do texto considerando o tema central e seus desdobramentos;  Organizar os próprios textos segundo os padrões de composição usuais na sociedade;  Usar a variedade lingüística apropriada à situação de produção e de circulação, fazendo escolhas adequadas quanto ao vocabulário e à gramática;  Usar recursos expressivos (estilísticos e literários) adequados ao gênero e aos objetivos do texto;  Revisar e reelaborar a própria escrita, segundo critérios adequados aos objetivos, ao destinatário e ao contexto de circulação previsto;  Participar das interações cotidianas em sala de aula;  escutando com atenção e compreensão;  Respondendo às questões propostas pelo professor;  expondo opiniões nos debates com os colegas e com o professor;  Respeitar a diversidade das formas de expressão oral manifesta por colegas, professores e funcionários da escola, bem como por pessoas da comunidade extra-escolar;
  30. 30. 30 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA  Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e  Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Usar a língua falada em diferentes situações escolares, buscando empregar a variedade lingüística adequada;  Planejar a fala em situações formais;  Realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento;  dependa de escuta atenta e compreensão. HISTÓRIA  Conhecer a própria história e a origem do nome e sobrenome;  Conhecer documentos, registros que fazem parte da história de vida de cada um;  Conhecer as diferentes realidades sociais e étnico-culturais, reconhecendo a si mesmo como parte de um grupo;  Identificar e relacionar o modo de vida de cada um ao de outros grupos sociais, em suas manifestações culturais e sociais, reconhecendo semelhanças e diferenças;  Compreender que as características pessoais e comportamentais são reflexos do grupo a que pertence o individuo;  Conhecer a história da escola, sua importância e função social;  Conhecer e entender as relações de convivência na escola;  Conhecer sua história e de sua família a partir de documentos escritos e não-escritos;  Valorizar e reconhecer a importância da família na formação e desenvolvimento pessoal dos indivíduos;  Identificar as pessoas que fazem parte da família com a qual mora e outras formas de organização familiar;  Compreender e identificar as atividades do dia-a-dia de sua família;  Reconhecer as casas, suas histórias e diferenciar os tipos de casas construídos ontem e hoje;  Compreender as várias formas de moradia das pessoas. (própria/aluguel, favelas/aglomerado, cortiços, apartamentos, etc.);  Conhecer a história da rua e do bairro onde mora identificando os pontos de referência existentes;  Reconhecer os modos de viver dos grupos sociais presentes no bairro;  Valorizar o trabalho dentro do contexto sócio-cultural da comunidade local;  Reconhecer a importância e o valor das diversas profissões;
  31. 31. 31 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA  Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e  Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Trabalhar as partes do dia (manhã, tarde, e noite), vinculando-as às atividades realizadas pelas pessoas;  Trabalhar o procedimento da construção da linha do tempo;  Conhecer as várias formas de contagem de tempo;  Explorar as características do calendário ocidental utilizado na atualidade;  Trabalhar com fatos históricos, vinculando contagem de tempo e vivências humanas. GEOGRAFIA  Reconhecer-se como ser único e atuante na sociedade;  Conscientizar-se de suas características físicas, aceitando as diferenças e constatando as semelhanças;  Compreender os sentimentos envolvidos nas relações que se formam nos ambientes sociais;  Reconhecer os limites do próprio corpo no espaço de convivência com o grupo social e com a família;  Reconhecer a linguagem cartográfica como fonte de informação e representação do espaço geográfico;  Demonstrar atitudes de respeito e boa convivência no espaço da escola;  Compreender a importância da escola como função social;  Reconhecer as pessoas e as funções que elas desenvolvem na escola;  Reconhecer o ambiente da escola e das salas de aula sob os aspectos físicos, sociais e culturais;  Reconhecer o entorno da escola e a paisagem;  Reconhecer o conceito de distância entre dois ou mais lugares;  Reconhecer a linguagem cartográfica como instrumento de representação dos espaços da escola;  Perceber a moradia como direito de todo cidadão;  Compreender a casa como espaço de convivência da família;  Reconhecer os diversos tipos de habitação e os espaços que ocupam;  Compreender a rua como local de trânsito das pessoas da comunidade e de veículos;  Reconhecer o bairro, percebendo-se como integrante das relações sociais que se formam entre os indivíduos da comunidade;
  32. 32. 32 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA  Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e  Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Reconhecer a linguagem cartográfica como representação do espaço da comunidade/bairro;  Reconhecer paisagem natural;  Identificar as características do ambiente e da paisagem no espaço da escola e da residência, reconhecendo diferenças e semelhanças;  Identificar as características do ambiente e da paisagem em outros lugares, fazendo comparações;  Reconhecer a linguagem cartográfica como representação do espaço natural;  Ler e compreender informações expressas em linguagem cartográfica e em outras formas de representação de espaço como fotografias, plantas, maquetes, croquis, mapas, entre outras;  Utilizar os mapas como meio de comunicação e leitura da realidade;  Localizar em mapas: bairros, cidades, municípios, países;  Compreender o conceito de escala, a partir da representação de plantas e mapas em tamanho reduzido;  Construir e compreender itinerários;  Comparar dados e informações. EDUCAÇÃO FÍSICA  Conhecer a história de cada modalidade pré- desportiva;  Executar os elementos básicos de cada modalidade pré-desportiva ludicamente;  Conhecer os objetivos e regras dos jogos pré-desportivos usados;  Organizar autonomamente alguns jogos pré-desportivos;  Compreender os jogos pré-desportivos como opção de lazer;  Compreender os jogos pré-desportivos como opção de respeito às diferenças;  Compreender e identificar o vestuário adequado para a prática da educação física;  Reconhecer o potencial dos jogos pré-desportivos no desenvolvimento de atitudes e valores;  Vivenciar e diferenciar os jogos e as brincadeiras de cada tema. (jogos de salão, jogos de raquete, jogos pré-desportivos, jogos populares);  (Re) construir jogos e brincadeiras;  Compreender que as brincadeiras proporcionam alegria e descontração;  Utilizar as brincadeiras e os jogos como fonte de desenvolvimento individual e por equipe;  Articular o gesto com sons e ritmos produzidos pelo corpo, por diferentes objetos e instrumentos musicais;
  33. 33. 33 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA  Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e  Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Vivenciar movimentos em diferentes ritmos;  Expressar sentimentos e idéias utilizando as múltiplas linguagens do corpo;  Vivenciar a dança e eventos escolares;  Reconhecer a qualidade dos movimentos nas atividades rítmicas e expressivas quanto, ao ritmo, à velocidade, intensidade e a fluidez;  Compor pequenas coreografias a partir de temas materiais ou música. ENSINO RELIGIOSO  Sentir-se amado e participante de um projeto de vida que engloba a família;  Abrir-se à convivência com o outro, consigo mesmo e com os seres vivos;  Perceber na convivência humana a idéia do Transcendente;  Símbolos: identificação dos símbolos mais importantes de cada tradição religiosa Ritos;  Compreender os sinais manifestados na existência humana;  Perceber nas pessoas que as atitudes de cuidado são sinais de amor, segurança e alegria;  Identificar que os símbolos estão presentes nas diversas formas de convivência humana;  Reconhecer as representações do Transcendente através dos rituais e símbolos;  Alteridade: orientações para o relacionamento com o outro Ethos;  Descobrir-se enquanto ser humano, com características diferentes, mas igual aos outros;  Respeitar-se a si mesmo e aos outros;  Entender que os nomes são importantes porque identificam as diferenças entre as pessoas;  Partilhar e conviver respeitando as pessoas, construindo um ambiente de paz;  Identificar na convivência humana a idéia do Transcendente;  Reconhecer que a idéia do Transcendente é construída de várias maneiras;  Conhecer e respeitar as manifestações do Transcendente nas diversas tradições religiosas;  Perceber os sinais que revelam sentimentos religiosos e sentir participante da religiosidade;  Compreender a linguagem simbólica da cultura e tradições religiosas da comunidade; Desenvolver hábitos e atitudes de cuidado e respeito ao próprio corpo e ao meio em que vive,  Conviver harmoniosamente com o diferente respeitando as diversas manifestações religiosas,  Compreender que as tradições e manifestações religiosas dão sentido à vida;  Relacionar nas manifestações religiosas às idéias do Transcendente;
  34. 34. 34 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA  Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e  Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Estabelecer relação entre as representações do Transcendente com a diversidade religiosa da comunidade;  Reconhecer o uso do símbolo, como meio para a comunicação de sentimentos e experiências;  Compreender que os símbolos religiosos são significativos e necessários para as manifestações religiosas;  Relacionar as principais datas, festas e comemorações realizadas no município;  Pesquisar os variados ritos e festas culturais e religiosas da comunidade;  Compreender que os sinais que ocorrem entre as pessoas muitas vezes revelam intenções;  Participar de discussões éticas e religiosas, interagindo conforme as regras estabelecidas com os outros;  Relacionar-se e conviver bem com os colegas no ambiente escolar;  Saber ouvir e respeitar as diferentes posições religiosas das pessoas com as quais convive;  Reconhecer a importância da religiosidade na convivência familiar e social. LITERATURA INFANTIL  Proporcionar o desenvolvimento do processo de cognição, percepção visual e a ampliação da oralidade através da contação de histórias;  Desenvolver atividades que possibilitem a constituição de valores como solidariedade, respeito e afeto a partir do debate de obras literárias infantis. OBJETIVOS ESPECÍFICOS DO CICLO COMPLEMENTAR 4° E 5° ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL MATEMÁTICA  Descrever, interpretar, identificar e representar a movimentação de uma pessoa ou objeto no espaço e construir itinerário;  Representar a posição de uma pessoa ou objeto utilizando malhas quadriculadas;  Identificar pontos de referência para situar e deslocar pessoas/objetos no espaço;  Representar o espaço por meio de maquetes, croquis e outras representações gráficas.  Identificar e conceituar paralelismo e perpendicularismo entre retas.
  35. 35. 35 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA  Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e  Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Identificar triângulos e quadriláteros (quadrado, retângulo, trapézio, paralelogramo, losango) observando as posições relativas entre seus lados (paralelos, concorrentes, perpendiculares)  Identificar e conceituar elementos de figuras geométricas, como faces, vértices, arestas e lados.  Identificar figuras tridimensionais (três dimensões) e bidimensionais (duas dimensões), reconhecendo suas partes (vista frontal, lateral e superior dos objetos).  Identificar semelhanças e diferenças entre poliedros (cubo, prisma, pirâmide e outros) e não poliedros (esfera, cone, cilindro e outros).  Identificar propriedades comuns e diferenças entre poliedros relacionando figuras tridimensionais (cubo e bloco retangular) com suas planificações.  Identificar propriedades comuns e diferenças entre figuras planas (triângulo, quadrilátero e pentágono) de acordo com o número de lados.  Comparar grandezas de massa, comprimento, capacidade e tempo, tendo como referência unidades de medidas não-convencionais ou convencionais.  Resolver problemas significativos utilizando unidades de medida padronizadas como Km/m/cm/mm, Kg/g/mg, l/ml.  Estabelecer relações entre as unidades de medidas de tempo, isto é, hora/minuto, minuto/segundo, dia/mês, dia/semana, outros e compreender as transformações do tempo cronológico em situações do cotidiano.  Reconhecer e interpretar datas e horas em relógio analógico e digital.  Estabelecer relações entre o horário de início e de término e/ou o intervalo da duração de um evento ou acontecimento.  Comparar os conceitos de área e perímetro de figuras planas, usando materiais concretos e malhas quadriculadas em situações do cotidiano (por exemplo: ladrilhar um pavimento, dividir uma sala, embalar uma caixa).  Resolver situação-problema envolvendo o cálculo do perímetro e da área de figuras planas, desenhadas em malhas quadriculadas.  Relacionar a história da matemática na construção do conceito de número e sua importância no contexto social.
  36. 36. 36 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Reconhecer o agrupamento em base 10 e sua relação com o Sistema de Numeração Decimal: ordens, classes e valor posicional, construindo terminologias a partir da compreensão do significado dos mesmos.  Reconhecer números naturais e racionais em diversas situações (jornais, filmes, comércio etc.).  Escrever, comparar e ordenar números naturais de qualquer grandeza.  Localizar na reta numérica a posição de números naturais.  Utilizar estratégias pessoais e técnicas convencionais para resolver situação-problema envolvendo adição, subtração, multiplicação, divisão.  Representar números racionais nas formas fracionárias, decimal e de porcentagem.  Estabelecer relações entre as diferentes representações de um número racional.  Estabelecer trocas entre cédulas e moedas em situações envolvendo valores monetários por meio de preços, trocos, orçamentos.  Comparar e ordenar números racionais na forma decimal.  Localizar na reta numérica a posição de números racionais.  Analisar e resolver situações-problema com o uso de números racionais.  Reconhecer quando se dá o uso da porcentagem no cotidiano.  Coletar, organizar e registrar dados e informações;  Ler e interpretar informações e dados apresentados de maneira organizada por meio de listas, tabelas, mapas e gráficos, e em situações-problema;  Elaborar, em situações-problema e por meio de apresentação de dados, tabelas e gráficos;  Transformar listas e tabelas em gráficos e vice-versa;  Reconhecer possíveis formas de combinar elementos de uma coleção e de contabilizá-las usando estratégias pessoais (forma de fazer de cada aluno, a partir dos conhecimentos prévios). PORTUGUÊS  Conhecer e valorizar a escrita em diferentes modos de produção e circulação e em diferentes usos e funções;  Modos de produção – Essa expressão diz respeito às formas como os textos se constroem e se apresentam nos meios sociais (gêneros textuais);
  37. 37. 37 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA  Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e  Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Modos de circulação – Essa expressão se refere aos meios, isto é, aos suportes, através dos quais os textos circulam na sociedade, refere-se também ao onde e como encontrá-los;  Reconhecer diferentes formas de acesso à informação e ao conhecimento, em língua escrita, (biblioteca, bancas de revista, livrarias, internet, etc.) e saber, utilizá-las;  Conhecer os usos e funções sociais da escrita;  Desenvolver capacidades necessárias para o uso da escrita no contexto escolar;  Desenvolver capacidades necessárias para o uso da escrita em diferentes ambientes, contextos sociais;  Desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura;  Identificar diferentes gêneros textuais, considerando sua função social, seu circuito comunicativo e suas características lingüístico-discursivas. (vocabulário, nível de linguagem, emprego de determinadas palavras, frases mais elaboradas, presença dos conectores, entre outros);  Antecipar conteúdos de textos a serem lidos a partir do suporte, do gênero, da contextualização, das características gráficas e de conhecimentos prévios sobre o tema;  Levantar e confirmar hipóteses relativas ao conteúdo de passagens diversas (acontecimentos, partes do texto, os fatos que estão expressos no texto) do texto que está sendo lido;  Selecionar procedimentos de leitura adequados a diferentes objetivos e interesses (ler para se divertir, para obter informações, para seguir instruções, etc.) e às características do gênero;  Relacionar o texto que está sendo lido a outros textos orais ou escritos, reconhecendo diferentes formas de tratar uma informação, em função das condições em que o texto foi produzido e daquelas em que será recebido;  Compreender globalmente os textos lidos, identificando o tema central, sendo capaz de localizar informações explícitas e de inferir informações implícitas, inter-relacionando essas informações no processo de compreensão;  Inferir, pelo contexto o sentido das palavras ou expressões;  Identificar variedades lingüísticas que concorrem para a construção do sentido do texto, isto é, reconhecer as marcas da linguagem coloquial ou da linguagem formal, identificando o locutor ou o interlocutor por meio dessas marcas;  Reconhecer a presença de diferentes enunciadores (narrador, personagens, participantes de diálogo, enfim quem assume a voz), nos textos lidos, identificando as marcas gráficas e
  38. 38. 38 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA  Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e  Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br lingüísticas que sinalizam suas vozes (aspas, dois pontos, travessão, emprego do verbo na 1ª pessoa, emprego do pronome você nos textos publicitários, discurso direto e indireto, etc.);  Distinguir fato de opinião;  Identificar efeitos de ironia ou humor em textos variados;  Identificar os elementos que constroem a narrativa (lugar, tempo, o fato propriamente dito, com quem os fatos ocorrem sob que ponto de vista a história ou o fato é narrado), como também reconhecer o que deu origem à história ou ao fato narrado, isto é, o conflito gerador do enredo;  Reconhecer as relações que organizam o conteúdo dos textos: tempo, espaço, causa, conseqüência, finalidade, condição, oposição, conclusão, comparação, entre outras;  Reconhecer os elementos que compõem a cadeia de referentes de um texto, compreendendo o processo de introdução e de retomada de informações possibilitado pelo emprego de pronomes, como os pessoais, os demonstrativos, os possessivos, relativos, e pelo emprego de sinônimos ou expressões do mesmo campo semântico;  Perceber a pontuação como um dos elementos orientadores na produção de sentido;  Interpretar textos levando em conta pistas gráficas (caixa alta, grifo, etc.), imagens (fotos, ilustrações, gráficos, etc.) e elementos contextualizadores (data, local, suporte, etc);  Avaliar crítica e afetivamente o texto lido, fazendo apreciações quanto a valores que o texto possibilita realizar;  Ler com compreensão diferentes gêneros textuais;  Ler oralmente com fluência e expressividade. (com ritmo, entonação adequada);  Ler silenciosamente com compreensão e autonomia;  Ler obras literárias adequadas à faixa etária com gosto e compreensão;  Identificar as letras, reconhecendo visual e graficamente as de traçado semelhante;  Conhecer os usos das letras maiúsculas e minúsculas, observando a caligrafia e a legibilidade;  Distinguir as consoantes homorgânicas e dominar seu uso. (Consoantes homorgânicas são aquelas cuja pronúncia se dá no mesmo ponto de articulação. A diferença entre os pares está na sonoridade. (/f/e /v/, p e b, t e d, q e g, (qu/gu);  Dominar a grafia de palavras que podem ter, na escrita, a interferência das características da fala, isto é, não se escreve como se fala, por exemplo, falam-se “denti”, “mininu”, “tumati” escrevem-se dente, menino, tomate;
  39. 39. 39 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA  Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e  Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Dominar grafias regidas por regras contextuais, isto é, aquelas que dependem da posição que os fonemas/grafemas ocupam na palavra (por exemplo: e/o átonos em final de palavras; l, r, s, em começo e final de sílabas; c e g diante de a/o/u e diante de e/i, em início de palavras e entre vogais etc.);  Dominar e aplicar as regras ortográficas relativas à sinalização de nasalização (m, n e til), bem como o uso da letra m antes de p e b e da letra n antes das demais consoantes;  Dominar grafias regidas por regras morfológicas. Ex: viajem (verbo) e viagem (substantivo), sufixo - eza nos substantivos derivados de adjetivos – beleza, grandeza; sufixo – oso – formador de adjetivos derivados de substantivos – guloso, gostoso;  Regras morfológicas de ortografia são aquelas que levam em conta as classes gramaticais, os processos de composição e de derivação, o emprego de sufixos e de desinências, entre outros relativos à morfologia;  Memorizar a escrita ortográfica de palavras em que as relações fonema/grafema (som/letra) são arbitrárias, isto é, não obedecem a princípios fonético-fonológicos (ex.: h inicial, l em final de sílabas, alguns casos de s e ss, de g e j, de ch e x, etc);  Usar o dicionário para sanar dúvidas quanto à grafia das palavras;  Conhecer os usos da pontuação de final de frases e de sinalização de diálogos.  Compreender e valorizar o uso da escrita com diferentes funções, em diferentes gêneros, na sociedade contemporânea.;  Produzir textos escritos de gêneros diversos, considerando seu suporte, seu contexto de circulação, sua estrutura, suas características lingüísticas e discursivas.  Dispor no papel e organizar o próprio texto de acordo com as convenções da escrita (letra legível, boa apresentação, margens, espaçamento entre título e textos, alinhamento de parágrafos, etc.);  Escrever segundo o princípio alfabético, (uma letra para cada som) as regras ortográficas, (o que não significa dominar todas as regras ortográficas e a grafia arbitrária de palavras cuja escrita precisa ser memorizada.) e as regras de pontuação de final de frase e de sinalização de diálogos;  Planejar e produzir a escrita de texto, considerando, os objetivos comunicativos, o tema, o leitor previsto, as condições de leitura e o gênero adequado à situação ( o que, para que, para quem, como);
  40. 40. 40 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Organizar os próprios textos segundo os padrões de composição usados na sociedade, isto é, segundo os moldes de gêneros textuais que existem e circulam no meio social;  Usar a variedade lingüística apropriada ao gênero textual, à situação de produção e de circulação, ao destinatário, fazendo escolhas adequadas quanto ao vocabulário e à gramática;  Usar recursos expressivos (estilísticos e literários) adequados ao gênero e aos objetivos do texto (como rimas, linguagem figurada, vocabulário, entre outros);  Revisar, ler cuidadosamente, reelaborar e reescrever a própria escrita, segundo critérios adequados aos objetivos, ao destinatário e ao contexto de circulação previsto;  Organizar os conteúdos dos próprios textos, considerando as relações de tempo, espaço, causa, finalidade, oposição, conclusão, comparação, ordenação, entre outras, utilizando os recursos lingüísticos adequados (ex. no dia seguinte, enquanto isso, na floresta, chegando lá, mas, apesar de, por isso, portanto, por causa disso). CIÊNCIAS  Estabelecer relação entre troca de calor e mudanças de estados físicos da água para fundamentar explicações acerca do ciclo da água;  Comparar diferentes misturas na natureza identificando a presença da água, para caracterizá- la como solvente;  Identificar os processos de captação, distribuição e armazenamento de água e os modos domésticos de tratamento da água – fervura e adição de cloro relacionando-os com as condições necessárias à preservação da saúde;  Compreender a importância dos modos adequados de destinação das águas servidas para a promoção e manutenção da saúde;  Reconhecer a importância da água na natureza como bem finito (preservação);  Comparar solos de diferentes ambientes relacionando suas características às condições desses ambientes para se aproximar da noção de solo como componente dos ambientes integrados aos demais;  Caracterizar técnicas de utilização do solo nos ambientes urbano e rural, identificando os produtos desses usos e as conseqüências das formas inadequadas de ocupação;  Estabelecer comparação de diferentes tipos de solo para identificar suas características comuns: presença de água, ar, areia, argila, matéria orgânica;
  41. 41. 41 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Estabelecer relação entre o solo, a água e os seres vivos nos fenômenos de permeabilidade, fertilidade e erosão;  Reconhecer o ar como elemento da natureza que ocupa espaço.  Reconhecer as suas propriedades;  Identificar os gases que compõem o ar e a importância deles para a vida do planeta;  Identificar as situações de poluição do ar, suas conseqüências e as medidas para a sua redução;  Reconhecer a importância da camada de ozônio para a preservação da vida e saúde dos seres vivos e as conseqüências da emissão de gases poluentes na atmosfera;  Compreender o efeito estufa enquanto processo natural benéfico para a vida na terra;  Relacionar o efeito estufa com o processo contínuo de aquecimento global e suas conseqüências;  Compreender o ar em movimento e seus efeitos;  Reconhecer o ar como fonte de energia e os processos para a sua utilização;  Estabelecer relações de dependência entre os seres vivos em diferentes ambientes;  Estabelecer relação de dependência entre a luz e os vegetais (fotossíntese), para compreendê-los como iniciadores das cadeias alimentares;  Reconhecer a diversidade de hábitos e comportamentos dos seres vivos relacionados aos períodos do dia e da noite e à disponibilidade de água;  Comparar as condições do solo, do ar, da água e a diversidade de seres vivos em diferentes ambientes ocupados pelo homem.  Caracterizar espaços do planeta possíveis de serem ocupados pelo homem, considerando as condições de qualidade de vida;  Interpretar informações de diferentes fontes sobre transformações nos ambientes provocadas pelo homem e o risco da extinção de espécies;  Identificar e compreender as relações entre solo, água e seres vivos nos fenômenos de escoamento da água, erosão e fertilidade dos solos, nos ambientes urbano e rural.  Caracterizar causas e conseqüências da poluição da água, do solo, do ar;  Reconhecer as principais formas de poluição e outras agressões ao meio ambiente da região em que a escola está localizada, identificando as principais causas e relacionando-as aos problemas de saúde local;
  42. 42. 42 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br  Relacionar a reciclagem dos materiais com a preservação ambiental;  Reconhecer o lixo como fator de degradação ambiental, suas conseqüências e possibilidades de recuperação dos espaços degradados e de reutilização dos materiais do lixo;  Caracterizar materiais recicláveis e processos de reciclagem do lixo.  Reconhecer o saneamento básico como técnica que contribui para a qualidade de vida e a preservação do meio ambiente;  Relacionar queimadas à morte dos seres vivos e do solo e, conseqüentemente, à perda da fertilidade;  Reconhecer cada sistema em sua particularidade, sua relação com os demais e com o corpo humano como um todo, num processo harmônico;  Estabelecer relações entre os diferentes aparelhos e sistemas que realizam as funções de nutrição para compreender o corpo como um todo integrado:  Transformações sofridas pelo alimento na digestão e na respiração;  Transporte de materiais pela circulação e eliminação de resíduos pela urina.  Reconhecer que a urina é produto de filtração do sangue pelos rins, processo que concorre para a eliminação de resíduos do corpo;  Reconhecer que as fezes são constituídas por materiais que não foram absorvidos pelo organismo durante o processo digestivo;  Identificar limites e potencialidades do próprio corpo, compreendendo-o como semelhante, mas não igual aos demais para desenvolver auto-estima e cuidado consigo próprio;  Comparar os principais órgãos e funções do aparelho reprodutor masculino e feminino, relacionando seu amadurecimento às mudanças no corpo e no comportamento de meninos e meninas durante a puberdade e respeitando as diferenças individuais;  Reconhecer a alimentação, a higiene pessoal e ambiental, os vínculos afetivos, a inserção social, o lazer e repouso adequados como conjunto de atitudes e interações com o meio de que depende do equilíbrio físico e mental e, conseqüentemente, a saúde do se humano;  Compreender que a saúde é produzida nas relações com o meio físico, econômico e sociocultural, identificando fatores de risco à saúde pessoal e coletiva presentes no meio em que se vive;  Estabelecer relações entre aspectos biológicos, afetivos, culturais, socioeconômicos e educacionais na preservação da saúde
  43. 43. 43 ESCOLA ESTADUAL ANTÔNIO CORRÊA E SILVA Código INEP. 31062464 Criada pelo Decreto Nº 22.761/83 e Portaria Nº 870/85 -Resol. SEE Nº 384/03 Povoado de Alegre, Município de Januária, Minas Gerais, CEP: 39.480-000 e-mail: escola.62464@educacao.mg.gov.br - Site: www.eacsilva.com.br para compreendê-la como bem-estar psíquico, físico e social;  Estabelecer relações entre aspectos biológicos, afetivos e culturais na compreensão da sexualidade e suas manifestações nas diferentes fases da vida;  Conhecer e utilizar formas de intervenção sobre fatores desfavoráveis à saúde presentes na realidade em que vive, agindo com responsabilidade em relação à própria saúde e à saúde coletiva;  Estabelecer relações entre a saúde do corpo e a existência de defesas naturais (sistema imunológico) e estimuladas (vacinas);  Identificar as campanhas de vacinação pública como medidas preventivas em favor da saúde da população;  Identificar o uso de soros como medidas curativas de acidentes (antiofídico antiescorpiônico);  Reconhecer o termômetro, o aferidor de pressão como instrumentos utilizados para cuidar da saúde;  Conhecer os recursos da comunidade voltados para a promoção, proteção e recuperação da saúde, em especial os serviços de saúde;  Reconhecer o processo de alimentação como forma de obtenção de nutrientes (materiais e energia) para o funcionamento e crescimento do corpo;  Estabelecer relações entre falta de higiene pessoal e ambiental e a aquisição de doenças: contágio por vermes e microorganismos;  Reconhecer os alimentos como fonte de energia e materiais para crescimento e manutenção do corpo saudável, valorizando a máxima utilização dos recursos disponíveis na reorientação dos hábitos de alimentação;  Associar o amadurecimento dos órgãos genitais internos e externos à capacidade reprodutiva;  Identificar as formas de prevenção às doenças sexualmente transmissíveis e à AIDS.  Avaliar as conseqüências do uso das drogas na vida pessoal e no convívio familiar e social;  Reconhecer nas teorias que tentam explicar a origem do Universo o pensamento e as crenças do homem de diversos momentos da história da humanidade;  Compreender o que são Corpos Celestes e como as teorias explicam a existência, o movimento, a expansão permanente do Universo e de seus componentes.

×