O Despertar – 8240 – 19.09.2003
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

O Despertar – 8240 – 19.09.2003

  • 3,262 views
Uploaded on

Versão integral da edição n.º 8240 do bi-semanário “O Despertar”, que se publica em Coimbra. Ao tempo dirigido por Artur Almeida e Sousa. Jornal fundado em 1917. 19.09.2003. ...

Versão integral da edição n.º 8240 do bi-semanário “O Despertar”, que se publica em Coimbra. Ao tempo dirigido por Artur Almeida e Sousa. Jornal fundado em 1917. 19.09.2003.

Para além de poderem ser úteis para o público em geral, estes documentos destinam-se a apoio dos alunos que frequentam as unidades curriculares de “Arte e Técnicas de Titular”, “Laboratório de Imprensa I” e “Laboratório de Imprensa II”, leccionadas por Dinis Manuel Alves no Instituto Superior Miguel Torga (www.ismt.pt).

Para saber mais sobre a arte e as técnicas de titular na imprensa, assim como sobre a “Intertextualidade”, visite http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm (necessita de ter instalado o Java Runtime Environment), e www.youtube.com/discover747

Visite outros sítios de Dinis Manuel Alves em www.mediatico.com.pt , www.slideshare.net/dmpa,
www.youtube.com/mediapolisxxi, www.youtube.com/fotographarte, www.youtube.com/tiremmedestefilme, www.youtube.com/discover747 ,
http://www.youtube.com/camarafixa, , http://videos.sapo.pt/lapisazul/playview/2 e em www.mogulus.com/otalcanal
Ainda: http://www.mediatico.com.pt/diasdecoimbra/ , http://www.mediatico.com.pt/redor/ ,
http://www.mediatico.com.pt/fe/ , http://www.mediatico.com.pt/fitas/ , http://www.mediatico.com.pt/redor2/, http://www.mediatico.com.pt/foto/yr2.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/foto/index.htm , http://www.mediatico.com.pt/luanda/ ,
http://www.biblioteca2.fcpages.com/nimas/intro.html

More in: Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
3,262
On Slideshare
3,261
From Embeds
1
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
5
Comments
0
Likes
0

Embeds 1

http://www.slideshare.net 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Escola de Condução de SOURE e Granja do Ulmeiro incluindo veículos adaptados para deficientes motores Hoje Semana da mobilidade A Sociedade CoimbraPolis, em parceria com o Instituto Pedro Nunes e integrada na Semana da Mobilidade, está a promover até segunda feira, no Posto de Informação, uma exposição Rua Pedro Roxa, 27 a 31 Director: Artur Almeida e Sousa 3000-330 COIMBRA sobre o projecto CyberMove. Este FUNDADO EM 1917 Tel. 239 85 27 10/11/12 projecto tem como principal objectivo Fax 239 85 27 19 criar para as cidades novas formas de BI-SEMANÁRIO REPUBLICANO INDEPENDENTE Email: despertar@netc.pt transporte sustentáveis e não PORTE PAGO poluidoras do ambiente. Sexta feira • 19 de Setembro de 2003 • Ano 86 • N.º 8240 – 0,50 e “Indonésia” Na Casa Museu Bissaya Barreto, nos Arcos do Jardim, em Coimbra, vai ser inaugurada hoje, pelas 18.30 horas, a exposição de fotografias de Miguel Valle de Figueiredo, intitulada Festas de S. Mateus “Indonésia um olhar português”. Esta mostra pode ser visitada até 4 de Outubro. “Viver a cultura” começam hoje em Soure Prossegue hoje, pelas 21.30 horas, em Antanhol, o programa “Viver com a Cultura – périplo pelas freguesias”, com a actuação do Grupo de Cordas Allegro. Organizado pelo Departamento da Cultura da Câmara de Coimbra, este ciclo, que vai percorrer as diversas freguesias do concelho, continua amanhã, pelas 21.30, em Ceira, com a actuação do Coro Misto da Universidade de Coimbra. Recital na CMC Na Sala Polivalente da Casa Municipal da Cultura (CMC), em Coimbra, realiza-se hoje, pelas 21 horas, um recital de piano e violino a cargo dos jovens músicos Rui Pinheiro e Rodrigo Queirós. Pintura na Lousã Na Sala de Exposições Temporárias da Lousã está patente, até 5 de Outubro, uma exposição de pintura de Maria de Fátima Silva. Amanhã “Mo(nu)mentos musicais” O Projecto “Mo(nu)mentos Musicais”, iniciativa organizada pelo Departamento de Cultura da Câmara Páginas 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10 e última Municipal, continua amanhã, pelas 21.30 horas, na Igreja Paroquial de Eiras, com um concerto com a Orquestra de Câmara de Coimbra. Feira do Mel domingo Fim de Semana reúne Trata-se de mais um concerto, de acesso gratuito, integrado na programação de Coimbra 2003, com o em Miranda do Corvo gerações no Olivais intuito de dinamizar e valorizar vários espaços históricos, quer na cidade, quer nas freguesias limítrofes, implementado uma política de descentralização Página 3 Página 3 cultural. Mudámos para melhor ite is NOVA CASA EM SOURE V
  • 2. coimbra 2 Começa hoje em Coimbra Ensino Superior “Sentidos Grátis” AAC paga propinas com uma centena de artistas em géneros ao ministro Cerca de uma centena de lhemos até pode representar vários artistas portugueses e A Associação Académica de valores”, acrescentou. Com a deslocação a Lisboa, os estrangeiros, com destaque Coimbra (AAC) anunciou estudantes afirmam não pretenderem para criadores pouco na terça feira ir “pagar as ser recebidos pelo ministro: “Só conhecidos, mostram propinas” ao ministro da queremos deixar o pagamento da Ciência e Ensino Superior propina que este governo quer diversas áreas das artes impor”, sublinhou Vítor Hugo Sal- visuais e performativas, a na próxima quinta feira, gado. partir de hoje, em Coimbra, numa acção que se insere A AAC lembra que a partir do no encontro “Sentidos nas iniciativas de corrente ano lectivo, “todos os estudantes do Ensino Superior Grátis”. contestação à política poderão pagar até 852 euros de governamental para o sector. propinas, cerca de 140 por cento a Integrado na Coimbra 2003 mais que actualmente”, conside- Capital Nacional da Cultura, o encontram-se, por Portugal, Isabel alguns dos estrangeiros que apresen- rando a fixação e definição de tam trabalhos em “Sentidos Grá- A iniciativa, simbólica, decor- evento, na 6.ª edição, é promovido Lhano (pintura), João Pereira (insta- rerá na manhã de quinta feira, dia em propinas como “dois actos de des- pela Associação Sentidos Grátis e lação), Benedita Feijó (design), Paulo tis”. O evento, com entradas gratui- responsabilização do Estado” a quem tas, visa promover “uma panóplia de que estudantes de Coimbra se decorre durante um mês, através de Pimenta (fotografia), Eduardo Loío e deslocam de autocarro ao Ministério acusam de “indevida utilização” dos exposições, concertos e outros João Sá (escultura), bem como o artistas, na maioria emergentes”, valores pagos pelos alunos. refere João Arezes, da produção, e da Ciência e Ensino Superior, no espectáculos, no Convento de S. Grupo Maguga (instalação), ENTRE- Palácio das Laranjeiras, em Lisboa, “Actualmente, as propinas são Francisco. tanto Teatro, Colectivo Silêncio da inclui um whorkshop, domingo, em um dos suportes do funcionamento torno da reciclagem do papel, que será “para pagar as propinas ao ministro Participam artistas de Portugal, Gaveta (poesia) e as bandas InNO- Pedro Lynce”, disse à Lusa Vítor da Universidade de Coimbra, sem Espanha, Holanda e Estónia, em áreas sense, Notrespassing e Lara. marcado pela pedagogia artístico- que alguma vez tenham contribuído, -ambiental. Hugo Salgado, presidente da AAC. como a pintura, fotografia, escultura, Helena Mingo (instalação), “Garanto que não vamos pagar como se encontra legislado, para um instalação, performance, poesia, Edumundo Paz (pintura), Xavier Rios Começa com uma feijoada (21 aumento da qualidade do sistema horas), seguida de um concerto pela em dinheiro, mas sim em géneros, e música, multimédia, design, teatro, (instalação), de Espanha, Jane Saks só na altura diremos qual será o valor. educativo”, critica a associação dança, banda desenhada e graffiti. (vídeo-arte), da Estónia, e Ien Dob- banda Notrespassing e de dois espec- coimbrã. táculos de teatro e poesia. A forma de pagamento que esco- Entre os criadores participantes belaar (pintura), da Holanda, são Académica Assembleia Geral novamente adiada Contas (ROC) referentes aos mesmos exercí- cios. À sexta tentativa, em 25 Constarão ainda desta reunião magna de Setembro e 17 de Outubro de sócios, que se prevê a mais escaldante, a vão realizar-se duas Assembleias apreciação e votação do Orçamento para 2003/ Gerais da Associação Académica 04, assim como a análise da situação financeira do clube, que disputa a SuperLiga de fute- de Coimbra/Organismo bol. Autónomo de Futebol (AAC/OAF), As contas em questão reportam-se ainda a primeira extraordinária ao tempo da Direcção de Campos Coroa, tendo as de 2001 sido chumbadas pelos associados e a segunda ordinária. numa Assembleia Geral realizada em Setembro de 2002, embora tivessem recebido o aval do A ordem de trabalhos da Assembleia ROC. Geral extraordinária, a realizar às 21:30 de 25 Os atrasos na marcação destas de Setembro no Pavilhão Jorge Anjinho, inclui assembleias - que começaram por estar previstas as propostas da Direcção sobre a ocupação do para 28 de Junho, depois para a última quinzena estádio e quotas sociais, bem como a alteração de Julho e posteriormente para 5, 12, 19 de de alguns artigos dos Estatutos da AAC/OAF, Setembro - devem-se, segundo o presidente João relativos às categorias e aos direitos e deveres Moreno, a factores externos à vontade do dos sócios. clube. A Assembleia Geral ordinária marca- Isto porque só a 29 de Julho a Câmara da para as 21:00 de 17 de Outubro, igual- Municipal de Coimbra celebrou com a mente no Pavilhão Jorge Anjinho, vai apreciar Académica o protocolo para a utilização do e votar o Relatório e Contas de 2001 e novo Estádio Cidade de Coimbra e também 2002, bem como os pareceres e relatórios apenas recentemente o ROC e o Conselho do Conselho Fiscal e do Revisor Oficial de Fiscal disponibilizaram os seus pareceres. Móveis GRILO Rua Marcos Pires Montes Claros Telef. 239 828 842 VISITE-NOS Redacção e Administração: Denominação Social: Oficinas Gráficas: Rua Pedro Roxa, 7-1.º ANTÓNIO DE SOUSA (HERDEIROS), LDA. Rua Pedro Roxa, 27 a 31 Composição, Montagem e Tel. 239 85 27 10/11/12 - Fax 239 852 719 Contrib. N.º 502 137 258 - Cap. Social: 7.481,97 Euros Tel. 239 85 27 10/11/12 Impressão nas Oficinas BI-SEMANÁRIO Gerência: Gráficas de “O Despertar” Jornalistas: Fax 239 85 27 19 (Sai às quartas e sextas feiras) Artur Almeida e Sousa; Lúcia Maria Sousa Correia Tiragem média no mês de Artur Almeida e Sousa - CP n.º TE-628 Julho 24.000 Exemplares Número de Registo 100117 Zilda Monteiro - CP n.º 7937 e José Carlos Antunes Email: despertar@netc.pt 19/09/03
  • 3. geral 3 Conselho da Cidade quer Cerca de 30 apicultores inscritos na feira política cultural mais articulada Miranda do Corvo Uma política cultural promove mel no domingo mais articulada e celho para a importância da mel certificado e oito com mel coordenada é uma das Vai realizar-se, no certificação, já que esta ga- não certificado. As expecta- reivindicações próximo domingo, na rantia de qualidade acaba por tivas são grandes, uma vez que enriquecer o produto e valo- no ano passado foram vendi- manifestadas Praça José Falcão, em rizar a sua imagem. dos cerca de 500 quilos de anteontem pelo Grupo Miranda do Corvo, Oriundo da Serra da mel. de Cultura da mais uma edição da Lousã, o mel assume um papel Para além do mel, os Feira do Mel, um determinante na economia visitantes vão poder adquirir associação cívica local. Para Fátima Ramos, na feira outros produtos como Conselho da Cidade de certame que vai contar presidente da Câmara de aguardente de mel, licor de mel, Coimbra. com a presença de Miranda do Corvo, é extre- vinagre de mel, cera, favos com contexto nacional e interna- mar-se num “exemplo de cerca de 30 apicultores, mamente importante que este mel, molduras de cera e ainda Nesse sentido, esta estru- cional em que se insere”, refere produto seja valorizado, o que a mais diversa doçaria feita dinamismo cultural” em Espa- a maioria com mel terá que passar obrigato- com mel (bolos e broas de tura pretende fazer um “ba- a associação em comunicado. nha, explicou João Paulo Dias. lanço da Capital Nacional da Para o debate, está pre- O Conselho da Cidade de certificado. riamente pela certificação. mel). Cultura e perspectivar uma es- vista a participação de Pedro Coimbra nasceu após o Con- Apesar de poder acarretar A Feira do Mel abre às 11 tratégia de valorização da Roseta, Carlos Encarnação, gresso da Cidade, onde foi A aposta na certificação custos para o apicultor, o horas, seguindo-se, às 11.30, a política cultural da cidade”, de Seabra Santos, Manuel Maria fundado um grande fórum deste produto endógeno é, de certificado de qualidade dá actuação da Filarmónica Mi- modo que 2003 não seja Carrilho, Abílio Hernandez associativo que tem como facto, uma das grandes apostas mais garantias e confiança ao randense. À tarde, às 15 horas, apenas “um exemplo sem Cardoso, Augusto Seabra ou objectivo o incremento da da autarquia de Miranda do consumidor. actua a FanFarra Académica de continuidade”, explicou João Carlos Fortuna. participação cívica na urbe. Corvo, que organiza o evento, De acordo com uma nota Coimbra e, às 16.30, a Filar- Paulo Dias, da organização. Antes deste debate, nos Segundo João Paulo e que tem procurado sensi- da autarquia, estão inscritos mónica Mirandense. A Feira Em conferência de im- dias 17 e 18 de Outubro, par- Dias, é necessário que seja feita bilizar os apicultores do con- nesta feira 21 apicultores com encerra às 20 horas. prensa, o Grupo da Cultura ticipam em workshops sobre na cidade “uma discussão do Conselho da Cidade de cultura, política de artes e sobre o que são as políticas Coimbra anunciou a reali- zação de uma conferência no dia 24 de Janeiro de 2004 de estratégias de valorização turística nomes como José Amaral Lopes (secretário de culturais”, incluindo a “trans- versalidade das linguagens artísticas” que devem conter Encontro de Gerações balanço das actividades da Estado da Cultura), Carlos uma “maior cooperação entre Coimbra 2003 - Capital Na- cional da Cultura. O objectivo é “promover Pinto Coelho (jornalista) ou João Mário Grilo (realizador). Neste encontro, a organi- as instituições”. Na sua opinião, deve haver “maior correlação entre no Pavilhão do Olivais um debate alargado sobre zação conta com agentes as várias instituições culturais Vai realizar-se, este fim O Encontro de Gerações jogos de apresentação das políticas e actividades cultu- culturais de Santiago de Com- nas suas actividades”, com começa amanhã, às 9.30 ho- equipas seniores do clube. rais, procurando naturalmente de semana, no Pavilhão ras, com o minibasquete, pros- No domingo, a manhã postela, uma cidade universi- “um pouco mais colaboração situar a cidade de Coimbra no tária que conseguiu transfor- em projectos comuns”. do Olivais, a 5.ª edição segue, às 11, com os iniciados vai ser dedicada aos cadetes do Encontro de masculinos e, às 12.30, dis- femininos e masculinos e a Gerações, que vai reunir puta-se o jogo de vetera- tarde aos iniciados femininos nos. e juniores masculinos e atletas ligados ao clube O churrascão, que deverá femininos. No intervalo dos das mais diversas idades. juntar toda a “família do Oli- jogos seniores vão decorrer Durante este encontro vais”, está marcado para as 13 os concursos de lançamentos horas. Da parte da tarde, às triplos e do meio campo. vão ser também 15 horas, disputa-se o jogo Também no domingo apresentadas aos sócios entre o Olivais-Marinhense vai ser lançada a “Rádio Oli- as equipas do Olivais (seniores masculinos) e, às vais Coimbra”, uma edição 17.30, joga-se o Olivais-San- que vai estreitar ainda mais a FC que vão disputar a tarém Basket (seniores femi- relação do clube com os seus próxima época. ninos), naqueles que serão os associados. Comboios Figueira da Foz - Coimbra com novo serviço em Dezembro A CP vai introduzir na verso. do país. Linha da Figueira da O serviço Regional Ex- Segundo uma nota da CP, presso vai ter tarifas diferentes as composições deste novo Foz, a partir de das praticadas nos comboios serviço, com capacidade para Dezembro, o serviço regionais e nos suburbanos, 268 lugares sentados, estão Regional Expresso embora ainda não sejam conhe- dotadas de equipamentos de cidos os preços a praticar. vídeo-vigilância, ar condi- entre a Figueira da Foz A Linha da Figueira vai cionado, painéis de informação e Coimbra, informou o ser a primeira a dispor do ser- e casas de banho preparadas porta-voz da empresa, viço Regional Expresso, pelo para utilização por deficientes que a introdução destes novos físicos. Carlos Madeira. comboios assumirá um carácter A Linha da Figueira da experimental, antes de serem Foz regista uma média diária de O novo serviço, “mais introduzidos em outras linhas 4.500 passageiros. rápido, com comboios com mais qualidade”, vai ter três compo- AGÊNCIA FUNERÁRIA sições diárias em cada sentido. Du- rante a manhã serão ADELINO MARTINS, LDA. dois os comboios O ORGULHO DE BEM SERVIR DESDE 1940 no sentido Figueira da Foz - Coimbra e FUNERAIS – FLORES – TRASLADAÇÕES um no sentido con- trário, enquanto à SERVIÇO PERMANENTE tarde serão dois no sentido Coimbra - Telefs. 239 824 825 - 239 820 406 Figueira da Foz e R. Corpo de Deus, 118-120 3000 COIMBRA um no sentido in- 19/09/03
  • 4. soure 4 que se trata de um investimento a manter João Gouveia em entrevista a “Despertar” desde que “tenhamos o bom senso de conter os gastos feitos nestas iniciati- vas dentro dos limites razoáveis com Festas de S. Mateus são investimento concelhio aquilo que é a afectação dos dinheiros públicos noutras áreas tão ou mais importantes no domínio do bem estar das po-pulações.” timentos nos quais se têm empenhado. As Festas de S. Mateus/2003, Valorizar a prata da casa do ponto de vista da Comissão Festas de S. Mateus são investimento No programa geral das festas volta a presidida pelo vice-Presidente sentir-se uma forte presença de Santos Mota há, Acontece que em Soure, antes desta colectividades recreativas e culturais do opção, as festas de S. Mateus eram concelho, justamente porque segundo essencialmente, cinco nos afirmou João Gouveia, “reco- organizadas rotativamente pelas considerações a fazer. Em diferentes colectividades do concelho. nhecemos a importância dos espectá- primeiro lugar trata-se de uma Esperava-se assim que se as coisas culos com cabeça de cartaz nacionais”. corressem bem, e o tempo ajudasse, a No entanto, anualmente, “não abdi- aposta na continuidade, com camos de valorizar as colectividades um programa saudavelmente colectividade prendada conseguisse verbas para as suas obras. Mas, refere que mostrem a nossa riqueza cultural e ambicioso que apresentará João Gouveia, as coisas mudaram, social, até pela razão de que temos uma espectáculos gratuitos e “porque definimos culturas municipais dinâmica cultural e desportiva invulgar, de cultura, acção social e desporto e as com mais de cem associações recrea- diversificados e assentes num tivas e culturais espalhadas por du- instituições passaram a saber ante- número cada vez maior de cipadamente com o que contava e o zentos lugares do concelho de Soure. múltiplas parcerias do que poderiam e deveriam fazer, sem Seria um crime e, porventura um estarem à mercê de uma qualquer desperdício, num concelho onde há 26 concelho, designadamente nos escolas de música, quinze grupos rotatividade de festas ou de um S. domínios da cultura, desporto e Mateus mais ou menos chuvoso, com folclóricos, cinco de teatro, cinco acção social, sendo certo que se mais ou menos gente.” filarmónicas, dezenas de clubes Para João Gouveia os objectivos das Festas de S. Mateus continuarão a ser desportivos e uma dezena de IPSS procurará um apuro cada vez Por outro lado, a Câmara de Soure os de sempre, ou seja, “conseguirmos um reencontro festivo de todos os (Instituições Particulares de Solida- maior no plano organizativo. entende que as Festas de S. Mateus e a sourenses e, por outro lado, a divulgação do concelho através dos muitos riedade Social) que não aproveitásse- FATACIS (que inicialmente não João Gouveia reafirmou em milhares de visitantes” mos esta dinâmica para que com base existia), deveriam ser em primeiro que entrevista a “O Despertar” que tudo um investimento do concelho, no nela mostrarmos o que temos e que faz +, dirigido à promoção e valorização festas que se realizam nos diferentes reencontro dos munícipes e sourenses parte da nossa vivência histórica e o custo de 100 mil euros das colectiva no concelho de Soure.” do mundo rural, onde Soure também lugares que normalmente se associam espalhados um pouco por todo o Festas de S. Mateus constituem está naturalmente integrado.” a uma qualquer festividade religiosa em mundo. Esta perspectiva de “enca- um investimento do concelho. Há ainda uma outra consideração momentos festivos que todos aplau- rarmos as Festas como investimento Uma pista de remo que se prende com o facto de este ano dimos e acarinhamos, com a possi- levou-nos na altura a compreender os que une dois concelhos não haver FATACIS, pela razão de bilidade de uma qualquer associação espectáculos diversificados e gratuitos E quando se afirma que se trata de todos conhecida que tem a ver com o cultural ou desportiva, ou comissão não como um qualquer bónus ou oferta Em recentes declarações a “Despertar”, uma aposta na continuidade, pretende- assumido compromisso de no espaço paroquial da freguesia ou do lugar, à população, mas sim como inves- o presidente da autarquia de Montemor -se assumir que por muito bem que habitualmente certo deste certame aproveitar esse período para justamente timento claro.” -o -Velho, Luís Leal, destacou o bom tenham corrido as edições anteriores decorrer já investimento estimado de conseguir algumas poupanças que os Tratando-se de uma mais valia entendimento e a empenhada cola- isso nunca poderá constituir motivo para 1.100 mil euros. ajudem até a levar por diante inves- para o concelho, João Gouveia reafirma boração intermunicipal que tem sido que “nos inebriemos, mas antes Após a conclusão deste investi- mantida com Soure, no que respeita ao constitui motivo para uma respon- mento de profunda requalificação aproveitamento das potencialidades sabilidade acrescida para que se urbana dos Bacelos então sim, entre que a magnífica pista de remo oferece melhorem todos os aspectos.” outros objectivos subjacentes ao para esta pratica de desportos náuticos. No contexto destas Festas de S. investimento estarão outros que têm a A este propósito, João Gouveia Mateus, há algo que poderemos chamar ver com a nova estrutura mais ampla e afirmou que “as cumplicidades da vida de inovação, já que a feira irá procurar concebida com a dignidade que o devem ser positivas, assentes na um equilíbrio para melhor entre a futuro merece para esta realização do abordagem de realidades comuns que manutenção do pitoresco característico concelho. podem e devem merecer terapias visível pelas barracas espalhadas pelos João Gouveia salientou nesta avaliadas de forma comum” e com base arruamentos de Soure, mas também entrevista a “O Despertar” que os nisso se utilizem antídotos que uns têm maior rigor na ocupação dos espaços. objectivos das Festas S. Mateus e outros não, mas sempre numa continuarão a ser os de sempre, ou seja, perspectiva de solidariedade activa. Este ano não há FATACIS “conseguirmos um reencontro festivo “Isso vale com muita estima e afecto de todos os sourenses e, por outro lado, para o meu colega e amigo Luís Leal de “Pode parecer que será conciliar o a divulgação do concelho através dos Montemor-o-Velho sem prejuízo de ter inconciliável, mas nós acreditamos que muitos milhares de visitantes”. valido no passado para o respeitável tal possa vir a ser possível e essa sim Tratando-se duma “oferta” con- colega, José Manuel Antunes.” será uma inovação de natureza geral.” tinuada e assumida pela autarquia junto Há um excelente entendimento Uma outra consideração tem a ver de toda a população, o presidente da entre os dois concelhos hoje como no com o facto de o orçamento não exceder edilidade recorda que quando essa passado ainda que possa reconhecer que os 100 mil euros e que, também como é decisão foi tomada há alguns anos, “há hoje uma proximidade pessoal hábito “iremos apresentar uma can- “tinha por trás uma justificação que não porventura geradora de maior eficácia didatura ao III Quadro Comunitário de deixava margem para dúvidas.” no relacionamento com Luís Leal.” João Gouveia, presidente da autarquia e Santos Mota, vice-presidente, Mas este bom entendimento, Apoio, ao abrigo do Programa Leader Uma coisa são as centenas de defendem que é importante valorizar a “prata da casa” acrescentou João Gouveia, acontece com Pombal, Ansião, Condeixa e Figueira da Foz, ou seja, com todos os Junta de Freguesia Junta de Freguesia concelhos que têm limites geográficos com Soure. E o mesmo se pode afirmar relativamente à administração central, já que o êxito ou segredo de uma qual- de Soure de GESTEIRA quer gestão não deve esgotar-se em questões exclusivamente emblemá- ticas mas na capacidade de estabe- lecimento de parcerias entre as co- munidades, administração local e central, porque resolver um problema num dos patamares exige esforço, mas se o mesmo for conjugado e distribuído, há o poder da partilha de que normalmente resultam melhores soluções. Como autarcas “desenvolvemos essa política no sentido de aproveitar tudo aquilo que seja um encontrar de sinergias tendentes à solução dos Visite a bonita Vila de Soure Visite Gesteira durante problemas. É nesta linha de acção que se entendeu a visita do secretário de durante as Festas de S. Mateus as Festas de S. Mateus Estado do Desporto.” Ø 19/09/03
  • 5. soure 5 E foi assim que quando a Estrada que no âmbito da A 17 estará quatro captações distintas mas que Ø APPACDM de Soure participou nos campeonatos mundiais de Sevilha, pronta até final do Quadro Comunitário de Apoio. poderão ser invertidas com base na capacidade de cada uma das captações “oferecemos um barco moderno que Trata-se de um troço de oito e depósitos. Esta gestão é feita com veio dar um novo alento e uma quilómetros mas que tem a importância controlo digital e no caso da captação espectacular vontade de vencer de ser estruturante porque liga dois da Figueirinha existe ainda um desportivamente, de que Soure está concelhos sendo que um deles fica sofisticado controlo de descalcificação naturalmente orgulhoso.” Realmente, também ligado a uma via de acesso a que está em fase experimental. Trata-se “não é todos os dias nem todos os anos, via rápida. Acresce referir que logo após de um investimento que finalmente se que se consegue uma medalha de o acto inaugural, foi um grupo de cerca vê concretizado e se projecta para várias bronze num campeonato mundial de uma centena de motards que se décadas no futuro de Soure que já hoje disputado em Milão e, para além disso, associaram à festa como uma guarda de tem uma cobertura total do concelho é preciso frisar que esta selecção honra ao longo de todo o percurso de abastecimento de água. nacional é constituída exclusivamente reabilitado. por atletas da APPACDM de Soure.” Captação de águas Obra rodoviária estruturante com inaugurações à vista inaugurada Mas no contexto das obras a inaugurar, João Gouveia A Câmara de Soure tem tentado que todos os investimentos públicos sejam João Gouveia, salientou que dentro de dias se vai fazer a inauguração de no Parlamento iniciados e acabados no mesmo ano, investimentos integrados no domínio procurando não afastar-nos do equi- líbrio de atenção que deverá prestar aos do ambiente e mais concretamente no abastecimento público de água. Nos Europeu Como é sabido, o nome de João duzentos lugares, e por outro lado, dois últimos anos “apresentámos uma Gouveia foi já adiantado para aquilo que são as diferentes áreas que a candidatura ao III Quadro Comunitário substituir no Parlamento Europeu, administração central determina sejam de Apoio para reabilitação profunda no Arlindo Cunha que deverá assumir tratadas pelo poder local, seja na abastecimento de água à freguesia de a presidência da Comissão de educação, cultura, desporto, assistência Soure. Este conjunto integrado de Coordenação da Região Norte. social, rede viária, actividade investimentos demorou cerca de dois Apesar de referir que só gosta económica, etc, para os quais também anos e vai servir 45 por cento da de falar sobre factos consumados, deverá existir equilíbrio na afectação população do concelho, integrando o autarca explicou-nos que em para as diferentes áreas. assim as duas novas captações da Pouca termos de lista tudo aponta para A Câmara de Soure tem tentado que todos os investimentos públicos Nesta altura, para além de Pena e Relvas. O reservatório da que isso aconteça. Se assim for, nos sejam iniciados e acabados no mesmo ano “estarmos a inaugurar pequenos Figueirinha passou de 50 metros termos da lei pedirei a suspensão investimentos locais mas que são cúbicos para uma capacidade de 550 e Ø tros que disponibilizámos a institui- ções do concelho, particularmente a importantíssimos para as populações locais e que foram co-financiados pela na Casa Velha que tinha um reservatório e 50 metros cúbicos ficou com outro de do meu mandato de Presidente da Câmara por um período que não As primeiras remadas deverá exceder os 180 dias e que APPACDM, e mesmo sem pista os Câmara por Administração directa”, igual capacidade. Novas adutoras com foram em seco... neste período, mesmo assim, atletas começaram a treinar.” neste mês de Setembro, por nenhuma maiores diâmetros e maior velocidade acompanhará com a atenção Durante largos anos “tivemos razão particular, no domínio da rede no encaminhamento da água, bem devida a gestão do município de Há uns anos, em diferentes reuniões de provas de remo adaptado até mesmo viária fo inaugurado um empreendi- como o controlo total das perdas e um trabalho com dirigentes de IPSS, foi Soure, estando toda a equipa aqui à frente dos paços do Concelho. E mento que representou um investimen- combate eficaz às infiltrações são preparada para que tudo decorra sugerido à Câmara pela Associação foi a partir daqui – só depois veio a to de cerca de 750.000 euros em mais algumas das inovações mas há ainda a Fernão Mendes Pinto que “seria com normalidade. pista – que houve um outro problema . uma ligação ao vizinho concelho da destacar um conjunto de interfeixes que interessante sensibilizar, e materializar “Quando se assumem funções Tínhamos um barco, muito pesado, Figueira da Foz, a ligação que vai de faz com que seja possível trabalhar em por um período limitado teremos a prática do remo adaptado para desportivamente ultrapassado e que Cerro Ventoso às antigas Termas da simultâneo com água oriunda da deficientes. Ora, a Câmara de Soure de perceber de que forma é que naturalmente desmoralizava qualquer Amieira, com a vantagem adicional que captação do Ourão, Casa velha, Pouca desde logo “tomou a primeira medida responsavelmente poderemos ser atleta ou treinador por mais esforçados essa ligação ficará a quatro cinco Pena ou Relvas. Ou seja, há todo um úteis.” de investimento ao adquirir ergóme- que fossem.” quilómetros do nó de acesso à Auto- universo que passa a ter água vinda de 19/09/03
  • 6. soure 6 Santos Mota, Presidente da APPACDM de Soure pernas a tremer num nervosismo intenso mas com a alegria que não cabia cá dentro.” Esta Instituição é imprescindível no concelho Agora, é justo realçar aqui que se a Câmara Municipal “não nos tivesse comprado no ano transacto as valências que aqui vivem e se um barco onde treinámos nestes Justamente no final duma empenham nas tarefas que comuni- últimos meses, nada disto seria sessão pública em que os tariamente lhes são confiadas, possível. atletas medalhados foram aprendem a gostar duma casa que Agora com o nosso novo barco naturalmente é sua mas que, para as coisas são completamente homenageados com a além disso se sentem motivados para diferentes. presença do secretário de contribuírem para trabalhos de Se tudo correr favoravelmente natureza autárquica, como é por aos projectos em carteira, Joaquim Estado do Desporto, Redondo acredita em futuros êxitos exemplo a jardinagem dos espaços governador civil, presidentes existentes não só na vila de Soure do remo adaptado em Soure. Isto das câmaras de Soure e como em todo o concelho. porque, confessou-nos, dois dias Depois de nos referir que depois de regresso de Milão Montemor e ainda do “Soure já não se imagina sem a sua “tivemos uma reunião com Santos director Distrital da APPACDM”, Santos Mota acentuou Mota para fazermos o balanço do Segurança Social, falámos que “esse fenómeno se nota cada que correu bem e menos bem.” vez mais justamente porque existem Em Outubro recomeça a épo- com dois dos principais muitos deficientes no concelho e ca utilizando a pista de Montemor- responsáveis pelo êxito duma ainda há ainda alguns complexos -o-Velho e Coimbra, e se “tra- modalidade desportiva bem por parte da população que lida balharmos como deve ser - porque com eles numa forma menos cor- em alta competição não se pode como da imprescindível recta”. Ou seja, gradualmente, brincar - e porque ficámos a vinte importância que a vamos conseguindo um cada vez Santos Mota, presidente da direcção da APPACM, e Joaquim Redondo, centésimos do segundo lugar maior número de utentes e sempre treinador de remo adaptado, defendem que são os jovens desta (conquistado pela Holanda), APPACDM desempenha no voltaremos lá e acredito nos meus com uma preocupação permanente instituição que nos dão grandes lições concelho de Soure. de nos “esmerarmos no serviço que atletas que com a média de idades prestamos.” cialmente pelo valor dos meus e seniores, o treinador Redondo de vinte anos constitui a mais jovem Falámos, pois, com Santos Mo- “Admitimos ou compreen- atletas. É que, embora tudo isto sente -se como peixe na água nesta modalidade.” ta, presidente da Direcção da demos eventuais erros, mas há um tenha sido fruto duma equipa muito em remadas de sucesso que os Há que criar-lhe condições APPACDM e com o treinador de que é indesculpável: a falta e ca- vasta que foi desde a Câmara jovens admiram e interiorizam para que mais uma vez “venhamos remo adaptado, Joaquim Redondo. rinho para cada utente.” Municipal, Direcção a APPACDM, como ideal de vitó-ria. a ser campeões nacionais para que Para Santos Mota, esta Instituição é Sem ignorar que existem difi- e tantos outros, mas eles, os atletas Mas a simplicidade da palavra disputemos os mundiais que este fundamental na vida do concelho. culdades até porque a autonomia é são as vedetas.” de Joaquim Redondo, resume-se na ano decorrem em Bagnoles (Bar- Essa importância tornou-se ainda recente, a APPACDM luta com pro- Como monitor desportivo em grandeza dum momento que marca celona). mais evidente a partir do momento blemas de ordem financeira e natação e atletismo, tem sido no uma vida: “Este foi um dia ines- “E só não digo que poderemos em que se tornou autónoma de mesmo de espaço que, entretanto se remo que Joaquim Redondo tem quecível para mim, e só foi mais vir a ser campeões do mundo por- Condeixa, já que até aí funcionava tornou exíguo, pelo que em cola- chegado mais longe não apenas em marcante ma minha carreira quando que os nossos atletas trabalham, como sua dependência. boração com Segurança Social, títulos conquistados mas também na a bandeira nacional subiu no pódio. saiem dos seus empregos às 17H00, Foi só a partir daí - recorda Câmara Municipal e a própria modalidade rainha que mais adeptos Não tenho palavras capazes de vamos treinar e chegamos a casa por Santos Mota - que “tive a noção da Direcção, “iremos tentar suplantar tem conquistado. descrever esta sensação.” volta das 23H00, enquanto que, por dimensão humana desta Instituição este problema da exiguidade de Antigo praticante de remo na “Deixe-me dizer-lhe que não exemplo, os australianos que são os que tem uma população carente e instalações.” Associação Naval 1.º de Maio, ten- tive coragem para ir, já que foi a Dra. actuais campeões do mundo, não que precisa de afecto. E não é preciso “São os jovens que mais nos do sido campeão nacional durante Carla e o Santos Mota, tendo eu fazem mais nada que não seja muito mais para que dê lições aos preocupam”, refere Santos Mota dez anos nas categorias de juniores ficado na margem oposta com as remar.” ditos normais, sobre a sua postura, No quotidiano da APPACDM como pode e deve estar em vivência social. Isso eu tenho aprendido muito com toda esta gente que faz a formação profissional é sector fundamental, pelo que Santos Mota nos revelou a existência de várias Associação Cultural Recreativa e Social de Samuel parte duma grande família.” valências, o CAO – Centro de Áreas Instituição Particular de Solidariedade Social Não foi fácil obter essa auto- Ocupacionais, para utentes com nomia? níveis de deficiência mais acentua- Rua Duques de Aveiro - Coles de Samuel - 3130-119 Samuel “Pois não. Deveremos destacar das em que se empenham em Telef. 239 580 000 - Fax 239 580 009 aqui o absoluto empenho de serviços prestados em artigos e bens E-mail: a.c.r.s.samuel@mail.telepac.pt técnicos e funcionários que nada para fábricas e outras instituições, e reivindicaram por muitas horas de “temos ainda a formação profis- trabalho extra uma causa que eles sional já que existe uma empresa de ACÇÃO SOCIAL próprios consideraram como sua. inserção na área da jardinagem.” INFÂNCIA Acredite que quem está nesta Mas há ainda vários utentes em • Creche Instituição, é gente muito motivada, empresas justamente para que mais • Jardim de Infância compreensiva e tolerante em prol tarde se insiram no tecido social e • Actividades de Tempos Livres (ATL) duma obra que vamos levantando sociedade civil. • Bolsa de Famílias de Acolhimento lentamente mas com passos seguros “A integração é, por isso, a de futuro.” nossa principal meta de actuação, 3.ª IDADE acrescentou o presidente da Direc- As lições dos jovens ção. • Centro de Dia • Serviço de Apoio Domiciliário Quando se compreende esta acção, Um treinador de sucesso • Centro de Convívio ficam as coisas mais facilitadas não POPULAÇÃO EM GERAL apenas nas tarefas do quotidiano O treinador Joaquim Redondo, ma- mas também no quadro duma nifestou-nos mais uma vez a sua • Apoio Domiciliário Integrado (ADI) política de reinserção social que se grande satisfação pelo momento • Rendimento Social de Inserção (RSI) pretende efectiva e, como já aqui solene a que acabava de assistir e • Projecto de Desenvolvimento Integrado de Acção Social (PDIAS) foi dito anteriormente, inclusiva e partilhar, enquanto peça fundamen- • Espaço Milennium não exclusiva. tal dum projecto que se viu além O presidente da APPACDM fron-teiras, bem como de toda a DESENVOLVIMENTO LOCAL não tem reservas ao afirmar que são alegria enquanto principal retri- estes os jovens que nos dão muitas buição do esforço e empenho que FORMAÇÃO PROFISSIONAL E EMPREGO lições. durante o ano vão desenvolvendo. • Empresa de Inserção Os cerca de 120 jovens de todas “Estou muito contente, espe- • Unidade de Inserção na Vida Activa (UNIVA) • Acção de Formação/Informação para Mulheres Agricultoras e Rurais • Programa Operacional Emprego Formação e Desenvolvimento Social - Projecto “Certificar para Competir” • Curso de Cozinha • Curso de Serviço de Mesa • Curso de Apoio Familiar e à Comunidade DESPORTO E CULTURA • Apoio ao Samuel Futebol Clube - Equipa Sénior de Futebol 11 - INATEL - Equipa Juvenil de Futebol 5 - Associação Distrital de Futebol - Equipa Júnior de Futebol 5 - Associação Distrital de Futebol - Formação de Camadas Jovens • Apoio ao Clube Motard “Diabos de Samuel” • Grupo Etnográfico de Samuel • Escola de Música - Grupo de Música Tradicional - Grupo de Música Coral Litúrgica 19/09/03
  • 7. soure 7 Centro de Assistência Paroquial de Granja do Ulmeiro Novas infraestruturas e valências prometidas para brevemente Conseguir responder uma equipa a prestar Apoio Nocturno prevenção possa trazer ‘frutos’ a médio positivamente a todas as a todas as pessoas que não têm família e longo prazo. ou que já não têm autonomia suficiente necessidades da população para passar uma noite sem algum Aposta na formação da Granja do Ulmeiro, de acompanhamento. dos profissionais Soure e até dos concelhos Os projectos do Centro passam também pelo alargamento das Permitir aos funcionários do Centro um vizinhos é um dos grandes instalações actuais, de forma a que maior enriquecimento pessoal é outra objectivos do Centro de possam ser criadas novas infraestruturas das preocupações da direcção que, Assistência Paroquial da para as crianças e possam ser criadas nesse sentido, tem apostado fortemente novas perspectivas futuras. A direcção na formação. Granja do Ulmeiro. do Centro adquiriu, nesse sentido, um “Estamos a envidar esforços para Inaugurado em 1959, esta terreno junto das actuais instalações, proceder a estágios profissionais de Instituição Particular de onde vai ser construído, inicialmente, pessoas qualificadas. O nosso funcio- Solidariedade Social tem um parque infantil. namento exige uma maior capacidade “A nossa capacidade, neste para que tudo funcione em pleno e vindo a crescer ano após ano momento, está a ficar limitada e esta- vamos pugnar para que os nossos e, actualmente, numas mos a tentar abrir novos horizontes. O serviços sejam cada vez melhores”, instalações novas e muito espaço vai ser rentabilizado o mais explica José Augusto Almeida subli- possível o que nos vai permitir ter outra nhando, no entanto, que a equipa de modernas, coloca à perspectiva no futuro”, explica José trabalho “é excelente e não se poupa a disposição todo um conjunto Maria Ferraz, secretário da direcção. esforços para fazer do Centro um de serviços que proporciona Para a direcção do Centro, cons- espaço melhor”. Os directores do Centro querem que a instituição esteja preparada tituída também pelo Padre Manuel Com um dinamismo ímpar, que à população uma maior para “responder positivamente” ao crescimento da freguesia e do Lucas Bernardes, Maria Helena não descura nenhum sector, a direcção qualidade de vida. concelho Ferreira e José Manuel Roque, a encara a formação como uma forma de preocupação da instituição é “estar “formar os nossos profissionais que não Zilda Monteiro de utentes das mais diversas valências, utentes de todo o concelho de Soure preparada para responder positiva- tinham ainda formação adequada e as instalações do Centro começaram a e também dá respostas a algu- mente ao crescimento da nossa terra”, também de ajudar a formar pessoas da Inaugurado a 8 de Dezembro de revelar-se insuficientes para dar mas localidades de Montemor-o- quer em instalações, quer em servi- freguesia, que viviam numa situação 1959, o Centro de Assistência Paro- resposta a todos aqueles que procu- -Velho. ços. precária, e que, para além de terem quial da Granja do Ulmeiro, no con- ravam a instituição, tornando-se Para além dos serviços da creche, recebido um vencimento durante a celho de Soure, começou por dar urgente a construção de um edifício pré-escolar, ATL, apoio domiciliário, formação, no final acabaram por resposta às pessoas mais carenciadas. de raiz, que permitisse a melhoria dos Apoio nocturno lar, cozinha e lavandaria, o Centro arranjar trabalho”. A instituição começou a funcionar no actuais serviços e a possível abertura é a próxima aposta conta com o trabalho e dedicação de rés-do-chão do “Palácio”, mudando- de novas valências. 33 funcionários (é a primeira entidade Ao longo dos anos, o Centro de empregadora da freguesia) e dispõe dos Câmara sempre Assistência Paroquial da Granja do serviços de uma técnica de serviço presente Ulmeiro tem vindo a satisfazer todas social, que faz a ligação entre a as necessidades que foram surgindo. direcção e todas as restantes funcio- Com um papel determinante no meio Actualmente, com umas instalações de nárias; de uma animadora que “dá vida em que está inserido, o Centro de uma qualidade invejável, em que tudo aos nossos idosos”; de um jurista; de Assistência Paroquial da Granja do foi pensado ao mínimo pormenor, um médico e de um enfermeiro, que Ulmeiro tem contado sempre com o desde os equipamentos à decoração, estão disponíveis todos os dias. Dispõe apoio de diversas entidades. José Au- esta instituição pode orgulhar-se de ter também de um parque automóvel com gusto Almeida destaca, por exemplo, em funcionamento todos os serviços viaturas para todo o tipo de serviços e a colaboração da Câmara Municipal fundamentais para a qualidade de vida de 22 quartos. de Soure que, como refere, “tem estado da população e prepara-se para avançar A intenção da direcção do Centro sempre presente e tem apoiado com um novo serviço que, segundo é reunir aqui todas as condições para bastante a instituição”, nomeadamente José Augusto de Almeida, vice- que o utente não tenha que sair das no âmbito do apoio à família. -presidente da instituição, “vem instalações. Pretende também assegu- Para além dos acordos existentes colmatar uma lacuna muito sentida no rar a visita de um cardiologista ao com o Centro Distrital e Regional de concelho”. Assim, a partir de Novem- Centro, pelo menos uma vez de 15 em Solidariedade Social e com a Câmara, bro, o Centro vai colocar no terreno 15 dias, de forma a que a aposta na esta instituição tem acordos com o Instituto Pedro Hispano nas activida- des extra curriculares (música, inglês, O crescimento saudável e harmonioso das crianças que frequentam patinagem e futsall) e tem parcerias a instituição é uma das grandes preocupações da direcção com outras IPSS’s do concelho e com o Centro de Saúde da Granja do -se posteriormente para a Rua da O novo edifício foi inaugurado Ulmeiro. O Centro integra a Rede de Padaria, um local onde os mais em 2001 e, na mesma altura, a Acção Social do Concelho, a Co- necessitados podiam comer uma sopa população passou a poder usufruir missão Local de Acompanhamento, o quente e que mais tarde começou a também do Lar e Centro de Dia - o lar Projecto de Desenvolvimento de acolher também todo o tipo de com uma lotação máxima de 15 Instituições de Acção Social e a crianças. utentes e o Centro de Dia de 25. Comissão Local de Acção Social. Com uma qualidade ímpar, as O Centro está aberto todos os dias O Centro procurou sempre dar úteis de segunda a sexta feira, entre as resposta às necessidades da população novas instalações oferecem agora à 7.30 e as 18.30 horas. As entradas das e, em 1977, acabou por ser transferido população todo o tipo de serviços, crianças do Jardim de Infância deverão para a Residência Paroquial, onde já procurando assumir-se não como um efectuar-se às 10 horas. As entradas das foi possível colocar em funciona- espaço onde as famílias deixam as suas crianças da creche devem ser feitas mento as valências da creche e ATL – crianças e os seus idosos mas, acima dentro do horário da instituição de uma Actividades dos Tempos Livres. de tudo, como um lugar onde a “vida forma flexível, ajustando-se ao horário Bastante mais tarde, em 1990, a ganha mais vida”, onde as crianças de trabalho dos pais, tendo em conta direcção do Centro sentiu a necessi- possam crescer de forma saudável e que nestas idades as crianças devem dade de dar resposta também à feliz e onde os idosos possam con- permanecer o máximo de tempo população mais idosa da freguesia e tinuar a sentir o ambiente familiar a possível com a família. do concelho e criou então o serviço de que estão habituados, nunca perdendo O Centro oferece às crianças do Apoio Domiciliário, uma valência que a força de viver, estreitando relações, Muito orgulhosos das suas habilidades, os idosos que frequentam o Jardim de Infância a componente actualmente serve cerca de 35 utentes. fazendo novas amizades e, sobretudo, Centro dedicam muito do seu tempo aos trabalhos manuais educativa e social. Em 1997, com a introdução do pré- sentindo-se úteis. -escolar e com o aumento do número O Centro acolhe actualmente JESUS CRISTO É O SALVADOR CHAPA • PINTURA MECÂNICA GERAL “Crê no Senhor Jesus Cristo e “Quem crer e for baptizado será AUTOMÓVEIS NOVOS E USADOS serás salvo, tu e a tua casa”. salvo; Quem não crer será Actos 16:31 condenado”. S. Marcos 16:16 Roga-Lhe - F. R. Santos 19/09/03
  • 8. soure 8 tem vindo a ser feito na estruturação e Conquistaram a medalha de bronze nos mundiais de Milão construção de estruturas desportivas em todas as doze freguesias. Depois de salientar o importante papel de autarca que João Gouveia Soure homenageou os seus campeões de remo vem desempenhando, aquele mem- bro do governo referiu-se ao presi- dente de Montemor-o-Velho que “foi dos primeiros a bater-me à porta, já Foi um dia pleno de grande discutimos, quase nos zangámos, mas simbologia o que se viveu na eu por estar com pouco dinheiro e ele ter obras em andamento e ter de as passada sexta feira dia 12, pagar pelo que compreendi bem a sua na sede da Associação angústia, revolta e determinação.” Portuguesa de Pais e Amigos Este ano de 2003 terá de ficar marcado por transformação de men- das Crianças Diminuídas talidades e mesmo alterações culturais Mentais (APPACDM) de quanto a níveis de deficiências que Soure, com a pública deverão deixar de ser sentidos a partir deste ano, nomeadamente quanto à homenagem à equipa quebra de barreiras arquitectónicas remadora que “para que caminhemos na direcção duma sociedade de inclusão e não brilhantemente conseguiu o exclusão.” terceiro lugar nos campeonatos mundiais Nova Lei de Bases do Desporto disputados em Milão. Foi uma bonita e justa Na área desportiva, disse o secretário homenagem que entre de Estado, existe uma política inclusiva e revelou que foi já aprovada em outras entidades contou com Conselho de Ministros uma nova Lei a presença do secretário de de Bases do Desporto onde são Estado do Desporto. apontados os caminhos para a prática desportiva para as pessoas portadoras de deficiência e onde se aponta Já os opíparos aperitivos cons- A dedicação dos atletas da selecção portuguesa de remo adaptado foi reconhecida pelo secretário de também a existência de um comité tituídos por rojões, bacalhau frito à Estado do Desporto para-olímpico para preparação dos moda antiga, pão e broa caseira e outras jogos e incentivou os jovens ali especialidades regionais haviam sido “Tive o privilégio de estar em colocações nas pistas. Eram onze para que ocorram correcções , para que presentes para que se preparem nesse degustados, quando o presidente desta qualquer sítio da enorme pista e viver países a participar e, “para surpresa se conquistem aptidões e se integrem sentido. Instituição, Santos Mota que é também a saudável ambiência que daqui nossa, ficámos em quarto lugar o que, as pessoas e se normalize a sua vida. A mesma Lei de Bases estabelece o vice-presidente da Câmara Muni- irradiava.” Ora, por alguns momentos, desde logo, nos fez sonhar e criar Esta aposta será a grande vitória, a obrigatoriedade de todas as infra- cipal, deu as boas vindas aos convi- numa cidade distante, ironizou Santos grandes expectativas.” sustentou João Gouveia, tendo estruturas desportivas terem condi- dados mas, desde logo, acrescentou Mota, dirigindo-se ao Secretário de “No dia seguinte foi a grande realçado que foi a 19 de Agosto último ções que permitam acessibilidades a que as vedetas eram os atletas que Estado, “fui imaginando que daqui a todos, ou seja para que ninguém fique orgulhosamente ostentavam ao peito uns tempos na pista de Montemor que excluído, ou não deixe de praticar as respectivas medalhas de bronze, e também é nossa também estará um dia desporto porque tem de subir escadas, que ali mesmo apresentou: Bruno assim.” e sustentou que as rampas terão de ser Índio, Sónia, Mónica, Marta, (campeão Depois deste recado ao membro uma das primeiras preocupações dos europeu de atletismo em corta mato – do governo”, Santos Mota confessou nossos arquitectos, porque nós não o Henrique, residente em Alencarce de que lá também se sentiu atleta no meio aprovamos nenhuma infraestrutura Baixo (Soure), Isabel Cristina de participantes de 65 países que se sem aqueles requisitos. No entanto, (timoneira), a Carla (chefe de equipa) movimentavam num espaço muito não basta termos boas leis, pois não é e Joaquim Redondo, treinador. Trata- restrito, cerca de 370 embarcações e por decreto que tudo se resolverá se se de um homem que se dedicou ao mais de um milhar de atletas. não conseguirmos alterar as menta- remo desde muito novo, foi selec- “É preciso sentir este ambiente lidades. cionador das camadas jovens e “levou sui generis de raças e culturas e nós, isto com muito rigor e muito empe- com a nossa humilde pequenez lá Um comité nho, que soube apaixonar-se pelo estávamos com empenhamento entre Para-Olímpico adaptado com os quais confessa ser os maiores.” muito mais fácil trabalhar do que com As peripécias foram sendo No final da sessão, aquele membro do os ditos normais”. enumeradas, nomeadamente quando governo esclareceu que já havia Na sentida alocução proferida, a timoneira “teve de ser pesada três Comité Olímpico mas que a nova lei Santos Mota pediu à assistência que vezes.” Após os treinos, o contra- de Bases prevê um Comité Para- momentaneamente com ele se ima- -relógio assumia grande importância Olímpico e caberá às federações que ginasse em Milão: justamente porque daí resultariam as trabalham esta área preparar os atletas A equipa remadora que brilhantemente conseguiu o terceiro lugar nos para alta competição para deficientes campeonatos mundiais disputados em Milão que têm dado exemplos notáveis ao país em querer, esforço e ambição. final com televisões de todo o lado – quando desejámos à selecção nacional “Temos feito um esforço consi- felizmente que não houve qualquer um bom resultado desportivo sendo derável no aumento dos apoios à acidente, se não as nossas também lá que em face do que atrás disse, essa Federação Portuguesa de Desporto estariam!...” vitória já estava conseguida. para Deficientes, mas entendo que por Nesse dia, com natural nervosis- Divagando um pouco pela muito que se apoie ficará sempre algo mo, Santos Mota, juntamente com a história da APPACDM, recordou que a fazer nesse sentido. Este trabalho vai chefe de equipa foram para a bancada com a autonomia desta Institutição e sendo feito por etapas.” tendo em frente um ecrã gigante. “A com todo o respeito que existe pela A uma pergunta de “O Desper- partida foi boa, chegámos aos qui- situação jurídica e directiva anterior, o tar”, sobre o que teria prometido ao Dr. Junta de Freguesia nhentos metros em quarto lugar, enfim concelho de Soure reconhce que era Luís Leal, presidente da edilidade já não seria mau, com a Austrália à uma inevitabilidade a autonomia da montemorense para que ele tivesse nossa frente com um staffe fortíssimo, Instituição, cujo êxito também se ficou ficado mais calmo, aquele membro do Holanda e Estados Unidos . a dever ao trabalho jurídico notável governo revelou que lhe prometeu DE ALFARELOS “Nesta altura, não sei o que a desenvolvido pelo Dr. Oliveira Alves “empenho, trabalho e dedicação e rigor timoneira disse aos atletas, mas demos técnico de carreira da Segurança Social e transparência de processos quanto à um arranque impressionante sentido e então assessor da Câmara Municipal Pista de remo.” O secretário de Estado com grande carga dramática ao de Soure. Na oportunidade, anunciou reconheceu que aquele autarca “tem ultrapassarmos os Estados Unidos e, João Gouveia que em próxima reunião sido um homem totalmente empe- Saúda os participantes se houvesse mais cem metros de pista teríamos apanhado a Holanda!... Foi de Câmara irá ser proposta a atribuição da Medalha de Mérito Desportivo a nhado. Aliás, a primeira conversa que tive e visitantes da Festa de S. Mateus, por um triz! Traríamos para Portugal a Medalha de Prata”, descrevia radiante todos quantos se notabilizaram no de- senvovlimento desportivo e divulga- com ele - para usar uma linguagem que todos entendem – quando ele estava e aguarda a sua visita Santos Mota que não deixou escapar alguma comoção. “Mas foi uma ção do que muito bom se faz no con- celho de Soure. com o menino nos braços, ten-támos criar condições não só na área do enorme emoção, desculpem lá um O Secretário de Estado do Des- ambiente como também na do bocadinho, deixem-me tomar folgo.” porto dirigiu-se em primeiro lugar a desporto em que estiveram envolvidos É que, acrescentou Santos Mota, todos os membros desta “magnífica os ministros das Cidades e Ambiente, “também estou a viver a cerimónia selecção” e manifestou a sua franque- secretaria de Estado do Turismo , sem oficial do pódio, com o içar da za ao referir que é aqui nesta casa e esquecer o Presidente da República que Bandeira Nacional e sentir um grande nestas instalações que se sente bem. também esteve naquela pista”. Assim, em articulação com todas as entidades IMOBILIÁRIA PATROCÍNlO TAVARES, S. A. orgulho de ser português e de Soure, entre os melhores do mundo.” “Vale a pena viver esta festa e vou ficar grato ao presidente da Câmara de envolvidas, talvez possa o Dr. Luís Leal – CONSTRUÇÃO CIVIL Em nome da Câmara Municipal, Soure por se ter lembrado de me dormir descansado e possa ainda – COMPRA, VENDA DE PROPRIEDADES o presidente João Gouveia, felicitou a convidar e salientou a im-portância do embelezar mais aquela pista que tem APPACDM por ter optado por este feito desportivo his-tórico alcançado condições extraordinárias para a Rua da Sofia, 175 C 3000 COIMBRA Tels . 239 854 730 Fax 239 854 735 desporto enquanto processo de mas significou também o reconheci- prática de desportos de remo e ca- reabilitação dos ditos inadaptados mento do esforço que neste concelho noagem. 19/09/03
  • 9. soure 9 participar noutras exposições fora do Paixão pelo artesanato nasceu aos 70 anos concelho. “Gostava que houvesse mais convites de outros sítios para que pudesse mostrar o meu artesanato Hermínio Gonçalves quer criar o seu próprio museu noutras localidades. Gostava de ver o dos outros e de mostrar o meu, porque é assim que se melhora”, defende. deira mas também alguns em pedra. A paixão que tem pelo artesanato Muitos dos nossos idosos Desde os carros de bois, aos bustos, funciona também, como defende, deparam-se diariamente com passando pelas armas, pelos utensílios como uma terapia para qualquer o problema de não terem agrícolas, pelos instrumentos musicais doença. “Eu nunca tenho tempos e pelos mais diversos e inimagináveis mortos. Tenho um repouso para a nada com que se ocupar. artigos, Hermínio Gonçalves da Cruz velhice, gosto de trabalhar e não tenho Depois de uma vida muito já fez de tudo, surpreendendo-se mui- tempo para pensar em médicos ou em activa, muitos são aqueles tas vezes a si próprio, pela “paciência, doenças. Se estiver sentado numa que, atingindo a idade da muita paciência” que tem que ter. cadeira sem fazer nada a doença arriba “Este trabalho exige muita muito mais depressa, enquanto que se reforma, se deparam com a dedicação e concentração. Muita, estou a trabalhar só sinto prazer, não solidão e que não se muita paciência... Demora-se mais penso em mais nada”. conseguem adaptar à nova tempo a fazer uma peça do que a chegar Apesar de ter as peças expostas a França”, sublinha. Como a paciência em casa, Hermínio Gonçalves da Cruz forma de vida. Hermínio nem sempre é a mesma e como as coisas tem um espaço, um atelier rústico, perto Gonçalves da Cruz é uma nem sempre correm como esperamos, de casa e bastante sossegado, onde excepção, já que aos 76 anos Hermínio Gonçalves da Cruz tem passa horas a fio a trabalhar. Para que sempre “várias peças em andamento”. não se esqueça do mundo que o rodeia de idade continua com um Assim, quando “não estiver inspirado, e deixe a hora do almoço passar, dinamismo ímpar. O gosto quando surgir um dia daqueles em que arranjou uma sineta que faz a ligação pelo artesanato, um amor uma peça não avança, posso sempre da casa com o atelier e assim, sem sair que cultivou desde cedo mas dedicar-me a outra”. de casa, a esposa puxa o fio, faz soar a Este artesão de Soure assume que sineta e dá o sinal da hora do almoço. que não conseguiu alimentar trabalha principalmente por “gozo Tudo pensado ao pormenor já que, enquanto jovem, esteve próprio, para mostrar às pessoas, para como se vê em tudo o que faz, sempre presente na sua vida oferecer a alguém e para deixar à imaginação é o que não falta a este família”. Para si a vertente comercial artesão de Samuel. e, actualmente, é a sua não é muito importante e lamenta “grande paixão”. mesmo que muitas pessoas não saibam dar o verdadeiro valor às suas peças. Zilda Monteiro “Isto não é a loja dos 300 como Artesanato algumas pessoas julgam. Cada peça Os trabalhos artesanais, principal- mente os de madeira, sempre entu- destas representa muitas horas de trabalho e as pessoas não podem e poesia siasmaram Hermínio Gonçalves da esquecer que é tudo feito manual- Apesar do artesanato ser a sua Cruz. Mas, apesar do “bichinho” que mente”, realça. “grande paixão”, Hermínio Gon- sentia, Hermínio Gonçalves da Cruz çalves da Cruz também se dedica à não pôde alimentar esta paixão e, Aprender e ensinar poesia. Nas suas exposições ainda jovem, acabou por emigrar para é o seu maior desejo também costuma apresentar alguns Hermínio Gonçalves da Cruz exibe, orgulhosamente, apenas algumas das poemas, quadras simples que di- França, onde desempenhou as mais peças que estão expostas no seu “pequeno museu” Apesar de já ter perdido a conta às variadas actividades. O gosto pelo peças que fez, este artesão assume que, zem muito sobre si. Aqui ficam artesanato nunca morreu, assim como sonhado. Começou assim a dedicar-se aos 76 anos, o seu maior desejo é apenas dois dos seus versos: peças, fui agarrando ainda uma maior a esperança de um dia passar de um ao artesanato, principalmente aos paixão pelo trabalho, o gosto foi “aprender e ensinar”, poder divulgar o mero apreciador para autor de peças trabalhos em madeira, fazendo nascer seu trabalho e apreciar o dos outros Sou simples analfabeto crescendo e fui-me apercebendo que A escola ainda frequentei tão elaboradas como as que analisava. nas suas mãos algumas das mais belas as pessoas gostavam do que fazia. O artesãos. Participar na Fatacis (que este Depois de uma vida de trabalho, peças que ainda hoje, seis anos depois ano não se realiza devido às obras que Mas os castigos eram tantos número de peças continua a crescer e Que nunca mais lá voltei. Hermínio Gonçalves da Cruz regres- de ter começado, continuam expostos quero criar o meu próprio museu”, estão a decorrer no espaço da feira) dá- sou a Samuel, no concelho de Soure, e em sua casa, no seu “pequeno museu”, explica. lhe esse enriquecimento pessoal, abre- aos 70 anos deixou-se enamorar pela como gosta de lhe chamar. lhe novas possibilidades de trocar Todo este meu trabalho No seu “pequeno museu”, onde Desta minha exposição actividade com que sempre tinha “Depois de fazer as primeiras conta já com um espólio de mais de experiências com outros artesãos e de divulgar o seu trabalho. Foi dom que Deus me deu 250 peças (não contando com as Fossem a minha casa vendidas), exibe, com orgulho, os mais Hermínio Gonçalves da Cruz assume também que gostava muito de Era como ver um museu. diversos trabalhos, a maioria em ma- CENTRO DE ASSISTÊNCIA PAROQUIAL DE GRANJA DO ULMEIRO Instituição Particular de Solidariedade Social Rua da Liberdade n.° 34 É neste atelier rústico que Hermínio Gonçalves da Cruz dá azo à sua imaginação e dedica longas horas ao seu trabalho 3130-080 GRANJA DO ULMEIRO Telef. 239 640 450 - Fax 239 640 459 Junta de Freguesia VA L Ê N C I A S ÁREA DA INFÂNCIA DE VILA NOVA CRECHE: dos 3 meses aos 3 anos JARDIM DE INFÂNCIA (Pré-Primária): dos 3 aos 6 anos A. T. L. - Actividade Tempos Livres DE ANÇOS Horário de funcionamento das 7.30 às 18.30 TERCEIRA IDADE APOIO DOMICILIÁRIO - Higiene pessoal, Habitacional, roupas e alimentação Todos os dias das 8.30 às 18.30 CENTRO DE DIA - Segunda a Sexta das 10 às 17 Saúda todos os munícipes LAR - Serviço permanente e visitantes da Festa de S. Mateus Cursos de Formação no Âmbito do Fundo Social Europeu - POEFDS 19/09/03
  • 10. soure 10 No quartel de Soure encontram- Lema “Vida por Vida” desperta jovens -se diariamente, no horário normal de trabalho, bombeiros voluntários em regime de permanência e à noite Bombeiros Voluntários de Soure apostam na prevenção o piquet é assegurado, de Outubro a Junho por voluntários (dois mo- toristas e dois tripulantes na sede e florestais no concelho, Soure pode um motorista, um tripulante e um Num ano em que o país foi considerar-se um município de sorte. telefonista na secção da Granja do Isto porque, num ano em que Por- Ulmeiro). No restante período estão devastado pelas chamas, o definidos três grupos de primeira tugal esteve em chamas, o concelho concelho de Soure pode deparou-se apenas com um incêndio intervenção, 10 homens na sede, 24 considerar-se bafejado pela com proporções preocupantes. De sobre 24 horas, e cinco na secção da acordo com o Comandante dos Granja do Ulmeiro. sorte. Apesar de alguns Bombeiros Voluntários do Concelho Neste momento, a Protecção pequenos incêndios sem de Soure, Carlos Luís Tavares, Civil Municipal funciona em pleno grande gravidade, durante apenas o incêndio que deflagrou na e, como sublinha o Comandante, Granja do Ulmeiro, logo no início “existe um bom entendimento entre este Verão o concelho do Verão, causou grandes prejuízos, os Bombeiros e a Câmara, que nos conseguiu escapar ao flagelo tendo mesmo envolvido no comba- têm disponibilizado as suas máqui- e os Bombeiros Voluntários te várias corporações de outros nas, que nos tem permitido proceder concelhos. à abertura e limpeza de caminhos”. de Soure ficaram assim mais Para o Comandante Carlos Luís A existência, no concelho de 12 disponíveis para ajudar a Tavares este “balanço positivo” pontos de água artificiais, fora os destes meses quentes resulta fun- naturais, também tem ajudado o combater as chamas noutros trabalho dos bombeiros. damentalmente da forte aposta na concelhos do país. vigilância/prevenção. “Não pode- mos negar que o factor sorte nos Os Bombeiros de Soure têm um corpo activo de 116 homens e mulheres Crise financeira Zilda Monteiro ajudou, mas também deve ser dito afecta bombeiros que temos apostado muito na reforçámos a vigilância, nas horas de “não deviam existir na época de Apesar da corporação de Soure estar Apesar de, desde o início do ano, já prevenção. Tentamos extinguir os maior risco colocámos viaturas no maior risco”. Em relação às quei- bem dotada, depara-se também com se terem registado 78 incêndios incêndios logo à nascença e, para tal, terreno, em pontos estratégicos, o madas, e no que toca ao concelho de alguns problemas de índole finan- que nos ajudou bastante”, explica. Soure, entende que a população está ceiro. Para Manuel Morgado, presi- A presença de viaturas e sensibilizada para o perigo e acaba dente da direcção dos Bombeiros bombeiros no terreno, assim como a por respeitar. “Nós tentamos sensi- Voluntários de Soure, “as dificul- vigilância através das motorizadas bilizar as pessoas para que não dades são antigas e são sempre as da Protecção Civil Municipal con- queimem rigorosamente nada antes mesmas, apesar de estarem agora tribuíram, no seu entender, para a de Outubro, quando as condições agravadas”. diminuição dos riscos, já que a pro- climatéricas forem propícias”, No seu entender, “a crise que se ximidade é o “primeiro passo para explica. instalou no país, o facto de não haver que seja possível evitar que o fogo dinheiro e de ninguém pagar a alastre”. “Vida por Vida” ninguém não nos ajudou e envolveu- A aposta na prevenção passou Como é sabido o trabalho dos nos neste turbilhão, porque presta- também por uma grande campanha bombeiros não se restringe ao mos serviços a hospitais e a centros de sensibilização junto da popula- combate a incêndios. Na área da de saúde e se os pagamentos atrasam ção. O Comandante Carlos Luís saúde, os Bombeiros Voluntários de a nossa vida complica-se”. Tavares destaca, nesse sentido, o Soure têm diariamente cerca de 30 Manuel Morgado sublinha, no papel da rádio e jornal do concelho, serviços marcados, entre consultas, entanto, que os Bombeiros Voluntá- meios que “ajudaram a divulgar as tratamentos e emergências. rios de Soure “não têm sofrido muito acções de prevenção e que funcio- Com um corpo activo de 116 com esta crise porque a Câmara tem naram como voz de alerta”. homens e mulheres (66 homens e 10 mantido o mesmo dispositivo de Sensibilizar as pessoas para que mulheres na sede em Soure e 29 apoio que já mantinha e este apertar A aposta na prevenção é uma das grandes prioridades do comandante não façam lume, para que ao mínimo homens e 11 mulheres na secção da de cinto não se faz sentir”. O pre- e do presidente da corporação de Soure sinal de fumo alertem os bombeiros, Granja do Ulmeiro), esta corporação sidente da direcção destaca a relação para que limpem as matas e não pode orgulhar-se de ter “um corpo “estreita que a autarquia e os deixem o mato aproximar-se das activo excelente, muito jovem, com bombeiros mantém” e lembra que as habitações são alguns dos conselhos grande agressividade, com grande despesas são muitas. “Gastamos por que os Bombeiros Voluntários de empenhamento e, acima de tudo, mês uma média de três a quatro mil Soure continuam a divulgar. disciplinado”. Apesar de assumir que euros na gestão e funcionamento O Comandante Carlos Luís “o número de homens é suficiente”, global dos bombeiros”, sublinha. Tavares apela também à colaboração o Comandante Carlos Luís Tavares Para suportar estas despesas, a da população para que, ao mínimo lança um apelo para que os “mais e corporação conta com o apoio de sinal, dê o alerta e não espere pela menos jovens se dediquem a esta diversas entidades particulares e de confirmação. “Nós preferimos errar causa e se associem ao lema da sócios beneméritos. Para Manuel por excesso do que por defeito de corporação ‘Vida por Vida’”. Só este Morgado, “o aspecto que está a falhar meios. Ao mínimo sinal fazemos sair ano ingressaram na corporação mais é o do Serviço Nacional de Bom- imediatamente viaturas para o 22 jovens que, em Janeiro, iniciaram beiros, porque quando chegam os local”, sublinha. a sua formação. meses de Verão, quando precisamos Uma intervenção rápida per- A nível de equipamento, o de maiores apoios, estes chegam mite resolver muitas das situações Comandante entende que a cor- muito tarde e as nossas dificuldades rapidamente, apesar de nem sempre poração está bem dotada, já que são enormes”. “Nós temos que estar as condições climatéricas e as dispõe de 24 viaturas para combate sempre na primeira linha, porque a condições dos terrenos facilitarem o a incêndios, 17 para a área da saúde qualidade dos nossos meios depende trabalho dos bombeiros. e duas para desencarceramento. de nós. Temos que manter-nos de O lançamento de foguetes e as Gostaria, no entanto, de poder contar mãos dadas para podermos melhorar tradicionais queimadas também não com mais duas viaturas, uma e assegurar os salários do corpo de são aconselhadas nesta altura do vocacionada para incêndios urbanos voluntários que trabalha em regime ano. O Comandante Carlos Luís e mais uma ambulância, para a de permanência no quartel”, su- Tavares defende que os foguetes secção da Granja do Ulmeiro. blinha. classificados sociedade TERMOACUMULADORES – Reparações Espírito Santo das Touregas - Telef. 239981644 COIMBRAPNEUS - Comércio de Pneus, FAZEM ANOS: ao domicílio, garantia 1 ano; António R. San- - Coimbra Lda. - Pneus de todas as Marcas. Vasta tos. Tel. 239 439 474 - José Cortez - Tel. 239 variedade de Jantes Especiais. Alinha- HOJE: António Teixeira da Silva; Isabel Maria Fernandes Ramos 491 896. TASCA DO QUIM - Quim dos Ossos – Pra- mentos de Direcção. Equilibrio de Rodas Sousa; Porfírio Fernandes Simões. tos regionais - Rua António Vasconcelos, 3 e por Sistema Computorizado. Av. Elisyo HIPERPEÇAS, Variada gama de peças e 5 - Tel. 239 823 146 - Coimbra. de Moura, 381. Tel. 2 3 9 703 784 - AMANHÃ: Dr.ª Maria Helena da Silva Matos; Carlos Alexandre acessórios de automóveis: Óleos - Filtros - Coimbra Pinto Cruz. Estação de Serviço. Rua António José de LAVAGEM DE ESTOFOS em viaturas au- Almeida 253, Telefone 239 483 657. tomóveis e todos os serviços de lavagens au- SEGUNDA: Idalina de Jesus Ventura Barreira; Dr.ª Maria Helena Restaurante “O CRUZEIRO DA SER- tomóveis e pneus. HIPERPEÇAS, R. Ant. RA” Almoços, Jantares, Casamen- Mota Pinto Cerqueira de Almeida; Carel Verlegh. ESTORES ARLINDO-Vende Estores, boa José de Almeida, 253. Tel. 239 483 657 - tos, Baptizados e Banquetes. Tef. qualidade. Repara todo o tipo de estores. Coimbra TERÇA: Ana Paula e Maria João de Jesus Silva: José Alves dos 239 911 981 - 239 911 217, Degracias - Reis. Soure. D E N T É C N I C A , L DA. POCINHO & FILHOS, LDA. – Instala- ções e Reparações Eléctricas, Águas e A M B U L Â N C I A S LABORATÓRIO E CONSULTÓRlO DENTÁRIO PRÓTESE Aquecimento Central - R. Brigadeiro Cor- MÓVEL, PRÓTESE FIXA E ORTODÔNCIA reia Cardoso, 439 - Tel. 239 715 034 SERVIÇO PERMANENTE Acordos com a ADSE, EDP, e RDP CASA DA LUIZA - ANTIGUIDADES - André Dinis, Lda. COMPRA E VENDA – AVALIAÇÃO DE *** PARTILHAS – Rua Combatentes da G. R. 6 de Outubro, 75-Dt.º R. Ferreira Borges, 7-2.º • Telef. 239 826 991 • 3000 COIMBRA Guerra, 155 - Telef. 239 402 740 - Coim- Tel. 239 701 013 • Telem. 96605720 COIMBRA bra 19/09/03
  • 11. televisão 11 sexta feira sábado domingo segunda feira terça feira 06.55 Boletim Agrário 07.00 A Floresta Mágica 06.55 Boletim das Pescas 06.55 Boletim Agrário 06.55 Boletim Agrário 07.00 Bom Dia Portugal 11.00 O Elo Mais Fraco 07.00 A Floresta Mágica 07.00 Bom Dia Portugal 07.00 Bom Dia Portugal 10.00 Praça da Alegria 12.00 Descobrir Portugal 09.30 Jardim da Celeste 10.00 Praça da Alegria 10.00 Praça da Alegria 13.00 Jornal da Tarde 13.00 Jornal da Tarde 10.00 Eucaristia Dominical 13.00 Jornal da Tarde 13.00 Jornal da Tarde 14.00 Lusitana Paixão 14.00 Top + 11.00 A Alma e a Gente 14.00 Lusitana Paixão 14.00 Lusitana Paixão 14.30 Portugal no Coração 15.00 Smallville 11.30 Bombordo 14.30 Portugal no Coração 14.30 Portugal no Coração 18.00 SMS - Ser Mais Sabedor 17.00 RTP Cinema: 12.30 Loja do Consumidor 18.00 SMS - Ser Mais Sabedor 18.00 SMS - Ser Mais Sabedor 18.30 Regiões “Hora de Ponta” 13.00 Jornal da Tarde 18.30 Regiões 18.30 Regiões 19.15 O Preço Certo em Euros 19.00 Camilo, o Pendura 19.15 O Preço Certo em Euros 14.00 Swallville 19.15 O Preço Certo em Euros 20.00 Telejornal 19.30 As Lições do Tonecas 15.00 Domingo é Domingo 20.00 Telejornal 20.00 Telejornal 21.00 Contra-Informação 20.00 Telejornal 21.05 As Lições do Tonecas 21.00 Futebol: 19.00 Domingo Desportivo 21.05 Passo a Palavra 21.00 Odisseia da Espécie 21.30 Passo a Palavra Moreirense - Sporting 20.00 Telejornal 22.30 Prós e Contras 21.30 Contra-Informação 22.30 Noite de Cinema: 23.00 Sorte ao Sábado 21.15 Contra-Informação 01.00 O Conde d’Abranhos 21.35 RTP Cinema: “Operação Swordfish” 23.15 Mega Preço Certo em Euros 22.30 RTP Cinema: 01.45 RTP Cinema: “O Fabuloso Destino de Amélie” 00.15 A Febre do Ouro Negro 00.15 RTP Cinema: “À Espera de um Milagre” “As Raparigas de Jersey” 00.00 O Conde d’Abranhos 01.15 RTP Cinema: “O Cão Branco” 02.00 RTP Cinema: Filme a designar 03.55 Televendas 00.45 RTP Cinema: “Triângulo Mortal” 02.00 Magazine da Liga dos Campeões 03.55 Televendas “O Testemunho de Taliesin Jones” 04.00 Televendas 02.30 01.00 RTP Cinema: Filme a designar 03.55 Televendas 03.55 Televendas 07.00 RTP Crianças 08.00 Repórter RTP 7 Dias 09.00 Caminhos 07.00 RTP Crianças 07.00 RTP Crianças 10.00 Euronews 09.00 Euronews 09.30 Novos Horizontes 10.00 Euronews 10.00 Euronews 13.00 RTP Crianças 12.00 Iniciativa 10.00 70x7 13.00 RTP Crianças 13.00 RTP Crianças 14.00 Euronews 14.00 Parlamento 10.30 Fish People Go Piranhas 14.00 Euronews 14.00 Euronews 15.00 Informação Gestual 18.00 Desporto 2 11.30 Vida por Vida 15.00 Informação Gestual 15.00 Informação Gestual 16.00 Euronews 19.00 A Alma e a Gente 12.00 2010 16.00 Euronews 16.00 Euronews 18.00 A Fé dos Homens 19.30 Bombordo 13.00 Sobreviver à Natureza 18.00 A Fé dos Homens 18.00 A Fé dos Homens 18.30 Gente da Cidade 2002 20.00 Nostalgia: Big Band Show 14.00 Desporto 2 18.30 Veterinário de Emergência 18.30 Hora Viva 19.00 2010 18.30 História da Música Popular 19.00 Aliados em Guerra 19.00 Mundos Perdidos 20.30 Os Simpsons 20.00 RTP Crianças 19.30 Onda Curta: “Recordação de Buenos 20.00 RTP Crianças 20.00 RTP Crianças 20.30 As Três Irmãs 21.00 Por Outro Lado Aires”; “O Mergulhador” 20.30 As Três Irmãs 20.30 As Três Irmãs 21.00 Casei com uma Feiticeira 22.00 Jornal 2 20.00 Doc’s: Mais Alma 21.00 Casei com uma Feiticeira 21.00 Casei com uma Feiticeira 21.30 Lugar da História: 23.00 O Lugar da História: 21.00 Artes e Letras: 21.30 Planeta Azul 21.30 Planeta Azul “Gente do Rio, Memória do Mar” “A Terra dos Budas Dourados” “Great Writers: Giuseppi di Lampeduza” 22.00 Jornal 2 22.00 Jornal 2 22.00 Jornal 2 00.00 Gente Famosa 22.00 Jornal 2 23.00 Philly 23.00 Na Terra da Abundância 23.00 Sinais do Tempo 00.30 French & Saunders Xmas 2000 23.00 Limites do Terror 00.00 5 Noites, 5 Filmes: 00.00 5 Noites, 5 Filmes: 00.00 5 Noites, 5 Filmes: 01.15 Noites Curtas do Onda Curta: 00.00 Poltergeist: O Legado “Mona Lisa” “O Rei Está Vivo” “A Luz Esquecida” “Requiem para um Narciso”; “4X4” 01.00 Artes de Palco: “Putting it Together” 01.45 Televendas 01.45 Televendas 01.45 Televendas 02.15 Televendas 02.15 Televendas 06.45 Iô-Iô 06.45 Totil Total 06.45 Totil Total 06.45 Iô-Iô 06.45 Iô-Iô 09.15 A Minha Família é uma Animação 09.00 Disney Kids 09.00 Disney Kids 09.15 A Minha Família é uma Animação 09.15 A Minha Família é uma Animação 10.00 SIC 10 Horas 10.00 Fun Totil 10.00 Fun Totil 10.00 SIC 10 Horas 10.00 SIC 10 Horas 13.00 Primeiro Jornal 12.00 O Nosso Mundo: “Wildest Austrália” 10.45 Uma Aventura no Inverno 13.00 Primeiro Jornal 13.00 Primeiro Jornal 14.00 Às Duas por Três 13.00 Primeiro Jornal 11.30 O Sítio do Pica-Pau Amarelo 14.00 Programa a Designar 14.00 Às Duas por Três 16.45 Malhação 14.00 Êxtase 12.00 BBC Vida Selvagem 17.00 Malhação 16.45 Malhação 17.30 As Filhas da Mãe 14.45 Rex, O Cão Polícia 13.00 Primeiro Jornal 17.45 As Filhas da Mãe 17.30 As Filhas da Mãe 18.30 New Wave 15.30 A Vingadora 14.00 Cinema Palace: 19.00 Agora é que são Elas 18.30 New Wave 18.30 New Wave 16.30 Sessão Especial: “Que bem que se está no Campo” 20.00 Jornal da Noite “Barafunda no Acampamento” 16.00 Primeiro Balcão: 19.00 Agora é que são Elas 19.00 Agora é que são Elas 21.15 Ídolos 18.15 Sessão Aventura: “Um Encontro a Três” 20.00 Jornal da Noite 20.00 Jornal da Noite 22.15 Mulheres Apaixonadas “Rocketman, O Astro Nabo” 18.00 Chiado Terrasse: 21.15 Os Malucos do Riso 21.15 Os Malucos do Riso 23.15 Kubanacan 20.00 Jornal da Noite “Fuga das Galinhas” 21.45 Mulheres Apaixonadas 21.45 Mulheres Apaixonadas 00.15 Grande Filme: 21.00 Os Malucos do Riso 20.00 Jornal da Noite 22.45 Kubanacan 22.45 Kubanacan “Espírito do Sol” 21.45 A Loja do Camilo 21.00 Ídolos 23.45 Levanta-te e Ri 23.45 A Culpa é do Macaco 02.15 O Sexo e a Cidade 22.45 Mulheres Apaixonadas 22.00 Herman SIC 01.45 Capitão Roby 01.15 Fura Vidas 02.45 Cuidado com as Aparências 23.45 Levanta-te e Ri 00.45 Maiores de 17: “Baise-Moi” 02.45 Buffy, a Caçadora de Vampiros 02.15 O Sexo e a Cidade 03.30 Sai de Baixo 01.45 O Sono da Verdade 02.30 Horizonte 03.15 Os Recordes do Guiness 03.45 South Park 03.30 Sai de Baixo 07.30 Animações 07.30 Batatoon 07.30 Batatoon 07.30 Animações 07.30 Animações 09.00 Ligar Para Ganhar 11.00 Um Cãozinho Chamado Eddie 10.00 Um Cãozinho Chamado Eddie 09.00 Ligar Para Ganhar 09.00 Ligar Para Ganhar 10.00 Olá Portugal 12.00 Lux 11.00 Missa 10.00 Olá Portugal 10.00 Olá Portugal 13.00 TVI Jornal 13.00 TVI Jornal 12.30 Oitavo Dia 13.00 TVI Jornal 13.00 TVI Jornal 14.00 A Vida é Bela 13.30 Contra-Ataque 13.00 TVI Jornal 14.00 A Vida é Bela 14.00 A Vida é Bela 16.45 Bons Vizinhos 14.00 Filme a designar 13.30 Big Brother IV Extra 16.45 Bons Vizinhos 16.15 Bons Vizinhos 17.00 Big Brother IV Extra 16.00 Filme a designar 14.00 Filme: “Os Predadores” 17.00 Big Brother IV Extra 16.45 Big Brother IV Extra 17.30 Quem Quer Ganha 18.00 Filme a designar 15.45 Filme: 17.30 Quem Quer Ganha 17.00 Quem Quer Ganha 18.30 Big Brother IV Compacto 20.00 Jornal Nacional “Intriga ao Amanhecer” 18.30 Big Brother IV Compacto 18.00 Big Brother Compacto 19.00 Morangos com Açúcar 21.30 Ana e os Sete 18.00 Filme: 19.00 Morangos Com Açúcar 19.00 Morangos Com Açúcar 20.00 Jornal Nacional 23.00 Coração Malandro “A Fuga das Galinhas” 20.00 Jornal Nacional 20.00 Jornal Nacional 21.30 Big Brother IV Compacto 23.45 Vidas Reais 20.00 Jornal Nacional 21.45 Saber Amar 01.15 Filme: 21.15 Ana e os Sete 21.30 Big Brother IV Compacto 21.15 O Teu Olhar 22.45 O Teu Olhar “A Viagem dos Condenados” 22.15 Saber Amar 22.00 Saber Amar 22.00 Big Brother IV Gala 23.45 Vidas Reais 03.15 Animais do Mundo 23.00 Big Brother IV 22.45 O Teu Olhar 01.30 Causa Justa 01.15 Filme: 04.15 O Rei do Bairro 00.15 Filme: 00.00 Coração Malandro 02.30 A Hora da Gi “Um Fim de Semana Escaldante” “Romeu deve Morrer” 00.30 Filme: 03.30 O Rei do Bairro 03.15 O Rei do Bairro 02.15 Filme: “Thelma e Louise” 04.00 TVI Negócios 03.30 TVI Negócios “Os Filhos da Separação” 02.45 O Rei do Bairro 04.15 Primeira Vaga 03.45 Primeira Vaga 04.00 Primeira Vaga 04.00 TVI Negócios 04.15 Primeira Vaga ODISSEIA HOLLYWOOD ODISSEIA HOLLYWOOD GNT 17.00 Lidar Com o Demónio 19.00 A Sedutora 20.00 Odisseia Cósmica 15.00 Ulzana, O Perseguido 20.00 Vale Tudo HOLLYWOOD GNT HOLLYWOOD GNT HOLLYWOOD 21.00 Causa Justa 22.00 Carandiru.doc 23.00 Noites Escaldantes 22.00 Viva o Gordo 21.00 Michael 19/09/03
  • 12. última página Música, desporto e cultura animam festas até terça feira Hoje: 16H30 - Abertura da Feira da Madeira; 17H00 - Arruada com a Banda do Cercal; 18H00 - Sessão Solene de Inauguração das Festas de S. Mateus no Salão Nobre da Câmara Municipal. Atribuição de Prémios aos Alunos do Ensino Secundário; 18H30 - Inauguração da Exposição de Pintura “Tendências” de Fernando Couceiro e Maria Rascão, no Museu Municipal; 21H30 - Noite de Soure/Café à Moda Antiga (Org. Associação de D. P. C. N. de Soure). Animação Musical com o Grupo de Folclore de Melriçal; 22H30 - Espectáculo com EX-LOVER’S SEX, BALBÚRDIA e RED APPLE, no palco 1. Amanhã: 08H30 - Abertura da Feira das Nozes, na Rua do Cais. Abertura da Feira das Cebolas, na Praça Miguel Bombarda; 09H00 - Concurso de Pesca Juvenil (Colaboração do Clube Pesca D. Soure); 10H00 - 2.º Torneio Concelhio de Street Basket; 10H30 - Arruada /Grupo Musical Gesteirense; 15H00 - Arruada/Banda de Soure; 20H00 - Super Cross, na Pista da Quinta das Nogueiras; 23H00 - Concerto com TORANJA e PORQUINHOS DA ILDA, no palco 1; 00H00 - Fogo de Artifício, junto à Represa; 01H00 - Animação com ROCK LUSO, no palco 3. Domingo: 08H00 - 1.º Passeio de Cicloturismo do Concelho de Soure; 10H00 - Desporto e Aventura - Canoagem, BTT, Slide (Col. da Ass. Desenvolvimento de Soure), na zona dos Bacelos; 10H30 - Arruada/Sociedade Filarmónica R. e B. de Vila Nova de Anços e Filarmónica 15 de Agosto Alfarelense; 15H00 - Encontro de Folclore Concelhio com os grupos participantes: Rancho Folclórico do Cercal; Grupo Etnográfico de Samuel; Grupo de Pauliteiros de Vila Nova de Anços; Rancho Folclórico da Freguesia da Vinha da Rainha; Rancho Folclórico da Asso. C. R. de Pouca Pena; Rancho Folclórico da Freguesia do Tapeus; Rancho Folclórico da Ribeira da Mata; Rancho Folclórico da Santa Casa da M. de Soure; Grupo Folclórico Etnográfico do Cimeiro; Grupo Folclórico e i... já aqu Etnográfico de Alfarelos; Rancho Folclórico do Centro Social do Sobral; , fique Rancho Folclórico Papoilas da Serra - Degracias; Rancho Típico de Paleão, no palco 2; 17H00 - Futebol (Campeonato Nacional da 3.ª Div.): Sourense – ais longe que é Fazendense; 17H30 - Animação com Grupo Musical, no palco 3; 22H30 - er ir m tudo o i!!! Se qu s em s samo ante para Espectáculo com ANJOS, no palco 1. e pen por t Porqu ente im Segunda Feira: 11H00 – 4.º Torneio de Remo adaptado da APPACDM de Soure, na Praça da República; 22H00 – Espectáculo com SANTA MARIA, no palco 1. Terça Feira: 15H00 – Missa em honra de S. Mateus; 16H00 – Pic-Nic Popular, no realm Parque das Merendas de S. Mateus; 20H00 – Baile Popular, palco 3.