EQW, lda | Av. D. Afonso Henriques n.º 42 | 3000-009 Coimbra | NIPC: 508 088 780



                                   REP...
25| JANEIRO |08                                                            O D e spert ar
                                ...
CIDADE DE COIMBRA                                                                              3            spert
        ...
25| JANEIRO |08                                                          O D e spert ar
                                  ...
ESPAÇO REPÓRTER                                                                               5           spert
          ...
25| JANEIRO |08                                                           O D e spert ar
                                 ...
O DISTRITO DE COIMBRA                                                                         7           spert
          ...
25| JANEIRO |08                                                            O D e spert ar
                                ...
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
O Despertar – 8469 – 25.01.2008
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

O Despertar – 8469 – 25.01.2008

2,760

Published on

Versão integral da edição n.º 8469 do semanário “O Despertar”, que se publica em Coimbra. Última edição do jornal referente à administração da família Sousa. O jornal, quase a completar 91 anos, foi entretanto vendido.

Para além de poderem ser úteis para o público em geral, estes documentos destinam-se a apoio dos alunos que frequentam as unidades curriculares de “Arte e Técnicas de Titular”, “Laboratório de Imprensa I” e “Laboratório de Imprensa II”, leccionadas por Dinis Manuel Alves no Instituto Superior Miguel Torga (www.ismt.pt).

Para saber mais sobre a arte e as técnicas de titular na imprensa, assim como sobre a “Intertextualidade”, visite http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm (necessita de ter instalado o Java Runtime Environment), e www.youtube.com/discover747

Visite outros sítios de Dinis Manuel Alves em www.mediatico.com.pt , www.slideshare.net/dmpa,
www.youtube.com/mediapolisxxi, www.youtube.com/fotographarte, www.youtube.com/tiremmedestefilme, www.youtube.com/discover747 ,
http://www.youtube.com/camarafixa, , http://videos.sapo.pt/lapisazul/playview/2 e em www.mogulus.com/otalcanal
Ainda: http://www.mediatico.com.pt/diasdecoimbra/ , http://www.mediatico.com.pt/redor/ ,
http://www.mediatico.com.pt/fe/ , http://www.mediatico.com.pt/fitas/ , http://www.mediatico.com.pt/redor2/, http://www.mediatico.com.pt/foto/yr2.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/foto/index.htm , http://www.mediatico.com.pt/luanda/ ,
http://www.biblioteca2.fcpages.com/nimas/intro.html

Published in: Technology, Travel
1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes

  • dfffaddewtyfgf


    <b>[Comment posted from</b> http://boaspiadas.blogspot.com/2008/05/charadas-para-criancas-e-adultos.html]
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,760
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O Despertar – 8469 – 25.01.2008

  1. 1. EQW, lda | Av. D. Afonso Henriques n.º 42 | 3000-009 Coimbra | NIPC: 508 088 780 REPUBLICANO INDEPENDENTE F U N DA D O E M 1 9 1 7 COBRIAGEM – NIQUELAGEM CROMAGEM – ZINCAGEM O Despertar SERRALHARIA CIVIL SOLDADURAS A ELECTROGÉNEO AUTOGÉNEO E ALUMÍNIO REPARAÇÃO DE JANTES EM FERRO E ALUMÍNIO INSTALAÇÕES PRÓPRIAS: Director Interino: António Carlos de Sousa RELVINHA Telef. e Fax: 239 825 294 3020-365 COIMBRA 6.ª FEIRA O SEMANÁRIO DE COIMBRA PORTE PAGO 25 - Janeiro - 2 0 0 8 Ano 90 N.º 8469 – 0,75 € Solução para Feira das Velharias a Cerâmica Ceres amanhã na Praça Aos nossos amigos pode estar iminente Página 3 do Comércio Página 3 assinantes e anunciantes O jornal “O Despertar”, o mais antigo da cidade, não se publicará nas duas próximas edições dos dias 1 e 8 de ENTREVISTA NTREVISTA Fevereiro. Motivos de profunda reestruturação originam esta interrupção. Pedimos desculpa e compreensão de todos os nossos amigos. Voltaremos na edição de 15 de Fevereiro de 2008. REPORTAGEM “Estamos a viver um momento de grandes tensões “Tróleis” de Coimbra são únicos no sistema judiciário” na Península Ibérica Página 5 Daniel Andrade, pres. do C. Distrital da Ordem dos Advogados nas págs. centrais … Faça já a sua reserva para o seu cruzeiro de sonho e usufrua das condições espectaculares para crianças menores de 18 anos - GRÁTIS, pagam apenas seguro de viagem e taxas portuárias. Também para a Disneyland as crianças viajam grátis (pagam apenas as taxas de aeroporto e suplemento combustível). Para o México, Republica Dominicana e Jamaica, além das crianças grátis, (pagam taxas de aeroporto e suplemento combustível) ainda usufrui de um desconto de 20% para o seu acompanhante. Também para Noivos dispomos do mesmo desconto de 20% para o acompanhante, nos mesmos destinos. Todas as ofertas têm datas e lugares limitados, pelo que aconselhamos as reservas o quanto antes. Não deixe de nos consultar para outros destinos. Estamos sempre ao seu dispor, para o servir cada vez melhor! R. João de Ruão, 16 - 239 855 555 Coimbra Telemóvel 916 626 100 - Coimbra R. Afonso Henriques,17 - 231 423 343 Cantanhede
  2. 2. 25| JANEIRO |08 O D e spert ar spert rtar 2 O CONIMBRICENSE Fausto Correia: Uma dolorosa saudade Não quero correr o risco de ser juventude de Coimbra (como de SEMANÁRIO interpretado como um palavroso muitos outros sítios e locais, mas 90.º Ano de Publicação circunstancial! Vivendo fora de cada um invoca o seu testemunho) (Sai às sextas feiras) Coimbra há mais de 12 anos, não se batia por ideais de Liberdade passo (como nunca passei durante Igualdade e Fraternidades, ideais O Despertar na web os 20 anos em que fiz de Coimbra www.odespertar.com.pt hoje de tão pouco uso que caíram portal@odespertar.com.pt a casa que não esqueço) de um em desuso e vivi de perto o seu simples cidadão, agora aposentado, primeiro cargo politico por ser Director Interino sem mais ambições do que viver funcionário da Junta Distrital de António Carlos de Sousa sem luxos, sustentando a alma com Coimbra e ao Fausto ter cabido Redacção prazeres assentes no culto da representar o PS na sua Comissão António Carlos de Sousa amizade. Nada mais me move do Administrativa (imagine-se, isso (C.P N.º TE-951) . que extravasar afectos que sendo fazia-se de graça!) Zilda Monteiro gratificantes em vida são tão Uniam-nos esses ideais, e, no (C.P N.º 7937) . dolorosos perante a morte. meu caso e do Fausto, a amizade Se aqui demarco os meus Colaboradores pincelava-se também com a tocante André Pereira sentimentos é porque não quero coincidência de meu pai ser um Dinis Manuel Alves nem por um momento que estes se velho conhecido do Sr. Fausto (pai) Gonçalo Ermida Joana Martins confundam ou sejam simplesmente e falar com orgulho dos vinhos Luís Monteiro Fausto Correia comparados com testemunhos de verdes de nossa lavra que se Luís Pato pessoas que morderam na mão vendiam em Coimbra com publici- outros, da sua generosidade, mesmo sempre foi um desinteressado dos Colunistas amiga candidamente depois de dade da origem. Grato por isso, meu material quando necessária, da sua proventos materiais proporcionados ADIFER perceberem que outras mãos esta- pai interrompia de quando em vez forma de desvalorizar dirigidos pelo seu percurso de vida, exerceu Alda Constança Amadeu Carvalho Homem vam agora ao dispor para serem as suas viagens Lisboa/Porto para rancores, das suas extravagâncias a política pela política (quanto me Bernardes Teixeira lambidas ao serviço das suas dar um naco de prosa no comércio muito peculiares, do desalinhavo entristece ouvir na televisão que se Carlos Cidade ambições. Até o Fausto foi vitima do Sr. Fausto e satisfazer vaidades matinal do levantar, do cabelo queremos bons políticos temos de Carlos Coelho Veiga Carlos Esperança dessa gente! “é a vida”, dizia ele, expostas nas suas pipas. Foi ao espetado (que as minhas visitas lhe pagar, como se a politica e o Eduardo Proença Mamede nitidamente amargurado. serviço dessas saudosas e salutares matutinas de fim de semana pre- serviço público se fizessem, não Fernando Martins Conheci o Fausto ainda antes vaidades que meu pai, já velho e senciaram tanta vez) da sua capa- com dignidade mas com merce- Jaime Ramos João Baptista do 25 de Abril quando a vida da doente, se deslocou pela última vez cidade de fazer e manter amizades nários) e fez desta uma das paixões Joaquim Vieira a Coimbra. Amigos os pais amigos mesmo entre os seus adversários da sua vida (nunca vi o Fausto trair Jorge Rua os filhos; curiosa coincidência de ideológicos (alguns dos quais estão fidelidades). Por isso admirava José Andrade José Henrique Dias que só soube mais tarde. entre os seus melhores amigos), do Soares e depositou esperanças em José Miguel Queiroz Embora a distância e os dia em que me mandou livro seu, Guterres, se reviu no exemplo do José Soares afazeres tornassem os nossos dos postais e telefonemas de ani- Dr. Fernando Vale, partilhou con- Júlio Gomes Correia Lino Mendes encontros pessoais cada vez mais versários, do contentamento pela versas com Torga, travou discus- 90 Luís Marques escassos, sinto falta do Faustão formatura da minha filha, dos seus sões com adversários políticos que Luís Martinho do Rosário (como carinhosamente o tratava) e cuidados quando me soube atacado elogiou em jantares de amizade. Manuel Bontempo por um cancro, dos seus conselhos Talvez por tudo isso, alguns rumos Manuel Chaves e Castro gostaria de o extravasar através Marcelo Henriques de Brito deste jornal que foi sendo seu, para que pedisse a reforma, do actuais causavam-lhe desconforto. Marcos Franco porque tanto lhe dizia; Casa da sua nosso comum percurso no Fórum A sua escola de vida explica- Maria Emília Seabra Conimbrigae e no seu empenho em -se pela forma como que se movi- Paulo Eduardo Correia casa de família “O Despertar”, quer Paulo Leocádio Bernardo pelo amor à arte de comunicar do reactivar o espaço de reflexão e de mentava na “baixinha” (de que se Pedro Ferrão Fausto, quer pelo que representa amizade que tornou inesquecível dizia filho) tratando e sendo tratado Pedro Redol ANOS para toda a sua família, foi sempre para nós o desaparecimento do como um igual por ricos e pobres, Rui Fausto Lourenço Sansão Coelho um outro filho (ou será que também nosso querido amigo José Alberto superiores e subordinados, sem Sofia Figueiredo foi seu pai?) e mais um elo de ligação Loureiro. Enfim do tudo e do nada renegar amizades modestas junto Vítor Botelho Com Vista à cidade que moldou definitivamente a não ser a sua própria pessoa. das quais situava as suas origens e Victor Gonçalves Victor Maia Costa á policia as nossas vidas. Recebo o jornal A homenagem pessoal que que harmoniosamente casava com aqui modestamente lhe presto mais outras de outras rodas, quer politicas, Administração, Redacção, desde que deixei Coimbra e tornei- Publicidade, Assinaturas e Serviços -me assinante talvez como forma de não é – estou certo! – do que o eco quer empresariais, quer culturais. Rua Pedro Roxa, 7-1.º Na Avenida Fernão de Maga- dar contrapartida tão discreta (creio de todos aqueles, porventura nem Pena que este “Coimbrinha” Telefones: 239 85 27 10/11/12 lhães, nuns terrenos incultos que o Fausto nunca soube que eu sempre tão próximos da família não ande por aí espalhando ami- Fax: 239 852 719 que ali existem, juntam-se to- me tornara assinante) como simbó- Correia, mas que igualmente se zade! Sei que esta dolorosa saudade e-mail: jornaldespertar@mail.telepac.pt dos os dias grande número lica à amizade deste meu amigo que sentem contaminados pela forma de só desaparecerá quando todos os Denominação Social de rapazes, já crescidos, jo- me disse um dia, escrevendo “que estar e ser deste grande amigo das que dele gostam se reunirem no ANTÓNIO DE SOUSA (HERD.), LDA. Contrib. N.º 502 137 258 gando a bola, fazendo fo- as funções de director do Despertar pessoas que foi o cidadão Fausto nada proporcionado pela inexis- Cap. Social: 7.481,97 Euros gueiras, tendo até impro- me dão imenso prazer e grande Correia. tência. É um orgulho que assim vizado uma choupana com Todos conhecem deste leal seja. Gerência responsabilidad...” Maria Primorosa Santos Costa de Sousa palmeiras, onde permane- Quanta saudade do Fausto! amigo tão cedo desaparecido, um António Manuel Marques de Sousa cem largas horas, com grave Das suas virtudes e defeitos, do seu percurso político e profissional Amadeu Martinho Cardoso Maria de Lurdes Duarte Pedro Correia risco da sua idade em perigo exemplo de tolerância para com os invejável. Segredo?!: O Fausto de Castro Monteiro moral. Composição e Montagem Depart. Gráfico de “O Despertar” Com vista, pois, ao capitão sr. Sérgio Vieira, ilustre, AGOSTINHO ALMEIDA SANTOS Tiragem média no mês de Dezembro comandante da P.S.P desta Professor Catedrático Medicina 14.000 Exemplares cidade. GINECOLOGIA - ESTERILIDADE Impressão Beirastexto - sociedade editora, S.A. RETOMOU A CLÍNICA Rua 25 de Abril, n.º 7 Consultório: Rua General Humberto Delgado, 419 -1.º E - 3030-327 COIMBRA Apartado 44 – 3046-652 Taveiro 23 de Janeiro de 1937 Marcações: Telef. 239 405 928 Número de Registo 100117
  3. 3. CIDADE DE COIMBRA 3 spert rtar O D e spe rt ar 25| JANEIRO |08 Solução para a Ceres pode estar iminente Apoio às Pequenas e Médias nandes, “a administração da em- nandes. CITAÇÕES CASA DAS CITAÇÕES O Governador Civil de Empresas e Segurança Social. presa desenvolveu esforços pal- Segundo o coordenador da “A Universidade de Coimbra Coimbra, Henrique Sem adiantar mais porme- páveis”, com resultados agora União de Sindicatos de Coimbra nasceu praticamente com o Fernandes, manifestou-se nores sobre a solução, Henrique Fer- visíveis, e os trabalhadores “de- (USC/CGTP-IN), António Mo- Estado português. Desde então, anteontem convicto de que, nandes disse que “tudo leva a crer monstraram uma compreensão reira, na reunião de anteontem, até hoje, ela tem sido um dos até final do mês ou, o mais que, até ao final do mês, ou, o mais adequada às circunstâncias”. “pela primeira vez, surgiu algo pal- pilares mais sólidos da nossa tardar, 11 de Fevereiro, tardar, até dia 11, haverá resultados. Em declarações aos jorna- pável” susceptível de criar “algum identidade, da nossa existência poderá estar resolvida a Com cerca de 200 traba- listas, o Governador Civil de Coim- optimismo”. como Nação independente.” situação da cerâmica Ceres, lhadores, a Ceres tem a laboração bra realçou também que “não será “Esperamos que, até dia 06, Cavaco Silva com laboração suspensa há suspensa há ano e meio, precisando pelo Estado que o processo será haja resultados mais visíveis e que Presidente da República ano e meio. de um financiamento que permita dificultado”. possam ser tornados públicos”, 22/01/08 retomar a produção e enfrentar o Uma nova reunião intercalar afirmou o dirigente sindical. “Pela primeira vez, temos passivo. entre as várias entidades envolvidas O Governador Civil de Coim- “Com uma Academia de causas resultados palpáveis que apontam O dia 11 de Fevereiro é o “ho- no processo ficou marcada para 06 bra disse ainda aos jornalistas que teremos uma Academia credível para uma solução que poderá ser rizonte temporal razoável” para de Fevereiro, data em que se poderá esta reunião intercalar teve como e unida.” rápida”, afirmou o representante do surgirem resultados que possibilitem realizar uma visita à fábrica. objectivo “verificar o bom anda- André Oliveira Governo no distrito no final de uma a retoma da laboração, disse ainda “No dia 06, poderá ocorrer o mento do processo com vista a uma Novo Presidente da AAC reunião com a administração da o Governador Civil de Coimbra. anúncio de boas soluções no próprio solução que viabilize a retoma de Ceres, sindicalistas, Instituto de De acordo com Henrique Fer- local”, acrescentou Henrique Fer- actividade da Ceres”. 23/01/08 “Se Coimbra quer ser uma lição Feira das Velharias “Cahué às quintas” hoje deve, antes de mais, reger-se por princípios de ética, direito e transparência.” amanhã na Praça no Atrium Solum Horácio Pina Prata Vereador da CMC (PSD) 23/01/08 “A AAC é uma escola de vida co- mo não há igual. O Paulo que do Comércio O Centro Comercial Atrium Solum acolhe hoje, excepcionalmente entrou em 2007, é profunda- A Praça do Comércio, na mente diferente daquele que saiu à sexta-feira, mais uma em Janeiro de 2008. É mais Baixa de Coimbra, acolhe iniciativa “cahué maduro, mais capaz, mais expe- amanhã, entre as 9 e as às quintas”, um evento riente, mais conhecedor, mais 19h00, mais uma edição da promovido pela preparado.” Feira das Velharias. marca de Pereira do Campo e da administração do Atrium Paulo Fernandes margem esquerda do Mondego. e a Cahué. Hoje, às 16h30, Este programa de animação Presidente cessante da AAC Tal como é habitual, estarão decorre o workshop deste espaço comercial prossegue à venda uma grande variedade de “Queijadas de Pereira”, com 24/01/08 na próxima quinta-feira, dia 31, produtos, sobretudo antiguidades, Maria de Lurdes Oliveira. pelas 21h30, com a festa com desde peças de cerâmica, joalha- sabores dominicanos (bachata e “Os agentes culturais não são ria, ourivesaria, latoaria ou utensí- panhada por uma Comissão de A doceira Maria de Lurdes merengue), pela Pásion Academia bem tratados pela autarquia [de lios domésticos. Os livros ocupam, Feira (Junta de Freguesia de S. Bar- Oliveira realiza assim mais um Coimbra]. Uma cidade que não de Dança. também, um lugar de destaque, a tolomeu, GAAC – Grupo de Ar- workshop àcerca das queijadas de reflecte sobre si é uma cidade mor- Promovida pela adminis- avaliar pela quantidade de alfar- queologia e Arte do Centro, PSP, Pereira do Campo e mostra o seu ta. E é isso que não queremos.” processo artesanal de fabrico: dos tração do Atrium e pelos Cafés José Reis rabistas que aderem à iniciativa. Velhustro e Escola Silva Gaio), FEB, este evento procura trazer ao ingredientes, à produção da massa Professor na FEUC Esta acção, promovida pela responsável pela supervisão do fina e do recheio e por fim à centro comercial um maior dina- Câmara Municipal de Coimbra, espaço físico onde decorre e da cozedura. É possível participar e mismo, convidando o público a 24/01/08 através do Departamento de Cul- fidedignidade dos produtos expos- tentar desvendar o segredo deste usufruir de um momento tranquilo, tura, é permanentemente acom- tos. doce com pelo menos 3 séculos, de convívio e partilha. PRAÇA PÚBLICA Vai ser inaugurado no final do mês o balcão “Casa Pronta. Acredita que este serviço vem facilitar a compra de casa ao concentrar todos os serviços? “Espero que sim, vai surgir pre- “Acredito que sim.” “Julgo que vem facilitar bastan- “Penso que sim.” “Sim, acredito que sim.” cisamente com esse intuito.” te.” Rita Lopes Ernesto Magalhães André Silva Vera Silva Lina Neves 25 anos, Recepcionista 35 anos, Vendedor 33 anos, Vendedor 23 anos, Estudante 42 anos, Empregada Balcão
  4. 4. 25| JANEIRO |08 O D e spert ar spert rtar 4 VOZ DE COIMBRA Cortejo alegórico ao domingo NAS MARGENS DO CEIRA Desilusão instalada Portugal vive uma grave crise para Queima com novo formato Quando o actual primeiro-ministro José Sócrates obteve a maioria a qual o Presidente da República lança alertas continuados que por causa de Bolonha absoluta para governar o País, o podem ser o preâmbulo de decisões voto popular que lhe foi conferido mais drásticas. assentava, essencialmente, nas Mas a última machadada no domingo, dia 04 de Maio, o que na mudanças indispensáveis para governo de José Sócrates nasce na A Queima das Fitas da opinião do presidente da Comissão melhorar um País que há anos atrás questão do novo aeroporto, cujas João Baptista Central da Queima das Fitas, Nuno se dizia já “estar de tanga ”. consequências se pretendem apagar Academia de Coimbra vai jornaldespertar@mail.telepac.pt Pais, traduzir-se-á, “não numa O povo português confiava com alusão constante a uma ter este ano um novo perda de notoriedade”, mas numa num programa eleitoral apresentado presidência europeia tão precoce- formato, com nove possibilidade de atrair mais visitan- três nascimentos ocorridos a mente elogiada que temo em futuro como de rigor financeiro, sem concertos nas “Noites do tes. aumento de impostos, em que o caminho das maternidades. Re- próximo não seja apelidada de Parque” e o cortejo O estudante eleito este ano esforço financeiro para a recon- cordo um nascimento, por exemplo, fracasso. alegórico ao domingo, em para a presidência da comissão versão indispensável seria exigido ocorrido dentro do comboio no Como é que o cidadão comum vez da terça-feira. organizadora da festa adiantou que a todos mas proporcionalmente aos apeadeiro das Carvalhosas. pode aceitar que um governo, depois um dos propósitos desta edição é rendimentos de cada qual. Pois bem, hoje em dia, acom- de gastos milhões e milhões de A alteração do modelo de reforçar a vertente de solidarie- Foi este o entendimento que me panhando os órgãos de informação, euros, com estudos arrastados por “Queima”, cujo programa total se dade no programa, que além do levou a conduzir o meu voto e, estou temos conhecimento de que quase largos anos e pagos seguramente prolonga entre Março e Junho, foi apoio a instituições de solidariedade certo, que da grande parte da diariamente ocorrem partos em por todos nós, anuncie com pompa justificada com a introdução do da cidade irá também apoiar população que votou como eu. ambulâncias, onde os bombeiros, no e circunstância que o novo aero- modelo de Bolonha no Ensino colegas estudantes com dificulda- Surpreendentemente, passado cumprimento da sua abnegada porto se situaria na Ota, e passados Superior e após uma reflexão no des. pouco tempo, os impostos eram missão, são obrigados a fazer os dias mande, proceder a novos órgão que tutela a praxe acadé- Na terça-feira, em confe- aumentados com a explicação de trabalhos que aos obstetras esta- estudos e mal concluídos estes a mica, o Conselho de Veteranos. rência de imprensa, foi apresentada que o deficit encontrado não cor- riam destinados. toda a velocidade, esquece o que As actividades tradicionais a constituição da Comissão Central respondia àquele que oficialmente E que dizer do absurdo do oficialmente anunciara e muda para começam este ano às 00:00 de 03 da Queima das Fitas, composta por fora revelado. Uma onda de encaminhamento das parturien- Alcochete o local de implantação? de Maio, com a serenata monu- um estudante de cada faculdade desconfiança se instalou desde logo, tes com residência em locais Poderá merecer credibilidade mental, seguindo-se na Praça da que, além de Nuno Pais (Facul- pois não parece verosímil que uma fronteiriços aconselhadas a ir ter os este procedimento, que aos olhos de Canção a primeira Noite do dade de Economia), reunirá Sérgio candidatura governamental não se filhos nos estabelecimentos hos- tantos se apresenta como um Parque, dedicada ao antigo estu- Oliveira (Direito), Filipe Pinheiro assegure antecipadamente da pitalares da vizinha Espanha. favorecimento descarado a certas dante, o que constitui uma novi- (Medicina), Gonçalo Ribeiro realidade o que estaria, por certo São factos que se tornariam classes que continuam a ter trata- dade, e também pelo facto de o (Letras), Patrícia Arrais (Psicologia ao seu alcance, através das con- hilariantes se o bom senso não mento diferenciado em relação aos ciclo de concertos se iniciar de e Ciências da Educação), Jaime sultas oficiais que não poderiam for- aconselhasse a que sobre eles outros portugueses? imediato à realização do espectá- Patrão (Ciências do Desporto e necer dados escamoteados. meditássemos amarguradamente A minha vida já longa, vivida culo dedicado ao fado. Educação Física), Filipe Leite Numa política cega de com- desiludidos. em ditadura e democracia, faz-me Nos dias seguintes os con- (Ciências e Tecnologia) e Tiago pressão de despesas, cedo come- Mas o primeiro ministro resistiu encarar o futuro de Portugal com certos das “Noites do Parque” são Parracho (Farmácia). çámos a sentir os efeitos dos cortes até agora a todas estas insensatas grande apreensão. Com governan- dedicados a cada uma das oito fa- O programa cultural, despor- em diferentes ministérios com decisões, em que o grande capital tes como os que temos tido o culdades, encerrando o ciclo na tivo e social, que irá decorrer de destaque para a Saúde, a Educação, tem sido sempre privilegiado em Portugal de amanhã não se apresen- madrugada de 11 de Maio. meados de Março a meados de a Justiça, a Administração Pública, detrimento das classes mais desfa- ta risonho para os meus netos. Este ano, a Bênção das Pas- Junho, ainda se encontra em pre- em resumo todos sentindo uma vorecidas. E os culpados são os políticos. tas, numa eucaristia com a pre- paração. politica de cortes orçamentais alguns Quem acompanhe os debates São raros, ainda os há felizmente, sença dos futuros licenciados, de- A Queima das Fitas de 2007 em sectores que já estavam em parlamentares não pode deixar de que não se norteiam por outros prin- corre após o programa tradicional, apresentou um lucro de 811 mil franca rotura. Mas tudo era a bem reconhecer-lhe uma grande capa- cípios que não sejam o cumprimento a 25 de Maio. euros, que reverteu para investi- da Nação (onde é que eu já li isto?) cidade de liderança, às vezes a roçar do dever, correspondendo à con- No entanto, a maior inovação mentos e actividades culturais e Para exemplo, vejamos o que a arrogante prepotência sempre fiança que neles depositaram aque- é a transferência do Cortejo dos desportivas da Associação Acadé- tem acontecido na Saúde. Aumento indesejável. les que os escolheram. Quartanistas de terça-feira para mica de Coimbra (AAC). de taxas moderadoras, encerra- Mas muitos temos embarcado Mas a generalidade não ultra- mento de serviços de urgências e na proclamada necessidade de passa o compadrio, o desejo de maternidades, menos médicos para apertarmos o cinto num ano com a evidência pessoal, o uso indevido “D. Carlos promessa que o seguinte seria já dum poder que julgam absoluto e “Santa Cruz: Um maior número de doentes, enfim um rol de decisões erradas que uma bem melhor. A realidade mostra à ilimitado, mas que passados anos e o Regicídio” evidência que assim não tem sido e encontra nas urnas a resposta Café com História” página do jornal não chegaria para enumerar em pormenor. assim continua a não ser. A situação adequada através da escolha de um A Alternativa - Associação Mas não resisto a uma refe- agrava-se dia a dia. povo que não é estúpido e que está “Santa Cruz: Um Café Cultural para o rência. Aos partos. Nos serviços do O desemprego aumenta. A cansado de sentir na pele os erros com História” é o título Desenvolvimento do Ser registo civil de Coimbra, cidade para segurança está um caos. A educa- que tão duramente o atinge. do livro que vai ser lançado na próxima quinta-feira, Humano, recentemente onde convergiam parturientes de ção passa por situações sem con- Triste a amargurado ques- pelas 18h00, no Edifício constituída em Coimbra, toda a região centro, entre 1947 e trole. A justiça arrasta-se e os pro- tiono-me se Portugal ainda tem fu- do Chiado, e que integra vai realizar no Salão Nobre l986, terão sido registados dois ou cessos prescrevem em catadupa. turo? a colecção Coimbra da Câmara Municipal, Património. nos dia 1 e 2 de Fevereiro, um colóquio evocativo AMBULÂNCIAS AGÊNCIA FUNERÁRIA Da autoria de António Inácio do Regicídio. SERVIÇO MARTINS LDA. TINS, ADELINO MARTINS, LDA. Correia Nogueira, esta obra será PERMANENTE O ORGULHO DE BEM SERVIR DESDE 1940 apresentada pelo professor Antó- Este evento cultural conta FUNERAIS – FL ORES – TRASLADAÇÕES FLORES TRASLADAÇÕES nio Pedro Pita, delegado regional com a participação de estudiosos André Dinis, Lda. da Cultura do Centro. e historiadores da Época Contem- Na sessão do lançamento do porânea, sendo o professor Ama- R. 6 de Outubro, 75-Dt.º SERVIÇO PERMANENTE livro actuará o Grupo Folclórico deu Carvalho Homem, presidente Tel. 239 496 118 Telefs. 239 824 825 - 239 820 406 da Alternativa, um dos dinamiza- Tlm. 966 005 720 da Casa do pessoal da Univer- COIMBRA R. Corpo de Deus, 118-120 3000 COIMBRA sidade de Coimbra. dores desta iniciativa.
  5. 5. ESPAÇO REPÓRTER 5 spert rtar O D e spe rt ar 25| JANEIRO |08 Coimbra é a única cidade da Península Ibérica com este meio de transporte Novo troço de “tróleis” deve estar concluído em Março 60 anos Um novo troço da rede de alternativas aos combustíveis troleicarros de Coimbra fósseis, lembrou que também o deverá estar concluído em município da Amadora “vai investir nos troleicarros até fins de 2009”. de troleicarros Março, confirmando a “Estamos certos das opções A Câmara Municipal de Coim- cidade como única da que estamos a tomar em Coimbra. bra começou a demonstrar Estamos a ser sobretudo respon- interesse pelos troleicarros em Península Ibérica a dispor 1938. Mas, devido a diversos sáveis”, disse Manuel Oliveira, deste meio de transporte de condicionalismos, acabaram por escusando-se a comentar a exten- tracção eléctrica. são da futura rede do metro ligeiro surgir só anos mais tarde, em Os troleicarros circulam de superfície, prevista pela actual 1947. Nesse ano, sob a orien- em Coimbra há 60 anos e, administração da Metro Mondego, tação de engenheiros suíços, é para zonas da cidade, como a Solum, instalado entre o Convento de hoje como ontem, Santa Clara e o Largo das onde os SMTUC já operam com continuam a proporcionar “tróleis”, viaturas que são igual- Ameias, junto à Estação Ferro- aos cidadãos uma viagem mente de tracção eléctrica. viária de Coimbra A, um par de cómoda e silenciosa pelas Os 60 anos da presença dos linhas eléctricas que irão ali- troleicarros em Coimbra, única mentar a primeira linha de ruas da cidade. a zonas actualmente servidas por cidade da Península que dispõe troleicarros do país: a linha 6. passando pelos Olivais e pela Praça autocarros, contribui para a melhoria ainda deste meio de transporte O serviço é inaugurado em “Um meio de transporte ainda da República, deverá estar con- dos transportes públicos e, con- colectivo de tracção eléctrica, são 16 de Agosto de 1947 com dois inédito em Portugal foi inaugurado cluída em Março. Anunciou ainda sequentemente, para aumentar a revisitados num livro editado, em troleicarros de fabrico suíço. O em Coimbra”. Foi desta forma que que corresponde a um investimen- sua atractividade”, segundo um 2007, pela delegação regional da novo transporte é muito bem divulgada na comunicação social a to global de 397.705 euros, mais “conceito de mobilidade susten- Ordem dos Engenheiros (OE). recebido pela população: «sua- estreia dos troleicarros. A primeira IVA. tável” previsto no texto do acordo. A obra “Troleicarros de ves, cómodos e sem maus chei- viagem pela cidade transformou-se Comparticipado em 90 por Manuel Oliveira disse que as Coimbra: 60 anos de História” foi ros”, os troleicarros “trepam” num momento único para Coimbra cento pelo Instituto da Mobilidade obras, cujo final chegou a ser apresentada em 24 de Novembro, facilmente até ao alto de Stª. e para o país, uma vez que era a e dos Transportes Terrestres previsto para Dezembro último, Dia Nacional do Engenheiro, no Clara», conforme escreve a primeira vez que se via a circular (IMTT, ex-Direcção geral dos imprensa da época. E serve até um autocarro movido a electrici- Transportes Terrestres), o projecto de atracção turística: os foras- dade. inclui a linha aérea, assente em teiros, muitas vezes vindos à O primeiro trólei fez a sua postes, e uma “subestação de cidade para assistirem aos jogos estreia a 16 de Agosto de 1947. rectificação”. de futebol, admiram-se vendo Hoje, 60 anos depois, Coimbra assu- O financiamento do Estado, no os «autocarros movidos a electri- me-se como a única cidade da âmbito de um acordo de colabo- cidade»... Península Ibérica a ter este meio ração técnico-financeira celebrado Face ao sucesso, em 1949 de transporte e está prestes a inau- entre o IMTT e a Câmara Muni- chega nova remessa de trolei- gurar um novo traçado. cipal de Coimbra, foi autorizado em carros; desta vez são seis O administrador-delegado despacho conjunto do ministro das Sunbeam, de fabrico inglês, dos Serviços Municipalizados de Finanças, Teixeira dos Santos, e da numerados de 23 a 29. Transportes Urbanos de Coimbra secretária de Estado dos Trans- Em 1956 outros quatro (SMTUC), Manuel Oliveira, disse portes, Ana Paula Vitorino, publi- troleicarros aumentam a frota. à Lusa que a instalação da nova cado em Diário da República (DR), Os anos que se seguem linha de “tróleis”, entre a Solum no dia 09. são de consolidação do sistema (junto ao estádio Cidade de Coim- “A expansão do serviço de de troleicarros na cidade, não bra) e a Universidade, na Alta, troleicarros da cidade de Coimbra, havendo alterações dignas de nota, além das duas aquisições de seis novos troleicarros em estão já “bastante avançadas”, o âmbito de um programa com que a 1963 e 66 e, em Julho de 1980, que deverá permitir o funciona- OE comemorou, em simultâneo, os da aquisição e desmantela- mento do novo troço em Março. 50 anos da sua instalação na Região mento do que existe da rede de Na rua Miguel Torga, entre a Centro. troleicarros de Braga, recém Solum e o Carmelo de Santa Teresa O professor universitário desactivada. (onde a Irmã Lúcia viveu em Álvaro Maia Seco, presidente do É no ano das “Bodas de clausura até morrer), todos os conselho de administração da Metro Coral” dos troleicarros (1982) postes já foram colocados e os Mondego, é um dos colaboradores que se dá uma mexida nos passeios repostos. do livro. serviços; em nítido apoio à Entretanto, segundo o admi- “O local onde as redes de então debilitada indústria na- nistrador-delegado dos SMTUC, a troleicarros melhor se adaptam são cional são adquiridos 20 trolei- empresa que realiza as obras vai as cidades consolidadas de média carros de “concepção, desenho começar a instalar no topo dos dimensão, em que a procura de e fabrico nacionais” com chassis postes as consolas (travessas de transportes é suficientemente e carroçaria Salvador Caeta- ferro em que se apoiam os cabos elevada para viabilizar um sistema no. da rede de tracção). de transportes públicos urbanos”, Nos inícios dos anos 90 as Frisando a importância do segundo um artigo assinado por carreiras começam a sofrer alargamento da rede de troleicarros Álvaro Maia Seco, em co-autoria diversas alterações e reduções, de Coimbra, com vista a melhorar com uma bolseira de investigação sendo eliminadas algumas li- o tráfego na cidade e preservar o da Universidade de Coimbra, Carla nhas. ambiente, apostando em energias Galvão.
  6. 6. 25| JANEIRO |08 O D e spert ar spert rtar 6 VOZ DE COIMBRA Depois da Bolsa de Lisboa Hospital Pediátrico de Coimbra Turismo de Coimbra Obra concluída em Junho de 2009 segue para Badajoz O ministro da Saúde anunciou a antecipação em dez meses do prazo de conclusão do novo Hospital Pediátrico de Coimbra, que assim ficará pronto em Junho de 2009. Actualmente, a obra, cujo valor ascende a quase 45 milhões de euros, encontra-se executada em 34 por cento, mas agora foi assumido publicamente um com- promisso com o empreiteiro para encurtar os prazos, que estavam fixados em Maio de 2010. O presidente da Câmara Carlos Encarnação e o vereador Manuel “Há um duplo compromisso”, Rebanda, durante a visita à BTL declarou Correia de Campos, na sexta-feira, durante a visita à Concluída a participação o uso e o respeito pelos produtos obra, admitindo que a avaliação na Bolsa de Turismo de tradicionais portugueses, valorizan- que irá ser feita sobre os benefí- Lisboa, a empresa do a sua função económica e a sua cios e custos da antecipação apon- dimensão social e cultural. Habi- tem para “um equilíbrio, um resul- euros. observou em relação ao novo municipal Turismo de tualmente promovida em Portale- tado neutro”. O mesmo assunto foi reto- hospital, que terá 163 camas para Coimbra (TC) seguiu esta Confrontado com os atrasos gre, desta vez o certame decorre mado por Correia de Campos na vi- doentes, e uma área de cons- semana para Badajoz, em Badajoz com o objectivo de que esta obra já teve, devido a im- sita que efectuou ao actual Hos- trução de 90 mil metros quadra- em Espanha, internacionalizar a feira e captar o previstos surgidos ao longo da exe- dos. pital Pediátrico de Coimbra, onde onde está a decorrer, interesse de novos mercados. cução dos trabalhos, nomeada- não chegou a realizar-se a anun- Perante a fracassada ligação até domingo, Quanto à BTL, a participação mente com as linhas de água no ciada ligação de telemedicina com da consulta de telemedicina car- outra feira do sector. da Turismo de Coimbra teve “um subsolo, o governante salientou Angola, que o iria pôr em contacto díaca e fetal entre os hospitais pe- balanço bastante positivo, confir- que o seu interesse “não é escara- com o ministro da saúde angolano, diátricos de Coimbra e Luanda, Com a presença na Qualitas mando o potencial da marca Coim- funchar no passado”, mas viabili- devido a um problema técnico - Angola, o ministro da Saúde pro- – Cores e Sabores, a TC pretende bra”. Numa nota divulgada, a TC zar o mais rápido possível um uma ruptura num cabo óptico. meteu voltar, por entender que reforçar a posição de Coimbra nos sublinha que este sucesso “se com- equipamento para as crianças da Correia de Campos referiu estas tecnologias abrem novas roteiros turísticos do país vizinho, provou pelo feedback do público, Região Centro. ser possível uma aquisição ante- vias à cooperação. um dos mercados prioritários para heterogéneo e sempre interessado Na opinião do ministro, é pos- cipada dos equipamentos para o O Hospital Pediátrico de a empresa. em descobrir mais sobre o con- sível também, durante a obra, ir novo hospital e exortou os pre- Coimbra (HPC) e o Hospital Pe- A decorrer pela primeira vez celho”. instalando os equipamentos, para sentes a colaborarem nesse pro- diátrico David Bernardino, de em Espanha, a Qualitas – Cores e A Bolsa de Turismo de Lisboa que entre em funcionamento de cesso, para acelerar a sua entrada Luanda, inauguraram no início de Sabores, mercado de produtos recebeu 60 mil visitantes e contou imediato, ou pouco tempo depois. em funcionamento. Novembro último uma consulta de tradicionais é uma organização da com 900 expositores, dos quais Os equipamentos para o novo “Não venho aqui assumir o telemedicina, que já permitiu Câmara Municipal de Portalegre meia centena eram representantes Hospital Pediátrico de Coimbra compromisso, e que vocês fiquem avaliar os casos clínicos de 34 que visa promover o conhecimento, de destinos estrangeiros. estão orçados em 25 milhões de de asa solta a fazer críticas”, crianças em 8 sessões semanais. “Um Outro Olhar” na APPACDM de S. Silvestre integra, ainda, fotografias de Marques, Igor Pinto, Carlos No Centro de Atendimento crianças e jovens da Associação Constantino e Altino Pinto. Ocupacional da Portuguesa de Pais e Amigos das Com esta iniciativa, os promo- APPACDM, em S. Silvestre, Crianças com Deficiência Mental tores pretenderam dar a conhecer, está patente, até 4 de (APPACDM) de Anadia, do através dos trabalhos em expo- Fevereiro, a exposição Centro de Educação Integrada da sição, um universo considerado “Um Outro Olhar”. Bela Vista, em Águeda, ambas no insondável por muitos, ao mesmo distrito de Aveiro; APPACDM de tempo que proporcionaram às Integrando 49 fotografias, esta Soure, Associação para o Desen- crianças e jovens um dia diferente. mostra é integralmente composta volvimento e Formação Profissio- Recorde-se que a exposição por trabalhos da autoria de crianças nal de Miranda do Corvo (ADFP), já esteve patente na Delegação e jovens portadores de deficiência CERCI Penela, todas no distrito Regional de Coimbra do Instituto mental de sete instituições parti- de Coimbra; e CERCI Pombal, no Português da Juventude, entre 12 culares de solidariedade social distrito de Leiria. “Um Outro Olhar” totaliza 49 fotografias e é composta por trabalhos de Dezembro de 2007 e 5 de (IPSS) da Região Centro. Os jovens autores foram da autoria de crianças e jovens portadores de deficiência mental Janeiro de 2008. A exposição A APPACDM de Coimbra acompanhados por alunos da Torga (www.ismt.pt), alunos que A equipa de alunos do ISMT cumpre agora a primeira étapa de foi uma das instituições que aderiu Licenciatura em Comunicação também cederam o material foi composta por Ana Carolina um circuito de itinerância pelas ao projecto. “Um Outro Olhar” Social do Instituto Superior Miguel fotográfico necessário. Correia, Ricardo Almeida, Manuel IPSS aderentes a este projecto.
  7. 7. O DISTRITO DE COIMBRA 7 spert rtar O D e spe rt ar 25| JANEIRO |08 Junta dos Olivais Grupo de cidadãos apresenta manifesto muito crítico prepara Carnaval A Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais “Coimbra é hoje uma cidade amarfanhada do ponto de vista cultural” está a preparar o cortejo carnavalesco com toda a “pompa e circunstância”. Mais de 20 grupos irão participar no cortejo que irá Estão entre os signatários os cipal do Teatro e do Teatro da Cer- cultura “sofreram um novo corte Cento e trinta cidadãos constitucionalistas Gomes Cano- ca de S. Bernardo. “Não há me- de três milhões de euros, sendo percorrer as ruas do Bairro de Coimbra acusam tilho e Vital Moreira, o antigo mória de uma administração mu- hoje menos 80 por cento do que Norton de Matos. a Câmara Municipal, num presidente da Capital Nacional da nicipal que investiu tanto dinheiro” em 2004”, traduzindo o investi- manifesto divulgado Cultura - Coimbra 2003, Abílio na área cultural, disse. mento municipal na cultura o seu Promovido pela Junta de Fre- Hernandez, a arqueóloga Adília O documento surge na se- “grau mais reduzido e insignifi- guesia, o corso carnavalesco está anteontem, de assumir Alarcão, o bastonário da Ordem quência de um outro - “O sanea- cante”. a ser preparado pelas diversas no plano cultural dos Advogados, António Marinho mento básico da cultura” - igual- “Não há definição de obje- colectividades da freguesia, que um papel “destruidor Pinto, o antigo secretário de Estado mente crítico, divulgado há dois ctivos, não há definição, nem quan- prometem surpreender com carros do potencial de criação do Ensino Superior José Reis, o anos por 60 cidadãos, grupo agora titativa nem qualitativa, de resul- alegóricos imaginativos e criativos. artística” da cidade. director do TAGV, Manuel Portela, alargado para 130. tados a atingir, não há planificação A folia começa no dia 3 (do- mingo), às 15 horas, com um baile e o encenador João André. “Dois anos depois, as piores dos recursos a mobilizar, não há de- de máscaras no Centro Norton de Segundo os subscritores do José Manuel Pureza, profes- expectativas foram ultrapassadas. finição nem de dinâmicas internas Matos. Durante este evento, que documento “Pelo direito à cultura sor de Relações Internacionais da Coimbra é hoje uma cidade amar- a desenvolver (…), nem de dinâmi- será animado pelo grupo “SomDe- e pelo dever de cultura!”, a Universidade de Coimbra (UC), e fanhada do ponto de vista cultural, cas externas a incentivar”, lê-se no Ká”, serão premiadas as máscaras autarquia “já não se limita a não António Arnaut, advogado e antigo que só não se tornou absolutamente documento, aberto também à mais originais e criativas e eleitos apoiar devidamente a actividade ministro dos Assuntos Sociais, são insignificante a nível nacional adesão de novos subscritores o rei e a rainha do Carnaval. cultural que aqui é feita”. outros dos subscritores. graças à actividade que, no limiar através de um “blog”. O cortejo está marcado para “Assume-se, pelo contrário, Contactado pela agência da sobrevivência, os poucos Por outro lado, os discursos o Dia de Carnaval, a 5 de Feve- como um elemento dificultador e Lusa, o presidente da Câmara de agentes culturais que ainda restam dos responsáveis autárquicos reiro. Começa com o Grupo de tendencialmente destruidor do Coimbra considerou que as críticas conseguem ir desenvolvendo”, demonstram “um vazio total de Bombos “Águias do Marão” Can- potencial de criação artística que do grupo de cidadãos “são injus- afirmam os apoiantes desta se- ideias sobre o papel da cultura no domil, de Amarante, e prossegue a cidade possui e que é uma das tas”, tendo em conta, designada- gunda intervenção conjunta em desenvolvimento da cidade e no com o desfile dos 22 grupos par- suas principais mais-valias”, mente, os investimentos que a au- defesa do desenvolvimento cultural exercício da cidadania”. ticipantes. Inicia na Rua Adolfo acrescentam. tarquia efectuou nos últimos seis da cidade. Carlos Encarnação disse Loureiro e termina na Praça In- O texto, apresentado em anos na área dos novos equipa- O orçamento da autarquia compreender, no entanto, a “per- fante D. Henrique. conferência de imprensa, no mentos culturais. para 2008, afirmam, “é apenas o manente insatisfação” dos agen- Teatro Académico de Gil Vicente Desvalorizando o conteúdo do exemplo mais facilmente quantifi- tes culturais e intelectuais da ci- (TAGV), congrega 130 figuras dos texto divulgado, que considerou cável” de um comportamento da dade. Manuel Rebanda meios cultural, académico e político de Coimbra que contestam a “muito pobre do ponto de vista cultural”, Carlos Encarnação autarquia, que acusam de não dispor de um “plano estratégico “É como que uma tensão criativa”, observou. O autarca é o novo política cultural da autarquia liderada pelo social-democrata realçou que a autarquia investiu, desde 2002, 4,7 milhões de euros cultural a curto, médio e longo prazo” para o município. recordou que foram os dois exe- cutivos por si liderados que com- presidente dos Carlos Encarnação. na construção da Oficina Muni- As verbas da Câmara para a praram e adaptaram das fins culturais as casas dos escritores Antigos Orfeonistas Miguel Torga e João José Co- Cinco mil jovens visitaram chofel, tendo ainda avançado com Manuel Rebanda é o novo o projecto de execução do Con- presidente do Coro dos vento de S. Francisco. Antigos Orfeonistas de Semana da Ciência na Lousã Coimbra, sucedendo assim no cargo a António Luzio Vaz, que irá presidir Aldeias de Xisto à assembleia-geral. A Semana da Ciência e da Tecnologia atraiu à Lousã em Aigra Nova Foi apresentada a sufrágio cerca de 5000 crianças das As Aldeias de Xisto uma lista única, tendo a eleição escolas do município e dos vão inaugurar, no Dia de dos corpos sociais para o biénio concelhos limítrofes. 2008/2009 decorrido na noite de Carnaval, 5 de Fevereiro, terça-feira. Jorge Alves, vereador da a quarta loja em Aigra Para além do presidente Ma- Câmara da Lousã, traça um Nova, concelho de Góis. nuel Rebanda, fazem ainda parte balanço “muito positivo” do even- da direcção António Crespes Cou- to e realça o envolvimento muito A cerimónia de inauguração to (vice-presidente), Luiz Miguel directo de todos os estabele- está agendada para as 10.00 ho- Santiago (secretário), Paulo Veiga cimentos de ensino do concelho. ras e começa com a habitual (tesoureiro), António Santos, Luís Ao longo de uma semana, de animação, pelo Grupo Etnográfi- Ferreirinha e Heins Frieden (como 14 a 19 de Janeiro, sucederam- co da Região da Lousã. vogais). -se as actividades experimentais, Segue-se, às 10h30, a ceri- Manuel Soares Ramos e em áreas tão diversas como a mónia de inauguração da Loja Carlos Caiado são os secretários electricidade, electrónica, me- Fernando Carvalho, presidente da autarquia, e Jorge Alves, vereador, Aldeias do Xisto, uma sessão que acompanharam alguns alunos que visitaram a exposição da assembleia geral, enquanto que cânica, ambiente, química, fí- conta com a presença de José no conselho fiscal estão Francisco sica, biologia, matemática, didá- Jorge Alves entende que o O vereador da Educação Girão Vitorino, presidente da Câ- Brito (presidente), Jorge Dinis e ctica, geografia, internet, robótica objectivo principal do evento foi destaca ainda a presença no mara Municipal de Góis, Alfredo João Vaz (vogais). e urbanismo. cumprido, uma vez que “se concelho da coordenadora na- Rodrigues Marques, presidente O primeiro acto oficial da no- Dirigida a todos os ciclos de conseguiu aproximar as crianças cional da Ciência Viva, que re- da CCDRC, Paulo Fernandes, va direcção será celebrar um pro- ensino, desde o Pré-Escolar ao e jovens das questões da ciência, conheceu que esta é uma ini- presidente da ADXTUR, e Paulo tocolo com a Orquestra Clássica Ensino Secundário, mas também fazendo-as despertar para as ciativa inédita a nível nacional, já Silva, presidente da Lousitânea. do Centro, de modo a reforçar a ao público em geral, as actividades profissões científicas, para a que não existe mais nenhuma que O programa termina com colaboração entre as duas enti- foram promovidas por diversas tecnologia, inovação e empreen- consiga obter este envolvimento um almoço, previsto para as dades. entidades e cativaram o público. dedorismo”. por parte das escolas. 12h00.
  8. 8. 25| JANEIRO |08 O D e spert ar spert rtar 8 O DISTRITO DE COIMBRA O Presidente da República, Cavaco Silva, homenageou, Roteiro para o Património na segunda-feira, o Cavaco Silva homenageou em Coimbra fundador da nacionalidade, Afonso Henriques, no Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, onde depôs D. Afonso Henriques uma coroa de flores, no arranque das II Jornadas do Roteiro do Património. Cavaco homenageou D. Afonso O chefe de Estado visitou de- Henriques, depois visitou a Sé moradamente todo o convento, Nova e seguiu para uma reunião num périplo em que foi acom- com investigadores do património, panhado pelo padre José Eduardo em que apelou à preservação. Coutinho, que lhe transmitiu toda a Em Coimbra, o Presidente da história do mosteiro. República viajou ainda num veículo Cavaco Silva foi recebido ecológico sem condutor da Reitoria pelo bispo de Coimbra, D. Albino até ao Museu da Ciência onde Cleto, que também o acompanhou assistiu à proposta de candidatura na visita. da Alta de Coimbra a património O padre José Eduardo Cou- cultural da UNESCO que será tinho lamentou que a Ministério da lançada no final do ano. Cultura tenha proibido a abertura Cavaco Silva falou ainda de e estudo do túmulo de D. Afonso saúde, comentou a actualidade Henriques. “Estava constituída política e alertou para a necessidade uma equipa científica de alto nível” de diálogo com os cidadãos, para liderada pela professora Eugénia acabar com o clima de crispação. Cunha, referiu. Coimbra marcou, assim, o “No preciso momento em que arranque de uma visita de dois dias se ia abrir o túmulo com alguns cientistas da Universidade de Coimbra e estrangeiros chegou a à Beira e Douro Litoral, no âmbito Silva conhecer melhor este mo- ordem determinante de cancela- das II Jornadas do «Roteiro para o numento, assim como contactar de mento por parte do Ministério da Património». Ainda na segunda- perto com a população. Não falou, Cultura”, lamentou. -feira, a comitiva presidencial no entanto, sobre o Mosteiro. À saída, o chefe de Estado visitou a Igreja e o mosteiro do Apenas Isabel Pires de Lima, foi confrontado por um pequeno Lorvão, em Penacova. ministra da Cultura, adiantou que grupo de mulheres que se queixava o primeiro passa pelo “processo de das reformas baixas e do desem- Recuperação do órgão identificação” dos problemas. Só prego na região. marcou visita então é que, como frisou, haverá Uma das intervenientes, Rosa ao Mosteiro do Lorvão condições para “avançar para a Maria, afirmou que recebia 300 O presidente da Junta de Freguesia recuperação”. A ministra da Cul- euros de reforma e que isso não de Lorvão, Mauro Carpinteiro, tura prometeu, no entanto, “todo o lhe bastava. aproveitou a visita de Cavaco Silva empenho para que o processo Cavaco Silva ouviu atenta- ao Mosteiro do Lorvão para avance”. mente as queixas, sem responder, entregar ao Presidente da Repú- No segundo e último dia de mas assentindo com a cabeça, antes blica um dossiê onde “constam roteiro, o Presidente da República de se deslocar para a Sé Velha. alguns documentos que fazem um visitou o Mosteiro de Arouca e o Mu- A agenda do primeiro dia do pouco a história da evolução seu de Arte Sacra da Real Irman- roteiro foi bastante preenchida. recente e das diligências feitas para dade da Rainha Santa Mafalda a recuperação do órgão”. Este “Roteiro para o Patri- O autarca quis dar assim a mónio” foi a primeira deslocação conhecer a Cavaco Silva toda a oficial do chefe de Estado em história deste monumento. Mos- 2008. Cavaco Silva chamou, uma trou-se também confiante na pro- vez mais, a atenção e sensibilizar messa feita por Pedro Pita, director entidades, empresas, associações, regional da cultura, que garantiu que escolas e cidadãos em geral para o órgão ficaria pronto até final de as boas práticas políticas e técnicas 2009. seguidas por autarquias, asso- Esta visita permitiu a Cavaco ciações privadas e particulares.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×