Usabilidade 1 - Conceitos

4,024 views
3,910 views

Published on

Aula para a disciplina Engenharia de Usabilidade

Pós-Graduação em Engenharia de Software Centrada em Métodos Ágeis

Prof. Marcello de Campos Cardoso
www.mcardoso.com.br
Maio 2011

Published in: Design
1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
4,024
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
238
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • Usabilidade 1 - Conceitos

    1. 1. aula 01Engenharia de Software CentradaUsabilid em Métodos Ágeis Marcello de Campos Cardoso |www.mcardoso.com.br | mcardoso@gmail.com
    2. 2. Engenharia deCarga horária: 32h/a UsabilidadeProfessorMarcello de Campos Cardoso‣ Especialista em Design de Interação pela PUC MG‣ Professor na PUC e UNA‣ Sócio/consultor na Latitude14‣ Mentor de Usabilidade na Aceleradora‣ 11 anos de mercado.EmentaDefinições e aplicação de Usabilidade, Design Centrado no Usuário e Design de Interação.Aplicação de técnicas de pesquisa de design, prototipação de soluções alternativas,avaliação e testes de interfaces de sistemas. Workshops em metodologias e técnicas.ObjetivosIntroduzir conceitos e processos essenciais para integração de equipes de criação edesenvolvimento na elaboração de produtos interativos complexos.
    3. 3. Engenharia deBibliogra a Usabilidade SAFFER, Dan; Designing for interaction. Berkeley, New Riders, 2010. PREECE, Jennifer; ROGERS, Yvone; SHARP, Helen. Design de interação: além da interação homem-computador. Porto Alegre: Bookman, 2005. KUNIAVSKY, Mike. Observing the User Experience. San Francisco, MKP, 2003. NORMAN, Donald. O design do dia a dia. New York, Basic Books, 1988. NIELSEN, Jakob. LORANGER, Hoa. Usabilidade na Web. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007. KRUG, Steve. Não me faça pensar: uma abordagem de bom senso à usabilidade da WEB. São Paulo: Alta Books, c2006. MEMÓRIA, Felipe. Design para Internet – projetando a experiência perfeita, Rio de Janeiro: Campus/Elsevier, 2005.
    4. 4. Engenharia deReferências online Usabilidade www.useit.com www.acm.org www.interactions.acm.org www.upassoc.org www.cooper.com www.slideshare.net/dansaffer www.slideshare.net/LaneHalley
    5. 5. Plano de curso1ª aula Introdução a Usabilidade: conceitos, origem (DCU, IHC), aplicação (IxD),2ª aula metas de usabilidade, princípios de design, estudo de casos, benefícios, ciclos de vida de desenvolvimento (cascata x ágil), técnicas (overview).3ª aula Técnica de Modelagem: Personas ágeis (workshop)4ª aula Story Mapping (workshop)5ª aula Perguntando a especialistas: Análise Heurística, As 10 heurísticas de Nielsen (workshop)6ª aula Projetando a interface: Task Flow + Prototipação rápida (workshop)7ª aula Testes de usabilidade (workshop - roteiro)8ª aula Testes de usabilidade (workshop - aplicação)
    6. 6. O que éusabilidade ?
    7. 7. O que éusabilidade?Não é uma coisa,
    8. 8. O que éusabilidad e?Não é uma coisa, ou processo.
    9. 9. O que éusabilidad e?Não é uma coisa, ou processo.
    10. 10. Design = Projeto
    11. 11. Design = Projeto negócio
    12. 12. Design = Projeto negóciopessoas
    13. 13. Design = Projeto negóciopessoas tecnologia
    14. 14. OXO - Good Grips | Chaleira
    15. 15. OXO - Good Grips |Escovas de limpeza
    16. 16. YI | Sound Invention
    17. 17. Mushroom Chopper
    18. 18. Resource Furniturehttp://www.youtube.com/watch?v=dAa6bOWB8qY
    19. 19. twitter
    20. 20. existe produto perfeito?
    21. 21. existe produto perfeito? perfeito pra quem?
    22. 22. “perfeito” = adequado
    23. 23. adequado é...
    24. 24. adequado é... divertido ou barato ou eficiente ou útil ou fácil ou chique
    25. 25. adequado é... divertido ou barato ou eficiente ou útil ou fácil ou chique... ou tudo isso
    26. 26. tablets da microsoft (2001): fracasso de vendas
    27. 27. iPad da Apple (2010): 15 milhões vendidos em 1 ano
    28. 28. facebook
    29. 29. basecamp
    30. 30. basecamp M VP Miminum Viable Product
    31. 31. O que éusabilidade mesmo?
    32. 32. O que é usabilidade mesmo?Segundo Jeffrey Rubin (Handbook of Usability Testing):
    33. 33. O que é usabilidade mesmo?Segundo Jeffrey Rubin (Handbook of Usability Testing):Um conjunto de quatro fatores reunidos em um dispositivo:
    34. 34. O que é usabilidade mesmo?Segundo Jeffrey Rubin (Handbook of Usability Testing):Um conjunto de quatro fatores reunidos em um dispositivo: 1.Capacidade de ser usado com sucesso; (utilidade, eficácia)
    35. 35. O que é usabilidade mesmo?Segundo Jeffrey Rubin (Handbook of Usability Testing):Um conjunto de quatro fatores reunidos em um dispositivo: 1.Capacidade de ser usado com sucesso; (utilidade, eficácia) 2.Facilidade de ser usado; (objetividade, eficiência)
    36. 36. O que é usabilidade mesmo?Segundo Jeffrey Rubin (Handbook of Usability Testing):Um conjunto de quatro fatores reunidos em um dispositivo: 1.Capacidade de ser usado com sucesso; (utilidade, eficácia) 2.Facilidade de ser usado; (objetividade, eficiência) 3.Capacidade de o usuário aprender a usar o dispositivo de forma simples e rápida; (fácil compreensão e aprendizado)
    37. 37. O que é usabilidade mesmo?Segundo Jeffrey Rubin (Handbook of Usability Testing):Um conjunto de quatro fatores reunidos em um dispositivo: 1.Capacidade de ser usado com sucesso; (utilidade, eficácia) 2.Facilidade de ser usado; (objetividade, eficiência) 3.Capacidade de o usuário aprender a usar o dispositivo de forma simples e rápida; (fácil compreensão e aprendizado) 4.Provocar satisfação visual ao usuário (experiência)
    38. 38. O que éusabilidade mesmo?
    39. 39. O que é usabilidade mesmo?Segundo Jakob Nielsen (Usability Engineering):
    40. 40. O que é usabilidade mesmo?Segundo Jakob Nielsen (Usability Engineering):Um conjunto de proporiedades de uma interface que reúne osseguintes componentes:
    41. 41. O que é usabilidade mesmo?Segundo Jakob Nielsen (Usability Engineering):Um conjunto de proporiedades de uma interface que reúne osseguintes componentes: 1.Fácil aprendizado;
    42. 42. O que é usabilidade mesmo?Segundo Jakob Nielsen (Usability Engineering):Um conjunto de proporiedades de uma interface que reúne osseguintes componentes: 1.Fácil aprendizado; 2.Eficiência;
    43. 43. O que é usabilidade mesmo?Segundo Jakob Nielsen (Usability Engineering):Um conjunto de proporiedades de uma interface que reúne osseguintes componentes: 1.Fácil aprendizado; 2.Eficiência; 3.Capacidade de memorização;
    44. 44. O que é usabilidade mesmo?Segundo Jakob Nielsen (Usability Engineering):Um conjunto de proporiedades de uma interface que reúne osseguintes componentes: 1.Fácil aprendizado; 2.Eficiência; 3.Capacidade de memorização; 4.Baixo índice de erros;
    45. 45. O que é usabilidade mesmo?Segundo Jakob Nielsen (Usability Engineering):Um conjunto de proporiedades de uma interface que reúne osseguintes componentes: 1.Fácil aprendizado; 2.Eficiência; 3.Capacidade de memorização; 4.Baixo índice de erros; 5.Satisfação e prazer ao uso
    46. 46. O que éusabilidade mesmo?
    47. 47. O que é usabilidade mesmo?“Facilidade de uso, e facilidade de aprendizado” -Albert Badre(Shaping Web Usability)
    48. 48. O que é usabilidade mesmo?“Facilidade de uso, e facilidade de aprendizado” -Albert Badre(Shaping Web Usability)“Capacidade, em termos funcionais humanos, de um sistema serusado com facilidade e de forma eficiente” -Brian Shackel(Usability)
    49. 49. O que é usabilidade mesmo?“Facilidade de uso, e facilidade de aprendizado” -Albert Badre(Shaping Web Usability)“Capacidade, em termos funcionais humanos, de um sistema serusado com facilidade e de forma eficiente” -Brian Shackel(Usability)“Princípios de design que quando seguidos dão respostas aosusuários tornando o uso dos dispositivos mais fácil” -DonNorman (O Design do dia-a-dia)
    50. 50. O que éusabilidade mesmo?
    51. 51. O que é usabilidade mesmo?“Pensar em usabilidade é pensar em produtos fáceis de usar” –Jesse James Garrett (The Elements of User Experience)
    52. 52. O que é usabilidade mesmo?“Pensar em usabilidade é pensar em produtos fáceis de usar” –Jesse James Garrett (The Elements of User Experience)“Fator que assegura que os produtos sejam fáceis de usar,eficientes e agradáveis” - Preece, Rogers e Sharp (Design deInteração)
    53. 53. O que é usabilidade mesmo?“Pensar em usabilidade é pensar em produtos fáceis de usar” –Jesse James Garrett (The Elements of User Experience)“Fator que assegura que os produtos sejam fáceis de usar,eficientes e agradáveis” - Preece, Rogers e Sharp (Design deInteração)“A ciência de aplicação de metodologias ao design para a criaçãode dispositivos fáceis de usar, de fácil aprendizado e que sejamúteis com o menor índice de desconforto possível” - MarkPearrow (Web Site Usability Handbook)
    54. 54. O que éusabilidade mesmo?
    55. 55. O que é usabilidadeISO 9126 - 1991 mesmo?
    56. 56. O que é usabilidadeISO 9126 - 1991 mesmo?“Esforço necessário para seu uso e para o julgamento individualde tal uso.”
    57. 57. O que é usabilidadeISO 9126 - 1991 mesmo?“Esforço necessário para seu uso e para o julgamento individualde tal uso.”ISO 9241, 11 - 1998
    58. 58. O que é usabilidadeISO 9126 - 1991 mesmo?“Esforço necessário para seu uso e para o julgamento individualde tal uso.”ISO 9241, 11 - 1998“Capacidade de um produto ser usado por usuários específicospara atingir objetivos específicos com eficácia, eficiência esatisfação em um contexto específico de uso.”
    59. 59. O que é usabilidade mesmo?em 1 definições, vezes aparece as palavras “facilidade” ou “fácil”. 0
    60. 60. O que é usabilidade mesmo?É o atributo quedefine a facilidade de uso de algo.
    61. 61. O que é usabilidade mesmo?quem define o que é“fácil” de ser usado?
    62. 62. Um poucode história
    63. 63. 1960 - 1970 | Inspeção de softwareVoltado a qualidade do código: encontrar e corrigir bugs.Modelo wartefall: processos ao final do trabalho realizado.Estudos do tipo tempo/erro: caros e pouco informativos.
    64. 64. 1980 | IHC e DCUGradualmente o hardware evoluiu permitindo softwares robustos e interfacescomplexas e o uso em novos nichos. Surge o computador pessoal.Para produzir produtos com funcionalidades e interfaces adequadas, nascem doiscampos de estudo: Interface Humano-Computador e Design Centrado no usuário.
    65. 65. 1982 | InterfaceHumano-Computador (IHC)
    66. 66. 1982 | Interface Humano-Computador (IHC)Campo de estudos que surgiu em 1982 no congresso “HumanFactors in Computing Systems”, realizado por psicólogoscognitivos principalmente.Características: ciência da computação com foco nos aspectossociais, cognitivos e comportamentais.
    67. 67. 1986 | Design Centrado no Usuário (DCU)
    68. 68. 1986 | Design Centrado no Usuário (DCU)Design Centrado no Usuário (DCU) é o campo de estudo quereúne metodologias de design nos quais o público-alvo de umproduto ou serviço influencia as diretrizes e requisitos dosistema.
    69. 69. 1986 | Design Centrado no Usuário (DCU)Design Centrado no Usuário (DCU) é o campo de estudo quereúne metodologias de design nos quais o público-alvo de umproduto ou serviço influencia as diretrizes e requisitos dosistema.Termo cunhado por Norman enquanto trabalhava como pesquisador na UniversidadeCalifornia San Diego (UCSD), no artigo User-Centered System Design: NewPerspectives on Human-Computer Interaction (Norman & Draper, 1986) e popularizadoem 1988 no popular Psychology of everyday things (mais tarde rebatizado como Thedesign of everyday things).
    70. 70. Design Centrado no Usuário (DCU)
    71. 71. Design Centrado no Usuário (DCU)“…é uma filosofia baseada nas necessidades e interesses do usuário, com ênfase emfazer produtos usáveis e inteligíveis.” – Donald Norman
    72. 72. Design Centrado no Usuário (DCU)“…é uma filosofia baseada nas necessidades e interesses do usuário, com ênfase emfazer produtos usáveis e inteligíveis.” – Donald Norman“A filosofia por trás do Design Centrado no Usuário é simplesmente esta: O usuáriosabe mais. Pessoas que utilizarão um produto ou serviço sabem de suas necessidades,metas e preferências, e é papel do designer descobrir isto e projetar para eles.” – DanSaffer
    73. 73. Design Centrado no Usuário (DCU)“…é uma filosofia baseada nas necessidades e interesses do usuário, com ênfase emfazer produtos usáveis e inteligíveis.” – Donald Norman“A filosofia por trás do Design Centrado no Usuário é simplesmente esta: O usuáriosabe mais. Pessoas que utilizarão um produto ou serviço sabem de suas necessidades,metas e preferências, e é papel do designer descobrir isto e projetar para eles.” – DanSaffer“...é uma abordagem ao design que fundamenta o processo em informações sobre aspessoas que usarão o produto. Processos de UCD focam em usuários através deplanejamento, design e desenvolvimento do produto.” – Usability ProfessionalsAssociation (UPA)
    74. 74. Design Centrado no Usuário (DCU)“…é uma filosofia baseada nas necessidades e interesses do usuário, com ênfase emfazer produtos usáveis e inteligíveis.” – Donald Norman“A filosofia por trás do Design Centrado no Usuário é simplesmente esta: O usuáriosabe mais. Pessoas que utilizarão um produto ou serviço sabem de suas necessidades,metas e preferências, e é papel do designer descobrir isto e projetar para eles.” – DanSaffer“...é uma abordagem ao design que fundamenta o processo em informações sobre aspessoas que usarão o produto. Processos de UCD focam em usuários através deplanejamento, design e desenvolvimento do produto.” – Usability ProfessionalsAssociation (UPA)“...é um estabelecido processo usado pela IBM e muitas outras organizações paraprover produtos que atendam as expectativas dos usuários.” – IBM
    75. 75. Design Centrado no Usuário (DCU)“…é uma filosofia baseada nas necessidades e interesses do usuário, com ênfase emfazer produtos usáveis e inteligíveis.” – Donald Norman“A filosofia por trás do Design Centrado no Usuário é simplesmente esta: O usuáriosabe mais. Pessoas que utilizarão um produto ou serviço sabem de suas necessidades,metas e preferências, e é papel do designer descobrir isto e projetar para eles.” – DanSaffer“...é uma abordagem ao design que fundamenta o processo em informações sobre aspessoas que usarão o produto. Processos de UCD focam em usuários através deplanejamento, design e desenvolvimento do produto.” – Usability ProfessionalsAssociation (UPA)“...é um estabelecido processo usado pela IBM e muitas outras organizações paraprover produtos que atendam as expectativas dos usuários.” – IBM“...é focar o design no usuário, simples assim.” – Peter J. Bogaards
    76. 76. Design Centrado no Usuário (DCU)
    77. 77. Design Centrado no Usuário (DCU)USUÁRIOS
    78. 78. Design Centrado no Usuário (DCU)USUÁRIOSdevemos perguntá-los como fazer nosso trabalho?
    79. 79. Design Centrado no Usuário (DCU)a princípio, não.
    80. 80. Design Centrado no Usuário (DCU)Devemos identificar seus padrões decomportamento e projetarmos soluções adequadas.
    81. 81. para isso precisamosde critérios e ferramentas.
    82. 82. 1988 | Engenharia de Usabilidade
    83. 83. 1988 | Engenharia de UsabilidadeO termo foi cunhado por John Bennett (IBM) e John Whiteside(Digital Equipment Corporation) em alguns artigos em 1988. Aprincípio era chamado de “Engenharia de Usabilidade”.
    84. 84. 1988 | Engenharia de UsabilidadeO termo foi cunhado por John Bennett (IBM) e John Whiteside(Digital Equipment Corporation) em alguns artigos em 1988. Aprincípio era chamado de “Engenharia de Usabilidade”.Abordagem qualitativa e prática de desenvolvimento de produtos,orientada para a qualidade e focada em: definição de tarefas,prototipação e avaliação iterativa (Whiteside, Bennett, &Holtzblatt,1988).
    85. 85. 1990 | Design de InteraçãoBill Morgride, diretor da IDEO, sintetizou no livro Designing forInteractions uma série de metodologias de design + comunicaçãousadas e aprimoradas na empresa para a elaboração de produtosúteis e usáveis.
    86. 86. Espaço do Design de InteraçãoEste campo multidisciplinar centraliza eintegra as diversas áreas de conhecimentorelacionadas a interação entre artefato /usuários
    87. 87. Por que Design de Interação?
    88. 88. Por que Design de Interação?Projetar dispositivos e interfaces usáveis vai além de evitar erros: um projetobem pesquisado, planejado, desenvolvido e testado pode agregar valor ao uso,negócio ou mesmo mudar totalmente a natureza do produto/sistema para outramelhor e mais adequada. “...Design de Interação não é apenas sobre corrigir problemas; diz respeito a facilitar interações entre pessoas de uma maneira mais rica, profunda e melhor - ou seja, encontrar novas formas de melhor conectar as pessoas e tornar o mundo um lugar melhor.” -Dan Saffer
    89. 89. o b rig d o ! a Este arquivo contém a apresentação realizada por Marcello de Campos Cardoso, em maio de 2011, para a disciplina Engenharia de Usabilidade ministrada no curso de especialização Engenharia de Software Centrada em Métodos Ágeis, no Centro Universitário UNA.

    ×