fentys vejam
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

fentys vejam

on

  • 176 views

 

Statistics

Views

Total Views
176
Slideshare-icon Views on SlideShare
176
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
1
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    fentys vejam fentys vejam Presentation Transcript

    • Processo de industrialização dos Estados Unidos da América
    • Características gerais:• Território colonizado por britânicos(hegemônicos), franceses e espanhóis.• 1776: Declaração de independência dos Estados Unidos da América / 13 colônias(documento redigido por Thomas Jefferson).• Reconhecimento dos ingleses: somente no final da Guerra da Independência (1775 – 1783).• Após a independência, a “Conquista do Oeste”.• Atualmente: 50 estados, além do Distrito de Colúmbia, onde se localiza Washington, capital do país
    • Fatores que favoreceram a industrialização (em sua fase inicial):• Os primeiros imigrantes eram, em sua maioria, britânicos, seguidores de religiões cristãs protestantes, principalmente puritanos (como eram chamados os calvinistas na Grã‐Bretanha): essas religiões favoreciam o desenvolvimento capitalista, uma vez qeu não condena moralmente a riqueza. Ao contrário, pregavam que a riqueza era bem vinda porque era fruto do trabalho, de uma vida austera, que afastava o fiel do pecado e o aproximava da salvação divina.
    • Fatores de ordem natural:• O Nordeste dos Estados Unidos, além de estar próximo do oceano (o que facilita os transportes marítimos e o intercâmbio comercial), possui grandes reservas de carvão nas bacias sedimentares próximas aos Apalaches, nos estados da Pensilvânia e de Ohio, e importantes jazidas de minério de ferro nos escudos próximos ao Lago Superior, nos estados de Minnesota e de Wisconsin. O país dispõe de grandes e diversificadas reservas minerais e energéticas.
    • • Favoreceram imensamente os transportes e, pouco a pouco, todos foram interligados por canais artificiais e eclusas que os ligaram ao oceano Atlântico pelo rio São Lourenço, no Canadá, e pelo Rio Hudson, que alcança o lago Eire por meio de um canal artificial e desemboca no Atlântico, onde se localiza o porto de Nova Iorque.• Os desníveis entre os rios e lagos foram utilizados para a construção de grandes barragens e usinas hidrelétricas. Ao lado das turbinas turbinas hidráulicas foram edificadas eclusas, que permitiram às embarcações transpor os desníveis e ampliaram significativamente a rede de hidrovias, garantindo disponibilidade de infraestrutura de energia elétrica e de transportes para o desenvolvimento industrial.
    • A arrancada industrial• Guerra da Secessão ou Guerra Civil Americana (1861 – 1865): conflito armado entre a sociedade nortista, nascida das colônias de povoamento, e a sociedade sulista, oriunda das colônias de exploração (após a independência). Representou uma ruptura na história dos Estados Unidos. Definiu, com a vitória nortista, a hegemiona de seus capitais industriais e financeiros e de seu modelo político e econômico A vitória da burguesia nortista trouxe como resultado geopolítico mais importante a manutenção da unidade territorial do país, que já se estendia do Atlântico ao Pacífico. “Interessada em garantir a ocupação dos territórios tomados dos povos nativos(à custa de um grande genocídio) e aumentar o mercado consumidor para os bens produzidos por suas indústrias, a elite do Norte passou a estimular a imigração.
    • Lei Lincoln (Homestead Act)• Famílias que migrassem para o Oeste receberiam 65 hectares de terra para se fixarem e, caso permanecessem cultivando-os por pelo menos cinco anos, ganhariam sua posse definitiva. Essa lei provocou o crescimento da imigração, garantindo a ocupação das terras a Oeste, principalmente nos férteis solos das planícies centrais. Todavia, o que mais contribuiu para atrair imigrantes e ampliar o mercado interno do país foi a aceleração do processo de industrialização.
    • • Fim da escravidão (1863): outra medida que ampliou o mercado interno de consumo.• Disseminação do trabalho assalariado.• Estruturação de uma ampla sociedade de consumo (consolidada após a Primeira Guerra Mundial)
    • Mapa do processo de industrialização
    • O Nordeste dos Estados Unidos• Apesar do processo de descentralização dos últimos tempos, na região Nordeste dos Estados Unidos ainda se encontra a maior concentração industrial do país (e, certamente, uma das maiores do mundo).
    • Estado da Pensilvânia:• Concentração de grandes siderúrgicas, como a United States Steel, em Pittsburgh.• Disponibilidade de carvão: facilidade de recepção do minério que provém de Minnesota por meio dos Grandes Lagos.• Pittsburgh: “capital do aço”.
    • Região metropolitana de Detroit (Michigan):• Foi o grande centro da indústria automobilística. Abrigando fábricas das “três grandes” – GM, Ford e Chrysler – e diversas de autopeças, ela tornou‐se a “capital do automóvel”.• Atualmente sofre com a falência de algumas indústrias e saída de outras, que migram para outras regiões em busca de menores custos de produção.• Agravamento dos problemas devido à crise financeira de 2008 “AGM, que por décadas foi a maior automobilística do mundo, pediu concordata em junho de 2009 e, para não falir, foi encampada pelo governo americano, que injetou 50 bilhões de dólares na empresa e passou a controlar 61% de suas ações”.• No mesmo ano, a Chrysler, para evitar a falência, teve parte de suas ações vendidas ao Grupo Fiat.
    • Manufacturing belt ( cinturão industrial)• Se estende por várias cidades, como Chicago, Detroit, Cleveland e Buffalo (às margens dos Grandes Lagos); Pittsburgh e Columbus, na região dos Apalaches; Boston, Nova Iorque, Filadélfia e Baltimore, na costa leste.• Devido à crise de indústrias com forte presença na região e o consequente fechamento de inúmeras fábricas,muitos têm afirmado que essa região deveria ser chamada de rust belt (cinturão da ferrugem) devido à decadência industrial.
    • Descentralização industrial nos EUA• Manufacturing belt: já chegou a concentrar, no início do século XX, mais de 75% da produção industrial dos Estados Unidos. De lá para cá sua participação vem se reduzindo, e hoje ela é inferior a 50%.• Um das razões: elevação dos custos de produção (devido ao grande crescimento das cidades do Nordeste).• Novos centros surgiram no Sul e no Oeste do país, e centros mais antigos nessas mesmas regiões se expandiram , acarretando uma dispersão industrial.• Algumas das cidades norte‐americanas que mais têm crescido nessas regiões: Atlanta, Dallas, Houston, Seatle e São Francisco.
    • O Sul dos EUA• 1880: primeiras fábricas (fios e tecidos)• Início do século XX: industrialização ganha impulso, após a descoberta de enormes lençóis petrolíferos, principalmente no Texas.• Pós II Guerra: desenvolvimento do programa espacial estimulou a expansão industrial do Sul.• Fábrica de aviões em Marietta (Geórgia)• Construção de um dos centros da Nasa (Alabama)• Fábrica de aviões militares e mísseis da Boeing (Alabama)
    • Texas• Importante Centro Espacial de Houston, sede da Nasa.• Importantes indústrias aeronáuticas (em Fort Worth e San Antônio).• Grandes indústrias petrolíferas (destaque para a Exxon Mobil, que em 2008 era a 2ª colocada na lista das 500 maiores da revista Fortune*, com um faturamento de 443 bilhões de dólares, valor equivalente ao PIB da Bélgica).• *A maior do mundo era a anglo‐holandesa Royal Shell, com um faturamento de 458 bilhões de dólares.
    • Região Oeste dos EUA• Última região dos Estados Unidos a se industrializar.• É bastante vinculada à indústria bélica (por isso recebeu fortes incentivos governamentais)• É ligada a importantes universidades e centros de pesquisas.• Apresenta as mais importantes concentrações de indústrias indústrias de alta tecnologia dos EUA, principalmente no tecnopolo do Vale do Silício• Entre os fatores que contribuíram para a instalação de indústrias nessa região, destacam‐se:
    • • Disponibilidade de mão de obra, que foi se concentrando desde a época da Corrida do Ouro, em meados do século XIX, quando a exploração desse metal na Serra Nevada (Califórnia) atraiu muita gente;• Existência de outros minérios, como ferro e cobre, nas Montanhas Rochosas e na Serra Nevada, e de petróleo e gás natural na Bacia da Califórnia;• Disponibilidade de elevado potencial hidrelétrico, principalmente nos rios Columbia e Colorado• Em Seatle (estado de Washington): importante concentração da indústria aeronáutica (aviões comerciais da Boeing).• Em Portland (Oregon): concentração de indústrias ligadas ao alumínio.
    • • Califórnia (estado mais importante do Oeste): parque industrial bastante diversificado, localizado principalmente no eixo São Francisco – Los Angeles – San Diego, com indústrias petroquímicas, automobilísticas, aeronáuticas, navais, alimentícias, etc.
    • Enfraquecimento dos EUA• Em 2008, os EUA tinham 140 corporações na lista da revista Fortune. Entretanto, em 2001 chegou a ter 197 empresas na lista. De lá para cá, empresas de países emergentes, especialmente da China,têm ocupado esse espaço.