Op Art & Pop Art
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Op Art & Pop Art

on

  • 16,898 views

Material para aula de Artes Visuais.

Material para aula de Artes Visuais.

Statistics

Views

Total Views
16,898
Views on SlideShare
16,828
Embed Views
70

Actions

Likes
2
Downloads
382
Comments
3

2 Embeds 70

http://www.slideshare.net 69
http://wikikastaro.wikispaces.com 1

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

13 of 3 Post a comment

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Op Art & Pop Art Op Art & Pop Art Presentation Transcript

    • Arte contemporânea Como entender o seu sentido?
    • A arte contemporânea é um período artístico que surge na segunda metade do século XX e se prolonga até aos dias de hoje.
      • A arte contemporânea entra em cena a partir dos anos 70, quando as importantes mudanças no mundo e na nossa relação de tempo e espaço transformam globalmente os seres humanos.
      • Entre os movimentos mais célebres estão a Op Art, a Pop Art, o Minimalismo, a Arte conceitual, dentre outros.
      • Optical art
      • SURGE DAS PESQUISAS DE VASARELY COM OS EFEITOS OPTICOS GERADOS PELA TRIDIMENSIONALIDADE OBTIDA COM O CRUZAMENTO DE LINHAS E VARIAÇÕES DE TONALIDADES DAS CORES “EFEITO MOIRÉ”
      • O DESENVOLVIMENTO DAS COMPUTAÇÃO GRÁFICA PROMOVEU MELHOR EXPLORAÇÃO DESSES EFEITOS.
      • HOJE TEMOS INÚMEROS TRABALHOS COM A ILUSÃO DO OLHAR APLICADOS À INFORMÁTICA.
      • ARTISTAS: VICTOR VASARELY ,M. C. ESCHER, ETC
    • OP ART - 1950
      • VITOR VASARELY – 2197 CHEVY
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    • Escher – ascendente e descendente
    • anjos
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    •  
    • POP – ART 1950
    •  
    •  
      • POP ART
      • A POP ART surge após a 2ª guerra mundial tendo como base a representação do modo de vida americano, orientado pelo consumismo e o otimismo, tendo como base o grande desenvolvimento dos meios de comunicação de massa, sendo formada por artistas cultos, com grande capacidade criativa e crítica.
      • CARACTERÍSTICAS DAS OBRAS:
      • Valorização dos movimentos artísticos anteriores;
      • Técnicas diversas: pintura, assemblages, serigrafia, fotomontagem, colagens, etc;
      • Enaltecimento e deslumbre com o desenvolvimento;
      • Crítica e sarcasmo aos astros e estrelas do cinema e aos políticos;
      • Denúncia social;
      • Crítica à perda de privacidade.
    • Richard Hamilton, o que exatamente torna os lares de hoje tão agradáveis...
    • David Hockney, o mergulho
    • Alan D’Arcangelo, auto-estrada
    • Andy Warhol -16 jackies
    • Warhol, elvis e Marilyn , serigrafia
    • Warhol, mao tse tung
    • Warhol, levante racial vermelho
    • Resenquist, presidente eleito
    • Peter Blake, na sacada
    • Peter Blake, autoretrato com distintivos
    • Hamilton, eu te amo com meu ford
    • Lichtenstein
    •  
    • Lichtenstein, Popeye
    •  
    • Wesselman, natureza-morta
    •  
    •  
    • Pin-ups – desenvolvidas para o público masculino, eram carregadas de sensualidade e influenciaram ícones do cinema. Bet Boop - 1930 Daves & Max Fleischer
    • MINIMALISMO
      • O minimalismo surgiu em Nova York no fim da década de 1960. Caracteriza-se pela extrema simplicidade de formas e pela abordagem literal e objetiva dos temas.
      •      As primeiras manifestações dos escultores e pintores minimalistas nasceram de sua insatisfação com a action painting, ramo do expressionismo abstrato que dominou a arte americana de vanguarda durante grande parte da década de 1950.
      •      Os minimalistas consideravam a action painting, de traço intuitivo e espontâneo, muito personalista e sem substância. Defendiam que a obra de arte não deveria referir-se a outra coisa a não ser a si própria e, em seus trabalhos, evitaram associações extra-visuais.
              • Fonte: www.pitoresco.com.br
      • As obras minimalistas possuem um mínimo de recursos e elementos. A pintura minimalista usa um número limitado de cores e privilegia formas geométricas simples, repetidas simetricamente.
    • A segunda e mais importante fase do movimento surgiu de artistas como Sol LeWitt, Frank Stella, Donald Judd e Robert Smithson, cuja produção tendia ultrapassar os conceitos tradicionais sobre a necessidade do suporte: procuravam estudar as possibilidades estéticas a partir de estruturas bi ou tridimensionais.
    • No decurso da história da arte, durante o século XX, houve três grandes tendências que poderiam ser chamadas de “minimalistas”: (manifestações minimalistas: construtivismo, vanguarda russa, modernismo). Os construtivistas por meio da experimentação formal procuravam uma linguagem universal da arte, passível de ser absorvida por toda humanidade.
    • MINIMALISMO Carl André, 4 Fe On
    • A segunda e mais importante fase do movimento surgiu de artistas como Sol LeWitt, Frank Stella, Donald Judd e Robert Smithson, cuja produção tendia ultrapassar os conceitos tradicionais sobre a necessidade do suporte: procuravam estudar as possibilidades estéticas a partir de estruturas bi ou tridimensionais.
    •  
    •  
    •  
    •  
    • Donal Judd
    •  
    • Arte conceitual
      • Movimento que defende a superioridade das idéias veiculadas pela obra de arte, deixando os meios usados para a criar em lugar secundário.
      • A obra do artista francês Marcel Duchamp, nas décadas de 1910 e 1920 tinha prenunciado o movimento conceitualista, ao propor vários exemplos de trabalhos que se tornariam o protótipo das obras conceptuais, como os readymades, ao desafiar qualquer tipo de categorização.
      • Um trabalho de arte conceitual, em sua forma mais típica, costumava ser apresentado ao lado da teoria. Pôde-se assistir a um gradual abandono da realização artística em si, em nome das discussões teóricas.
      • Artistas: Josef Beuys, Piero Manzoni, Robert Barry
    • Joseph Beuys . Felt Suit,1970 Piero Manzoni ("Merda d'artista").
      • A arte conceitual é um processo de contra-cultura que cresceu no pós-guerra é uma arte engajada politicamente e subversiva que costuma questionar parâmetros de valor da própria produção artística.
    • Observações:
      • Ready made – Marcel Duchamp
    • Action painting – Jackson Pollock