Your SlideShare is downloading. ×
Maravilhas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Maravilhas

2,792
views

Published on

http://www.denadaummuito.blogspot.com/

http://www.denadaummuito.blogspot.com/


0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,792
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Algumas maravilhas da Engenharia do Séc. XXI 1. Construção de uma usina eólica em mar aberto
  • 2. Construção de uma usina eólica em mar aberto A 20 km da costa da Dinamarca, há a Horns Rev, o maior parque eólico marinho do mundo. Tem 80 torres com 110 m. de altura e geram 160 MW total de energia, sobre a produção dos parques em terra,
  • 3. As fotografías seguintes mostram as paletas de cada “moinho de vento”, que medem 30m de comprimento e tem o tamanho de um avião. Transporte de uma paleta até o centro de montagem dos rotores Montagem de un rotor Transporte de um rotor até um local em mar aberto
  • 4. Montagem das torres que sustentam os rotores
  • 5. Uma vista do Complexo Eólico terminado
  • 6. Algumas maravilhas da Engenharia do Séc. XXI 2. A Rodovia Impossível
  • 7. A autopista do Ártico Localizado nos Territórios remotos do Noroeste, a rodovia entre Tibbitt e Contwoyto, o Canadá, é considerado como a rota mais perigosa no mundo. Ela entra nas regiões árticas e viaja mais de 500 quilômetros até chegar às minas gigantescas de diamantes do norte. O perigo delas reside no fato que 85% de sua viagem decaem em lagos frios, de forma que a camada de gelo pode arrombar qualquer momento e tragar aos caminhões que circulam para ela
  • 8. A rota só é passável pelos meses mais duros do inverno. Todos os anos, quando o gelo adquire bastante densidade, os times da companhia Nuna Logístics, máquinas gigantescas… … abrem uma rota de dúzias de metros de largura, equivalente a uma auto-estrada de oito grades que permitem o transporte de caminhões de até 70 toneladas para as minas.
  • 9. Mas apesar dos grandes recursos técnicos, a Natureza tem às vezes a última palavra…
  • 10. Algumas maravilhas da Engenharia do Séc. XXI 3. Titãns do Mar
  • 11. Apresentamos os maiores Super Cargueiros do Mundo Forma rara, não…? Usam para transportar coisas muito, mas muitos pesadas e grandes..
  • 12. Como plataformas petrolíferas...
  • 13. … plantas de liquefação de de gas natural… … estações militares de radar…
  • 14. … barcos e submarinos co problemas. (um barco em cima de outro barco, atípico, não ?
  • 15. Desejam saber como são carregados e descarregados? 1. A plataforma central do cargueiro semi- afunda no mar… 3. Depois, a plataforma central do cargueiro se 2. Então, o o outro eleva !! barco “estaciona”… SIMPLES, NÃO?
  • 16. Algumas maravilhas da Engenharia do Séc. XXI 4. Alucinacões sobre a água. Uma ponte ? Uma auto-estrada inundada ? O quû é isto, por Deus !
  • 17. Com quase um É uma ponte de água quilômetro e 32 que cruza o rio Elba metros de largura,a e permite o tráfego Ponde de Magdeburg de navios entre dois (na Alemanha) é uma dos maiores canais dessas engenhocas do país. Mais de 500 as quais se deve milhões de Euros e olhar duas vezes para seis anos de trabalho ter certeza de que permitiram esta realmente existe. imagem irreal !
  • 18. Quer dizer: É uma ponde cheia de água que cruza sobre um rio, além de passar navios, pasam também pessoas. (Perdão, o que disse?)
  • 19. Quer dizer: é como uma rua, porém com água a qual navegam barcos que não querem passar no rio debaixo, onde há os outros barcos que não querem usar a “rua” de cima. (Agora sim: tudo bem, gastaram milhões e anos de trabalho. Porém, onde estão os semáforos? Não os vejo!)

×