Imperialismo e Primeira Guerra Mundial

20,246 views
19,982 views

Published on

Aula sobre Imperialismo e Primeiro Guerra Mundial.

1 Comment
6 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
20,246
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
233
Comments
1
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Imperialismo e Primeira Guerra Mundial

  1. 1. Primeira Guerra Mundial e Imperialismo
  2. 2. Imperialismo
  3. 3. As razões da supremacia da Europa <ul><li>1ª potência econômica do mundo: </li></ul><ul><ul><li>Dominava grande parte das trocas comerciais mundiais </li></ul></ul><ul><ul><li>Tinha a maior parte da frota marítima do mundo </li></ul></ul><ul><ul><li>Tinha a maior parte da produção industrial </li></ul></ul><ul><ul><li>A maior parte dos investimentos mundiais eram europeus </li></ul></ul>
  4. 4. As razões da supremacia da Europa <ul><li>Econômicas: procura de matérias-primas (para as indústrias européias) e de novos locais para escoar os produtos europeus </li></ul><ul><li>Políticas: desejo de afirmação política e de aumento do poder militar </li></ul><ul><li>Culturais: os europeus consideravam que tinham a missão de civilizar os povos não europeus (consideravam-se superiores, tendo, portanto, um sentimento racista) </li></ul><ul><li>Aumento do peso demográfico da Europa graças à melhoria das condições de vida; escoamento de excedente populacional. </li></ul>
  5. 5. A partilha de África <ul><li>Viagens de exploradores no interior de África, continente até então praticamente desconhecido (presença dos europeus até então limitava-se ao litoral) </li></ul><ul><li>Conferência de Berlim (1884-1885): </li></ul><ul><li>Objetivo: regularizar a ocupação de África e prevenir mal entendidos e conflitos </li></ul><ul><li>Medidas: princípio da ocupação efetiva </li></ul>
  6. 6. O IMPERIALISMO A Revolução Industrial do século XVIII (Grã-Bretanha) A busca de matérias primas em maior quantidade e menor preço: Com este objetivo acentua-se o domínio de regiões ainda não controlada pelo capitalismo. Estimula a divulgação do liberalismo econômico influenciando a independência de países da América Latina. Neste caso a idéia de independência apresenta-se como forma de reorganização do mercado mundial - principalmente - nos aspectos relacionados ao fornecimento de matéria prima. O capitalismo - tem como características - o surgimento de crises cíclicas (superprodução industrial) além da necessidade de busca de novos locais para a aplicação de capitais. Aparecimento do capital financeiro
  7. 7. CARACTERÍSTICAS DO IMPERIALISMO MONOPOLISTA Concentração da produção em grandes empresas com milhares de operários. Com o monopólio acabam por surgir disputas entre as potências, originando guerras e disputas imperialistas. A política econômica dos estados industrializados é aplicada - através das empresas internacionais - nos países mais pobres. Esta característica de monopólio industrial também é notado no setor bancário fortalecendo o capital financeiro
  8. 8. O sistema de controle imperialista criou - nos países dominados - um modelo econômico caracterizado por: * Políticas econômicas nacionais voltadas para as necessidades dos grupos monopolistas * Dependência do capital financeiro dos países imperialistas para saneamento dos deficts decorrentes da balança comercial desfavorável. * Atraso no processo de industrialização Dependência dos produtos industrializados produzidos nos mesmos países consumidores da matéria prima A diferença entre os preços dos produtos primários e industrializados e eventual desvalorização das mercadorias exportadas geravam uma dependência direta dos países colonizados.
  9. 12. <ul><li>A Primeira Guerra Mundial (1914 – 1918) foi um conflito no qual se envolveram países de todos os continentes. </li></ul><ul><li>Foi um conflito de proporções nunca antes vistas, apesar de toda a tragédia humana, representou também um grande avanço tecnológico. </li></ul>Primeira Guerra Mundial
  10. 13. Trincheiras Aviões Carros Tanques Metralhadoras Submarinos
  11. 14. <ul><li>A corrida imperialista por territórios e mercados durante todo o século XIX gerou violentas rivalidades entre as potências européias. No início do século XX, essas rivalidades cresceram, pois cada país, como a Inglaterra, a Alemanha e a França, buscava conservar ou ampliar seu império colonial na África e na Ásia. </li></ul><ul><li>Essas rivalidades imperialistas estão entre as principais razões da Primeira Guerra Mundial, um conflito que envolveu países de quase todo o mundo. </li></ul>
  12. 15. Motivos que levaram a guerra <ul><li>Disputas pela posse de colônias na Ásia e na África. </li></ul><ul><li>A Corrida armamentista e o crescimento da Alemanha. </li></ul><ul><li>Os nacionalismos radicais. </li></ul><ul><li>As alianças feitas entre os países. </li></ul><ul><li>1. A partir de 1870, as nações européias, vivendo uma grave crise econômica, procuravam com o domínio da África e da Ásia, superar suas dificuldades e retornar ao crescimento. </li></ul><ul><li>2. Partilha das terras entre Inglaterra e França. </li></ul><ul><li>3. Japão e E.U.A (Processo de industrialização. </li></ul><ul><li>4. Não havia mais terras no Globo a serem partilhadas. (85% das terras já tinham dono). </li></ul>
  13. 16. Alemanha <ul><li>A ALEMANHA progrediu de modo extraordinário após sua unificação. No início do século XX, era uma das principais potências industriais do globo.Mas como a Alemanha demorou a entrar na corrida imperialista, quando o fez o mundo já estava praticamente dividido entre as outras potências, sobre tudo a INGLATERRA e a FRANÇA . Os alemães passaram,então, a pressionar estes países para que cedessem territórios da África e Ásia. </li></ul>
  14. 17. Inglaterra <ul><li>A INGLATERRA liderava o comércio marítimo internacional e tinha como principal rival, no campo econômico, a ALEMANHA . </li></ul>
  15. 18. Alemanha X Inglaterra
  16. 19. França <ul><li>A França era uma antiga rival da Alemanha, pois tinha perdido uma região riquíssima em minério de ferro e carvão (Alsácia-Lorena) para a Alemanha na Guerra Franco-Prussiana (1870 – 1871). E por isso, sonhava com uma revanche contra os alemães. </li></ul>
  17. 20. A questão dos paises balcânicos <ul><li>Outra razão da Primeira Guerra Mundial foi a política expansionista da Rússia , que se arrogava o direito de defender e proteger as pequenas nações eslavas da Península Balcânica. </li></ul><ul><li>Essa política baseava-se no pan-eslavismo (movimento contrário à penetração de idéias ocidentais e defensor da originalidade da história e dos valores russos. </li></ul>
  18. 21. Países Bálcãs
  19. 22. <ul><li>O mundo daquela época repousava sobre um barril de pólvora. </li></ul>
  20. 23. <ul><li>A Corrida armamentista e o crescimento da Alemanha. </li></ul><ul><li>Clima hostil entre os países europeus. </li></ul><ul><li>Corrida armamentista e naval entre os países. </li></ul><ul><li>Crescimento alemão que assustava a potência da Inglaterra. </li></ul><ul><li>Conceito de “Paz Armada”. </li></ul><ul><li>Os nacionalismos radicais. </li></ul><ul><li>1. Inglaterra – Os ingleses são os povos mais civilizados do mundo e, portanto, os outros povos deveriam se curvar a eles. </li></ul><ul><li>2. Alemanha – Acreditava-se que o espírito alemão era o mais puro possível (pan-germanismo). </li></ul><ul><li>3. Rússia – Superioridade Russa sobre os povos eslavos (poloneses, croatas, sérvios ). (pan-eslavismo). </li></ul>
  21. 24. <ul><li>Com o objetivo de unir as forças e isolar os rivais,as nações europeias fizeram vários acordos e alianças entre si, de tal modo que, em 1907, a Europa estava dividida em dois blocos antagônicos: </li></ul><ul><li>A Tríplice Aliança: Alemanha, Itália e Império Austro-Húngaro) e a Tríplice Entente: Inglaterra, França e Rússia). </li></ul>
  22. 25. Atentado de Saravejo <ul><li>Faltava apenas um incidente para a guerra começar. O incidente ocorreu em um domingo, na cidade de Saravejo, capital da Bósnia. </li></ul><ul><li>Dois nacionalistas sérvios, que tinham como objetivo libertar a região do domínio austríaco, assassinaram a tiros o herdeiro do trono da Áustria-Hungria, Francisco Ferdinando. </li></ul>
  23. 26. <ul><li>1914: Atentado em Sarajevo </li></ul><ul><li>No dia 28 de junho de 1914, um atentado na capital da província austríaca da Bósnia-Herzegovina matou o arquiduque Francisco Ferdinando e sua esposa, Sofia Chotek.   </li></ul><ul><li>O atentado acabou deflagrando a Primeira Guerra Mundial. Foi um estudante sérvio chamado Gavrilo Princip, de 19 anos, pertencente a uma associação secreta conhecida como Mão Negra, quem assassinou o arquiduque Francisco Ferdinando, herdeiro do trono da Áustria, e sua esposa. </li></ul><ul><li>O atentado, ocorrido na cidade de Sarajevo, na Bósnia, culminou com a declaração de guerra contra a Sérvia por parte do Império Austro-Húngaro. Os países europeus foram, um a um, arrastados para o conflito, que durou quatro anos, de 1914 a 1918. </li></ul><ul><li>Francisco Ferdinando foi morto a tiros, a curta distância, enquanto passeava por Sarajevo. A visita era uma tentativa do império, com sede em Viena, de demonstrar força na capital bósnia. </li></ul><ul><li>Princip era um dos sete conspiradores espalhados em pontos nevrálgicos da cidade de Sarajevo. Eram todos jovens, entre 17 e 20 anos, membros do movimento nacionalista que pretendia uma Grande Sérvia e inimigos da monarquia dos Habsburg. 1914: Atentado em Sarajevo   </li></ul>
  24. 27. Guerra de Movimento.
  25. 28. <ul><li>Guerra de Movimentos 1914 -1915. </li></ul><ul><li>1. O governo do Império Austríaco envia um ultimato ao governo da Sérvia com exigências absurdas. Após uma série de incidentes, o ultimato foi recusado. Assim, a Sérvia foi invadida em 28 de julho de 1914. </li></ul><ul><li>2. O Império Russo, devido a política do pan-eslavismo, correu em defesa da Sérvia, atacando o Império Austríaco. Isso levou a Alemanha a declarar guerra aos russos, o que, por sua vez, serviu de pretexto para a França declarar guerra á Alemanha. </li></ul><ul><li>3.Para invadir a França, os alemães violaram a neutralidade da Bélgica, o que levou a Inglaterra a intervir. </li></ul>
  26. 29. <ul><li>Alianças </li></ul><ul><li>1. A Bulgária e o Império Otomano aliam-se á Alemanha. </li></ul><ul><li>2. A Grécia e a Romênia aliam-se aos franceses e ingleses. </li></ul><ul><li>3. A Itália muda de lado e alia-se em 1915 aos ingleses e franceses. </li></ul><ul><li>4. O Japão entra na guerra ao lado da Tríplice Entente </li></ul>
  27. 30. <ul><li>Principais batalhas </li></ul><ul><li>Batalha de Marne, onde os franceses conseguiram deter o avanço alemão. </li></ul><ul><li>Batalha de Tannemberg, onde os alemães venceram os russos. </li></ul>
  28. 31. Guerra de Trincheiras. <ul><li>Nesta fase os exércitos adversários procuravam firmar suas posições com o objetivo de vencer o adversário por meio de desgaste progressivo de suas tropas. Os exércitos da Inglaterra e da França, de um lado,e o da Alemanha ,de outro lado,tomaram posições em trincheiras desde o mar do Norte ate a fronteira da Suíça. </li></ul>
  29. 35. Guerra marítima Início da guerra marítima. Primeira batalha naval ocorreu em Jutlândia entre as marinhas inglesa e alemã. A Alemanha dá início á guerra submarina, afundando todos os navios inimigos que tentassem desembarcar mantimentos ou soldados no continente. <ul><ul><ul><ul><ul><li>Navios de países neutros foram afundados. E isso serviu de pretexto para os Estados unidos declarassem guerra à Alemanha, pois alguns de seus navios foram afundados. </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  30. 36. <ul><li>Começa-se o emprego de aviões para despejar bombas nos inimigos. </li></ul>
  31. 37. <ul><li>Em virtude da paz selada com os russos, os alemães deslocaram suas tropas para a frente ocidental e lançaram uma poderosa e ofensiva apoiada pela aviação e pela artilharia pesada no inicio de 1918.Recomeçava a “guerra de movimento”.Mas os países da Entente conseguiram reagir e venceram as forças alemãs na segunda batalha do Marne, forçando seu recuo .O passo seguinte seria invadir o território alemão. </li></ul>
  32. 38. Fim da Guerra. <ul><li>A Alemanha tenta uma ataque a França, mas é barrada na segunda batalha de Marne. Assim, em novembro de 1918, o governo alemão aceitava os termos de sua rendição incondicionalmente. </li></ul><ul><li>Ao fim da grande guerra, o aviação militar, os canhões, os tanques tinham provado sua eficiência.O saldo trágico de mortes da primeira guerra mundial foi cerca de 8 milhões de mortos e 20 milhões de mutilados.Considerando humilhante a paz que lhes foi imposta em Versalhes, os alemães passaram a alimentar um grande ódio e um desejo de vingança em relação aos vencedores, sobretudo no que dizia em respeito a França. Tudo isso favoreceu o ressurgimento de movimentos ultranacionalistas na Alemanha e lançou a semente de um outro conflito a Segunda Guerra Mundial. </li></ul>
  33. 39. O Tratado de Versalhes <ul><li>Ao final da guerra algumas nações foram mais prejudicadas que as outras, dentre elas a Alemanha e a Áustria, as mesmas tiveram que pagar inúmeras penalidades </li></ul>
  34. 40. <ul><li>Tratado de Versalhes </li></ul><ul><li>Acordo feito entre os vencedores e a Alemanha. </li></ul><ul><li>Perda de territórios </li></ul><ul><li>Nesse acordo, a Alemanha deveria entregar várias partes de seus territórios aos aliados. </li></ul><ul><li>2. Desarmamento </li></ul><ul><li>A Alemanha seria desarmada e ficava proibida de ter forças armadas. Só poderia ter 100 mil soldados (voluntários) e apenas seis navios. </li></ul><ul><li>3. Perda de colônias </li></ul><ul><li>Todas as colônias alemãs foram passadas para a Inglaterra, França e Japão. </li></ul><ul><li>4. Responsabilidade </li></ul><ul><li>A Alemanha era considerada responsável pelo conflito, devendo pagar uma pesada indenização a todos os vencedores. </li></ul>
  35. 41. Como ficou o mundo após a 1ª Grande Guerra
  36. 42. A Liga das nações <ul><li>Após a Guerra foi organizada a Liga das Nações, por iniciativa do presidente Wilson dos E.U.A. Tratava-se de um organismo internacional, cujo objetivo maior deveria ser a preservação da paz mundial. A Rússia, a Alemanha e os E.U.A não participaram desta liga. </li></ul>
  37. 43. O Pós Guerra <ul><li>A Rússia e a Alemanha foram excluídas temporariamente do círculo das grandes nações. </li></ul><ul><li>Com o desmembramento do Império Austro-Húngaro, surgiram a Hungria, a Iugoslávia, a Tchecoslováquia e a Polônia. </li></ul><ul><li>Na América, os E.U.A consolidaram-se como principal potência, e, na Ásia, o Japão despontava como um grande país industrializado. </li></ul><ul><li>De um modo geral, a guerra provocou o declínio da Europa e a ascensão dos E.U.A. </li></ul>

×