A historia do amor de deus

17,812 views
18,214 views

Published on

Escola Bíblica de Férias

Published in: Education

A historia do amor de deus

  1. 1. A HISTÓRIA DO AMOR DE DEUS Escola Bíblica de FériasPorque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor. (Rm 6.23)
  2. 2. OBJETIVOS:Ao final da EBF o aluno deverá compreender que:Deus nos deu o poder de escolher entre o bem e o mal;Deus não nos obriga a fazer o que não queremos;Deus não nos castiga por nada, mas se fazemos o que queremostemos que saber que haverá conseqüências e o mau ou o bem quechega até nós é resultado de nossas escolhas.Jesus venceu a natureza pecaminosa;Jesus inocente morreu por nos os culpados;Jesus ressuscitou para nos garantir a vida eterna, e vida comabundância.VANTAGENS DA EBF:É ensino intensificado;São novos alunos para a ED;Crescimento espiritual para os alunos da ED;É oportunidade de serviço para os membros da Igreja.Dica: Deixar a Bíblia em um lugar que as crianças vejam e antesde contar a história bíblica, dizer que esta linda história está napalavra de Deus.
  3. 3. A conexão de Deus conosco (Gn 1.26,27) Deus criou o universo por meio da Palavra, Ele determinou asestrelas e ao planetas que existissem. Formou o mundosimplesmente proferindo ordens. Iniciou o processo de criação apartir do nada. Com a presença do Espírito Santo e pela ação desua Palavra, a criação ocorreu. Deus produziu ordem, luz, vida ebeleza a partir do caos e da escuridão. Ele disse: “Haja...” eaconteceu. Então, Deus se envolveu pessoalmente na tarefa de fazer oser humano. Alguns textos da escritura descrevem-no como“oleiro” e os seres humanos como “barro” (Is 64.8), fazem-nospensar em nosso Pai celestial curvado sobre uma roda de oleiro,formando figuras de barro conforme o desenho que tinha emmente para o ser humano. O toque final foi soprar em nós o fôlegode vida. Tornou-se pessoal, desde o principio. Deus, no entanto, não se deteve aí. O ato de soprar-nosfôlego concedeu-nos também a capacidade de falar. O mesmo atode respirar que nos mantém vivos é o que usamos para noscomunicar. Respiramos para falar (e em alguns idiomas é precisoaté inspirar). Somos portadores da imagem de Deus (Gn 1.26,27).Respiramos e falamos graças ao fôlego que Ele nos concedeu.Devemos reverenciar o privilegio que temos de usar o fôlego devida para falar com nosso Criador. Fomos feitos para nos comunicar com o nosso Oleiro.Embora, de inicio, talvez não possamos fazê-lo muito bem, aindaassim Ele quer nos ouvir. Do mesmo modo que nos alegramosquando nossos bebês emitem os primeiros sons, nosso Pai celestialtambém se alegra quando ouve o som das palavras que um de seusfilhos lhe dirige. (Stormie Omartian)
  4. 4. PRIMEIRO DIAHistória bíblica: A criação do mundo e o pecadoLeitura Bíblica: Gênesis 1;2;3Versículo para decorar: “Os céus manifestam a gloria de Deus e ofirmamento anuncia as obras de suas mãos” (Salmo 19.1)Objetivos: A criança deverá: Entender que tudo que existe nomundo foi por Deus e sem Ele nada existiria; que por causa dopecado de Adão, todos nós nos tornamos pecadores também, masquando aceitamos Jesus, como Salvador, recebemos dEle, operdão, e nos tornamos justos, sem culpa diante de Deus.Cânticos: No princípio Deus criou; 1,2,3,4,5,6 – Mara Maravilha;Pecado, pecadinho, pecadão; O sabão – Mara LimaAtividades: Quebra cabeças de palavrasMaterial: papel cartão, pincel atômico, tesoura.Preparo: Escrever nas fichas recortadas (30 cm X 15 cm), palavrasconcernentes à lição, ou o versículo que se pretende ensinar.Recortar as fichas de diferentes maneiras, formando peças queposteriormente serão unidas.Desenvolvimento: As fichas serão distribuídas a todos osparticipantes, que a um dado sinal sairão à procura das partes quecompletam as palavras. Encontradas as partes, trabalha-se osignificado das palavras. Esta atividade proporciona a formação degrupos para atividades posteriores.Variante: Para a classe do maternal e primário (que não sabemler), podem-se utilizar figuras referentes ao assunto tratado. BolicheMaterial: garrafas "pet", 1 bola pequena, cartolina, durex, papelcontact, pincel atômico.Preparo: Elaborar cartões com palavras da história, ou doversículo e colá-los nas garrafas. Passar o papel contact por cima,para proteger as palavras.Desenvolvimento: Os participantes farão uma fila e cada umdeles terá a oportunidade de lançar a bola e tentar derrubar asgarrafas. A garrafa que for derrubada deverá ser levantada e apalavra lida para todos. Depois que as crianças explorarem bem o
  5. 5. jogo, deverá ser realizada a aplicação, ou seja, as palavras serãocomentadas.Variante:Pode-se colocar nas garrafas, figuras em vez das palavrase as crianças terão que falar sobre as cenas.Atividades para Fixação: (opcional) 1.Confeccionar um cartaz, colar envelopes numerados.Colocar pergunta dentro de cada envelope. A criança escolhe umnumero e responde a pergunta, se acertar marca pontos praequipe.Confeccionar animais, sol, lua, etc. para escrever as perguntas, epara escrever o versículo e dar como lembrancinha. 2.Confeccionar árvores (uma para cada equipe), e váriasfrutinhas, com fita dupla face colada no verso. Fazer asperguntas. Quem acertar colará uma frutinha na árvore. Vence aequipe que colocar o maior número de frutinhas.Confeccionar frutinhas para escrever as perguntas, e para escrevero versículo e dar como lembrancinha.Perguntas para fixação:Como a Terra era no Principio? Sem forma e vazia.O que Deus fez no primeiro dia? A separação entre luz e trevas.Qual foi a primeira coisa que Deus criou? A luzPor que Deus fez primeiro a luz? Porque sem luz não é possívelexistir mais nada.O que Deus criou no primeiro dia? O Firmamento.O que Deus separou no segundo dia? As Águas e o Firmamento.O que Deus fez no terceiro dia? Separou as águas.O que Deus fez no quarto dia? Os luminares.O que Deus criou no quinto dia? Os peixes e as aves.O que Deus fez no sexto dia? O Homem e os Animais.Como Deus chamou o homem? Adão.Quem governava os animais? O homem.O que Deus disse quando terminou seu trabalho? Que tudo eramuito bom.O que Deus fez no sétimo dia? Descansou.Onde ficava o Jardim? No ÉdenQuem plantou o Jardim? DeusO que tinha no meio do Jardim? A árvore do Conhecimento dobem e do mal.Como Deus fez a mulher? De uma costela de Adão
  6. 6. Qual foi a ordem de Deus para Adão e Eva? Que não comessem dofruto da árvore do Conhecimento do bem e do mal.Como se chamavam as pessoas que viviam no Jardim? Adão e EvaDeus proibiu Adão e Eva de... Comer o fruto da arvore que estavano meio do Jardim.Quem tentou Eva? Uma serpenteQual foi o castigo de Adão e Eva? Foram expulsos do jardim.O que Deus colocou para guardar o Jardim? Dois anjos com umaespada.Hora da História A CRIAÇÃO Iniciar a história de uma maneira diferente. Pedir para os alunos fecharem os olhos. Perguntar: - O que vocês estão vendo? (esperar as respostas) Muito bem!Está escuro. Não conseguem ver coisa alguma. - Agora abram os olhos. Vocês podem ver todas as coisasporque está claro, não é verdade? Existe luz! Vamos abrir a Bíblia e ler o texto em que se baseia estalição. O PRINCIPIO DE TUDO No livro de Gênesis, lemos sobre a maneira como Deus iniciousuas obras. Como Ele criou este mundo maravilhoso pelo poder dasua Palavra. Eis o que diz Moisés, o escritor do livro de Gênesis: “Noprincípio criou Deus os céus e a terra” (Gn 1.1) Esta passagem focaliza o grande ato da Onipotência nacriação universal. Não sabemos quando foi este princípio. DEUS CRIOU OS CÉUS E A TERRA Quem criou todas as coisas? Então, a quem pertencem todasas coisas? (esperar as respostas). Muito bem! Foi Deus quem criouo mundo. Há pouco quando vocês fecharam os olhos não viram nadaporque tudo estava escuro. Assim era o mundo no princípio.Primeiro Dia: O que entendemos é que tudo estava mergulhadoem escuridão. Mas Deus resolveu dar forma as coisas, sua primeiraatitude foi acabar com a escuridão, fazendo raiar a Luz. Ele gostoutanto da claridade que fez separação entre a Luz e as trevas, noprimeiro dia da criação.
  7. 7. É de muita valia saber que a Luz foi criada por Deus emprimeiro lugar, porque ela é imprescindível a existência dasdemais coisas. Tudo no princípio era muito feio e muito escuro. Então, Deusresolveu tornar o Universo bem bonito e criou coisas maravilhosas.Primeiro a Terra precisava de Luz. Assim Deus fez. E a Luz, Deuschamou Dia, e a escuridão, chamou Noite.Segundo Dia: Porém, a Terra era sem forma e vazia. Deus,então começou a criar as coisas. No segundo dia, Deus criou oFirmamento e fez a separação entre as águas que estavamdebaixo do céu e acima do céu. E assim aconteceu. Até então, nãohavia terra, só o céu e um montão de água. Aqui onde nós vivemosera tudo água. No segundo dia então, já havia Luz. Noite e Dia. Firmamentoe Águas.Terceiro Dia: No terceiro dia Deus estabeleceu uma separação.Até então só existiam as águas separadas pelo firmamento. Mas,naquele instante, Ele ordenou: “Ajuntem-se as águas debaixo docéu num só lugar”. E assim apareceu a porção seca, a qual Deuschamou de Terra. Ao ajuntamento das águas, denominou Mares.Deus ordenou que os rios e oceanos tivessem o seu cursoapropriado. Deus criou varias plantas e ervas que produzissem sementesde várias espécies e árvores sem igual que crescessem sobre aTerra produzindo belos e variados frutos. E todos os vegetaisapareceram, pelo poder da Palavra de Deus. Que milagre! As floresdesabrocharam, os vales e os montes encheram-se de verdura,legumes e frutas; enfim, tudo apareceu e começou a brotar efrutificar!. No terceiro dia então, já havia Luz. Noite e Dia. Firmamentoe Águas. Terra. Mares. Vegetais.Quarto Dia: No quarto dia, Deus decidiu enfeitar o céu, criandoassim os astros no céu. Deus fez o Sol para iluminar o dia com umaluz bem forte e fez também a Lua e as Estrelas para embelezar anoite. Deus trabalhou muito e com muito amor, para que a Terraficasse bem bonita para nós. No quarto dia então, já havia Luz. Noite e Dia. Firmamento eÁguas. Terra. Mares. Vegetais. Sol. Lua.Estrelas.Quinto Dia: Depois de fazer tudo isto, viu que era bom. Deusresolveu então criar os seres viventes. Primeiro Ele criou todos ostipos de Peixes e animais marinhos: Peixes grandes e pequenos, a
  8. 8. baleia, a sardinha, (deixar que as crianças digam alguns) otubarão. Enchendo assim abundantemente os lagos, rios e oceanos. Em seguida fez todo tipo de Aves para voarem nos céus: ocanário, a gaivota, o papagaio, o urubu... (deixar que as criançasdigam alguns). Criou cada um conforme a sua espécie para quepovoassem e multiplicassem sobre a Terra. No quinto dia então, já havia Luz. Noite e Dia. Firmamento eÁguas. Terra. Mares. Vegetais. Sol. Lua. Estrelas. Peixes. Aves.Sexto Dia: Deus viu que a Terra estava linda! Toda florida,pássaros voando, peixes nadando: tudo era muito bonito. Masainda faltava alguma coisa. O que será? (espere as repostas). Sim,os animais! Foi então, que Ele criou o gado, os répteis, as feras daTerra e animais de todos os tamanhos e espécies: girafa, cãesgatos, elefantes, leões, onças... (deixar que as crianças digamalguns) todos os animais que vocês podem imaginar. E foi assimque aconteceu. O Criador, após ter feito todas estas coisas, ficou muitocontente. Olhou tudo quanto tinha feito e disse satisfeito: “Isto émuito bom!” Mas... Todas estas coisas foram criadas com um propósito. Oalvo era preparar a Terra, deixá-la bem bonita, bem fértil parareceber a principal obra de sua criação: O HOMEM. Deus queria completar a sua obra fazendo mais uma criaturavivente. Um ser especial formado a imagem e semelhança do seuCriador. Deus, cuidadosamente, formou o homem do pó da Terra edeu-lhe vida. Deus chamou o Homem de Adão e o pôs num belo jardimrepleto de árvores, riachos, animais e plantas belíssimas. Deuschamou este lugar de Jardim do Édem. Ele colocou Adão ali paralavrar e cuidar do Jardim, e também para que ele desse nome atodos os seres viventes. Imagine só, que responsabilidade! No sexto dia então, já havia Luz. Noite e Dia. Firmamento eÁguas.Terra. Mares. Vegetais. Sol. Lua. Estrelas. Peixes. Aves. Animais. Eo Homem.Sétimo Dia: Depois de tudo realizado, Deus descansou. Deus fez os peixes, as aves, os animais grandes e pequenos.Fez também toda espécie de plantas. Deus formou o homem edepois ordenou que ele governasse todas as coisas, porque Ele ofez a sua imagem e semelhança. Deus é um Ser de ação, cujasordens são prontamente obedecidas. Ele é dotado de poder
  9. 9. ilimitado. E o seu amor também é imenso. Eis o motivo porquedevemos, com alegria, cantar louvores ao Senhor. Nenhum sábio,por mais entendido que seja, tem condições de realizar algo comoàs obras que acabamos de mencionar! Por isso, Deus merece todoo nosso louvor. O PECADO Alguma vez você comeu algo que sua mãe disse que não podiacomer e passou mal? Diga o que foi. Deus criou um jardim chamado Éden, e no meio destejardim, ficava a árvore da vida e também a árvore doconhecimento do bem e do mal. Então, Deus pôs o homem nojardim do Éden, para cuidar dele e nele fazer plantações. E o SENHOR deu ao homem a seguinte ordem: Você pode comeras frutas de qualquer árvore do jardim, menos da árvore que dá oconhecimento do bem e do mal. Não coma a fruta dessa árvore;pois, no dia em que você a comer, certamente morrerá. Um dia, a serpente apareceu e começou a conversar com Eva.Ela perguntou à mulher: – É verdade que Deus mandou que vocês não comessem as frutasde nenhuma árvore do jardim? A mulher respondeu: – Podemos comer as frutas de qualquer árvore, menos a fruta daárvore que fica no meio do jardim. Deus nos disse que nãodevemos comer dessa fruta, nem tocar nela. Se fizermos isso,morreremos. Mas a serpente afirmou: – Vocês não morrerão coisa nenhuma! Deus disse isso porquesabe que, quando vocês comerem a fruta dessa árvore, os seusolhos se abrirão, e vocês serão como Deus, conhecendo o bem e omal. A mulher viu que a árvore era bonita e que as suas frutas eramboas de comer. E ela pensou como seria bom ter entendimento. Aíapanhou uma fruta e comeu; e deu ao seu marido, e ele tambémcomeu. Nesse momento os olhos dos dois se abriram, e eles perceberamque estavam nus. Então costuraram umas folhas de figueira parausar como roupas. Naquele dia, quando soprava o vento suave da tarde, o homem ea sua mulher ouviram a voz do SENHOR Deus, que estava passeandopelo jardim. Então se esconderam dele, no meio das árvores. Mas o SENHOR Deus chamou o homem e perguntou: – Onde é que você está?
  10. 10. O homem respondeu: – Eu ouvi a tua voz, quando estavas passeando pelo jardim, efiquei com medo porque estava nu. Por isso me escondi. Aí Deus perguntou: – E quem foi que lhe disse que você estava nu? Por acaso vocêcomeu a fruta da árvore que eu o proibi de comer? O homem disse: – A mulher que me deste para ser a minha companheira me deua fruta, e eu comi. Então o SENHOR Deus perguntou à mulher: – Por que você fez isso? A mulher respondeu: – A serpente me enganou, e eu comi. Então o SENHOR Deus disse à serpente: – Por causa do que você fez você será castigada. Entre todos osanimais só você receberá esta maldição: de hoje em diante vocêvai andar se arrastando pelo chão e vai comer o pó da terra. Para a mulher Deus disse: – Vou aumentar o seu sofrimento na gravidez, e com muita dorvocê dará à luz filhos. Apesar disso, você terá desejo de estar como seu marido, e ele a dominará. E para Adão Deus disse o seguinte: – Você fez o que a sua mulher disse e comeu a fruta da árvoreque eu o proibi de comer. Por causa do que você fez a terra serámaldita. Você terá de trabalhar duramente a vida inteira a fim deque a terra produza alimento suficiente para você. E o SENHORDeus fez roupas de peles de animais para Adão e a sua mulher sevestirem. Por isso o SENHOR Deus expulsou o homem do jardim doÉden e fez com que ele cultivasse a terra da qual havia sidoformado.Exercícios de fixação: (opcional) 1.Pegue uma cartolina, lápis de cor algumas revistas e cola.Faça uma montagem de como foi feito a criação com as crianças.Enumere cada dia da criação 2.Vamos criar um jardim bem bonito, usando lápis e papel, peçapara cada criança desenhar o jardim e colocar Adão e Eva no meiodeles. Aquele que fizer todo o jardim completo poderá contar ahistória para todos.
  11. 11. Lidando com a tentação Você já desejou alguma coisa a ponto de ser tentada aconsegui-la a qualquer preço? Talvez seja uma carreira promissoracom ótima remuneração, a casa ou o carro de seus sonhos, ouaquele homem super atraente que parece ser o partido ideal paracasar (exceto pelo fato de não ser cristão). De repente, o preço –menos tempo com seus filhos, amigos, para descansar e para lazer,sem mencionar a culpa por não dar prioridade a Deus – parecebaixo, comparado as possíveis recompensas. Deve ter sido assimque Eva, a mãe de toda humanidade, se sentiu. Talvez você penseque ela não tinha motivos para sentir-se assim. Afinal, vivialiteralmente, no paraíso. Eva não precisava preocupar-se com oque vestir, porque tanto ela quanto Adão não tinham roupas (nemtampouco se sentiam envergonhados). Eles nem ao menosprecisavam trabalhar para o seu sustento. Deus providenciavatudo. Então surgiu a “astuta” serpente. Ela iniciou um dialogo comEva que fez sua cabeça virar, só de pensar em tantaspossibilidades. A primeira resposta da primeira mulher foi bemdireta: “Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disseDeus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais”(Gn 3.3). Esta resposta mostrou que Eva estava ouvindo, econsiderando as ordens de Deus. Então a serpente acrescentoucom sutileza: “Certamente não morrereis. Porque Deus sabe queno dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereiscomo Deus, sabendo o bem e o mal” (Gn 3.4,5). Essa afirmaçãoatingiu Eva em cheio: “O que você quer dizer?”, ela deve terpensado. “Não morreremos? Mas Deus disse...” E com taispensamentos ela questionou a autoridade de Deus: Será que Elerealmente quis dizer o que disse? Por que Deus Deu não iria quererque eu fosse mais esperta? Estaria Ele controlando-me eimpedindo-me de crescer? Eva cedeu à tentação. Tomou o fruto,comeu-o e ainda ofereceu a Adão, que também comeu (note que otexto não diz que ela o forçou a comer; apenas que ele tambémcomeu). Como resultado, eles passaram a enxergar a nudez. Equando Deus foi encontrá-los de novo, estavam escondidos (Gn3.8). Por causa da desobediência deles, Deus determinou que elasentiria dor no parto e Adão teria que trabalhar arduamente peloseu sustento. Em seguida, levou-os para fora do jardim. A história de Eva nos faz lembrar que toda ação traz umaconseqüência (a ação de Eva trouxe conseqüências não só para ela,mas também para seu marido, filhos e toda humanidade). (Bíblia de Estudo da Mulher)
  12. 12. SEGUNDO DIAHistória bíblica: O nascimento e morte de JesusLeitura Bíblica: Lucas 1; Mateus 20.17-19Versículo: Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; ogoverno está sobre os seus ombros; e o seu nome será MaravilhosoConselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz;(Isaías 9.6)Objetivos: A criança deverá: Crer no poder de Deus e na obra doEspírito Santo; Familiarizar-se com o evento mais importante dahistoria: o nascimento de Jesus; Compreender a importância donascimento de Jesus nos corações das pessoas; Entender que opecado separa o homem de Deus, mas Jesus une novamente ohomem a Deus pelo seu sacrifício na cruz; Reconhecer que todo oser humano é pecador, mas o sangue de Jesus nos purifica de todoo pecado.Cânticos: Conta outra – Aline Barros; Prefiro Ter Jesus – OsOvelhasAtividades: Sai da casaMaterial: fita crepePreparo: Marcar o chão com círculos ou X, feitos de fita crepe.Observar o número exato de participantes e marcar um a menos.Desenvolvimento: Crianças espalhadas pela sala, cada uma em sua"casinha". Uma das crianças ficará sem "casinha". A um sinal doprofessor, a criança que ficou sem casinha diz em voz bem alta:"Empresta-me a tua casinha?". Todos os outros deverão responder:"Sim!" A seguir, trocam de casinhas, enquanto a criança semcasinha tentará ficar no lugar de alguém. A criança que ficar semcasinha deverá recitar um versículo, cantar um hino, ou contaruma história solicitada. EtiquetaMaterial: Fichas de cartolina (22 X 15), pincel atômico, fita crepe,papéis para anotações e lápis preto (A quantidade deverá ser deacordo com o número de participantes).Preparo: Escrever nomes de personagens bíblicos, lugares daBíblia, objetos, etc, nos cartões. Colar as fichas nas costas das
  13. 13. crianças e distribuir os papéis para anotações e os lápis.Desenvolvimento: As crianças deverão estar dispostas em círculoenquanto as fichas são coladas em suas costas. A um dado sinal,elas deverão copiar o máximo de palavras possíveis, das costas doscolegas, mas cada um deverá tentar impedir que os outros copiema sua palavra. Vencerá a criança que conseguir o maior número depalavras.Atividades para Fixação: (opcional) 1.Colocar as perguntas dentro de uma caixa. A caixa vaipassando pelas crianças de mão em mão. Enquanto é tocada umamusica. Quando a musica para a criança que estiver com a caixatira uma nuvem com a pergunta. Se acertar a resposta, ganha umafigura.Confeccionar nuvens para escrever as perguntas, e para escrever oversículo e dar como lembrancinha. 2.Bonequinho e Bola de gás. Confeccionar uma escada comtiras de papel coloridas. Colar um balão no topo da escada.Bonequinhos de cores diferentes para cada equipe com umalfinete colado. A cada resposta correta o bonequinho sobe umdegrau. Quem chegar ao ultimo degrau primeiro vence e ganha odireito de estourar o balão.Fichinhas (podem ser formas de animais ou de um bebê) paraescrever as perguntas, e para escrever o versículo e dar comolembrancinha, e para escrever o versículo e dar comolembrancinha.Perguntas para fixação:1. Como chamaria o bebê? Jesus2. Como era o nome da mãe do bebê? Maria3. Como era o nome do anjo? Gabriel4. Onde Maria e José moravam? Nazaré.5. Quem era o pai do bebê? José.6. O que o anjo Gabriel? Que Maria ia ter um filho.7. O que Maria disse ao anjo? Que aconteça comigo aquilo que oSenhor falou.8. Para onde José e Maria viajaram? Belém, à cidade de Davi.9. Onde o bebê nasceu? Numa estrebaria.10. O Que os anjos cantavam? Glória a Deus nas alturas, Paz naterra, boa vontade para com os homens.11. Qual profecia estava se cumprindo? Deus prometeu que nosenviaria um Salvador, um que esmagaria a cabeça da serpente
  14. 14. 12. Quantos homens Jesus escolheu para ajudá-lo? Doze homens13. Como eram chamados os homens que Jesus escolheu?Apóstolos14. O que Jesus dizia das crianças? Que para entrar no céu erapreciso ser como elas.15. Em qual cidade os judeus comemoravam a páscoa?Jerusalém.16. Para onde Jesus foi quando terminou a ceia? Ao Monte dasOliveiras.17. O que Jesus foi fazer no Monte das Oliveiras? Orar.18. Por que Jesus foi orar? Porque Ele sabia que estava chegandoà hora do sofrimento e da sua morte.19. Quem traiu Jesus? Judas.20. Por quantas moedas Judas vendeu Jesus? 30 moedas deprata.21. O que Jesus carregou pelas ruas de Jerusalém? Uma cruz.22. Onde Jesus foi crucificado? No Calvário.23. O que o bandido disse pra Jesus? Se és o Cristo, salva-te a timesmo e salva-nos a nós!24. O que o bandido arrependido disse pra Jesus? Jesus, lembra-te de mim, quando estiveres no teu reino!25. O que Jesus prometeu ao bandido arrependido? Que naquelemesmo dia ao Paraíso.Hora da História O NASCIMENTO DE JESUSPerguntar: - Como é que recebemos uma notícia? (TV, rádio, telegrama,carta)• Dar um envelope já recortado para cada criança com o versículoda lição e dizer: “Vocês estão recebendo uma notícia”. “Deusprometeu que mandaria Seu Filho para ser o Salvador. Muitos anosse passaram desde a promessa feita por Deus, até o nascimento deJesus. E agora uma moça iria receber uma notícia diferente”. “Era uma vez uma moça chamada Maria. Ela era noiva de um moço chamado José. Um dia, quando ela estava na sua casa, ela recebeu umanotícia muito importante e de uma maneira diferente. Quem deu a boa notícia foi um anjo enviado pelo próprio
  15. 15. Deus dos céus. O nome deste anjo era Gabriel. Gabriel disse: - Maria! Você é muito abençoada. O Senhor está com você!Não precisa ter medo. Deus me enviou para dizer que você vaificar grávida, vai ter um menino, que é o próprio Filho de Deus!Seu nome será Jesus porque Ele salvará o povo dos seus pecados,das coisas erradas que fazem. Então Maria respondeu: - Aqui está a serva do Senhor, que aconteça comigo aquiloque o Senhor falou! O anjo disse que Maria teria um filho que deveria chamar-seJesus. Ele salvaria as pessoas do mundo das coisas erradas quesempre fazem. Maria amava a Deus e sabia que tudo que Deus fazé muito bom. E aconteceu naqueles dias que saiu um decreto da parte deCésar Augusto, para que todo o mundo se alistasse. E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade, e José eMaria saíram de Nazaré e forma para Belém, à cidade de Davi. Chegando a Belém, José procurou uma hospedaria, mas todasestavam cheias de visitantes que estavam na cidade para orecenseamento. Bateram de porta em porta, mas não havia maislugar para eles. Considerando que Maria estava para ter bebê, alguémarrumou uma estrebaria, onde ficavam os animais, para passarema noite. Foi ali que o Menino Jesus nasceu. E nasceu Jesus, e envolveu-o em panos, e deitou-o numamanjedoura, onde repousavam os animais. E nesse lugar humilde e simples nascia o Salvador do Mundo,mas Deus preparou uma grande festa: a Bíblia nos diz que naquelamesma cidade havia pastores que estavam no campo, eguardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. E Deus enviou um anjo que disse: Não temais, porque eis aquivos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois,na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, oSenhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto empanos, e deitado numa manjedoura. E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidãodos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo: - Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade paracom os homens. E aconteceu que, ausentando-se deles os anjos para o céu,disseram os pastores uns aos outros: Vamos, pois, até Belém, evejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos fez saber.
  16. 16. E foram apressadamente, e acharam Maria, e José, e omenino deitado na manjedoura. O nascimento de Jesus foi uma grande festa. E ali cumpria-sea maior de todas as promessas, pois quando no início da Criação doMundo, quando Adão e Erva pecaram Deus prometeu que nosenviaria um Salvador, um que esmagaria a cabeça da serpente(Satanás), e esse Messias nasceu: Ele é Jesus, o Salvador!Festejemos!!!!!! A morte de Jesus Dentro do povo judeu, Jesus nasceu e viveu. Ele veio trazerfelicidade aos corações e livrar as pessoas do mal. Muitas pessoas que o encontravam se arrependiam de seuserros e passavam a fazer o bem. Jesus escolheu doze homens, os apóstolos, para o ajudaremna Sua Missão. Eles receberam o poder de ensinar a Palavra deDeus e de fazer milagres. Jesus amava as crianças. Ele dizia que, para entrar no céuera preciso ser como elas. Todos os anos, os judeus reuniam-se em Jerusalém parafestejar a páscoa. Jesus também ia para lá acompanhado de seusdiscípulos. Quando entrava na cidade era recebido com festa. Mas nasua humildade Jesus entrava montado em um jumentinho. Os discípulos não entendiam, mas sabiam que alguma coisaestava para acontecer a Jesus naqueles dias. Jesus reuniu seus discípulos para a última santa ceia. Todosqueriam chamar a atenção do Mestre. Então Ele resolveu ensinar-lhes uma lição: pediu uma baciacom água e, ajoelhado, lavou os pés de todos. Com este gesto,deu-lhes uma lição de humildade. Naquela mesma noite, Jesus sentou-se a mesa com seusdiscípulos para a última ceia. Orou, abençoou o pão e repartiuentre eles. Tomou o cálice de vinho e deu para que todosbebessem. Quando Jesus pegou o pão, disse: - Este é o meu corpo, e o vinho, o meu sangue. Façam issoquando eu não estiver mais entre vocês. Tarde da noite, Jesus e os discípulos foram ao Monte dasOliveiras para orar. Jesus afastou-se de todos, e de joelhos, orou efalou com Deus. Ele sabia que estava chegando à hora dosofrimento e da sua morte.
  17. 17. Por 30 moedas de prata, Judas traiu Jesus, entregando-opara os soldados romanos. Depois o levaram até Pilatos, que ocondenou a morrer na cruz. Depois de muito apanhar, Ele foi obrigado a carregar umapesada cruz de madeira pelas ruas de Jerusalém. Os soldados levaram Jesus a uma colina tenebrosa, o lugar daCaveira, ou Calvário. Lá Ele foi pregado na cruz. Jesus ficou no meio de dois bandidos, também crucificados.Um deles duvidava que Ele fosse o Filho de Deus, e o ofendia,gritando: - Se és o Cristo, salva-te a ti mesmo e salva-nos a nós! (Lc23.39). Aquele homem não entendia que, apesar de seu imensopoder, o Mestre aceitou sofrer para pagar pelos pecados de todasas pessoas. O outro bandido arrependido de seus erros pediu: - Jesus, lembra-te de mim, quando estiveres no teu reino!(Lc 23.42) O Mestre, então, prometeu que o levaria naquele mesmo diaao Paraíso. Depois de algumas horas, Jesus morreu.
  18. 18. Jesus Cristo, o Filho de Deus Jesus fez-se homem para que através da sua convivência e doseu testemunho, o homem chegasse ao conhecimento de Deus. Quando Ele nasceu em Belém, na humilde manjedoura, osjudeus não creram que era o prometido de Deus. Esperavam que oMessias nascesse em um palácio no meio de grande riqueza. Poresta razão, até hoje aguardam a vinda de Cristo. Mas graças aDeus, nós o aceitamos como nosso verdadeiro Senhor, pela fé,através da leitura de Sua Palavra. Jesus cumpriu toda a justiça divina. Ele se comportou como um judeu de sua época: sujeitou-se auma família; conviveu com sua mãe, seu pai adotivo e seus irmãos;cumpriu as exigências da lei judaica. Sabe-se que Ele foi levado aoTemplo de Jerusalém por seus pais ao completar 12 anos conformeas formalidades de seu povo. Quando se tornou adulto, iniciou seu trabalho especifico, oqual era cumprir o plano divino. Para iniciar seu ministério, foi ter com João, seu primo, norio Jordão, onde foi batizado como os demais. Quando Jesus era batizado no rio Jordão, para confirmar otestemunho de João Batista, o Espírito Santo desceu sobre Cristo eouviu-se uma voz do céu que dizia: “Tu és meu Filho amado, em time tenho comprazido”. O Senhor deu testemunho, não somente nahora do batismo, mas em todos os seus momentos vividos na terra.(1Jo 5.9) Depois desse fato, Jesus iniciou seu ministério tríplice. Citemos alguns fatos da vida de Jesus que foramcomprovados com o testemunho do Pai. Os diversos milagres queforam realizados. Entre muitos, citamos a cura de um paralíticoque se achava enfermo havia trinta e oito anos e recebeu a bênçãode Jesus. (Jo 5.1-9). Este acontecimento deu-se num sábado. Paraos judeus, era um dia santificado. Ninguém trabalhava. Por Jesuster operado o milagre e mandado o homem tomar a cama e ir paracasa num dia de sábado e porque declarava-se Filho de Deus, osjudeus se indignaram, ao ponto que levantaram uma terrívelperseguição e até quiseram matá-lo. Porem, como ainda não era chegado o momento de Deus, oSenhor continuou entre eles e operou maravilhas. Podíamos citar muitos outros milagres operados por Jesus. Alem da cura, Jesus operou outros vários milagres, como o damultiplicação dos Paes e dos peixes; o da ressurreição e ascensão.Em toda a sua vida Jesus deu testemunho acerca do Pai, e, da
  19. 19. mesma forma, Deus provou todas as suas atitudes. (Jo 4.46; 9.7;Mt 8.26; 9.33). Jesus passou também parte dos seus anos de ministérioensinando. Ora dentro de um barquinho, ora assentado na relva. Asvezes, em cima de um monte, sempre rodeado de grande multidãoque o escutava a espera de algum lenitivo ou mesmo parapresenciar os milagres ou saciar sua sede e fome espiritual. Da mesma forma, as Escrituras relatam o fato de que Jesusnão só curava e ensinava, mas também pregava. Por exemplo: odialogo com a samaritana (Jo 4); o encontro com Zaqueu, opublicano (Lc 19). E muitas outras vezes. O Senhor Jesus nuncadesperdiçou a oportunidade de anunciar o reino de Deus e suajustiça. Cristo, o Filho de Deus, por onde passou, testificou do Pai edo seu plano para com a humanidade perdida. Por isso, causavainveja e contendia entre aqueles judeus que, apesar de estudaremmuito as Escrituras (Antigo Testamento) e citá-las comassiduidade, como o próprio Jesus declara, não alcançaram a vidaeterna, isto é, a salvação e as promessas de bênçãos, porque nãoqueriam reconhecer Jesus como o Messias, o enviado de Deus, queeles próprios tanto ansiavam. Jesus não se intimidava com asrepresálias e ameaças que lhe faziam. No momento certo, noTemplo, Ele declarou claramente ser o Filho de Deus; e igual aoPai e ainda exortou os escribas e os fariseus pelo faro de que elesliam e estudavam as Escrituras, examinando-as para encontrar ocaminho da vida e, no entanto, não o reconheciam como o Messias,o Filho de Deus, não atinando para o testemunho das própriasEscrituras. Jesus, com isto, declarava que eles de fato liam asEscrituras, porem sem entendimento algum, pois estava bem claroo testemunho condizente das Escrituras com a sua vida. Até o final de sua jornada, Jesus deu testemunho do Pai. Eleobedeceu ao plano divino, até ser levado à morte de cruz, comoestava previsto. É bem verdade também que ressuscitou e o seusepulcro foi encontrado vazio. Nisto Ele testificou do seu poder.Porque nem a morte pôde detê-lo. Ao subir para o céu, Jesusdeixou seus discípulos com a responsabilidade de serem suastestemunhas (At 1.8). E muitos foram os milagres por Elerealizados. Hoje também, todos os que confiam em Jesus continuam coma responsabilidade de serem suas verdadeiras testemunhas, queaceitam o Senhor Jesus como Salvador e provam do seumaravilhoso poder. (Estudando a Bíblia – CPAD)
  20. 20. TERCEIRO DIAHistória bíblica: A ressurreição de Jesus CristoLeitura Bíblica: Mateus 28.1-7Versículo: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seuFilho unigênito para que todo aquele que nele crê, não pereça,mas tenha a vida eterna. (João 3.16)Objetivos: a criança deverá: Testificar de Jesus com suasatitudes; Aceitar Jesus como Salvador e Libertador dahumanidade.Cânticos: Um Lugarzinho – Mara Lima; Sim Jesus – Aline Barros;Atividades: Caixa de objetosMaterial: Uma caixa grande enfeitada, objetos (condizentes com oassunto da aula), duas vendas para os olhos.Preparo: Colocar objetos referentes com o assunto a ser tratado.Dividir a turma em duas equipes e escolher um representante decada uma e vendá-los.Desenvolvimento: As crianças com os olhos vendados deverão serconduzidos até a caixa onde pegarão um dos objetosaleatoriamente. Escolhidos os objetos, eles deverão tentaradivinhar o que é. Depois de descobertos os objetos, as equipesdeverão verificar a que história os objetos se referem.Atividades para Fixação: (opcional)Aquela perguntaMaterial necessário:1 ponto de interrogação de isopor, de 2 cm, forrado atrás compapel camurça.O ponto deve ter de 10 a 20 furos pequenos e redondos espalhadospela superfície para colocação de rolinhos de papel com perguntassobre a lição.Outro material alternativo poderá ser o emborrachado (E.V.A).Instruções:1. Coloque o ponto de interrogação no flanelógrafo eem seus furos coloque os rolinhos;2. As crianças virão à frente, uma de cada vez, apara pegar umrolinho, abrir, ler e responder a pergunta;3. Se não souber a resposta coloca o rolinho de volta no ponto eperde a vez.
  21. 21. Perguntas para fixação:1. Que dia Jesus morreu? Sexta feira.2. O que tinha na porta do sepulcro de Jesus? Uma pedra grandee pesada.3. Quem estava vigiando o sepulcro? Soldados romanos.4. Quantos dias Jesus ficou morto? 3 dias.5. O que aconteceu no terceiro dia? Jesus ressuscitou.6. O que aconteceu com os guardas quando Jesus ressuscitou?Ficaram com muito medo.7. O que Maria e Maria Madalena foram fazer? Ungir o corpo deJesus.8. O que elas usavam para ungir o corpo? Perfumes e óleos.9. O que as mulheres viram quando chegaram ao sepulcro? Otúmulo vazio.10. O que o anjo falou pras mulheres? Porque buscais entre osmortos aquele que está vivo? Não está aqui, mas ressuscitou11. O que as mulheres fizeram ao saber que Jesus estava vivo?Correram para contar aos apóstolos.12. Quando Jesus apareceu aos discípulos, o que Ele mostrou aeles? Os sinais da crucificação e as marcas dos cravos nas mãos enos pés.13. Quantos dias Jesus ficou com os discípulos após suaressurreição? 40 dias.14. Após os 40 dias Jesus foi aonde? Subiu para o céu.15. Qual foi a ordem de Jesus antes de subir ao céu? Que fossepregado o Evangelho a todos.16. O que Jesus disse quando subiu ao céu? Não temam, estareicom vocês todos os dias, até o fim!
  22. 22. Hora da História A ressurreição de Jesus Crianças, hoje vamos aprender mais sobre a Ressurreição deJesus. Leia abaixo um texto bem legal explicando como Ele venceua morte e ressuscitou. “Domingo de madrugada, Madalena e outras mulheres foramao sepulcro. De repente houve um grande terremoto. Um anjo doSenhor, descendo do Céu, removeu a pedra da porta e sentou-sesobre ela. Disse às mulheres: „Não tenham medo. Eu sei quebuscam a Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui, porque járessuscitou como havia dito. Vão imediatamente e contem aos seusdiscípulos que Jesus já ressuscitou dentre os mortos. ‟” (Lc 24,1–12; Mt 28,1–15) Jesus começou sua via sacra, carregando a pesada cruz pelasruas de Jerusalém. Ele foi crucificado no Monte Gólgota, entre doisladrões. Maria, mãe de Jesus, e os discípulos choraram a sua morte.Ele foi colocado num sepulcro fechado por uma pedra grande epesada, vigiado por guardas, dia e noite. Eles sabiam que Jesus, quando estava vivo, havia dito quemorreria e voltaria à vida no terceiro dia. No terceiro dia, depois de sua morte, Jesus ressuscitou. Osguardas viram um anjo rolar a pedra que fechava o túmulo, e de láJesus saiu. Ao verem isso, os soldados tremeram de medo. Todosos guardas fugiram apavorados. Sem saber o que havia acontecido,Maria e Maria Madalena foram ungir o corpo de Jesus com perfumee óleos, de acordo dom o costume da época. Naquele tempo, asjudias tinham o costume de perfumar o corpo de seus mortosalguns dias após o sepultamento. Porem, chegando lá, elas viram que o túmulo estava vazio, enão sabiam o que pensar. Um anjo, porém, surgiu e lhes falou: - Porque buscais entre os mortos aquele que está vivo? Nãoestá aqui, mas ressuscitou (Lc 24.5-6). - Jesus não está mais aqui, Ele ressuscitou! Elas então se lembraram o que o Mestre lhes havia reveladoque morreria e voltaria a viver no terceiro dia. Contentes, correram para contar a novidade aos apóstolos,mas eles não acreditaram nelas.
  23. 23. Mesmo sem crer ainda, Pedro e João foram depressa ver otumulo. Entrando, viram no chão os panos de linho que antescobriam o corpo do Mestre. Mais tarde Jesus apareceu aos discípulos, mostrando-lhes ossinais da crucificação e as marcas dos cravos nas mãos e nos pés.Não dava para acreditar... Depois de muitas perguntas, os discípulos creram que era Elemesmo. Jesus falou-lhes dos motivos da sua morte e ressurreição. Eledisse que tempos difíceis estavam por vir. Jesus ordenou a seus discípulos para que pregassem por todoo mundo o seu evangelho. Ele ficou com os discípulos por mais 40dias, explicando tudo o que lhe havia acontecido. Quarenta dias após a sua ressurreição, Jesus foi para o altode uma montanha, lá abençoou os discípulos e foi sendo elevadoaos céus, flutuando, suave como um lindo pássaro. Enquanto subia, disse: “Não temam, estarei com vocês todos os dias, até o fim!” Enquanto Jesus desaparecia entre as nuvens, dois anjosgarantiram aos apóstolos que Ele foi ao céu preparar um lugarespecial para todos aqueles que cressem em sua palavra e quevoltaria do mesmo modo que subiu, e quando voltasse levariatodos aqueles que o aceitaram como Salvador para ficar com eleeternamente lá no céu. E eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. (Mt 28.20)

×