Escola de toronto [grupo 3 unip 2010]

6,418 views

Published on

7a aula 22/09- Apresentação do Grupo: Escola de Toronto- Masrshall MacLuhan

Published in: Education, Technology, Business
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
6,418
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
101
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Escola de toronto [grupo 3 unip 2010]

  1. 1. ESCOLA DE TORONTO MARSHALL MCLUHAN Disciplina Teorias e Técnicas da Comunicação Professora Mara Baroni Brasília, DF 29 de Setembro de 2010. Universidade Paulista UNIP
  2. 2. ALUNOS:  Euris Santos Araújo  Fernanda Barbosa da Cruz  Glauco Maciel  Jaynara Vidal de Vanconcelos  Lucélia Silva de Almeida Prado  Michelle Francis Mariano  Nicolas Costa Dantas  Pedro Bouzada de Carvalho  Regina Celly Freire de Carvalho  Thiago Pereira Campos A70004-8/Design Gráfico A70044-7/Design Gráfico A6485-9/Produção Audiovisual A71056-6/Design Gráfico A6580C-2/Design Gráfico A706II-8/Design Gráfico A6455H-5/Design Gráfico A6469B-1/Produção Audiovisual A45IEA-7/Produção Audiovisual A70119-2/Design Gráfico
  3. 3. INTRODUÇÃO:  Escola de Toronto  Marshall McLuhan  O Meio é a Mensagem  Aldeia Global
  4. 4. ESCOLA DE TORONTO  Originou-se no início da década de 1930, porém seu maior destaque se deu na década de 1950, com pesquisas de Marshall Mcluhan, Edmund Snow Carpenter e Northrop Frye.  Exploraram a tecnologia das comunicações e o modo como a tecnologia afeta o indivíduo.  Dificuldade de inserir estudos nas disciplinas já existentes.  Três temas – o foco sobre os efeitos e conseqüências das comunicações, ênfase na comunicação como um processo e não como estrutura, e um forte foco na tecnologia da comunicação, ou o “meio” .
  5. 5. CAMPUS CENTRAL DA UNIVERSIDADE DE TORONTO
  6. 6. MARSHALL MCLUHAN  Nasceu em 21 de Julho de 1911, em Edmonton, Canadá.  Professor de Literatura Inglesa e Doutor em Filosofia.  Inovou com suas pesquisas sobre Teoria da Comunicação.  Foi diretor do Centro de Cultura e Tecnologia da Universidade de Toronto de 1963-1980.  Considerado Teórico da Comunicação e Guru da Internet.  Popularizou a expressão ALDEIA GLOBAL.
  7. 7. Marshall McLuhan Meios Quentes Meios Frios
  8. 8.  A Galáxia de Gutenberg, 1962. Retrata a mudança de uma civilização moldada que utilizava os padrões de comunicação impressa para a contemporânea dominante dos meios de comunicação de base eletrônica.  Os Meios de Comunicação como Extensões do Homem, 1964. Conceitua os meios em “QUENTES” e “FRIOS”.  Escreveu, com Edward Carpenter, uma coletânea de artigos, traduzida como a Revolução em Comunicação, 1966.  Publicou O Meio é a Mensagem (junto a Quentin Fiore) e Guerra e Paz na Aldeia Global, 1967 e 1968. Para McLuhan, o efeito de um meio se torna mais forte e intenso porque o seu conteúdo é outro meio. O jornal impresso veicula notícias de modo diferente do rádio e da televisão. Principais Obras:
  9. 9. O MEIO É A MENSAGEM  Frase criada por Marshall McLuhan. Sua primeira aparição foi no livro Understanding Media: The Extensions Of Man (Os Meios de Comunicação como Extensões do Homem), publicado em 1964.  Marshall McLuhan, acreditava que o foco de estudo deveria ser o meio e não o conteúdo da mensagem.
  10. 10. CLASSIFICAÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO EM MASSA  Baseado no critério de redundância semântica, de alta ou baixa saturação de informações, é uma caracterização metafórica dos meios de comunicação.  MEIO “QUENTE” é aquele que prolonga nossos sentidos, em alta definição, e não permite participação da audiência (receptores), alienando e excluindo. Exemplos: o rádio, o cinema, a fotografia, a conferência.  MEIO “FRIO” permite maior participação do usuário (receptor) e tem baixa definição. Exemplos: a caricatura, a televisão, o debate.  O autor referia-se ao cinema como “conteúdo” da televisão, esse conteúdo são as obras dos escritores.
  11. 11. MEIOS QUENTES E FRIOS
  12. 12. Message: mensagem Mess age: era da bagunça Massage: massagem Mass age: era da massa
  13. 13. ALDEIA GLOBAL  A expressão está diretamente relacionada com o conceito de Globalização.  Corresponde à uma nova visão do mundo possível através do desenvolvimento das modernas tecnologias de informação e de comunicação e pela facilidade e rapidez dos meios de transporte.  Marshall afirmava que todos vivem em uma Aldeia Global.
  14. 14. “Eu não sou de modo algum interessado em classificar as formas culturais. Eu sou um metafísico, interessado na vida das formas e suas modalidades surpreendentes.” Marshall McLuhan
  15. 15. Fim BIBLIOGRAFIA ADAMI, ANTONIO / CARDOSO, HAYDÉE / HELLER, BARBARA., Mídia, Cultura, Comunicação.2, Ed. A&C, São Paulo, 2003. BELTRÃO, LUIZ / QUIRINO, NEWTON., Subsídios para uma Teoria da Comunicação de Massa, São Paulo, 1986. MATTELART, ARMAND e MICHELE., História das Teorias da Comunicação, Ed. Loyola, São Paulo, 2003. IVAN CARLO ANDRADE DE OLIVEIRA., Teoria da Comunicação, E. Virtual Books Online M&M Editores Ltda. Minas Gerais, 2003. McLUHAN, M., pesquisa do livro: Os meios de comunicação como extensões do homem. (understanding media, New York, 1964). McLUHAN, M., pesquisas sobre o livro: A Galáxia de Gutemberg. (The Gutemberg Galaxy, 1967) McLUHAN, M., pesquisas sobre o livro: Guerra e paz na aldeia global. (war and peace in the global village, 1969) REVISTA ApArte., The New York Times Book Review, 1968. REZENDE, MARCELO. McLuhan retorna a globalização (reportagem com Eric McLuhan que editou crítica das obras do pai escritor), São Paulo, Folha de São Paulo, Ilustrada, 2002. A Internet como Instrumento da Aldeia Global, Revista Católica. O conceito de Aldeia Global de McLuhan aplicado ao Webjornalismo. http://jornalismofef.pbworks.com/A-Escola-de-Toronto http://www1.folha.uol.com.br/mundo/794643-filho-de-iraniana-condenada-a-morte-diz-temer-sua-execucao-depois- do-ramada.shtml RELAÇÃO DE SITE DE INTERESSE: UNIVERSIDADE DE TORONTO, The McLuhan Program in Culture and Technology http://www.mcluhan.utoronto.ca/docs/ContactMcLuhanProgram.pdf www.mcluhan.org Virtual Maastricht McLuhan Instritute (VMMI) http://sumscorp.com/mcluhan_links/

×