Desafios da avaliação nos ciclos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Desafios da avaliação nos ciclos

on

  • 1,434 views

Material apresentado pela Professora Benigna Villas Boas , da FE-UnB, na Abertura do ano letivo 2013 - DF.

Material apresentado pela Professora Benigna Villas Boas , da FE-UnB, na Abertura do ano letivo 2013 - DF.

Statistics

Views

Total Views
1,434
Views on SlideShare
1,048
Embed Views
386

Actions

Likes
0
Downloads
12
Comments
0

2 Embeds 386

http://grebbrazlandia.blogspot.com.br 376
http://www.grebbrazlandia.blogspot.com.br 10

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Desafios da avaliação nos ciclos Desafios da avaliação nos ciclos Presentation Transcript

  • Benigna Villas Boas – FE/UnBDESAFIOS DA AVALIAÇÃO NA ORGANIZAÇÃO DA ESCOLARIDADE EM CICLOS Benigna Maria de F. Villas Boas Grupo de pesquisa Avaliação e Organização do Trabalho Pedagógico – GEPA mbboas@terra.com.brhttp://gepa-avaliacaoeducacional.com.br
  • Benigna Villas Boas – FE/UnBCiclos requerem:Avaliação formativaProgressão continuadaProjeto interventivoEntrelaçam-se e apoiam-se
  • Benigna Villas Boas – FE/UnB O que são ciclos?Não são simples agrupamentos de anos ouséries.Constituem uma maneira flexível deorganização da escolaridade levando emconta a conquista das aprendizagens pelosestudantes.Os tempos da escola e os tempos dosestudantes assumem outra dimensão.Os espaços de aprendizagem são ampliados.
  • Benigna Villas Boas – FE/UnB Importante!A padronização, o regime seriado, arigidez, a constituição de turmas fixas e ofuncionamento burocrático da escola dão lugara equipes de estudantes que se renovam
  • Benigna Villas Boas – FE/UnBAté agora tivemos no DF o BIA “na escola” Um salto será dado Teremos toda a escola organizada em ciclos
  • Benigna Villas Boas – FE/UnB Avaliação: categoria chave na organização do trabalho pedagógico Sem que a avaliação se reinvente não hácomo promover melhorias na organização do trabalho escolar
  • Benigna Villas Boas – FE/UnB Avaliar é não ficar indiferenteÉ conhecer para intervir.É intervir para promover as aprendizagens decada estudante.É promover as aprendizagens para transformaras condições concretas dos estudantes, dainstituição e da sociedade.É reconhecer a autoria de cada estudante.Esta é a avaliação formativa, compatível com osciclos
  • Benigna Villas Boas – FE/UnB Progressão continuada: dá formato próprio à educação de cada estudanteRecurso pedagógico que possibilita o avançocontínuo dos estudantes de modo que nãofiquem presos a grupos ou turmas; progridamsem interrupções, lacunas ou percalços; nãorepitam o que já sabem.
  • Benigna Villas Boas – FE/UnB Possíveis mecanismos para a prática da progressão continuadaRecomposição de turmas ao longo do anoletivo.Avanços dos estudantes de um ano a outro,durante o ano letivo, se os resultados daavaliação assim indicarem.
  • Benigna Villas Boas – FE/UnB Vantagens da progressão continuadaOs professores têm sua atuação valorizada;eles tendem a sentir prazer com o que fazem.Reconhecimento pela escola e pais.Os estudantes são incentivados a continuarsua trajetória de aprendizagem; aprendem atraçar novos objetivos; favorecimento daautoavaliação.
  • Benigna Villas Boas – FE/UnBDepoimentos de professores sobre a progressão continuada“Se acontecesse na prática seria excelente,só que ainda há seriação entre os anos”; “naprática se torna um grande problema,principalmente para o 3º ano (um depósito deproblemas) e o professor não tem suportenenhum”; “é uma tentativa de regularizar ofluxo dos alunos ao longo dos anos,superando o fracasso escolar. Mas para issoacontecer é preciso mudar muitas coisas”.
  • Benigna Villas Boas – FE/UnB Sobre a ampliação do bloco“Vou ser sincera: para nós, professores, aimplantação de ciclos só diminui nossotrabalho! Deve ser fácil passar o aluno adiante(confesso que tenho uns alunos dos quaisseria extremamente agradável me livrar) quersaiba, quer não saiba [...] E nós que, atéagora damos nosso melhor em sala de aula econtinuaremos dando seja ‘ciclo’ seja ‘série’, jánão teremos nosso instrumento deconvencimento mais poderoso em nossodia a dia com nosso alunado: a força daaprovação ou da reprovação!”
  • Benigna Villas Boas – FE/UnB A “recuperação” cede lugar à intervençãoO Projeto Interventivo visa criar situações deaprendizagem para os estudantes queapresentam necessidades específicas.Não tem o propósito de “recuperar” notas.As intervenções se realizam assim quesurgem as necessidades de aprendizagem.
  • Benigna Villas Boas – FE/UnB Características do projeto interventivoÉ de responsabilidade de toda a escola; não épadronizado; contínuo e temporário;constantemente avaliado; atende anecessidades específicas e a grupo pequenode estudantes; requer condições para a suaexecução; investigam-se as estratégias deaprendizagem mais adequadas a cadaestudante; os professores são devidamenteformados para nele atuarem.
  • Benigna Villas Boas – FE/UnB Outras características do projeto interventivoOs pais compreendem os seus propósitos;toda a dinâmica do trabalho e os seusresultados são devidamente registrados; osreagrupamentos dos estudantes sãofacilitadores do processo.
  • Benigna Villas Boas – FE/UnBCiclos requeremAvaliação formativaProgressão continuadaProjeto interventivoEntrelaçam-se e apoiam-se
  • Benigna Villas Boas – FE/UnB Reflexão finalA organização da escolaridade em ciclos quepõe em prática a avaliação formativa, aprogressão continuada e as intervençõesconstantes tem o potencial de construir aescola de que necessitamos HOJE e não a“escola do futuro”.
  • Benigna Villas Boas – FE/UnB REFERÊNCIASVILLAS BOAS, Benigna M. de F. Portfólio,avaliação e trabalho pedagógico. Campinas,SP: Papirus, 2004.VILLAS BOAS, Benigna M. de F. Virando aescola do avesso por meio da avaliação.Campinas, SP: Papirus, 2009.VILLAS BOAS, Benigna M. de F. Projeto deintervenção na escola: mantendo asaprendizagens em dia. Campinas: Papirus,2010.VILLAS BOAS, Benigna M. de F. (org.)Avaliação formativa: práticas inovadoras.Campinas, SP: Papirus, 2011.