EquilibriumConsultórios & Consultorias<br />Equilibrium<br />Consultórios & Consultorias<br />Contatos: (092) 3584-5909<br...
EquilibriumConsultórios & Consultorias<br />Equilibrium<br />Consultórios & Consultorias<br />Marcelo Pardo, graduado em P...
Atendimento<br />Psicologia para adolescentes <br />Na adolescência, quasetudo se renova, se transforma. Os corpos, gestos...
Atendimento<br />Psicologia para adolescentes <br />Excessivaexposiçãoaorisco, impulsividade, experimentações, rebeldia, c...
Atendimento<br />Psicologia para adolescentes <br />A proposta da terapia com adolescentes é oferecer um espaço "neutro", ...
Atendimento<br />Psicologia para adultos <br />A questão do ser e da condição humana deveria emergir como grande reflexão ...
Atendimento<br />Psicologia para adultos <br />Além disso, enfrenta-se grandes dificuldades com as crises evolutivas, como...
Atendimento<br />Psicologia para Idosos (grupo e individual) <br />Nesta fase da vida, por vezes, é comum a solidão, o can...
Atendimento<br />Psicologia para Idosos (grupo e individual) <br />Por que não pode? Nossos psicólogos entendem que o idos...
Atendimento<br />Casais e famílias – Terapia de casal<br />A família ou o casal traz ao consultório queixas sobre os mais ...
Atendimento<br />Casais e famílias – Terapia de casal<br />Assim, podem surgir novas maneiras de entender o contexto de cr...
O que é psicologia?<br />Do grego, Ψυχολογία. Ψυχή (psique): alma; λογία (logos): palavra, razão, estudo. A Psicologia con...
O que faz um psicólogo clínico?<br />O Psicólogo Clínico atua na área específica da saúde, colaborando para a compreensão ...
O que é psicoterapia?<br />A psicoterapia é um processo constituído de encontros semanais, de duração previamente determin...
Quando procurar um psicólogo?<br />Muitas pessoas podem se beneficiar de um processo de psicoterapia, o que contraria a cr...
Quanto tempo dura a psicoterapia?<br />Não há ao certo como prever a duração de um processo de psicoterapia, pois esse fat...
Quais resultados são esperados em uma psicoterapia?<br />Nós entendemos que em um processo de psicoterapia, o terapeuta e ...
Qual a diferença entre psicólogo e psiquiatra? <br />Sigmund Freud<br />O Psiquiatra é graduado em Medicina com especializ...
As informações abordadas nas sessões são sigilosas? <br />Sim. O sigilo profissional é uma das condições impostas pelo Cód...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Equilibrium Consultórios e Consultorias

1,032 views
843 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,032
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
97
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Equilibrium Consultórios e Consultorias

  1. 1. EquilibriumConsultórios & Consultorias<br />Equilibrium<br />Consultórios & Consultorias<br />Contatos: (092) 3584-5909<br />E-mail: marcelopardo70@gmail.com<br />Blog: www.equilibriumpsi.blogspot.com<br />Twitter: @equilibriumpsi<br />
  2. 2. EquilibriumConsultórios & Consultorias<br />Equilibrium<br />Consultórios & Consultorias<br />Marcelo Pardo, graduado em Psicologia com especialização em Psicologia clínica <br />Pela Universidade Federal do Amazonas –UFAM, <br />Marisilva Pardo graduada em Psicologia com especialização em Psicologia clínica.<br />Contatos: (092) 3584-5909<br />E-mail: marcelopardo70@gmail.com<br />Blog: www.equilibriumpsi.blogspot.com<br />Twitter: @equilibriumpsi<br />
  3. 3. Atendimento<br />Psicologia para adolescentes <br />Na adolescência, quasetudo se renova, se transforma. Os corpos, gestos, pensamentos, emoções, desejos, direitos e responsabilidades. Fase de transiçãoonde a roupagemdainfânciadeve ser retirada e uma nova identidadeencontrada. Fase de experimentações, dúvidas, ilusões, ousadias, conquistasexternas e internasquemarcamuma nova forma de ser e estar no mundo.<br />É naadolescênciaque surge o momento de estabelecernovoslaçosfora do ambiente familiar. Amigos, amores, paixões, parceriasquecompartilhamvisões de mundo e osdiferenciam dos pais, reafirmamsuasingularidade. Busca de uma nova identidadepessoal.<br />
  4. 4. Atendimento<br />Psicologia para adolescentes <br />Excessivaexposiçãoaorisco, impulsividade, experimentações, rebeldia, comportamentos, transgressores, comportamentosaparentementepatológicos e abuso de drogassãosituaçõesquefazemospaispensarsobrecomolidar com elasseminterferir no bomdesenvolvimento do adolescente. Cabe à família a modulação das atitudes do adolescentequetêm um limite entre o saudável e o patológico. Nesseperíodo, a orientaçãoprofissional de um psicólogoajudará no desenvolvimentopsicológico e social do adolescente.<br />Para isso, é necessárioenfrentarosinevitáveisconflitos de gerações e procurarcompartilharessetrajeto com eles, semprerespeitando a buscaporindependênciacaracterísticadessafase.<br />
  5. 5. Atendimento<br />Psicologia para adolescentes <br />A proposta da terapia com adolescentes é oferecer um espaço "neutro", uma escuta especialista e atenta de um psicólogo, onde ele possa se sentir livre para falar de suas angústias, anseios, desejos, medos, idéias e dúvidas, buscando informações sobre questões que normalmente surgem nessa fase do desenvolvimento. É um espaço para pensar sobre sua nova condição de existir e sentir-se acompanhado nesse momento de mudanças, o que pode lhe possibilitar amadurecimento e desenvolvimento pessoal.<br />
  6. 6. Atendimento<br />Psicologia para adultos <br />A questão do ser e da condição humana deveria emergir como grande reflexão do nosso tempo. Em nosso cotidiano, nos deparamos com inúmeras questões que exigem uma posição ética, crítica, mas, ao mesmo tempo, nos vemos invadidos por uma grande falta de sentido, um vazio existencial, e falta de referências externas que nos guiem nesses momentos. As exigências da atualidade se impõem de tal forma que vivemos apressados, e não encontramos tempo para refletir sobre nós mesmos e nossas vidas. Isso acarreta o aparecimento de vários tipos de adoecimento, com os mais diferentes sintomas: ansiedade, depressão, impotência sexual, estresse, fobias, síndrome do pânico, transtornos alimentares, dificuldades de relacionamento, problemas conjugais, entre outros.<br />
  7. 7. Atendimento<br />Psicologia para adultos <br />Além disso, enfrenta-se grandes dificuldades com as crises evolutivas, como a adolescência, maternidade ou paternidade, a menopausa e, também, as mudanças de emprego, de cidade, separações, lutos por entes queridos, entre outras ocorrências que nos atingem. <br />Um processo psicoterapêutico pode ajudar na compreensão de si mesmo e de sua forma de se relacionar com os outros, auxiliando no entendimento dos vários tipos de sintomas físicos ou crises que nos causam sofrimento, possibilitando um viver com mais qualidade e bem estar.<br />
  8. 8. Atendimento<br />Psicologia para Idosos (grupo e individual) <br />Nesta fase da vida, por vezes, é comum a solidão, o cansaço, a carência afetiva, a incapacidade física para certos trabalhos – que, por sua vez, acarretam uma maior dependência de terceiros – o luto por amigos ou parentes que se foram, o medo da morte... Enfim, são temas que assumem uma importância durante a terceira idade e que merecem o cuidado terapêutico.<br />Infelizmente, é corrente a idéia de que “idoso não pode fazer terapia, já não dá mais tempo”. Mas aqui propomos uma pergunta: tempo de que? <br />
  9. 9. Atendimento<br />Psicologia para Idosos (grupo e individual) <br />Por que não pode? Nossos psicólogos entendem que o idoso pode sim se beneficiar de um encontro terapêutico, pois poderá dividir com o psicólogo seus medos e alegrias, frustrações e conquistas, relembrando momentos felizes e tristes, ampliando suas possibilidades e recursos de lidar com este momento da vida.<br />Desse modo, a orientação de um psicológo ajudará o idoso a superar seus medos e frustrações, bem como a aproveitar essa fase da sua vida, objetivando minimizar suas limitações e melhorar sua qualidade de vida.<br />
  10. 10. Atendimento<br />Casais e famílias – Terapia de casal<br />A família ou o casal traz ao consultório queixas sobre os mais diversos temas, tais como crises conjugais, problemas de relacionamento entre irmãos, mudanças de escola, problemas escolares ou de comportamento dos filhos, envolvimento com drogas, lutos, doenças, entre outros. São relatos de sofrimento e de dificuldades que permeiam a vida cotidiana da família.<br />O terapeuta busca, juntamente com a família ou casal, facilitar a abertura de um espaço para a conversa e reflexão não só sobre o problema que os motivou a procurar a psicoterapia, mas sobre toda a dinâmica relacional que existe entre o casal e os membros da família.<br />
  11. 11. Atendimento<br />Casais e famílias – Terapia de casal<br />Assim, podem surgir novas maneiras de entender o contexto de crise que enfrentam e novas possibilidades de lidar com a situação que os motivou a buscar ajuda profissional.<br />O contexto terapêutico da terapia familiar não demanda, necessariamente, a presença de todos os integrantes da família. Desta forma, pode-se começar o processo realizando sessões com todos os membros da família, outras apenas com o casal, só com os filhos, ou até mesmo outras combinações entre os membros da família. Isso varia de caso para caso e depende do andamento do processo terapêutico. Acima de tudo, é sempre uma decisão tomada conjuntamente, entre os clientes e o terapeuta.<br />
  12. 12. O que é psicologia?<br />Do grego, Ψυχολογία. Ψυχή (psique): alma; λογία (logos): palavra, razão, estudo. A Psicologia constitui um ramo da ciência que estuda os processos mentais, o comportamento e a interação do indivíduo ou do grupo dentro de contextos biológicos, sociais e culturais. Esta ciência tem origem na filosofia e alguns de seus conceitos foram inspirados em grandes pensadores, como Sócrates, Platão e Aristóteles. No final do século XIX, os acadêmicos distanciaram as ciências da psicologia, filosofia e fisiologia, dando origem à Psicologia Moderna. Atualmente, a psicologia colabora para diversas áreas do conhecimento e da saúde.<br />Sigmund Freud<br />Wilhem Wundt<br />Jacques Lacan<br />Karen Horney<br />Anna Freud<br />Melanie Klein<br />K. Koffka<br />John Watson<br />Françoise Dolto<br />Frederick Perls<br />
  13. 13. O que faz um psicólogo clínico?<br />O Psicólogo Clínico atua na área específica da saúde, colaborando para a compreensão dos processos intra e interpessoais, isoladamente ou em equipe multiprofissional em instituições ou consultório particular. Realiza pesquisa, diagnóstico, acompanhamento psicológico, e atenção psicoterápica individual ou em grupo, através de diferentes abordagens teóricas”. (Psicólogo Brasileiro: práticas emergentes e desafios para a formação, 1994, Conselho Federal de Psicologia).<br />Sigmund Freud<br />Wilhem Wundt<br />Jacques Lacan<br />Karen Horney<br />Anna Freud<br />Melanie Klein<br />K. Koffka<br />John Watson<br />Françoise Dolto<br />Frederick Perls<br />
  14. 14. O que é psicoterapia?<br />A psicoterapia é um processo constituído de encontros semanais, de duração previamente determinada ou não, que visa conduzir o indivíduo ao desenvolvimento de uma maior percepção de si e do mundo, de seus comportamentos, pensamentos e sentimentos e das conseqüências destes sobre sua vida pessoal. Na psicoterapia, o cliente tem a oportunidade de ampliar suas possibilidades de compreensão e de entender melhor suas características, potencialidades e limites, a fim de utilizar este conhecimento em prol de sua estabilidade emocional e na efetivação de escolhas mais conscientes.<br />Sigmund Freud<br />Wilhem Wundt<br />Jacques Lacan<br />Karen Horney<br />Anna Freud<br />Melanie Klein<br />K. Koffka<br />John Watson<br />Françoise Dolto<br />Frederick Perls<br />
  15. 15. Quando procurar um psicólogo?<br />Muitas pessoas podem se beneficiar de um processo de psicoterapia, o que contraria a crença de que “psicólogo é coisa de louco”. Não existe um único motivo que justifique as pessoas procurarem um psicólogo. Algumas pessoas buscam esse tipo de tratamento quando enfrentam um momento de crise em suas vidas (separações, perdas de entes queridos, situações de stress pós-traumático, perda de emprego, ou então, em fases do desenvolvimento humano que podem propiciar crises evolutivas, tais como a adolescência, o casamento, a paternidade e maternidade, a menopausa, aposentadoria) ou, ainda, quando sentem sintomas variados, tais como ansiedade sem causa definida, depressão, falta ou excesso de apetite, insônia, tristeza.<br />Sigmund Freud<br />Wilhem Wundt<br />Jacques Lacan<br />Karen Horney<br />Anna Freud<br />Melanie Klein<br />K. Koffka<br />John Watson<br />Françoise Dolto<br />Frederick Perls<br />
  16. 16. Quanto tempo dura a psicoterapia?<br />Não há ao certo como prever a duração de um processo de psicoterapia, pois esse fato varia de pessoa para pessoa e de caso a caso. Porém, como a própria noção de processo indica, não se trata de algo como uma ou duas consultas, como ocorre em outros tratamentos médicos. Em geral, a psicoterapia é um processo de alguns meses ou anos de duração, realizada na freqüência mínima de um encontro por semana ou, dependendo do caso, até mais.<br />Sigmund Freud<br />Wilhem Wundt<br />Jacques Lacan<br />Karen Horney<br />Anna Freud<br />Melanie Klein<br />K. Koffka<br />John Watson<br />Françoise Dolto<br />Frederick Perls<br />
  17. 17. Quais resultados são esperados em uma psicoterapia?<br />Nós entendemos que em um processo de psicoterapia, o terapeuta e o paciente caminham juntos na busca por resultados que sejam mais positivos para o paciente. Compreendemos a remissão de sintomas e resultados positivos como conseqüência de um processo de autoconhecimento, reflexão sobre si mesmo e sobre o jeito de ser e se relacionar consigo mesmo e com o mundo.<br />Sigmund Freud<br />Wilhem Wundt<br />Jacques Lacan<br />Karen Horney<br />Anna Freud<br />Melanie Klein<br />K. Koffka<br />John Watson<br />Françoise Dolto<br />Frederick Perls<br />
  18. 18. Qual a diferença entre psicólogo e psiquiatra? <br />Sigmund Freud<br />O Psiquiatra é graduado em Medicina com especialização em psiquiatria, enquanto o Psicólogo é graduado em Psicologia. O Psiquiatra está apto a tratar os transtornos mentais através de medicamentos, já o Psicólogo trabalha os aspectos emocionais dos quadros clínicos sem utilizar farmacoterapia (uso de remédios). <br />Wilhem Wundt<br />Jacques Lacan<br />Karen Horney<br />Anna Freud<br />Melanie Klein<br />K. Koffka<br />John Watson<br />Françoise Dolto<br />Frederick Perls<br />
  19. 19. As informações abordadas nas sessões são sigilosas? <br />Sim. O sigilo profissional é uma das condições impostas pelo Código de Ética Profissional do Psicólogo.<br />Wilhem Wundt<br />Sigmund Freud<br />Anna Freud<br />Jacques Lacan<br />Karen Horney<br />Frederick Perls<br />John Watson<br />Melanie Klein<br />K. Koffka<br />Françoise Dolto<br />

×