Projeto Informacional

5,465 views
5,308 views

Published on

Published in: Business, Technology
1 Comment
5 Likes
Statistics
Notes
  • Oi, meu nome é Tiago Aleff. E eu tenho que fazer um projeto informacional, mas eu nao sei qual são os tópicos que precisa pesquisar. Esse é um projeto para um braço eletropneumatico e não sei quais os tópicos pesquisar. Meu emai é tyagopk@hotmail.com, se alguém puder me dar uma luz. Obrigado.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
5,465
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
5
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projeto Informacional

  1. 1. Projeto informacional Macrofase de Desenvolvimento Universidade Federal da Paraíba Campus I – Centro de Tecnologia Curso de Graduação em Engenharia de Produção Prof. MSc. Marcel de Gois Pinto
  2. 2. Até o presente momento foi visto que...
  3. 3. Até o presente momento foi visto que...  Durante o pré-desenvolvimento, são realizados
  4. 4. Até o presente momento foi visto que  Durante o pré-desenvolvimento, são realizados Pré PE dos Produtos Gates >> Planejamento Projeto
  5. 5. Até o presente momento foi visto que  Durante o pré-desenvolvimento, são realizados Pré PE dos Produtos Gates >> Planejamento Projeto
  6. 6. Até o presente momento foi visto que  Durante o pré-desenvolvimento, são realizados Pré Entrada PE dos Produtos  Planejamento estratégico da corporação Gates >>  Plano estratégico da unidade de Planejamento negócios Projeto Saída  Portfólio de produtos (conjunto)  Minuta de projeto (individualizada)
  7. 7. Até o presente momento foi visto que  Durante o pré-desenvolvimento, são realizados Pré PE dos Produtos Gates >> Planejamento Projeto
  8. 8. Até o presente momento foi visto que  Durante o pré-desenvolvimento, são realizados Pré Entrada PE dos Produtos  Portfólio de produtos (conjunto) Gates >>  Minuta de projeto (individualizada) Planejamento Saída Project charter Projeto  Plano do projeto Declarações de escopo Estimativas de custo, prazos... Plano de gestão do projeto
  9. 9. 1 O que é o projeto informacional
  10. 10. 1 O que é o projeto informacional  O objetivo deste é, a partir das informações até o momento coletadas, desenvolver
  11. 11. 1 O que é o projeto informacional  O objetivo deste é, a partir das informações até o momento coletadas, desenvolver  Orientam a geração de soluções  São a base para que se montem os critérios de avaliação INFORMAÇÕES-META  Orientam a tomada de decisão  Buscam o entendimento claro e completo do problema a ser enfrentado
  12. 12. 1 O que é o projeto informacional  Envolve as seguintes atividades
  13. 13. 1 O que é o projeto informacional  Envolve as seguintes atividades Atualizar o Plano do Projeto Informacional Idéia do produto Revisar e atualizar o escopo do produto Detalhar ciclo de vida e definir clientes Identificar os requisitos Projeto dos clientes do produto Informacional Definir requisitos do produto Definir especificações Especificações-Meta meta  Requisitos com valores meta  Informações adicionais qualitativas Monitorar viabilidade econômica
  14. 14. 1 O que é o projeto informacional  Envolve as seguintes atividades Atualizar o Plano do Projeto Informacional Idéia do produto Revisar e atualizar o escopo do produto Detalhar ciclo de vida e definir clientes Identificar os requisitos Projeto dos clientes do produto Informacional Definir requisitos do produto Definir especificações Especificações-Meta meta  Requisitos com valores meta  Informações adicionais qualitativas Monitorar viabilidade econômica
  15. 15. 2 Atualizar o Plano do Projeto Informacional
  16. 16. 2 Atualizar o Plano do Projeto Informacional  Analisar o plano de projeto atual  Analisar e sintetizar as novas condições para a realização do projeto  Atualizar e detalhar o escopo do projeto  Atualizar e detalhar as, atividades, os responsáveis, os prazos e o cronograma  Atualizar e detalhar recursos necessários  Atualizar estimativa de orçamento do projeto
  17. 17. 2 Atualizar o Plano do Projeto Informacional  Atualizar, monitorar, valorar e definir novos indicadores de desempenho  Analisar a viabilidade econômico-financeira do projeto  Avaliar novos riscos  Atualizar plano de comunicação  Planejar, atualizar e preparar novas aquisições e atualizar os critérios de passagem dos gates
  18. 18. 3 Revisar e atualizar o escopo do produto
  19. 19. 3 Revisar e atualizar o escopo do produto  Consiste na realização das seguintes atividades
  20. 20. 3 Revisar e atualizar o escopo do produto  Consiste na realização das seguintes atividades Análise do problema de projeto Analisar tecnologias disponíveis Pesquisar padrões, normas, patentes Pesquisar concorrentes similares
  21. 21. 3 Revisar e atualizar o escopo do produto  Consiste na realização das seguintes atividades Análise do problema de projeto Analisar tecnologias disponíveis Pesquisar padrões, normas, patentes Pesquisar concorrentes similares
  22. 22. 3 Revisar e atualizar o escopo do produto  Consiste na realização das seguintes atividades  O escopo do produto contém os Análise do problema de projeto objetivos e restrições?  O escopo contém informações Analisar tecnologias disponíveis adicionais necessárias para a busca de novas informações mais Pesquisar padrões, normas, patentes detalhadas?  Rever e detalhar informações do Pesquisar concorrentes similares planejamento estratégico: volume, desejos dos clientes etc.  Informações sobre componente, materiais, fornecedores
  23. 23. 3 Revisar e atualizar o escopo do produto  Consiste na realização das seguintes atividades Análise do problema de projeto Analisar tecnologias disponíveis Pesquisar padrões, normas, patentes Pesquisar concorrentes similares
  24. 24. 3 Revisar e atualizar o escopo do produto  Consiste na realização das seguintes atividades  Rever informações do PE de Análise do problema de projeto produtos  Continuidade da vigilância Analisar tecnologias disponíveis tecnológica  Novas pesquisas para Pesquisar padrões, normas, patentes complementar e aprofundar conhecimentos Pesquisar concorrentes similares  Considerar também tecnologias de produção
  25. 25. 3 Revisar e atualizar o escopo do produto  Consiste na realização das seguintes atividades Análise do problema de projeto Analisar tecnologias disponíveis Pesquisar padrões, normas, patentes Pesquisar concorrentes similares
  26. 26. 3 Revisar e atualizar o escopo do produto  Consiste na realização das seguintes atividades  Garantir atendimento a Análise do problema de projeto dispositivos legais  Identificar aquilo que é Analisar tecnologias disponíveis protegido legalmente Pesquisar padrões, normas, patentes Pesquisar concorrentes similares
  27. 27. 3 Revisar e atualizar o escopo do produto  Consiste na realização das seguintes atividades Análise do problema de projeto Analisar tecnologias disponíveis Pesquisar padrões, normas, patentes Pesquisar concorrentes similares
  28. 28. 3 Revisar e atualizar o escopo do produto  Consiste na realização das seguintes atividades  Tipicamente identificada com a Análise do problema de projeto engenharia reversa Analisar tecnologias disponíveis Pesquisar padrões, normas, patentes Pesquisar concorrentes similares
  29. 29. 3 Revisar e atualizar o escopo do produto  Consiste na realização das seguintes atividades  Relaciona-se, também, com a Análise do problema de projeto identificação de oportunidades Analisar tecnologias disponíveis Pesquisar padrões, normas, patentes Pesquisar concorrentes similares
  30. 30. 4 Detalhar ciclo de vida e definir clientes
  31. 31. 4 Detalhar ciclo de vida e definir clientes  O ciclo de vida fornece uma definição gráfica da história do produto
  32. 32. 4 Detalhar ciclo de vida e definir clientes  O ciclo de vida fornece uma definição gráfica da história do produto Desenvolvimento Lançamento Crescimento Maturidade Declínio Vendas Vendas Fluxo de caixa Lucro Tempo
  33. 33. 4 Detalhar ciclo de vida e definir clientes  O ciclo de vida fornece uma definição gráfica da história do produto Desenvolvimento Lançamento Crescimento Maturidade Declínio Vendas Vendas Fluxo de caixa Lucro Tempo Clientes “inovadores”
  34. 34. 4 Detalhar ciclo de vida e definir clientes  O ciclo de vida fornece uma definição gráfica da história do produto Desenvolvimento Lançamento Crescimento Maturidade Declínio Vendas Vendas Fluxo de caixa Lucro Tempo “Prontos adotadores”
  35. 35. 4 Detalhar ciclo de vida e definir clientes  O ciclo de vida fornece uma definição gráfica da história do produto Desenvolvimento Lançamento Crescimento Maturidade Declínio Vendas Vendas Fluxo de caixa Lucro Tempo Clientes tipo “Maioria inicial”
  36. 36. 4 Detalhar ciclo de vida e definir clientes  O ciclo de vida fornece uma definição gráfica da história do produto Desenvolvimento Lançamento Crescimento Maturidade Declínio Vendas Vendas Fluxo de caixa Lucro Tempo Clientes fiéis
  37. 37. 4 Detalhar ciclo de vida e definir clientes  Modelo de ciclo de vida em espiral
  38. 38. 4 Detalhar ciclo de vida e definir clientes  Modelo de ciclo de vida em espiral Projeto Descarte Projeto Conceitual Projeto Detalhado Desativação/ Especificações Reciclagem meta Fabricação Escopo do produto Montagem e Manutenção Embalagem Setores e Consumo Setores Produtivos (Clientes externos) (Clientes internos) Armazenagem Função Uso Transporte Pré- Desenvolvimento Compra Venda Projeto Setores de Mercado Informacional (Clientes intemediários)
  39. 39. 5 Identificar os requisitos do cliente
  40. 40. 5 Identificar os requisitos do cliente  Podem analisador com o diagrama de Kano
  41. 41. 5 Identificar os requisitos do cliente  Podem analisador com o diagrama de Kano Cliente satisfeito excitação Desempenho Desempenho Pobre Excelente básico Cliente insatisfeito
  42. 42. 5 Identificar os requisitos do cliente  Podem analisador com o diagrama de Kano Cliente satisfeito excitação Desempenho Desempenho Pobre Excelente básico O cliente não verbaliza, mas se faltar ele ficará insatisfeito Cliente insatisfeito
  43. 43. 5 Identificar os requisitos do cliente  Podem analisador com o diagrama de Kano Cliente satisfeito O cliente não esperava, é surpreendido excitação Desempenho Desempenho Pobre Excelente básico O cliente não verbaliza, mas se faltar ele ficará insatisfeito Cliente insatisfeito
  44. 44. 5 Identificar os requisitos do cliente  Podem analisador com o diagrama de Kano Cliente satisfeito Quanto maior o desempenho, maior a O cliente não satisfação esperava, é surpreendido excitação Desempenho Desempenho Pobre Excelente básico O cliente não verbaliza, mas se faltar ele ficará insatisfeito Cliente insatisfeito
  45. 45. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas
  46. 46. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas Identificar necessidades Agrupá-las e classificá-las Definir requisitos Valorar os requisitos
  47. 47. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas Identificar necessidades Agrupá-las e classificá-las Definir requisitos Valorar os requisitos
  48. 48. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas Geralmente são linguísticas Identificar necessidades Agrupá-las e classificá-las Definir requisitos Valorar os requisitos
  49. 49. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas Geralmente são linguísticas Identificar necessidades  Saudável Agrupá-las e classificá-las Definir requisitos Valorar os requisitos
  50. 50. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas Geralmente são linguísticas Identificar necessidades  Fácil de manusear Agrupá-las e classificá-las Definir requisitos Valorar os requisitos
  51. 51. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas Geralmente são linguísticas Identificar necessidades  Ser um combo (muitas funções) Agrupá-las e classificá-las Definir requisitos Valorar os requisitos
  52. 52. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas Geralmente são linguísticas Identificar necessidades  Fácil de abrir Agrupá-las e classificá-las Definir requisitos Valorar os requisitos
  53. 53. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas Os métodos para ter essas informações Identificar necessidades são os mesmos do PE de produtos Agrupá-las e classificá-las Definir requisitos Valorar os requisitos
  54. 54. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas Os métodos para ter essas informações Identificar necessidades são os mesmos do PE de produtos  Listas de verificação, enquetes Agrupá-las e classificá-las  Observação direta Definir requisitos  Grupos de foco Valorar os requisitos  Experimentos controlados
  55. 55. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas  Identifica similaridades Identificar necessidades  Agrupa similaridades Agrupá-las e classificá-las  Elimina repetições Definir requisitos  Elimina necessidades sem relevância Valorar os requisitos
  56. 56. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas Necessidades identificadas são escritas em Identificar necessidades requisitos  Desempenho funcional Agrupá-las e classificá-las Definir requisitos Valorar os requisitos
  57. 57. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas Necessidades identificadas são escritas em Identificar necessidades requisitos  Fatores humanos Agrupá-las e classificá-las Definir requisitos Valorar os requisitos
  58. 58. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas Necessidades identificadas são escritas em Identificar necessidades requisitos  Confiabilidade Agrupá-las e classificá-las Definir requisitos Valorar os requisitos
  59. 59. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas Necessidades identificadas são escritas em Identificar necessidades requisitos  Ecologicamente correto Agrupá-las e classificá-las Definir requisitos Valorar os requisitos
  60. 60. 5 Identificar os requisitos do cliente  A ideia por trás desta análise é identificar necessidades que surpreendam os clientes  Atividades a serem realizadas  Os diferentes requisitos são valorados Identificar necessidades  Isto significa atribuir pesos com Agrupá-las e classificá-las relação à sua importância  Fase de julgamento (subjetiva) Definir requisitos Valorar os requisitos
  61. 61. 6 Definir os requisitos do produto  Definidos os requisitos do produto, deve-se verificar se atendem os requisitos dos clientes  No exemplo anterior, qual requisito definido levava a uma impressora mais fácil de instalar? Plug and Play
  62. 62. 6 Definir os requisitos do produto  Os requisitos do cliente já definidos ainda não têm características mensuráveis do produto  Deve-se buscar agora uma linguagem técnica de engenharia (dizer em números) Requisito do cliente Requisito do produto  Quantidade de portas  Conexão universal  Drivers na internet  Plug and play Fácil instalação  Software tutorial
  63. 63. 7 Definir especificações-meta do produto  São parâmetros quantitativos e mensuráveis que o produto projetado deverá ter  Além de unidades, deverão haver valores-meta  Nesse momento deve haver uma identificação de correlação entre os requisitos do produto
  64. 64. 7 Definir especificações-meta do produto  Uma das técnicas mais conhecidas é o QFD (Quality Function Deployment) Matriz de Correlação 7 Requisitos 4 do Produto 1 2 5 3 Importância Requisitos Matriz de Benchmark dos Clientes Relacionamentos Competitivo Quantificação dos 6 Requisitos do Produto
  65. 65. 7 Definir especificações-meta do produto  Uma das técnicas mais conhecidas é o QFD (Quality Function Deployment) Matriz  Consiste nos “quês” de Correlação 7 Requisitos do Produto 4  O que os clientes esperam que o produto faça 1 2 5 3  Utilidade do produto Importância Requisitos Matriz de Benchmark dos Clientes Relacionamentos Competitivo Quantificação dos 6 Requisitos do Produto
  66. 66. 7 Definir especificações-meta do produto  Uma das técnicas mais conhecidas é o QFD (Quality Function Deployment) Matriz  Pesos de cada um dos de Correlação 7 requisitos do cliente Requisitos 4 do Produto 1 2 5 3 Importância Requisitos Matriz de Benchmark dos Clientes Relacionamentos Competitivo Quantificação dos 6 Requisitos do Produto
  67. 67. 7 Definir especificações-meta do produto  Uma das técnicas mais conhecidas é o QFD (Quality Function Deployment) Matriz  Comparação do produto de Correlação 7 com os concorrentes Requisitos 4 do Produto  Dá uma medida de posição 1 2 5 3 no mercado Importância Requisitos Matriz de Benchmark dos Clientes Relacionamentos Competitivo Quantificação dos 6 Requisitos do Produto
  68. 68. 7 Definir especificações-meta do produto  Uma das técnicas mais conhecidas é o QFD (Quality Function Deployment) Matriz  Refere-se ao produto de Correlação 7 atendendo o cliente Requisitos 4 do Produto  São os “comos” 1 2 5 3 Importância Requisitos Matriz de Benchmark dos Clientes Relacionamentos Competitivo Quantificação dos 6 Requisitos do Produto
  69. 69. 7 Definir especificações-meta do produto  Uma das técnicas mais conhecidas é o QFD (Quality Function Deployment) Matriz  São feitas as correlações de Correlação 7 entre “quês” e “comos” Requisitos 4 do Produto  As relações podem existir 1 2 5 3 ou não Importância Requisitos Matriz de Benchmark dos Clientes Relacionamentos Competitivo  Se existem, podem ser fracas ou fortes Quantificação dos 6 Requisitos do Produto
  70. 70. 7 Definir especificações-meta do produto  Uma das técnicas mais conhecidas é o QFD (Quality Function Deployment) Matriz  Essa quantificação formará de Correlação 7 o conjunto de especificações Requisitos do Produto 4 do produto em projeto 1 2 5 3 Importância Requisitos Matriz de Benchmark dos Clientes Relacionamentos Competitivo Quantificação dos 6 Requisitos do Produto
  71. 71. 7 Definir especificações-meta do produto  Uma das técnicas mais conhecidas é o QFD (Quality Function Deployment) Matriz  Relação existente entre os de Correlação 7 requisitos do produto Requisitos 4 do Produto  Pode ser positiva ou 1 2 5 3 negativa Importância Requisitos Matriz de Benchmark dos Clientes Relacionamentos Competitivo  Se negativa, cuidado deve- se ter com os trade-offs Quantificação dos 6 Requisitos do Produto
  72. 72. 7 Definir especificações-meta do produto  Uma das técnicas mais conhecidas é o QFD (Quality Function Deployment)  Comparação entre QFD e as atividades de Projeto informacional N Campo do QFD Atividades de Projeto Informacional 1 Requisito dos clientes 2 Importância dos requisitos Identificar requisitos dos clientes do produto 3 Benchmarking 4 Requisitos do produto Definir os requisitos do produto 5 Correlação entre (1) e (4) Valor-meta dos requisitos 6 do produto Definir especicações-meta do produto 7 Correlação entre (7) e (7)
  73. 73. Projeto informacional Macrofase de Desenvolvimento Universidade Federal da Paraíba Campus I – Centro de Tecnologia Curso de Graduação em Engenharia de Produção Prof. MSc. Marcel de Gois Pinto

×