• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Resam
 

Resam

on

  • 473 views

 

Statistics

Views

Total Views
473
Views on SlideShare
473
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Resam Resam Document Transcript

    • 1 Introdução:A África é um continente tão importante na história da vida humana na terra,segundo os estudiosos é o território terrestre habitado há mais tempo. Suaimportância e influência tanto cultural quanto histórica são muito grandes. Suadiversidade está muito ligada à cultura brasileira. Podem-se perceber grandesdiferenças em suas raças, origens, costumes, religiões e outros. Os africanosprezam muito a moral e acreditam até que a mesma está ligada à religião.Acreditam também que o homem precisa respeitar a natureza, a vida e osoutros homens para que não sejam punidos pelos espíritos com secas,enchentes, doenças, pestes, morte, etc. Não utilizavam textos e nem imagenspara se basearem, mas fazem seus ritos a partir do conhecimento repassadoatravés de gerações antigas. Sua influência na formação do povo brasileiro évista até os dias atuais. Apesar do primeiro contato africano com os brasileirosnão ter sido satisfatório, estes transmitiram vários costumes como: a capoeiraque chegou à época da escravização e era utilizada na África como lutadefensiva, já que não tinham acesso a armas de fogo; O candomblé quetambém marca sua presença no Brasil, principalmente no território baiano ondeos escravos antigamente eram desembarcados; A culinária também recebeugrandes novidades africanas, como o leite de coco, óleo de palmeira, azeite dedendê e até a feijoada, que se originou no período em que os escravosmisturavam restos de carne para comerem. A música criada pelos afro-brasileiros é uma mistura de influências de toda a África subsaariana comelementos da música portuguesa e, em menor grau, ameríndia, que produziuuma grande variedade de estilos. Como aconteceu em toda parte do continenteamericano onde houve escravos africanos, a música feita pelos afro-descendentes foi inicialmente desprezada e mantida na marginalidade, até queganhou notoriedade no início do século XX, e se tornou a mais popular nosdias atuais.2 Objetivos:2.1 Geral:Valorizar e demonstrar, a história e a cultura da África, cultivadas pelosbrasileiros afro-descendentes. Observando como essas culturas vem seI
    • evidenciando na sociedade brasileira, e destacando que a África é um país ricoem costumes e crenças de um modo geral e que abriga a todos os povos.2.2 Específico:1- Realizar um estudo voltado à história da África no século XXI, diante detantas acusações, preconceitos e descrença social,2- Perceber o preconceito social, contra afro-descendentes brasileiros, emrelação aos costumes, músicas, crenças, religiões3- Visualizar como alguns brasileiros cultivam suas raízes africanas.3 Fundamentação Teórica:O brasileiro de ascendência africana sofre grandes preconceitos: asociedade desvaloriza sua cor, sua religião, suas características físicas, mas aconfiança e o caráter que ele tem, o faz seguir em frente, fazendo com que sejasuperado qualquer obstáculo. Assim com o passar dos tempos os afro-descendentes vêm resgatando, assumindo cada vez mais a cultura de suasraizes africanas no Brasil. Todas manifestações culturais afro-brasileiras foramdesprezadas, mas com o passar do tempo acabavam sendo aceitas. Namúsica, o samba foi o primeiro a se descatar como popular, daí criaram-se asescolas de samba, o carnaval, com isso foram surgindo outros tipos e misturasde musicas, o samba, esse que fazia muito sucessos entre eles, costumavacantar e tocar nas rodas de capoeira. Também vale analisar que com asreligiões que eles trouxeram, os cultos afro-brasileiros se misturam nastradições religiosas, fazendo com que os afro-descendentes criassem eadericem a outras religiões, como camdomblé, xangô, umbanda entre outrasreligioes afro-descendentes, que associam seus rituais e divindades aos rituaise santos da igreja católica, produzindo um forte sincretismo religioso.“Portanto, os adeptos das religiõesafro-descendentes, diante da“modernização” introduzida nosdiversos espaços sociais, por meiode políticas de higienização eurbanização que almejavam aII
    • erradicação dos mocambos e dassedes dos “xangôs” do centro dacidade, por um lado, se deslocaramcom os seus “terreiros” para osubúrbio, onde encontraram espaçogeográfico para suashabitações/moradias e continuidadede suas práticas religiosas; poroutro, criaram e recriaram estratégiasde manutenção de seuscultos...”(COSTA, 1950, p.25)Nos terreiros de candomblé, a arte era produzir por tecelãs de lãs, com opano da costa, e alem disso, se destaca os pintores e desenhista que sededicam a beleza dos seus cultos, esculpindo e pintando seus orixás.Já nacomida, pratos belos se destacam pelas cores e sabores, de misturas einfluências típicas dos africanos, que foram passadas para os brasileiros.“Hoje a feijoada não e mais“comida de pobre”, e para muitosrepresentantes do movimento afro-brasileiro, um símbolo de capacidadecriativa da raça negra. Por esta razão,em vários estados brasileiros, afrodescendentes promovem no dia 13de maio, uma feijoada paracomemorar a Abolição da Escravidãono Brasil.”(JUNIOR, 2003, p.34)Dessa forma , a presença da cultura africana ainda é mantida no Brasilatravés da religião, danças , musicas, estilos,etc.Mesmo com as dificuldadesencontradas pelo negro brasileiro seja na hora do emprego, seja na hora deassumir seu cabelo e sua crença, ele mantém viva sua raiz.4 Metodologia:A metodologia aplicada neste trabalho se apóia em uma pesquisa que parteda análise de como alguns brasileiros, preservam suas raízes africanas, comoelas são passadas por gerações, de que formas são transmitidas à sociedadeIII
    • através da cultura, da música e religião, mesmo consciente de que sua crençaainda sofre bastante preconceito social.5 Referências:Livros:SILVA, Vagner Gonçalves da. Intolerância religiosa: Impactos doneopentecostalismo no campo religioso afro-brasileiro, Publicado porEdUSP, 2007, 333 páginas.FERREIRA, Franklin Ricardo. Afro-descendente: identidade em construção,Publicado por Pallas Editora, 2000, 186 páginas.COSTA, Valeria Gomes. E Do Dendê: Historia e memórias urbanas danação xambá no Recife, Publicado por Annablume, 1950-1992, 219 páginas.CACCIATORE, Olga Gudolle. Dicionário de cultos afro-brasileiros. 3. Ed.Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1988.Sites:http://www.religiosidadepopular.uaivip.com.br/bibliografiaafro.htm(acessado em 22/03/2009)www.n-a-u.org/n6_Rita_Amaral.pdf(acessado em 22/03/2009)IV