Princípios em ecologia 1 (2014)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Princípios em ecologia 1 (2014)

on

  • 75 views

ecologia

ecologia

Statistics

Views

Total Views
75
Views on SlideShare
75
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
4
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Princípios em ecologia 1 (2014) Princípios em ecologia 1 (2014) Presentation Transcript

  • Serviço Público Federal Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) Universidade Federal do Rio Grande (FURG) Curso de Educação Ambiental aperfeiçoamento 180h Grupo de Pesquisa Política, Natureza e Cidade. Tutor: Biol. Marcelo Gomes marcelosul2015@gmail.com Módulo 3
  • A ecologia — palavra proveniente do grego oikos ("lar") — é o estudo do Lar Terra. Mais precisamente, é o estudo das relações que interligam todos os membros do Lar Terra. O termo foi introduzido em 1866 pelo biólogo alemão Ernst Haeckel, que o definiu como "a ciência das relações entre o organismo e o mundo externo circunvizinho Ecologia A investigação de todas as relações do animal com seu ambiente orgânico e inorgânico; incluindo acima de tudo suas relações amigáveis com aqueles animais e plantas com os quais ele entra em contato direto ou indireto. Economia da Natureza
  • Ecologia • Durante os últimos anos a Ecologia tem-se tornado cada vez mais uma integrada Ciências Naturais Ciências Sociais A Ecologia é uma ciência aplicada pois relaciona o comportamento humano com a estrutura e função dos Ecossistemas Ciência Exata, pois pesquisa em Ecologia utiliza os conceitos instrumentais Matemática Física Química
  • Ecossistema, definição: • O ecossistema é a unidade básica na ecologia pois inclui: os organismo ambiente abiótico OBS: cada um desses fatores influencia na propriedade do outro. manutenção da vida! Água (propriedades térmicas) Substâncias dissolvidas e nutrientes. Disponibilidade de luz (fotossíntese) Temperatura Concentração de íons Hidrogênio Umidade Salinidade
  • Os três reinos funcionais da Natureza (tipo de nutrição) 1. Produtores – organismos autotróficos 2. Fagótrofos – organismos heterótrofos: organismos que ingerem outros animais 3. Saprotrofos ou decompositores, principalmente bactérias e fungos
  • 11Princípios de Ecologia - M.2013  Astronave  Reabastecimento?  Sistema de Reaproveitamento de Energia Solar  Reciclagem de matéria
  • 12Princípios de Ecologia - M.2013  Número de passageiros vem aumentando (exponencial)  Médio/longo prazo sérios problemas para manutenção da população.
  • 13Princípios de Ecologia - M.2013 1)O que nos mantém vivos. O que é uma sociedade sustentável? 2)Quão rápido a população humana está crescendo? 3)Crescimento econômico x desenvolvimento econômico? 4) Tipos de recursos da Terra? 5) Causas básicas dos problemas ambientais e como elas se interelacionam? 6) Quais os efeitos nocivos da pobreza e da riqueza no meio ambiente?
  • 16Princípios de Ecologia - M.2013
  • 17Princípios de Ecologia - M.2013
  • 18Princípios de Ecologia - M.2013 A concentração populacional: A Ásia abriga mais de 60% da população mundial, com quase quatro bilhões. A China e a Índia sozinhas têm 21% e 17% respectivamente. Essa marca é seguida por África com 840 milhões de pessoas, 12,7% da população mundial. Os 710 milhões de pessoas da Europa correspondem a 10,8% da população mundial. A América do Norte tem uma população de 514 milhões (8%), a América do Sul, 371 milhões (5,6%) e a Oceania em torno de 60 milhões (0,9%).
  • Google imagens
  • Google imagens Quando excedemos a taxa de reposição natural de um recurso, as provisões disponíveis começam a diminuir – esse processo é conhecido como degradação ambiental.
  • “Podemos evitar ou desacelerar as perdas da biodiversidade concentrando nossos esforços na proteção de áreas críticas, onde á uma ameaça imediata à biodiversidade. (Miller 2007)