• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
O Despertar – 8185 – 3.01.2003
 

O Despertar – 8185 – 3.01.2003

on

  • 3,541 views

Versão integral da edição n.º 8185 do bi-semanário “O Despertar”, que se publica em Coimbra. Ao tempo dirigido por Artur Almeida e Sousa. Primeira edição de 2003. Jornal fundado em 1917. ...

Versão integral da edição n.º 8185 do bi-semanário “O Despertar”, que se publica em Coimbra. Ao tempo dirigido por Artur Almeida e Sousa. Primeira edição de 2003. Jornal fundado em 1917. 3.01.2003.

Para além de poderem ser úteis para o público em geral, estes documentos destinam-se a apoio dos alunos que frequentam as unidades curriculares de “Arte e Técnicas de Titular”, “Laboratório de Imprensa I” e “Laboratório de Imprensa II”, leccionadas por Dinis Manuel Alves no Instituto Superior Miguel Torga (www.ismt.pt).

Para saber mais sobre a arte e as técnicas de titular na imprensa, assim como sobre a “Intertextualidade”, visite http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm (necessita de ter instalado o Java Runtime Environment), e www.youtube.com/discover747

Visite outros sítios de Dinis Manuel Alves em www.mediatico.com.pt , www.slideshare.net/dmpa,
www.youtube.com/mediapolisxxi, www.youtube.com/fotographarte, www.youtube.com/tiremmedestefilme, www.youtube.com/discover747 ,
http://www.youtube.com/camarafixa, , http://videos.sapo.pt/lapisazul/playview/2 e em www.mogulus.com/otalcanal
Ainda: http://www.mediatico.com.pt/diasdecoimbra/ , http://www.mediatico.com.pt/redor/ ,
http://www.mediatico.com.pt/fe/ , http://www.mediatico.com.pt/fitas/ , http://www.mediatico.com.pt/redor2/, http://www.mediatico.com.pt/foto/yr2.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/foto/index.htm , http://www.mediatico.com.pt/luanda/ ,
http://www.biblioteca2.fcpages.com/nimas/intro.html

Statistics

Views

Total Views
3,541
Views on SlideShare
3,541
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
9
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    O Despertar – 8185 – 3.01.2003 O Despertar – 8185 – 3.01.2003 Presentation Transcript

    • Hoje Arte na Figueira No Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz continua Rua Pedro Roxa, 27 a 31 patente, até 2 de Fevereiro, a Director: Artur Almeida e Sousa 3000-330 COIMBRA exposição “O Fazer Artístico”, uma FUNDADO EM 1917 Tel. 239 85 27 10/11/12 mostra da responsabilidade da Fax 239 85 27 19 ARCA/EUAC – Escola Universitária BI-SEMANÁRIO REPUBLICANO INDEPENDENTE Email: despertar@netc.pt das Artes de Coimbra. Esta PORTE PAGO exposição reúne alguns trabalhos de alunos das áreas de pintura, Sexta feira • 3 de Janeiro de 2003 • Ano 85 • N.º 8185 – 0,50 e escultura e cerâmica. Esculturas na CMC Na Galeria do Átrio da Casa Municipal da Cultura (CMC), em Coimbra, continua patente, até ao dia 5, a exposição de esculturas de Jorge da Conceição. Esta mostra reúne várias esculturas, construídas em materiais diversos (como madeira, ferro e pedra), que revelam a simplicidade das coisas, girando em torno de temas como a figura feminina, o vestuário e os gestos do quotidiano. Recriação do presépio Na Capela de S. João Baptista, em Pé de Cão (Bencanta), pode ser apreciado, até 5 de Janeiro, a recriação do presépio antigo, preparado com todo o rigor histórico pelo Grupo de Jovens de Pé de Cão. Este presépio foi elaborado por jovens com idades entre os 13 e os 17 anos e é encarado também como uma forma de envolver os jovens na comunidade e na vida religiosa. Quem ainda não o visitou, pode fazê-lo no dia 5, das 9 às 11 horas e das 17 às 20. Concerto em Cantanhede Na Igreja Matriz de Cantanhede realiza-se hoje, às 21.30 horas, o Plano urbanístico de Coimbra Concerto de Ano Novo, com a Orquestra Silver Strings S. Petersburgo. Este concerto é organizado pela Câmara Municipal é fundamental para o desenvolvimento e pelo Inatel – Delegação de Coimbra e conta com o apoio do grupo de Instrumentos de Sopro de Página 3 Coimbra e Paróquia de S. Pedro. “O País de Natal” No Átrio da Biblioteca Municipal da Lousã está patente, até 13 de Janeiro, a exposição de desenhos Outubro, Novembro e Dezembro “O País de Natal”, uma exposição que reúne trabalhos do concurso dos alunos do pré-escolar e dos 1.º, em final de balanço de 2002 Páginas centrais 2.º e 3.º ciclos das escolas do concelho da Lousã. Esta mostra é organizada pela Comissão de Protecção de Crianças e Jovens da Lousã e conta com o apoio da autarquia. AM denuncia Sérgio Conceição oferece bilheteira Amanhã ruptura no CHC Página 4 do jogo Académica-Varzim “Pinceladas de amor” Na Biblioteca Alberto Martins de Carvalho, em Coja, é inaugurada amanhã, pelas 16 horas, a Espera dos Reis exposição de pintura de Vanda André Silva, intitulada “Pinceladas recriada domingo de Amor – o prazer de pintar, o Página 5 prazer de ensinar, um caminho a percorrer”. Vanda André Silva é natural de Luanda e reside em Coja, onde continua a pintar e a ensinar. Desemprego no distrito Muitos dos seus trabalhos encontram-se espalhados por preocupa sindicatos Portugal, Itália, Inglaterra, Estados Página 9 Unidos da América e Canadá, em Página 3 colecções particulares.
    • opinião 2 artes & artistas Aguarela de Leiria Susana Bravo na Galeria Santa Clara (6) Joaquim Vieira Manuel Bontempo JOSÉ LEANDRO A pintura de Susana Bravo, na sua Foi precisamente a partir dos anos 30 que se assistiu ao retrocesso das expressão directa e simbólica, é uma oficinas de barbearia. Os oficiais daquele ramo começaram a rejeitar arte extrovertida em nuances que se os aprendizes, jovens que, logo após a escola primária, e como o afirmam e onde a figura feminina trabalho não era violento nem carecia de estudos para a denuncia várias leituras, ideias, num profissionalização, facilmente se integravam naquele emprego, traço revoltado que insinua valor, raça, satisfazendo assim as aptidões e recebendo um estímulo para conseguir onde permanece o “humano”, a figura, uma posição honrosa na sociedade. Este retrocesso deveu-se ao facto que se afasta da ortodoxia, e se converte de o trabalho começar a escaciar, e devido a quê? Três razões na importância que satisfaz, em vários fundamentais foram a indiscutível causa do declínio da profissão, já ângulos, os mais exigentes. não falando na concorrência, que também predominava. Ávida de uma mostragem uni- A primeira das causas foram as lâminas em folha de aço, que se versalista ou duma certa influência adaptam a uma peça de ferramenta, com a qual se faz a barba sem cosmopolitizada, a pintora nunca se dificuldade, contribuindo assim para que se não perca tanto tempo socorre do insólito, do bizarro para dar no barbeiro. os efeitos procurados. Mesmo um Entretanto começam a proliferar os chamados salões de determinado intelectualismo serve a cabeleireiro (a), montados por senhoras e por vezes com os respectivos esta artista valiosa para reivindicar para maridos. Assim, já a maior parte das senhoras deixavam de ir aos si sem demagogia da cor ou do barbeiros para arranjar os cabelos, sendo mais próprio fazer aquele formalismo uma visão do mundo, do trabalho por mãos femininas nos respectivos salões. seu mundo, que se capta em estesia. Por último, a grande revolução, foram as máquinas eléctricas de Ficámos, de facto, encantados barbear, cujo sistema contribuiu para mais de 80 ou 90 por cento dos com esta exposição na Galeria Santa homens deixarem de ir ao barbeiro duas ou três vezes por semana Clara pela constância de vincular o para fazer a barba. Faziam-na em suas próprias casas, sem sabão, com impressionismo-expressionismo, ou se mais comodidade, mais rapidez e mais higiene. Eu mesmo, confesso, quisermos, uma atitude livre, sem ser fui um dos que contribuíram para a desleal concorrência àqueles libertina, da criadora de belos quadros oficiais. Vou dizer porquê e como: nos dar correntes que se entrechocam, Na ocasião, era agente oficial em Leiria da Philips Portuguesa, e como uma apreensão de novos valores foi prometida uma viagem à Holanda a quem vendesse para cima de estéticos. uma determinada quantidade, de máquinas Philishave (passe a Alguns empastamentos ou a publicidade). mistura da espátula e do pincel, coisa Haveria portanto que fazer uma campanha especial, a fim de que se observa, mesmo sem lupa, ou de ganhar o prémio, o que consegui com muita facilidade. Na ocasião, leve, torna-se um excesso de graça. estavam a electrificar as aldeias periféricas de Leiria, e assim que A Galeria Santa Clara através eram feitas as respectivas ligações à central eléctrica, logo me destes anos todos mostra “artistas deslocava ao local para fazer demonstrações com aquelas máquinas. singulares, uns melhores que outros, Era raro aquele que não desejasse experimentar, e eu mesmo é que lhe mas personalidades na plenitude dos fazia a barba, com tanta suavidade que quase todos compravam. Mas valores estéticos, éticos e filosóficos”, não termina aqui a minha concorrência ao desgraçado barbei- ro. onde, nós nos temos deliciado com Olga Seco da Galeria Santa Clara e Susana Bravo na abertura da Ainda hoje, os jovens dos finais dos anos 40 se lembram de novas descobertas. exposição pedir aos pais uma moeda de um escudo, a fim de pôr a funcionar a O caso de Susana Bravo! montra da Novilux, nome do meu estabelecimento. Colocava-se a Nesta pintora que sabe o que faz, tudo suavisado pelo fundamento não uma crítica, que fica para outra moeda numa ranhura e logo a montra se começava a movimentar da estudiosa, não se invoca a experiência consciente da sua graciosa feminilidade. ocasião. seguinte maneira: abria-se uma cortina e aparecia um funeral composto mas a vocação que não impede de Pintura peculiar e pessoal; a Mas realçamos as sensações de por um caixão destapado, levando dentro uma “Gillete” e transportado muitos dos seus magníficos quadros pintora constroi o seu mundo com a volume, o movimento, a grandeza da por quatro Philishaves, acompanhados por um grande cortejo fúnebre, possuirem a experimentação labo- sua autêntica ferramenta e os quadros forma, o simbólico que lhe empresta, formado também por máquinas daquela marca. Após a passagem do ratorial metodicamente provocada pela que expõe estão de acordo consigo por vezes, um ar de mistério. funeral fechava-se a cortina. sua fina estesia, sobre o que enxerga, mesmo, na rara espontaneidade em que Leitura universal. Sensualismo na O dinheiro que fazia movimentar a montra entrava para um sobre os sonhos e as visões, factos e brotam facies de encantamento numa cor. Sensualismo não na sua função cofre dentro do estabelecimento, e era depois distribuído, em par- relatos de viagem, de quem do relativo linhagem de grandes pintores. psicanalítica ou fisiológica mas no tes iguais, para fins de beneficência, ao Albergue Distrital da P.S.P. busca o Absoluto. Leitura larga e relatora da história, requintado simbolismo. e à admirável obra de D. Carolina Ribeiro a favor dos pobres de sua O prazer dos sentidos é em Susana no rigor da expressão, da história bem E Susana Bravo faz tudo sem cair protecção. Bravo um estado emocional de viver a entendido de pintar diferentemente e em academismos mas experimentando O barbeiro José Leandro chegou a ter outra barbearia na Sismaria, verdade antes de qualquer teoria ou vai ficando na “galeria de tantos vários caminhos, várias vias em face de para onde ia trabalhar duas ou três vezes por semana. Mais tarde, tendência literária. Não há qualquer talentosos pintores”, como Vasco protagonista da nossa cultura. deixou esta profissão e montou uma oficina de amolar tesouras e separação entre a intuição e a fórmula Berardo, Lúcia Maia, e mesmo Pomar, A sua pintura é o gesto, a forma, o facas, de arranjar chapéus de chuva, etc... Pouco tempo depois vital como pinta. Artista de raíz faz um ou ainda Pinho Dinis, por usar linhas e conteúdo, a luz e sombra, os ritmos do adoeceu, e, até ao final da vida, quem lhe valia era um seu irmão. Isto canto modernista às figuras que se contra-linhas, que lembram em sonho traçado por mãos sábias e ricas a ocorreu nos finais dos anos 40. chocam, se repelem, se aceitam, se pequenos átomos estes artistas e segue dar-nos beleza a rodos. amam, numa conduta unitária, de mil na figura o caminho de Lopo, certa- O abstraccionismo ou quejanda cores e perspectivas, na subjectividade mente com leituras várias. coisa, que usa, em tantos quadros, não é dominante de processos de boa técnica É uma crónica que escrevemos e circunstancial mas uma via de relação entre pintor-público. O seu a seu dono Recusa o jogo ambíguo. Foi de facto para o crítico hoje mero cronista uma “novidade bem saborosa” o estruturalismo duma “Reflectir o Natal” pintura que se agiganta, cada vez mais, Na nossa edição especial de Natal, referimos, por lapso, que o poema “Reflectir o Natal” era da autoria de Alda Belo. Vimos pedir assim as quando rejeita o “mero devaneio”. mais sinceras desculpas à verdadeira autora, Alda Constança, e, simultaneamente, agradecer-lhe a colaboração e desejar-lhe a continua- ção de umas festas felizes. VENDE-SE, VIVENDA na Encosta da Quinta da Romeira 4 suites; 3 salões; solário; 2 cozinhas, sendo uma rústica; 7 casas de banho. Piscina com telheiro de apoio. Ar IMOBILIÁRIA PATROCÍNlO TAVARES, S. A. Condicionado e Aquecimento Central. Jardins c/ sistema de rega automática. – CONSTRUÇÃO CIVIL – COMPRA, VENDA DE PROPRIEDADES Contacto: Tlm. 962 542 078 Rua da Sofia, 175 C 3000 COIMBRA Tel. 239 963 851 Tels. 2 39 854 730 Fax 239 854 735 Aspecto da inauguração da exposição de Susana Bravo Denominação Social: Oficinas Gráficas: Redacção e Administração: ANTÓNIO DE SOUSA (HERDEIROS), LDA. Rua Pedro Roxa, 27 a 31 Composição, Montagem e Rua Pedro Roxa, 7-1.º Contrib. N.º 502 137 258 - Cap. Social: 7.481,97 Euros Tel. 239 85 27 10/11/12 Impressão nas Oficinas BI-SEMANÁRIO Tel. 239 85 27 10/11/12 Gerência: Gráficas de “O Despertar” Fax 239 85 27 19 (Sai às quartas e sextas feiras) Fax 239 85 27 19 Artur Almeida e Sousa; Lúcia Maria Sousa Correia Tiragem média no mês de Dezembro 18.000 Exemplares Número de Registo 100117 e José Carlos Antunes Email: despertar@netc.pt 03/01/03
    • coimbra 3 Plano de Urbanização da cidade Números preocupam Distrito é “peça chave” para desenvolvimento perdeu mil postos a criação de espaços de utilização A autarquia de Coimbra pública qualificados” é outro dos pontos incluídos na proposta. de trabalho aprovou na segunda feira, O documento, apresentado na A crise da indústria no distrito por unanimidade, os termos reunião pelo vereador João Rebelo, de Coimbra acentuou-se nos de referência do novo Plano será enviado a diversas entidades - juntas de freguesia, núcleo de últimos 12 meses, com a perda de Urbanização (PU), Coimbra da Ordem dos Arquitectos, de pelo menos, um milhar de considerado pelo presidente Ordem dos Engenheiros da Região postos de trabalho, segundo a da Câmara, Carlos Centro, Conselho da Cidade e Associação Pro Urbe - para que estas União dos Sindicatos de Encarnação, como uma se possam pronunciar, apresentar Coimbra (USC). “peça chave” para o pareceres e eventuais sugestões até 20 desenvolvimento urbanístico de Janeiro de 2003. O presidente da Câmara de da cidade. “Não se está ainda a fazer o Plano Coimbra, Carlos Encarnação, “vai ter de Urbanização, o que está em causa que alargar o cemitério de empresas que Aludindo ao novo PU, que a são os termos de referência, este estão a encerrar”, disse na segunda feira autarquia prevê possa estar concluído primeiro documento trata de acertar a à agência Lusa o coordenador da USC, em finais de 2004 e cujos termos de metodologia a seguir”, afirmou o António Moreira, recordando promes- referência [a metodologia a seguir] vereador, justificando o envio do sas que o autarca fez há um ano, na foram agora aprovados em sessão de documento às referidas entidades campanha eleitoral de Dezembro, com Câmara, Carlos Encarnação consi- “para que possa ser estudado, apro- vista a travar a falência e deslocalização derou-o “das propostas mais impor- fundado, para em finais de Janeiro ser de indústrias do concelho. tantes de todo este mandato”. discutido, acho que é esse mecanismo Na cerimónia de posse, em Janeiro, “É das questões fundamentais que tem de ser seguido”, disse. o presidente da Câmara - então com os que temos de resolver, vai ficar na Os passos seguintes passam pela trabalhadores de duas unidades fabris história do nosso mandato, é uma das consulta pública e abertura de con- concentrados junto aos Paços do peças chave para o desenvolvimento curso para elaboração do Plano de Concelho - assegurou que, com ele no urbanístico de Coimbra”, frisou o Urbanização, que João Rebelo prevê executivo, Coimbra deixaria de ser um autarca. possa estar concluído “em finais de “cemitério de empresas”. Carlos Encarnação lembrou que 2004”. Questionado sobre a evolução da “faltava há uma série de anos” um “O que precisamos claramente economia regional e a oferta de emprego Plano de Urbanização em Coimbra: hoje em Coimbra é ter um desenho de no último ano, desde as eleições “Anteriores trabalhos tiveram até cidade”, sublinhou em declarações à autárquicas, o sindicalista considerou financiamento comunitário, foi até agência Lusa o vereador. que Coimbra “tem sido um desastre consultado um especialista e acabou Os termos de referência hoje total”. aprovados tiveram o voto favorável Responsabilizando pela situação da oposição socialista que considerou sucessivos governos e lideranças tudo nas cascas!”, disse. proposta, destaca-se a necessidade de o novo plano de urbanização “uma municipais, António Moreira disse que peça importantíssima”. o encerramento de empresas não tem TRIBUNAL JUDICIAL Segundo o documento discu- tido na autarquia “desde 1970 a gestão “estabelecer uma identidade e ideia de cidade entendida num espaço “Que este PU possa ter como cessado na cidade e no distrito. urbanística da cidade foi-se apoiando metropolitano regional, nacional e objectivo final aquilo que em A lista da USC inclui a unidade de DA COMARCA parcialmente em estudos produzidos internacional”. Coimbra todos dizemos mas ninguém enchimento da Central de Cervejas, a - plano de ordenamento do Concelho A autarquia pretende ainda consegue fazer: uma política de solos, Proter (têxtil), a Bagir (têxtil) e a DE LEIRIA e de Urbanização da cidade - embora “estudar a criação de uma área para que os preços baixem e Coimbra Pastelaria Briosa - só no concelho de nenhum deles tenha chegado a ser metropolitana” abrangendo, numa possa ser competitiva a nível Coimbra -, além da CIV (têxtil) e da JLC 5.° Juízo Cível formalmente aprovado”. primeira instância, para além de nacional”, salientou o vereador Luís (calçado), em Miranda do Corvo, e da Vilar. Scottwool (têxtil), na Figueira da Foz. ANÚNCIO “E desde 1994 pelo Plano Director Municipal, instrumento que, Coimbra, os concelhos de Monte- mor-o-Velho, Figueira da Foz, O autarca do PS deixou ainda a O encerramento destas fábricas traduziu-se na perda de 700 postos de por definição, não se pode considerar Cantanhede, Soure, Mealhada, Pena- sugestão que no rol de entidades a 1.ª PUBLICAÇÃO de gestão urbanística”, refere igual- cova, Poiares, Lousã, Miranda do ouvir acerca da proposta fossem trabalho em apenas 12 meses, mas, mente o documento. Corvo, Penela e Condeixa-a-Nova. incluídas as cooperativas de habi- segundo estimativas do dirigente Processo: 541/2002 De entre os vários objectivos e tação. “Talvez sejam as que melhor sindical, o total de empregos perdidos Execução Ordinária “Conter a expansão urbana e intenções para a elaboração do novo definir zonas de intervenção urba- poderão intervir nesta área”, con- deverá ascender, pelo menos, ao milhar. Exequente: Companhia Geral de Crédito Predial Português PU, incluídos nas 40 páginas da nística prioritária em que se destaque cluiu. Em 2002, a USC revelou que a Executado: MARTHA MARIA DA região de Coimbra perdeu em dez anos GRAÇA SOARES e outros... 5.000 postos de trabalho, a maioria dos quais em indústrias tradicionais, Correm éditos de 20 dias para designadamente no sector têxtil. citação dos credores desconhecidos que gozem de garantia real sobre os bens penhorados aos executados abaixo indicados, para reclamarem o pagamento Sindicato teme salto no escuro 1 “Coimbra vai oferecer condições, lutar pela instalação de empresas e apostar no desenvolvimento econó- mico”, defendeu Carlos Encarnação, no dos respectivos créditos pelo produto de tais bens, no prazo de 15 dias, findo o dos éditos, que se começará a contar da segunda e última publicação do presente na “empresarialização” dos SMASC seu discurso de posse, a 15 de Janeiro. O autarca, que sucedeu ao socialista Manuel Machado, criticou anúncio. aceites e adianta serem desco- Coimbra. então “a afirmação repetida de que O Sindicato dos Trabalhadores nhecidos “aspectos organizativos É remetido para 2003 a nego- Coimbra não necessitava de indústrias, Bem penhorado: da Administração Pública fundamentais, tais como a estrutura e ciação com o Sindicato filiado na UGT mas de serviços apenas”, concluindo Fracção autónoma designada pela a orgânica da empresa (Águas de de um acordo de empresa. que “a tentação facilitada de deixar letra “G” do prédio urbano sito na freguesia (SINTAP) advertiu, no Coimbra, EM), horários de funcio- No mesmo ofício foram enviados morrer as empresas para se lhes substituir de Marrazes, inscrito na respectiva matriz domingo, que a namento e de trabalho, mecanismos os estatutos já aprovados, queixando- a especulação imobiliária ajudou ao da referida freguesia sob o art.° 3025.°, descrito na 2.ª Conservatória do Registo «empresarialização» dos de admissão de novos trabalhadores, -se o SINTAP de os representantes desastre”. Predial de Leiria com o n° 3431/ Marrazes. Serviços Municipalizados de tabelas salariais”, apesar de “já se dos trabalhadores não terem sido António Moreira defendeu que o conhecer a administração e as ouvidos, o que, entende, pode con- governo, perante vultuosas dívidas de Executados: Águas e Saneamento de remunerações que vão auferir”. figurar ilegalidades. empresas ao Fisco à Segurança Social, Executado: MARTHA MARIA DA Coimbra (SMASC) constitui “O SINTAP sempre se mostrou Para a estrutura sindical, o pro- “deveria intervir nos momentos GRAÇA SOARES, separada judicialmente um “salto no escuro”, por disponível para uma negociação que tocolo salvaguarda “alguns aspectos cruciais”. “Há encerramentos e falências residente: Urb. Quinta da Alçada, Lote 32, permitisse aos trabalhadores conhecer que decorrem da lei, mas poder-se-ia fraudulentos”, assegurou, salientando 3.° Dt.°, Sismaria, Marrazes, 2400 – LEIRIA faltar ainda regulamentar as as regras futuras, antes da entrada em ter ido mais além, protegendo, de que o tecido industrial da zona de condições de trabalho. funcionamento da nova empresa, em forma mais clara e transparente, os Coimbra continuou a degradar-se, em Executado: MANUEL AGOSTINHO DOMINGUES ALDEIA, solteiro, residente 2003”, adianta. direitos dos actuais trabalhadores”. relação a 2002, e “as soluções não têm Cabanas, Orbacém, 4910-ORBACÉM “A transformação dos SMASC O conselho de administração dos Apesar de se congratular com a aparecido”. na empresa municipal Águas de SMASC comunicou, através de “disponibilidade e abertura” mani- Na sua opinião, compete às autar- Leiria, 18-12-2002 Coimbra acaba por se traduzir, ofício, ao SINTAP a conclusão da festada pelo conselho de adminis- quias garantir alguns dos incentivos à N/Referência: 656534 imediatamente e de alguma forma, negociação do protocolo a estabe- tração dos SMASC, o Sindicato avisa instalação de novas indústrias. num salto para o escuro, por falta de lecer entre a Câmara de Coimbra e a que os trabalhadores estão dispostos António Moreira realçou que em A Juiz de Direito, regulamentação das condições de recém-criada empresa municipal, que a lutar e a desenvolver todas as formas Coimbra, os parques industriais “não Ana Cristina Batalha Cardoso trabalho”, sustenta o secretariado define a forma como os actuais de luta, incluindo a greve, caso não oferecem condições para cativar os regional do Centro do SINTAP. trabalhadores transitam para o quadro se conheçam “rapidamente, de forma empresários”, enquanto o município de O Oficial de Justiça, Helena Silva Em comunicado divulgado de pessoal da autarquia, sendo clara e transparente, as regras de Cantanhede, por exemplo, tem na sua domingo, a estrutura alega ter apre- posteriormente requisitados para funcionamento e as suas próprias opinião, uma política mais adequada a “O Despertar”, N.º 8185, 03/01/03 sentado propostas que não foram desempenhar funções na Águas de condições de trabalho”. esse fim. 03/01/03
    • coimbra 4 Assembleia Municipal denuncia Paróquia de S. José situações de ruptura no CHC A Ceia de Natal Situações de ruptura no Centro Hospitalar dos “sem família” de Coimbra (CHC) podem pôr Joaquim Fonseca universal... No próximo domingo três em causa o apoio às crianças Padres nativos de Benguela... vão transplantadas no Hospital Organizada, como habitualmente, começar a trabalhar na nossa diocese pelo Conselho Pastoral, com a de Coimbra! É bonita esta colaboração Pediátrico e a escala colaboração dos Vicentinos locais, mútua: os nossos estiveram em de cardiologistas na Urgência dando, assim, continuidade ao que – Moçambique, Angola... Agora são os dos Covões, denunciou a todos os títulos louvável - vem de lá que vêm celebrar connosco, o deputado municipal sucedendo, nesta Paróquia, há mais presidem às nossas celebrações. Que de 20 anos, no último dia 20 teve maravilha! Armando Gonçalves. lugar, no Salão Polivalente de S. José, Na refeição tomaram parte, a “ceia” de Natal dos “sem família”, aproximadamente, 140/150 pessoas. O médico, representante da facto que acontece anualmente na Destas, obviamente, bastantes eram de Assembleia Municipal de Coimbra quadra natalícia, proporcionando, Coimbra... Algumas dezenas de no Conselho Geral do CHC, é o autor deste modo, um pouco de calor africanos, originários dos PALOPs, de uma moção, aprovada por unani- humano aos “deslocados”. A Tradição marcaram presença. Também compa- midade na sexta-feira, que alerta para implica que o Natal seja a festa da receram uns 20 imigrantes dos países a agudização dos problemas no família e é com gestos destes que as de Leste: Ucrânia, Rússia, Bielorrusia, complexo hospitalar, gerando pessoas, longe dos seus, sentem menos Roménia... Estes são alguns dos que “situações de ruptura” nos três a falta do aconchego doméstico!... residem na área de Coimbra e têm apoio hospitais que o integram: Pediátrico, Antes do repasto, às 19h, foi a no ensino da Língua, etc., em S. José. Hospital Geral (Covões) e Materni- celebração da Eucaristia, na igreja de Os cânticos litúrgicos da Missa dade Bissaya-Barreto. S. José, à qual se associaram muitos foram interpretados pelos africanos Armando Gonçalves revelou no paroquianos. Esta Missa (efectiva- com as suas indumentárias, música, sábado à agência Lusa que no mente havia festa!) foi celebrada por: letra, etc., dos seus países de origem. Hospital Pediátrico de Coimbra (HPC) dois Missionários Combonianos, do Simplesmente comovente!!! o apoio às crianças transplantadas Seminário do Arieiro (área da Embora a cor da pele fosse (ou “está ameaçado pela deficiência do Paróquia) tendo um deles perma- seja) mais clara e mais escura existia, quadro”, com apenas um médico a necido algum tempo em Moçambique certamente, o mesmo objectivo, sen- assegurar esta valência. e o outro no México, Pe. Paulo da Cruz tindo-nos, pelo facto, mais irmanados “Por outro lado, a Urgência do Monteiro e o Pároco, Pe. João Marques a viver o verdadeiro espírito do Natal HPC pode entrar em ruptura já no Castelhano, que presidiu à Cerimónia e a aprender a Lição do Presépio. próximo mês (Janeiro) por falta de com paramentos sudaneses, dando Muito sinceramente, desejamos médicos”, sustenta o director do mais universalidade ao Acto. que iniciativas destas se mantenham, Serviço de Cardiologia do Hospital Das oportunas e eloquentes cada vez mais vivas, pois elas são de Geral na moção, à qual deram o palavras do Rv.° Pe. João, ao intróito e suma importância. seu acordo os deputados munici- taxas de ocupação inadmissíveis, Assembleia Municipal de Coimbra, homilia, extraimos: “(...) Louvado pais de todos os partidos repre- superiores a 90% - são necessárias Manuel Lopes Porto, fica incumbido sejais, Senhor, pelos povos de toda a Os Vicentinos vão sentados na Assembleia Municipal obras urgentes na MBB, nomea- de dar conhecimento da situação do terra... Hoje representamos aqui os completar 70 anos de Coimbra. damente no Serviço de Ginecologia”, CHC e das moções aprovadas na Povos de toda a Terra, irmanados na Como é sabido, a Paróquia de S. José O adiamento sucessivo da sendo também preciso dar andamento instituição aos presidentes das Câ- mesma Fé em Jesus Cristo, no Qual foi criada, em 16 de Julho de 1932, por aprovação do quadro médico do ao Plano Director dos Covões e maras e Assembleias dos concelhos todos nós nos tornámos filhos do decreto do então Bispo de Coimbra, D. CHC tem produzido “graves reper- concretizar o novo HPC. de Castelo Branco, Figueira da Foz, mesmo Deus (...)”. Mais à frente Manuel Luís Coelho da Silva. O 1.º cussões no funcionamento de todos A moção defende o empenho da Montemor-o-Velho, Pombal, Soure e vincou: “... O “Glória” que foi cantado Pároco, Pe. Ricardo Gonçalves, to- os serviços do Hospital dos Covões, Assembleia Municipal e da Câmara Condeixa. pelos africanos presentes, que os Anjos mou posse em 22/Out./932. sendo de referir, pela sua gravidade, a de Coimbra em obter uma audiência, A Assembleia Municipal de cantaram no Presépio “Paz na terra...” Os continuadores de S. Vicente situação no Serviço de Cardiologia”. há muito pedida, com a comissão Coimbra tinha já aprovado, em Junho Dava a sensação de um grito ao Céu... de Paulo: Conferência Masculina (S. Com a saída, este mês, de dois parlamentar da Saúde, formando uma de 2001, moções, por unanimidade a Deus não poderá ficar insensível aos Francisco Xavier) e Conferência dos quatro médicos que ocupavam delegação conjunta para a reunião. aclamação, àcerca dos problemas do gritos dos seus filhos que clamam pelo Feminina (St.ª Teresinha), iniciaram as vagas carenciadas, a Cardiologia terá No texto é vincado também que Centro Hospitalar, tendo pedido, fim da guerra; que clamam por PAZ na suas actividades em 8 de Janeiro de de desmarcar cerca de 30 consultas a “ruptura no CHC afecta doentes de desde essa altura, audiências à terra para todos os homens! Hoje 1933; certamente o 1.º Organismo da por semana. vários hospitais da zona Centro”. comissão parlamentar da Saúde, que pedimos essa Paz para todos... Paróquia!... A concretizar-se a saída dos Neste sentido, o presidente da não chegaram a concretizar-se. Felizmente, este ano os nossos irmãos A Conferência Jovem (S. João outros dois assistentes eventuais, “a de Angola já podem estar um pouco Bosco) é muito mais recente. ruptura será completa”, obrigando a mais tranquilos, depois de 20 ou 30 As Conferências de S. José têm, diminuir para cerca de dois terços o anos de guerra. presentemente, 57 elementos assim número de estudos hemodinâmicos, com “graves prejuízos para os doentes dos hospitais distritais”, que constituem cerca de 60 por cento do AM aprova orçamento Na mesma ordem, referiu-se, depois, a Moçambique, Cabo Verde, S. Tomé, Guiné... Também não foram distribuidos: Senhoras, 33; Homens, 15 e Jovens, 9. Como já foi dito, os Vicentinos A Assembleia Municipal de Coimbra aprovou na sexta feira, esquecidos os imigrantes, do Leste irão ter uma Casa Nova. A Venda de total dos pacientes estudados neste Europeu, que aqui vivem e trabalham Natal deste ano deu, para os Vicentinos, sector do Serviço de Cardiologia. por maioria, as Grandes Opções do Plano e Orçamento para (...)”. No mesmo âmbito ecuménico, a um saldo de 11.630,53 euros ou seja, “Com esta situação será impos- 2003, com um montante de 186 milhões de euros. terminar, salientou: “(...) Hoje a Igreja na moeda antiga, cerca de 2.327 sível manter a escala de cardiologistas de Jesus Cristo torna-se cada vez mais contos. Parabéns!!! ao Serviço de Urgência do Hospital O documento foi aprovado com 29 votos favoráveis dos deputados dos Covões, com graves repercussões da coligação (PSD/PP/PPM), 18 votos contra dos eleitos do PS e da CDU e para os doentes”, salienta Armando 13 abstenções, de presidentes de juntas de freguesia. Gonçalves, adiantando que o pre- JESUS CRISTO É O SALVADOR A construção do novo Estádio Municipal de Coimbra representa cerca sidente da Administração Regional de 25,5 por cento das despesas de investimento do documento, que têm um da Saúde do Centro foi informado valor total de 118 milhões de euros. “E em nenhum outro há salvação, “Porque há um só Deus, e um só destas dificuldades “há mais de meio Para as despesas correntes está previsto um montante de 67,8 milhões porque também debaixo do Céu, Mediador entre Deus e os homens, ano”. de euros. nenhum outro nome há, dado Jesus Cristo homem”. Na Maternidade Bissaya Barreto Acessibilidades, habitação, cultura, apoio às actividades económicas entre os homens, pelo qual I Timóteo 2:5 (MBB) “são vários os problemas por e verbas para as freguesias foram as áreas destacadas pelo presidente da devemos ser salvos”. não se ter consumado o alargamento Câmara, Carlos Encarnação, na sua intervenção. Actos 4:12 Roga-Lhe - F.R. Santos do quadro de pessoal, assumindo “O Estádio limita-nos muito neste documento, mas não reduzimos particular gravidade a situação no nada do que é essencial e dedicamo-nos às áreas de preocupação essencial Serviço de Neonatologia: quatro dos para os munícipes de Coimbra”, frisou Carlos Encarnação. 12 lugares vagaram, sem que seja João Silva (PS) caracterizou o documento como “uma desilusão” e AGÊNCIA FUNERÁRIA autorizada a abertura de concurso para ADELINO MARTINS, LDA. criticou a maioria por não ter “qualquer projecto próprio e coerente para os ocupar”. Coimbra”, enquanto o seu colega da bancada socialista Manuel Claro “A manutenção desta situação alertou para “um aumento significativo da despesa corrente com o pes- obrigará a reduzir ou mesmo eliminar soal”. O ORGULHO DE BEM SERVIR DESDE 1940 trabalho de rotina, a começar pelas consultas externas”, é sublinhado na Mário Nogueira (CDU) admitiu “compreender os condicionalismos” FUNERAIS – FLORES – TRASLADAÇÕES na elaboração do Plano e Orçamento, mas adiantou que a coligação “não moção. se revê” neste documento. No que respeita às condições de Pedro Saraiva (PSD) aludiu à “tremenda restrição” imposta pela SERVIÇO PERMANENTE internamento, devido ao “envelhe- construção do novo estádio, para considerar o documento “muito bem cimento e desactualização da estru- Telefs. 239 824 825 - 239 820 406 suportado tecnicamente e com apostas bem claras” nas acessibilidades, tura física dos três hospitais e à enorme habitação, cultura e descentralização. R. Corpo de Deus, 118-120 3000 COIMBRA procura por parte dos doentes - com 03/01/03
    • coimbra 5 Carlos Encarnação defende autoridade Entre Santa Clara e os Olivais Espera dos Reis é recriada metropolitana de transportes domingo em Coimbra O presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Coimbra e perceber que isto só poderá melhorar com a criação de uma autoridade metropolitana de trans- ponível no orçamento para as referidas intervenções “passa de 2,7 milhões de euros em 2001 para 3,5 milhões em Centenas de figurantes e com cânticos natalícios e a entrega Carlos Encarnação, portes”, frisou o autarca. 2003”, Carlos Encarnação aponta elementos de vários de ofertas pelos ranchos folclóricos O trânsito e acessibilidades é uma ainda como decisão para a melhoria participantes. defendeu, no final da das rubricas do Plano e Orçamento do trânsito na cidade “o aumento do agrupamentos folclóricos São oferecidos produtos hortí- semana passada, a criação para 2003, discutido no dia 27 na número de transportes colectivos”. vão recriar, no domingo (5 colas (batatas, cebolas, feijão) e doces de uma autoridade reunião da Assembleia Municipal de Outra solução que o autarca de Janeiro), em Coimbra, a tradicionais, que são colocados junto Coimbra, tendo o executivo liderado considera “importante” para o trânsito de um presépio ao vivo, para a metropolitana de transportes metropolitano e circulação no centro por Carlos Encarnação destinado cerca “Espera dos Reis”, uma paróquia distribuir pelos mais e a participação dos de 22 por cento do orçamento de da cidade diz respeito ao futuro metro- tradição que esteve carenciados. Esta tradição tinha sido municípios vizinhos para investimento (despesas de capital) - politano de superfície. interrompida durante mais interrompida nos anos trinta e foi solucionar os problemas de cujo valor total ultrapassa 118 milhões Esperando que o concurso reposta, a partir de 2000, pela de euros - para “projectos e obras” nesse público para concretização daquele de seis décadas e que foi Associação de Folclore e Etnografia trânsito que afectam a capítulo. meio de transporte “possa ser lançado retomada há dois anos. da Região do Mondego. cidade. “Já na campanha eleitoral tinha em 2003”, Carlos Encarnação disse ter O evento é organizado também alertado que a não realização no agendado com a administração da O Cortejo dos Reis realiza-se a com o apoio da Câmara de Coimbra, Em declarações à agência Lusa, passado de um conjunto de obras no sociedade Metro Mondego uma partir das 19:30, num percurso entre Governo Civil, Juntas de Freguesia Carlos Encarnação considerou que o trânsito e acessibilidades iria provocar reunião para esclarecimento de Santa Clara (junto ao Portugal dos de Santa Clara e de Santo António trânsito em Coimbra “é um problema problemas graves” lembrou o autarca, algumas questões relacionadas com o Pequenitos) e a Igreja de Santo dos Olivais e Delegação de Coimbra metropolitano que resulta de fluxos incluindo no conjunto de projectos e projecto. “A secretaria de Estado do António dos Olivais, envolvendo 17 do INATEL. externos para a cidade e para fora trabalhos a levar a efeito “as circulares, Tesouro levantou uma série de dúvidas agrupamentos de folclore. Colaboram igualmente o Grupo desta”. parques periféricos, passagens infe- a que a Metro Mondego deu resposta É neste templo que decorre, de Teatro do Sobral de Ceira, a PSP e “Temos de juntar na resolução riores e rotundas”, entre outros. e nós pretendemos ser informados” pelas 21:30, uma cerimónia alusiva, a GNR de Coimbra. do problema os municípios à volta de Frisando que o montante dis- justificou o autarca. Filomena Alvarez na festa de Natal da Santix Produtividade cresceu 3,6 por cento relativamente ao ano de 2001 em 1900, mas nos dias que correm menor exigência de técnica e know Numa altura em que aumenta a nossa dependência perante how, para aumentar a produção de aflitivamente se constata o um povo que tem na alma uma forma casacos, nomeadamente para países fecho de unidades industriais de pensar e agir que tem raízes na como Alemanha. Na globalidade, cerca solidária ajuda que aprenderam a de 90 por cento da produção da Santix no distrito de Coimbra que fomentar em tempos de guerra. vai para o mercado externo, mas marcaram épocas e Enquanto os portugueses não Filomena Alvarez, não nega que o pro- sucessivas gerações, foi com assimilarem que comprar português duto que sai da unidade industrial sita significa gerar a riqueza nacional com no Picoto dos Barbados, na Mata de natural contentamento e que o estado haverá de pagar os subsí- Vale de Canas em Coimbra, também pontinha de orgulho, que a dios de desemprego, reformas, saúde, regressa a Portugal para ser comer- administradora da Santix, obras públicas etc, permaneceremos cializado com elevadas margens em acorrentados a uma exponencial casas “monomarcas” que, pelos vistos, Filomena Alvarez, revelou na dependência que vai cavando fossos vão conquistando a preferência dos festa de Natal perante os seus de desigualdade concorrencial nos portugueses. Quer dizer, o produto cerca de três centenas de planos industrial e comercial. português se for vendido por estran- funcionários que a empresa Mas, questiona Filomena Alva- geiros, é óptimo! rez, ao invés disso, assistimos ao Com 280 funcionários, Filo- registou neste ano um encerramento de fábricas em que, por mena Alvarez que herdou de seu pai, Perante as cerca de três centenas de funcionários da Santix, Filomena crescimento de produção Alvarez anunciou orgulhosa que a empresa registou em 2002 um vezes, os trabalhadores preferem Eládio Alvarez, a fábrica Santix que industrial na ordem lamentar-se à porta, beneficiar do continua a constituir imagem de marca crescimento de produção industrial na ordem dos 3,6 por cento subsídio de desemprego e iniciar inconfundível no fabrico do pronto a dos 3,6 por cento actividades laborais em que na maior vestir, não faz futurologia e também relativamente a 2001. patamar invejável neste sector de desalento no campo da auto-estima de parte dos casos “fogem” a todos os não quis adiantar previsões para 2003. actividade. ser português. impostos. Ou seja, não geramos riqueza Contudo, garantiu-nos que a Santix Na resenha em forma de balanço Confiante no futuro da empresa O slogan - o que é português é bom e defraudamos o mesmíssimo estado vem situando a sua facturação anual anual que nesta época festiva mas apreensiva quanto às políticas -, é rigorosamente verdade, mas “acon- não pagando impostos e auferindo na casa dos 4.500.00 euros (cerca de tradicionalmente é feito pela Santix nacionais e de conjuntura interna- tece que este povo à beira mar plantado rendimentos. “É uma questão cultural 900.000 contos) estará sempre atenta em festa que, assumidamente, se cional que ao sector se vierem a deparar, vai dando de flanco, com as boas-vindas que procura o comodismo como refú- a novos produtos e mercados, pelo que reveste de cariz peculiarmente familiar, Filomena Alvarez não deixou de a grupos estrangeiros, embarcando no gio, num crescente fenómeno de desres- nesta casa continua a residir um capital Filomena Alvarez salientou a “O assinalar que os 102 anos de actividade fenómeno mono-marca, em que o no- ponsabilização individual no quadro de esperança desde há mais de um Despertar” que este êxito se fica a dever industrial da Santix deveriam merecer me de uma casa comercial vende tudo de uma florescente e encapotada século e que tem a ver com o facto de ao empenhamento de todo o pessoal dos portugueses a mesma atenção que, que quiser com margens de comercia- economia paralela”, sustenta Filo- “nunca ter havido despedimentos.” que aceitou e contribuiu decisiva- por exemplo, os espanhóis têm para lização que poderão situar-se na casa mena Alvarez. A crise está por toda a parte, pelo mente para a implantação de um plano com os seus próprios produtos, no dos 150 por cento.” A produção da Santix vai evo- que desta tradicional festa de Natal de prémios de produtividade, o que âmbito de um salutar bairrismo que lhes Enquanto isso, as magras mar- luindo conforme os mercados e resultou ainda mais ânimo e reforço foi decisivo para que se alcançasse um dá força e nos vai aumentando o gens da indústria “vão-se esfumando margens de comercialização, pelo que no desempenho do quotidiano na cer- numa gritante falta de auto-estima atendendo aos baixíssimos custos de teza de que o futuro da Santix também enferma de um défice cultural que nos mão de obra dos países do leste, optou depende de todos quantos trabalham nu- impede de gostarmos e termos orgu- por baixar o fabrico de calças com ma fábrica de referência para Coimbra. lho de sermos portugueses.” “Como se compreende que possamos comprar laranja da Anda- luzia e não a do nosso Algarve? Como se compreende que existam grandes superfícies comerciais que só vendam fruta estrangeira?” E, no entanto, desabafa, Filomena Alvarez, os es- panhóis compram (mais) produtos espanhóis, pelo que nesta lógica “eles se vão agigantando perante o defi- nhamento da nossa pequenez.” Ora, foi justamente nesta pers- pectiva que a administradora da Santix, recordando a memória de seu Filomena Alvarez, na companhia de Maria de Oliveira, a funcionária avô de nacionalidade espanhola mais antiga da empresa (44anos), exibe com indisfarçável orgulho a Santiago Alvarez Mendes, confessou jóia que lhe foi oferecida pelos seus trabalhadores que a união ibérica aconteceu de facto Panorâmica geral do almoço de Natal da Santix 03/01/03
    • cultura 6 03/01/03
    • regional 7 03/01/03
    • regional 8 Mealhada Autarquia de Alcobaça negoceia ensino Veterinária agredida superior com Universidade de Coimbra por dono de matadouro O proprietário de um de aulas para alunos do ensino Superior pela Universidade de da autarquia, que gostaria de ver na matadouro da Mealhada que A Câmara de Alcobaça está superior que não tenham optado por Coimbra e pela autarquia. cidade formação de ensino superior um curso específico. Desde há três anos que a Uni- relacionada com os agentes eco- aguarda julgamento em a negociar com a Nesta oferta de formação, os versidade de Coimbra possui um nómicos locais, como é o caso da liberdade por alegado abate Universidade de Coimbra a alunos irão optar por grandes blo- pólo na cidade de Alcobaça, onde gestão empresarial e industrial, ilegal de leitões agrediu, na realização de aulas de cos de disciplinas durante um ou têm sido ministrados alguns cursos turismo, cultura ou tecnologias da sexta feira, uma veterinária ensino superior de nível dois anos, para posteriormente de pós-graduação e de formação saúde. escolherem os cursos onde irão in- complementar, sem nunca ter No que diz respeito ao local municipal, disse fonte policial. quatro, revelou o presidente gressar. enveredado por aulas de licenciatura onde as aulas serão ministradas, da autarquia. “Ficam com as disciplinas feitas ou de mestrado. existem vários locais em estudo, A veterinária foi agredida verbal e entram a meio dos cursos”, explicou “Este novo sistema vai trazer desde uma das alas do Mosteiro de e fisicamente durante uma inspecção Segundo Gonçalves Sapinho, Gonçalves Sapinho, salientando que jovens estudantes que terão créditos Alcobaça à Cooperativa frutícola, de rotina e necessitou de assistência trata-se de um projecto inovador a este projecto deverá ser apresentado para outros cursos que já estão em actualmente ao abandono, revelou hospitalar, confirmou a fonte, que não nível do país, que prevê a realização em breve ao ministro do Ensino andamento”, explicou o presidente ainda o autarca. explicou as causas próximas do sucedido. Os factos ocorridos foram posteriormente participados ao Tribunal da Mealhada. Pampilhosa da Serra O dono do matadouro e 16 outros indivíduos tinham sido detidos na véspera de Natal numa operação con- Parque eólico em fase de pré-avaliação de energia, em Portugal, a empresa surge capacidade eólica total instalada no junta da Inspecção-Geral das Activi- dades Económicas (IGAE) e da GNR. Embora o matadouro seja legal, sentar por escrito uma exposição durante a inspecção que culminaria O projecto de execução de um contendo quaisquer informações ou agora com este projecto de maior país. O objectivo do Governo é o de naquelas detenções, a IGAE e a GNR dados factuais relevantes sobre impactes potência. atingir, em 2010, 2000MW em território detectaram várias irregularidades, novo Parque Eólico a ser negativos causados pelo projecto, a Se todas as fases de aprovação do nacional. nomeadamente a utilização de um construído pela qual deverá ser enviada directamente projecto forem ultrapassadas, na Marc Groves-Raines, gerente da carimbo falso para iludir as autoridades RES - Renewable Energy ao Instituto do Ambiente. Pampilhosa da Serra, poderá surgir em RES em Portugal, diz que “o projecto sanitárias e fiscais, disse à Lusa uma O processo poderá ser consultado 2003 um Parque com capacidade para de Malhadas representa um verdadeiro fonte da IGAE. Ao serem presentes ao Systems Limited, em 95 MW. sucesso para nós, tendo sido iniciada e Tribunal da Mealhada, um juiz no Instituto do Ambiente, Direcção Pampilhosa da Serra, Regional de Ambiente e do Ordena- O designado por Parque Eólico de concluída a construção em menos de 1 determinou que aguardassem julga- encontra-se em fase mento do Território do Centro e Câmara Malhadas, no concelho de Góis tem a ano, com óptimo suporte local e mento em liberdade. de Pampilhosa da Serra. Estará ainda potência instalada de 9,9 MW. contribuindo para a criação de uma de pós-avaliação depois de uma energia sem poluição”. disponível um Sumário Executivo nas Quinze aerogeradores, de 670 KW primeira avaliação de impacto Juntas de Freguesia de Cabril, Fajão, de potência unitária, produzem energia A RES que pertence ao Grupo de ambiental do estudo prévio. Pampilhosa da Serra, Pessegueiro, Unhais-o-Velho e Vidual. limpa suficiente para abastecer o equivalente a cerca de 14 mil habita- Sir Robert McAlpine, um dos líderes mundiais nesta indústria, tem desenvol- VARA MISTA vido projectos em Inglaterra, Irlanda, Até 7 de Janeiro de 2003, no âm- bito do processo de acompanhamento Depois da inauguração em Janeiro do corrente ano, no concelho de Góis, ções e evitam a emissão de, aproxi- madamente, 22 mil toneladas de gases Escócia, França e Estados Unidos da E JUÍZOS CRIMINAIS público, todos os interessados, parti- tóxicos, por ano, na atmosfera. América, onde está construído no Texas culares ou entidades, poderão apre- do primeiro Parque Eólico da RES, multinacional britânica para a produção Este Parque elevou a 127 MW a o maior parque eólico do Mundo. DE COIMBRA 2.ª Sec - Vara Mista NOTARIADO PORTUGUÊS ANÚNCIO CARTÓRIO NOTARIAL DE PENACOVA CARTÓRIO NOTARIAL DE VILA 1.ª PUBLICAÇÃO JUSTIFICAÇÃO CERTIFICO, para efeitos de publi- Que em meados de mil novecentos e NOVA DE POIARES Processo: 108/2001 Execução Ordinária oitenta e um, a associação que represen- Exequente: BANCO TOTTA & cação que por escritura de hoje, exarada a folhas dez e seguintes do livro de notas tam ajustou contrato verbal de doação e JUSTIFICAÇÃO AÇORES, S.A. para escrituras diversas número duzentos por isso não titulado, com Joaquim Marques Executado: JÚLIO MANUEL Certifico narrativamente que por Que este prédio não está descrito e trinta e nove - D, deste Cartório a cargo e mulher Maria da Graça, residente no dito COSTA VILELA, DR. e outros escritura de hoje, exarada a folhas 113 e na Conservatória do Registo Predial de da Notária Lic. Maria Alexandra Canotilho lugar de Logo de Deus, cujo objecto foi o seguintes, do livro de notas para Coimbra, está inscrito na respectiva Teixeira Ribeiro, compareceram como terreno supra-identificado. Correm éditos de 20 dias para escrituras diversas número 56-C, do matriz, em nome do justificante marido, e outorgantes: SILVIO PAIVA RODRIGUES Que o dito prédio, foi-lhe doado citação dos credores desconhecidos Cartório Notarial de Vila Nova de Poiares, pertence-lhes por doação feita por volta (BI.7459236 de 12/08/02 – SIC de verbalmente, originariamente sob a forma que gozem de garantia real sobre os a cargo da Licenciada Maria Margarida do ano de mil novecentos e setenta, dos Coimbra), casado, natural da freguesia de rústica, sendo que posteriormente os bens penhorados aos executados abaixo Mendes Macedo de Loureiro Cardoso, pais dele, Serafim Quatorze e Amélia da Trouxemil, concelho de Coimbra, residente associados participaram como terreno indicados, para reclamarem o pagamento Notária do Concelho: Piedade, residentes que foram no na Rua Principal, s/n, Logo de Deus, para construção, onde pretendem futura- dos respectivos créditos pelo produto JOSÉ RODRIGUES QUATORZE e mencionado lugar de São Frutuoso, Coimbra; AIRES ARMÉNIO DAS NEVES mente edificar a sua sede, sempre pa- de tais bens, no prazo de 15 dias, findo mulher, MARIA ISABEL DOS SANTOS, actualmente falecidos. GONÇALVES (BI. 4486692 de 17/05/00 - gando as contribuições e impostos res- o dos éditos, que se começará a contar ambos naturais da freguesia de Ceira, Que eles não dispõem daquele título, SIC de Coimbra), casado, natural da fre- peitantes, posse que assim foi exercida da segunda e última publicação do concelho de Coimbra, onde residem no tendo exercido essa posse de modo guesia de São Paulo de Frades, concelho através dos seus associados como ver- presente anúncio. lugar de São Frutuoso, casados no regime contínuo, pacífica e publicamente e de de Coimbra, residente na Rua do Cabeço dadeira proprietária que sempre se julgou, da comunhão geral, contribuintes fiscais boa fé, actuando em correspondência do Vento, n.° 14, Logo de Deus, freguesia era e é do dito prédio, pelo que o mesmo Bens penhorados: números, respectivamente 135.935.008 com o exercício de propriedade plena, de Torre de Vilela, concelho de Coimbra e foi adquirido por usucapião, fundada Fracção autónoma designada pela e 135.935.016, declaram-se donos e pelo que eles justificantes se afirmam, JOSÉ LUÍS DAS NEVES GONÇALVES (BI. nessa posse, que os associados exer- letra “E”, correspondente ao segundo legítimos possuidores, com exclusão de com exclusão de outrém, titulares do 9042094 de 29/06/00 - SIC de Coimbra), ceram em nome, da associação, de boa andar esquerdo, destinado a escritório, outrém, do seguinte prédio, sito na direito de propriedade plena sobre o dito natural da freguesia de S. Paulo de Frades, fé, de modo pacífico, contínua e publica- com entrada pelo n.º 54 de polícia, do freguesia de Ceira, concelho de Coimbra: imóvel, invocando como causa de Coimbra, residente na Rua Principal, s/n, mente, por período superior a vinte anos, prédio urbano constituído em regime de Cultura, com a área de mil trezentos aquisição, a usucapião. São Paulo de Frades, os quais outorgam estando eles justificantes impossibilitados propriedade horizontal, sito na R. da de comprovar pelos meios extrajudiciais e quarenta metros quadrados, sita no respectivamente na qualidade de te- Está conforme. Sofia, com os n.ºs 52 e 54, freguesia de normais a aquisição do direito da asso- lugar de Coimbrão, a confrontar do norte soureiro, vogal e secretário da direcção Cartório Notarial de Vila Nova de Santa Cruz, concelho de Coimbra, ciação que representam sobre aquele com Helena Simões Alegria Alves Vieira, da “UNIÃO DESPORTIVA DE LOGO DE Poiares, ano de dois mil e dois, mês de inscrito na respectiva matriz predial prédio, atento o título de aquisição. do nascente com José Rodrigues DEUS” com sede em Logo de Deus, São Dezembro, dia vinte e três. urbana sob o artigo 2697 e descrito na Cabrieira, do sul com Rio e do poente com Paulo de Frades, concelho de Coimbra, Conservatória do Registo Predial de Conferido, está conforme. António da Cruz; - inscrita na matriz predial NIPC 501 245 200. A Notária, Coimbra sob o n.º 559. Cartório Notarial de Penacova, 30 de rústica sob o artigo OITOCENTOS E Que a associação que representam OITENTA E QUATRO, com o valor (Lic. Maria Margarida M. M. de é dona e legítima possuidora, com exclusão Dezembro do ano dois mil e dois. Executados: tributável de sessenta e oito euros e Loureiro Cardoso) de outrém, do seguinte prédio, sito no lugar Executado: AMÉRICO DA CON- A Primeira Ajudante, cinquenta e três cêntimos, a que atribuem de Logo de Deus, Beco número 1, fre- “O Despertar”, N.º 8185, 03/01/03 CEIÇÃO BATISTA, domicílio: Vilarinho, Maria Isabel Bento Batista e Pina o valor de TRÊS MIL EUROS. guesia de São Paulo de Frades, concelho 3200 - Lousã de Coimbra, inscrito na respectiva matriz Executado: DIANA RITA DA COSTA em nome da associação, ainda por “O Despertar”, N.º 8185, 03/01/03 VILELA, domicílio: Rua Dr. António José de Almeida, 265 - 3.º Dt.º, Coimbra, 3000 descrever na Conservatória do Registo Predial de Coimbra: PRÉDIO URBANO, composto de A. MARGALHO, LDA. - COIMBRA Coimbra, 19-12-2000 terreno para construção, com a área de cento e sessenta metros quadrados, a confrontar do norte com Herdeiros de João Móveis GRILO SERRALHARIA CIVIL N/Referência: 255025 Gonçalves e caminho público, sul com Rua Marcos Pires CAIXILHARIA DE ALUMÍNIOS ANODIZADOS O Juiz de Direito, Delfim Simões Soares, nascente com Mário Alberto Ruço Rui dos Santos e Silva Cardoso e poente Montes Claros com Herdeiros de Belarmina dos Santos, Telef. 239 828 842 O Oficial de Justiça inscrito na matriz sob o artigo 2.499, com o TOVIM DE BAIXO Aurea Roseiro valor patrimonial de mil e seiscentos euros e atribuído de DOIS MIL EUROS. VISITE-NOS TELEF. 239 724 311 3000 COIMBRA “O Despertar” N.º 8185, de 03/01/03 03/01/03
    • desporto 9 Académica renova Atleta oferece jogo à cidade com Xano até 2006 Sérgio Conceição compra A Académica de Coimbra, da I Liga portuguesa de bilheteira do Académica-Varzim futebol, renovou, na sexta feira passada, o seu vínculo contratual com o jovem avançado Xano até à época 2005/2006, com uma temporada de opção. João Moreno, presidente da Comissão de Gestão, fez o elogio às capacidades desportivas do atleta proveniente da equipa B, assumindo com ele um compromisso por “O objectivo é cumprir o con- objectivos e não um contrato formal trato até ao fim com a Académica, mas como existia anteriormente. se aparecer uma boa oportunidade “Na Académica, comigo, deixa para os dois, tanto melhor. Agora só de haver contratos de imobilismo penso na Académica”, comentou desportivo, mas compromissos com Xano. dinamismo desportivo”, justificou o Atleta da Académica desde os dirigente. oito anos, Xano passou pelas escolas Para João Moreno, “este é apenas do clube, pelos infantis e pelos o primeiro caso e gostaria que se juniores, até chegar à equipa B, sendo reproduzisse.” Há outros atletas com chamado à equipa principal por João condições para renovar, mas o Alves que apostou nele e noutros dirigente não divulgou quais, embora jovens de valor como Nuno Piloto e alguns atletas da equipa B possam Eduardo. seguir os caminhos de Xano e renovar Xano brilhou particularmente no com a instituição estudantil até ao jogo com o Benfica, à nona jornada, final da presente temporada. tendo marcado o golo do empate da O futebolista estava ligado ao Académica, no Estádio da Luz. Voltou clube até 2004, tendo renovado por a evidenciar-se na 11.ª jornada, ao dois anos, com mais um de opção. Há apontar o golo da jornada frente ao O internacional português Sérgio dor da Académica, decidiu assim vários locais e instituições da cidade, uma cláusula de rescisão que o Vitória de Setúbal na inauguração do Conceição comprou a bilheteira presentear a cidade e os adeptos da como Câmara Municipal, Serviços dirigente academista não quis Estádio Sérgio Conceição, em Ta- do Académica–Varzim, um jogo “Briosa” com a compra e oferta de Municipalizados de Transportes obviamente divulgar. veiro. que se vai disputar no domingo todos os ingressos para este jogo. No Urbanos de Coimbra, Associação em Taveiro, no Estádio com o seu total, este gesto de solidariedade de Comercial e Industrial de Coimbra, nome, e que marca a estreia do Sérgio Conceição rendeu ao clube Juntas de Freguesia, Pavilhão Eng. técnico Artur Jorge no comando cerca de 37.400 euros (aproxima- Jorge Anjinho e em vários estabe- Marcada para dia 9 da “Briosa”. Sérgio Conceição, antigo joga- damente 7.500 contos). Os bilhetes estão disponíveis em lecimentos com sede no distrito de Coimbra. Assembleia Geral foi antecipada um dia Empate suado frente ao Penalva do Castelo A Assembleia Geral da Académica prevista para 10 de Janeiro foi antecipada um dia, para não coincidir com o jogo com o Sporting de Braga, da 17.ª jornada da I Liga, anunciou o presidente daquele órgão, União de Coimbra Augusto Roxo. Esta é a terceira vez que a data da Assembleia Geral é alterada, já que inicialmente estava prevista para hoje, 3 de Janeiro, e depois foi adiada para 10, devido ao risco de a quadra natalícia afastar muitos conquista mais um ponto sócios da reunião magna. Esta importante Assembleia Geral tem na sua ordem de trabalhos a jogadores, nenhuma das equipas e acabou na expulsão de Fernando O União de Coimbra conseguiu inaugurar o marcador, Martins. discussão da grave situação do clube, a ratificação dos elementos que compõem a Comissão de Gestão e a marcação de eleições para os órgãos conquistou, no domingo, podendo mesmo contar-se pelos Reduzida a 10 unidades, a equi- sociais do clube. mais um ponto frente ao dedos as oportunidades de golo. pa dirigida por Pedro Ilharco tentou João Pedro Parreira, membro da Comissão de Gestão para a área Na segunda parte do encontro, reagir e, com uma nova força, pro- Penalva de Castelo, ao o Penalva do Castelo entrou em curou dar a volta ao resultado. Depois financeira, anunciou também que sexta feira foi entregue a guia de pagamento de impostos em atraso às finanças, aproveitando o benefício empatar por 1-1. campo com outra garra e foi por de ter desperdiçado uma excelente da isenção de juros decretado até 31 de Dezembro pelo Ministério das muito pouco que, logo no primeiro oportunidade, Victor Dolista, ao Finanças. A jogar em casa, no Estádio minuto, Macário não bateu a defesa minuto 85, marcou o golo do empate. O responsável academista escusou-se, no entanto, a divulgar o Sérgio Conceição, o União entrou unionista. Maná rematou na direcção da área, a montante pago na altura, esclarecendo que está tudo regularizado com o bem no jogo, a dominar bem a bola, Esta jogada veio, no entanto, bola ressaltou e Victor Dolista, de fisco. apesar da equipa adversária manter criar outro ritmo ao jogo, com o cabeça, fez o 1-1, para o União. sempre grande pressão e tentar União a subir no terreno e a abrir mais Estava feito o resultado final do surpreender os pupilos do União. espaços aos pupilos de Penalva de jogo. O União conseguiu conquistar Mas, apesar do domínio de bola Castelo. O primeiro golo acabou por assim um precioso ponto, num jogo ter pertencido mais à equipa da casa, surgir primeiro para os visitantes, ao que ficou marcado pelas expulsões o União não conseguia criar grandes minuto 62, pelos pés de Tó Jó. de Fernando Martins (União de jogadas de perigo. Na primeira parte, Este golo foi recebido com Coimbra), Saraiva e Paulito (Penalva e apesar do empenho de alguns muitos protestos por parte do União do Castelo). LUMEL DI DONNA PERFUMARIA Lusa Mecânica de Coimbra, Lda. ESTÉTICA / PROFISSIONAL DEPILAÇÃO / LIMPEZA FERROS FORJADOS - ALUMÍNIOS ANODIZADOS DE PELE E LACADOS - METALIZAÇÃO Sala de Exposições Escritórios e Oficinas Galerias Avenida, 3.2 P Loja 302 Zona Industrial da Pedrulha Telef. 239 836 468 Rua João Cabreira, 20-22 3000 COIMBRA Telef. 239 825 881 COIMBRA Tels. 239823890-239493475 03/01/03
    • cartaz 10 Coimbra, Luiz Goes foi em 1957 um constitui uma “obra de referência Música dos protagonistas do célebre disco Mick Jagger evita Livros histórica de grande importância”. Da “Coimbra Quintet”, de que são investidura de “sir” autoria de Carlos Alberto da Silva 4 CD’s com 50 anos conhecidas em Portugal pelo menos O vocalista dos Rolling Stones, Mick Documentos inéditos Almada, professor da Faculdade de 15 edições com capas diferentes. Ciências de Lisboa, Dante Martins de carreira de Luiz Goes Jagger, disse que não pediu ainda à sobre expedição ao Brasil Teixeira, do Museu Nacional do Rio “Coimbra Quintet” é provavelmente rainha Isabel II para ser investido como Uma caixa com quatro CDs de Luiz o disco de fados e guitarradas de Uma viagem às capitanias brasileiras de Janeiro, José Pereira da Silva, da “sir”, título que ostenta há seis meses, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Goes, um dos mais conhecidos Coimbra mais vendido até hoje. Nessa devido a problemas com os impostos do Grão Pará, Rio Negro, Mato Grosso cantores de Coimbra, foi a semana histórica gravação, feita em Madrid, e Cuiabá do Século XVIII é a proposta e Nelson Papavero, do Museu Gueldi e compromissos musicais. O jornal de Belém do Pará, o livro reúne, em passada editada com o título Luiz Goes é acompanhado por “Sunday Times” revelou que Mick de um livro lançando na quinta feira “Canções Para Quem Vier - Integral António Portugal e Jorge Godinho, da semana passada, na Embaixada do dois volumes, gravuras acompanhadas Jagger não estará disponível para sua de legendas, e textos descritivos da 1952/2002”. Definido como um na guitarra, e Manuel Pepe e Levy Brasil em Lisboa, que destaca as Majestade britânica até Outubro de potencialidades locais da época. viagem. De acordo com Graça Ferrão, “cantor da Saudade”, Luiz Goes é tido Baptista, na viola. Depois de ter- como “o primeiro grande cantor das 2004 e mesmo um responsável do “Viagem ao Brasil de Alexandre as gravuras são as desenhadas por minado o curso de Medicina em 1958, Palácio de Buckingham afirmou não inesquecíveis noites de luar da Velha Luiz Goes fixou-se em Lisboa, mas Rodrigues Ferreira” é o título do livro Rodrigues Ferreira e as legendas foram Alta”. “A alma de Coimbra é a voz de saber quando o músico irá comparecer a lançar pela Kapa Editorial, editora transcritas, surgindo nestes volumes continuou a sua carreira artística, para ser investido. O vocalista não pode Luiz Goes. A sua obra é um monu- brasileira que pretende também novos textos escritos pelos autores. acompanhado à guitarra por Carlos passar mais de 90 dias por ano no Reino Realçou ainda que esta obra permite mento humano. Com Luiz Goes, o Paredes, que usava pseudónimo, João publicá-lo no início de 2003 no Brasil. canto de Coimbra rompe com a Unido se quiser manter o seu estatuto A expedição às capitanias do Grão um conhecimento pormenorizado das Bagão, António Andias e Aires de fiscal de trabalhador no estrangeiro e Pará, Rio Negro, Mato Grosso e Cuiabá várias aldeias indígenas, dos seus “lamechice”, desce às raízes, ganha autenticidade e sensualidade”, escre- Aguiar e à viola por Fernando Alvim, assegurar assim que o salário anual - foi feita pelo botânico baiano habitantes, costumes, utensílios e os ve Carlos Carranca. Actualmente António Toscano, Fernando Neto e estimados em 38 milhões de euros - Alexandre Rodrigues Ferreira entre pássaros que existiam no Século XVIII médico estomatologista em Lisboa, Durval Moreirinhas. Além de escapem às finanças inglesas. Mick 1783 e 1792 e patrocinada pela coroa nessas regiões brasileiras. Com prefácio Luiz Goes, 69 anos, sobrinho de intérprete, Luiz Goes é também autor Jagger, 59 anos, esteve em digressão portuguesa. Um relato detalhado do do poeta e político Vasco Graça Moura, Armando Goes, que foi contem- de muitos fados e baladas de Coimbra, com os Rolling Stones até ao final de ponto de vista político e adminis- o livro é essencialmente dirigido a porâneo de Edmundo Bettencourt, como “Fado da Despedida”, “Toada Novembro, mas este mês foi visto a trativo desses locais e uma análise das cientistas, ambientalistas, universitá- António Menano, Paradela de Beirã”, “Balada da Distância”, fazer compras na sofisticada rua de “produções naturais” (fauna e flora), rios, historiadores e geógrafos. Oliveira e Artur Paredes, entre outros, “Balada do Tempo Breve”, “Canção Bond Street, em Londres. eram os objectivos da expedição, cedo se iniciou no fado de Coimbra. do Regresso”, “Homem Só, Meu explicou à agência Lusa Graça Ferrão, “Toda a minha família, sobretudo da Irmão”, “Canção Para Quem Vier”, “É editora da Kapa Editorial. Alexandre Cinema parte de meu pai, foi mais ou menos Preciso Acreditar”, “Romagem à Zeta Jones pode ganhar Ferreira, que estudou na Universidade dedicada ao canto e à execução de Lapa” e “Balada Dos Meus Amores”. 150 mil euros por dia de Coimbra, realizou assim a maior Pierce Brosnan escolhe instrumentos de corda: o meu pai A caixa de quatro CDs, com um total expedição científica ao Brasil durante tocava viola, a minha mãe piano e o de 69 faixas em mais de três horas de A actriz Catherine Zeta Jones está a mais de 300 anos de domínio colonial. novo James Bond meu tio Armando foi um dos nossos música, tem a vantagem, não habitual ser disputada por vários casinos de Esta “Viagem Philosophica” ao Brasil, O actor irlandês Pierce Brosnan mais importantes cantores e compo- na indústria discográfica portuguesa, Las Vegas que lhe oferecem 150 mil composta por um grande número de escolheu Colin Salmon para o sitores dos anos 20”, afirma. Aos 14 de juntar num único volume a carreira euros/dia para ela cantar, anunciou o gravuras desenhadas pelo botânico substituir no papel de James Bond, anos, Luiz Goes já era considerado de Luiz Goes que está distribuída por jornal inglês “Daily Express”. Um dos baiano, foi então enviada para Portugal o agente da sua majestade, 007, uma espécie de “menino prodígio” e mais de uma editora. Coordenado por casinos, também considerado um dos e nunca chegou a ser publicada, anunciou a imprensa britânica. aos 19, em 1952, gravou os primeiros maiores hotéis do mundo, o MGM de adiantou a mesma responsável. Mas Pierce Brosnan disse que o britânico Jorge Mourinha, o projecto, uma Las Vegas, quer financiar um disco dois séculos depois, professores Colin Salmon é um grande actor e fados, “Dobadoira”, “Minha Barca”, “Rezas à Noite (Avé Maria)”, “joint venture” da EMI e da Universal, cantado por Catherine Zeta Jones e universitários portugueses e brasileiros vai desempenhar o papel à altura de “Soneto” e “Fado da Despedida”, é enriquecido com textos de contratá-la para realizar nada menos juntaram-se e publicaram a obra que, outros que interpretaram o mítico todos eles incluídos na caixa que autoridades em matéria de fado e do que 70 espectáculos, pagando na opinião de Graça Ferrão, é um estudo agente secreto britânico James assinala o 50.º aniversário da sua canção de Coimbra, como Anjos de para isso 150 milhões de euros. “muito importante da fauna e flora” do Bond, criado pelo antigo membro carreira. Nestas gravações, o cantor de Carvalho, Carlos Carranca, José Catherine Zeta Jones casou, em Brasil. Destacou ainda que a realização do MI5 Ian Flemming. Colin Coimbra foi acompanhado à guitarra Henrique Dias, Jorge Cravo e Levy Novembro de 2000, com o actor e do projecto prende-se com o facto de Salmon foi contratado para fazer, por António Brojo e António Portugal Baptista. Segundo apurou a agência produtor norte-americano Michael “a expedição à Amazónia ser a mais pelo menos, mais três filmes sobre e à viola por Aurélio Reis e Mário de Lusa, está para breve igualmente a Douglas. Esta semana estreou-se nos extensa e a mais rica” e também porque James Bond, cujo último filme da Castro. Antigo solista do naipe de “integral” de Carlos Paredes numa Estados Unidos, o seu último filme, o os documentos relativos a esta viagem série “Die Another Day” estreia este barítonos do Orfeão Académico de caixa com oito CDs. musical “Chicago”. são na totalidade inéditos, o que mês em Portugal. Cinemas Millenium classificados C.R.F. cine-teatro Tel. 239 822 131 TERMOACUMULADORES – Repara- COIMBRAPNEUS - Comércio de Pneus, Centro de Radiologia da Figueira da Foz, L.da RAIOS X - ECOGRAFIA - DOPPLER ções ao domicílio, garantia 1 ano; António Lda. - Pneus de todas as Marcas. Vasta Dias 3 a 9 M/ 12 anos R. Santos. Tel. 239 439 474 - José Cortez - variedade de Jantes Especiais. Alinha- MAMOGRAFIA Todos os dias: 11.15 - 14.45 - 18.15 - 21.45 Tel. 239 491 896. mentos de Direcção. Equilibrio de Ro- R. Maestro David de Sousa, N.º 46-1.º das por Sistema Computorizado. Av. 3080 FIGUEIRA DA FOZ HIPERPEÇAS, Variada gama de peças e Elisyo de Moura, 381. Tel. 239 703 784 TELEF. 233 422 593 “O Senhor dos Aneis - As Duas Torres” acessórios de automóveis: Óleos - Filtros - Estação de Serviço. Rua António José de - Coimbra CARVALHO DA ROCHA VÍTOR CARVALHEIRO Almeida 253, Telefone 239 483 657. Restaurante “O CRUZEIRO DA SER- estúdio 1 Tel. 239 822131 ESTORES ARLINDO-Vende Estores, boa RA” Almoços, Jantares, Casamen- LUÍSA TEIXEIRA ELISABETE PINTO FRANCISCO M. NUNES tos, Baptizados e Banquetes. Tef. Dias 3 a 9 M/ 6 ANOS TÉCNICO DE RADIOLOGIA qualidade. Repara todo o tipo de estores. 239 911 981 - 239 911 217, Degracias - PRATAS PERES Espírito Santo das Touregas - Telef. Soure. MÉDICOS RADIOLOGISTAS Todos os dias: 12.30 - 15.30 - 18.30 - 21.30 - 00.30 239981644 - Coimbra POCINHO & FILHOS, LDA. – Instala- TASCA DO QUIM - Quim dos Ossos – ções e Reparações Eléctricas, Águas e RADIOLOGIA: “Harry Potter e a Câmara dos Segredos” Pratos regionais - Rua António Vasconce- los, 3 e 5 - Tel. 239 823 146 - Coimbra. Aquecimento Central - R. Brigadeiro Cor- De 2.ª a Sexta-feira, das 8 às 19 horas reia Cardoso, 439 - Tel. 239 715 034 Sábados das 8 às 10 h.-c/ MARCAÇÃO ECOGRAFIA: estúdio 2 Tel. 239 822 131 LAVAGEM DE ESTOFOS em viaturas automóveis e todos os serviços de lava- CASA DA LUIZA - ANTIGUIDADES - COMPRA E VENDA – AVALIAÇÃO DE De 2.ª a Sexta-feira das 14 às 19 horas gens automóveis e pneus. HIPERPEÇAS, PARTILHAS – Rua Combatentes da G. Dias 3 a 9 M/ 12 ANOS MAMOGRAFIA: R. Ant. José de Almeida, 253. Tel. 239 Guerra, 155 - Telef. 239 402 740 - Coim- Às 14 - 16 - 18 - 20 - 22 - 00.00 483 657 - Coimbra bra Segundas, Quartas e Sextas-feiras, das 8 às 12 horas “VESTIDO A RIGOR” sociedade cinemas castello lopes FAZEM ANOS: AMBULÂNCIAS C.C.Girassolum Tel. 239 702 466 HOJE: Amélia Santos Rodrigues. SERVIÇO PERMANENTE AMANHÃ: Adelaide Simões da Costa; Isabel Pinto Correia Santos. DOMINGO: António Carlos Fernandes Fonseca; João Taborda Figueiredo sala 1 Bichão. André Dinis, Lda. SEGUNDA: Dr.ª Maria de Fátima Pereira Barroso de Sousa; Mário Maia; Dias 3 a 9 M/ 12 anos Maria Glória Silva; Ricardo Jorge Ferreira dos Santos; Joaquim Leal de R. 6 de Outubro, 75-Dt.º Às 14.30 - 18 - 21,30 Assunção Martinho. Tel. 239 701 013 TERÇA: Berta Ferreira dos Santos; Paulo Alexandre Silva Sarmento; Luís Telem. 96605720 COIMBRA “O Senhor dos Aneis - As Duas Torres” Duarte Pereira; Dr. Álvaro Mendonça Machado Araújo. cinemas castello lopes C.C.Girassolum Tel. 239 702 466 NICOLAU DA FONSECA D E N T É C N I C A , L DA. sala 2 MÉDICO PEDIATRA LABORATÓRIO E CONSULTÓRlO DENTÁRIO PRÓTESE MÓVEL, Dias 3 a 9 M/ 6 anos CONSULTAS POR MARCAÇÃO PRÓTESE FIXA E ORTODÔNCIA Às 13 - 16 - 19 - 22 Acordos com a ADSE, EDP, e RDP Av. D. Afonso Henriques, 19 cave *** “Harry Potter e a Câmara dos Segredos” Tel. 239 718 867 – 3000-010 COIMBRA R. Ferreira Borges, 7-2.º • Telef. 239 826 991 • 3000 COIMBRA 03/01/03
    • televisão 11 sexta feira sábado domingo segunda feira terça feira 07.00 Bom Dia Portugal 07.00 RTP Crianças 07.00 RTP Crianças 07.00 Bom Dia Portugal 07.00 Bom Dia Portugal 10.00 Praça da Alegria 09.45 Hora Viva! 10.00 Hora Viva! 09.00 Praça da Alegria 10.00 Praça da Alegria 13.00 Jornal da Tarde 10.15 Hora Warner 10.30 Eucaristia Dominical 13.00 Jornal da Tarde 13.00 Jornal da Tarde 14.00 Regiões 11.15 Cinema Universal: 11.30 Horizontes da Memória 14.00 Regiões 14.00 Regiões 14.30 Praça da Alegria “Matusalem” 12.00 Prazer de Criar 14.25 Praça da Alegria 12.30 Planeta Azul 14.30 Praça da Alegria 16.45 Marisol 13.00 Jornal da Tarde 16.40 Marisol 14.00 Top + 13.00 Jornal da Tarde 16.25 Marisol 17.30 RTP Crianças 17.25 RTP Crianças 17.30 RTP Crianças 18.30 Quebra-Cabeças 15.00 Noites Selvagens 14.00 O Mundo Perdido V 14.45 O Mundo Perdido VI 18.25 Quebra-Cabeças 18.30 Quebra-Cabeças 19.15 O Preço Certo em Euros 15.45 João Baião 19.00 Camilo, o Pendura 15.30 Estúdio V 19.10 O Preço Certo em Euros 19.15 O Preço Certo em Euros Especial 20.00 Telejornal 19.00 Domingo Desportivo 20.00 Telejornal 19.30 A Minha Sogra É Uma Bruxa 20.00 Telejornal 21.00 Contra-Informação 20.00 Telejornal 21.00 Contra-Informação 20.00 Telejornal 21.00 Contra-Informação 21.15 O Elo Mais Fraco - Famílias 21.00 Futebol: 21.15 Contra-Informação 21.05 O Elo Mais Fraco 22.15 Tivoli Cinema: 21.30 Sorte Grande Vitória de Setúbal - Sporting 21.45 O Elo Mais Fraco - Famílias 21.45 O Elo Mais Fraco 22.00 O Processo dos Távoras “A Bomba” 23.15 Caleidóscopio: 22.30 Tivoli Cinema: 23.00 Fora de Jogo 00.00 Turnos de Risco 22.30 Façam Favor de Ser Felizes “Assassina” “O Destino de Um Ex-Combatente” 00.30 Turnos de Risco 00.45 O Fugitivo 01.15 24 Horas 23.00 Prós e Contras 00.15 Domingo Desportivo 01.15 24 Horas 01.45 24 Horas 01.30 Turnos de Risco 00.30 Turnos de Risco 01.00 24 Horas 01.30 O Fugitivo 02.00 Paraíso Filmes 02.15 Paraíso Filmes 01.15 Magazine da Liga dos Campeões 01.15 24 Horas 01.30 O Fugitivo 02.15 Noites no Rivoli: 02.15 Noites no Rivoli: 02.45 Noites no Rivoli: 02.00 Noites no Rivoli “A Caixa ao Luar” “Jerry e Tom” 02.15 Noites no Rivoli: “Sedução Mortal” “Over the Edge” 03.55 Televendas 03.55 Televendas 03.55 Televendas 03.55 Televendas 03.55 Televendas 07.02 RTP Crianças 08.02 Repórter RTP - 7 Dias 09.02 Caminhos 07.02 RTP Crianças 07.02 RTP Crianças 11.45 Meu Pé de Laranja Lima 09.00 Universidade Aberta 09.30 Novos Horizontes 11.45 Meu Pé de Laranja Lima 11.45 Meu Pé de Laranja Lima 12.15 Garfield e Amigos 12.00 Iniciativa 10.00 70 x 7 12.15 Garfield e Amigos 12.15 Garfield e Amigos 12.30 Companhia dos Animais 14.00 Parlamento 10.30 Programa a Designar 12.45 Companhia dos Animais 12.45 Companhia dos Animais 13.00 Programa a Designar 15.00 Desporto 2 11.30 Pontos de Fuga 13.00 História da Indústria em Portugal 13.00 História da Indústria em Portugal 13.30 Nico de Obra 19.00 Horizontes da Memória 12.00 2010 13.30 Nico d’Obra 13.30 Nico d’Obra 19.30 Bombordo 13.00 Viagens Pela Índia 14.00 Alves dos Reis 14.00 Alves dos Reis 14.15 Alves dos Reis 20.00 Palavras Ditas 14.00 Desporto 2 14.45 Informação Gestual 14.45 Informação Gestual 15.00 Informação Gestual 18.30 Ancient Apocalypse 16.15 Sessão da Tarde 16.15 Sessão da Tarde 16.30 Sessão da Tarde 20.30 Os Simpsons 18.00 A Fé dos Homens 18.00 A Fé dos Homens 18.00 A Fé dos Homens 21.00 Por Outro Lado 19.30 Onda Curta: 18.30 Planeta Azul 18.30 Onda Curta: 18.30 Gente da Cidade 22.00 Jornal 2 “Charlotte e o Seu Querido”, 19.00 Para Além de Babel “Charlotte e o Seu Querido”, 19.00 2010 23.00 O Lugar da História: “Uma História de Água” 20.00 Viver no Campo “Uma História de Água” 20.00 Viver no Campo “Maio de 1940: 20.00 Programa a Designar 20.30 As Três Irmãs 19.00 Escape From Earth 20.30 As Três Irmãs A Derrota da França” 21.00 Artes e Letras: 21.05 Aprender a Ser Pai 20.00 Viver no Campo 21.00 Aprender a Ser Pai 00.00 A Minha Família “Fascinating Rhythm: George 21.30 Acontece 20.30 As Três Irmãs 21.30 Acontece 00.35 Absolutely Fabulous (New YorK) Gershwin” 22.00 Jornal 2 21.00 Aprender a Ser Pai 22.00 Jornal 2 01.00 Programa a Designar 22.00 Jornal 2 23.00 Começar de Novo 22.00 Jornal 2 23.00 Sinais do Tempo 02.30 Noites Curtas do Onda Curta 23.00 Artes de Palco 00.00 5 Noites, 5 Filmes: 23.00 Mentes Assassinas 00.00 5 Noites, 5 Filmes: “Um Passo, “Baile de Máscaras” “A Cidade dos Prodígios” 00.00 5 Noites, 5 Filmes: “Uma Mão Cheia de Surpresas” Outro Passo e Depois...” 01.15 R.U.E.U.? 01.30 Lupin III “Pixote, A Lei do Mais Fraco ” 01.45 Lupin III 03.30 Televendas 02.15 Televendas 02.00 Televendas 02.10 Lupin III 02.15 Televendas 02.40 Televendas 06.45 Iô-Iô 06.45 Totil Total 06.45 Totil Total 07.00 Iô-Iô 06.45 Iô-Iô 10.00 Uma Aventura 09.00 Disney Kids 09.00 Disney Kids 09.30 SIC 10 Horas 09.30 SIC 10 Horas 11.30 SIC 10 Horas 10.00 Fun Totil 13.00 Primeiro Jornal 13.00 Primeiro Jornal 10.00 Fun Totil 13.00 Primeiro Jornal 12.00 O Nosso Mundo: 12.00 BBC Vida Selvagem 14.00 Às Duas Por Três 14.00 Às Duas Por Três 14.00 Não Há Pai! “Weird Nature 5 e 6” 15.00 Às Duas Por Três “Canine Conspiracy” 16.00 O Olhar da Serpente 16.15 O Olhar da Serpente 16.45 O Olhar da Serpente 13.00 Primeiro Jornal 13.00 Primeiro Jornal 17.00 Malhação 14.00 Flash 16.45 Desejos de Mulher 17.30 Na Casa de Toy 14.00 Cinema Palace: “O Leão de África” 17.45 Sabor de Paixão 17.30 Sabor de Paixão 17.45 Desejos de Mulher 14.45 O Camião 16.00 Primeiro Balcão: 15.45 O Comboio das Trevas 18.45 New Wave 18.30 New Wave 18.30 New Wave “Mentes Perigosas” 19.00 O Beijo do Vampiro 19.00 O Beijo do Vampiro 17.45 Sessão Aventura: 19.15 O Beijo do Vampiro “Papá Para Sempre” 18.00 Chiado Terrase: 20.00 Jornal da Noite 20.00 Jornal da Noite 20.00 Jornal da Noite “O Caça Polícias” 21.00 Na Casa de Toy 20.00 Jornal da Noite 21.00 Na Casa de Toy 21.00 Na Casa de Toy 21.30 Não Há Pai! 21.00 Esperança 20.00 Jornal da Noite 21.30 Não Há Pai! 21.30 Não Há Pai! 22.15 Esperança 22.00 Totoloto 21.00 Mentes Brilhantes 22.15 Esperança 22.15 Esperança 23.30 Lanterna Mágica: 22.15 Os Recordes do Guiness 22.00 Herman SIC 00.00 Noites de Cinema: 00.15 Maiores de 17: 23.30 Levanta-te e Ri “Em Nome da Justiça” 23.45 Grande Filme: “O Medo” 01.30 Rally Rad Telefónica - Dakar 2003 “A Grande Inauguração” 01.00 Invicta Cine “Tempo de Matar” 02.00 Rally Rad Telefónica - Dakar 2003 01.45 Linha da Sorte 01.45 Rally Rad Telefónica - Dakar 2003 02.00 Rally Rad Telefónica - Dakar 2003 03.15 Rally Rad Telefónica - Dakar 2003 02.45 Espaço Cinema 02.15 Brigada 02.15 O Fim do Mundo 02.30 Tal Mãe, Tal Filha 07.30 Sempre a Abrir 07.30 Super Batatoon 07.30 Super Batatoon 07.30 Sempre a Abrir 07.30 Sempre a Abrir 08.45 Super Pai 10.00 Sempre a Abrir 09.30 Sempre a Abrir 08.45 Super Pai 08.45 Super Pai 09.30 Sempre a Abrir 11.00 Um Cãozinho Chamado Eddie 10.00 Um Cãozinho Chamado Eddie 09.30 Sempre a Abrir 09.30 Sempre a Abrir 12.00 Lux 11.00 Missa Dominical 10.30 Olá Portugal 10.30 Olá Portugal 10.30 Olá Portugal 13.00 TVI Jornal 12.30 8.º Dia 13.00 TVI Jornal 13.00 TVI Jornal 13.00 TVI Jornal 14.00 A Vida é Bela 14.00 A Vida É Bela 14.15 A Vida é Bela 13.45 Contra-Ataque 13.00 TVI Jornal 14.00 Filme: “Invenção Diabólica” 13.45 125 Anos a Cuidar das Crianças 16.45 Dawson’s Creek 16.45 Dawson’s Creek 16.30 Dawson’s Creek 17.45 Vidas Reais 17.45 Vidas Reais 17.30 Vidas Reais 16.00 Filme: 20.00 Jornal Nacional 18.45 Tudo Por Amor 18.45 Tudo Por Amor “Dias de Tempestade” 21.15 A Jóia de África 18.45 Tudo Por Amor 19.30 Anjo Selvagem 19.30 Anjo Selvagem 18.00 Filme: 22.15 O Último Beijo 20.00 Jornal Nacional 20.00 Jornal Nacional 19.30 Anjo Selvagem “As Motos da Morte” 00.15 Filme: 21.15 A Jóia de África 21.15 Amanhecer 20.00 Jornal Nacional 20.00 Jornal Nacional “Gémeo Canino” 21.15 Amanhecer 22.415 Amanhecer 22.30 Anjo Selvagem 21.00 Super Pai 01.50 Filme: 23.15 Anjo Selvagem 23.15 BB Famosos Especial 23.15 Vidas Reais 22.00 Amanhecer “Aonde é que Pará a Polícia?” 00.00 Vidas Reais 01.00 Filme: 00.15 Filme: 23.00 O Último Beijo 03.15 Filme: 01.00 Ficheiros Secretos “Vida Atribulada” “Tornado Negro” 00.00 Filme: “Presumível Inocente” 02.00 Primeira Vaga 03.15 Diário Económico 02.30 Asas Nos Pés “Fugitivo Sem Memória” 05.20 Filme: 03.00 Diário Económico 03.30 Asas nos Pés 02.00 Survivor “Terra Prometida” 03.10 Asas nos Pés 04.30 Estrela de Fogo 03.00 Filme 06.40 Asas nos Pés 04.15 Estrela de Fogo HOLLYWOOD SPORTV SPORTV HOLLYWOOD CANAL DE HISTÓRIA 04.39 Mira Sorvino 18.00 Futebol: Beira-Mar - V. Guimarães 19.00 Futebol: FC Porto - Sport. Braga 03.52 Matt Damon 17.00 Rock Hudson 03/01/03
    • última página Milhares de pessoas despediram-se de 2002 Câmara de Coimbra Chuva não estragou festa na Praça da República transforma árvores Apesar do mau tempo que se mente não estragou o “reveil- ça da República foi pequena Ao jeito do “Coimbra fez sentir precisamente a partir dos últimos minutos de 2002, milhares de pessoas festejaram de Natal em fertilizante lon” de todos aqueles que optaram por entrar em 2003 ao ar livre, nem estragou, de para acolher todas as pes- soas que quiseram assistir ao espectáculo circense e que Matrix”, o “I3” pautou-se também pela inovação e afirmação em termos mediá- na Praça da República a entra- nenhum modo, o espectáculo quiseram apreciar o fogo de ticos, permitindo a projec- de fogo de artifício que encheu A Câmara de Coimbra vai re- Norton de Matos (Centro da no novo ano e assistiram artifício e o espectáculo ção nos céus de Coimbra de colher as árvores de Natal no a um espectáculo futurista os céus de Coimbra de luz, cor multimédia “I3”, um evento Recreativo), rotunda da em- diversas imagens, um espec- fim da actual quadra festiva e presa Fucoli e Bairro S. Miguel. ímpar. e brilho. inovador, irrepetível e irresis- táculo brilhante que se viu em A tenda instalada na Pra- transformá-las em fertilizan- Entretanto, o botânico da A chuva que caiu intensa- tível. toda a cidade. te num centro de composta- Universidade de Coimbra Jor- gem. ge Paiva - num dos habituais “A matéria orgânica resul- postais de “boas festas”, que tante desta forma de reciclagem envia todos os anos a entidades “Conversas com versos” em Góis será usada como fertilizante natural nos jardins e espaços nacionais e estrangeiras - com- para a Terra a uma “gaiola verdes de Coimbra”, anuncia gigante”. ADIBER promove encontro com a cultura a autarquia num folheto verde que começou a ser distribuído terça feira pelas caixas de Sustenta que o homem está preso dentro dela como um pássaro, estando a sua sobre- violino e da viola ganharam tida naquela noite tão espe- correio. vivência ameaçada. “Encon- A divulgação cultural e um papel de destaque nos cial promovida pela ADIBER A Câmara Municipal tramo-nos numa sociedade a promoção de eventos corações dos presentes. e pela Editorial Moura Pin- apela às pessoas para depo- controlada pelo poder econó- “É pela palavra dos to. sitaram os pinheiros usados em mico sem escrúpulos e regida de índole cultural é poetas da língua portuguesa Para além da adesão da dez pontos de recolha. por políticos ignorantes e, uma das grandes que se criam universos má- população, estiveram também Estes pontos localizam-se muitas vezes, corruptos”, apostas da ADIBER - gicos, momentos de grande presentes neste serão cultural na Praça da República, Solum, afirma o ambientalista. Associação de cumplicidade, de fraternida- José Cabeças, presidente da Celas, Eiras (hipermercado Na opinião de Jorge Pai- de universal, no espaço ADIBER, Maria de Lurdes Modelo), rotunda junto aos va, “se continuarmos a poluir Desenvolvimento de reduzido do lugar”, escreve Castanheira, em representação hipermercados Makro e Con- a gaiola gigante em que vive- Góis e da Beira Serra Carlos Carranca, deixando da Câmara Municipal de Góis, tinente, Santa Clara (Almas de mos, as futuras gerações não que, nesse sentido, transparecer nesta pequena e Carlos Castanheira, da Freire), S. Martinho do Bispo terão condições de sobrevivên- frase toda a envolvência sen- Editorial Moura Pinto. (Junta de Freguesia), Bairro cia”. juntamente com a Editorial Moura Pinto, promoveu, no dia 21 de Dezembro, um serão cultural que atraiu várias dezenas de Dezanove mortos Carlos Carranca quando pessoas ao auditório da Casa do Artista de declamava um dos poemas e 35 feridos graves Góis. Machado, ao violino pelo “Conversas com Versos” foi o mote deste agradável en- professor José Machado e Durval Moreirinhas à viola, este comunicador nato en- em cinco dias contro com a cultura, que ficou volveu todos os presentes com Dezanove mortos, 35 feridos ves e menos 125 feridos ligei- marcado pela surpreendente os seus poemas, transfor- graves, 379 feridos ligeiros ros em menos 281 acidentes declamação do poeta Carlos mando esta noite num serão num total de 1.296 acidentes de trânsito. Carranca. Acompanhado ao cultural único, onde a poesia José Cabeças, Carlos Castanheira e Maria de Lurdes de trânsito é o balanço dos No último dia da Opera- piano pelo maestro Jorge e sonoridade do piano, do Castanheira durante as “Conversas com Versos” cinco dias da Operação Ano ção Ano Novo, quarta feira, Novo que a GNR realizou nas morreram duas pessoas, dez estradas portuguesas, anun- sofreram ferimentos graves e ciou aquela força policial. 82 ferimentos ligeiros em 277 Comparativamente com acidentes rodoviários. Pares de gémeos nasceram em Coimbra o mesmo período de 2001/ 2002, a GNR registou mais três mortos, menos 25 feridos gra- A Operação Ano Novo decorreu entre as 0 horas de sábado e as 24 de quarta feira. nas primeiras horas de 2003 Três mulheres deram à luz de nome Luís, nasceu ali de após as 0 horas. Às 3.15 horas, ocorreu na filhos gémeos nas primeiras parto normal dois segundos Os pais do Luís são oriun- mesma unidade dos Hospitais horas do novo ano na depois da meia-noite , com 37 dos de Paranhos de Seia, na da Universidade de Coimbra Maternidade Daniel Matos, semanas. Esta criança, que ao Serra da Estrela. (HUC) o segundo parto ge- em Coimbra, onde nasceu nascer pesava 2,270 Kg, Cerca das 23 horas de melar, com duas raparigas. também um dos primeiros “disputa” o título nacional de terça feira, dois rapazes gé- A mesma fonte hospita- bebés de 2003. “primeiro bebé do ano” com a meos nasceram também na lar disse que nasceram mais Um médico da Mater- pequena Bárbara, nascida no Maternidade Daniel Matos, dois gémeos do sexo mascu- nidade Daniel Matos disse à Hospital Garcia de Orta, em assinalando o fim do “ano lino às 11 horas, com apenas agência Lusa que um rapaz, Almada, escassos segundos velho” na sala de partos. 32 semanas de gestação. Apesar da descida da gasolina Boas festas 1987 - Galardoada com o prémio “CULTURA” (Distrito) pela Rádio Comercial de Leiria 1992 - Galardão da Câmara Municipal de Leiria por serviços prestados à Cultura Continuam a chegar ao jornal “O Despertar” Preços sobem em 2003 várias mensagens de Boas Festas. Aproveitamos assim para agradecer e retribuir os votos de 1992 - Homenagem, com medalha, da Freguesia do Arrabal, por ocasião do seu IV Centenário 1993 - Homenagem e entrega de Galardão pelo Lions Club de Leiria Os preços da electricidade, O aumento médio do pre- festas felizes aos nossos assinantes, leitores, 1997 - Da Casa Museu Maria da Fontinha no “Centenário do Nascimento da sua Patrona”, dois rendas de casa, portagens e ço das portagens nas auto- anunciantes e amigos. Galardões para Capitel e seu Director, por relevantes serviços prestados à Cultura seguros automóveis vão au- estradas será de 3,3 pc e a na 2000 - Placa de Prata - Liga dos Amigos do Hospital Distrital de Leiria mentar este mês, enquanto a quarta feira foram reintrodu- Afonso Lázaro Pires; Agostinho Almeida Santos; gasolina fica mais barata. zidas as portagens na CREL o Brisa; Departamento de Medicina Materno-Fetal, As tarifas de electricidade que custará aos utilizadores SOLICITE-NOS UM CALENDÁRIO DAS EXPOSIÇÕES aumentam em média 2,8 por 2,5 euros para percorrer a Genética e Reprodução Humana; Ernesto Duarte; cento (pc) este ano em Por- totalidade do eixo viário. Os Francisco Andrade; Galeria de Arte Capitel; Galeria QUE SE REALIZAM DURANTE O ANO DE 2003 tugal Continental, e sofrem seguros automóveis vão de Arte do Casino Estoril; Grupo Media Capital; Grupo uma redução de 5,1pc nos aumentar, em 2003, entre 10 a Primero; Grupo Superstar; Hermínio Palmeira; Hotel “LOCAL DE PRESENÇA ARTÍSTICA Açores e de 4,4pc na Madeira. 12 pc. Mélia; Joaquim Vieira; José Mendes; José Nascimento Para as rendas de casa foi O preço da gasolina será PARA RECREIO DO ESPÍRITO” Ribeiro; Januário Mateus; Maria Clarinda; Mário definida uma actualização de o único a descer, passando a Matias; Nuno Lima de Carvalho; Rádio Santo André; 3,6 pc e será aplicada aos con- custar menos um cêntimo por tratos de arrendamento fir- litro, quanto ao preço do ga- Rotary Clube dos Olivais; SPLIU-Secretariado Rua Eng. Duarte Pacheco, 12-2.º mados a partir de 1980. sóleo mantém-se inalterado. Regional de Coimbra; Sónia Sousa Mendes. Tel. 244 832 499 - Fax 244 811 261 - 2400-130 LEIRIA