Modalizadores Linguísticos para alunos de Direito

19,211 views
19,016 views

Published on

Modalizadores Linguísticos para alunos de Direito - baseado no livro "Português para Convencer", de Cláudio Moreno e Túlio Martins. Pelo professor Marcelo Spalding.

Published in: Education
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
19,211
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Modalizadores Linguísticos para alunos de Direito

  1. 1. FORMA E CONTEÚDO Caps 4, 5 e 8 Prof. Dr. Marcelo Spalding baseado no livro de Moreno & Martins
  2. 2. • Operadores argumentativos (até, ainda, já...) • Ironia • Subentendido / implícitos • Pergunta retórica • Antecipação • Preterição Recursos linguísticos deRecursos linguísticos de argumentaçãoargumentação www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  3. 3. • Argumento por autoridade • Intertextualidade / estatísticas • Adjetivos / advérbios • Nexos/conjunções • Aposto • Modalizadores Recursos linguísticos deRecursos linguísticos de argumentaçãoargumentação www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  4. 4. IMPORTÂNCIA DA AUDIÊNCIA “A idade dos leitores, seus interesses, sua posição social, suas crenças, seu nível de informação, suas ideias políticas – tudo influí na hora de escolher as melhores estratégias retóricas para chegar a seus corações e mentes.” p. 38 www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  5. 5. ÊNFASE X PRUDÊNCIA www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  6. 6. "A adesão do leitor ao ponto de vista defendido é que vai determinar o sucesso ou o fracasso do texto. Às vezes pode ocorrer que, apesar do esforço do advogado, o pensamento e as opiniões do leitor continuem sendo um mistério. Se isso acontecer, o fundamental é evitar posições extremadas quanto a fatos, teses ou pessoas. Se você não fizer isso, é tarefa quase impossível atenuar as consequências de uma petição inicial com uma postura afirmativa e radical." p. 61 www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  7. 7. •O público/audiência •Segurança quanto ao tema •Formalidade •Histórico da Comunicação •Ênfase/prudência da parte contrária (rispidez) www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  8. 8. Antes de redigir um texto, responda algumas perguntas: •Para quem eu escrevo? •Qual o ponto central? •Quais aspectos devo enfatizar? •De que devo me defender? •Que objetivo espero alcançar? •O que escrevi na última vez que falei nos autos? www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  9. 9. OS MODALIZADORES www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  10. 10. Modalização Modalização é o sustentáculo da enunciação na medida em que ela permite explicitar as posições do sujeito falante em relação a seu interlocutor, a ele mesmo e a seu propósito. É a marca que o sujeito deixa no seu discurso. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  11. 11. Advérbio •Provavelmente este homem seja culpado. •Possivelmente este homem seja culpado. •Este homem é muito culpado. •Este homem é oficialmente culpado. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  12. 12. Verbo Regente •Acho que este homem é culpado. •Penso que este homem é culpado. •Creio que este homem é culpado. •Não acho que este homem seja culpado. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  13. 13. Tempos e Modos Verbais •Talvez este homem seja culpado. •Se este homem for culpado… •Este homem seria culpado. •Este homem será condenado. •Condene este homem.www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  14. 14. Outros modalizadores •Este homem é “culpado”. (aspas) •O delegado disse que este homem é culpado. (discurso indireto) •Meu pai afirmou: - Este homem é culpado. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  15. 15. O TEXTO E A SITUAÇÃO www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  16. 16. "Imaginemos a seguinte situação, bem frequente hoje em dia: uma empresa quer abrir uma pedreira numa colina próxima a uma cidade turística. Cria-se uma comissão de defesa ambiental, que se opõe ao projeto. O advogado procura defender os planos de expansão e manter a boa imagem da empresa, enviando comunicados à imprensa e respondendo aos membros da comissão. Compare as três hipóteses a seguir." p. 55 www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  17. 17. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding Nossa empresa vem sendo questionada sobre a pedreira que vai implantar nas proximidades de Alexandria. Apesar de possuirmos todas as licenças exigidas pela lei, gostaríamos de tranquilizar a população, prestando alguns esclarecimentos que se fazem necessários. [os fatos] É muito pouco provável que a exploração da nova pedreira venha a trazer algum prejuízo para esta cidade. Se isso ocorrer, no entanto, a empresa vai tratar de reduzi-lo ao mínimo, pois estamos preparados para equipar nossos caminhões de modo a evitar a poeira e não permitiremos que eles trafeguem pelas zonas residenciais. Além disso, nosso projeto prevê o replantio de vegetação nativa em todas as áreas afetadas pela exploração. [desmentido e atenuação] Finalmente, lamentamos ver nossa empresa acusada de destruir o meio ambiente, logo ela, que se esforça sobremaneira para protegê-lo. [conclusão] 1
  18. 18. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding Em comunicado enviado à imprensa, os habitantes de Alexandria mostram-se indignados com a ideia de que uma pedreira vai ser aberta nas vizinhanças de Morro Alto. [os fatos] É verdade que a exploração dessa nova pedreira poderia trazer algum incômodo para a hospitaleira população da cidade, mas não, certamente, na dimensão que muitos imaginam. Chegou-se a empregar, a esse respeito, a expressão “destruição da paisagem”. Ora, todos sabem que nossa empresa sempre se esforçou para proteger a natureza. Já há muitos anos implantamos um sistema de proteção ambiental: nossos caminhões não espalham pó, seu tráfego é feito fora dos limites urbanos e as partes exploradas têm sido sempre reflorestadas. [reconhecimento, desmentido e atenuação] Sem que esses resultados possam ser considerados perfeito, parece, entretanto, que constituem um verdadeiro progresso em relação ao que se fazia anteriormente. [conclusão] 2 www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  19. 19. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding Se, por um lado, a notícia da implantação de uma nova pedreira perto de Alexandria é verdadeira, não procede, de modo algum, o boato de que ela será aberta no perímetro urbano. Ao contrário: o local escolhido fica no outro lado das colinas, bem fora da vista, evitando-se assim prejudicar o entorno e afastar os turistas. [reconhecimento e desmentido] Não nos parece justo, portanto, fazer como certas pessoas exaltadas, que chegaram, inclusive, a falar em destruição da paisagem. [conclusão] Além disso, é certamente necessário – e nossa empresa vai esforçar-se ao máximo – procurar evitar que o ambiente sofra com a exploração da pedreira: os caminhões não poderão espalhar poeira nem deverão transitar por vias internas da cidade, para não perturbar a vida de seus habitantes. Mas, acima de tudo, torna-se indispensável que as áreas porventura afetadas sejam reflorestadas com espécies nativas ameaçadas de extinção pelo desenfreado crescimento industrial. [defende, como se fossem suas, sugestões que devem ter partido de seus adversários] 3
  20. 20. "Não estamos fazendo o elogio da mediocridade, mas da prudência: em situações extremas, procure defender seus interesses da maneira mais técnica possível e estabeleça uma relativa neutralidade no discurso. Talvez em um segundo momento, identificado e conhecido o leitor, você possa radicalizar e aprofundar a argumentação, se for do seu interesse." p. 61 www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  21. 21. Exemplos de falta de modalização www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  22. 22. PROTEJA A FACE www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  23. 23. “O conceito de face, que se mistura um pouco com a ideia de honra, designa aquela imagem que cada um tem de si próprio e que gostaria que fosse reconhecida pelos demais. Como a manutenção dessa auto-imagem é um fator fundamental, todos os falantes sempre devem se preocupar em preservar a face, seja a sua própria, seja a do interlocutor. Dois princípios básicos, portanto, são: a) Não devo desrespeitar meu interlocultor; b) Devo tomar todas as medidas preventivas ou reparatórias para que ele não ameace minha própria face aos olhos dos outros." p. 189 www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  24. 24. •A polidez é a norma •Saiba vencer •Os atenuadores não são supérfluos (p. 193) www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  25. 25. Exemplos de falta de polidez www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  26. 26. FALAR É FÁCIL www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  27. 27. FALAR É FÁCIL “Na fala, é muito mais fácil definir essa situação retórica. O orador jamais cometerá o erro, tão comum para quem escreve, de ignorar a audiência. (…) O ouvinte está à sua frente, e isso muda tudo: você pode vê-lo e ouvi-lo, medir suas reações, decifrar seus olhares e suas expressões faciais.” p. 38 www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  28. 28. CUIDE COM GENERALIZAÇÕES www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  29. 29. www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  30. 30. Exemplos de generalização www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  31. 31. QUANTIDADE X QUALIDADE www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  32. 32. "Os textos simples, bem-elaborados e de tamanho adequado ao conteúdo passaram a brilhar intensamente, mostrando-se muito mais eficazes para convencer ou rebater os argumentos do adversário. O bom advogado logo percebeu que, mais uma vez, é a qualidade do texto que importa, não a quantidade de páginas escritas. O próprio juiz, ao julgar, também aumenta sua eficiência e é entendido com mais facilidade se utilizar o caminho da simplicidade e da boa redação jurídica." p. 69 www.cursosdeescrita.com.br | Prof. Marcelo Spalding
  33. 33. www.cursosdeescrita.com.br direção do Prof. Dr. Marcelo Spalding

×