O Despertar – 8418 – 5.01.2007

  • 1,904 views
Uploaded on

Versão integral da edição n.º 8418 do semanário “O Despertar”, que se publica em Coimbra. Primeira edição de 2007. Ao tempo dirigido por Fausto Correia. Jornal fundado em 1917. 5.01.2007. …

Versão integral da edição n.º 8418 do semanário “O Despertar”, que se publica em Coimbra. Primeira edição de 2007. Ao tempo dirigido por Fausto Correia. Jornal fundado em 1917. 5.01.2007.

Para além de poderem ser úteis para o público em geral, estes documentos destinam-se a apoio dos alunos que frequentam as unidades curriculares de “Arte e Técnicas de Titular”, “Laboratório de Imprensa I” e “Laboratório de Imprensa II”, leccionadas por Dinis Manuel Alves no Instituto Superior Miguel Torga (www.ismt.pt).

Para saber mais sobre a arte e as técnicas de titular na imprensa, assim como sobre a “Intertextualidade”, visite http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm (necessita de ter instalado o Java Runtime Environment), e www.youtube.com/discover747

Visite outros sítios de Dinis Manuel Alves em www.mediatico.com.pt , www.slideshare.net/dmpa,
www.youtube.com/mediapolisxxi, www.youtube.com/fotographarte, www.youtube.com/tiremmedestefilme, www.youtube.com/discover747 ,
http://www.youtube.com/camarafixa, , http://videos.sapo.pt/lapisazul/playview/2 e em www.mogulus.com/otalcanal
Ainda: http://www.mediatico.com.pt/diasdecoimbra/ , http://www.mediatico.com.pt/redor/ ,
http://www.mediatico.com.pt/fe/ , http://www.mediatico.com.pt/fitas/ , http://www.mediatico.com.pt/redor2/, http://www.mediatico.com.pt/foto/yr2.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/foto/index.htm , http://www.mediatico.com.pt/luanda/ ,
http://www.biblioteca2.fcpages.com/nimas/intro.html

More in: Technology , Travel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,904
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
8
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. REPUBLICANO INDEPENDENTE F U N DA D O E M 1 9 1 7 COBRIAGEM – NIQUELAGEM CROMAGEM – ZINCAGEM O Despe espertar espe SERRALHARIA CIVIL SOLDADURAS A ELECTROGÉNEO AUTOGÉNEO E ALUMÍNIO REPARAÇÃO DE JANTES EM FERRO E ALUMÍNIO INSTALAÇÕES PRÓPRIAS: Director: Fausto Correia Director-Adjunto: António Carlos de Sousa RELVINHA Telef. e Fax: 239 825 294 3020-365 COIMBRA 6.ª FEIRA O SEMANÁRIO DE COIMBRA PORTE PAGO 5 - Janeiro - 2 0 0 7 Ano 89 N.º 8418 – 0,75 € NOVA LINHA PESCANOVA CRIA DEGRADAÇÃO SUBSTITUI 200 NOVOS PREOCUPA ECOVIA EMPREGOS EM MIRA CARLOS CLEMENTE Página 4 Página 6 Página 3 2006 em Coimbra e na Região Página 5 COIMBRA RECRIA HOJE Balanço dos meses de Setembro a Dezembro Páginas 11 e 12 ESPERA DOS REIS Página 5 MAIS LEITURA O YO-YO BLOGOS FERAS OPINIÃO PHOTOGRAFIAS NACIONAL INTERNACIONAL O DISTRITO Pág. 23 Pág. 16 Págs. 14 e 17 Pág. 8 Pág. 9 Pág. 10 Pág. 6 Depois de todos estes dias de euforia nada melhor que umas merecidas férias para recuperar forças. Assim, as Viagens MONDEGO em Coimbra e as Viagens CUNHA em Cantanhede, têm ao seu dispor um variado leque de propostas para que possa relaxar. Propomos Brasil a partir de 515.00 €, México a partir de 790.00 € ou Cuba a partir de 589.00 €. Para os amantes da Europa temos Budapeste desde 209.00 €, Viena desde 277.00 €, Paris desde 226.00 € ou Londres desde 289.00 €. Se esta interessado em conhecer África viaje até Cabo Verde a partir de 299.00 €, Tunísia a partir de 296.00 € ou vá até Marrocos a partir de 360.00 €. Estamos ao seu dispor para o servir cada vez melhor!!! R. João de Ruão, 16 - 239 855 555 Coimbra R. Afonso Henriques,17 - 231 423 343 Cantanhede
  • 2. 05| JANEIRO |07 O D e spe rt ar spert rtar 2 O CONIMBRICENSE ALVORADA loucos continuam à solta. E seu 90.º aniversário. O mais antigo desprezam, de forma deliberada, a jornal de Coimbra chega a uma Despe esper O D esper t ar Paz e a To-lerância que matizam bonita idade e apresenta uma SEMANÁRIO secularmente a época natalícia. Não importante folha de serviços se pede aos criminosos que assistam dedicados à cidade, ao concelho, ao 89.º Ano de Publicação à missa do galo, mas era de esperar distrito, à região e ao país. (Sai às sextas feiras) o devido respeito pela vida e pelos Com publicação ininterrupta O MUNDO, haveres das pessoas. Reconheça-se, no entanto que essa gentalha só pode as suas actuais 8416 edições revelam isenção, credibilidade, O Despertar na web www.odespertar.com.pt Fausto Correia PORTUGAL dar o que tem para dar: sangue, mortes, pânico, escombros, medo, fcorreia@europarl.eu.int independência, seriedade, impar- cialidade e objectividade. Tribuna portal@odespertar.com.pt Director: insensibilidade. Estamos a assistir aberta e plural, de raiz republicana, E “O DESPERTAR” ao regresso da barbárie, uma vez sunitas não perdoarão com fa- tem estado – desde 1917 – ao Fausto Correia Os últimos dias do ano velho foram mais. cilidade as provações (bem audiveis serviço de todas as correntes de Director Adjunto: marcados pela violência: os dis- A pena de morte aplicada ao num dos vídeo apresentados nas opinião. António Carlos de Sousa túrbios no Rio de Janeiro, o atentado ditador Saddam merece uma re- televisões) que os xiistas dispensaram E assim continuará. da ETA em Madrid, o enforca- flexão particular. Desde logo, porque na hora da morte ao seu arqui- Renovado, com mais e me- Redacção as autoridades iraquianas fizeram -inimigo… lhores conteúdos, graficamente António Carlos de Sousa mento de Saddam Hussein. (C.P. N.º TE-951) E os exemplos podiam multi- ouvidos de mercador aos apelos, É imperioso e urgente combater actualizado, “O Despertar” possui plicar-se. Fiquemos só pelos que entre outros, do Vaticano e da União todos os atentados à paz que são hoje uma pleiáde de colaboradores, Zilda Monteiro tiveram mais exposição mediática. Europeia. Depois, porque trans- cometidos mundialmente, desde os fazendo jus ao passado. (C.P. N.º 7937) Se a ETA pôs fim a um mitiram a ideia de que a corda não conflitos armados à fome, passando O “Semanário de Coimbra” Colaboradores cessar fogo unilateral, as mortes e podia esperar mais. Acresce que pelo terrorismo. deve a sua dificil sobrevivência André Pereira a destruição na cidade carioca nem a Administração Bush conse- Por cá, na sua primeira men- também (e sobretudo) aos seus Dinis Manuel Alves parecem não ter um comando guiu ao que consta, o adiamento da sagem de Ano Novo, o Presidente anunciantes, leitores, assinantes e Luís Monteiro operacional reconhecido, o que execução. Avulta que as fotografias da República exigiu “progressos amigos. Márcia Arzileiro complica obviamente as coisas; dos lideres que decidiram invadir o claros” na economia, educação e Que 2007 tenha mais Paz e Marco Francisco quanto a Saddam, o bom-senso Iraque, com base em pressupostos justiça em 2007. Tolerância no mundo, melhor Colunistas implicava, no mínimo, o adiamento afinal inverídicos, ficaram defi- Cavaco Silva disse compre- economia, educação e justiça em ADIFER da execução e, por arrasto, a nitivamente tremidas, se não mesmo ender “os sentimentos daqueles que Portugal e que “O Despertar” Alda Constança contenção na obtenção e divulga- comprometidas, aos olhos da opinião se têm mostrado insatisfeitos e que comemore condignamente os seus Amadeu Carvalho Homem ção de vídeos. pública mundial. Finalmente, as querem um país melhor. Partilho 90 anos. Bernardes Teixeira ondas de violência, no Iraque e em dessa insatisfação”. São os nossos sinceros votos. Carlos Cidade Bombas, carros a arder e Carlos Coelho Veiga cadastro não rimam, de todo, com toda a região, tenderão a aumentar É neste enquadramento que “O Apesar dos maus presságios com Carlos Esperança o espírito da época. Os cavalos exponencialmente, uma vez que os Despertar” comemora este ano o que o final de 2006 nos brindou. Eduardo Proença Mamede Fernando Martins Jaime Ramos João Baptista Joaquim Vieira sper O D e spe r t ar CARTA DO LEITOR Jorge Rua José Andrade José Henrique Dias José Miguel Queiroz José Soares UM NATAL QUE PODIA NUNCA TER 89 Júlio Gomes Correia Lino Mendes Luís Marques Luís Martinho do Rosário ACONTECIDO Manuel Bontempo Manuel Chaves e Castro Marcelo Henriques de Brito Marcos Franco Maria Emília Seabra Após mais uma interminável aproximava ganhou contornos de técnicas que manda o pudor Paulo Eduardo Correia insónia onde contei nos dois uma criança a caminhar a passo calarem. Paulo Leocádio Bernardo ANOS sentidos mil vezes sem conta, inseguro, dedito a apontar as Depois do sonho messiânico Pedro Ferrão Pedro Redol quase esmaguei os olhos de tanto estrelas, olhos ternos a fitarem- decidi: basta, Eufémia, já vi tudo! Rui Fausto Lourenço cerrar as pálpebras, esgotei -me com a sabedoria do mundo O que esses plutofilos querem é Sansão Coelho Sofia Figueiredo PILHAGEM tiques, estereotipais e outros truques da actividade motora enquanto que com voz angelical me segredou ao ouvido: “Tio- apanharem-te na privada. Vais para a privada, sim, mas Vítor Botelho Victor Gonçalves DESENFREADA pretensamente designados de normalizadoras da ansiedade, caí zinho, ajuda-me a nascer”!… Acordei com a inabalável para Lisboa onde outros te vão sugar os cobres também, mas Victor Maia Costa Administração Nestas últimas noites teem enfim, num sono que demorou o decisão de ajudar a nascer esses ao menos não te matarão Redacção, Publicidade, sido tomados de assalto pelos tempo de um suspiro, o suficiente aquela inefável criatura que só mil vezes a esperança de seres Assinaturas e Serviços gatunos alguns bairros da Rua Pedro Roxa, 7-1.º para ver um vulto que na lógica podia ser um arquétipo da filha mãe. Telefones: 239 85 27 10/11/12 cidade, entre os quais Montes absurda dos sonhos me pareceu da minha sobrinha Eufémia Não tardaram seis meses: Fax: 239 852 719 Claros, Calhabé, Olivais, etc., ser ao mesmo tempo um anjo (nome fictício da personagem de “Tio, estou grávida gritou do outro e-mail: jornaldespertar@mail.telepac.pt onde a pilhagem desenfreada com cabeça de monstro e a mais uma história real) que a incúria e lado do fio uma voz embargada Denominação Social: põe a saque as capoeiras e as execrável criatura humana com o desinteresse teimavam há anos pela emoção. ANTÓNIO DE SOUSA (HERD.), LDA. residências dos respectivos auréola de santo. manter incriada. Ainda hoje estou para saber Contrib. N.º 502 137 258 moradores, roubando tudo o Cap. Social: 7.481,97 Euros À medida que o vulto se A minha sobrinha Eufémia se o que falou mais alto nesse que lhes apareça. Gerência: veio anos a fio da cidade do momento foi a alegria de um Maria Primorosa Santos Costa de Sousa Na rua do Telegrafo, Fundão aos serviços de Ferti- desiderato enfim alcançado ou a António Manuel Marques de Sousa aos Olivais, por exemplo, os Diogo Cabrita lização dos Hospitais da Univer- raiva de tanto sofrimento gra- Maria de Lurdes Duarte Pedro Correia gatunos roubaram na noite de sidade de Coimbra à procura da tuito? Composição e Montagem ontem toda a roupa que ali Cirurgia Geral Depart. Gráfico de “O Despertar” mais desejada e legítima gravidez Hoje a Francisquinha a estava estendida nos quintais, (varizes, esclerose, úlcera que nunca mais aconteceu. caminhar no seu passito inseguro, Tiragem média no mês de Outubro 14.000 Exemplares no valor de algumas centenas varicosa, doenças da tiróide, Tantas frustações, tantos tra- o dedito a apontar as estrelas e de escudos. vesícula, fimoses, tamentos dolorosos, tantas situa- aqueles olhos a transbordarem a Impressão Beirastexto - sociedade editora, S.A. hidrocelos, etc.) ções de desconforto físico e sabedoria do mundo, é para todos Rua 25 de Abril, n.º 7 cms_shmt@hotmail.com psicológico, tanta intimidade nós um pedaço do céu. Apartado 44 – 3046-652 Taveiro 1 de Janeiro de 1936 239 49 60 80 | R. Adriano Lucas - Eiras devassada pela aplicação de C.B Número de Registo 100117
  • 3. CIDADE DE COIMBRA 3 spert rtar O D e spe rt ar 05| JANEIRO |07 PRÉDIOS DEGRADADOS PREOCUPAM PRESIDENTE DA JUNTA DE S. BARTOLOMEU CITAÇÕES CASA DAS CITAÇÕES “Estamos muito longe da desejá- vel e necessária convergência de AUTARCA EXIGE INTERVENÇÕES EFICAZES O presidente da Junta na realização de obras de con- vontades e de políticas numa área servação e recuperação em 229 extremamente sensível e decisiva de Freguesia de São edifícios”. para o futuro da nossa cidade e Bartolomeu, Carlos O autarca comunista explicou do nosso município que é a Clemente, exige que 30 das intervenções efe- educação pré-escolar, básica e intervenções eficazes nos ctuadas, das quais sete estão ainda secundária.” edifícios degradados da em curso, resultaram de obras Catarina Martins Baixa de Coimbra, coercivas, feitas pela câmara em Deputada do Bloco de Esquerda onde no último mês ruíram substituição dos proprietários, cujo 30/12/06 dois prédios. investimento ronda um milhão de euros. “Espero que situações como Gouveia Monteiro referiu que “O sucesso do Pacto para a Nova a queda dos dois edifícios na rua “os arrendamentos com recurso ao Centralidade, o crescimento da dos Gatos não volte a acontecer. mercado privado são uma medida riqueza produzida no Centro, não Mas, para isso, é preciso que as normal, que consta do programa se faz com divisões, mas sim com intervenções sejam eficazes, o que Prohabita que o Governo do PS uniões, com estratégias concerta- não tem acontecido”, afirmou acaba de reforçar e da candidatura das.” anteontem Carlos Clemente, que a Câmara de Coimbra apre- António Almeida Henriques reforçando críticas apresentadas sentou para o quinquénio 2005- Presidente do CEC terça-feira à Câmara Municipal -2009”. pelo PS de Coimbra. “Têm comparticipação do 02/01/07 O autarca, eleito pelo PS, Estado, via Instituto Nacional da alertou ainda para a queda de telhas Habitação, e possibilitam a reso- “Não admira, portanto, que e beirados, que ocorre com fre- aproveitar politicamente este caso, “com os dinheiros públicos”, o PS lução de problemas de realo- 2007 seja um ano aguardado quência na Baixa da cidade, onde mas não pode calar a irres- exige também que o executivo jamento mais urgentes”, adiantou. com magras expectativas pela se localizam centenas de lojas. ponsabilidade da gestão autárquica, municipal informe sobre “a des- O vereador da Habitação maioria dos portugueses, muitos Carlos Clemente disse que neste caso concreto, do vereador pesa mensal com todos os rea- disse ainda que o “levantamento deles excessivamente endivida- tem informações de “pessoas Gouveia Monteiro”, referiu a lojamentos feitos desde Janeiro de multidisciplinar - contratado pela dos e sem significativas melhoras avalizadas” da Protecção Civil Comissão Política Concelhia do 2002”. Câmara à Universidade de Coim- salariais à vista.” sobre a possibilidade de derrocada partido em comunicado. Reagindo às críticas do PS, o bra - é, já está a ser, um instrumento Soares Rebelo do edifício do Palácio de Saldanha, Numa nota intitulada “Coim- vereador Gouveia Monteiro re- precioso para as políticas de Director-Adjunto de “As Beiras” por detrás da cozinha económica, bra a cair - basta!”, o presidente da cordou em comunicado que foi ele recuperação e renovação urbana adiantando que “nada foi feito para concelhia socialista, Luís Vilar, quem propôs, “no início de 2002, a e social da Baixa”. 02/01/07 evitar que isso aconteça”. “É mesmo o único levan- afirma que, “num espaço de 30 criação de um departamento de Na terça-feira, o PS acusou dias”, ocorreu a queda de dois pré- habitação em que fosse incluída tamento científico disponível, cuja “Definitivamente, 2006 não foi o vereador com o pelouro da dios na Baixa, e “agora há telhas uma nova unidade orgânica para validade não pode ser aferida por um ano de boas memórias para Habitação, Gouveia Monteiro, de prédios degradados na rua Sara- intervir em edifícios particulares, um incidente como aquele que se os trabalhadores, para os ido- eleito pela CDU, de “irrespon- goça a caírem para a via pública”. onde fosse necessário realizar deu na Travessa dos Gatos”, sos, para os jovens, para as sabilidade” no que respeita às Quanto ao relatório sobre a obras de conservação para asse- acrescentou. mulheres, para os pequenos recentes derrocadas na rua dos Baixa elaborado pela Univer- gurar a salubridade e segurança “Actualizá-lo permanente- empresários, para todos. Bem, Gatos, exigindo que a Câmara, sidade, o PS conclui que “foi mal dos moradores”. mente, completá-lo com novos para todos não.” presidida por Carlos Encarnação feito, porque mal solicitado, ou a Segundo o responsável pelo dados que vão ficando disponíveis, Francisco Queirós (PSD), torne público o levan- divisão de recuperação dos edi- pelouro da Habitação, desde essa é a opção por que me venho Coord. da Comissão Conc. do PCP tamento habitacional feito pela fícios da Câmara Municipal não Setembro de 2002, foram efe- batendo. Pô-lo em causa seria Universidade de Coimbra sobre a actua em conformidade, pondo em ctuadas “centenas de vistorias, regressar à ignorância e ao empi- 04/01/07 segurança dos edifícios. rismo mais balofo”, sublinhou causa a segurança das pessoas”. notificações, reuniões com pro- “O PS-Coimbra não quer Reclamando transparência prietários e inquilinos, culminando Gouveia Monteiro. PRAÇA PÚBLICA O orçamento da Câmara para 2007 é o mais baixo dos últimos sete anos. Acha que estes cortes vão condicionar o desenvolvimento da cidade? “Sim, penso que vai afectar “Sim, vai afectar todos os sectores “É provável. Se há menos dinheiro, “Sim, vai afectar bastante Coim- “Claro, se há menos dinheiro não todos os sectores. Vai ser mau e isso é mau para a cidade.” vai haver condicionamentos no bra.” se fazem tantas coisas. A Educa- para a cidade.” geral.” ção e a Cultura vão sofrer mais.” Margarida Ferreira Margarida Ferreira Odete Barreira Elsa Gonçalves Marisa Gestosa 29 anos, Estudante 29 anos, Estudante 55 anos, Empregada de limpeza 28 anos, Desempregada 22 anos, Estudante
  • 4. 05| JANEIRO |07 O D e spe rt ar spert rtar 4 VOZ DE COIMBRA SMTUC FINANÇAS LOCAIS ECOVIA DÁ LUGAR A NOVA LINHA CARLOS ENCARNAÇÃO mara Municipal, Palácio da Jus- 07h30 às 18 horas. O estaciona- Após dez anos de existência, o serviço Ecovia chegou tiça, Avenida Fernão de Maga- lhães, Casa do Sal, Rua do Padrão e Estação Velha. mento só é permitido a quem possua títulos de transporte, que permitirão viajar em toda a rede RESPEITA DECISÃO DO TC ao fim. O prejuízo anual nicípios decidirem como dispor até O percurso da linha nº 34, dos SMTUC. Estes títulos podem O presidente da Câmara de de 300 mil euros e um saldo cinco por cento do Imposto sobre entre a Universidade e o Pólo II, ser adquiridos através de duas Coimbra, Carlos negativo acumulado acima também foi alterado. Segundo os modalidades: bilhete de duas o Rendimento (IRS) cobrado aos Encarnação, afirmou dos 3,5 milhões de euros SMTUC, o trajecto, a partir da viagens com estacionamento (2 munícipes nos seus concelhos, respeitar a decisão do foram as razões principais rotunda da Boavista, passa a Euros), e bilhete de quatro via- alegadamente quebrando o prin- Tribunal Constitucional cípio da universalidade do impos- para esta medida. utilizar a Avenida Dr. Mendes gens com estacionamento (3,5 (TC) que declarou a to. Silva (onde foi colocada uma nova Euros). O passe social geral custa Os serviços gerais (SMTUC) constitucionalidade da nova “Do meu ponto de vista, paragem nas imediações do 33 Euros. passam a assegurar o transporte parque de estacionamento do Os portadores de duas e Lei das Finanças Locais, enquanto jurista, principalmente a dos utilizadores da Ecovia, criando Vale das Flores, junto à entrada quatro viagens do antigo serviço, embora considere que a questão do imposto nacional, uma nova linha que “pretende do quartel dos Bombeiros Sapa- que não tenham usufruído do questão “não é pacifica”. modelado diferentemente pelas melhorar a oferta de transporte dores) e Rua D. Pedro de Cristo estacionamento, podem proceder autarquias, não pode ser pacífica”, público de passageiros”. até à Rua Carlos Seixas, onde será à sua troca por bilhetes com Os tribunais são soberanos, sublinhou Carlos Encarnação. A linha 1A, que faz a ligação retomado o percurso antigo. estacionamento nas cabinas dos temos de respeitar as suas de- “Mesmo à luz do direito entre a Estação Velha e a Uni- Os parques de estaciona- parques, sendo descontadas as cisões” disse à agência Lusa Carlos constitucional parece-me a mais versidade funciona nos dias úteis. mento reservados ao serviço viagens já utilizadas. Aos por- Encarnação, quando confrontado duvidosa”, acrescentou. Observou, O seu itinerário é o seguinte: Ecovia mantêm-se, no entanto, tadores de bilhetes de quatro com a decisão do TC. Os juízes no entanto, que o Direito “não é Estação Velha (ponto de horário), em funcionamento. De acordo viagens que tenham para utilizar do Tribunal Constitucional decla- uma ciência exacta”. “E não vem Avenida Fernão de Magalhães, com informação disponibilizada um estacionamento e, pelo me- raram a constitucionalidade da daí mal ao mundo. O tribunal Arnado, Câmara Municipal, Ma- pelos SMTUC, os utilizadores da nos, duas viagens, será efectuada nova lei das Finanças Locais, cuja decidiu e temos de seguir a nutenção, Rua Padre António Ecovia podem continuar a usu- a troca por um bilhete de duas fiscalização tinha sido pedida pelo decisão”, disse. Questionado sobre Vieira, Universidade (ponto de fruir dos parques localizados na viagens mais estacionamento, Presidente da República. se defende um veto do Presidente horário), Arcos do Jardim, Praça Casa do Sal e no Vale das Flores, acrescido do valor de 0,5 Euros. O acórdão foi aprovado por da República à Lei das Finanças da República, Manutenção, Câ- a funcionar aos dias úteis das Como já era previsto, entra maioria - 10 juízes votaram a favor Locais, Carlos Encarnação recu- também em vigor o novo tarifário e três contra. sou pronunciar-se sobre uma dos SMTUC, que implica um Apesar de respeitar a decisão, decisão que compete a Cavaco aumento global dos preços na o autarca social-democrata ques- Silva. “Não dou palpites ao Pre- “Luze-Portuguesa” ordem dos 5,6 por cento. tiona a possibilidade de os mu- sidente da República” afirmou. FALECEU “Luze-Portuguesa”, informa que o seu ser- viço de Limpezas Gerais de casas, apar- COIMBRA E CANTÃO tamentos, caves, sótãos, arrumos, espaços devolutos, fábricas, armazéns, lojas etc..., com ou sem remoção de lixos para a lixeira, GEMINADOS está a partir deste momento ao serviço de damente com Cantão, Manuel Porto referiu ainda que, na Uni- Tiago Canas quem pretender executar todos os serviços O acordo de geminação versidade desta cidade chinesa, Faleceu na passada semana o entre Coimbra e Cantão, na funciona um leitorado de Portu- referidos. guês. nosso bom amigo Tiago Canas. China, deverá ser assinado O seu corpo esteve depositado na em Fevereiro na capital da A Assembleia Municipal de Capela Mortuária de S. José, A nossa zona de actuação destina-se a toda província de Guangdong, Coimbra aprovou, na semana onde foi celebrada missa de cor- a população de Coimbra, Cantanhede, Soure, passada, geminações desta câmara po presente, finda a qual se disse à agência Lusa o com Cantão (Guangzhou) e ainda realizou o funeral na terça feira, Pombal, Lousã, Miranda do Corvo, Vila Nova presidente da Assembleia com a cidade paquistanesa de 2 de Janeiro, para o Cemitério de Poiares e Figueira da Foz. Municipal da autarquia Lahore. de Santo António dos Olivais. portuguesa. De uma família bastante con- “Foi o embaixador do Paquis- siderada, que residiu na fre- tão em Portugal que manifestou guesia durante décadas, atleta e Segundo Manuel Lopes Porto, interesse na geminação”, disse o dirigente do Olivais Futebol ORÇAMENTOS GRATUITOS! o acordo deverá ser celebrado, em presidente da Câmara de Coim- Clube, ali granjeou inúmeros princípio, na primeira quinzena de bra, Carlos Encarnação, à Lusa, amigos que o acompanharam Fevereiro. adiantando que ainda não está consternados até à sua última Contacte: “LUZE-PORTUGUESA” “É um acordo extremamente marcada a data da celebração deste morada. A seus filhos José Jorge Secção de Limpezas Gerais, importante. Situada perto de Hong acordo. e Cristina Maria Santos Canas e Kong e de Macau, Cantão é um Na geminação entre Coimbra seus irmãos, nossos queridos sita na Rua da Palmeira, lote 3, amigos Joaquim e Jorge Canas, centro de grande dinâmica, tendo e Cantão a autarquia portuguesa é 3040-792 Cernache. um investimento directo estrangeiro representada pelo presidente da nosso assinante de longa data, e maior do que Xangai”, salientou o restante família apresentamos Assembleia Municipal e catedrático os nossos sinceros pêsames. Contactos: presidente da Assembleia Municipal de Direito Manuel Lopes Porto, A missa do 7.º Dia realiza- de Coimbra. aproveitando uma deslocação deste Telefone / Fax: 239 946 395 -se hoje, pelas 18,30 horas na Ao lembrar as relações his- professor a Macau, onde é docente Igreja de Santo António dos Telemóveis: 968 022 319 e 967 956 029 tóricas seculares que existem entre na Universidade e no Instituto de Olivais. Portugal e a China, e nomea- Estudos Europeus.
  • 5. TRADIÇÃO 5 spert rtar O D e spe rt ar 05| JANEIRO |07 O ENCERRAR DOS FESTEJOS NATALÍCIOS DIA DE REIS COMEMORA-SE AMANHÃ foram ao palácio no qual Herodes Comemora-se amanhã era o atual rei. Perguntaram-lhe o Dia de Reis. Segundo sobre a criança, mas nada des- a tradição católica, cobriram. O rei sentiu-se amea- este seria o dia em que çado e pediu aos magos que se o Jesus Cristo recém-nascido encontrassem lhe contassem, pois iria adorá-lo também. Os magos recebera a visitação demoraram algum tempo até de “uns magos” vindos chegar ao local onde estava o do Oriente - Belchior, menino. Por causa da distância Gaspar e Baltazar. percorrida, presume-se que seja A tradição de adoração aos num outro ano, precisamente no dia Reis surgiu no século XIII 6 de Janeiro. Estes magos ofereceram três e vem marcar, a 6 de presentes ao menino: ouro, incenso Janeiro, o encerramento e mirra. dos festejos natalícios, com Existem algumas teorias a o desarmar dos presépios. respeito do significado destes presentes. O ouro pode repre- Os Três Reis Magos são sentar a sua posição de rei, ou personagens da narrativa cristã que então, pode ter sido providência visitaram Jesus após seu nas- divina para a futura fuga ao Egipto cimento. A Bíblia cita uns magos, (quando Herodes manda matar todos os meninos até dois anos de “ESPERA DOS REIS” que não eram reis e sim magos, sacerdotes ou conselheiros. Tam- idade). RECRIADA HOJE EM bém não diz quantos eram, diz-se O incenso pode representar três pela quantia de presentes que Jesus seria um homem de COIMBRA oferecidos. Estes tinham grande oração, pois este produto era Coimbra assiste hoje, à recriação conhecimento dos astros, podendo usado nos templos para simbolizar da “Espera dos Reis”, uma ser astrólogos ou astrónomos, pois a oração que chega a Deus assim tradição antiga que vai envolver existem vários relatos de anúncios como a fumaça sobre ao céu. mais de 15 grupos folclóricos. de nascimentos de reis pelas A mirra é uma especiaria O Cortejo dos Reis começa, estrelas. usada como analgésico, podendo para aliviar as dores. A tradição às 21.45 horas, junto ao Portugal Assim, os magos seguiram a este presente remeter-se à sua Guiados por uma estrela, os de cantar os Reis dos Pequeninos e termina no estrela e sabendo que se tratava crucificação, onde Nicodemos Reis Magos ofereceram ao menino Em Portugal, em algumas loca- presépio da Igreja de Santo do nascimento de um rei da Judéia, oferece vinho misturado com mirra três presentes que representavam lidades, ainda se mantém a tradição António dos Olivais. as três dimensões de Cristo: a de cantar os Reis. Um grupo de Este evento, organizado pela realeza, a divindade e a huma- pessoas, com homens repre- Associação de Folclore e Etno- nidade. sentando os três magos, vão de grafia da Região do Mondego, Segundo a lenda, foram estes porta em porta nas casas, cantando termina com a entrega de ofertas presentes que deram origem à acompanhados de vários instru- pelos ranchos participantes e tradição de presentear os outros no mentos, em troca de pequenas cânticos natalícios. Natal. refeições e esmolas, que é utilizada Antecede também o Con- Como pretendiam representar na Festa de Reis, no dia 6 de certo de Reis, marcado para as os reis de todo o mundo, nor- Janeiro. Geralmente o grupo anda 21.30 horas de amanhã, na Igreja à noite e cantam às portas das de Santo António dos Olivais malmente Gaspar é apresentado casas, acordando seus moradores Promovido pelo Departa- como negro, representando a para que eles os recebam, ofere- mento de Cultura da Câmara África, mas também como rei da Municipal de Coimbra, este Índia; Melquior, rei da Pérsia; e cendo-lhes comida, bebida e concerto será protagonizado pelo Baltazar, rei da Arábia. Em hebreu, esmolas. Coro Vox Aetherea e pelo Grupo esses nomes significavam “rei da Esta é uma tradição que se Vocal Ad Libitum, dois grupos luz” (melichior), “o branco” tem vindo a perder, ao mesmo que convidam a população para (gathaspa) e “senhor dos te- tempo que os Reis Magos vão assistirem a um programa que souros” (bithisarea), represen- ficando mais esquecidos dentro integra temas que aludem à tando as três raças existentes das tradições de Natal, apesar da Epifania, alguns do século XIII, conhecidas. Igreja continuar a prestar-lhes outros de compositores portu- A tradição da distribuição dos grande culto, já que para os gueses, como Manuel de Faria presentes mantém-se ainda hoje. católicos representam os tronos, ou M. Sousa Santos. Há, no entanto, países onde são “os senhores da Terra que se Na Igreja de Santo António entregues não no dia de Natal mas curvaram diante de Cristo, reco- dos Olivais vai poder ouvir-se, a na noite de 5 de Janeiro. Em nhecendo-lhe a divina realeza”. título de exemplo, um “Ave Maria” Espanha e nos países hispano- Mas, hoje, os Reis Magos já Gregoriano, “Ó Meu Menino -americanos, os presentes são não são tão lembrados. O presépio praticamente não existe e só neles Jesus” (com harmonia de Cristina tradicionalmente entregues no Dia é que podemos ver os Magos de Faria), “Halleluia, psallite” (de um de Reis, pelos Reis Magos. Em Oriente apresentados. anónimo inglês), “Senti, senti” muitos lugares, essa tradição ainda resiste. Em 81% das famílias A árvore de Natal substituiu (música tradicional de Veneza), espanholas, na Argentina e em em muitos lares a representação “Verbum Patris” ou “Entrai Porto Rico, por exemplo, as do nascimento de Jesus e o Pastores”, cânticos de júbilo pelo crianças continuam a aguardar os presépio também vai sendo esque- nascimento do Menino Jesus. presentes na noite de 5 de Janeiro. cido. O acesso é gratuito.
  • 6. 05| JANEIRO |07 O D e spe rt ar spert rtar 6 O DISTRITO DE COIMBRA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DO PROJECTO DO IC3 200 NOVOS POSTOS DE TRABALHO EM MIRA MIRANDA CRIA COMISSÃO PESCANOVA LOUSÃ CHUMBA PROJECTO É IMPORTANTE mentar para 350. Para além da autarca, a poderia ser uma areia na engre- “Relativamente à informação A Assembleia Municipal de O coordenador da União de comissão de acompanhamento vai nagem do processo”, segundo João avançada”, António Moreira consi- Miranda do Corvo aprovou integrar o presidente da Assem- Pereira, líder da bancada do PS. Sindicatos de Coimbra, dera “muito importante” este sexta-feira à noite, por bleia Municipal, José Manuel A proposta, que contou com António Moreira, investimento em Mira, “e também unanimidade, a criação de Simões (PSD), um elemento da os votos favoráveis de toda a manifestou à Lusa a sua num sector que está ligado ao mar uma comissão de bancada social-democrata e outro oposição (BE, CDU e PSD), satisfação pela anunciada e que tem atravessado por momen- da bancada socialista (os únicos visava a constituição de uma criação de 200 postos de tos difíceis”. acompanhamento do partidos com representação) e os comissão de acompanhamento dos projecto do Itinerário trabalho no concelho de Neste contexto, o sindicalista presidentes das Juntas de Miranda projectos d o IC3 e da instalação Complementar (IC) 3, que Mira. lembra as dificuldades em duas do Corvo e Lamas, freguesias que de um comboio eléctrico ligeiro empresas do distrito, ambas na vai ligar Tomar a Souselas, serão abrangidas pelo traçado do (“tram-train”) no Ramal da Lousã, IC3. O sindicalista comenta assim Figueira da Foz, “a Naval Foz e os com passagem pelo que este mês completou 100 anos “Pelo interesse que têm para de existência. o anunciado investimento da espa- Estaleiros Navais do Mondego, concelho. Um dia antes, o nhola Pescanova, de 350 milhões estes devido à falta de enco- o concelho, estes assuntos devem No documento reprovado, o mesmo projecto foi estar acima dos partidos políticos”, de euros, para instalar em Mira uma mendas”. “Tenho de salientar o BE propunha ainda o agenda- chumbado pela Assembleia frisou ainda a presidente da mento de uma sessão extraor- unidade de aquacultura para a aspecto positivo deste investimento Municipal da Lousã. edildiade. dinária da Assembleia Municipal produção de pregado (rodovalhos), num distrito que tem assistido à para Janeiro próximo, para discutir noticiado pelo Jornal de Negó- destruição do seu aparelho pro- “Considero que em assuntos Lousã chumba a variante a Foz de Arouce (EN cios. dutivo, por parte de uma empresa importantes para o concelho, como proposta 236), cujos trabalhos ainda não A contratualização do inves- com projecção europeia e até é o caso das acessibilidades, não Na Lousã, idêntica proposta arrancaram, e a construção de uma timento deve ser formalizada com mundial”, adiantou. devem ser só as pessoas do poder apresentada pelo Bloco de Es- eventual alternativa à actual o Estado português no início do ano, Segundo apurou a Lusa a decidir”, disse à Lusa a social- querda foi reprovada pela maioria Estrada da Beira (troço Lousã- que vai apoiar o projecto, refere o junto da Câmara de Mira, o projecto -democrata Fátima Ramos, presi- socialista, com o argumento de que -Coimbra), que tem sido defendida mesmo diário, adiantando que a de aquacultura será implantado “ao dente da Câmara Municipal e “era completamente descabido e por autarcas do PSD, para além unidade vai gerar 200 postos de longo da praia de Mira, em cerca autora da proposta. ineficaz criar uma comissão, que do “tram-train” e do IC3. trabalho que deverão depois au- de 82 hectares de terreno”. “O Despertar” N.º 8418, de 07/01/05 “O Despertar” N.º 8418, de 07/01/05
  • 7. PUBLICIDADE 7 spert rtar O D e spe rt ar 05| JANEIRO |07
  • 8. 05| JANEIRO |07 O D e spe rt ar spert rtar 8 PHOTOGRAPHIAS
  • 9. O PAÍS 9 spert rtar O D e spe rt ar 05| JANEIRO |07 ABORTO . . . FOTO grafias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . CITAÇÕES CASA DAS CITAÇÕES . . . . . . . . “Compreendo os sentimentos daqueles que se têm mostrado insatisfeitos e querem um país IVG É “VIOLÊNCIA PARA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . melhor. Partilho dessa insa- . . . . tisfação, quero um Portugal melhor e, por isso, serei também exigente quanto a resultados.” AS MULHERES” . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Cavaco Silva . . . . A presidente da associação . . . . . . . . Presidente da República . . . . . . . . de defesa das mulheres . . . . . . . . . . . . 02/01/07 UMAR considerou . . . . . . . . . . . . . . . . o aborto uma “violência . . . . . . . . . . . . “Basta de anúncios, de planos para a mulher”, refutando . . . . . . . . . . . . ou de medidas isoladas. O ano . . . . a comparação . . . . . . . . que ontem [segunda feira] . . . . . . . . a um atentado contra . . . . . . começou é, definitivamente, o . . . . . . ano em que os resultados da a Paz feita pelo Papa Bento . . . . . . . . . . . . . . . . governação têm que começar XVI e pelo Cardial . . . . Banhistas tomam o seu primeiro banho do ano, na praia de . . . . . . . . a aparecer. O discurso de Ano Patriarca de Lisboa. . . Carcavelos, no Estoril . . . . . . . . . . Novo do Presidente da Repú- . . . . . . . . . . . . blica reflecte, e bem, a pressão . . . . “O aborto é um acto de . . . . . . . . que tem que existir para se . . . . violência para a mulher que o faz, . . . . referiu na sua mensagem. . . . . . . dobrar essa esquina.” . . . . sempre como último recurso. . . O Papa entende que todas . . . . . . . . Paulo Ferreira . . . . Não vale a pena penalizá-las mais, estas formas de violência são . . . . . . . . Editor . . . . lembrá-las mais disso”, afirmou . . . . “terríveis violações” do direito à . . . . . . . . . . à Agência Lusa Elisabete Brasil, . . 02/01/07 vida e um “atentado à Paz”. . . . . . . . . . . . . dirigente da União das Mulheres Corroborando Bento XVI, o . . . . . . . . . . . . “Por mais compreensível que Alternativa e Resposta (UMAR), Cardeal Patriarca de Lisboa, D. . . . . . . . . . . . . seja a revolta dos que se vêem que apoia a despenalização da . . . . José Policarpo, advertiu, durante . . . . . . . . expropriados de regalias pri- . . . . interrupção voluntária da gra- a homilia para assinalar a mesma . . . . . . . . vativas, isso não pode servir de . . . . videz. efeméride, que a falta de respeito . . . . . . . . argumento para contemporizar . . . . “O aborto é uma questão de . . . . pela vida embrionária “é uma . . . . . . com elas. O Governo perderia . . . . consciência, uma escolha indivi- . . violência” que origina outras . . . . . . . . autoridade e legitimidade na . . . . dual, um problema pessoal de violências. . . . . . . . . sua obra de saneamento do . . . . . . ‘Estado corporativo’ que her- uma mulher, de uma família “A vida não é um bem . . . . . . . . . . . . . . dou, se renunciasse a levar a concreta, que não pode ser visto arbitrário, de que se possa dispor . . . . . . . . . . no mesmo patamar dos conflitos . . . . tarefa até ao fim.” ao sabor das políticas, de interes- . . . . . . . . . . Vital Moreira armados”, sustentou. ses pessoais ou mesmo de sofri- . . . . . . . . . . . . Professor Universitário Durante a homilia do Dia . . . . mentos inevitáveis”, frisou. . . . . . . . . . . . . Mundial do Paz, comemorado no De acordo com D. José . . . . . . . . 02/01/07 . . . . primeiro dia do ano, o Sumo Policarpo, não se pode “ignorar . . . . . . . . . . . . Pontífice comparou a interrupção . . . . as múltiplas formas de violência” . . . . . . “A vida não é um bem arbitrá- . . . . voluntária da gravidez ao terroris- . . que existem na sociedade, no- . . . . . . . . rio, de que se possa dispor ao . . . . mo. meadamente “contra as crianças, . . . . . . . . sabor de políticas, de interesses . . . . . . pessoais ou mesmo de sofri- “Junto com as vítimas dos mesmo antes de nascerem”. . . . . . . . . . . . . . . mentos inevitáveis.” conflitos armados, do terrorismo Para o cardeal, “toda a . . . . . . . . . . e das mais diversas formas de . . . . D. Policarpo forma de violência prejudica a . . . . . . . . . . Cardeal patriarca de Lisboa violência, temos as mortes silen- paz” e “quem é violento para com . . . . . . . . . . . . ciosas provocadas pela fome, . . . . aqueles que lhe são próximos é . . . . Um pouco por todo o país, o fogo de artifício rasgou os céus, . . . . 02/01/07 . . . . pelo aborto, pelas pesquisas sobre capaz de ser violento para toda a . . . . numa mensagem de boas vindas ao novo ano . . . . os embriões e pela eutanásia”, comunidade humana”. PRAÇA PÚBLICA As suas perspectivas para 2007 são melhores ou piores do que no ano anterior? “São piores. Não se perspectiva “Não sei. Espero que em 2007 “São melhores. Espero, sincera- “Penso que vai ser melhor. Julgo “São melhores. Está a haver um nada de melhor. Vão aumentar sejam esbatidas as desigualdades mente, que 2007 seja melhor do que 2007 vai ter melhores opor- crescimento a nível económico os bens essenciais e dos orde- sociais. As políticas do Governo que o ano anterior.” tunidades para os jovens, para os e penso que pelo menos nesse nados não sabemos nada. Se 2006 estão bastante erradas mas temos estudantes e para os trabalha- campo será melhor.” já foi difícil, este vai ser pior.” que lutar contra as adversidades.” dores.” Olga Sousa Olinda Lousã
  • 10. 05| JANEIRO |07 O D e spe rt ar spert rtar 10 REVISTA ESTRANGEIRA EXECUÇÃO DE SADDAM HUSSEIN . . . FOTO grafias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . CITAÇÕES CASA DAS CITAÇÕES . . . . . . CONDENAÇÃO E . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . “Nós confundimos acesso e . . . . . . . . . . . . integração [na UE]. Ora, inte- . . . . . . . . . . . . gração é muito mais do que o . . . . EXALTAÇÃO . . . . . . . . . . . . simples acesso – Portugal, por . . . . . . . . . . exemplo, ainda não conseguiu . . . . . . . . . . . . . . . . uma integração completa.” . . . . . . . . . . Anton Nicolescu . . . . Cuba qualificou Novembro”, afirmou Paula Mas- . . . . . . . . . . Sec. Estado dos Neg. Estrangeiros carenhas. . . . . . . . . de “acto ilegal” e . . . . Posição idêntica assumiu o . . . . . . . . . . . . 02/01/2007 “assassínio” a execução, governo brasileiro, ao manifestar- . . . . . . . . . . . . . . no sábado, do ex-presidente -se, em comunicado divulgado pelo . . . . . . . . . . . . “A Roménia era um país euro- iraquiano Saddam Hussein, Ministério das Relações Exteriores, . . . . . . . . . . contra a decisão da instância de . . Centenas de pessoas protestam em Madrid contra os . . peu por definição. Nos anos numa declaração oficial . . . . . . . . atentados da ETA, apelando ao corte no diálogo entre o . . 1930 era rica, era a Suíça dos recursos do Alto Tribunal Penal do . . . . . . do ministério dos Negócios . . Governo espanhol com este grupo separatista basco . . Iraque que confirmou a condenação . . . . . . Balcãs, Bucareste era compara- Estrangeiros. . . . . . . . . à morte do ex-Presidente Saddam . . . . . . da a Paris. Mas o ‘pesadelo’ do . . . . . . Hussein. “Por princípio, o Brasil é . . . . . . comunismo acabou com o país.” . . . . contrário à pena de morte, vedada . . O enforcamento de Saddam . . . . . . . . Ion Caramitru pela Constituição Federal. (...) . . . . . . “é um absurdo político, um acto . . . . . . Actor Romeno Ademais, não crê que a execução . . . . . . ilegal, num país que foi conduzido a . . . . . . . . . . uma guerra civil durante a qual da sentença venha a contribuir para . . . . . . 02/01/07 . . . . a pacificação do Iraque”, lê-se na . . . . milhões de pessoas se exilaram ou . . . . . . . . nota do Itamaraty. . . . . perderam a vida”, lê-se num . . . . . . . . “Poucos presidentes tiveram a O primeiro-ministro timorense . . . . comunicado do MNE. . . . . . . . . felicidade e a alegria de termi- José Ramos-Horta manifestou . . . . Reconhecendo que, “por ora, . . . . . . . . também a sua oposição à aplicação . . . . nar o mandato numa situação a pena de morte não foi abolida” na . . . . . . . . . . tão boa como nós. Temos agora ilha, o governo de Havana justifica da pena capital ao ex-ditador . . . . . . . . . . iraquiano, reafirmando a posição do . . . . o compromisso de fazer mais e . . . . esse facto pela “guerra brutal . . . . . . melhor.” governo que chefia como sendo . . . . . . imposta pelos EUA”, numa alusão . . . . . . Lula da Silva contra a pena de morte. . . . . . . às múltiplas tentativas de derrube . . . . Os Estados Unidos conside- . . . . . . . . Presidente do Brasil do presidente cubano, Fidel Castro. . . . . . . raram, por sua vez, a condenação . . . . . . Apesar disto, diz ainda o . . . . à morte de Saddam Hussein como . . . . . . . . 02/01/07 comunicado, “Cuba considera ser . . . . um “marco importante”, apesar das . . . . . . . . . . seu dever moral exprimir o seu críticas internacionais e dos vários . . . . . . . . . . . . “O direito à vida e à livre ponto de vista sobre o assassínio (de pedidos para que a execução não . . . . . . . . . . . . expressão da própria fé em Deus Saddam) cometido pela potência . . . . seja levada a cabo. . . . . . . . . . . não está nas mãos do homem.” ocupante”. De acordo com um dos porta- . . . . . . . . . . O Governo português também . . . . Papa Bento XVI -vozes da Casa Branca, Scott . . . . . . . . . . reafirmou “a sua total oposição à Stanzel, a pena de enforcamento . . . . . . . . . . . . 02/01/07 pena de morte” contra Saddam, por para Saddam é um “marco impor- . . . . . . . . . . . . considerar que é “contrária à tante nos esforços dos iraquianos . . . . . . . . . . . . dignidade” humana, declarou a para substituir as regras de um tirano . . . . “2007 será o ano em que a UE te- . . . . . . . . . . rá uma oportunidade para supe- porta-voz do Ministério dos Negó- pelas normas da lei”. . . . . . . . . . . cios Estrangeiros. “O Governo “Ninguém pode opor-se à . . . . . . rar a crise que teve como causa a . . . . . . . . português reafirma a sua total execução do criminoso Saddam . . . . . . rejeição por franceses e holan- . . . . . . oposição à pena de morte, em todos Hussein”, disse Maliki, cujas . . . . . . deses do Tratado Constitucional.” . . . . os casos e em todas as circuns- palavras estão a ser divulgadas pela . . . . . . . . António Vitorino . . . . tâncias e, face à iminência da televisão pública Iraquiana. . . . . . . . . Ex-comissário . . . . execução de Saddam Hussein, “Os que se opõem a esta . . . . . . . . . . . . associa-se inteiramente à declara- execução estão a insultar os mártires . . . . . . Uma criança palestiniana protesta contra a execução, por . . 02/01/07 . . . . ção da Presidência da União do Iraque e a sua dignidade”, . . enforcamento, de Saddam Hussein . . . . Europeia do passado dia 5 de adiantou. PRAÇA PÚBLICA Considera justa a execução por enforcamento de Saddam Hussein? “Considero. Penso que mere- “Considero. Esse senhor deu direc- “É discutível. Não sou a favor da “Sou contra a pena de morte. “Não concordo. Sou contra a pe- cia.” ções para matar o povo dele e isso pena de morte. Mas em termos Sabemos o homem que é e as na de morte em qualquer situa- basta para justificar tal acto.” de ser um castigo extremo para mortes que provocou, mas julgo ção.” a pessoa em questão, acho que é que não é a pena de morte que bastante considerável.” resolve.” Daniel Nunes Raimundo Tomhson Daniela Rebelo Abel Ribeiro José Monteiro 31 anos, Vigilante 50 anos, Engenheiro 22 anos, Estudante 62 anos, Reformado 38 anos, Técnico Postal
  • 11. REVISTA DO ANO 11 spert rtar O D e spe rt ar 05| JANEIRO |07 SETEMBRO Lei das finanças locais impede 188 municípios de aceder ao crédito O mês de Setembro foi de más notícias para os municípios, com o anúncio da proposta de Lei das Finanças Locais. Por Coimbra, o entretenimento aliado ao conhecimento e a diversão pura não faltaram, com a realização do programa “Sons no Património” e dos Encontros Mágicos. Mas as festas, comemorações e actividades também se expandiram a outras localidades da região. Vila Nova de Poiares, Arganil, Montemor-o-Velho, Penela, Lousã e Miranda do Corvo tiveram, por diversas razões, um mês recheado de acontecimentos. O conselho geral da Asso- animação cultural. O evento, para Prisional de Coimbra. ciação Nacional de Municípios além dos concertos, contou com As festas do município de Vila como as grandes festas do con- prosseguiram com as cerimónias do Portugueses (ANMP) rejeitou por outro tipo de animação, como Nova de Poiares - POIARTES celho. Foi também nesta altura que Feriado Municipal, cujo ponto alto unanimidade a proposta de Lei das fantoches, dança, contadores de 2006 - iniciaram-se com a apre- se comemorou o Feriado do con- foi a inauguração da Biblioteca Finanças Locais do Governo e histórias, música popular e erudita, sentação ao público da XVII Feira celho. Para assinalar a data, Municipal e Sala de Cinema. agendou um congresso extraor- vocal e instrumental. Nacional de Artesanato e VII realizou-se uma sessão evocativa Visitantes e turistas foram dinário. Segundo um estudo di- As ruas de Coimbra rece- Mostra de Gastronomia. A nova do Dia do Município. convidados a deslocarem-se à vulgado pela associação, caso beram alguns dos mais concei- localização da VII Mostra de O Dia do Município foi também Lousã, onde se puderam deliciar aquela proposta fosse aprovada tuados mágicos do mundo, vindos Gastronomia, agora realizada no celebrado em Montemor-o-Velho com algumas das iguarias mais quase dois terços dos 308 mu- de seis países. O ponto de encontro actual Mercado Municipal, foi uma com cerca de 170 expositores a características da região. Ao seu nicípios ficariam impedidos de foi a 10ª edição dos Encontros das principais novidades daquela participarem na mostra de acti- dispor tinham uma “Mesa de recorrer ao crédito. Mágicos, um evento com uma edição. O XII Festival de Folclore vidades, que incluiu a Feira das Sabores”, instalada no Posto Em Coimbra, alguns dos seus projecção mundial e que todos os de Vila Nova de Poiares e a Freguesias e Associações, a Feira Municipal de Turismo. monumentos mais emblemáticos anos traz à cidade milhares de realização do V Grande Capítulo da de Artesanato, a Feira Comercial e Cerca de 40 apicultores par- acolheram o programa “Sons no visitantes. O programa inclui Confraria da Chanfana foram ou- Industrial, a Feira do Livro e a Feira ticiparam na Feira do Mel de Património”, um evento que alia também duas Galas Internacionais, tros dos pontos altos do programa. das Tasquinhas. Miranda do Corvo, na Praça José cultura, animação e história. A Sé no Teatro Académico de Gil Vi- Arganil foi uma vez mais o Penela esteve em festa, com Falcão. O certame possibilitou aos Nova, a Sé Velha, a Igreja de Santa cente, apresentadas pelo director palco da Feira do Mont’ Alto e da a abertura da FAGRIP – Feira visitantes saborearem o mel, bem Cruz e o Mosteiro de Santa Clara- artístico do festival, Luís de Matos, Ficabeira – Feira Industrial, Comer- Agrícola, Comercial e Industrial de como outras iguarias confeccio- a-Velha foram os espaços esco- e espectáculos no Hospital Pe- cial e Agrícola da Beira Serra, dois Penela, a Feira de S. Miguel e a nadas à base do produto endóge- lhidos para receber o programa de diátrico e no Estabelecimento certames que se assumem há muito Feira das Nozes. Os festejos no. OUTUBRO a cerimónia festiva, o ministro da Saúde, Correia de Campos, Coimbra. Apostando na descen- tralização, este evento promovido anunciou que a requalificação das pela autarquia, decorre em vários Mau tempo causa estragos urgências hospitalares estará no terreno já no início de 2007. Cinco personalidades de espaços emblemáticos das fre- guesias do concelho, aliando assim música e património. Coimbra passam a integrar a Também em Montemor de- incalculáveis na Região Centro toponímia da cidade. José Mar- ques Dias Ferreira, Isidoro Ba- ptista, Salvador Dias Arnaut, corre mais uma Festa da Música, um evento que anima o município até Dezembro, aliando também A precipitação registada em Outubro causou prejuízos incalculáveis não só na região Centro Jorge Colaço e Alberto José música, património e história. mas em todo o país. Coimbra foi uma das cidades muito afectadas, com os comerciantes da Pessoa dão nome às cinco novas Em Miranda do Corvo de- Baixa a “acordarem” para um pesadelo ao encontrarem as lojas completamente inundadas. ruas que abriram na freguesia de corre a “Semana do Idoso”, uma Os estragos surgiram no mesmo mês em que Coimbra foi considerada a terceira cidade mais Santo António dos Olivais. iniciativa que procura dar mais competitiva do país. Os doces sabores do mel e vida à vida da população sénior. da castanha atraem à Baixa de Durante sete dias, a autarquia As consequências do mau Évora é a mais competitiva das Coimbra milhares de visitantes. ofereceu à terceira idade um tempo provocaram a destruição 18 capitais de distrito portu- Entre turistas e populares, nin- programa recheado de activi- em várias zonas do país, sendo a guesas. Segue-se Lisboa e Coim- guém ficou indiferente a mais dades lúdicas que promoveram a região Centro uma das mais bra. O Porto surge no último lugar uma edição da Feira do Mel, um animação e o convívio entre as afectadas. Dezenas de inunda- da lista. certame que, como manda a pessoas do concelho. ções, deslizamentos de terras e O processo de co-incine- tradição, aposta na promoção do A ADIBER festeja 12 anos. quedas de árvores registaram-se ração continua a dar que falar. mel certificado. Combater a desertificação na em vários distritos. Rios a galgar O Ministério do Ambiente travou Em Santarém decorre mais região da Beira Serra continua a as margens, casas completa- os efeitos suspensivos da provi- um Festival de Gastronomia. ser a aposta desta Associação de mente inundadas, carros a “boiar” dência cautelar requerida pela Dezassete regiões do país apre- Desenvolvimento Integrado. são algumas das imagens que Câmara Municipal de Coimbra sentam, na Casa do Campino, Presidida por José Cabeças, a ficam na memória das pessoas. contra a decisão de avançar com aquilo que de melhor tem a sua ADIBER tem desempenhado ao Coimbra foi considerada a o processo de tratamento de quia, não se mostrou surpre- gastronomia tradicional. O Fes- longo destes anos um papel terceira cidade mais competitiva resíduos industriais perigosos em endido com o “travão” e admitiu tival de Gastronomia de Santarém determinante para o desenvol- do país. De acordo com um Souselas sem avaliação de impa- que já esperava tal decisão. é já uma referência no país, vimento e qualidade de vida dos estudo elaborado em co-autoria cto ambiental, alegando ser lesiva O Hospital da Universidade atraindo anualmente milhares de concelhos que abrange – Arganil, por Paulo Mourão e o economista do interesse público. Carlos de Coimbra comemorou 20 anos visitantes. Góis, Oliveira do Hospital e Júlio Miguel Barbosa, a cidade de Encarnação, presidente da autar- no Dia de S. Jerónimo. Durante O Festival de Música anima Tábua.
  • 12. 05| JANEIRO |07 O D e spe rt ar spert rtar 12 REVISTA DO ANO NOVEMBRO Obras do Polis inauguradas em Coimbra O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, inaugurou em Coimbra três obras do Polis, uma data aproveitada para alertar para a urgência da requalificação das cidades portuguesas. As pessoas que utilizavam o sistema de transportes Ecovia deixa de poder fazê-lo. Os prejuízos registados pelo serviço conduzem à sua extinção. Esta notícia surge no mesmo mês em que se calculam os estragos provocados pelas cheias e em que se temem ainda novas inundações. Em Coimbra, duas das mais antigas freguesias da cidade – Santo António dos Olivais e Em Góis realiza-se mais uma município. Santa Clara – comemoram 152 anos. edição da Feira dos Santos, um A Associação de Desen- certame com grande tradição que volvimento e Formação Pro- O Centro de Interpretação utentes dos parques periféricos com um programa intenso. Em atrai anualmente largas cente- fissional de Miranda do Corvo Ambiental, a Entrada Poente do duas viagens nos transportes Santo António dos Olivais o nas de visitantes ao Parque do festeja, durante todo o mês, o 19.º Parque Verde do Mondego e a colectivos. programa integrou a realização de Baião. aniversário. Espectáculos de Ponte Pedonal Pedro e Inês foram Os estragos causados cheias espectáculos, muitos eventos Na Lousã decorre o Festival música, teatro, cinema e activi- as três obras inauguradas pelo continuam na ordem do dia. Numa culturais e uma feira de artesanato. do Mel e da Castanha. Intitulado dades desportivas são algumas das Presidente da República, Cavaco altura em que ainda se temem mais em Santa Clara foi inaugurado o “Sabores de Outono”, esta inicia- propostas da organização. As Silva, no âmbito do Programa inundações, o presidente da Câ- conjunto escultórico dedicado a tiva da Câmara Municipal aposta comemorações começaram com Polis. mara de Coimbra, Carlos Encar- Inês de Castro e a nova Biblioteca. na promoção de dois produtos a inauguração do Bloco Oficinal, Os utentes deixam de poder nação, reúne com uma comissão A EDP Distribuição anunciou endógenos do concelho, aliando situado na zona industrial de usufruir do sistema de transportes representativa das vítimas das um investimento superior a sete gastronomia, cultura e património. Miranda do Corvo, e encerraram da Ecovia. Avultados prejuízos, que cheias na região dos Fornos para milhões de euros na Área de Rede O mel e a castanha são “reis” nas com a abertura da nova Unidade só de Janeiro e Setembro já ascen- analisar formas de resolver os Coimbra/Lousã, com destaque mesas dos 16 restaurantes que Residencial. dem a 300 mil euros, ditam o problemas causados pelas inun- para a construção de três novas aderem ao evento, cujo programa Miranda do Corvo festeja os encerramento deste projecto, dações que causaram prejuízos na subestações. Este investimento integra a já tradicional feira do mel, 870 anos da Carta do Foral com lançado pelos socialistas nos anos ordem dos quatro milhões de superior a 2,3 milhões de euros vai onde apenas se apresenta o mel um programa recheado de tradição 90. Na mesma altura em que euros. garantir uma potência (de refe- certificado da região. e espectáculos. extingue o serviço, foi apresentada As freguesias de Santo Antó- rência) de 31 MVA para esta zona, Penacova acolhe também Em Soure decorre a “Semana uma proposta que prevê a criação nio dos Olivais e de Santa Clara onde também se vai situar o mais uma edição da Feira do Mel do Teatro”, que conta com a de um novo título de transporte, no festejam 152 anos. A efeméride foi Instituto Nacional de Medicina e das Castanhas, um certame que participação de seis grupos do valor de dois euros, que permite aos assinalada pelas duas freguesias Legal. atrai centenas de visitantes ao concelho. OUTUBRO A Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra festejou 17 riedade na cidade. Desta vez, mais de duas centenas de pessoas O Olivais Futebol Clube ho- menageia António Pratas, um dos anos de existência com um jantar participam no “Chá Solidário” campeões de Infantis de 1961/62 Museu da Ciência que ficou marcado pelo convívio e pela entrega de certificados e diplomas aos alunos que termi- promovido pela instituição, com o apoio do Governo Civil, Inatel, Pastelarias Vasco da Gama e pelo Olivais e actual presidente da Federação Portuguesa de Bas- quetebol. O Torneio de Natal naram os seus cursos no ano lectivo Cafés FEB. Sob a “Missão Casa com o seu nome promoveu tam- abre em Coimbra 2005/2006. O Coro dos Antigos Orfeo- nistas da Universidade de Coimbra Nova”, este chá permitiu angariar 2520 euros, uma receita que vai ser aplicada nas novas instalações, em bém o convívio entre atletas e ex- -atletas, numa verdadeira festa da família olivanense e do basque- A Ciência encontra em Coimbra um espaço privilegiado de construção em S. Martinho do tebol. conquistou o segundo lugar, arre- divulgação e pesquisa. O Museu da Ciência, no Laboratório batando a medalha de prata, num Bispo. Os 30 anos do Poder Local Chímico, abriu ao público, dotando a cidade e o país de um festival internacional, na República O Sindicato dos Professores Democrático é comemorado um espaço que convida à interacção entre cientistas e visitantes. Checa, em que participaram 66 da Região Centro insurge-se pouco por todo o país. Nos con- Também em Coimbra, a Câmara anuncia o aumento de 5,7 coros. contra o anunciado fecho de mais celhos do distrito de Coimbra, a por cento no tarifário dos Serviços Municipalizados de A Câmara de Coimbra anun- de 900 escolas do 1.º ciclo, consi- data é assinalada com sessões Transportes Urbanos, isto quando, a nível nacional, se fala cia o aumento de 5,7 por cento no derando irresponsável esta decisão solenes nas autarquias. nas subidas na electricidade, nos combustíveis, nas taxas tarifário dos Serviços Muni- do Governo. Alerta também para Em Penacova decorre mais um moderadores, nos medicamentos e tabaco. cipalizados de Transportes Urba- o facto de, se tal acontecer, Fim de Semana Gastronómico. Este nos de Coimbra para o próximo encerrarem na Região Centro mais município transforma-se novamen- ano. Apesar dos votos contra da de um milhar de estabelecimentos te nos dos destinos de eleição dos O Museu da Ciência foi aspectos da sociedade e como local bancada socialista e de Horácio de ensino em apenas dois anos. amantes da boa gastronomia. inaugurado em Coimbra, no Labo- privilegiado para a interacção entre Pina Prata, ex-vice-presidente da ratório Chímico, pelo Reitor da os cientistas e os visitantes. autarquia, o aumento foi aprovado. Universidade de Coimbra, Fer- No Museu da Ciência é A Junta de Freguesia de S. nando Seabra Santos, pelo Ministro possível existir um diálogo aberto Bartolomeu homenageou 13 indivi- da Ciência, Tecnologia e Ensino sobre temas que se colocam hoje dualidades, num gesto de reco- Superior, Mariano Gago, e pela na agenda pública, como os nhecimento pelo empenho e dedi- Ministra da Cultura, Isabel Pires trasgénicos, a utilização de células cação destas pessoas que, das de Lima. estaminais, o Protocolo de Quioto mais diversas formas, têm con- Especialidade: Dedicado a todo o público e os problemas que podem decor- tribuído para o progresso da Cabrito Assado este Museu afirma-se como um rer do efeito de estufa, entre muitos freguesia e da Baixa da Cidade. em Forno de Lenha O Cabritino é o local ideal para espaço de divulgação e de interac- outros. Trata-se de um espaço A Casa dos Pobres continua usufruir de momentos especiais ções da ciência com inúmeros dinâmico e aberto. a motivar uma onda de solida- Condeixa-a-Nova • Telef. 239 944 111 • Telm. 968 856 796
  • 13. PUBLICIDADE 13 spert rtar O D e spe rt ar 05| JANEIRO |07 ELECTRICIDADE • I N S TA L A Ç Õ E S E S P E C I A I S Projecto e Montagem da Iluminação Exterior da Universidade de Coimbra “A capacidade técnica alia-se à modernidade, assumindo-se como uma empresa de referência na zona centro do país” Maximiano Pedro Dias Sócio-Gerente dooss ooss ttood iig aa mg eejja ss,, A m ss a eess ttee A rree D een D n llii neecceedoo 007d 00 7 ooss C Foorrn dee 2 C 2 ee F Anoo d An FF eelliizz Projecto e Montagem da Iluminação Exterior da Caixa Geral de Depósitos de Coimbra Monte das Romeiras • Armazém 6 • Estrada de Eiras • 3020-256 COIMBRA • Telef. 239 495 100 • Fax 239 495 132
  • 14. 05| JANEIRO |07 O D e spe rt ar spert rtar 14 A CORRESPONDÊNCIA A pintura deste consagrado artista das paixões estéticas, como fosse toma consciência do mundo que o rodeia e nada lhe passa ao lado, e os seus quadros são um salto para MAGIA DE EDMUNDO CRUZ EM COLARES ora Chagall ou Braque, ou mesmo Kandinsky, embora totalmente diverso, a lembrar novas conjun- a vida, são na sua maioria alegorias, adesão a uma particular pedagogia. nicheiro, Francisco Matias, ou turas românticas e clássicas numa esperanças que nos é intrínseca Pintar e usar a alegoria Valdemar Peixoto ou ainda Sussan orgia de insatisfação. pela beleza, pela poesia, pelo trato significa um trabalho sério, ino- Harrison, gente de primeira linha. E às vezes parece o artista raro das personagens, pela signi- vador, pragmático do mestre que Espírito enriquecido por lei- navegar nas ravinas do Inferno de ficação humana na recolha de estreita o mundo no quadro para turas, viagens, estudos, expe- Dante, tal o fascínio da beleza que ideias que se transformam nesta ser contemplado em toda a sua riências quase laboratoriais deixa se modifica e se relaciona com os espécie de amores a uma ciência magia. o insólito para “criar beleza”, como entes com sede ontológica. de pintar diferentemente. As perspectivas têm o seu Manuel Bontempo tanto gostava S. Tomás de Aquino, Com esta pintura de alto Há nesta pintura de Edmundo cunho, a sua linguagem, os efeitos jornaldespertar@mail.telepac.pt numa inquietação mental. gabarito parece encontrarmos a Cruz que já cruzou os mares uma procurados e achados, discursivos, O espectador dialoga com os Divindade na terra, no comezinho, cultura neoclássica tradicional, retóricos, mas cheios de poesia, e, quadros. Fica preso às imagens. tal a sedução dos conteúdos, do mas renovada pela cor, pelo jeito paradoxalmente, a intensidade da o Mundo! Assim como em Pomar ou Paulo saber transfigurar, de nos dar as de esboçar as silhuetas e pela emoção são predicados literários, Encena os seus trabalhos Rego, sempre diferente, paisagista expressões formais da obra-autor, fidelidade à criação sempre di- de cultura, socialmente abertos à como os descobridores da pintura admirável conhece a anatomia, o a sua actividade consciente que é versificada, que lembra as Me- beleza sem mácula. e passa do impressionismo ao corpo de carne e osso e o mistério processo de responsabilidade moral tamorfoses de Ovídio, tal o Gostei de ver novamente o expressionismo numa obediência a feminino e pinta tudo caldeado que nos leva a uma influência encanto do cromatismo, dos tipos mestre. O mesmo fascínio que nos um ritmo, a uma atmosfera, numa numa intuição entre o sagrado e o subjectiva da Beleza Intocável. que dançam nas Américas, na deixa José Berardo outro mestre arte fulgurante, mas sempre di- pagão, das figuras serem pessoas, Pintura de grandeza universal. Europa, neste Portugal particular da pintura portuguesa. ferentes nos temas, numa larga coisa viva, que se ama ou odeia. Os prémios alcançados mostram, ainda desfavorável às tendências E a sobriedade é correcta, nos intenção processual da pintura Exposição em Colares de sem favor, a valia intrínseca deste do ultra-romantismo, que Edmundo desenhos, nas linhas, nos ângulos, como elemento criativo, cultural, grandes efeitos. Dialéctica pelo mestre! Cruz aflora, mas não deixando de nos volumes, mas livre para o como em Coimbra fazem Lúcia rigor e pelo classicismo trans- E tudo chega ao espectador mexer com as combinações dia- pintor “fantasiar” sem rodeios. O Maia, Vasco Berardo, José Be- figurado, pela cor recriada numa numa larga mestria e simplicidade. lécticas, nos apresenta numa artista sabe o que quer. Conhece rardo, Zé Penicheiro, Mário Pe- ânsia da síntese ou na descoberta O “fado” dos predestinados. como acontece no Médio Oriente, A mais um Ano Novo corres- ponde mais um Natal. Inde- pendentemente, de toda a mito- PECADOS DE NATAL piorado com a recente execução de Saddan Hussein por enfor- camento, logo em plena pere- logia que envolve a comemoração insconcientemente de quem mais de fraternidade? Mas afinal é grinação a Meca e aos lugar do nascimento de Jesus Cristo e gostamos? Não será porque uma época onde se acentuam as santos do Islão, da interferência das correspondentes mensagens, estamos rotinados na prática desigualdades e a descriminação. do Irão e da Síria neste conflito, a de facto existem pecados que se consumista de oferecer prendas Mais um pecado do Natal! escalada nuclear do Irão e da cometem nesta época natalícia. e temos que escolher as prio- Mas se isto é mau, pior fica Coreia do Norte, acabando com A gula dos doces e dos ridades a quem temos de dar? quando os mais carenciados só a invasão da Somália pela vizinha sabores da boa comida e da Não estamos a seleccionar de ouvem as notícias de agrava- Etiópia, tudo isto não é nada bebida são frequentes no Natal e quem gostamos mais? Será isto o mento do custo de vida com a animador. no Ano Novo, mas não são destes verdadeiro espírito de Natal? entrada de 2007 e os respectivos Mas a vida continua e temos “pecados” que me refiro. Sinceramente acho que o Bernardes Teixeira* aumentos, no entanto, as Boas que levantar a cabeça e caminhar As mensagens natalícias que Natal deveria ser menos ma- jornaldespertar@mail.telepac.pt Festas vão adormecendo com a em frente, nem que para isso apelam à reflexão sobre nós e os terialista e passar a ser mais euforia da Passagem de Ano, tenhamos que recorrer a “bóias outros, são muitas, mas nem moralista, isto é, ser uma época zade e de amor, as quais subs- contribuindo para o esquecimento de salvação”, as quais se baseiam sempre bem concretizadas. O que de reflexão e de união, não só da tituem os tempos de convivência, das “marteladas” do Novo Ano. no apoio espiritual, afectivo e se pretende é que se pare para família, dos amigos mas também de apoio, de colaboração e de E quando acordam? emocional e, neste campo, muitos reflectir se estamos bem con- da comunidade. estreitamento familiar é um Se isto é uma prática vivida recorrem à Igreja, outros apostam nosco e com os outros, se de- Só que estes princípios bá- desinvestimento nas relações. todos os anos, em 2007, começou na união e fortalecimento dos vemos ou não dar outro rumo às sicos têm vindo a ser postos em Mais um pecado do Natal! muito mal, pois com antecedência laços da amizade e fraternidade relações inter-pessoais, que sejam causa pelas práticas compensa- Por outro lado com o exagero fomos “bombardeados” com dentro da família e dos amigos. mais correctas, mais humanas e tórias das prendas, que enrique- deste consumismo, verifica-se medidas drásticas em “apertar Esta época de Boas Festas é mais conscientes, no fundo fazer- cem as grandes superfícies de que o princípio da igualdade é posto mais o cinto”, de facto, nem propícia para cultivarmos estes -se um balanço de nós próprios consumo e contribuem para o em causa, verificando-se que, deixaram que pudéssemos enga- sentimentos, mesmo cometendo face aos outros! maior endividamento das muitas enquanto uns esbanjam dinheiro nar-nos. alguns “Pecados do Natal”, por Mas pergunto: Não seria isto famílias, que cada vez mais vão e bens, outros vêem a sua vida A perspectiva negativa de isso é que desejo a todos as que devíamos fazer regular- se pondo na “boca do lobo” agravada passando por mais aumentos incontroláveis das taxas maiores felicidades para 2007, mente? Porquê só no Natal? Será chamada Banca! Eis, um pecado privacidades, chegando alguns a de juro da zona euro e dos deixando desde já a porta aberta que é nesta época que nos lem- do Natal! passarem fome, quer em Portugal combustíveis, passando pelo para discussão destes assuntos bramos mais dos outros? Ou será Isto de dar prendas, que como no Mundo. O Natal não agravamento de conflitos regi- no meu blog, www.pensaravida que é no Natal que avaliamos caiem bem, como prova de ami- deveria ser uma época de união, onais de foro religioso e étnico, bernardesteixeira.blogspot.com. DENTÉCNICA, LDA. Diogo Cabrita AMBULÂNCIAS AGÊNCIA FUNERÁRIA LABORATÓRIO E CONSULTÓRlO DENTÁRIO PRÓTESE MÓVEL, Cirurgia Geral SERVIÇO PERMANENTE ADELINO MARTINS, LDA. TINS, MARTINS LDA. (varizes, esclerose, úlcera André Dinis, Lda. PRÓTESE FIXA O ORGULHO DE BEM SERVIR DESDE 1940 E ORTODÔNCIA varicosa, doenças da tiróide, FLORES TRASLADAÇÕES FUNERAIS – FLORES – TRASLADAÇÕES Acordos com a ADSE, EDP, e RDP vesícula, fimoses, hidrocelos, etc.) R. 6 de Outubro, 75-Dt.º SERVIÇO PERMANENTE SERVIÇO R. Ferreira Borges, 7-2.º Tel. 239 496 118 Telefs. 239 824 825 - 239 820 406 Telef. 239 826 991 cms_shmt@hotmail.com Tlm. 966 005 720 3000 COIMBRA 239 49 60 80 | R. Adriano Lucas - Eiras COIMBRA R. Corpo de Deus, 118-120 3000 COIMBRA
  • 15. O COMÉRCIO DE COIMBRA 15 spert rtar O D e spe rt ar 05| JANEIRO |07 PUBLICAÇÃO DA RECER OBRAS PÚBLICAS REVISTA R APRESENTA MUNDO 2006 AINDA PIOR DA CERÂMICA DO QUE 2005 Burmester, projectista do Pavilhão O ano 2006 foi “muito “A rota da cerâmica da Água, da Expo 98. negativo” para o sector das – de comboio até ao Douro Apresenta também a visão obras públicas que, de algumas empresas relaciona- considerando as vendas de que já não existe” é apenas das com a área. A Matobra – cimento e aço, o um dos temas abordado Materiais de Construção e De- investimento público e o na última edição coração é uma das empresas da revista Revista R, emprego, terá caído ainda referenciadas. da Recer Cerâmica. mais do que em 2005, Termina com “A rota da cerâmica – de comboio até ao anunciou a ANEOP. Publicada em Novembro, em Douro que já não existe”. Este português e inglês, esta revista dá tema surge numa altura em que “Tendo em conta a evolução a conhecer o mundo da cerâmica, os caminhos de ferro portugueses negativa dos indicadores repre- em 2006 para a realização de abrindo também outras perspecti- comemoram 150 anos em Por- sentativos da realidade produtiva empreitadas ficou 33 por cento vas sobre a temática ou relacio- tugal. A Revista R endereça os do sector estimamos que a pre- abaixo de 2005, enquanto em valor nadas com esta área. parabéns a “todas as entidades visão apontada pela Comissão sofreu uma redução de seis por O n.º 19 desta revista abre que, ao longo da história, contri- Europeia nas suas previsões de cento. com uma agenda sobre as feiras não é fácil”. “Trata-se de aumen- buíram e continuam a contribuir Outono para a produção em 2006 Também o número de con- e eventos em que a Recer par- tar a velocidade e de persistir para o sucesso de uma actividade (menos cinco por cento face a cursos adjudicados em 2006 ficou ticipa, seguindo-se o editorial do numa estratégia de inovação que tem tanto de estruturante para 2005) tem elevada probabilidade 37 por cento abaixo do apurado em presidente do Conselho de Admi- consequente de forma a afir- o país como de mítica e de fruição de se concretizar”, refere a Asso- 2005, enquanto em valor a quebra nistração. Numa mensagem cur- marmo-nos num mundo cada vez para os entusiastas dos com- ciação Nacional de Empreiteiros de foi 32,2 por cento. ta, Antero Calvo debruça-se sobre mais acelerado”, sublinha. boios”. Lança o convite para que Obras Públicas (ANEOP) na sua “São quebras significativas a actual situação económica e Para além das novidades no as pessoas acompanhem a Recer síntese de conjuntura de Dezem- nos níveis de produção de obras sobre a exigência constante do sector e de algumas sugestões, “nesta homenagem através dos bro. de engenharia civil que, de acordo mercado. Realça a importância da esta edição dá a conhecer tam- painéis de azulejos de uma das Segundo a associação, de com o Instituto Nacional de inovação e assume que “o desafio bém o arquitecto Alexandre mais bonitas estações do país”. Janeiro a Novembro as vendas de Estatística (INE), estariam cinco cimento caíram 5,7 por cento em por cento abaixo dos registados em volume face ao mesmo período de 10 meses de 2005”, refere a 2005, devendo este recuo ter-se ANEOP. PROMOÇÕES CADA VEZ MAIS CEDO ainda agravado em Dezembro. Por outro lado, também as vendas de aço no mercado interno Na sequência desta quebra de produção, o emprego no sector registou também, segundo dados início dos saldos começar no dia que isto aconteça são a concor- caíram 12,2 por cento relativa- do INE relativos aos primeiros 10 Como se tem tornado 7 de Janeiro, as reduções já estão rência dos grandes centros (que mente a 2005. meses de 2006, um decréscimo de hábito nos últimos anos, oferecem outras condições a 4,6 por cento. expostas nas montras das mais Conforme salienta a ANEOP, este período de rescaldo da variadas lojas de Coimbra. todos os níveis) e a falta de a quebra nestes indicadores indica Segundo a associação, não é época natalícia traz consigo Esta antecipação comercial estacionamento na Baixa da um recuo quer do investimento “plausível” que, até final do uma diminuição dos preços deve-se à existência de stocks cidade. público, quer do privado, com o primeiro trimestre de 2007, a nos estabelecimentos pendentes que não foram escoa- Contudo, também as grandes primeiro a cair perto de 10 por situação se altere, como comprova comerciais. dos no período de Natal. lojas atravessam um período de cento. o saldo negativo de 53 por cento As razões encontradas pe- “crise”, espelhada através da re- Como consequência, o núme- no índice de confiança dos empre- Apesar de, oficialmente, o los comerciantes tradicionais para dução de preços. ro de concursos públicos lançados sários do sector em Novembro. PRAÇA PÚBLICA O euro, moeda única europeia, trouxe vantagens ou desvantagens para os portugueses? “Trouxe as duas coisas. Vanta- “Trouxe desvantagens. O custo “Trouxe vantagens ao nível da “Trouxe vantagens. Para mim não “Trouxe as duas coisas. Por um gens porque facilita a mobilidade de vida aumentou muito porque mobilidade mas trouxe muitas houve diferença absolutamente lado, diminuiu o poder de com- na europa. Em termos de desvan- as pessoas começaram a usar a desvantagens na hora da actua- nenhuma. É uma questão de há- pra mas também trouxe outras tagens, há quem diga que a infla- moeda de um euro como se se lização dos preços.” bito. Estou satisfeitíssima.” vantagens pelo facto de ser ção aumentou bastante. De qual- tratasse de 100 escudos. Foi tudo moeda única.” quer forma, sou a favor do euro.” arredondado para cima.” Tiago Lemos Ana Dinis Pedro Nunes Maria de Lurdes Eduardo Nunes 22 anos, Jornalista 19 anos, Estudante 24 anos, Estudante 56 anos, Vend. Amb. de Ourivesaria 30 anos, Operador da TMN
  • 16. 05| JANEIRO |07 O D e spe rt ar spert rtar 16 BLOGOS FERAS Um mordomo Previsões... A subida de tom. Prevê-se o final do ano para o «Junto com as vítimas dos conflitos armados, do terrorismo e não resolve? dia 31 de Dezembro à meia das mais diversas formas de violência, temos as mortes noite. silenciosas provocadas pela fome, pelo aborto, pelas E se forem 7? Prevê-se o nascimento do um pesquisas sobre os embriões e pela eutanásia» , afirmou novo ano, logo que o anterior Bento XVI na sua mensagem. Como ir ao teatro sem dei- “bata a bota”. Então era isso! As mulheres que ouvi no consultório - e fora xar de ver o futebol? Prevêem-se algumas carras- dele... - ao longo de trinta anos, algumas acompanhadas pelos Como corrigir trabalhos de panas, malandrices e muita dor parceiros, muitas hesitantes, outras tantas com medo, várias casa sem deixar de dar nos pezinhos (por falar em arrependidas, todas mais ou menos entristecidas, tinham algo atenção à família? dores, os cotovelos de alguns não irão escapar à maleita) em comum: o leve (?) odor a terrorismo... Como ver DVDs sem aca- Prevê-se uma subida nos níveis de colesterol e uma descida Júlio Machado Vaz, http://murcon.blogspot.com/ bar de ler o último Sara- no volume das carteiras. mago? Prevê-se muita alegria, muito pulo e muito sexo (danados prá Como produzir materiais brincadeira, aproveitem!) http://damularussa.blogspot.com/ para os alunos sem deixar de avançar na tese? Como debruçar-me sobre política local sem deixar de ler a imprensa nacional? Chupar Como testar novas expe- riências pedagógicas sem relaxa roubar mais horas ao des- A minha irmã está cinco canso? dias em Espanha Como conviver pelo prazer e traz-me um pacote sem deixar de hibernar por de mini chupa-chupas, necessidade? a imitar um maço de tabaco, e com uma Como apanhar sol sem mensagem duvidosa... remorsos? Está uma mãe Como alimentar este blogue a criar uma filha sem atrasar o almoço a toda para isto! a gente? http://assobiorebelde.blogspot.com/ http://janeca-faneca.blogspot.com/ A notícia referia que está prevista acabadinhos de sair de um conví- para breve a chegada da televisão vio no “Feijoada - Tudo o que puder com imagens tridimensionais e com comer”! Já para não falar nas cenas Cachorro cheiro. Caludinha, já sei que o link de acasalamento entre elefantes! só fala da parte do cheiro, mas não O cheiro e a visão tridimensional do quente encontrei a outra parte! O que foi? instrumento do paquiderme a ma- Querem bater? Vamos começar o nobrar à solta numa sala é caso andante ano à porrada, é? Bem me parecia para levar qualquer um à loucura! Só mesmo os que não! E agora que este pormenor Assim, se há situações em que americanos para foi esclarecido, continuemos... talvez fosse bom refrear o pro- fazerem um “hot- Se a parte das imagens tridimen- gresso tecnológico, esta seria uma dog” ao natural... sionais tornará o visionamento dos delas. Ou corremos o risco de O cãozito teckel, filmes com a Nicole Kidman ainda chegar a casa e perguntar: do modo que olha mais atractivo, já a questão do cheiro - Que cheiro a suor é este?!? para o dono, parece levanta-me sérias dúvidas. Quer - Fui eu que estive a fazer zapping suplicar para este dizer, vou poder deixar de ver certos e deixei ficar no Canal Parla- lhe tirar a fantasia canais como o National Geographic! mento... ridícula... Imaginem o pessoal ligar a televisão - Porreiro, já está avariada outra http://knoppixnaweb.blogspot.com/ e ser “esbofeteado” com o cheiro vez! proveniente duma manada de gnus http://rafeiroperfumado.blogspot.com/ selitismo católico a rivalizar com o entusiasmo na violência da das teocracias para haver A CRUZADA a demente missionação do Contra-Reforma. O Público de contenção na promiscuidade DO PÚBLICO mundo islâmico. Ponte Europa hoje parece a voz da Igreja cató- lica, saída das paróquias rurais, entre as Igrejas que se julgam Quando o sectarismo reli- maioritárias e os Governos que O Público de hoje [22.12.2006] gioso está na origem de con- num ataque ao laicismo e na capitulam perante o incenso e parece ter sido escrito pela frontos sangrentos e actos de defesa descabelada do que não a água benta. A neutralidade do Conferência Episcopal. Do terrorismo, mandava o bom- esteve nem está em risco - a Estado é uma condição indis- «Editorial» à estimável crónica -senso que o aprofundamento comemoração do Natal cristão. pensável à liberdade religiosa de Vasco Pulido Valente, de da laicidade do Estado e a sua Pelo contrário, é a laicidade que a todos cabe respeitar e Constança Cunha e Sá a An- defesa pela comunicação social do Estado que tem sido posta defender. tónio Marujo, é um mar de água dos países democráticos, ser- em causa, não faltando bispos Dos EUA à Arábia Saudita, benta, em prosa, com cheiro a vissem de vacina à demente nas inaugurações, nomes de da Polónia ao Irão, sabemos o incenso. tentativa de submissão a uma santos na toponímia, autarcas mal que a subordinação do Fracassado o proselitismo verdade única, a livros únicos da de joelhos, ministros de có- Estado aos interesses confes- evangélico de Bush, aparece fé e às imposições do clero. coras e o primeiro-ministro a sionais tem provocado. É por Carlos Esperança agora, numa aparente coin- Portugal, que não teve Re- benzer-se. isso que o Público, de hoje, me http://ponteeuropa.blogspot.com/ cidência, uma onda de pro- forma, partilhou com a Espanha Basta lembrar a tragédia surpreende e entristece.
  • 17. CARTÃO DE VISITA 17 spert rtar O D e spe rt ar 05| JANEIRO |07 Luz Divina!, chamou sobressaltado posso continuar a mentir. A ao ler a papeleta. Detestava estar de urgência. A OUTRA FACE DO ESPELHO Rita diz que não aguenta mais … O Bernardo ainda tão pe- URGÊNCIAS… Sempre o mesmo. Ou uns bêbedos queno … É tão agarrado a mim. que se pegaram à porrada lá pelo A outra música viaja-me o Terreiro da Erva, ou um marido, sangue… Mahler e as cores bebidos uns copos, que desancava trágicas do filme de Visconti… a mulher e os filhos. Histórias de todos os dias, está muito can- sou como essas que andam para a subtil relação com a novela bêbedos. Horas intermináveis por sado, amor?... aí a falar de Thomas Mann… ). conta de uns agrafes ou uns Aquela feira nos Olivais Esta sutura vai deixar uma ...logo a perguntarem então pontecos. Levantou-se uma mu- que já não é como era… todos cicatriz do caraças… porcaria vizinha caiu? Grandes cabras lher. Era mesmo o nome. Luz os anos comprávamos aquele de categut! bem sabem o que foi é só para Divina. Sobrolho de bocarra aberta potinho donde saíam os pre- Encontrar o que resta de amesquinhar… e uma bica de sangue sustida por tinhos pra dar sorte que a gente mim neste não saber que fazer: - Veja se tem cuidado. Agora um trapo encardido. E ele a ter de não tem lá grande sorte. Ai porra - Olhe Inês, acabou. Como vou a cara vai ficar negra, sobretudo à tomar uma decisão, dividido, que isso dói mas a jarra era tão poder dizer assim de repente volta dos olhos nem me diga uma assaltado por pensamentos e bonita! Castanha com uma rosa acabou, como se nada impor- coisa dessas senhor doutor, pois remorsos. grande na barriga e o estapor José Henrique Dias* tante, última gota na garrafa do vai, venha cá de hoje a uma O senhor doutor desculpe foi logo pegar nela para a atirar whiskey … prefiro os irlan- semana. mas eu já lhe disse que ele não pela janela e aos gritos esta deses… Bem haja senhor doutor… é sempre assim é só quando vem merda que a tua mãe deu que a minha mãe dizia ó rapariga olha ...mal dos maridos e depois - Que dia! - Está com ar esquinado. O senhor doutor minha mãe é muito minha amiga que ele não é flor que se cheire bate no que é dele e é só quando muito cansado, querido! Quer sabe o que é esquinado? É assim e nunca gostou dele eu bem te e se sair aos dele vais-te arre- vem esquinado… só tenho pena que lhe prepare um whisky? entre as dez e as onze está a avisei costuma dizer mas a gente pender e eu já me arrependi mas da jarra era tão bonita com - Irish, amor!... compreender? Quando vem quando é nova ai ai deixe-me só logo passa e bem vê sempre é o aquela rosa na barriga e ainda - Eu sei, o seu whiskey… assim mal o vejo digo pra mim respirar senhor doutor… pai dos meus filhos não quero me lembro do dia em que ma deu esse ezinho da diferença, não é? temos o caldo entornado e ele … O tempo coalhado na- que lhe aconteça nada de mal o até fomos comer enguias fritas (…As setenta e oito rota- começa logo a ver por onde quele nicho da memória, a senhor doutor não vai avisar a àquela taberna junto ao campo ções e o vinil são uma invenção pode pegar e eu mando logo os erguer-se por dentro com a polícia pois não? dos jogos ele fez-me uma sur- do caraças… filhos pró quarto é como quem suavidade daquela música tão E ficarmos a ouvir Mahler presa deu-me uma campainha Ouvir Mahler com esta diz pra trás da cortina a ver se antiga, tão nossa, costumá- e a sorver de novo aquela noite daquelas de barro branquinhas perfeição…) eles não vêem… mas eles vêem vamos dizer, para alimentar- em que vimos Morte em Veneza com riscas às cores acho que são - Inês, lembra-se? Foi na sempre e o mais velhinho vem mos a tarde de dedos enlaçados… 1971. Já duas uma vermelha e outra verde viagem a Paris. Mahler e Visconti. logo agarrar-se a mim e é nessa ...pronto já pode começar - tínhamos o Bernardo… ai senhor doutor que alívio o Ficámos anestesiados com tanta altura que ele começa a partir Mas esteja quieta… a gente não ... não faça isso que era pior é agora isto na cara vou beleza. Era o tempo em que tudo. Imagine que até me partiu pensa ou por outra pensa mas uma vergonha para os meus dizer que caí por causa das transformávamos tudo em que a jarra que a minha mãe me deu gosta o senhor doutor sabe filhos verem o pai ir preso e pai vizinhas púnhamos os olhos. Se já houvesse (Estou lixado com esta gralha!) como é… o corpo puxa pró pulo é pai não é? O senhor doutor Quinze anos, uma vida. 1 gravações de filmes … Mahler, 5.ª comprou-a no espírito santo o a gente é nova o senhor doutor também gosta muito do seu de Setembro de 1960. Have- Sinfonia em dó sustenido menor… senhor doutor sabe? - Sim, sim… desculpe até tenho vergonha … paizinho… pronto já está? Que mos de casar em Setembro, Que belo dia para rever (De hoje não passa. Chego ora vergonha é roubar a gente alívio – Ó mulher esteja quieta! a dizíamos, por causa da canção Morte em Veneza… a casa e antes que os braços olha pra eles são tudo palavras ver se me despacho agora para do Bécaud. C’est en septembre/ me envolvam e me diga como mansas ainda falta muito?… a lhe fazer o jantar que eu não Que mon pays peut respirer. Não *Professor universitário por cada barco. Por outro lado os O CANAL DO PANAMÁ Quase 14.000 navios atra- vessam cada ano o Canal do barcos serão puxados por re- Panamá, transportando 280 mi- bocadores e não, como até agora, lhões de toneladas de mercadorias, por locomotivas, as que utilizam a 5% do transporte marítimo mundial milhões de dólares e a vida de mente saturadas e os barcos, ou lenha dos bosques circundantes. excluindo o petróleo, dois terços das 5.609 operários. Mas o comércio reservam a passagem com meses Como a água bombeada do Lago mercadorias que passam pelos marítimo mundial ficou definiti- de antecedência, ou arriscam uma Gatún para as exclusas é também portos norte-americanos, ¼ do vamente transformado. espera de muitos dias. Espera necessária para a agricultura, o comércio exterior da China e 16% significa custos (pessoal, manu- novo projecto utilizará um sistema do japonês. Um Golpe de Estado tenção, seguros, direitos, dete- alemão de reutilização que poupará As acções da falida empresa A 11 de Outubro de 1968, um golpe rioração das mercadorias, etc.). água. francesa que organizara, entre de Estado levou ao poder o general Deste modo, surgem potenciais Não só barcos de maior 1878 e 1900, a construção de “La Omar Torrijos, com a palavra de concorrentes (o Canal do Suez, o dimensão poderão utilizar o canal, Grande Tranchee” do Atlântico ordem da “devolução” do Canal. transporte terrestre nos Estados mas também os porta-aviões ao Pacífico foram compradas por O acordo reconhecendo a devo- Unidos, o velho projecto de Hum- militares. René Tapia* A 22 de Outubro, o projecto uma norte-americana. Foi então lução em 1999 foi assinado em 7 boldt de utilização dos lagos e rios que o governo dos Estados Unidos de Setembro de 1977 por Jimmy da Nicarágua). Igualmente, o foi submetido a plebiscito. Dos 2,1 propôs ao colombiano que lhe Carter e Torrijos. Até 1999 os 23.000 hectares da zona do canal aumento do número de barcos de milhões de eleitores, pronun- vendesse o istmo por USA$10 Estados Unidos conservariam a e terras adjacentes, bem como maior tamanho (“Post-Panamax”) ciaram-se 43% e o “Não” obteve milhões, mas a proposta foi rejei- soberania das águas e das terras quase 5.000 edifícios e outras tem desviado o tráfico por outras 22% dos votos. Os trabalhos de tada. necessárias ao bom funcionamento instalações. O Estado recebeu, nos rotas marítimas. alargamento prolongar-se-ão até Em 4 de Novembro de 1903, do canal, assim como 10.000 seis primeiros anos após a sua 2014, ano do centenário da inau- uma revolta desta província da marines para a sua protecção, que nacionalização, 1.820.000 dólares Alargamento do Canal guração do canal. Já em 2010 Colômbia criou um Estado inde- passaram a 4.400 em 1999 com o de taxas. A 24 de Abril 2006, o novo poderá permitir a passagem de 340 pendente com o nome de “Re- nome de “Centro multinacional Presidente do Panamá, o Social- milhões de toneladas de merca- pública do Panamá” que foi anti-droga”. Questões técnicas -democrata Martin Torrijos, filho dorias. Novas terras serão expro- reconhecido pelos Estados Unidos. Zona offshore - A zona do “O Canal” são dois canais, com do general que nacionalizou o canal priadas para o traçado da terceira O governo aceitou os USA$10 canal era o segundo maior centro exclusas para eliminar as dife- e que morreu pouco depois num via e o consórcio franco-belga milhões e foi assinado um acordo offshore do planeta depois de Hong renças entre ambos os lados, o que acidente de avião, apresentou um Coynes-Bellier realizará o primeiro “a perpetuidade” para a cons- Kong: 10 biliões de dólares anuais, limita as medidas máximas dos plano para o seu alargamento. O alargamento. Um outro estudo de trução, administração e defesa 370.000 empresas, incluindo 34 barcos. A travessia demora 26 projecto consiste na construção de engenharia foi realizado pela norte-americana do canal, incluindo bancos. horas, incluindo o tempo de espera. uma terceira via e novas exclusas Marinha norte-americana, mas a a soberania sobre uma área de Devido ao crescimento vertiginoso para navios de 366x49x15 metros decisão da “Autoridade do Canal 76.000 km2. A 15 de Agosto de Happy End? do trânsito, nomeadamente entre com um nível estável de água. Isto de Panamá” recaiu nos europeus. 1914 realizou-se a primeira tra- A 31 de Dezembro 1999, o Pana- a China e os Estados Unidos, as permitirá duplicar a capacidade do vessia do canal que custou 375 má recupera a soberania sobre os entradas encontram-se actual- canal e do número de contentores * Professor Universitário
  • 18. 05| JANEIRO |07 O D e spe rt ar spert rtar 18 O ACADÉMICO “O SERVIÇO SOCIAL CONTEMPORÂNEO” EM DEBATE MODELO PARA AEC ALVO DE ESTUDO INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA SPRC ALERTA PARA COMEMORA 70 ANOS “DESIGUALDADES O Instituto Superior Miguel actual Instituto Superior Miguel com a presença de conceituados Torga vai comemorar 70 anos na próxima quinta Torga. O convidado para a sessão inaugural de quinta feira é José docentes, como Oliveira Rocha (Catedrático de Administração e Políticas Públicas e director do E DISCRIMINAÇÕES” O Sindicato dos Professores educativos (colégios privados), feira, dia 11, 70 anos ao Paulo Netto, autor de renome mestrado em Administração serviço do ensino. O da Região Centro (SPRC) IPSS ou empresas criadas espe- mundial e docente na Univer- Pública da Universidade do cificamente para o efeito. Há casos programa está marcado sidade Federal do Rio de Janeiro. Minho), Pedro Camões (Profes- está a efectuar um em que são as Bandas Filarmó- para as 14 horas, no Este especialista virá a Coimbra sor da Administração e Políticas levantamento, junto das nicas. auditório da Reitoria da para proferir uma conferência Públicas na licenciatura e no autarquias da região, Em relação ao regime de Universidade de Coimbra, e sobre “Serviço Social Contem- mestrado em Administração relativo ao modelo de contratação dos docentes não há porâneo – O Projecto Ético- Pública da Universidade do Actividades de regras definidas, encontrando-se integra um vasto conjunto político”. Minho), Carlos Carapeto (Mem- desde o designado contrato de de iniciativas. bro da Missão para os Cuidados Enriquecimento Curricular prestação de serviços (recibo Reforma da Administração de Saúde Primários, doutorando (AEC) imposto pelo verde) ao contrato individual de No mesmo dia, mas 70 anos Pública discutida no ISMT em Governação, Conhecimento e Ministério da Educação às trabalho. Nos casos em que as antes, em 1937, foi dada a primeira Antes do aniversário, este Instituto Inovação) e Fátima Fonseca escolas. Dos primeiros Câmaras Municipais contratua- conferência pelo médico Luís promove um debate sobre a (Directora do Gabinete de Moder- resultados obtidos, alertam lizaram com outras entidades a Raposo, chefe clínico do “Ninho “Reforma da Administração nização Municipal do Município promoção das AEC, este regime dos Pequenitos” e membro da para a confirmação de Pública”. O Seminário decorre da Amadora, doutoranda em sai completamente do seu controlo. Associação dos Médicos Católi- “desigualdades e Na região Centro, o valor de amanhã, pelas 09h30, no auditório Governação, Conhecimento e cos Portugueses. A palestra foi da sala 1 do ISMT, na Rua Inovação). discriminações”. pagamento ao pessoal docente dirigida a 42 “raparigas” que se Augusta nº46. Os temas em As inscrições estão abertas, varia entre os 8 e os 15 euros por tinham inscrito na Escola Normal discussão serão o PRACE, a através dos contactos 239488044 De acordo com uma nota hora. Há casos em que são pagas Social de Coimbra – escola de Descentralização, as Finanças (telefone), 239488031 (fax) e divulgada, estão recolhidos um deslocações entre escolas e outros puericultura e de Serviço Social, Locais, o SIMPLEX e as Novas ismt@ismt.pt (email). Cada par- pouco mais de metade dos dados em que esse custo é suportado mais tarde Instituto Superior de recolhidos, que começam a dar pelo próprio docente. Por exemplo, Tecnologias. ticipação custa 40 Euros, 25 para Serviço Social de Coimbra e motivos para alguma preocupação, Cantanhede, Cinfães, Estarreja ou A mesa de oradores contará estudante. uma vez que se “confirmam as Góis ficam-se pelos 8 euros. Já em grandes diferenças como cada Coimbra, Montemor-o-Velho ou município decidiu concretizar as Pampilhosa da Serra o valor atinge AEC e, por vezes dentro do mesmo os 15 euros. Dentro do mesmo CANDIDATURAS TERMINAM A 26 DE MARÇO concelho, são diferentes as solu- concelho, como acontece em ções adoptadas para cada escola Estarreja, Mortágua ou Cinfães, há ou agrupamento de escolas”. professores que recebem valores COIMBRA DÁ MESTRADO NA ÁREA O SPRC justifica esta situa- ção, com “o facto de o Ministério da Educação/Governo se ter diferentes, dependendo da enti- dade que promove a actividade. Apesar de já ter terminado o desresponsabilizado de coordenar 1º período lectivo, o Ministério da DE ENGENHARIA DE SOFTWARE as actividades, limitando-se a transferir uma verba por aluno (por norma, e como valor máximo, 250 Educação ainda não fez chegar as verbas contratualizadas às autar- quias da região Centro. Este é um A Faculdade de Ciências e gestão”. “Os estudantes do MSE ve, por exemplo, exames escritos euros/aluno, por ano)”. Este forte motivo de contestação e Tecnologia da Universidade serão os futuros líderes da indústria e análise curricular”, acrescenta montante deve ser gerido para reclamação por parte dos autarcas de software. A disponibilidade de o documento. pagar docentes, material, e, quando e de muitos docentes a quem ainda de Coimbra (FCTUC) vai necessário, deslocações e arren- não foi paga qualquer hora de pessoas com uma formação extre- O “Master of Software Engi- ministrar o “mais mamente avançada, acreditada neering” tem a duração de quatro damento de salas. “Cada autarquia trabalho, como acontece em importante mestrado do por este curso, é vital para Portugal, semestres intensivos, sem férias (o promove as AEC de forma dife- Coimbra, concelho em que traba- mundo” em Engenharia de se quisermos que a nossa indústria terceiro semestre será durante o rente, provocando inúmeras e lham cerca de 160 docentes nas Software, o Master of de software venha a ter um papel Verão), iniciando-se a primeira acentuadas desigualdades”, realça AEC. Em Belmonte e Góis só relevante a nível mundial, sem ficar edição no final de Agosto de 2007 o Sindicato. agora estão a ser regularizados os Software Engineering No que respeita aos horários pagamentos aos professores. Em restringida a nichos de mercado e e terminando em Dezembro de (MSE), que pela primeira vez à subcontratação de mão de obra 2008. Os estudantes passarão três das AEC, há concelhos em que Águeda, Castelo Branco, Canta- surge em território europeu. qualificada, mas barata”, sustenta trimestres em Portugal e um nos estas funcionam entre as 15h30 e nhede, Miranda do Corvo, Marinha o catedrático. Estados Unidos. No final, obterão as 17h30, períodos de prolon- Grande ou Pombal o pagamento A Faculdade de Ciências e Este curso, que surge no um grau duplo: um pela Universi- gamento do horário. Mas noutros já foi feito há mais algum tempo. Tecnologia da Universidade de âmbito do programa de colabo- dade de Coimbra e outro pela é antes de se iniciarem as aulas Contudo, nestes casos, tal deveu- Coimbra (FCTUC) associou-se à ração entre o Governo Português Universidade de Carnegie Mellon. que, por essa razão, começam mais se sempre a adiantamento de Universidade de Carnegie Mellon e a Carnegie Mellon University, O prazo de apresentação de tarde e depois das actividades verba por parte das autarquias. Por (CMU) para ministrar, pela pri- firmado recentemente, é “um candidaturas termina a 26 de previstas. Algumas AEC têm lugar esta razão, há Câmaras Municipais meira vez na Europa, o “Master passo sólido na política de decidida Março e é condição de acesso ter, ao longo do dia, interrompendo o que ponderam a continuidade das of Software Engineering” de internacionalização da FCTUC”, pelo menos, dois anos de expe- curso normal da actividade lectiva AEC. CMU, considerado pela Faculdade lê-se num comunicado emitido pela riência profissional em desenvol- e quebrando a continuidade peda- Durante este mês, já com como o mais importante mestrado FCTUC. “É inovador por várias vimento de software. gógica (como acontece nos con- todos os dados e com exemplos do mundo” nesta área. razões: vai ser integralmente A universidade de CMU celhos de Águeda e Mangualde). concretos das escolas, o SPRC vai João Gabriel Silva, presidente leccionado em língua inglesa, por lidera o mais importante ranking Estas actividades são promo- promover uma iniciativa pública dos Conselhos Directivo e Cientí- docentes portugueses e america- de universidades americanas vidas pelas mais variadas enti- para denúncia de maus exemplos, fico da FCTUC, que vai assumir nos, é aberto a estudantes de todas (elaborado pelo US News and dades, o que acentua as diferenças divulgação de algumas boas pessoalmente a coordenação do as nacionalidades, que serão World Report) na área da forma- dentro do mesmo concelho. Em práticas detectadas e apresentação novo curso, considera que “ o MSE escolhidos com base estrita no seu ção pós gr aduada em “Computer alguns casos são directamente as de propostas que visam alterar está para a indústria de software mérito, através de um escrupuloso Science”, onde a Engenharia de Câmaras Municipais, noutros são profundamente este modelo do como os MBA estão para a processo de selecção, que envol- Software se insere. institutos especializados, institutos Ministério da Educação.
  • 19. O OBSERVADOR 19 spert rtar O D e spe rt ar 05| JANEIRO |07 17 PERGUNTAS A Diário de Fictícias SÁ FURTADO 2007* O JARDINEIRO E O FILÓSOFO Após a tradicional contagem Maia – Não sei se lhe podemos decrescente e os altos voos das chamar crise, quanto a mim tem sido André Pereira rolhas de espumante, a vasta equipa uma crise essencialmente mental, (andrefilipereira@gmail.com) do Diário de Fictícias reuniu-se e até porque os Portugueses já teve a ideia mais original de todos ganharam várias vezes o Euro- os tempos, convidar uma importante migo”, que durará o ano inteiro, terá milhões, os deputados viajam personalidade que pudesse prever um par fixo todas as semanas: não frequentemente para o Brasil, as os principais acontecimentos do me recordo dos nomes dos dan- pessoas continuam a viver bastante novo ano. çarinos mas um é um famoso bem e a comprar muitos artigos de jardineiro e outro um importante luxo… Após longas horas de exercício filósofo, pelo menos de nome… mental, e tendo em conta o título do DF – Não é bem assim! Ontem, nosso diário, o nome escolhido foi o DF – As suas previsões, como por exemplo, fui jantar fora ao de Maia, essa pequena e amarelada abelha, conhecida em Portugal pelas suas manhãs cor-de-rosa. Diário de Fictícias – Bom dia, senhora Maia. Antes de mais, agradeço ter aceite o nosso convite para esta pequena sessão. Já lançou as cartas para 2007? Maia – Sim, e consegui descobrir coisas bastante interessantes. DF – Ah sim? Em relação à sempre, têm sido bastante melhor restaurante da cidade, Professor Universitário, 72 anos. Justiça, haverá alguma mudança esclarecedoras. Não nos pode no meu automóvel topo de tão radical que faça com que informar de forma mais concre- Natural de Abiul (Pombal); reside em Coimbra. gama descapotável e, quando finalmente funcione? ta e objectiva? Casado, três filhos. estava a pagar a conta com um Maia – Eu não faço milagres, Maia – Claro que sim. Por exem- safurtado@arca.pt dos meus 23 cartões de crédito, apenas prevejo o que realmente vai plo, o futebol vai deixar de ser jogado notei que as pessoas estavam acontecer. nas quatro linhas para passar a ser muito deprimidas… Mas dei- Melhores recordações da infância: O deslumbramento, o DF – Peço desculpa, a minha jogado na linha. xemo-nos de coisas tristes, qual espanto de descobrir o Mundo será o maior acontecimento do pergunta também não foi muito DF – Mas porque diz isso? O que mais aprecia nos seres humanos? A compreensão, a inteligente… Por falar em ano? Maia – Ora, não viu o presépio do inteligência (ou na falta dela), Maia – O maior acontecimento do compaixão, a inteligência Senhor Futebol? Era composto por como prevê o penúltimo man- ano será… ai, tenho de me ir Maria, José e pelo (mor)Gado. Jesus E o que mais detesta? A arrogância, a hipocrisia, a crueldade dato de George W. Bush? embora! Desculpe mas só lho posso fugiu assim que os juízes verificaram Maia – Será um ano muito tra- dizer depois deste ter acontecido. o número de pessoas envolvidas no Coimbra em três palavras: Encanto, passividade, qualidade balhoso para a administração norte- Sabe, nós os videntes, regemo-nos “Apito Dourado” (Jesus, tanta de vida -americana, que terá de escolher pelo mesmo padrão do terceiro gente!!!). um novo hino nacional para suceder segredo de Fátima… O governo em três palavras: Isolamento, mercado, deter- ao “Pombinhas da Catrina”, do ano DF – No que diz respeito à DF – Senhora Maia, onde vai? minação passado. Talvez uma música da nossa Economia, será este o Ora, esta é que eu não espe- Floribella possa dar jeito. ano da retoma? rava... Deve ter visto o Cali- Portugal tem futuro? Sempre terá Maia – Claro que sim! O País irá DF – A Floribella foi um suces- mero… crescer tanto que as pessoas O melhor do mundo são: As crianças, a criação científica e so em 2006. Continuará neste continuarão a vir para a rua feste- ano? *As vogais e as consoantes, os artística jar! Maia – As pessoas continuarão a hífens e os números, os pontos Onde está o mal deste mundo? No orgulho e ambição egoísta andar de saia, mas com outra que DF – Continuarão? Mas 2006 finais e as reticências, os acentos não a desta pobrezinha. E as danças foi um ano repleto de protestos e os pontos de interrogação, todos Três títulos para uma primeira página ideal: também serão outras. Por exemplo, contra o Governo… E estamos unidos, desejam aos nossos A fome acabou no Mundo; o novo formato do “Dança Co- em crise. leitores um excelente ano novo! Não há qualquer teatro de guerra na Terra; Fim do desemprego em Portugal PROBLEMAS DE S A fórmula do sucesso: Cumprir em cada dia o seu dever Desporto favorito: Futebol Filme que gostaria de rever 10 vezes: Rocco e os seus irmãos U Uma data marcante (a nível pessoal): O dia do meu casamento D O Uma data marcante (país): 25 de Abril de 1974 Uma data marcante (mundo): 25 de Dezembro do ano 0 K (Nascimento de Jesus Cristo) N.º 9 Um sonho por concretizar: Nenhum Solução Um pesadelo que o atormente: Nenhum U Pelo Prof. Doutor Manuel Crisóstomo SODUKU
  • 20. 05| JANEIRO |07 O D e spe rt ar spert rtar 20 O RECLAME CULTURA & SOCIEDADE Aguarela de Leiria Recordar os anos 30/40 (6) 1. PEDRO JANELA, EM José Oliveira Barata professor de Latoeiros daquela época Joaquim Vieira TENTÚGAL, MUSICÓLOGO História do Teatro na Universidade. E ARTISTA DO SOM Nem podemos esquecer José PERGUNTA DE UM Sedeada em Tentúgal, a MASTER- Ribeiro Ferreira e o teatro clássico MIX é uma empresa que dispõe de um actualizado e moderno e o Grupo Thíasos. Muitos e bons exemplos há por aí. Tive e tenho o SAUDOSISTA IGNORANTE Joaquim Vieira estúdio de gravação, e que se tem privilégio de conviver com grandes distinguido na captação do som que dinamizadores como Deolindo Leal Quando me vem à memória o nosso histórico jardim, ao qual foi tem vindo a ser editado em re- Pessoa oriundo de Montemor-o- dado o nome do célebre escritor e poeta Luís de Camões, revejo centes CD´s de cantores e grupos -Velho e do CITEC, incontornável os tempos de outrora, em jovem e em companhia dos amigos musicais da nossa região. A Sansão Coelho* referência, António Augusto sansaocoelho@sapo.pt daquela época, nas habituais tertúlias que consistiam em pas- direcção da empresa, e a super- Barros, com quem convivi na seios nocturnos (claro, na Primavera ou Verão), no seu interior, visão do trabalho, é de PEDRO Faculdade de Letras e em pro- respirando o ar conservado pelas frondosas árvores e lindas plantas, JANELA, um jovem musicólogo, e edições musicais na região de gramas de teatro que produziu na RDP/Centro, tal como o Deolindo cujas flores nos davam o consolo do seu perfume e, ao mesmo filho e neto de duas saudosas Coimbra. Nesta lufa-lufa da personalidades de referência na produção, gravação e actividades Pessoa que foi um reporter- tempo, deleitando-nos a ouvir os acordes de uma das habituais música, no plano de construção, congéneres, a que se procura ter -comentador de excelência em bandas das aldeias vizinhas, por vezes também a do R.I. 7, que afinação e comércio de instru- acesso, às vezes sem história, nem Jornadas de teatro amador na actuavam no célebre coreto que, para o efeito, lá existia. Que mentos musicais (Gilberto e Ho- conhecimentos suficientes, mas Figueira. Felizmente há (luar) saudades!... rácio Abreu). De um modo geral com incontido desejo de lucrar vários grupos e companhias ama- Agora, ao ver o desprezo total a que tem sido submetido tem sido difícil para os grupos da rapidamente, o trabalho de Pedro doras e profissionais em Coimbra aquele jardim, com os canteiros despidos de plantas e absolutamente nossa região terem acesso a Janelas merece consideração e com projectos muito interessantes desprezados, fico triste. Até se deixou degradar o próprio coreto, estúdios com condições mínimas aplauso. E apoio. que merecem elogios pelo seu apesar da sua antiguidade, e do seu valor artístico, pelo trabalho para procederem à captação de empenho apesar das enormes em ferro que o compunha, e não só: por baixo, existia um espaço som para posterior edição dis- 2. JOÃO FERNANDES, DO dificuldades de sobrevivência. onde se arrumavam os utensílios agrícolas, (carrinhos de mão, cográfica e lançamento nos “gran- INATEL, UM DESTAQUE NA Coimbra tem vanguardas teatrais e ancinhos, forquilhas, tesouras para a poda, sachos, etc.) com que des circuitos”. No plano da criação CIDADE DO TEATRO creio que também temos assis-tido os jardineiros zelavam pelo jardim (conheci alguns deles), mas e implícita divulgação musical, um Coimbra tem afirmado, cada vez a dramaturgias clássicas para um tudo isto desapareceu. CD é, numa primeira etapa, uma com mais sucesso e vitalidade, uma público “massificado” e talvez seja Não é só de agora, mas sim de há muito tempo, que esta espécie de cartão de visita e um vocação singular para ser CI- oportuno fidelizar mais, ou um incúria se manifesta. Custa-me dizer, mas a responsabilidade por documento sonoro, mas é, em DADE DO TEATRO. A popula- pouco mais, públicos não-elitistas tal indiferença deve-se à acção (ou falta dela) dos que mandam e concreto, numa etapa final, o mais ção jovem, e em particular os com produções ade-quadas. Dos governam, que vacilam nas resoluções a tomar nos momentos vulgarizado e ainda objectivo meio universitários, têm tido actividade muitos nomes que devia referir há de fazer chegar o produto musical um que vou destacar pela sua críticos da situação. importante na criação de grupos e ao grande público, sucedendo ao na produção de eventos alguns veterania num apoio constante, Não chegava este mal. Agora, a fúria da natureza derrubou velho, histórico e suculento nos eivados de experimentalismo que sacrificado e às vezes pouco no jardim duas das suas centenárias e frondosas tílias, que, como sulcos, disco de vinil. Alguns estão na linha de outros exemplos, mediatizado, porque entra pe- digo num dos meus artigos de recordações dos anos 30/40, são grupos de Fados de Coimbra mais tipificado, como o TEUC, los circuitos de recônditas aldeias e árvores sagradas, históricas e lendárias das antigas civilizações gravaram na MASTERMIX e o Paulo Quintela e Gil Vicente, ou povoados. Destaco JOÃO germânicas, e que nos deleitavam com o perfume das suas flores, trabalho geral tem merecido nota a recepção apoteótica às com- FERNANDES, delegado do da espécie tília platyphyllos scop. positiva. Modernizando gradual- panhias polacas que vieram com o INATEL em Coimbra. Os ciclos Dois dias depois, fui observar este desastre e relembrar mente os equipamentos, PEDRO seu teatro inovador, nos anos produzidos pelo Inatel, consoante quando, por vezes, subia acima de um banco e, sorrateiramente, JANELA não é um mercenário, sessenta, para o pátio da Uni- as épocas do ano, levam com raptava (para não dizer que roubava) algumas das suas flores para nem caiu de páraquedas neste versidade e praças públicas de precisa regularidade o teatro ao delas fazer um cházinho, a fim de me fluir o sangue. Verifiquei, meio. É um jovem talentoso, com Coimbra. O próprio teatro uni- povo profundo. E “povo sem nesta visita, que já estavam a ser cortadas, desde os troncos até grandes conhecimentos musicais versitário fez escola em Coimbra, teatro se não está morto está, pelo todos os ramos, para daí aproveitar a madeira destinada a outros que se afirma ainda como compo- e uma solidária e oportuna coope- menos, moribundo”, espero que a fins, possivelmente para cavacas! sitor, e que na quietude da sola- ração com grupos lusófonos de citação esteja correcta. João E agora a minha pergunta: não teria sido possível cortar renga e monumental vila de teatro tem a sua génese nesta Fernandes é um dos heróis...em apenas os ramos maiores, afundar e alargar mais o local das raízes Tentúgal, correndo riscos econó- cidade. O teatro apareceu também palco; como dezenas, quase cen- e, com um guindaste, ajudar a endireitar e replantar as árvores, micos na sua faceta de empre- no Ensino Superior, como licen- tenas de outros protagonistas, ficando a aguardar algum tempo que elas começassem a rebentar? endedor, está a inscrever o seu ciatura, na Escola Superior de ajuda, com tenacidade e heroi- nome como contributo forte para cidade, a VIVIFICAR O TEA- Caso contrário, então cortá-las de vez. Educação num esforço denodado provocar e incentivar as gravações de Manuel Guerra e não esqueço TRO. Deixo a pergunta para quem de direito. NOTÁRIOS TRATAM DE TODA A DOCUMENTAÇÃO DE Os notários tratam, desde segunda feira, por sua iniciativa, de toda ESCRITURAS A PARTIR DE HOJE A Ordem dos Notários vai assinar no próximo dia 9 um protocolo com a Associação projecto “Casa Pronta”, que visa e técnicos”, garante o bastonário centrar o processo de escrituras Nacional de Municípios Portu- a documentação e concentrar num só balcão todo o da Ordem dos Notários. de imóveis nos notários. gueses visando a obtenção mais realização de escrituras processo de escrituras de compra Joaquim Barata Lopes adian- Contudo, o projecto foi pre- fácil de documentação para as de compra e venda e venda de imóveis. ta que “as conservatórias já terido, segundo a Ordem dos escrituras de imóveis. de imóveis, contrariando Segundo a Ordem dos Notá- demonstram dificuldades para Notários, a favor do “Casa Actualmente, os notários o projecto governamental rios, o balcão funcionará nas levar por diante as suas com- Pronta”, que concentra esse apenas marcam e realizam as de concentração conservatórias de registo predial e petências tradicionais”. serviço nas conservatórias. escrituras, tendo a documentação desse serviço não nos cartórios notariais. Barata Lopes lembra que, em “Mas estamos em condições necessária de ser requerida pelos nas conservatórias. “O notário é a única entidade Fevereiro de 2006, a Ordem dos de prestar esse serviço, por nossa interessados nas câmaras muni- que dá garantias de segurança Notários apresentou à tutela o iniciativa, pois temos compe- cipais, repartições de finanças e O Ministério da Justiça jurídica ao processo, que tem projecto “Casa Simples, Casa tências legais expressamente conservatórias de registo pre- apresentou, recentemente, o disponibilidade de meios humanos Segura”, que propunha con- atribuídas”, frisa o bastonário. dial.
  • 21. A VOZ DESPORTIVA 21 spert rtar O D e spe rt ar 05| JANEIRO |07 ACADÉMICA CITAÇÕES CASA DAS CITAÇÕES “O futsal português está a evoluir, mas, em termos de campeonato, estamos cerca de cinco anos atrás REGRESSO AO TRABALHO A PENSAR de Espanha. Espero não ser o último a ir para lá, o que só vem comprovar que há jogadores de boa qualidade em Portu- A equipa de futebol da Liga portuguesa, NO SETÚBAL da Académica, 13ª colocada O avançado senegalês Dame e o central Madeiros chegaram ligeiramente atrasados, mas lugar no domingo, às 16 horas, no Por seu lado, o lateral direito ainda a tempo de treinarem, gal.” regressou na terça feira aos Estádio Cidade de Coimbra, um Nuno Luís não treinou e, segundo enquanto o lateral direito turco Formiga treinos, após o período jogo para a quarta ronda da Taça informação do departamento Sonkaya sentiu no final da sessão Jogador do Celta de Vigo de férias entre 22 Dezembro de Portugal. médico, continuará a sua recu- uma dor na face posterior da coxa 02/01/07 e segunda-feira, com quatro Os brasileiros Lino e Ale- peração, sendo que não estará esquerda, mas nada de preo- jogadores ausentes xandre, o sérvio Pavlovic e o disponível para o jogo de domingo cupante, segundo o departamento “O combate à corrupção des- e dois lesionados. colombiano Nestor Alvarez não contra o Vitória de Setúbal. médico. portiva terá de ser encarado estiveram presentes no primeiro A grande novidade é a recu- A Académica não forneceu pelos seus agentes como uma O primeiro apronto depois treino, bem como o lesionado peração total do defesa central quaisquer informações sobre os prioridade […] É muito impor- das férias de Natal, realizou-se no Hélder Barbosa, que continua a Litos, ausente por lesão desde 09 motivos das ausências, mas estas tante afastar este ambiente de Bolão e foi o primeiro de um ciclo sua recuperação no FC Porto, de Dezembro, véspera do embate terão ficado a dever-se, prova- suspeição que está a assombrar com vista à preparação do encon- clube que o emprestou aos “estu- com o Marítimo, da 13ª jornada velmente, a dificuldades nas o futebol nacional.” tro frente ao Setúbal, que terá dantes”. da Liga portuguesa. viagens de regresso. Hermínio Loureiro Presidente da Liga CARTÓRIO NOTARIAL 02/01/07 “A equipa ainda tem muito a FISCO: LIGA APELA LIC.MARIA ALEXANDRA CANOTILHO TEIXEIRA RIBEIRO EXTRACTO - JUSTIFICAÇÃO mostrar. A Naval teve um início bom, depois tivemos outra fase em que as coisas podiam ter À “SERENIDADE” O presidente da LPFP, que CERTIFICO, para efeitos de publi- cação que por escritura de hoje, exarada a folhas noventa e sete e seguintes do livro de notas para escrituras diversas metros quadrados e logradouro com noventa metros quadrados, mantendo-se a escritura quanto aos demais elementos. corrido melhor, mas isso não número trinta e quatro-E, deste Cartório, aconteceu. Somos um grupo de O presidente da Liga assumiu as funções de secretário compareceu como outorgante: Em, 03 de Janeiro de dois mil e de Estado do Desporto no ante- ÁLVARO RODRIGUES ANTUNES sete. jogadores que quer mostrar algo Portuguesa de Futebol BARREIRA (NF: 174.093.500; BI. rior Governo, sublinhou “conhecer 4000613 de 07/05/04 - SIC de Lisboa), A Colaboradora, maior e estou seguro de que este Profissional (LPFP), bem o problema”, mas garantiu que (Maria do Rosário Alvarinhas divorciado, natural da freguesia de plantel ainda tem muito a dizer Hermínio Loureiro, apelou as “melhores soluções” terão de Coimbra (Sé Nova), concelho de Coim- Santos) neste campeonato.” bra, residente na Praceta das Areias, à “serenidade” para que ser encontrados no momento em n°127, r/c, Rio Tinto, Gondomar. “O Despertar” N.º 8418, de 07/01/05 Orestes sejam encontradas as que o Governo iniciar a regulamen- RECTIFICA a escritura de Justifi- Jogador da Naval tação da nova Lei de Bases da cação e Compra e Venda, lavrada em “melhores soluções” no dezasseis de Novembro de dois mil e Actividade Física e do Desporto. cinco, exarada a folhas cento e trinta e 02/01/07 domínio fiscal. O apelo à “serenidade” surgiu quatro e seguintes do livro seiscentos e como resposta de Hermínio Lou- um-C, do Terceiro Cartório Notarial de “Actualmente, o nosso relacio- “O futebol profissional não Coimbra, no sentido de ficar a constar que reiro à ameaça de uma greve por o prédio sito em Banhos Secos, fre- namento institucional com a pode mostrar insensibilidade para parte do Sindicato dos Jogadores guesia de Santa Clara, concelho de autarquia é muito bom. Consi- as questões de equidade fiscal, Profissionais de Futebol (SJPF), Coimbra, ao qual atribuíu o valor de mas, ao mesmo tempo, a justiça VINTE E CINCO MIL EUROS, men- deramo-nos parceiros no que proferida anteontem pelo seu cionado na dita escritura sob o número nos liga – a prestação de servi- tributiva exige que, atendendo à presidente Joaquim Evangelista. DOIS, Urbano, composto de casa de especificidade desta profissão, Em causa está o fim do re- habitação de rés-do-chão, com a ços na área da natação.” superfície coberta de noventa metros sejam encontradas, em articulação gime transitório para questões Hugo Figueiredo quadrados, a confrontar do norte com construtiva com quem decide, fiscais dos futebolistas que vigo- Pedro Ribeiro e outros, nascente com Presid. da Secção de Nat. da AAC outros mecanismos que não con- rava desde 2003, passando a taxa caminho público, sul com serventia do tinuem a retirar competitividade a casal e poente com Álvaro Rodrigues 02/01/07 de IRS a incidir sobre a totalidade Antunes Barreira, inscrito na respectiva este sector”, afirmou Hermínio das remunerações dos jogadores matriz sob o artigo 2.329, tem a su- Loureiro à agência Lusa. a partir de 2007. perfície coberta de quarenta e nove PRAÇA PÚBLICA A justiça interveio em 2006 de forma invulgarmente contundente no futebol. Acha que os sucessivos escândalos estão a tirar credibilidade a este desporto? “Sim, sem dúvida que o futebol “As pessoas deveriam ser mais cor- “Acho que não dá uma imagem “Se a justiça actuar onde é neces- “A justiça tem actuado mas não tem perdido credibilidade.” rectas no tratamento dos assuntos. negativa ao futebol.” sário, penso que as coisas serão da forma mais correcta. O fute- O futebol está de rastos. A corrupção resolvidas.” bol não pode fugir à lei.” existe e a justiça tem de actuar.” Miguel Ferreira João Barros Gonçalo Pereira Álvaro Jorge Humberto Ferreira 25 anos, Trabalhador-estudante 27 anos, Bioquímico 33 anos, Decorador 39 anos, Pintor 38 anos, Operador de bombagem
  • 22. 05| JANEIRO |07 O D e spe rt ar spert rtar 22 O PREGOEIRO SOCIEDADE FAZEMANOS: HOJE HOJE: António Carlos Fernandes Fonseca; João SEGUNDA: Maria de Jesus Lopes dos Santos; 06.30 Bom Dia Portugal 07.00 Euronews 07.00 SIC Kids 07.00 Diário da Manhã Taborda Figueiredo Bichão. Joana de Jesus Carvalho Ramos; Fernando 10.00 Praça da Alegria 07.15 Zig Zag 08.30 Floribella 10.00 Você na TV! AMANHÃ: Maria de Fátima Pereira Barroso; Carvalho. 13.00 Jornal da Tarde 14.00 Sociedade Civil 10.00 Fátima 13.00 Jornal da Uma Mário Maia; Maria Glória Silva; Ricardo Jorge TERÇA: Conceição Santa Faustino; Ana Maria 14.15 Os Ricos Também 15.30 A Alma e a Gente 13.00 Primeiro Jornal 14.00 Tu E Eu Ferreira dos Santos; Joaquim Leal de Assunção Lourenço Pereira de Lemos. Choram 16.00 Entre Nós 14.15 O Profeta 15.00 Doce Fugitiva Martinho. QUARTA: Maria Fernanda Roque Martins; Rosa 16.30 Hora Discovery 15.05 Portugal no Coração 17.30 National Geographic 15.15 Contacto 17.00 Quem Quer Ganha DOMINGO: Berta Ferreira dos Santos; Paulo da Conceição Pereira Oliveira. 17.15 Lingo 18.15 Pica 18.00 Floribella 18.00 Morangos com Açúcar Alexandre Silva Sarmento; Luís Duarte Pereira; QUINTA: Fernanda de Castro Fernandes; Fernan- 18.00 Portugal em Directo 18.30 A Fé dos Homens 20.00 Jornal da Noite 20.00 Jornal Nacional Dr. Álvaro Mendonça Machado Araújo. da Conceição Cruz; Porfírio Vicente dos Santos. 19.15 O Preço Certo 19.00 Cuidado com a Língua 21.15 Floribella 21.15 Separar Vai Colar 20.00 Telejornal 19.30 Zig Zag 22.15 Páginas da Vida 21.30 Euromilhões 21.00 Contra-Informação 20.30 Pica 23.15 Jura 21.45 Doce Fugitiva 21.30 Um Contra Todos 20.45 Sim, Amor 00.15 Filme a designar 22.30 Tempo de Viver 22.30 Mariza Ao Vivo 21.15 Hora Discovery 02.15 Bang Bang 23.30 Tu e Eu FARMÁCIAS DE SERVIÇO 22.00 Jornal 2 00.30 Sessão da Noite: 22.30 Era Uma Vez 03.15 O Olhar da Serpente 00.30 Doutor, Preciso de HOJE TERÇA “Pesadelo em Elm Street” 23.30 Vidas Ajuda S. P. - FARMÁCIA VILAÇA: R. Ferr. Borges, 130 S. P. - GASPAR: Rua Carlos Seixas, Nº 113 02.15 Só Visto! 00.30 Noites da 2: 01.45 Filme a designar Coimbra - Tel: 239 40 26 90 Coimbra - Tel: 239 20 24 31 04.00 Televendas “Circo Soleil - Chama 03.45 Que Loucura de S. P. - CRUZ & COSTA: R. Ant. Vasconcelos,71 S. P. - CENTRAL: Rua da Sofia, 19 / 21 Interior” Família Coimbra - Tel: 239 98 12 67 Coimbra - Tel: 239 96 12 07 01.15 Hora Discovery 04.15 TVI Negócios S. R. - ISABEL FOLHAS: R. Carol. Michaellis, 20 S. R. - SITÁLIA: Largo da Sé Velha, 13 03.15 Bastidores 04.30 É a Vida Coimbra - Tel: 239 96 11 31 Coimbra - Tel: 239 94 64 44 02.30 Câmara Clara 05.30 Televendas 03.30 Sociedade Civil AMANHÃ 05.00 Euronews QUARTA S. P. - ADRIANA: Praça daRepública, 20 S. P. - RAINHA SANTA: Av. F. Magalhães, 425 Coimbra - Tel: 239 71 28 02 Coimbra - Tel: 239 94 01 46 S. P. - SILCAR: R. Ferreira Borges, 88 S. P. - SILVA SOARES: R. Vasco da Gama, 44 AMANHÃ Coimbra - Tel: 239 42 20 39 B. Norton de Matos - Tel: 239 42 27 30 S. R. - BARROS: R. Cruz Nova, 4 - Eiras S. R. - DONATO: Est. dos Covões- Bl. G-S 06.30 Brinca Comigo 07.00 Euronews 07.00 SIC Kids 07.00 Batatoon Coimbra - Tel: 239 71 14 54 S. M. Bispo - Coimbra - Tel: 239 81 24 09.30 Profissões Perigosas 08.00 Notícias de Portugal 08.45 Disney Kids 09.30 Morangos com Açúcar 10.00 Crescer Alce 09.00 Universidade Aberta 10.00 SIC Kids 10.30 O Bando dos Quatro DOMINGO QUINTA 11.00 Automobilismo 11.00 Palco: Assisi 11.00 Uma Aventura 12.00 Deluxe S. P. - LUCIANO & MATOS: R. da Sofia, Nº 7 S. P. - FIGUEIREDO: Rua da Sofia,107 12.30 Destinos. PT 12.00 Mundos no Supermercado 13.00 Jornal da Uma Coimbra - Tel: 239 42 22 56 Coimbra - Tel: 239 82 52 11 13.00 Jornal da Tarde 13.00 National Geographic 12.00 O Nosso Mundo 14.00 Filme: S. P. - MACHADO: R. Bernardo Albuquerque,19 S. P. - CELAS: Av. Armando Gonçalves, 56 14.15 Top + 13.30 Bombordo 13.00 Primeiro Jornal “Legalmente Loira 2” Coimbra - Tel: 239 46 13 17 Coimbra - Tel: 239 484045 15.45 Robin Hood 14.00 Parlamento 14.00 Êxtase 15.45 Filme: S. R. - MARIA DO CÉU ALBUQUERQUE S. R. - LOPES RODRIGUES: R. Fern.Tomás, 2 17.30 Sessão da Tarde: 15.00 Desporto 2 15.00 Entre Vidas “Sabrina” Adémia - Coimbra - Tel: 239 96 30 22 Coimbra - Tel: 239 20 49 79 “Doidos à Solta” 19.00 Couto & Coutadas 16.00 Filme a designar 18.00 Morangos com Açúcar 19.15 O Preço Certo 19.30 Geração Cientista 18.00 Filme a designar 20.00 Jornal Nacional SEGUNDA Especial 20.00 Hi Hi Puffy Ami Yumi 20.00 Jornal de Sábado 21.15 Doce Fugitiva S. P. - SANTA ISABEL: Av. Sá da Bandeira, 28 OBSERVAÇÃO: 20.00 Telejornal 20.30 Kulto 21.30 Floribella 22.15 Tempo de Viver Coimbra - Tel: 239 40 24 70 20.59 Automobilismo 21.00 Hora Discovery 22.45 Páginas da Vida 23.15 Tu E Eu S. P. - Serviço Permanente S. P. - MIRANDA: Praça do Comércio, 41 21.00 A Voz do Cidadão 21.50 A Hora da Sorte 01.30 Filme a designar 00.15 Fiel Ou Infiel? • Inicia às 9h e encerra às 9 do dia seguinte Coimbra - Tel: 239 44 13 19 21.15 Um Contra Todos 22.00 Jornal 2 03.30 O Olhar da Serpente 03.00 O Júri S. R. - Serviço de Reforço S. R. - ROCHA: Rua do Brasil, 70 22.15 Grande Noite do Fado 22.30 Meu Nome é Earl 04.00 Que Loucura de Coimbra - Tel: 239 93 02 67 00.15 Luís de Matos Ao Vivo 23.00 Sessão Dupla: “Dolls” Família 01.15 Automobilismo 00.45 Sessão Dupla: 04.30 É a Vida 01.45 Última Sessão: “Casablanca” 05.30 Televendas “Fintar o Destino” 02.45 Euronews TELEFONES URGENTES DOMINGO BOMBEIROS Mat. D a n i e l d e M a t o s ....... 239 403 060 07.00 Euronews Bombeiros Sapadores ... 239 792 800 Instituto Maternal .............. 239 480 400 06.30 Brincar a Brincar 07.00 SIC Kids 07.00 Animação 07.45 Músicas de África Bombeiros Volunt. ........... 239 822 323 H o s p i t a l M i l i t a r ................. 239 403 080 07.30 Brinca Comigo 09.00 Disney Kids 09.30 Morangos Com Açúcar 08.45 África Global “ “ ....................... 239 405 058 09.00 Eucaristia Dominical 10.00 SIC Kids 11.00 Missa 09.15 África 7 Dias HOSPITAIS SERVIÇOS 10.00 Automobilismo 11.00 Uma Aventura no 12.30 Oitavo Dia 12.00 A História do 1 10.00 Nós Supermercado 13.00 Jornal da Uma Emergência Social ........... 239 822 139 PSP Urgência ........................................... 112 11.00 Da Terra Ao Mar Universidade ...................... 239 400 400 Polícia Segurança Pública ....... 2 3 9 797 640 13.00 Jornal da Tarde 11.30 Consigo 12.00 BBC Vida Selvagem 14.00 Filme a designar Covões ................................. 239 800 100 Telefone SOS ...................... 239 721 010 14.15 Só Visto! 12.00 Vida Por Vida 13.00 Primeiro Jornal 16.00 Filme a designar Celas ...................................... 239 404 030 Socorro e Emergência .... 239 792 808 15.00 Prison Break 12.30 Olhar o Mundo 14.00 Filme a designar 18.30 Filme a designar Pediátrico ............................ 239 484 163 S e r v . E l e c t r i c i d a d e ... 0 8 0 0 2 4 6 2 4 6 16.30 Sessão da Tarde: 13.00 Couto & Coutadas 16.00 WWE: Smackdown 20.00 Jornal Nacional 13.30 Bastidores Sobral Cid ........................... 239 404 422 S O S E s t u d a n t e ................ 0808 200 204 “As Gémeas em Roma” 18.00 Filme a designar 21.15 Canta Por Mim 20.00 Telejornal 14.00 Vidas 20.00 Jornal da Noite 00.15 Filme a designar 20.59 Automobilismo 14.45 A Voz do Cidadão 15.00 Desporto 2 21.15 Reportagem SIC 02.30 Filme a designar TELEFONES ÚTEIS 21.00 As Escolhas de 21.45 7 Vidas 04.30 É a Vida Marcelo 19.00 Entre Pratos 22.45 Filme a designar 05.30 Televendas Linha Cidadão Idoso .................. 800 203 531 Intoxicações .................................. 808 250 143 19.15 Era Uma Vez SOS Solidão ............................... 800 205 535 Com. Iguald. e Dir. da Mulher ..... 800 202 148 21.30 Contra Informação 20.00 Jovens Titãs 01.00 Filme: 23.00 LotaçãoEsgotada: 20.30 Futurama “O Rebenta Cabeças” (Diariamente das 16 à 1 hora) APAV ....................... 218 884 732 / 218 876 351 “Ana e o Rei” 21.00 Bombordo 03.00 Manobras de Diversão Programa Turismo Sénior ........ 217 901 023 Cons. Nac. Pol. da 3.ª Idade ....... 217 816 530 01.15 Noite de Tertúlia 21.30 A Alma e a Gente (Linha Directa 24 Horas) Fund. Port. Cardiologia ............... 213 815 000 02.45 Automobilismo 22.00 Jornal 2 Provedor da Justiça .................. 808 200 084 Assoc. Def. Diabéticos ................. 213 628 675 03.15 Musicais 22.30 Diga Lá Excelência (Linha destinada a Idosos) Assoc. Port. Osteoporose ........... 213 633 314 04.15 Última Sessão: 23.15 Britcom Portugal Telecom Pensionistas.. 800 206 206 Inst. Port. de Reumatologia ......... 213 572 326 “O Miar do Gato” 23.45 Onda Curta Linha Mulher ............................... 800 201 805 Ass. Apoio Doentes Depressivos SOS Voz Amiga ......................... 800 202 669 e Bipolares. .............................. 239 810611/12 SEGUNDA 06.30 Bom Dia Portugal 07.00 Euronews 07.15 Zig Zag 07.00 SIC Kids 07.00 Diário da Manhã classificados 10.00 Praça da Alegria 09.00 Floribella 10.00 Separar vai colar 13.00 Jornal da Tarde 14.00 Sociedade Civil TERMOACUMULADORES – Repa- LAVAGEM DE ESTOFOS em via- MARIA HELENA MOURÃO FELI- FELI- 15.30 A Alma e a Gente 10.00 Fátima 10.05 Você na TV! 14.10 Os Ricos Também rações ao domicílio, garantia 1 ano; turas automóveis e todos os servi- ZARDO SILVA, Retrosaria - Cortina- SILV 16.00 Entre Nós 13.00 Primeiro Jornal 13.00 Jornal da Uma António R. Santos. Telf. 239 439 474 ços de lavagens automóveis e pneus. dos - Arranjos de Costura. R. Flávio Choram 16.30 Hora Discovery 14.15 O Profeta 14.00 Tu E Eu 15.05 Portugal no Coração - José Cortez - Telef. 239 491 896. HIPERPEÇAS, R. Ant. José de Almei- Rodrigues, 20 - St. Ant. dos Olivais - 17.30 National Geographic 15.15 Contacto 15.15 Doce Fugitiva 17.15 Lingo 18.15 Pica da, 253. Telefone 239 483 657 - Tlm. 918 926 895. 18.00 Portugal em Directo 18.30 A Fé dos Homens 18.00 Floribella 16.30 Quem Quer Ganha ESTORES ARLINDO - Vende Es- Coimbra 18.55 O Preço Certo 19.00 Eurodeputados 20.00 Jornal da Noite 17.45 Morangos Com tores, boa qualidade. Repara todo POCINHO & FILHOS, LDA. Instala- LDA.– 20.00 Telejornal 19.45 Zig Zag 21.15 Floribella Açúcar o tipo de estores. Espírito Santo das Comércio COIMBRAPNEUS - Co mércio de ções e Reparações Eléctricas, Águas 20.59 Automobilismo 20.30 Pica 22.15 Páginas da Vida 20.00 Jornal Nacional Touregas - Telefone. 239 981 644 - Lda. Pneus, Lda. - Pneus de todas as e Aquecimento Central -R. Brig. 21.00 Notas Soltas 20.45 Sim, Amor Coimbra Marcas. Vasta variedade de Jantes Correia Cardoso, 439 - Tel 239 715 034. 21.15 National Geographic 23.15 Jura 21.15 Doce Fugitiva 21.15 Contra-Informação 21.45 A Hora da Sorte 00.15 Rex, O Cão Polícia 22.15 Tempo de Viver Especiais. Alinhamentos de Direc- 21.30 Um Contra Todos 22.00 Jornal 2 TASCA DO QUIM - Quim dos Os- ção. Equilíbrio de Rodas por Siste- ntiguidades Antiguida CASA DA LUIZA - A ntiguidades 02.15 Bang Bang 23.15 Tu E Eu 22.30 Prós e Contras 22.30 Perto de Casa sos - Pratos regionais - Rua António ma Computoriza-do. Av. Elisyo de - Compra e Venda – Avaliação de 01.00 Automobilismo 03.15 O Olhar da Serpente 00.15 Filme: 23.30 Mundos Vasconcelos, 3 e 5 Telf. 239 823 146 - Moura, 381. Telef. 239 703 784 - Partilhas – R. Comb. G. Guerra, 155 - Tel. 01.30 Filme a designar Selvagem” 00.30 “Futuro Selvagem” “Código de Silêncio” Coimbra. Coimbra 239 402740-Coimbra
  • 23. O YO-YO 23 spert rtar O D e spe rt ar 05| JANEIRO |07 2006 das bizarrias Votos O mundo teve muitas notícias Líderes de uma aldeia na da Menina do Gás bizarras em 2006, desde fun- Índia mandaram 150 homens cionários da empresa aérea enfiar as mãos em óleo a ferver Turkish Airline que sacrificaram para provar a sua inocência depois um camelo no aeroporto de do roubo de comida. Um homem Istambul para comemorar um australiano mandado parar por trabalho bem feito até ao alemão conduzir bêbado ameaçou o que inventou um preservativo em polícia com uma cobra viva que spray. encontrara na rua. Já a “Miss Israel”, Yael Nezri, posarem para fotos com soldados recebeu isenção de carregar o porque isso distraía as tropas. fuzil no Exército porque a arma Decisões erradas de 2006: arranhava as suas pernas de um homem da Filadélfia que rainha. E o “senhor Suíça”, Renzo mostrou a arma para o técnico de Blumenthal, participou de uma futebol de seu filho de 7 anos de campanha para convencer mu- idade para exigir que o menino lheres solitárias que odeiam jogasse mais; em Koblenz, Ale- futebol a refugiarem-se no seu país manha, uma mulher foi detida durante o Mundial de Futebol. levando o corpo da mãe no carro Ladrões descuidados mais para economizar nos gastos do funeral. Duas funcionárias do Ministério do Trabalho da Ale- Em Colónia, um cirurgião manha trocaram e-mails sobre o plástico que não recebeu pa- tédio de suas vidas sexuais e gamento de duas mulheres man- mandaram cópias para milhares dou para a polícia fotos dos seios de colegas. delas após as operações de aumento. “Provavelmente sãos as fotos de ‘procurados’ mais invul- gares que a polícia já teve”, uma vez ganharam manchetes. escreveu o jornal Bild, que publi- Um ladrão da Alemanha deixou cou as fotos. uma pista forte - um dedo. “Cos- Também houve momentos tumamos encontrar impressões trágicos. Em Hanoi, um vietnamita digitais, mas não é todos os dias famoso pela resistência a choques que os ladrões deixam o original”, eléctricos em programas de TV disse um porta-voz da polícia. O ladrão foi encontrado algumas morreu electrocutado quando consertava um gerador. No Rio de Grandes horas depois. Um vendedor jordano foi preso Janeiro, um brasileiro morreu ao tentar abrir uma granada com uma ensinamentos Um piloto da Jazz, subsi- por tentar enganar uma casa de câmbios com uma identidade marreta. diária da Air Canada, ficou preso de gente falsa, utilizando uma foto de Brad fora da cabine de comando depois Pitt. Em Viena, ladrões fugiram de sair para ir à casa de banho. pequena depois de encontrar oito cabeças Três médicos da Índia foram humanas. Um dentista guardara filmados por uma câmara de TV concordando em amputar mem- AMOR: as cabeças mumificadas para bros saudáveis de mendigos que “O amor é a melhor coisa que existe no mundo. Mas o futebol pesquisa. queriam atrair mais simpatia. ainda é melhor!” O amor também teve mo- Guilherme - 8 anos mentos estranhos. Dois prisio- neiros na Costa do Marfim apai- “Sou a favor do amor, desde que ele não aconteça quando xonaram-se pelo buraco de obser- estão a dar desenhos animados.” vação e se casaram. E na Fin- Ana - 6 anos lândia, um tribunal condenou uma mulher na casa dos 20 anos que “O amor encontramos mesmo quando nós tentamos nos cobrou 25.500 euros (cinco mil e cem contos) a um homem de 74 esconder dele. Eu fujo dele desde os 5 anos mas as raparigas Amor estranho anos para acariciar os seus seios conseguem sempre encontrar-me.” O ano político começou com um em dez ocasiões. Nuno - 8 anos golpe, quando o vice-presidente ”Com base na experiência da dos EUA, Dick Cheney, atirou por vida, é sem dúvida claro que o “O amor é a loucura. Mas quero experimentar um dia.” acidente num amigo durante uma preço de 25.500 euros é des- Fábio - 9 anos caçada. proporcional à questão,” disse à Na Hungria, o primeiro-mi- Reuters Hasse Hakki, que julgou nistro Ferenc Gyurcsany provocou o caso. manifestações violentas ao admitir Fonte: Reuters/Portal Terra que mentiu para ganhar as elei- ções. Cherie, esposa do primeiro- -ministro britânico, Tony Blair, fingiu estar dando uma chapada num adolescente ao posar para uma foto, mas foi interrogada pela polícia depois de denúncia de autoridades de protecção de menores. Em Bangkok, líderes de um golpe proibiram dançarinas de dançarem perto dos tanques e de
  • 24. O CREPÚSCULO 05| JANEIRO |07 O D e spe rt ar spert rtar 24 Últimas A Frase Bloco-Notas Referendo bo de 98 octanas baixa O referendo sobre o abor- também meio cêntimo por “O meu cérebro é a chave Hoje to, a 11 de Fevereiro, vai litro e os gasóleos G Force da minha liberdade” custar cerca de 10 milhões Diesel e G Force 98 des- Circo de euros, disse Jorge Mi- cem um cêntimo por litro. A Câmara de Coimbra Harry Houdini guéis, director do Se- promove hoje, às 14.30 cretariado Técnico dos Futebol horas, uma ida ao Circo Assuntos para o Processo O jogador João Pinto foi Mérito a utentes de várias Eleitoral (STAPE). Qua- constituído arguido por A Data instituições do concelho. tro milhões de euros serão falsas declarações e por Instalado na Rotunda das gastos no pagamento de fraude e abuso de con- 5 de Janeiro de 1891 Palmeiras, na Solum, este membros das mesas e fiança fiscal após ter sido circo deve receber a visita outro tanto nas despesas ouvido na Polícia judiciária Começa o primeiro congresso dos tempos de antenas dos das creches, infantários, de Coimbra. A audição do Partido Republicano Português movimentos e dos partidos insere-se no âmbito do lares, centros de dia e políticos, a favor ou contra, processo que envolve o ex- centros de acolhimento de que vão participar no re- -empresário e antigo di- jovens do concelho. ferendo, acrescentou. Os rector-geral da SAD do restantes dois milhões de Benfica José Veiga, indi- euros serão gastos noutras ciado por burla qualificada Programa despesas, por exemplo, e abuso de confiança. A Câmara Municipal de com a impressão de bo- Penela apresenta hoje, letins. Homicídio pelas 17 horas, no auditório O ex-cabo da GNR Antó- municipal, a versão final do Combustíveis nio Costa, detido em Junho Programa Director de Ino- A Galp Energia baixou os último por homicídio múl- vação, Competitividade e preços dos combustíveis tiplo, foi acusado pelo Empreendedorismo para em 1 cêntimo no caso dos Ministério Público pela este concelho. Este Pro- gasóleos e meio cêntimo no morte de três jovens de grama foi elaborado pela caso das gasolinas, pas- Santa Comba Dão e vai SPI – Sociedade Portu- sando o gasóleo rodoviário responder por dez crimes. guesa de Inovação, S.A. a custar novamente menos António Costa vai respon- de um euro por litro. O der por três casos de gasóleo rodoviário Hi Ener- homicídio qualificado, três gy passa a custar 0,998 crimes de ocultação de Amanhã euros o litro e a gasolina cadáver, um de profa- Concerto Ano Novo sem chumbo de 95 octanas nação, outro de denúncia a custar 1,223 euros por O auditório do Centro Social caluniosa e dois de coac- litro. A gasolina sem chum- ção sexual. e Paroquial de S. Pedro, em Cantanhede, acolhe ama- nhã, pelas 22 horas, o O tempo Concerto de Ano Novo, blado. Vento fraco. Pe- Hoje ríodos de chuva fraca. Ne- pelo “Projecto Ars Came- Céu geralmente muito blina ou nevoeiro matinal. rae”. Promovido pela autar- nublado. Períodos de chu- quia, este concerto marca va fraca. Pequena subida Domingo Céu muito nublado. Vento a apresentação pública do de temperatura. grupo na região Centro. em geral fraco. Períodos Amanhã de chuva. Neblina ou Céu geralmente muito nu- nevoeiro matinal. Concertos da OCC A Orquestra Clássica do Das 10 às 24 horas Centro protagoniza amanhã Entr ada Gr a tuíta e domingo o tradicional Concerto de Ano Novo. Amanhã, pelas 21.30 horas, o espectáculo decorre no MUDANÇAS • JARDINAGEM • PINTURAS Parque Industrial da Gala, Figueira da Foz Cine-Teatro de Arouca e no FESTAS DE ANIVERSÁRIO NA QUINTA PEDAGÓGICA “JOANINHA SABE TUDO” Rua das Olaias, Lote 23 domingo, às 17 horas, no ASSOCIAÇÃO INTEGRAR - Sede Nacional: Tel. 233 412 679 / 233 407 580 • Fax 233 407 580 Cine-Teatro de Condeixa- Rua do Teodoro, n.º 1 • 3030-213 Coimbra -a-Nova. Telfs.: 239 705 697 / 239 723 705 - Fax 239 713 782 Telms. 969 064 529 / 914 729 357 Email: associacao.integrar@clix.pt integrar@integrar.org • www.integrar.org EXPO ARTESANATO ARTESANATO O Despe espertar espe Aguardamos a sua Visita Ponte de Eiras - Coimbra O SEMANÁRIO ` 6. AS FEIRAS as Telef. 239 432 204/5 DE COIMBRA www.expoartesanato.com.pt Email: geral@expoartesanato.com.pt Rua Pedro Roxa, 27 a 31 • 3000-330 COIMBRA Tel. 239 85 27 10/11/12 • Fax 239 85 27 19 • jornaldespertar@mail.telepac.pt Sexta feira • 5 de Janeiro de 2007 • Ano 89 • N.º 8418 Deseja a todos os seus Clientes e Amigos um Próspero e Feliz Ano de 2007