Your SlideShare is downloading. ×
Arquitetura cliente servidor
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Arquitetura cliente servidor

22,582

Published on

Arquitetura Cliente/Servidor

Arquitetura Cliente/Servidor

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
22,582
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1,112
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. ArquiteturaCliente/Servidor Eduardo Costa
  • 2. Arquitetura Cliente/Servidor Conceitos: “É uma arquitetura onde o processamento da informação é dividido em módulos ou processos distintos. Um processo é responsável pelamanutenção da informação (Servidor), enquantoque outro é responsável pela obtenção dos dados (Cliente)”. BATTISTI, (2001, pág. 38).
  • 3. Arquitetura Cliente/Servidor “É uma abordagem da computação que separa os processos em plataformas independentes que interagem, permitindo que os recursos sejam compartilhados enquanto se obtém o máximo de benefício de cada dispositivo diferente, ou seja, Cliente/Servidor é um modelo lógico”. VASKEVITCH, (1995, pág. 375).
  • 4. Arquitetura Cliente/Servidor “Sistema inovador surgido nos anos 90 e muito utilizado no meio corporativo, baseado em três componentes principais: gerenciamento de banco de dados, que funcionam como servidores; redes, que funcionam como meio de transporte de dados e, finalmente, softwares para acesso aos dados: Clientes”. BATTISTI, (2001, pág 39).
  • 5. Arquitetura Cliente/Servidor Estrutura Básica: Em uma rede de computadores existem uma ou mais máquinas que atuam como servidores, disponibilizando recursos para as demais máquinas, as quais atuam como clientes. REQUISITACliente Servidor Executa RESPONDE
  • 6. Arquitetura Cliente/Servidor Estrutura Básica: Temos servidores para arquivos, banco de dados, e outras funções, tais como: servidores de impressão, servidores web, etc. Banco de DadosServidor deArquivos Outros Serviços Clientes
  • 7. Arquitetura Cliente/Servidor Onde: Servidores: são equipamentos com maior poder de processamento e armazenamento; Clientes: geralmente microcomputadores PCs ligados em rede.
  • 8. Arquitetura Cliente/Servidor Principais características: Cliente:  Inicia e termina as conversações com os Servidores, solicitando serviços distribuídos;  Não se comunica com outros Clientes;  Normalmente responsável pela entrada e saída de dados e comunicação com o usuário;  Torna a rede ‘transparente’ ao usuário;  Hardware: pode ser um micro simples;  Software: tem início e fim definido.
  • 9. Arquitetura Cliente/Servidor Principais características: Servidor: • Execução contínua; • Recebe e responde a solicitações dos Clientes; • Não se comunica com outros Servidores; • Presta serviços distribuídos; • Atende a diversos Clientes simultaneamente; • Hardware; exige máquinas mais robustas, com grande capacidade de processamento; • Software: processo sempre em execução, aguardando ser chamado pelo Cliente.
  • 10. Arquitetura Cliente/Servidor Maiframes são computadores de grande porte que fazem processamento de dados de forma centralizada: modelo que até os anos 90 reinava absoluto. Principais Desvantagens do modelo maiframe:  Serviços e recursos reduzidos;  Centralização de dados e recursos de processamento;  Inflexibilidade;  Inversatibilidade;  Custos elevados.
  • 11. Arquitetura Cliente/Servidor Aplicações em Duas Camadas: Banco de Dados Clientes
  • 12. Arquitetura Cliente/Servidor Aplicações em Duas Camadas: Foram utilizadas no início da implantação do modelo Cliente/ Servidor. Aqui, a aplicação Cliente responde pelas seguintes funções:.  Apresentação: O código que gera a interface visível do programa faz parte da aplicação Cliente. Todos os formulários, menus e demais elementos visuais nele estão contidos. Então uma alteração na interface do programa requer a geração de uma nova versão para todos os computadores;
  • 13. Arquitetura Cliente/Servidor  Lógica do Negócio:São as regras que definem como os dados serão acessados e processados. Toda a Lógica do Negócio fica no Cliente. Quando o programa Cliente é instalado, são instaladas todas as regras de acesso ao banco de dados. É necessária uma nova versão do programa cada vez que alterações ocorrerem e as regras mudarem. Também é necessário que todos os computadores que estejam com a versão anterior recebam a nova, mesmo que sejam centenas ou milhares de micros.
  • 14. Arquitetura Cliente/Servidor Contribuições;  Avanços para a empresa; Limitações;  Dificuldade de Manutenção e gerenciamento.
  • 15. Arquitetura Cliente/Servidor Aplicações em Três Camadas: Servidor de Servidor de Aplicações Banco de Dados Clientes
  • 16. Arquitetura Cliente/Servidor Evolução: Retira as Regras do Negócio do cliente e as centraliza em um determinado ponto, o qual é chamado de servidor de aplicações: O acesso ao Banco de Dados é feito através das regras contidas no Servidor de Aplicações: facilidade de atualização das mesmas, pois estãoServidor de Servidor de Banco centralizadas em umAplicações de Dados único ponto.
  • 17. Arquitetura Cliente/Servidor Características: As Regras do Negócio (lógica) foram deslocadas para o Servidor de Aplicações, então ali será determinada a maneira como os dados serão utilizados..  Todo o acesso do cliente ao Banco de Dados é feito de acordo com as regras contidas no Servidor de Aplicações. Não é possível o acesso ao B. de Dados sem primeiramente passar pelo Servidor de Aplicações. .  No Servidor de B. de Dados reside toda informação necessária para o funcionamento da aplicação.
  • 18. Arquitetura Cliente/Servidor Melhoramentos:  Atualização mais fácil das Regras do Negócio;  Aumento da flexibilidade, conseqüentemente;  Maior segurança e controle do acesso aos dados;  Torna-se mais fácil manter a aplicação atualizada e garantir que todos os usuários terão acesso às alterações; Falha:  Continua o problema de atualização da interface de aplicação, cada vez que sejam necessárias mudanças na interface. Porém, alterações nela são menos freqüentes do que as que ocorrem nas Regras do Negócio.
  • 19. Arquitetura Cliente/Servidor Aplicações em Quatro Camadas. Idéia Básica:Retirar a apresentação do cliente e centralizá-laem um determinado ponto, o qual na maioria dos casos é um Servidor web. Avanço: O cliente deixa de existir como um programa que precisa ser instalado em cada micro. O acesso à aplicação é feito através de um navegador: Internet Explorer, Netscape Navigator
  • 20. Arquitetura Cliente/Servidor Aplicações em Quatro Camadas – Estrutura: Servidor de Aplicações Servidor deServidor Banco de Web Dados Clientes
  • 21. Arquitetura Cliente/Servidor Esquema básico: •Cliente quer acessar a aplicação •acessa o endereço da mesma através do navegador •servidor de aplicações verifica se ao cliente é permitido o acesso banco de dados liberado. http://www.empresa- xy.com/sistemas/rh.aspx .Servidor de Aplicações Banco de dados:determina de que maneira os informaçõesdados serão utilizados necessárias
  • 22. Arquitetura Cliente/Servidor 4 Camadas: .  Cliente: Navegador;  Apresentação: Servidor Web, onde serão feitas as alterações de interface;  Lógica (Regras do Negócio): Servidor de Aplicações, onde serão feitas as alterações nas regras do negócio, quando necessárias;  Dados: Servidor de Banco de Dados, com todas as informações necessárias.
  • 23. Arquitetura Cliente/Servidor Vantagens: Desvantagens: . •Serviços; Complexidade; •Recursos; Comunicação. • Protocolos; •Localização; • Descentralização; •Escalabilidade; • Integridade.
  • 24. Bibliografia BATTISTI, Júlio. SQL Server 2000: Administração e Desenvolvimento – CursoCompleto. 2. ed. Rio de Janeiro: Axcell Books, 2001. VASKEVITCH, David. Estratégia Cliente/Servidor: um guia para a reengenharia da empresa. São Paulo: Berkeley, 1995.
  • 25. Bibliografia www.unice.br/anaclara/sd0202/3doc www.dcc.ufrj.br/nlabbd/texto/cliserv.htm www.hp.br.inter.net/cats/pb/pbl.htmlwww.infosites.com.br/htdoes/artigo/comandos/02.php www.delgrande.com.br/cases/santarita.html www.ibm.com.br/wsminformatica/cs.htmwww.dataflow.com.br/suporte/glossario/arquitclisvr.htm www.terravista.pt/ilhadomel/2388/apo.htm www.thinnetworks.com.br/thinclient.asp

×