• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Newton Paiva - DI - Aula 02
 

Newton Paiva - DI - Aula 02

on

  • 859 views

Apresentação realizada por Marcello de Campos Cardoso em Outubro de 2011 para a disciplina Design, usabilidade e arquitetura de informação, ministrada no curso de especialização em Pós ...

Apresentação realizada por Marcello de Campos Cardoso em Outubro de 2011 para a disciplina Design, usabilidade e arquitetura de informação, ministrada no curso de especialização em Pós Graduação em Marketing Digital no Centro Universitário Newton Paiva.

Statistics

Views

Total Views
859
Views on SlideShare
859
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
57
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Newton Paiva - DI - Aula 02 Newton Paiva - DI - Aula 02 Presentation Transcript

    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso aula 02/06 Conversando com usuários Questionários e entrevistas Pós Graduação em Marketing Digital Design, usabilidade e arquitetura de informação Marcello de Campos Cardoso | www.mcardoso.com.br | mcardoso@gmail.comFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Plano de curso 1ª Introdução a Usabilidade: conceitos, origem (DCU, IHC), aplicação (IxD), tipos de design, metas de usabilidade, princípios de design. 2ª Conversando com usuários: Questionários e entrevistas 20pts 3ª Técnica de Modelagem: Personas ágeis (workshop) 20pts 4ª Projetando a interface: Task Flow + Prototipação rápida (workshop) 20pts 5ª Perguntando a especialistas: As 10 heurísticas de Nielsen (workshop) 20pts 6ª Percurso cognitivo: Avaliando tarefas 20ptsFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso recapitulando..Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Usabilidade é objetivo ...é atributo que define a facilidade de uso Design de interação é metodologia ...métodos e técnicas para criar produtos mais usáveis Design Centrado no Usuário é abordagem ...é aplicar técnicas envolvendo o usuárioFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Metas de Usabilidade 1. Utilidade 2. Eficácia 3. Eficiência 4. Segurança 5. Facilidade de aprendizado 6. Facilidade de lembrar como se usaFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Princípios de Design 1. Visibilidade 2. Feedback 3. Restrições 4. Mapeamento 5. Consistência 6. AffordanceFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Ciclo de vida do produto to jam isa to en o ne qu çã en lvim lida pla pes vo sen va deFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Ciclo de vida do produto isa nto qu me s a pe nej pla Validar e descobrir novas DEMANDASFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Pesquisa é minerar dados e colher informações.Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso ( Dados vs. Informações )Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso ( “Possuímos 6 mil cadastros femininos.” Isso é um dado. )Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso ( 6 mil fem / 3 mil masc = 2/3 fem Isso é um informação. )Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso ( Informação são dados tratados. )Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Informações Ajudam a evitar problemas clássicos de escopo de projetoFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Não há receita de bolo, mas princípios. 1. Desenvolvedor ≠ usuário 2. Dados ≠ informações 3. Mais informação = menor chance de insucesso 4. Arquétipo ≠ clichêFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso O usuário elástico “Quem vai usar isso? - Todo Mundo!” usuário avançado / usuário iniciante ≠ usuário realFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Design auto-referenciado FUBU/FYBMFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso ( FUBU = for us by us )Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso ( FUBU = for us by us )Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso ( FUBU = for us by us )Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Casos extremos Feature creep, feature bloat ou featuritis. É o excesso de ferramenta. Pajé demais pra pouco índio. Remédio: Story Mapping!Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Para evitar dor de cabeça..Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Para evitar dor de cabeça.. isa nto qu me s a pe nej plaFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Algumas técnicas de pesquisa: ‣ Avaliação do SAC, feedback, ‣ Análise métrica, ‣ Benchmarking, ‣ Etnografia online, ‣ Entrevistas, ‣ Questionários, ‣ etc...Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello CardosoFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello CardosoFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello CardosoFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello CardosoFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Etnografia online + personas Persona: Otávio Luiz • 23 anos; • Cursa Engenharia; • Eco turista; • Envia vídeos para o YT. Otávio Luiz, de 23 anos, graduando em Engenharia. Mora com os pais e possui um computador em seu quarto. Aproveita seus feriados realizando pequenas viagens ao interior para andar de bicicleta com amigos, quase sempre registrando o passeio em sua máquina digital. Gosta de compartilhar seus vídeos em um fórum de interessados em eco-turismo, portanto é usuário colaborador do YouTube.Friday, October 28, 2011
    • Entrevistas Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso explorando a campoFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Entrevistas explorando a campo Podem ser pensadas como uma conversação com um propósito. (Kahn e Cannel, “The dynamics of interviewing”, 1957)Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Entrevistas explorando a campo Dividem em 4 tipos 1. Não estruturadas (open ended. escopo aberto) 2. Estruturadas (escopo fechado) 3. Semi-estruturadas (adaptáveis) 4. Focus group - (Conduzida por tópicos) quanto + exploratórias, + aberto o escopoFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Entrevistas explorando a campo Regrinhas de ouro - antes 1. Elabore um roteiro 2. Prepare um termo de confidencialidade e consentimento 3. Certifique se tudo está impresso antes de começar 4. Verifique e teste equipamento de gravação (Robson, “Real World Research”, 1993)Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Entrevistas explorando a campo Teste piloto - antes Realize a entrevista para validar perguntas, estrutura, tempo. Adapte e refaça o teste piloto se necessário.Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Entrevistas explorando a campo Regrinhas de ouro - durante 1. SIGA o roteiro! 2. Vista e comporte +/- como o entrevistado 3. Apresente-se cordialmente 4. Explique o objetivo da pesquisa 5. Peça que assine os termos (confidencialidade e consentimento) continua... >Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Entrevistas explorando a campo Regrinhas de ouro - durante 6. Avise então que começará a gravar 7. Informe que o participante pode desistir a qualquer momento 8. Inicie a gravação.Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Entrevistas explorando a campo Regrinhas de ouro - depois Agradeça ao participante e pergunte se há algo que ele gostaria de acrescentar.Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Chame o entrevistado pelo nome. E comece por perguntas fáceis, mesmo que você saiba a resposta.#1Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Vamos começar? Qual o maior constrangimento profissional que você já passou na sua vida?#1Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Então Camila, você fez alguma viagem recentemente?#1Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Evite perguntas longas! Treine seu poder de síntese e clareza.#2Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Na atual conjuntura sócio- econômica e política do Brasil contemporâneo, qual sua perspectiva acerca da realidade singular musical do proto-gueto das comunidades cariocas?#2Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso O que você acha do samba- de-roda tradicional carioca?#2Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Evite sentenças compostas difíceis de entender e de anotar as respostas#3Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso O que você acha deste tipo de portal de notícias, e comparado a outros tipos de portais?#3Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso O que você acha deste portal de notícias?#3Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso E comparado a outros tipos de portais?#3Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Evite jargões e termos técnicos que o entrevistado pode desconhecer e não admitir por constrangimento#4Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso O que você pensa sobre uma StartUp realizar Pivot tecnológico antes do lançamento de seu MVP?#4Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso O que você acha sobre uma empresa mudar o foco do seu produto antes de lançá-lo?#4Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Evite tendenciamento e suposições. Tenha bom-senso. Busque sempre a neutralidade em seu tom e suas palavras.#5Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Quais as coisas que você mais gosta nessa área do portal?#5Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso O que você acha desta área do portal?#5Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Busque uma consistência narrativa A ordem das perguntas influencia as respostas#6Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso #6 Qual sua pretenção salarial para daqui a 2 anos? 8 mil. Você fuma!?Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Entrevistas explorando a campo Entrevistas não ou semi-estruturadas 1. Tenha um objetivo claro, uma agenda 2. Estruture os temas que precisa abordar em tópicosFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Entrevistas explorando a campo Entrevistas não ou semi-estruturadas vantagens desvantagens geram dados ricos exigem mais experiência levam a descobertas disruptivas levam tempo pra serem analisadas (dados desestruturados)Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Entrevistas explorando a campo Focus Group (entrevistas em grupo) 1. De 3 a 10 participantes, representativos dos grupos em estudo 2. Um orientador dirige os tópicos de discussãoFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Entrevistas explorando a campo Focus Group (entrevistas em grupo) vantagens desvantagens Explora o contexto social e a O Lead user pode ser um interação entre os envolvidos problema (ambiente, contexto) É prático para validar uma ideia O recrutamento é complicado, já com um grupo de mercado. que a agenda de muitos é consideradaFriday, October 28, 2011
    • Questionários Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso validando hipótesesFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Questionários Validando hipóteses oferecem quase sempre opções fechadas de respostas quanto + objetivo, + fechado o escopoFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Questionários Validando hipóteses Vantagens 1. São mais fáceis de serem analisados 2. Podem abranger um maior número de questões, por serem mais objetivos 3. São replicados com maior facilidadeFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Questionários Validando hipóteses Vantagens 4. Ajudam a definir subgrupos (Ex: grupo internautas. Qual subgrupo? Experiente, intermediário ou iniciante?) 5. Podem ser projetados com variações para cada grupo específico 6. Questionários longos podem ser subdivididos em partes para facilitar preenchimentoFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Questionários Validando hipóteses Cuidado com as faixas de respostas! Podem se sobrepor Podem faltar a) 10-20 a) 500 e 1 mil b) 20-30 b) 2 e 3 mil c) 30-40 c) 4 e 5 mil d) 40-50 d) Acima de 6 milFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Questionários Validando hipóteses Cuidado com as faixas de respostas!Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Questionários Validando hipóteses Respostas também podem ser binárias... 1. sim/não 2.curti/não curtiFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Questionários Validando hipóteses ...ou analógicas.Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Questionários Validando hipóteses Cuidados com questionários Evite respostas com escalas negativas Qual sua nota para o sorvete de Pistache? a) -2 b) -1 c) 0 d) 1 e) 2Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Questionários Validando hipóteses Escala Likert Afirmativas curtas seguidas de uma escala bipolar de respostas graduais. 1. Gosto do meu cereal ao leite bem crocante pela manhã. a) Concordo plenamente b) Concordo c) Não concordo nem discordo d) Discordo e) Discordo plenamenteFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Questionários Validando hipóteses Escala Likert Use número par se quiser forçar um posicionamento 1. Gosto do meu cereal ao leite bem crocante pela manhã. a) Concordo plenamente b) Concordo c) Discordo d) Discordo plenamenteFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Questionários Validando hipóteses Escala Likert Use o mesmo número de afirmações positivas e negativas. Se vai misturá-las ou agrupá-las, é seu critério, e as opiniões são divididas entre os autores sobre isto.Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Questionários Validando hipóteses Escala de diferencial semântico Menos utilizada que as escalas likert, utilizam adjetivos opostos, normalmente em uma grade. O usuário deve marcar a posição que melhor representa sua opinião para cada item.Friday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Interpretando dados 1. Procure padrões e tendências 2. Para menos de 60 participantes, respostas com número reais. Para mais, porcentagens. 3. Para interpretar entrevistas, é ideal manter alguma métrica ou códigoFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso Exercício em grupo (até 5) - 15ptsFriday, October 28, 2011
    • Design, usabilidade e arquitetura de informação / Marcello Cardoso igad o! o br Este arquivo contém a apresentação realizada por Marcello de Campos Cardoso, em Outubro de 2011, para a disciplina Design, usabilidade e arquitetura de informação, ministrada no curso de Pós Graduação em Marketing Digital no Centro Universitário Newton Paiva.Friday, October 28, 2011