SEMINÁRIO DE LITERATURA - ÉRICO VERÍSSIMO

  • 3,274 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
3,274
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
95
Comments
1
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Érico Veríssimo " A vida começa todos os dias.”."
  • 2. Biografia- Aos 10 anos Érico criou uma “revista”,Caricatura na qual fazia desenhos escrevia pequenas notas.- Aos 13 ele já lia autores nacionais como Aluísio de Azevedo e Joaquim Manoel Macedo e estrangeiros como Waltter Scott.- Durante o tempo que trabalhou no armazém de seu tio,Veríssimo transcreveu obras de Euclides da Cunha e Machado de Assis e tomou um grande gosto por música lírica.- Em 27,Érico conheceu sua futura esposa Mafalda e então aos 15 anos eles noivaram (1929).Neste mesmo ano ele publicou seu primeiro texto :Um conto de natal,na revista “Cruz Alta em Revista”. 2
  • 3. Década de 1930• Érico deixa sua esposa Mafalda e vai a porto alegre.• Veríssimo é contratado como secretário de redação da Revista Globo.• Em seus tempos livres encontrava-se com intelectuais da época como Mário Quintana.• Em 31 com uma instabilidade financeira melhor,Érico volta a Cruz Alta e se casa com Mafalda.• Deste casório nascem :Clarissa Veríssimo e o também escritor Luís Fernando Veríssimo.• Para aumentar seu orçamento Érico fez traduções de obras inglesas para o português e escrevia para edições dominicais dos jornais Diário de Notícias.• Em 38, é publicada sua primeira obra de repercussão nacional e internacional :Olhai os lírios do campo. 3
  • 4. Década de 1940- Em 1940 Érico publica Saga que é considerado por ele mesmo sua pior obra.- Em 1943, foi com a família aos Estados Unidos para lecionar aulas de Literatura Brasileira na Universidade da Califórnia em Berkeley.- Foi em 1947 que Veríssimo publicous sua obra-prima,a trilogia O Tempo e o Vento.(3 volumes)- Do primeiro volume O Continente saíram alguns personagens primordias e bastante populares como Ana Terra e o Capitão Cambará. 4
  • 5. Década de 1950- Em 1950, Érico escreve o segundo volume da trilogia O tempo e o Vento,intitulado O Retrato.Esta obra foi descrito pelo próprio autor como pior que a primeira obra.- Em 1957, em Porto Alegre, Érico tenta mais uma vez escrever o último volume de O Tempo e o Vento, chamado O Arquipélago, mas acaba dando início a México, narrando sua viagem àquele país.- Outra tentativa de finalizar O Arquipélago ocorre em janeiro de 1958, infrutífera. Em abril do mesmo ano, ele relata ter sentido algum problema no coração. 5
  • 6. Década de 1960 e 1970- Em 1961 Érico sofre seu primeiro infarto. Após um repouso absoluto, volta a trabalhar na obra O Arquipélago. Quando decide viajar à Grécia com a esposa em 1962, Érico entrega O Arquipélago pronto para ser publicado.- Em 1965, Érico publicou o romance O Senhor Embaixador, no qual refletia sobre os descaminhos da América Latina.- Neste mesmo ano ganhou o prêmio Jabuti (prêmio literário mais importante do Brasil) 6
  • 7. Algumas ObrasOlhai os Lírios do Campo O ArquipélagoSaga O Senhor EmbaixadorO Continente MéxicoO Retrato Clarissa 7
  • 8. Prêmios e títulos- Prêmio Machado de Assis, da Cia. Editora Nacional, em 1934, por Música ao longe.- Prêmio Fundação Graça Aranha por Caminhos cruzados- Título Doutor Honoris Causa, em 1944, pelo Mills College, de Oakland, Califórnia, onde dava aulas de Literatura e História do Brasil.- Prêmio Machado de Assis, em 1954, concedido pela Academia Brasileira de Letras, pelo conjunto de sua obra- Título de Cidadão de Porto Alegre, em 1964, conferido pela Câmara de Vereadores daquela cidade.- Prêmio Jabuti – Categoria Romance, da Câmara Brasileira de Livros, em 1965, pelo livro O senhor embaixador.- Prêmio Intelectual do Ano (Troféu Juca Pato), em 1968, concedido pela Folha de São Paulo e pela União Brasileira de Escritores. 8
  • 9. Poema de Drummond a Érico• A falta de Erico Verissimo que tarda - como tarda! a clarear o mundo. Falta alguma coisa no Brasil depois da noite de sexta-feira. Falta um boné, aquele jeito Falta aquele homem no manso, escritório aquela ternura contida, óleo a tirar da máquina elétrica a derramar-se lentamente. o destino dos seres, Falta o casal passeando no a explicação antiga da terra. trigal. Falta uma tristeza de menino Falta um solo de clarineta. bom caminhando entre adultos na esperança da justiça 9
  • 10. Grupo• Marcella Gomes de Souza Fernandes – nº 20 • Lucas Barbosa Pereira –nº16 • Thiago Teixeira – nº 30 10