• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
O Despertar – 8239 – 17.09.2003
 

O Despertar – 8239 – 17.09.2003

on

  • 4,230 views

Versão integral da edição n.º 8239 do bi-semanário “O Despertar”, que se publica em Coimbra. Ao tempo dirigido por Artur Almeida e Sousa. Jornal fundado em 1917. 17.09.2003. ...

Versão integral da edição n.º 8239 do bi-semanário “O Despertar”, que se publica em Coimbra. Ao tempo dirigido por Artur Almeida e Sousa. Jornal fundado em 1917. 17.09.2003.

Para além de poderem ser úteis para o público em geral, estes documentos destinam-se a apoio dos alunos que frequentam as unidades curriculares de “Arte e Técnicas de Titular”, “Laboratório de Imprensa I” e “Laboratório de Imprensa II”, leccionadas por Dinis Manuel Alves no Instituto Superior Miguel Torga (www.ismt.pt).

Para saber mais sobre a arte e as técnicas de titular na imprensa, assim como sobre a “Intertextualidade”, visite http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm (necessita de ter instalado o Java Runtime Environment), e www.youtube.com/discover747

Visite outros sítios de Dinis Manuel Alves em www.mediatico.com.pt , www.slideshare.net/dmpa,
www.youtube.com/mediapolisxxi, www.youtube.com/fotographarte, www.youtube.com/tiremmedestefilme, www.youtube.com/discover747 ,
http://www.youtube.com/camarafixa, , http://videos.sapo.pt/lapisazul/playview/2 e em www.mogulus.com/otalcanal
Ainda: http://www.mediatico.com.pt/diasdecoimbra/ , http://www.mediatico.com.pt/redor/ ,
http://www.mediatico.com.pt/fe/ , http://www.mediatico.com.pt/fitas/ , http://www.mediatico.com.pt/redor2/, http://www.mediatico.com.pt/foto/yr2.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/foto/index.htm , http://www.mediatico.com.pt/luanda/ ,
http://www.biblioteca2.fcpages.com/nimas/intro.html

Statistics

Views

Total Views
4,230
Views on SlideShare
4,225
Embed Views
5

Actions

Likes
0
Downloads
3
Comments
0

2 Embeds 5

http://www.slideshare.net 4
http://ngbb-st.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    O Despertar – 8239 – 17.09.2003 O Despertar – 8239 – 17.09.2003 Presentation Transcript

    • Hoje Colectiva na Paletro Na Galeria de Arte Paletro, na Rua do Brasil, em Coimbra, está patente ao público, até 31 de Outubro, a Rua Pedro Roxa, 27 a 31 Exposição Colectiva de Aniversário Director: Artur Almeida e Sousa 3000-330 COIMBRA que reúne trabalhos de Ângela FUNDADO EM 1917 Tel. 239 85 27 10/11/12 Pinheiro, Caldeira Martins, Joaquim Fax 239 85 27 19 BI-SEMANÁRIO REPUBLICANO INDEPENDENTE Email: despertar@netc.pt Canotilho, João Mário, Manuel PORTE PAGO Gregório Pereira, Miguel Levy Lima, Noronha da Costa, Tavares da Cruz, Quarta feira • 17 de Setembro de 2003 • Ano 86 • N.º 8239 – 0,50 e Rui Pinheiro, Salvação Barreto e Susan Harrison. Obra de Santa Zita Críticas e novidades no regresso às aulas Na Obra de Santa Zita, na Rua Gil Vicente, em Coimbra, estão abertas as inscrições para o ano lectivo de 2003/2004, que reabre a 13 de Outubro com os cursos de formação familiar: artes decorativas (segunda e terça, das 14.30 às 17.30 horas), bordados e tapeçaria (três turnos – segunda, terça e quarta, das 14.30 às 17.30), corte e confecção (quinta, das 14.30 às 17.30), culinária e nutrição (terça, das 16 às 18) e viola (sábado, das 10.30 às 11.30 e 11.30 às 12.30). Encontros de Alcobaça No Centro de Estudos de Alcobaça da Universidade de Coimbra está a decorrer, até sábado, os Iºs Encontros de Alcobaça/Sociedade da Informação. Estes encontros são dedicados aos “Arquivos Políticos” e pretendem abordar temas como o tratamento e disponibilidade pública, conservação, descrição e classificação de arquivos públicos; tratamento específico de suportes como a fotografia e o filme; recurso às modernas tecnologias da informação; utilização jornalística dos arquivos políticos. “Diversidades” Na Casa Municipal da Cultura, em Arganil, está patente ao público a exposição de pintura “Diversidades III”, da autoria de Florinda Ferreira. Esta mostra pode ser visitada até 2 de Outubro. Exposição de Pintura Na Sala de Exposições Temporárias do Museu Municipal da Lousã Última página encontra-se patente ao público a exposição de pintura de Maria de Fátima Silva. Horas extraordinárias Xutos e Primal Scream Autarca de Poiares Cursos da ACAC Na Associação Cultural e Artística de Coimbra (ACAC) encontram-se provocam greve no concerto acredita que a chanfana abertas as inscrições, até sexta feira, para os cursos intensivos de desenho de médicos no IPO dos Rollings Stones vai unir municípios e pintura, iniciação à música e apoio a línguas estrangeiras e português. Página 4 Página 4 Página 5 Amanhã Artes Mental e Motora Na Escola Secundária Jaime Cortesão, em Coimbra, vai ser inaugurada amanhã a exposição colectiva de artistas portadores de deficiência física ou motora, integrada nas comemorações do Ano Europeu das Pessoas com Deficiência. Intitulada “Artes Mental e Motora”, esta exposição resulta de um parceria entre a ARCIL – Associação para a reabilitação de Cidadãos Inadaptados da Lousã e da Coimbra Capital Nacional da Cultura. Pode ser visitada até 19 de Outubro. “Viagens” Estádio de Coimbra Basquete do Olivais Vai ser inaugurada amanhã, pelas 18 horas, na Galeria de Exposições é o terceiro a ficar pronto promete encestar mais do Instituto Português da Juventude de Viseu, a exposição “À descoberta do concelho de Vouzela”, integrada Página 3 Página 3 no Programa Viagens.
    • opinião 2 crónica ao acaso Novas oportunidades Intercomunicar, escrever, falar para a Terceira Idade “abertura geral” à cultura da fala, do escrever, falar correctamente, levando Manuel Bontempo idioma, nos segredos e mistérios de a missão de ensinar com vocação, com uma das línguas mais velhas do simpatia acrisolada, com dedicação Sílvia Santos mundo. sem limites, na busca de novas Maltrata-se constantemente o nosso Intercomunica-se mal. Escreve-se perspectivas. Actualmente, as sociedades Ociden- idioma. Escreve-se mal. É ver tantos pessimamente. Os erros grosseiros O professor tem de ser muito claro tais confrontam-se com uma popu- bem-pensantes a dar erros de palma- morrem mais que o vento. nas suas ideias, nos conhecimentos lação cada vez mais idosa e em maior tória, em pequenos trechos em A língua portuguesa não é diversificados, nos programas, em que número. A pirâmide que dantes cara- epístolas, em bocados de prosa mal somente o vocábulo, o juntar palavras, todos saibam compreender. cterizava as faixas etárias existentes, alinhavada e, sobretudo, com erros letras, é examinar exercícios, o Não é de admirar este país ser dos com os mais novos e jovens na base, ortográficos. aprofundar os efeitos do raciocínio, o mais atrasados da Europa no ensino, e os idosos no topo, agora tende para A língua portuguesa é alma do ir mais além, descobrir ou procurar os na cultura geral, na gramática e outras um quadro, em que jovens e idosos cionam à maioria dos idodos que já nosso povo. Da nossa identidade. E há meios de se formar juízos, conceitos, ciências do saber. aparecem em números cada vez mais não tem idade para trabalhar e não que defendê-la dos bárbaros, dos de a pessoa se afirmar pela palavra A incultura gramatical, os erros semelhantes. querem estar em casa sem fazer nada, iletrados bem colocados em posições correcta, pela ideia sem teias, de se tremendos ortográficos, acontecem E o que é a Terceira Idade? uma oportunidade para uma melhor chave, ou que se julgam sábios em explicar sem acessos de gaguez… todos os dias, em qualquer parte e até A ideia de que a Terceira Idade integração na sociedade. As várias pitosgas de entendimento. Preservar é defender todo o na voga dos desportistas e outros começa aos 65 anos, por exemplo, é actividades como, teatro, dança e O professor da língua portuguesa “inventário” deste velho idioma, que comparsas na escolha de biografias um erro, talvez por causa da asso- ginástica, pintura e passeios, minis- tem de criar nos alunos uma ética do cresce sempre, se renova, que insere escritas por terceiros, ou nos milhentos ciação à aposentadoria. Assim, a tradas nestas universidades propor- conhecimento dessa alma e mostrar- outros elementos dum vasto mundo autores que surgem por toda a parte, Terceira Idade são todas as pessoas cionam não só uma melhor qualidade lhes, sem desfalecimento, que a falado por mais de trezentos milhões para gaudio da família ou na facili- com 60 anos ou mais. de vida como também reforça laços ciência da sua aprendizagem tem de de pessoas. dade de sujar ainda mais esta língua Desta forma, indo ao encontro de amizade, não os fazendo sentir tão ser extensa, que não basta captar a A palavra tem o efeito de explicar, de Camões! das necessidades desta camada da sós e desnecessários. superficialidade das palavras, os seus de conduzir, e quem escreve tem de O professor moderno, e bem população, cada vez mais exigente, A experiência e a sabedoria significados, as letras, os sons. estruturar correctamente a frase, como preparado e vocacionado, além do lúcida, saudável, e cada vez mais com adquiridas com a idade podem ser O convívio do professor mo- fosse artista na redescoberta das cores conceito pessoal tem de possuir as sede de aprender aparecem as Uni- utilizadas nestas universidades como derno, culto e diligente, com os alunos, de uma pedagogia diferente, viva, regras da língua portuguesa, na apre- versidades para Terceira Idade. auxiliares para os outros e para os é um fazer constante com as coisas e animada. ensão geral do seu conhecimento, Estas, surgiram na década de 70, próprios idosos, ajudando-os a os seres, com o mundo do conhe- Quem descamba para os erros que não pode ficar em comportamen- em França e tinham como princípios construir um futuro melhor. cimento, que abrange o diálogo nas gramaticais devia quase de ser proibido tos estanques ou nas meras forma- básicos proporcionar aos mais velhos O objectivo é conquistar de no- ciências relativas e ligadas à peda- de escrever. E há por aí tantos indígenas lidades burocráticas… tão ao gosto a possibilidade de aprenderem ou vo um lugar importante no seio da gogia, na formação específica do que botam figura na nossa praça no de muitos inseridos em seara alheia. ensinarem a promover o convívio família e da comunidade, que é sua homem, no seu saber, no carácter, nos feroz ataque que fazem ao nosso E curvamos a nossa cabeça aos entre gerações. por direito. sentimentos e nas sensibilidades, idioma. professores de português, os bons, que As Universidades para a Terceira Assim, e a título de curiosidade, desenvolvendo mentalidades abertas E só se pode defender a língua são muitos que lembram os professores Idade consistem num conjunto de está provado que os indivíduos que e curiosas, que aprendam em profun- portuguesa, da ignorância snob e da nossa geração, onde o “português”, espaços que oferecem um ambiente estão sempre em busca do saber, e de didade o abc caminho para uma pedante de tantos figurões, a arte de era a base de todo o saber. social que motive as pessoas da estudar coisas novas são aqueles que Terceira Idade e actividades que as melhor lidam com o processo de possam beneficiar, ao mesmo tempo envelhecimento. que contribuem para a valorização do As Universidades da Terceira Postal de Castanheira de Pêra património cultural das comunidades a que pertencem. Em Portugal o primeiro esta- Idade funcionam todas fora do sistema escolar, mantendo-se fiéis aos princípios básicos da aprendizagem belecimento de ensino para a Terceira informal, não emitindo assim, certi- gerações! Idade, criado em 1976, foi a Uni- ficados ou grau académico dos Cristina Henriques* sua herança e foi sua última vontade versidade Internacional para a Ter- a instituição da Fundação Bissaya- Gostei do Boletim Municipal, cursos ministrados. A maioria tra- ceira Idade. Actualmente já existem balham com professores voluntários, Chegou-nos por correio, como é Barreto, obra que perpetua o seu fez-me sentir feliz e voltar até ao mais de 30 universidades que contam habitual, o Boletim Municipal de nome desde 1958. tempo dos grilos da minha infân- com mais de 5000 alunos, sendo as existindo no entanto algumas que Castanheira de Pêra, n.° 44, V série, Ainda me lembro muito bem de cia... maiores a Universidade de Lisboa da pagam aos professores, mas em de Maio-Junho de 2003. que na vila, as “Senhoras Bissayas” Mais uma vez Castanheira de Terceira Idade e a Universidade do contrapartida têm mensalidades mais É sempre com grande prazer que eram muito poupadas; mas quando Pêra está de parabéns, porque tem um Autodidacta e da Terceira Idade do elevadas. recebemos este Boletim, vindo da eu ia visitá-las, trazia um saco cheio Boletim das Deliberações, da vida Porto, com 630 e 500 alunos res- A diversificação das necessi- terra de nossos avós maternos e para de rebuçados, pois era a “neta de municipal e das figuras importantes pectivamente. Existem ainda várias dades da sociedade contemporânea onde viajámos durante quase trinta Coimbra” da D. Mercedes, do Ou- que engrandecem a minha vila pre- em Lisboa, Santa Maria da Feira e exige o conhecimento e competên- anos; nos Verões da nossa meninice, teiro... velhos e belos tempos esses, ferida! Oeiras. cias específicas. Por isso é necessário corríamos e brincávamos com as em que eram vivas todas essas que- *Escritora Estas universidades propor- acompanhar e satisfazer as neces- nossas primas na primeira “Casa da ridas pessoas! Só a morte arrancará sidades de novas competências, cuja Criança Rainha D. Leonor”, por entre de mim a memória de meus avós aprendizagem passa por uma for- mação qualificada. aqueles magníficos jardins. Castanheira de Pêra é a nossa segunda terra, uma vez que dela maternos, já falecidos! E foi o Bo- letim que me arrancou mais estas letras, que eram bolbos germinando O mega-processo proveio a família materna; e foi um ilustre filho dela, o dr. Bissaya- Barreto, quem foi o nosso médico de dentro de mim... O postal de Castanheira de Pêra está-me radiografado no pensamento dos leitões ainda mexe Móveis GRILO nascimento, na Alta de Coimbra. O e os melhores Verões, vivi-os no Abílio Lopes Rua Marcos Pires actual Colégio de Música já foi Outeiro, contemplando o nascer do Montes Claros maternidade e ainda hoje as suas sol e comendo sopas de broa. Dava Na sequência duma mega-operação aos leitões levada a efeito pelas paredes ostentam belas pinturas de tudo por tudo para lá estar ainda! brigadas da IGAE (Inspecção-Geral das Actividades Económicas) em Telef. 828 842 imagens de temas maternais. Foram esses tempos sadios que me que foram apreendidas 388 carcaças por crime de matança clandestina É um prazer observar as obras ligadas ao nome do dr. Bissaya- deram força para fazer da vida, não uma batalha, mas uma vitória. e um carimbo ilegal, vamos recapitular aos nossa leitores: O delito deu-se por altura da quadra natalícia e o proprietário do VISITE-NOS -Barreto, homem que teve um enor- Que a obra do Prof. Bissaya- matadouro, além de processado por crime de matança clandestina, me poder de realização; faz parte da Barreto perdure e avance por muitas encontra-se processado por agressão à veterinária municipal da Mealhada e, seguidamente, acumulou mais um processo por crime de VENDE-SE, VIVENDA injúrias à IGAE como pessoa colectiva, já que veio a Coimbra acorrentar-se à porta da IGAE com cartazes tidos por injuriosos, sendo na Encosta da Quinta condenado. da Romeira Acontece que, por altura do Carnaval, o Tribunal Judicial da 4 suites; 3 salões; solário; 2 cozinhas, Mealhada foi assaltado, tendo os gatunos levado peças do processo. sendo uma rústica; 7 casas de banho. IMOBILIÁRIA PATROCÍNlO TAVARES, S. A. Ponderados os factos e, isto porque os gatunos desconheciam que os agentes da IGAE ficam com cópias do processo, o Ministério Piscina com telheiro de apoio. Ar Condicionado e Aquecimento Central. – CONSTRUÇÃO CIVIL Público decretou a validade das referidas cópias, como se de originais Jardins c/ sistema de rega automática. – COMPRA, VENDA DE PROPRIEDADES se tratasse, seguindo os autos a sua tramitação normal. Rua da Sofia, 175 C 3000 COIMBRA Assim, nada adiantaram actos extemporâneos porque a justiça Contacto: Tlm. 962 542 078 Tels . 239 854 730 Fax 239 854 735 será devidamente exercida. Tel. 239 963 851 Redacção e Administração: Denominação Social: Oficinas Gráficas: Rua Pedro Roxa, 7-1.º ANTÓNIO DE SOUSA (HERDEIROS), LDA. Rua Pedro Roxa, 27 a 31 Composição, Montagem e Tel. 239 85 27 10/11/12 - Fax 239 852 719 Contrib. N.º 502 137 258 - Cap. Social: 7.481,97 Euros Tel. 239 85 27 10/11/12 Impressão nas Oficinas BI-SEMANÁRIO Gerência: Gráficas de “O Despertar” Jornalistas: Fax 239 85 27 19 (Sai às quartas e sextas feiras) Artur Almeida e Sousa; Lúcia Maria Sousa Correia Tiragem média no mês de Artur Almeida e Sousa - CP n.º TE-628 Julho 24.000 Exemplares Número de Registo 100117 Zilda Monteiro - CP n.º 7937 e José Carlos Antunes Email: despertar@netc.pt 7/09/03
    • coimbra 3 Responsáveis elogiam “novo” Estádio de Coimbra Arnaut elogia “transparência e rigor” de Coimbra O novo Estádio Cidade de das obras. O governo agarrou-se a isso Coimbra foi inaugurado, na e as câmaras e os clubes não tiveram o apoio dos 25 por cento do custo da sexta feira, numa cerimónia obra, mas apenas cerca de 20 por que contou com a presença cento”, sustentou Valentim Loureiro. de responsáveis políticos e “Transparência desportivos, que elogiaram a e rigor” transformação verificada num dos 10 recintos que vão O ministro adjunto do Primeiro- Ministro, José Luís Arnaut, garantiu acolher o Europeu de que “não houve desperdício de Futebol Portugal’2004. dinheiros públicos” na construção do novo Estádio Municipal de Coimbra. Carlos Encarnação, presidente da “Houve transparência e rigor na Câmara Municipal de Coimbra, aplicação desses dinheiros”, salientou entidade responsável pela construção José Luís Arnaut, ao intervir na do novo recinto construído a partir do inauguração da obra. antigo estádio municipal da cidade, O ministro afirmou que o governo manifestou a sua satisfação pela “apoiou de forma clara e inequívoca” conclusão atempada da obra e pela sua o projecto de remodelação do estádio dimensão. do Calhabé, frisando que a obra “É uma sorte muito grande ser “passou por dois executivos” locais presidente da Câmara e inaugurar uma de “cores diferentes” - PS e coligação obra destas. Tudo foi feito dentro dos “Por Coimbra” (PSD-CDS/PP-PPM) -, prazos previstos e o resultado final é mas esta circunstância “nada afectou” de uma grande espectacularidade”, a sua concretização. referiu o autarca durante a cerimónia. Na sua opinião, a presença de Perante o responsável gover- Depois da inauguração do Estádio, o terceiro a ficar concluído para o Europeu, Carlos Encarnação sublinhou a presidentes de várias câmaras muni- namental com a tutela do Desporto, o necessidade de rentabilizar o investimento efectuado cipais do distrito de Coimbra, socia- ministro adjunto do Primeiro-Mi- listas e social-democratas, “é uma nistro, José Luís Arnaut, e o secretário a realização de concertos no novo mentor da obra classificou o novo João Moreno, presidente da prova” da importância de que este de Estado do Desporto, Hermínio estádio, como o dos Rolling Stones estádio como um veículo de valo- Académica, representante do clube que investimento público tem para a Loureiro, Encarnação sublinhou a marcado para dia 27, “é um bom rização e projecção da cidade de mais vai utilizar o espaço, também região. “Sinto-me orgulhoso como necessidade de rentabilizar o in- exemplo de sucesso para canalizar Coimbra, “não apenas pela prática manifestou a sua satisfação e orgulho português”, disse o governante ao vestimento efectuado no novo estádio, gente a um espaço com estas condi- desportiva, mas também pela prática pela conclusão da obra. elogiar o projecto como “obra de o terceiro a ficar concluído para o ções”. cultural, com espectáculos”. “Como cidadão de Coimbra, grande envergadura”, lembrando que Europeu. O antecessor de Carlos Encar- “Este era o equipamento que sinto-me orgulhoso com esta estrutura este é o terceiro já inaugurado para o “São 50 milhões de euros com o nação à frente da autarquia conim- faltava a Coimbra e era reclamado por que vai servir a cidade e, como Europeu Portugal’2004. custo da obra e seis milhões com a sua bricense, Manuel Machado, foi outra vários profissionais, particularmente presidente da Académica, os reflexos José Luís Arnaut defendeu que o manutenção anualmente, incluindo o das figuras presentes a elogiar o novo ligados ao futebol, mas não só. financeiros e desportivos para a campeonato europeu de futebol “não empréstimo bancário. Agora o im- recinto, que vai acolher dois jogos da Aproveitámos, na altura, a ocasião com instituição são por demais evidentes. pode ser um acontecimento despor- portante é gerir isto bem e tentar máxima competição continental de a perspectiva do Euro2004, fomos É preciso assegurar a estabilidade tivo”, devendo contribuir para “pro- rentabilizar o estádio”, sublinhou. selecções. criticados, mas o tempo deu-nos do clube na SuperLiga e este instru- jectar a imagem de um Portugal mo- Para o autarca social-democrata, O ex-autarca socialista e primeiro razão”, frisou Manuel Machado. mento é fundamental para que isso derno”. aconteça”, defendeu. Para o ministro adjunto, os novos O presidente da Liga Portuguesa estádios e a realização do Europeu de Futebol Profissional, Valentim deverão estar “à altura do esforço que Equipas vão ser apresentadas no próximo fim de semana Loureiro, também manifestou a sua satisfação pela conclusão do Estádio os contribuintes portugueses fizeram”. Carlos Encarnação confirmou Cidade Coimbra, mas não deixou de que o Estádio Municipal custou 50 Olivais renovado quer criticar o governo português pela sua fraca comparticipação nas obras para o Europeu promovidas pelas autar- milhões de euros e que os encargos anuais da autarquia, nos próximos anos, rondarão seis milhões de euros, quias e clubes. incluindo esta verba a manutenção da manter-se entre os primeiros “Não houve derrapagens na construção dos estádios, o que houve foi uma previsão aquém do custo real infraestrutura e as prestações de um empréstimo bancário contraído para o efeito. A direcção do Olivais Futebol Clube apresentou, na quinta feira, a equipa feminina de basquetebol. Com seis novos R. Eng. Duarte Pacheco, 12-2.º Telefone 244 832 499 - Fax 244 811 261 reforços, o plantel está 2400 LEIRIA completo e promete lutar por um dos “lugares cimeiros da Liga” e por uma boa Atenção classificação na Taça de 2.ª Edição do concurso “O BOM OBSERVADOR”, Portugal. A direcção do Olivais quer que a equipa senior feminina ocupe um dos em comemoração do 30.º aniversário Durante a apresentação da época lugares cimeiros na Liga da Galeria de Arte CAPITEL 2003/2004, Carlos Gonçalves, pre- sidente do clube, mostrou-se bastante tiva” que em cada jogo possa atrair Em relação ao plantel da equipa confiante numa boa exibição da ao Pavilhão do Olivais cada vez mais feminina vai ser constituído por equipa comandada por José Araújo. adeptos da modalidade e do despor- Mafalda Jesus, Mitó, Ana Castro, Sara Sempre com um discurso bastan- to. Ferreira, Inês Albuquerque, Mónica Qualquer pessoa pode participar neste agradável te optimista e, de alguma forma, “Seremos uma equipa jovem, Seidi, Sónia Ferreira, Sandra Ribeiro, “passatempo”. Apenas e, para o efeito, ver e anotar ambicioso, Carlos Gonçalves assumiu muito combativa, competitiva e com Patrícia Marques, Latonya Mcdole, que a intenção do clube é manter-se prazer a praticar basquetebol”, su- Rafaela Santos, Susana Silva, Ana tudo quanto está numa das montras da CRISLANA, entre os primeiros, “chegar o mais blinhou. Teixeira e Rhonda Price. José Araújo Rua Eng.º Duarte Pacheco n.º 10, em Leiria, nos longe possível, de preferência aos Durante esta conferência de assume o cargo de treinador principal, lugares da Liga e ir ao Final da Taça imprensa, Carlos Gonçalves anun- Luís Gonçalves de treinador adjunto, dias 20/09, 28/09, 5/10, 12/10, 19/10, 26/10, 2/11, de Portugal”. ciou ainda os seis novos reforços da Tiago Oliveira fica responsável pela 9/11, 16/11, 23/11 e 7/12. A boa prestação da equipa, a equipa sénior masculina, que vai fisioterapia e Luís Santos é o operador Pode ganhar: 1.º prémio, um quadro original de dedicação e a entrega de cada atleta, contar esta época com os atletas de vídeo. Na direcção estão José Min- irão contribuir, no seu entender, para Valdemar Chindombe (ex-Acadé- gocho, José Castro e Carlos Gonçal- Mário Salvador no valor de 1.500,00 euros. 2.º prémio, projectar o nome da equipa e para mica), Nélson Chindombe (ex- ves. um quadro original de Fernando Lino no valor de atrair mais adeptos ao pavilhão. Sampaense), Luís Fernandes (ex-PT), As equipas vão ser apresentadas José Araújo assumiu o desafio Guilherme Quintela (ex-Académica), aos sócios no próximo fim-de- 400,00 euros. 3.º prémio, uma litografia de João ambicioso da direcção e espera poder Pedro Rebelo (ex-Académica) e Carlo -semana, no Pavilhão do Olivais, Mário no valor de 20,00 euros. formar agora “uma equipa competi- Ferreira (regressa ao clube). durante o 5.º Encontro de Gerações. 17/09/03
    • coimbra 4 Rolling Stones Paralisação prolonga-se até ao dia 5 de Outubro Xutos e Primal Scream Greve no IPO de Coimbra são bandas-suporte ameaça dificultar serviços A principal exigência dos médi- anónima (SA). Uma greve dos médicos do cos “é ver as horas extraordinárias em A nota realça que essa omissão IPO de Coimbra, iniciada às urgência pagas pela tabela única das “obriga ao atendimento e responsa- 42 horas e que a sua contabilidade bilidade médica simultânea do tra- 00:00 horas de segunda seja feita de forma correcta”, acres- balho programado, dos doentes feira, deverá criar centou Cílio Correia. urgentes e emergentes e à resposta aos dificuldades ao Não são abrangidos pelo pré- doentes enviados interna e externa- -aviso de greve os profissionais que mente”. “Não reconhecimento do funcionamento desta participam em concursos médicos e direito legalmente estabelecido aos unidade hospitalar, que os que integram os respectivos júris. horários em jornada contínua”, “não O orçamento do IPO de Coimbra, presta cuidados segundo o dirigente da FNAM, prevê abertura de concursos” - ao abrigo do especializados de saúde a artigo 15-4 do decreto-lei 276/2002 - “apenas dois por cento” para horas e “inexistência de regulamento doentes de toda a Região extraordinárias, enquanto outros interno, aprovado em assembleia geral hospitais centrais reservam cerca de e negociado com os sindicatos”, são Centro. 20 por cento para esse fim. Num plenário realizado quinta outras razões invocadas para recorrer Através da greve, várias dezenas feira, no IPO de Coimbra, “nenhum à greve. de médicos do Centro Regional de dos 50 médicos presentes” se pronun- O SIM afirma que “são assegu- Oncologia de Coimbra (CROC, mais ciou contra a greve, concordando com rados os serviços de hemodiálise, em conhecido por IPO de Coimbra) a fundamentação do pré-aviso, salien- doentes urémicos, e os tratamentos de exigem o pagamento de horas tou. “Ficam garantidos os serviços de foro oncológico em curso, nomea- extraordinárias em urgência de acordo urgência interna e apoio e de apoio damente quimioterapia, radioterapia com a tabela das 42 horas semanais. às situações de emergência”, explicou e respectiva ligação sob vigilância do Os sindicatos acusam a admi- Cílio Correia. sistema informático”. nistração do Instituto Português de Cirurgias que estão programadas O SIM acusa o administrador do Os Xutos & Pontapés serão os primeiros a pisar o palco do Estádio serão alguns dos serviços prejudi- hospital, Manuel António Silva, de Municipal de Coimbra, numa actuação prevista para durar 45 minutos Oncologia (IPO) de Coimbra de não aplicar o disposto no decreto-lei 62/ cados pela paralisação. “incapacidade de se adequar ao diá- 79, de 30 Março, aos médicos com Outro motivo da greve, segundo logo e à lei, impossibilitando resul- Os portugueses Xutos & Esta será a segunda vez que os o SIM, é a “não delimitação de tarefas tados positivos na mediação de con- escoceses Primal Scream actuam em regime de tempo completo de 35 assistenciais dos médicos” do CROC, horas e aos médicos com horário de flitos levada a cabo pelos sindicatos Pontapés e os britânicos palcos portugueses, depois da estreia que tem o estatuto de sociedade médicos”. Primal Scream juntam-se no Festival Optimus Sudoeste, em 42 horas em exclusividade. Agosto último. Desta situação, segundo uma aos Rolling Stones no nota do Sindicato Independente dos Os bilhetes para o público em concerto de dia 27 no Estádio Municipal de geral já estão esgotados, havendo apenas mil ingressos que a Movi- Médicos (SIM), “resulta incorrecto e ilegal o cálculo de remunerações”, Paróquia da Sé Velha jovem de Coimbra disponibiliza designadamente de horas extraordi- Coimbra, revelou à Lusa fonte da promotora Ritmos & Blues. para portadores do cartão jovem, com um desconto de 2,5 euros. Os Rolling Stones regressam a nárias, trabalho prestado em “horas incómodas” e trabalho em regime de prevenção. Responsabilidade diluída Portugal com um concerto que Outro dos motivos da paralisa- Os Xutos & Pontapés, que em inaugurará o novo Estádio Muni- ção, que se prolonga até às 24 horas P. João Evangelista O mundo não está todo perdido. 2004 comemoram 25 anos de cipal, onde são esperadas mais de 40 do dia 5 de Outubro, era o “não reco- As crises civilizacionais trazem em si carreira, serão os primeiros a pisar o mil pessoas. nhecimento da existência de equipas É responsabilidade pessoal que me muitos e preciosos avanços. A queda palco do Estádio Municipal de De acordo com o site oficial, médicas de urgência” pelo conselho proponho tratar neste apontamento. de muitos impérios foram grandes Coimbra, cerca das 19 horas, numa antes de chegar a Coimbra a banda de administração do CROC. Mas Cí- Todo o homem é responsável no serviços à humanidade. Subjacentes às actuação prevista para durar 45 de Mick Jagger e Keith Richards lio Correia, dirigente da Federação sentido em que chegou à vida e recebeu crises estão sempre a germinar novos minutos. actua nos dias 15 e 20 em Londres Nacional dos Médicos (FNAM), disse dela algum ou alguns apelos expressos caminhos. E é nesta convicção Duração idêntica terá a actua- (Reino Unido), no dia 22 em Ames- à agência Lusa que o presidente do nas qualidades e virtudes pessoais e profunda que me sinto estimulado a ção dos Primal Scream, prevista para terdão (Holanda) e no dia 25 em CROC, Manuel António Silva, “veio nas condicionantes favoráveis que denunciar a diluição da responsa- começar por volta das oito da noite, Benidorm (Espanha). entretanto reconhecer que há urgên- rodearam o seu nascimento. Todos, bilidade pessoal no colectivismo antecedendo os Rolling Stones, Depois de Coimbra, seguem cias” neste hospital. “Esta foi a pri- consciente ou inconscientemente, têm anónimo e inconsequente. Somos uma que sobem ao palco pelas 21.30 novamente para Espanha, dia 29, meira conquista dos médicos do IPO de responder aos apelos, à vocação geração “parola”. Misturamos as horas. para um concerto em Saragoça. de Coimbra, em resultado do pré-aviso pessoal que eles representam quer farinhas todas com os padeiros para de greve”, sublinhou Cílio Correia. assumindo-os quer recusando-os. nos darem os “parolinhos” (Aliás uns Não sei se a culpa é da cultura e pãezinhos gostosos). dos mitos, ou da democracia e suas Quem é responsável hoje e utopias ou simplesmente da fraqueza porquê? Quem sabe discernir bem os Falando de Ceira… e não só João Baptista humana, o que é um facto hoje, e salta à vista, é que a responsabilidade seus deveres e os assume a sério? A responsabilidade diluída pessoal tende a diluir-se cada vez mais, cultiva-se nas constantes manifes- inscrição. 076 - Coimbra ou para o João Pimentel em todos os níveis, em todas as idades tações de rua em que participa toda a Reunião de antigos alunos 10.30 - Descerramento de uma da Fonseca - Rua Conde de Sabugosa e em todas as estruturas sociais. São gente, mas muito poucos dão a cara; do Liceu D. João III placa comemorativa dos 60 anos de n.º 29 – 6.º dt.º 1700-115 - Lisboa. cada vez menos os que se assumem cultiva-se no recurso fácil de problemas matricula também no átrio principal Dos nossos professores de então como responsáveis sujeitos de direitos graves as soluções de abandono ou O Álvaro Perdigão da Costa, pessoa da Escola. Algumas palavras de boas temos ainda o prazer e a felicidade de e cada vez mais os inculpados, as demissão; cultiva-se no exagero com sobejamente conhecida na nossa vindas. ter entre nós o Prof. José de Sousa vítimas, os sujeitos de direitos sem que se atribui à sociedade a culpa de cidade, teve a feliz ideia de reunir os 11.00 - Breve visita às instalações Esteves, desportista sobejamente deveres. Valoriza-se ao máximo as muitos males; cultiva-se nas recla- rapazes e as raparigas que em Outubro da Escola para relembrar as melhores conhecido em todo o País, que nos opiniões pessoais, mas desvaloriza-se mações idiotas de direitos sem deveres de 1943 entraram para o Liceu D. João histórias do passado. transmitia um conceito e prática de o sentido da verdade. Exalta-se a e sem outra entidade responsável que III. 12.00 - Missa em memória dos educação física que ainda hoje são liberdade de cada um, à custa até dos não seja o Estado; cultiva-se quando Como pessoa dinâmica que colegas falecidos na Igreja do exemplos para uma actividade básica próprios valores da vida e com em greves legais se ignora a justiça sempre foi depressa a ideia se trans- Convento de Celas. na educação e que, infelizmente, em argumentos de puras aberrações. daqueles que são vítimas inocentes; formou numa iniciativa que começou 13.00 - Concentração no Hotel muitas Escolas nem sequer pode ser Destrói-se a família, a cidadania cultiva-se ainda quando na aplicação pela procura, nem sempre fácil, D. Luís, em Santa Clara, para almoço. praticada. Esperamos tê-lo entre nós. articulada, os fundamentos éticos do da justiça se invertem os papéis de daqueles que há 60 anos, cheios de Estão criadas, pois, todas as É com muito orgulho que o autor poder, a dignidade humana do ofendido e vítima com o de violador esperança num futuro risonho pela condições para que estes jovens de destas linhas fez parte daquele número trabalho, o respeito pelos valores da dos direitos alheios. primeira vez se juntaram. setenta anos possam recordar com de matriculados em 1943 e que Fé e da Moral. E a responsabilidade Gostaria de ver a Igreja a assumir Desses 163 jovens (12 raparigas alegria os dias e anos que viveram durante anos acompanhou diaria- pessoal dilui-se nas comissões, nos a sério esta questão que tem também e 151 rapazes) restarão, pelas dili- juntos, uns mais do que outros evi- mente os companheiros que agora se sujeitos colectivos, nos conselhos de implicações graves no foro da gências realizadas que abrangeram as dentemente, mas que são por certo um vão juntar. gestão na hidra da opinião pública. consciência moral. Quem sente hoje mais diversificadas áreas, mais de 120 marco dos mais importantes destas Alguns, tenho a certeza, que não Não há verdadeiros responsáveis. E os necessidade de se confessar? Quem tendo sido estabelecido contacto com vidas que já vão longas. se vêem há dezenas de anos uma vez que há são muito poucos. sabe reconhecer-se pecador? A perda todos eles. Se porventura algum desses que a vida os conduziu para outras Não adianta nada radicalizar o do sentido do pecado e da culpa Neste momento são largas de- colegas ainda não respondeu ou paragens onde implantaram a sua vida poder de mal e desatar a zurzi-lo com envolve um esvaziamento do próprio zenas as aderências que, assim, no eventualmente não recebeu a própria. arrebatados pessimismos. Que está sentido religioso. E há responsa- próximo dia 4 de Outubro cumprirão correspondência que a todos foi Mas para todos vai ser muito bom tudo perdido! Tudo ficaria pior, porque bilidades não assumidas que mere- o programa seguinte: enviada e ler este jornal que conta rever-nos uns aos outros, barrigas cres- iria inquietar ingénuos dormentes e ciam outra atenção. É que o que está 9.30/10.30 - Concentração e assinantes espalhados pelo mundo, cidas ou carecas alvas, mas subor- consciências débeis que em vez de uma em causa não é a boa fé dos respon- contacto dos antigos alunos com o deve fazê-lo de imediato ou para o dinados ao mesmo espírito irreveren- reacção terapêutica contra o mal, se sáveis é a sua rectidão moral e a secretariado (instalado no átrio prin- Álvaro Perdigão da Costa - Avenida te mas sadio de então, na Casa que nos sentiriam chocados com tais pessi- competência que devem ter no serviço cipal da Escola) para confirmação da Bissaia Barreto n.° 3 – 2.° direito 3000- principiou a formar para a vida. mismos. dos outros. 7/09/03
    • regional 5 “A Chanfana – ex-libris da gastro- nomia regional”, da autoria de Artesanato e gastronomia em Vila Nova de Poiares Madalena Carrito e Pedro Santos. Seguiu-se a entronização dos novos confrades efectivos e dos Confraria da Chanfana com novos confrades confrades de honra que, perante uma sala cheia, juraram defender o valor gastronómico e a confecção da O artesanato e a chanfana. Como novos confrades efectivos gastronomia voltaram a foram entronizados Maria Margarida cruzar-se, este fim de Loureiro Cardoso, Alfredo Lucas, semana, em Vila Nova de Arnaldo Baptista, António Taborda, Poiares. Para além da Álvaro Quatorze, António Vieira Lopes, Carlos Henriques, Cassiano exposição, o programa da Bandeira, Lino Vinhal, Gabriel Matos, Poiartes foi enriquecido pelo Rogério Carvalho, Rogério Silva, II Capítulo da única Horácio Pina Prata e Madalena Carrito. Como confrades de honra foram Confraria da Chanfana do entronizados Amílcar Malhó, Hélio país que, no domingo, Loureiro, Paulo Pereira Coelho, Carlos passou a contar com novos Candal, Marçal Grilo e Barbosa de Melo. confrades efectivos e novos No final da entronização Jaime confrades de honra. Soares sublinhou que os novos confrades “assumiram uma grande Dezenas de confrarias de todo o responsabilidade: a de serem país assistiram, no domingo, à embaixadores da chanfana de Vila entronização dos novos confrades da Nova de Poiares na região e no mundo”. Confraria da Chanfana de Vila Nova No final do juramento, lançou a de Poiares, uma cerimónia que ficou pergunta “E agora o que queréis?”, marcada pelos rituais e tradições tendo respondido todos em conjunto associadas a este prato tão caracte- “A chanfana”. A cerimónia terminou rístico deste município. com um grande banquete onde não A sessão solene do II Capítulo da faltou, obviamente, a chanfana, assada Confraria decorreu nos paços do em forno de lenha e nas caçoilas de concelho, numa cerimónia presidida barro vermelho. pelo juiz da confraria e presidente da autarquia, Jaime Soares. Perante uma As comemorações do II Capítulo da Confraria da Chanfana de Vila Nova de Poiares começaram com um Poiartes divulga artesanato sala repleta, Jaime Soares descreveu a desfile dos confrades em direcção à Igreja Apesar da chanfana ter ganho, no domingo, um papel de destaque, o artesanato também esteve em evidência durante todo o fim de semana. Cerca de 150 expositores participaram na XIV edição da Poiartes - Feira de Artesanato de Vila Nova de Poiares, um certame que procurou divulgar todas as actividades artesanais que continuam a ser divulgadas no concelho e na região. Organizada pela Câmara Muni- cipal, a Feira de Artesanato de Vila Nova de Poiares ofereceu aos visitantes um programa bastante diversificado e animado, sendo de destacar a rea- lização no sábado do IX Festival de Folclore de Vila Nova de Poiares e no domingo a Tourada à Portuguesa, Os novos confrades receberam as insígnias e juraram “defender, um dos pontos altos deste programa, pública e solenemente, em qualquer momento e lugar, a chanfana” que contou com a presença dos cavaleiros Luís Rouxinol, João Corvo, que também reivindica para si As cerimónias do II Capítulo da Salgueiro e Ana Batista, Grupo de o título de Capital da Chanfana, e Chanfana começaram no restaurante Forcados Amadores da Chamusca e afirmou mesmo que, num futuro “O Confrade”, propriedade da Touros da Ganadaria de Cunhal próximo, os dois municípios se Confraria, seguindo-se o desfile em Patrício. Maria Margarida Loureiro Cardoso foi a única mulher a ser entronizada poderão unir, para elaborar um trabalho direcção à Igreja. No final da missa, foi A nível musical, de destacar as como nova confrade efectiva da Confraria da Chanfana de Vila Nova de conjunto que permita a defesa deste assinado um protocolo com a Confraria actuações de Marco Paulo, Excesso, Poiares produto típico da região. Enófilos do Dão e foi lançado o livro Valentino e Dança Brasil. chanfana como “o prato rei” da prato como mais um elemento gastronomia local e deu a conhecer fundamental da cultura de Vila Nova algumas das tradições ligadas à de Poiares. O juiz da Confraria confecção deste prato típico. sublinhou ainda que, apesar da Afastando as “polémicas bairris- chanfana ser confeccionada noutros tas” sobre a “Capital da Chanfana”, municípios, Poiares é o único do país Jaime Soares assumiu que, de facto, com uma Confraria da Chanfana. também há chanfana boa noutros Jaime Soares afastou as polémi- municípios e preferiu evidenciar este cas com o concelho de Miranda do Jaime Soares e Fernando Antunes cumprimentam a Madre Teresa Granado, da Comunidade de S. Francisco de Assis Largas centenas de pessoas visitaram durante o fim de semana mais uma edição da Poiartes 17/09/03
    • regional 6 Aveiro Leiria Um dia sem carros e com Autarquia estuda nova rede mobilidade garantida por um euro de transportes públicos horários são algumas das críticas Uma redistribuição das manifestadas no passado por autar- carreiras urbanas, a cas e utentes pelo que a Câmara construção de um terminal pretende estudar o melhor modelo rodoviário e um novo de gestão, que pode incluir a mesma concessionária, uma nova conces- modelo de gestão vão ser sionária ou a gestão directa, através objecto de um estudo da de uma empresa municipal. Câmara de Leiria e da De qualquer modo, a autarquia pretende ter uma palavra mais forte Direcção-Geral de na gestão, pelo que será ela a Transportes Terrestres, explorar o novo terminal rodoviário, anunciou a autarquia. garantiu Fernando Carvalho. Em paralelo, no dia 16, a Segundo o vereador do Trân- Câmara vai celebrar um protocolo sito, o protocolo para a realização para a realização de um estudo da do estudo vai ser celebrado no dia rede viária de todo o concelho com 22 de Setembro, no âmbito do Dia o Instituto Politécnico de Leiria, Europeu Sem Carros, e prevê a identificando as zonas de maior reconfiguração de toda a estrutura fluxo e avaliando as melhores de transportes públicos do con- soluções para o escoamento, em celho, adequando-a às necessidades parceria com os concelhos vizinhos, da população. adiantou o vereador. Bilhetes intermodais de um e do Dia sem Carros (22 de Se- autarquia estão a analisar uma No final da década de 90, a eventual adesão à Rede Nacional de No seu entender, estas ini- euro vão permitir tembro), o vereador do pelouro de Câmara encomendou um estudo de Trânsito, Eduardo Feio, anunciou Cidades e Vilas com Mobilidade ciativas não significam o abandono deslocações em Aveiro e para Todos, proposta pela Asso- circulação na cidade à Universidade da relação com a Rodoviária do também a criação de uma nova ciação Portuguesa de Planeadores de Coimbra e as vias foram recon- Tejo, já que os estudos darão mais concelhos periféricos linha de transportes urbanos. figuradas de acordo com as ne- A linha, do tipo intra-urbana, do Território. dados para a elaboração de uma rede durante o Dia Europeu sem Aquela associação pretende cessidades sentidas, mas a rede de de autocarros que corresponda às surge no âmbito de uma política Carros, sem limite de viagens destinada a desincentivar o uso do conciliar esforços para eliminar ou transportes públicos, concessionada necessidades efectivas da popu- e utilizando uma automóvel particular no centro atenuar as principais barreiras à Rodoviária do Tejo, manteve-se lação. combinação de transportes urbano, fomentando o estaciona- arquitectónicas e urbanísticas que inalterada. O autarca revelou também que mento em parques periféricos e perturbam a mobilidade a todo e Nesse sentido, a Câmara pre- a futura zona pedonal do centro da ferroviários, rodoviários e aproveitando melhor as potencia- qualquer cidadão. tende estudar toda a rede, inte- cidade - entre a avenida Heróis de fluviais. lidades dos Transportes Urbanos. Durante o Dia Europeu sem grando-a no novo terminal rodo- Angola e a Fonte Luminosa - vai ter A aquisição de novas bicicletas Carros, a que a Câmara de Aveiro viário, a ser instalado perto da um pequeno circuito com veículos Os bilhetes serão válidos para de utilização gratuita e a criação de adere desde o ano 2000, vai proibir- urbanização Nova Leiria, junto à ambientais, movidos a electricida- os municípios de Águeda, Aveiro, novos corredores exclusivos para -se a circulação automóvel numa zona desportiva, e assumir uma de. Estarreja (de Avanca para sul), aqueles veículos são outras apostas área de 62 hectares, habitada por maior intervenção na gestão dos Entretanto, o “Dia Europeu Ílhavo (zona da Barra e Costa do município de Aveiro com o 4.000 pessoas. transportes. Sem Carros”, que decorre no centro Nova), Oliveira do Bairro e Vagos, mesmo objectivo específico. “É uma área um pouco inferior “O que nós queremos é arranjar da cidade entre os dias 20 e 22, está em meios da CP, Transria (barcos Para facilitar a mobilidade a à que vedámos no ano passado, mas as melhores soluções”, afirmou Fer- intregado num outro evento local, para a península de S. Jacinto), portadores de deficiência, a autar- sensivelmente o dobro da fechada nando Carvalho, embora salien- denominado a Semana da Mobili- Transportes Urbanos de Aveiro e um quia vai prosseguir um programa durante os domingos sem carros, tando a colaboração da Rodoviária dade, que inclui um circuito de conjunto de cinco outros operadores que passa por rebaixar os passeios que temos promovido este Verão”, do Tejo, que tem manifestado transportes públicos alternativos e rodoviários. em zonas de passadeiras e colocar clarificou o vereador. “vontade de melhorar o serviço” gratuitos, bem como vários debates Durante a apresentação do pro- avisadores sonoros nos semáforos. Durante toda a Semana da que “está muito aquém daquilo que sobre as barreiras arquitectónicas, grama a desenvolver em Aveiro no Nesse âmbito, Eduardo Feio Mobilidade, a autarquia vai realizar era desejável”. sinistralidade, transporte de crian- âmbito da Semana da Mobilidade disse que os serviços técnicos da acções educativas e lúdicas. Falta de autocarros e maus ças, entre outras matérias. Críticos desconfiam das compensações anunciadas pela promotora da futura marina de Ílhavo conjunto de salinas arrombadas e o 150 e 250 milhões de euros, a marina é endimento provocará, Ribau Esteves Numa aparente alusão às críticas O porta-voz do movimento sobre a componente imobiliária do lançamento de um centro de inter- descrita pelo consórcio promotor como disse que os impactes negativos “Pelo Futuro da Barra”, pretação e divulgação da Ria, são o “maior investimento privado de “sempre existem” em qualquer inter- projecto, tida pelos críticos como Jorge Guerra, desconfia das medidas mitigadoras propostas. sempre da Região Centro”. venção. exagerada, Capinha Lopes, arquitecto compensações que a “Depois de um estrago desta O empreendimento poderá gerar Também Eduardo Gomes, do que trabalhou este projecto, disse que natureza, há algum cinismo ao anun- 250 empregos, de acordo com o consórcio investidor, se declarou “cada se trata de construir “uma continuidade promotora da futura marina ciar-se a criação de um centro de resumo não técnico do EIA, e um milhar, vez mais convencido da premência do do que é hoje a povoação da Barra e daquela localidade de Ílhavo educação ambiental”, comentou o segundo o consórcio investidor. empreendimento e da bondade das não uma nave espacial que aterra”. promete para minorar os porta-voz do movimento anti-marina. Para o presidente da Câmara de soluções”. Defendeu, por outro lado, que “Estragamos num sítio e re- Ílhavo, Ribau Esteves, que moderou a A desenvolver-se em 58 hectares - desnivelamentos em dois “pontos danos ambientais a provocar cuperamos marinhas do outro”, 31 dos em zona aterrada sob a forma de negros” viários resolverão os problemas sessão, trata-se de uma “peça fun- pelo empreendimento. observou ainda Jorge Guerra, que se damental” para um desenvolvimento ilhas e a restante em área húmida -, o gerados na Barra com o previsível apresentou aos 200 participantes na local que pretende apoiar o turismo de projecto reserva um terço da área global aumento da circulação automóvel nu- “Começo a ficar preocupado com sessão como “o mau da fita” do qualidade. para imobiliário, com o lançamento de ma zona à entrada do itinerário principal tanta compensação”, ironizou Jorge processo. Desvalorizando os receios sobre dois hotéis, 130 moradias e 420 apar- n.º 5. Guerra durante uma sessão, iniciada na O movimento de que Jorge Guerra os danos ambientais que o empre- tamentos. O EIA da Marina da Barra, porto- noite de quinta feira e terminada já na é porta-voz equacionou a formaliza- base da náutica de recreio na Região madrugada de sexta feira, para analisar ção de uma queixa à União Europeia Centro, está em debate público desde o o Estudo de Impacte Ambiental (EIA) e outra ao Ministério Público, contra o passado dia 3 e até 15 de Outubro. desta marina. Estado português, caso avance a JESUS CRISTO É O SALVADOR À margem desta iniciativa, foi O empreendimento vai afectar construção da marina. anunciado que o Departamento de 0,11 por cento da zona de protecção A marina surgirá em área da Biologia da Universidade de Aveiro especial (ZPE) da Ria de Aveiro e o jurisdição da Administração do Porto “Crê no Senhor Jesus Cristo e “Quem crer e for baptizado será promove amanhã, uma visita à zona consórcio promotor já anunciou que de Aveiro, que é concessionada à serás salvo, tu e a tua casa”. salvo; Quem não crer será da futura marina. este impacte negativo será “eficazmente Sociedade de Desenvolvimento e Actos 16:31 condenado”. A iniciativa, que faz parte das compensado”. Construção da Marina da Barra S. Marcos 16:16 actividades do Programa Ciência Viva, A recuperação de 10 hectares de (SDEMB) por 60 anos. pretende mostrar o interesse da ria de sapal no Canal de Mira, como habitat A dimensionar para 850 embar- Roga-Lhe - F. R. Santos Aveiro como zona húmida e aspectos de aves aquáticas, a reabilitação de um cações e com custo que oscilará entre da sua flora. 7/09/03
    • regional 7 Gastronomia, artesanato e animação em Lamas Festa das Vindimas promoveu vinho da região evento que animou a população e que O vinho de Lamas atraiu à freguesia algumas centenas esteve em destaque de pessoas. As Festas das Vindimas de Lamas este fim de semana em mais começaram na sexta feira e até uma Festa das Vindimas domingo, para além do vinho de desta freguesia. Promovida qualidade, que esteve em destaque pela Câmara de Miranda durante toda a realização, a população e os visitantes tiveram ainda opor- do Corvo, Junta de tunidade de participar numa animada Freguesia de Lamas festa, onde não faltaram as famosas e associações locais, tasquinhas com os petiscos da região, esta festa envolveu toda a alguns produtos artesanais, a música e o convívio entre a população e os freguesia e deu visitantes. a conhecer algumas Cerca de 50 expositores, ligados das tradições locais. ao vinho e à vinha, deram a conhecer todas as qualidades do vinho de As tasquinhas, o cortejo etno- Lamas e desvendaram alguns segre- gráfico e o Encontro de Gaiteiros dos da sua preparação, desde a videira foram alguns dos pontos altos da até ao engarrafamento. Festa das Vindimas de Lamas, um Com esta iniciativa a organi- Centenas de pessoas participaram na Festa das Vindimas de Lamas, uma iniciativa que serviu para promover o vinho da região zação pretendia “divulgar as qua- dimas decorreu também um “En- “Tecedeiras de Almalaguês” e dos lidades do principal produto endó- contro de Gaiteiros”, que surgiu como grupos de Gaiteiros de Alfafar, Casal geno desta região – o vinho; valorizar mais um ponto de interesse nesta das Cortes, Ameal, Tábuas, Pousa- as suas potencialidades; incentivar a iniciativa, dando uma visão dos foles, Espinho, Gesteira e Alcabi- procura de melhorias técnicas; costumes e da cultura do meio ru- deque. Durante esta reconstituição foi sensibilizar os vinicultores para a ral. feita a “Benção das uvas” e a “Pisa aquisição de conhecimentos especí- Outro dos pontos altos do das uvas”. Durante o trajecto as “vin- ficos ligados à vinha e ao vinho; dar evento foi a reconstituição da “Che- dimadeiras” ofereceram aos visitantes a conhecer as tradições culturais gada das Vindimas”, uma iniciativa as uvas e os “vindimadores” deram a ligadas ao mundo rural; afirmar a que contou com a participação da provar o vinho novo (água pé) a todos ruralidade, combatendo a deserti- população que dos diversos lugares os forasteiros. ficação destas áreas interiores; e da freguesia trouxe carros alegóricos, As Festas das Vindimas de Lamas promover actividades de lazer, neste instrumentos e material da faina foram apoiadas pela Região de ‘mundo de trabalho’”. vinícola. O desfile contou ainda com Turismo do Centro, Governo Civil do Paralelamente à Festa das Vin- a participação do Grupo Etnográfico Distrito de Coimbra e Inatel. Leiria Câmara do Fundão dá dinheiro a quem Primeira grande obra casar ou tiver filhos A Câmara do Fundão anunciou na sexta feira que vai dar apoios do Polis começa em Outubro financeiros para a fixação de popu- lação e incentivo à natalidade em seis freguesias do concelho. termine antes de Julho do próximo ano. Segundo Manuel Frexes, pre- A primeira grande obra do “A zona é muito procurada pelas sidente da autarquia, a medida vai ser Polis de Leiria, um parque de pessoas” e a construção do parque aplicada em Bogas de Baixo, Bogas estacionamento subterrâneo subterrâneo vai permitir alargar o de Cima, Lavacolhos, Janeiro de jardim existente e “concretizar a Cima, Mata da Rainha e Barroca. O artesanato e os utensílios ligados ao vinho e à vinha também no Largo de Infantaria 7, vai Para os casamentos e fixação dos requalificação das margens do rio”. estiveram representados nesta Festa das Vindimas avançar em Outubro, ficando Para a autarca, o Polis de Leiria casais nestas localidades, durante os restantes investimentos em “não tem grandes obras de construção pelo menos cinco anos, a verba a suspenso devido ao civil”, existindo mais “intervenções atribuir ronda os dois mil euros. de jardinagem e de arranjo exterior”. Quanto às verbas a conceder por ca- campeonato europeu de Nesse sentido, a autarquia espera que da nascimento, o montante chega AGÊNCIA FUNERÁRIA futebol de 2004. o atraso de quase dois anos do Pro- aos mil euros. “Não é com medidas destas que ADELINO MARTINS, LDA. Segundo a presidente da Câ- grama - que será aumentado até ao Euro2004 - seja “parcialmente se resolve de uma vez por todas o problema da desertificação”, mas “é mara, Isabel Damasceno, “todo o recuperado”. O ORGULHO DE BEM SERVIR DESDE 1940 Polis teve de ser articulado com o Euro um sinal, e todos os argumentos são “No sentido de minimizar os FUNERAIS – FLORES – TRASLADAÇÕES 2004”, de modo a que não ocor- inconvenientes para os automobi- bons para contrariar o flagelo”, explicou Manuel Frexes. ram obras de vulto por ocasião dos listas e garantir a segurança nas vias SERVIÇO PERMANENTE jogos. afectadas” pelas obras de construção, A autarquia do Fundão está apta Nesse sentido, a autarquia a autarquia aprovou “alterações que a receber as candidaturas aos Telefs. 239 824 825 - 239 820 406 aprovou a construção deste parque de subsídios, depois de os apoios terem vão permitir a optimização do R. Corpo de Deus, 118-120 3000 COIMBRA estacionamento, concessionado a 50 trânsito” na zona, já a partir do sido aprovados na reunião do anos no âmbito do Polis, desde que próximo mês. executivo desta semana. 17/09/03
    • saúde 8 Governo atribui 22,5 milhões Dadores de sangue para transplantes em 2004 reclama apoio do Governo O presidente da Federação Orçamento e Plano de Actividades O secretário de Estado para 2003, que contemplava a atri- das Associações de Dadores buição de 69 mil euros para podermos Ajunto do ministro da de Sangue (FAS) de cumprir a nossa missão”, disse, Saúde, Adão Silva, Portugal, Joaquim Moreira lamentando que, face à falta de apoio anunciou na sexta feira, no do Governo, os elementos da FAS, “a Alves, mostrou-se a semana fim de não faltar sangue nos Porto, que o Orçamento de passada “muito hospitais”, se vejam “obrigados” a Estado de 2004 atribui 22,5 preocupado” com a alegada dispor dos seus “recursos pessoais e a milhões de euros para o falta de apoio do Governo contrair dívidas”. processo de transplantação. A FAS conta com mais de 50 àquela estrutura. associações e cerca de 600 núcleos, Segundo Adão Silva, pelo facto que congregam cerca de 100 mil de Portugal ocupar um lugar invejável “Para colmatar a falta de finan- dadores. na Europa na área da transplantação - ciamento por parte do Governo”, os Para tentar ultrapassar os entre o terceiro e quarto lugares -, não elementos que integram a FAS “são constrangimentos financeiros, a FAS faltarão recursos financeiros para credores de cerca de 40 mil euros”, pretende realizar uma reunião com o que o processo de transplantação que terão sido utilizados para fazer secretário de Estado da Saúde, ao prossiga. face às despesas correntes da mesmo tempo que enviou uma Falando na cerimónia de Federação, nomeadamente com exposição sobre a situação ao abertura das comemorações dos 20 pessoal e deslocações, afirmou Joa- Presidente da República, Presidente anos de transplantação renal no quim Moreira Alves à Agência Lusa. da Assembleia da República, Hospital Geral de Santo António, “Em devido tempo apresentá- Primeiro-Ministro e director do Porto, o secretário de Estado acres- mos ao Ministério da Saúde o nosso Instituto Português do Sangue. centou, contudo, que a verba “pode facilmente ser ampliada”, uma vez que está inscrita no âmbito do programa vertical. “O Ministério da Saúde re- conhece que é fundamental que se Enfermeiros querem prossiga o trabalho e dará todos os apoios financeiros, humanos e técnicos necessários”, disse. prémios de produtividade Adão Silva reconheceu que o O Sindicato dos Enfermeiros exigiu A Direcção Regional do SEP trabalho desenvolvido pelo Santo na semana passada à Administração exigiu ainda que os enfermeiros que António na área dos transplantes é de actualmente são realizados naquele número “sempre dependente dos Regional de Saúde do Algarve que asseguraram os serviços de Verão “referência” e que agora, após 20 anos hospital portuense transplantes de órgãos disponíveis que não chegam atribua prémios de produtividade aos gozem cinco dias de descanso por de trabalho, “é tempo de consolidação rim, fígado, pâncreas e córnea. para os doentes em lista de espera”. enfermeiros que asseguraram o Plano cada 22 dias completos de trabalho. e de mais exigência”. Segundo Margarida Amil, “Uma das formas de resolvermos de Verão, utilizando verba destinada Segundo o SEP, esta exigên- O serviço de Transplantação do directora do Departamento de Trans- ou diminuirmos este problema é o ao reforço não concretizado dos cia “é tanto mais justa” se for tido em Hospital de Santo António realizou plantação do hospital, a taxa de programa de dador vivo que este ano serviços de saúde da região. conta que nos serviços urgentes “não nos últimos 20 anos cerca de 1.200 sobrevida no total das patologias é nos permitirá chegar a 30 por cento Em comunicado, o Sindicato programados” o trabalho é pago ao transplantes renais. superior a 80 por cento, sendo a do total de transplantes efectuados”, dos Enfermeiros Portugueses (SEP) abrigo do Plano de Verão, “indepen- Só em 2003, foram já realizados mortalidade mais elevada (com disse. exigiu que a Administração Regional dentemente dos direitos que o traba- 55 transplantes renais, dez dos quais índices que a especialista afirmou não Margarida Amil explicou que o de Saúde (ARS) do Algarve reparta o lhador tenha de acordo com cada de dador vivo. dispor) nos doentes de transplante desenvolvimento deste programa foi dinheiro que não foi gasto em situação”. O departamento começou a sua hepático. um dos objectivos traçados para 2003, subsídios de deslocação e alojamento A agência Lusa tentou obter actividade em 1983 com os trans- Nos últimos anos, o departa- tendo-se decidido no início do ano pelos enfermeiros algarvios, que este uma reacção da direcção da ARS/ plantes renais, mas de então para cá mento tem realizado uma média de realizar doze transplantes de dador ano asseguraram quase na totalidade Algarve, mas tal não foi possível em foram iniciados novos programas e 60/70 transplantes renais por ano, um vivo. o Plano de Verão. tempo útil. Estudo em curso na UE poderá permitir tica, têm vindo a ser desenvolvidos trabalhos com associações de bo- vinicultores e de produtores de ovinos da Serra da Estrela que permitirão criar eliminar de raiz causa da doença da BSE um banco de dados com as ca- racterísticas e a capacidade produtiva das raças autóctones e contribuir para o melhoramento das raças. Todos os países da União Os trabalhos em curso nesta área Europeia concluíram a permitirão também, num futuro pró- semana passada um rastreio ximo, “ter o controlo absoluto da cadeia alimentar, do prado ao prato”, a uma amostra das sublinhou. populações ovinas para Ramalho Ribeiro destacou que a conhecerem a resistência das investigação que se fez na área da produção animal visa introduzir no raças desta espécie à doença mercado alimentos seguros e com que terá estado na origem da qualidade, entrando também em áreas BSE, a “scrapie”. novas, como a dos “alimentos fun- cionais”, que reduzem os riscos de Em Portugal, o estudo foi de- determinadas doenças. senvolvido na Estação Zootécnica A EZN desenvolve ainda tra- Nacional (EZN), a pedido da Direcção- balhos em áreas igualmente impor- Geral de Veterinária. tantes como a Eficiência Produtiva e João Ramalho Ribeiro, director Reprodutiva, o Ambiente (em breve da EZN, disse à Agência Lusa que o vai iniciar um estudo em colaboração estudo, uma “fotografia” à resistência incorporado nas rações. carne na alimentação dos bovinos, a meios de investigação que dispõe (que com a Federação das Associações de ou susceptibilidade das raças ovinas Ramalho Ribeiro disse à Lusa União Europeia poderá decidir ir mais João Ramalho sublinha situarem-se ao Suinicultores) e o Bem-Estar Animal. portuguesas à “scrapie” (doença dos que a identificação genética, em al- longe e avançar para um estudo nível do melhor que há na Europa), a ovinos que os investigadores pensam guns ovinos, de elos ligados à trans- individual, de forma a eliminar os Estação Zootécnica Nacional de- ter estado na origem da encefalopatia missibilidade da “scrapie” permitiu animais susceptíveis à “scrapie”, senvolve contudo um extenso traba- espongiforme dos bovinos, vulgo encontrar indicadores de suscepti- diminuindo os riscos para a saúde lho que passa também por uma rela- doença das vacas loucas), visa no bilidade e resistência, que permitirão, pública, adiantou. ção directa com os produtores. futuro eliminar de raiz as causas da caso venha a ser tomada uma decisão O estudo elaborado por inves- Para Ramalho Ribeiro, como BSE. nesse sentido, eliminar todos os tigadores da EZN incidiu não só em laboratório do Estado, a EZN tem a O aparecimento da BSE, inicial- animais portadores. ovinos mas também em caprinos. obrigação de prestar serviços e de mente na Grã-Bretanha, terá tido Depois de encetar um conjunto Com um corpo de 34 investi- desenvolver investigação em áreas de origem na ingestão, pelos bovinos, de grande de medidas preventivas, que gadores, um número reduzido que não que os agricultores mais necessitam. material orgânico da espécie ovina passou pela proibição das farinhas de permite à EZN tirar todo o partido dos Nesse sentido, na área da gené- 7/09/03
    • desporto 9 Vítor Oliveira estreia-se no comando da “Briosa” com vitória U. Coimbra derrotado Académica vence em Guimarães pelo Tourizense A Académica venceu, no faltava para a conclusão da parti- dar uma motivação acrescida aos sábado, o Vitória de da. A actuação do árbitro Paulo O União de Coimbra pupilos do Tourizense. Guimarães, por 2-1, na visita Baptista, de Portalegre, foi marcada foi derrotado, no domingo, Apesar do golo sofrido, o União ao Estádio D. Afonso pela exagerada complacência na por 3-1, pelo Tourizense, ainda tentou responder e, mesmo Henriques, numa estreia amostragem de cartões, nomeada- antes do intervalo, Maná teve o golo mente a punir entradas rudes do num jogo que ficou do empate nos pés, mas propor- auspiciosa do treinador Vítor guarda-redes da Académica, Fouha- marcado pela superioridade cionou ao guarda redes Babá uma Oliveira no comando da mi, e do vimaranense Guga. da equipa da casa. grande defesa. “Briosa” depois da saída de O golo do empate acabaria por Zé Castro prolonga contrato Apesar do jogo ter começado de surgir no início do segundo tempo, Artur Jorge. por duas temporadas forma bastante equilibrada para ao minuto 46, com Xirola a bater, sem Em jogo que marcou as estreias ambas as partes, com ambas as equi- dificuldade, o guarda redes do O defesa central da Académica, Zé pas a procurar subir no terreno, o Tourizense. de Ednilson e João Tomás no “onze” perante um adversário apostado no Castro, de 20 anos, recém-pro- vimaranense, que assinalou também Tourizense acabou por dominar o Este golo veio dar um novo contra-ataque, e João Tomás, aos 49 movido à equipa principal de fu- ânimo à equipa da Arregaça mas o o regresso de Romeu, a Académica minutos, cabeceou já dentro da área tebol dos estudantes, prolongou encontro e conquistar os três pontos evidenciou uma eficaz postura táctica em disputa. ânimo durou pouco tempo, já que, de cima para baixo, para defesa de sexta feira, por duas temporadas, o que cedo rendeu frutos. Fouhami. seu vínculo ao clube. A primeira grande ocasião de seis minutos mais tarde, Xico fez o Os “estudantes” chegaram à A baliza da Académica voltou a Zé Castro devia ter renovado golo surgiu primeiro para a equipa 2-1. Ao minuto 78 Kadu ampliou a vantagem por Dário (0-1), aos 10 estar em perigo aos 56 minutos num há cerca de um mês, mas segundo o da Arregaça que, logo nos primeiros vantagem e fez o 3-1 para o Tou- minutos, na sequência de um remate de Guga, que apanhou no seu empresário, Nuno Rolo, “houve minutos de jogo, ia surpreendendo a rizense. cruzamento de Pedro Henriques para caminho para a baliza o corpo de necessidade de limar algumas defesa do Tourizense. Mesmo no final do encontro, já o centro da área do Vitória, onde Nuno Luís, na sequência de um arestas, quanto à duração do A equipa da casa respondeu de em períodos de desconto, o Touri- apareceram três colegas na “cara” do cruzamento de Nuno Assis para dentro contrato, vencimentos e outras imediato a esta “ameaça” e, ao minuto zense esteve perto de marcar, mas a guarda-redes Miguel. da área. cláusulas”. 15, colocou-se em vantagem. André trave evitou que o União sofresse o A formação vimaranense depres- Aos 59 minutos, o encontro foi “Como o atleta tinha contrato Costa fez o 1-0, um golo que veio quarto golo. sa recuperou do golpe sofrido e Bessa, interrompido pelo árbitro Paulo com a Académica até 2004, não aos 12 minutos, finalizou uma jogada Baptista depois de se ter apagado havia pressa em pôr o preto no atacante com um remate forte de fora parte do sistema de iluminação do D. branco. Agora está tudo acertado e da área, que embateu na trave da Afonso Henriques, que não impediu na (sexta feira) o atleta renovou por baliza defendida por Fouhami. o seu reatamento minutos depois e mais duas temporadas, ou seja, até Guga, aos 19 minutos, tentou com as condições existentes. 2006”, adiantou Nuno Rolo. também surpreender de longe o guarda-redes academista, num remate forte mas sem direcção, e aos 20 Aos 60 minutos, e com o recinto à média-luz, o Vitória reclamou por uma alegada grande penalidade a O jovem defesa central integrou a selecção lusa que venceu a última edição do prestigiado Académica B derrotada minutos foi a vez de Nuno Assis entrar castigar impedimento a Marco dentro Torneio de Toulon, em França, e é na área, fazer um compasso de espera, e perder tempo de remate. A Académica, bem posicionada da área, que o árbitro não considerou e que rendeu ao “central” um amarelo. Apesar do domínio territorial do mais que uma promessa do futebol português, tendo sido promovido à equipa principal pelo treinador pelo Torreense no terreno e a tapar as linhas de passe Guimarães, a Académica voltou a criar Artur Jorge, que recentemente se xandre a bater o guarda redes da e espaços na sua intermediária, voltou perigo aos 66 minutos, através de um desligou do clube. “Briosa”. a criar perigo por Dário, aos 21 A Académica B foi A Académica ainda tentou reagir cruzamento longo para Delmer, Embora convocado, Zé Castro derrotada, no domingo, minutos, através de um cabeceamento resolvido na área vimaranense com ainda não se estreou na Superliga mas o Torreense não permitiu em voo que rendeu um canto. um alívio para canto de Rogério este ano. por três golos sem resposta, grandes avanços aos pupilos de Vítor Aos 30 minutos, numa desaten- Matias. “Chegámos à conclusão que o num jogo que ficou marcado Alves. Com uma defesa cerrada, o ção na reposição da bola em jogo na Na sequência da marcação do jogador deveria ficar na Académica, Torreense continuou a subir no ter- equipa do Vitória, Paulo Adriano colo- pela experiência e reno e, com uma postura muito canto, e algo contra a corrente do jogo, porque ainda é jovem e tem ainda cou à prova o guarda-redes Miguel, a Académica marcou por Tixier (1-2), muito futuro pela frente. No entanto, superioridade do Torreense, segura, tentava aumentar a vanta- mas o remate saiu à figura, situa- aos 67 minutos, através de um ele (Zé Carlos) foi assediado por um forte candidato gem. ção que se repetiria aos 34 e 36 cabeceamento ao ângulo superior muitos clubes da Superliga e do O segundo golo acabou por minutos. à subida de divisão. esquerdo da baliza defendida por estrangeiro, exercendo grande surgir já no segundo tempo, com Igor O treinador Augusto Inácio Miguel. pressão para que mudasse de ares “, a marcar ao minuto 57. Apesar da recorreu a Romeu para contrariar a A jogar em casa, no Estádio pressão da “Briosa”, que tentava o O Vitória ainda procurou reagir concluiu o seu empresário. Sérgio Conceição, a Académica B estratégia da Académica, alargando e esteve perto de empatar, nomea- Zuela, outro médio defensivo tudo por tudo para chegar ao empate, para três elementos a linha da frente, damente por Romeu já perto do final da equipa B, foi também chamado à encontrou pela frente um adversário acabou por ser o Torreense a marcar e ainda antes do intervalo a ousadia do jogo, mas a equipa da casa aos equipa principal, assim como o muito motivado e decidido a definir, de novo e controlar o jogo. do técnico rendeu o golo do empate. poucos perdeu o discernimento e a defesa central Sérgio Rebordão, no desde o início, o rumo do encontro. A superioridade dos visitantes O empate do Vitória surgiu antes tranquilidade necessária para ultra- entanto, vão jogar no domingo pela O Torreense entrou muito bem no era evidente e, ao minuto 74, a equi- do intervalo por Manuel José (1-1), passar a defesa dos “estudantes”. B. jogo, ‘empurrou’ a Académica para a pa de Torres Vedras ampliou a aos 46 minutos, num lance em que o A fase final do encontro foi ainda Esta política de rotação de defesa e procurou abrir espaços para vantagem. Bernardo Vasconcelos guarda-redes da Académica, algo marcada pela falha da placa electró- jogadores entre a A e a B foi iniciada chegar ao golo. marcou o terceiro golo para o Tor- nervoso, acabou por ser traído por um nica do quarto árbitro, que provocou por Artur Jorge e prosseguida pelo Esta pressão acabou por reense que conquistou assim, no ressalto em Pedro Henriques. um sururu nas substituições, e pelos actual técnico da Briosa, Vítor conduzir, logo aos três minutos de Estádio Sérgio Conceição, três Na segunda parte, o Vitória desencontros no ajuizar do tempo que Oliveira. jogo, ao primeiro golo, com Ale- preciosos pontos. evidenciou um maior ascendente, C L A S S I F I C A Ç Ã O SUPERLIGA II LIGA IIDIVISÃO-ZCentro III DIVISÃO - Série C III DIVISÃO - Série D J V E D M S P J V E D M S P J V E D M S P J V E D M S P J V E D M S P 1 Marítimo 4 4 0 0 4 0 12 1 Estoril 4 3 0 1 5 4 9 1 Sanjoan. 5 4 1 0 12 3 13 1 Tourizen. 3 3 0 0 8 3 9 1 Lourinhan. 3 3 0 0 6 2 9 2 FC Porto 4 3 1 0 10 3 10 2 S. Clara 4 2 2 0 5 2 8 2 Torreense 5 4 1 0 9 1 13 2 Milheiroen. 3 3 0 0 7 2 9 2 Abrantes 3 2 1 0 8 2 7 3 Sporting 4 3 0 1 9 7 9 3 Desp. Aves 4 2 1 1 9 6 7 3 Esmoriz 5 2 3 0 5 2 9 3 Lamas 3 2 1 0 3 1 7 3 Caranguej. 3 2 1 0 7 3 7 4 Sp. Braga 4 3 0 1 5 3 9 4 Alcains 5 2 3 0 7 5 9 4 Santacom. 3 2 0 1 5 2 6 4 BC Branco 3 2 1 0 4 0 7 4 Ovarense 4 2 1 1 7 4 7 5 Caldas 5 3 0 2 4 5 9 5 Boavista 4 2 1 0 3 0 7 5 V. Setúbal 4 2 1 1 9 7 7 5 P. Castelo 3 2 0 1 5 3 6 5 Sourense 3 2 0 1 7 3 6 6 Portomos. 5 2 2 1 7 4 8 6 Nacional 4 2 0 2 6 3 6 6 Naval 4 2 1 1 6 4 7 7 O. Bairro 5 2 1 2 9 6 7 6 F. Algodres 3 2 0 1 5 3 6 6 Fazend. 3 2 0 1 4 4 6 7 Académica 3 2 0 1 5 3 6 7 Feirense 4 2 1 1 7 6 7 8 Águeda 5 2 1 2 8 8 7 7 Tocha 3 2 0 1 4 2 6 7 Peniche 3 2 0 1 3 5 6 8 Moreirense 4 2 0 2 3 4 6 8 Salgueiros 4 2 1 1 5 5 7 9 Lamas 5 2 1 2 2 3 7 8 Arouca 3 1 2 0 6 3 5 8 Benediten. 3 1 1 1 5 3 4 9 Belenens. 4 1 2 1 10 8 5 9 Penafiel 4 1 3 0 12 10 6 10 Académ. B 5 2 1 2 6 8 7 9 Arrifanen. 3 1 1 1 6 6 4 9 Riachense 3 1 1 1 6 5 4 10 Benfica 3 1 2 0 5 3 5 10 Varzim 4 2 0 2 6 7 6 11 Fátima 5 2 1 2 5 7 7 10 Valecambr. 3 1 0 2 3 4 3 10 Alcobaça 3 1 1 1 4 3 4 11 Gil Vicente 4 1 1 2 4 4 4 11 U. Madeira 4 1 2 1 3 2 5 12 S. Espinho 5 2 1 2 4 8 7 11 S.J. Ver 3 1 0 2 5 7 3 11 Bidoeiren. 3 1 1 1 3 3 4 12 Beira Mar 4 1 1 2 2 4 4 12 D. Chaves 4 1 2 1 5 5 5 13 Oliveiren. 5 1 3 1 7 7 6 12 Satão 3 1 0 2 3 5 3 12 Alq. Serra 3 1 0 2 3 4 3 13 Alverca 4 1 0 2 1 2 3 13 Leixões 4 1 2 1 3 3 5 14 Vilafranq. 5 1 2 2 7 5 5 13 Gafanha 3 1 0 2 3 6 3 13 T. Novas 3 1 0 2 3 5 3 14 Guimarães 4 1 0 3 2 5 3 15 Estarreja 5 1 1 3 10 10 4 14 A.Beira 3 1 0 2 2 5 3 14 Sertanense 3 1 0 2 2 4 3 14 Felgueiras 4 1 1 2 3 4 4 16 Pombal 5 1 1 3 4 7 4 15 P. Ferreira 4 1 0 3 1 5 3 15 Portimon. 4 1 0 3 3 6 3 15 Mangualde 3 0 2 1 0 3 2 15 Rio Maior 3 0 2 1 4 5 2 17 Marinhens. 5 1 1 3 2 5 4 16 Rio Ave 4 0 2 2 2 4 2 16 Marco 4 1 0 3 3 7 3 18 Pampilho. 5 0 3 2 6 8 3 16 U. Coimbra3 0 1 2 3 6 1 16 Idanhense 3 0 1 2 2 5 1 17 U. Leiria 4 0 1 3 2 7 1 17 Maia 4 0 2 2 6 10 2 19 A. Viseu 5 0 3 2 2 5 3 17 Anadia 3 0 1 2 1 4 1 17 U.Almeirim3 0 0 3 0 6 0 18 E.Amadora 4 0 1 3 2 11 1 18 Sp. Covihã 4 0 0 4 1 6 0 20 O.Hospital 5 0 2 3 1 10 2 18 Cesarense 3 0 0 3 2 6 0 18 Mirense 3 0 0 3 0 9 0 17/09/03
    • cartaz 10 gurado por Carlos Rosado de Música Rádio Carvalho, que termina a sua cola- Livros boração com a rádio. Sem pretender Rodrigo Leão regressa TSF com novas estrelas revelar as grandes linhas orientadoras Bocage e Luandino nas da nova programação, que não tem ao Porto dia 16 e mais informação ainda data certa de lançamento, novidades da quinzena Rodrigo Leão regressou ontem ao Os jornalistas Carlos Pinto Coelho, embora deva ocorrer “nas próximas “Bocage - O Perfil Perdido”, de Porto para actuar no Rivoli-Teatro Carlos Narciso, Margarida Marante e semanas”, José Fragoso esclareceu Adelto Gonçalves, livro biográfico Municipal, no âmbito de uma digres- António Peres Metelo são as novas apenas que “a TSF continuará a ser que recua ao avô do poeta para tentar são ibérica com base no seu último “estrelas” da TSF, cuja grelha de pro- um projecto informativo”. “Os no- conhecer todo o seu trajecto e se trabalho - “Pasión” - que já o levou a gramas, delineada pelo novo director ticiários vão manter-se ao longo do esforça por esclarecer alguns “erros mais de vinte cidades. “Pasión”, editado José Fragoso, deverá arrancar “nas históricos” é uma das novidades da pela Sony Music, foi o último disco de dia e de meia em meia hora, que é próxima quinzena. Com chancela da próximas semanas”. O ex-apresen- Rodrigo Leão, gravado ao vivo num tador do programa televisivo “Acon- uma marca distintiva da TSF”, editora Caminho, o livro retrata a concerto realizado em Abril de 2001 na tece”, que se encontra actualmente a assegurou. Durante a manhã, a rádio infância e adolescência de Bocage mas que apenas encontrou espaço no Aula Magna, em Lisboa. Considerado negociar a desvinculação da RTP, vai terá também um grande repórter (1765-1805), bem como a sua coração da população após ser morto. pela crítica um dos melhores criadores ser o moderador de um debate se- “sempre em movimento”, que será presença na Índia, a estada no Rio de Apesar de ter nascido em Portugal, o de música moderna portuguesa e dos manal de actualidade, a emitir ao Carlos Narciso. “O Fórum TSF já Janeiro e a participação e expulsão escritor foi viver para Angola ainda mais reconhecidos em termos domingo de manhã. “Não será um regressou e mantém-se na grelha, da Nova Arcádia. O ensaio de Adelto criança, onde participou no mo- internacionais, Rodrigo Leão foi programa cultural, mas sim um debate haverá novos espaços e ainda uma Gonçalves resgata ainda o último vimento de libertação nacional e fundador dos Sétima Legião e sobre assuntos que estejam na ordem linha de humor com actores”, disse período da vida do Elmano Sadino, contribuiu para o nascimento da juntamente com Pedro Ayres Magalhães do dia. Poderá ser política, saúde, Fragoso à Lusa, sem adiantar por- nome que também usava Manoel República Popular angolana. José criou o projecto Madredreus, onde pedofilia, ou outro qualquer assunto, menores. Quanto ao desporto, tido Maria Barbosa do Bocage, e dando Luandino Vieira, que escreveu boa compôs e tocou até 1994. A digressão desde que tenha uma componente de como um dos sectores alegadamente conta dos seus problemas com os parte da sua obra enquanto era preso teve início oficial a 27 de Junho, no actualidade”, explicou à agência Lusa mais penalizado pela reestruturação censores da Real Mesa da Comissão político, venceu em 1965, com o Mosteiro de S. Bento da Vitória, no José Fragoso. O novo director, que da rádio, o director desmente essa Geral sobre o Exame e Censura de livro “Luuanda” o Prémio de No- Porto, passando por Famalicão, iniciou as suas funções no dia 18 de ideia, garantindo que “até haverá Livros, do seu trabalho como tradutor velística da Sociedade Portuguesa de Barcelona, Madrid, Nisa, Lagos, Vigo e Agosto, sucedendo a Carlos Andrade novos espaços de actualidade des- e revisor da tipografia do Arco do Escritores, distinção que valeu à SPE Leiria, entre outras cidades ibéricas. O na direcção da rádio, adiantou ainda portiva”. “Vamos manter a “Bancada Cego e das suas derradeiras obras uma ordem governamental de novo alinhamento do concerto inclui que o programa “terá dois ou três Central” e haverá relatos dos jogos publicadas. Contextualizando a vida encerramento. Outra obra da editora cinco originais que Rodrigo Leão irá convidados semanais e não haverá onde intervierem os grandes do e obra do poeta na época em que viveu que chegará em breve às livrarias é gravar no início do ano para um novo participantes fixos”. “Não será um futebol português e outras partidas - com a queda do Marquês de Pombal, “Moqueca de Maridos”, uma álbum a editar na Primavera de 2004. sucessor do “Flashback”, porque esse que justificarem essa cobertura”, a acção de Pina Manique e a compilação de mitos eróticos da Esta tournée Ibérica termina sábado, no era um programa apenas de política. casos das competições europeias. campanha do Rossilhão -, a biografia autoria da antropóloga Betty Mindlin Tivoli, em Lisboa. O primeiro álbum Além disso, não vai para o ar à mesma Questionado sobre o ambiente en- revela ainda detalhes dos confrontos e de narradores indígenas que mostra de Rodrigo Leão e Vox Ensemble - “Ave hora”, adiantou. Para as manhãs de contrado na estação, José Fragoso entre admiradores e opositores de assim as raízes culturais de diversas Mundi Luminar” -, criado em 1993, foi sábado, José Fragoso já encontrou um considerou-o “calmo e sereno”. Bocage já após a sua morte. Adelto tribos. A autora, que é uma das editado em vários países, com mais de substituto para “Gran-de Júri”, o “Nunca houve a turbulência que se Gonçalves, jornalista e escritor, fundadoras do Instituto de Antro- 100.000 exemplares vendidos. Segui- clássico programa de en-trevistas da nasceu em Santos em 1951, pologia e Meio Ambiente e trabalha ram-se-lhe “Theatrum” (1996), consi- disse. Encontrei um ambiente de doutorou-se em Literatura Portuguesa há vários anos em projectos de TSF, moderado durante anos por derado mais sombrio e denso, e “Alma Carlos Andrade e Carlos Magno, e serenidade e de interesse pelas ideias pela Universidade de São Paulo e já pesquisa e apoio a inúmeros grupos Mater” (2000), que apresenta uma que chega agora ao fim. No seu lugar que queremos concretizar. Houve publicou ficção e ensaio, tendo ganho indígenas, realizou a pesquisa para variedade de repertório que inclui a estará Margarida Marante, que assim dúvidas que foram desfeitas e outras os prémios Assis Chateaubriand este livro a partir de 1993. De acordo bossa nova e o tango. Com este tra- regressa à estação infor-mativa, onde que o serão dentro em breve”, (1987) e Aníbal Freire (1994), ambos com o livro, muitos destes mitos, balho, Rodrigo Leão recebeu o Prémio chegou a participar, agora à frente de revelou. Quanto ao alegado plano de da Academia Brasileira de Letras, plenos de motivos amorosos, mas DN+ para o Disco do Ano e o Prémio um novo formato de grande emagrecimento de quadros, que entre outros galardões. As novidades também de soluções violentas e Blitz para o Artista do Ano. “Pasión” entrevista. Também de re-gresso à chegou a ser assumido pela admi- da Caminho para a segunda quinzena repressivas, são contados ainda hoje reúne temas dos seus trabalhos Rádio Notícias está António Peres nistração da Lusomundo Média, é incluem ainda “A Vida Verdadeira de no Brasil por narradores tradicionais, anteriores, entre os quais “A Casa”, Metelo, para as crónicas de que nem uma palavra. “Não me com- Domingos Xavier”, de José Luandino tendo Betty Mindlin recorrido a “Pasión”, “Carpe Diem” e “Ave “Economia Dia-a-Dia”, um espaço pete falar sobre esse assunto”, con- Vieira, que conta a vida de um homem alguns deles para traduzir relatos para Mundi”. criado por si e que era agora asse- cluiu. apaixonado por Angola e o seu povo, português. Cinemas Millenium classificados telefones urgentes cine-teatro Tel. 239 822 131 TERMOACUMULADORES – Repara- COIMBRAPNEUS - Comércio de Pneus, BOMBEIROS Dias 12 a 18 M/ 12 anos ções ao domicílio, garantia 1 ano; António Lda. - Pneus de todas as Marcas. Vasta R. Santos. Tel. 239 439 474 - José Cortez - variedade de Jantes Especiais. Alinha- Bombeiros Sapadores ..................................... 239 792 800 Todos os dias: 14 - 16.40 - 19.15 - 21.50 -22 - 00.30 Tel. 239 491 896. mentos de Direcção. Equilibrio de Ro- das por Sistema Computorizado. Av. Bombeiros Voluntários ................................... 239 822 323 HIPERPEÇAS, Variada gama de peças e Elisyo de Moura, 381. Tel. 239 703 784 “Piratas das Caraíbas - A Maldição do Pérola Negra” acessórios de automóveis: Óleos - Filtros - - Coimbra H O S P I TA I S Estação de Serviço. Rua António José de Almeida 253, Telefone 239 483 657. Restaurante “O CRUZEIRO DA SER- Emergência Social ........................................... 239 822 139 estúdio 1 Tel. 239 822131 RA” Almoços, Jantares, Casamen- ESTORES ARLINDO-Vende Estores, boa tos, Baptizados e Banquetes. Tef. Universidade ..................................................... 239 400 400 Dias 12 a 18 M/ 12 ANOS qualidade. Repara todo o tipo de estores. 239 911 981 - 239 911 217, Degracias - Covões ................................................................ 239 800 100 Espírito Santo das Touregas - Telef. Soure. Todos os dias: 13.45 - 15,45 - 19 - 21,30 - 00.00 239981644 - Coimbra Celas ................................................................... 239 404 030 POCINHO & FILHOS, LDA. – Instala- TASCA DO QUIM - Quim dos Ossos – ções e Reparações Eléctricas, Águas e Pediátrico .......................................................... 239 484 163 “ BÁSICO” Pratos regionais - Rua António Vasconce- los, 3 e 5 - Tel. 239 823 146 - Coimbra. Aquecimento Central - R. Brigadeiro Cor- reia Cardoso, 439 - Tel. 239 715 034 Sobral Cid ......................................................... 239 404 422 Maternidade Daniel de Matos ....................... 239 403 060 estúdio 2 Tel. 239 822 131 LAVAGEM DE ESTOFOS em viaturas automóveis e todos os serviços de lava- CASA DA LUIZA - ANTIGUIDADES - COMPRA E VENDA – AVALIAÇÃO DE Instituto Maternal ............................................. 239 480 400 gens automóveis e pneus. HIPERPEÇAS, PARTILHAS – Rua Combatentes da G. Hospital Militar.........................239 403 080 - 239 405 058 Dias 12 a 18 M/ 12 ANOS R. Ant. José de Almeida, 253. Tel. 239 Guerra, 155 - Telef. 239 402 740 - Coim- Às 13,45 - 16.20 - 19 - 21.45 483 657 - Coimbra bra SERVIÇOS “CIDADE DE DEUS” Telefone SOS ...................................................... 239 721 010 sociedade Socorro e Emergência .................................... 239 792 808 FAZEM ANOS: cinemas castello lopes Serviço de Electricidade ................................. 0800 246 246 C.C.Girassolum Tel. 239 702 466 HOJE: Glorieta da Graça Santos Abrantes; Elisabete Cristina Linha SOS Estudante ................................0808 200 204 Gonçalves; Lúcio José Lopes dos Reis. sala 1 Leia, Assine e Divulgue Dias 12 a 18 M/ 12 anos AMANHÃ: Emília Duarte Vieira de Carvalho; Maria Isabel Vicente Publicite no da Silva; Andreia Sofia dos Santos Pinto; Rufino Pereira Forte. o jornal mais antigo Às 14,45 - 17 - 19,15 - 21,30 de Coimbra “American Pie - O Casamento” cinemas castello lopes AMBULÂNCIAS C.C.Girassolum Tel. 239 702 466 SERVIÇO PERMANENTE D E N T É C N I C A , L DA. LABORATÓRIO E CONSULTÓRlO DENTÁRIO PRÓTESE MÓVEL, sala 2 André Dinis, Lda. PRÓTESE FIXA E ORTODÔNCIA Dias 12 a 18 M/ 6 anos Acordos com a ADSE, EDP, e RDP R. 6 de Outubro, 75-Dt.º Às 13,45 - 16,20 - 19 - 21,45 Tel. 239 701 013 *** “Piratas das Caraíbas - A Maldição do Pérola Negra” Telem. 96605720 COIMBRA R. Ferreira Borges, 7-2.º • Telef. 239 826 991 • 3000 COIMBRA 7/09/03
    • cartaz 11 quarta feira quinta feira Maria Rita Mariano 07.00 Bom Dia Portugal 10.00 Praça da Alegria 07.00 Bom Dia Portugal 10.00 Praça da Alegria Filha de Elis Regina lança primeiro disco 13.00 Jornal da Tarde 13.00 Jornal da Tarde de oito anos em Nova Iorque, nos Estados Unidos. 14.00 Regiões 14.00 Regiões Um “distanciamento respeitoso” com a obra “Levei este tempo todo para seguir a minha carreira 15.00 Portugal no Coração 15.00 Portugal no Coração de Elis Regina é como a filha da falecida estrela profissionalmente porque a vontade existia, mas eu não 18.15 Lusitana Paixão 18.15 Lusitana Paixão da música brasileira, Maria Rita Mariano, entendia as minhas razões. Não sabia se era por causa das 19.15 O Preço Certo em Euros 19.15 O Preço Certo em Euros cobranças (de seguir a carreira da mãe) ou se realmente 20.00 Telejornal 20.00 Telejornal define o seu primeiro trabalho discográfico, porque eu precisava daquilo para viver”, diz. 21.00 As Lições do Tonecas 21.00 As Lições do Tonecas editado esta semana no Brasil. Sobre o facto de a sua editora a definir como “a 21.30 Passo a Palavra 21.30 Passo a Palavra cantora que todo o mundo estava esperando”, Maria Rita 22.30 RTP Cinema: 22.30 A Febre do Ouro Negro “A princípio, é um distanciamento respeitoso para comenta que reage a isso com “um frio na barriga”. “Procurando Uma Mãe” 23.45 RTP Cinema: com a obra dela. Para mim, a obra dela é definitiva e eu “Muito pode acontecer e nada pode acontecer. Essa 00.15 A Febre do Ouro Negro “Um Pouco de Paz” só poderia fazer alguma coisa se pudesse acrescentar. expectativa dá um pouco de susto, porque potencia a 01.00 RTP Cinema: Filme a designar 02.15 RTP Cinema: Filme a designar Um dia vou cantar as suas músicas”, explica a jovem possibilidade de falhar. Mas estou tranquila, não vou cantora, que quer ser mais do que filha de Elis Regina. perder a noção”, sublinha. “O posto dela não está vago. Ela trabalhou muito a Produzido por Tom Capone, o trabalho abre com vida inteira e lutou muito em condições em que o país uma adaptação lenta de “La Bamba”, intitulada “A Festa”, tinha ditadura militar. O máximo que eu tenho dela é o com uma letra concebida especialmente para Maria Rita exemplo como mãe. Ela é o máximo para mim”, sublinha por Milton Nascimento, um dos artistas lançados por Elis Maria Rita, que tinha quatro anos quando a mãe morreu Regina. prematuramente em 1982, aos 36 anos. “Apesar da carga emocional, sou fundamentalmente No entanto, a comparação entre a filha e a mãe é uma pessoa alegre. Escolhi “A Festa” para iniciar tudo, 07.00 RTP Crianças 07.00 RTP Crianças inevitável neste primeiro CD de Maria Rita, já porque é uma música inédita, mas de um autor conhecido. 10.00 Euronews 10.00 Euronews qualificada pela sua editora discográfica, a Warner Music E porque é muito para cima”, explica. 13.00 RTP Crianças 13.00 RTP Crianças do Brasil, como “a cantora que todo o mundo estava à Milton Nascimento, de quem a jovem cantora 14.00 Euronews 14.00 Euronews espera”. também interpreta no disco o tema “Encontros e 15.00 Informação Gestual 15.00 Informação Gestual Desde o timbre da voz à interpretação, passando Despedidas”, acompanhou Maria Rita desde que ela 16.00 Euronews 16.00 Euronews pelo estilo, pela técnica e pela base musical, assente regressou ao Brasil e no ano passado convidou-a para 18.00 A Fé dos Homens 18.00 A Fé dos Homens apenas em três instrumentos - piano, baixo acústico e participar na faixa “Tristesse” do seu último CD, “Pietá”. 18.30 Veterinário de Emergência 18.30 Onda Curta bateria -, tudo no disco faz lembrar Elis Regina. Entre outros grandes nomes com composições suas 19.00 Arranha-Céus, Pontes e Túneis 19.00 Como Construir Um Ser Humano Algo que Maria Rita - que sempre que pode evita incluídas neste primeiro álbum de Maria Rita, conta-se 20.00 RTP Crianças 20.00 RTP Crianças falar da mãe - encara naturalmente como uma herança também Rita Lee, cantora que Elis Regina adorava. 20.30 S-Club 7: Viva S-Club 20.30 Série a designar da “carga genética” de Elis Regina. 21.00 Casei com uma Feiticeira De Rita Lee, figuram no CD as canções “Pagu” (em 21.00 Casei com uma Feiticeira “As semelhanças são genéticas, não são parceria com Zélia Duncan) e “Agora Só Falta Você”, em 21.30 Bombordo 21.30 Planeta Azul 22.00 Jornal 2 conscientes. que Maria Rita, como que explicando a sua opção - aos 22.00 Jornal 2 22.30 História de Nikita Musicalmente então, eu não ouço tanto Elis Regina 26 anos - pela música, canta que “um certo dia resolvi 23.00 Mentes Assassinas 00.00 5 Noites 5 Filmes: quanto ouço Ella Fitzgerald. Elis, para mim, é antes de mudar e fazer tudo o que eu queria fazer”. 00.00 5 Noites 5 Filmes: “Luzes da Ribalta” tudo minha mãe. Entre outros temas mais ou menos conhecidos e “Fim Feliz” 01.30 Andrómeda Quando canto, fico tão envolvida que não penso alguns inéditos, o trabalho inclui ainda composições de 01.30 Andrómeda no Lula, não penso no meu namorado, não penso na Cláudio Lins (“Cupido”), Renato Motha (“Menina da minha mãe”, diz. Lua”) e Vítor Ramil (“Estrela, Estrela”, que Gal Costa “Ela foi um mito para a música e para a cultura do celebrizou nos anos de 1980). Brasil. Eu canto também, sou a filha (....). Lido com isso O álbum inclui também três temas de Marcelo 06.45 Iô-Iô 06.45 Iô-Iô muito numa boa. Acho supernatural a comparação”, Camelo, músico da banda Los Hermanos, de quem a 09.15 A Minha Família é uma Animação 09.15 A Minha Família é uma Animação adianta, realçando contudo que detesta ser definida como cantora gravou os inéditos “Cara Valente” e “Santa Chuva” 10.00 SIC 10 Horas 10.00 SIC 10 Horas “a próxima Elis”. e o já conhecido “Veja Bem Meu Bem”. 13.00 Primeiro Jornal 13.00 Primeiro Jornal “A única coisa que eu não curto e que acho Sobre o facto de ter escolhido para este seu primeiro 14.00 Às Duas Por Três 14.00 Às Duas Por Três desrespeitoso, não só comigo, mas também com ela, é álbum músicas que foram êxitos em outras vozes, Maria 16.45 Malhação 16.45 Malhação quando dizem que alguém veio tomar o lugar, que eu Rita defende que, “mais uma vez, foi guiada pela sua 17.30 O Beijo do Vampiro 17.30 O Beijo do Vampiro sou a próxima Elis”, salienta, qualificando tais preocupação em ser intérprete”. 18.30 New Wave 18.30 New Wave afirmações como “comentários desnecessários”. “Se gravasse um disco só de temas inéditos, não 19.00 Agora É Que São Elas 19.00 Agora É Que São Elas “Como cantora, acho que dificilmente teremos daria um padrão ao público, uma possibilidade de 20.00 Jornal da Noite 20.00 Jornal da Noite igual (a Elis Regina). Não teremos igual!”, assegura. comparação. Porque quando se canta alguma coisa já 21.15 Malucos do Riso 21.15 Malucos do Riso O CD, simplesmente intitulado “Maria Rita”, de 21.45 Mulheres Apaixonadas 21.45 Mulheres Apaixonadas conhecida, ou se imprime a sua marca, e se cria uma 22.45 Kubanacan 22.45 Kubanacan 13 faixas (mais uma interactiva que permite o identidade, ou não se cria, e eu queria criar”, salienta 23.45 Hora Extra 23.45 Acção Total: “download” de outras duas músicas pela Internet), é Maria Rita, filha de Elis Regina e do músico César Camargo 01.30 Cine América: “O Uivo do Coiote” lançado por Maria Rita após uma experiência de vida Mariano. “Billy Bathgate” 01.45 Cuidado com as Aparências 03.30 South Park 02.30 Residencial Tejo 03.30 South Park bibliotecas Municipal – Aberta das 9 às 12,30 e das 14 às 17,30 Joanina – Das 9 às 12 e das 14 às 17 horas. Todos horas (2.ª a 6.ª feira). Encerra aos sábados e os dias. domingos. Casa-Museu Bissaya Barreto – Aberta das 15 às Geral da Universidade – Das 9 às 22,45 horas 2.ª 17 horas - 3.ª a 6.ª feiras. Encerra - sábados, 07.30 Animações 07.30 Animações 09.00 Ligar P’ra Ganhar 09.00 Ligar P’ra Ganhar sábado das 9 às 12,45 horas. Fecha ao domingo. domingos e feriados. 10.00 Olá Portugal 10.00 Olá Portugal Centro de Documentação da A. R. S. – Aberta das 9 13.00 TVI Jornal 13.00 TVI Jornal Arquivo da Universidade – Das 9 às 12,30 e das 14 14.00 A Vida É Bela 14.00 A Vida É Bela às 13 e das 14 às 17 horas. Fecha aos sábados e às 18 horas (2.ª e 3.ª feira), das 9 às 12,30 e das 14 domingos. 14.45 Big Brother Gala 16.45 Bons Vizinhos 17.00 Big Brother Extra 17.00 Big Brother Extra às 17,30 horas (4.ª, 5.ª e 6.ª). Fecha ao sábado e 17.30 Bons Vizinhos 17.30 Quem Quer Ganha domingo. Centro de Documentação 25 de Abril 18.00 Quem Quer Ganha 18.30 Big Brother Compacto 19.00 Morangos com Açúcar 19.00 Morangos com Açúcar 20.00 Jornal Nacional 21.30 Big Brother Compacto 20.00 Jornal Nacional 21.30 Big Brother Compacto rádios museus 21.45 Saber Amar 21.45 Saber Amar 22.45 O Teu Olhar 22.45 O Teu Olhar COIMBRA Casa Museu B. Barreto — Das 15 às 17 horas (3.ª a •RDPCentro ............................................ 94.9 6.ª), das 10 às 12 e das 15 às 17 horas (sábados e 23.45 Coração Malandro 23.45 Coração Malandro domingos). Fechado à segunda-feira e feriados. 00.30 Filme: a designar 00.15 Espectáculo ao Vivo: •Universidade ........................................ 107.9 Laboratório Minerológico e Geológico — Das 9,30 02.00 Filme: “O Homem que Mordeu o Cão” •90FM ...................................................... 9 0 às 12,30 e das 14 às 17 horas. Fechado aos sábados e “A Hora do Amor” 01.30 Filme: • Província (Anadia) ................................. 100.8 domingos. 04.30 Dona Anja “O Mayor de Casterbridge” • Clube de Arganil ..................................... 88.5 Académico — Colégio S. Jerónimo Telef. 239 827-396. 04.30 Dona Anja •ConcelhoCantanhede ............................... 1 3 0 Arte Sacra — Pátio da Universidade. • Regional Centro (Condeixa) ..................... 96.2 Laboratório Antropológico — De segunda a sexta das 9,30 às 12,30 e das 14 às 17,30 horas. • C. Foz Mondego (F Foz) .......................... 99.1 . Machado de Castro — Das 9,30 às 12,30 e das 14 às •Maiorca .................................................. 92.1 17,00 horas. Fechado à segunda-feira. • Clube da Lousã ....................................... 95.3 Militar — Das 10 às 12 e das 14 às 17 horas. Todos os dias. HOLLYWOOD HOLLYWOOD • C. da Pampilhosa .................................... 92.6 Monográfico de Conímbriga — Ruínas abertas todos • Dueça (M. Corvo) ..................................... 94.5 os dias das 9,30 às 13 horas e das 14 às 18 horas. 16.30 Os Despojos do Dia 19.00 Fim-de-Semana em Família • Beira Litoral (Montemor) ......................... 101.7 Nacional da Ciência e da Técnica — Das 9,30, às 12,30 e das 14 às 17 horas. De segunda a sexta-feira. SIC MULHER SIC MULHER • Popular de Soure. .................................. 104.4 Transportes Urbanos — Segunda a sexta das 9,00 às • Santo André (Poiares) ............................ 100.5 12,30 horas e das 14 às 17,30 horas. 23.30 Vícios e Virtudes 00.30 Páginas Soltas 17/09/03
    • última página Regresso às aulas Milhares voltam à escola com novidades e protestos O ano lectivo arrancou Monchique e Figueira de próximo ano, ao contrário de ção que segundo dados do ficaram desempregados, adivi- passado), segundo contabiliza Castelo Rodrigo como os 2005, como está previsto. Sindicato dos Professores da nhando-se uma “grande luta” o SPRC. anteontem com concelhos com a menor taxa de A falta de uma auxiliar Região Centro (SPRC) afecta para os docentes. “É um número verda- algumas novidades, ocupação das suas escolas. educativa na Escola do 1.º 50 mil licenciados, mas os erros Em conferência de im- deiramente assombroso, um mas também críticas O novo ano tem ainda co- Ciclo do Ensino básico de Fala, na colocação dos professores prensa, o dirigente Mário problema extremamente preo- mo novidade o fim da segunda Coimbra, foi a causa alegada também foram referidos, Nogueira disse que, na Região cupante e grave, que não é só dos sindicatos ao chamada da primeira fase de pelos pais de cerca de cem Centro, a generalidade das dos professores mas do país”, atingindo cerca de 500 pessoas. elevado desemprego de exames nacionais do ensino alunos que também fecharam o Para a Federação Nacional escolas abriu as portas an- considerou Mário Nogueira. docentes e escolas secundário, decorrendo a fase estabelecimento a cadeado. dos Sindicatos da Educação teontem, mas não iniciou as O dirigente sindical ques- fechadas em protesto ainda em Julho e acabando por No Algarve, das 367 (FNE), é chocante “que se aulas. tiona “como é possível um país isso a época de Setembro. escolas e jardins de infância, só continuem a desbaratar recur- “Ao contrário do que com a maior taxa de abandono por falta de infra- Mas a falta de auxiliares, um jardim-escola em Vale de sos humanos num país com tão anuncia a Direcção Regio- e insucesso escolar da União estruturas, refeições ou de infraestruturas, Venda, Loulé, não abriu, porque elevados níveis de analfabe- nal de Educação do Centro Europeia e com cerca de um funcionários e bem como de condições de os pais boicotaram a recepção tismo, tão baixas taxas de (DREC), a grande maioria das milhão de analfabetos ter cerca higiene e segurança motivaram aos alunos por considerarem escolarização e taxas de aban- escolas do Ensino Básico 2/3 e de 50 mil professores licencia- condições de críticas e boicotes ao início das que não estavam reunidas as dono escolar inaceitáveis”. Secundárias apenas inicia as dos no desemprego”. salubridade. aulas em todo o país. condições mínimas de salu- O SPRC criticou o facto aulas hoje, amanhã ou mesmo O SPRC denunciou tam- A Federação Nacional do bridade. de a grande maioria das escolas segund -feira” (dia 22), como bém a existência de diversos Regressaram às aulas 1,4 Ensino e Investigação (FENEI) Em Ovar, a Associação de não começar as aulas anteon- em Montemor-o-Velho e Lousã. erros na colocação de docentes milhões de alunos e 147.400 salientou que muitas escolas Pais da Escola dos Combatentes tem, mas apenas ao longo desta Em alguns concelhos, que, de acordo com Mário professores, o que representa portuguesas abriram as suas alertou para a degradação das e da próxima semana, que como Soure (distrito de Coim- Nogueira, serão em todo o país uma redução de 2793 docentes portas com carências, como falta tabelas de basquetebol na área atribui a “erros e atrasos na bra) jardins-de-infância iniciam “mais de meio milhar”. em relação ao ano passado. de professores e pessoal auxiliar desportiva, uma das quais caiu colocação de professores, cria- a actividade escolar apenas em “Há professores coloca- Em matéria de reduções, e de salas, obras de remodelação há dias, embora sem causar ção ilegal de mega-agrupa- finais de Outubro, porque “só dos em duas escolas, outros este ano também há menos 782 ou conservação ainda a danos pessoais. mentos e falta de pessoal agora estão em obras”. ainda sem trabalho por falta de escolas na rede escolar pública decorrer, má conservação dos A falta de segurança é auxiliar e administrativo”. “Erros e atrasos na colo- definição de horários, docentes e menos 121 estabelecimentos espaços. também denunciada pela O Sindicato de Professores cação de professores, criação colocados em áreas diferentes privados. A FENEI destacou ainda Associação Sindical dos Pro- da Zona Norte (SPZN) exigiu ilegal de mega-agrupamentos daquelas para as quais estão O primeiro-ministro anun- a falta de jardins de infância em fessores Licenciados, que ainda a rápida correcção das e falta de pessoal auxiliar e habilitados”, disse, referindo-se ciou na segunda feira, em Lisboa, Setúbal e Porto e de alertou para problemas ao nível colocações dos professores, administrativo” nas escolas à situação na Região Centro, Alfândega da Fé, que os esta- Escolas Profissionais públicas de infra-estruturas, saneamento qualificando de “inaceitável foram algumas das situações que tem levado vários profes- belecimentos de ensino com para introduzir qualificadamen- básico e planos de emergência que não tenham sido agilizados apresentadas pelo SPRC. sores a recorrer aos serviços menos de dez alunos serão te os jovens na vida activa. em escolas dos concelhos de todos os mecanismos que Para o dirigente do SPRC, jurídicos do sindicato. encerrados até 2007, no âmbito A Confederação Nacio- Montemor-o-Velho e Figueira garantissem, sem sobressaltos, “só há uma de duas leituras A formação e funciona- de um programa especial de nal de Associações de Pais da Foz. de um processo de colocações quando o governo afirma não mento de agrupamentos de reordenamento da rede escolar, (CONFAP) criticou o facto do Elevadores e esgotos que que beneficia os professores, as existirem problemas no arran- escolas “à margem da lei, sem de forma a “concentrar recursos ano lectivo começar sem que não funcionam e inexistência escolas e, obviamente, os que do ano lectivo: ou não os que tenham sido consultadas as em escolas com melhores haja a garantia de uma refeição de planos de emergência alunos”. conhece ou manifesta falta de autarquias” é outra das ques- condições e qualidade”. quente por dia a todas as afectam a escola básica de Pe- vontade política para os tões levantadas. Esta situação poderá afec- crianças das escolas do 1ºciclo. reira, enquanto casas de banho SPRC alerta para atrasos na resolver”. “Será um ano de grande tar pelo menos dez concelhos A CONFAP considera exteriores, humidade, portas e abertura do ano lectivo Este ano, em que foram luta para os professores”, que do país, onde mais de metade ainda que Portugal está “longe janelas degradadas, salitre nas suprimidos os mini-concursos, serão confrontados com vá- das escolas do 1.º ciclo têm de ter nas escolas os professores paredes e chão a levantar são O SPRC sustentou que vários o desemprego terá atingido rias alterações legislativas no menos de seis alunos. efectivamente necessários”. os problemas detectados pela erros e falhas atrasaram o cerca de 50 mil docentes, entre sector, nomeadamente a nova Um estudo do Ministério Os alunos das sete escolas associação na escola básica de arranque do ano lectivo, já que os quais 30 mil dos ensinos lei de bases do sistema edu- da Educação, apresentado em básicas da freguesia do Po- Maiorca, na Figueira da Foz. apesar de muitas escolas terem básico e secundários (7.500 na cativo, que levará o SPRC a Março, aponta Almeida, Olei- ceirão, Palmela, faltaram ao Para os sindicatos, o arran- aberto as portas, as aulas só Região Centro), cinco mil do promover debates com depu- ros, Pinhel, Meda, Alfândega da primeiro dia de aulas para que do ano lectivo fica marcado começam mais tarde. pré-escolar e mais 14 mil do tados da Assembleia da Fé, Vimioso, Pampilhosa da reivindicar o início da cons- pela elevada taxa de desem- O sindicato frisou ainda ensino superior (tendo em conta República, em Outubro, em Serra, Carrazeda de Ansiães, trução de uma escola 2+3, já no prego entre os docentes, situa- que este ano 50 mil licenciados o número registado o ano Coimbra e Viseu. quando, de forma comovente e Galeria de Arte “A Capitel” distinguida com a voz embargada, elogiou o percurso do seu pai, “um autodidacta, um ser curioso e Medalha de Mérito Cultural interessado pela cultura, sa- bendo incutir nos seus filhos esse gosto”. Realçou também a premeia trabalho e dedicação sua coragem, determinação e gosto pela arte e cultura. “Quando menos se esperava, devido até à idade, resolveu O Castelo de Leiria foi abraçar o seu projecto, con- cretizando o seu sonho, e a sua palco, no dia 5 de galeria, não com o pensamento Setembro, de uma no lucro comercial mas sim cerimónia ímpar que como ponto de encontro digno e de apoio aos artistas da sua serviu para distinguir cidade”, sublinhou. diversas Depois das palavras senti- individualidades ligadas das do seu filho, Joaquim Vieira Joaquim Vieira (Filho) falou, muito emocionado, do seu pai e ficou ainda mais emocionado da sua dedicação à arte às artes e associações culturais e desportivas quando este leu uma mensagem da região de Leiria. de longe, do pintor João Mário, onde o classificava como “um Com o Castelo como homem ímpar” e que, devido à Joaquim Vieira, na altura em que recebia a condecoração impossibilidade de estar pre- cenário, a Academia de Letras e Artes de Paranapuã – ALAP, do sente, dizia: “Onde me encontre, Rio de Janeiro, Brasil, realizou enraíze, e que contribua para o gestão e disponibilidade para o pararei pelas 18 horas, erguerei uma cerimónia única, que serviu estreitar de laços de amizade e conhecimento e divulgação de os olhos ao céu e agradecerei a para homenagear diversas reconhecimento entre estes dois tantos artistas brasileiros que ali Deus, ter permitido tamanho entidades da região e que contou países irmãos. Uma banda filar- já expuseram as suas obras. acto de justiça, que é sem dúvida com a presença de representantes mónica, um rancho e o coro Dada a importância do a homenagem agora prestada”. do Governo Civil de Leiria e das “Canta Libis” do Grupo da Cai- evento, associaram-se à ceri- O delegado da ALAP em câmaras de Leiria, Figueiró dos xa Geral de Depósitos, associa- mónia vários amigos do home- Leiria, Arménio Vasconcelos, Vinhos, Ansião, Batalha e mui- ram-se a esta festa, encantando a nageado, como o mestre Carlos entregou a Joaquim Vieira a tos outros convidados, que lo- numerosa assistência. Alberto Santos, o nosso Victor Medalha de Mérito Cultural taram por completo um dos am- Uma das individualidades Ramos, entre outros. “Austregésilo de Athayde”. Para plos e belos salões do Castelo. distinguidas foi o nosso bom Coube a Joaquim Vieira além da Medalha, Joaquim Vieira Organizado pela ALAP, amigo Joaquim Vieira e a sua (Filho), ilustre jornalista e Arménio Vasconcelos, delegado em Leiria da ALAP, e duas recebeu ainda dois diplomas, um esta cerimónia pretende ser uma conceituada Galeria de Arte “A escritor, protagonizar um dos representantes brasileiras da Academia apresentaram as dedicado a si e outro dedicado à semente avançada, que se espera Capitel”, pela sua criteriosa momentos altos da cerimónia, personalidades e entidades distinguidas Galeria “A Capitel”.