Sociedade de Mediação
         Imobiliária, Lda          Ano XXII
         Licença n.º 1736 - AMI    N.º 681
  Av. 25 de A...
Quarta-feira, 5 de Março de 2008
  10


   Plano Nacional da Leitura


   Semana para incentivar a leitura
A
       ssinal...
Quarta-feira, 5 de Março de 2008
                                                                                         ...
Quarta-feira, 5 de Março de 2008
  12


   Maratona BTT do Núcleo Sportinguista da Mealhada

 Quinhentos ciclistas percorr...
Quarta-feira, 5 de Março de 2008
                                                                        13


Transferênci...
Quarta-feira, 5 de Março de 2008
  14
                                                               Desporto
      Campeo...
Quarta-feira, 5 de Março de 2008
                                                                                         ...
Quarta-feira, 5 de Março de 2008
  16


                                                                                  ...
Quarta-feira, 5 de Março de 2008
                                                                                         ...
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008

3,452 views
3,356 views

Published on

Versão integral da edição n.º 681 do semanário “Jornal da Mealhada”, que se publica na Mealhada, distrito de Aveiro, Portugal. Director: Nuno Castela Canilho. 05.03.2008.
Visite o site do “Jornal da Mealhada”, em http://www.jornaldamealhada.com

Não se esqueça de que pode ver o documento em ecrã inteiro, bastando para tal clicar na opção “full” que se encontra no canto inferior direito do ecrã onde visualiza os slides.
Também pode descarregar o documento original. Deve clicar em “Download file”. É necessário que se registe primeiro no slideshare. O registo é gratuito.

Para além de poderem ser úteis para o público em geral, estes documentos destinam-se a apoio dos alunos que frequentam as unidades curriculares de “Arte e Técnicas de Titular”, “Laboratório de Imprensa I” e “Laboratório de Imprensa II”, leccionadas por Dinis Manuel Alves no Instituto Superior Miguel Torga (www.ismt.pt).

Para saber mais sobre a arte e as técnicas de titular na imprensa, assim como sobre a “Intertextualidade”, visite http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm (necessita de ter instalado o Java Runtime Environment), e www.youtube.com/discover747

Visite outros sítios de Dinis Manuel Alves em www.mediatico.com.pt , www.slideshare.net/dmpa,
www.youtube.com/mediapolisxxi, www.youtube.com/fotographarte, www.youtube.com/tiremmedestefilme, www.youtube.com/discover747 ,
http://www.youtube.com/camarafixa, , http://videos.sapo.pt/lapisazul/playview/2 e em www.mogulus.com/otalcanal
Ainda: http://www.mediatico.com.pt/diasdecoimbra/ , http://www.mediatico.com.pt/redor/ ,
http://www.mediatico.com.pt/fe/ , http://www.mediatico.com.pt/fitas/ , http://www.mediatico.com.pt/redor2/, http://www.mediatico.com.pt/foto/yr2.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/foto/index.htm , http://www.mediatico.com.pt/luanda/ ,
http://www.biblioteca2.fcpages.com/nimas/intro.html

Published in: Technology, Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,452
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
21
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Jornal da Mealhada - n.º 681 – 05.03.2008

  1. 1. Sociedade de Mediação Imobiliária, Lda Ano XXII Licença n.º 1736 - AMI N.º 681 Av. 25 de Abril n.º 7 Preço: 0,60 euros 3050-334 Mealhada www. .com 966 047 177 964 206 118 231 202 387 Director: Nuno Castela Canilho Fax: 231 205 666 Director-adjunto: Afonso Simões Quarta-feira, 5 de Março de 2008 Crime na Antes Sexta-feira, 7 de Março, Diamantes roubados concelhia da Mealhada do PS vai a votos de casa de habitação Página 3 PSD da Mealhada Jacinto Silva quer reunificar o partido Página 7 Campeonato Nacional de Marcha Marqueiro ou Calhoa? Susana Feitor e Candidatos apresentam argumentos Páginas 8 e 9 João Vieira a caminho de Pequim Escola EB 2,3 da Mealhada Página 14 Pavilhão encerrado Quinta do Valongo Reunidos quatrocentos escuteiros por falta de segurança Página 12 Página 3 www.rcpfm.com DIA INTERNACIONAL DA MULHER 8 de Março ENTRADAS Manteigas- azeitonas Bacalhau à casa (15 euros) Especial festival Música ao vivo - bolos de bacalhau/ rissóis de marisco (22,50 euros) SOPA VINHOS MEN STRIP Caldo verde Vinho da casa: branco/ tinto ou E OFERTA D A Pratos frisante Leitão à Bairrada (16,50 euros) SOBREMESAS H 1 CAIPIRIN Picanha grelhada ao alho (16 euros) Mousse de chocolate Pudim Bife de novilho grelhado com Salada de fruta RESERVAS gambas (15,50 euros) Café Tel./ Fax: 239 918 110 TUDO INCLUÍDO
  2. 2. Quarta-feira, 5 de Março de 2008 10 Plano Nacional da Leitura Semana para incentivar a leitura A ssinala-se, por todo o país, de 5 a 9 de Março de 2008, a Semana da Leitura. No concelho da No dia 5 de Março, pelas 20h30m haverá uma sessão Mealhada serão várias as actividades de promoção da leitura, algumas delas associadas ao PLano intitulada “Momento do Conto” aberta à comunidade governamental da Leitura. Na Biblioteca Municipal da Mealhada a Semana da Leitura começou a ser em geral, com inscrições na portaria da escola ou celebrada na segunda-feira, 3 de Março e prosseguirá até 8 de Março. Já na Escola Básica 2, 3 da Pampilhosa Biblioteca, para assistir. a Semana da Leitura decorre entre os dias 3 e 7 de Março. Também no Centro de Assistência Paroquial de Outra iniciativa que foi preparada para os alunos foi a Pampilhosa se vai celebrar a Semana da Leitura com a 12.ª edição Feira do livro, entre os dias 5 e 7 de Março. sugestão dos delegados e sub-delegados de turma a motivarem os colegas para a leitura, através da apresentação de uma selecção de obras feitas por si Biblioteca Municipal agrade. No final dos quinze dias, a cesta será recolhida e substituída por outra que, entretanto, esteve noutra próprios. Para incentivar à leitura haverá um jogo inter- turmas. As turmas organizam uma equipa que concorre da Mealhada instituição. contra outra. Como incentivo à leitura, a partir desta semana, Estão a ser preparadas várias actividades, na Escola Básica 2, 3 da Pampilhosa qualquer pessoa da comunidade poderá utilizar a Biblioteca Municipal para crianças e jovens para assim biblioteca escolar e fazer requisições domiciliárias. celebrarem a Semana da Leitura e incentivar o prazer de Programa da semana No dia 11 de Março, às 16 horas, devido à ler. “Ouvir Sophia para expressar Sophia”, “Dezenas de contos, diferentes sotaques” e “(A)braços da Biblioteca da leitura para impossibilidade de levar a cabo na Semana da Leitura devido nessa semana haver muitos testes, vai decorrer Municipal” são as actividades que a Biblioteca Municipal da Mealhada preparou para comemorar esta semana. a comunidade em geral uma tertúlia, uma conversa informal sobre o escritor António Mota. Durante as manhãs, de 3 a 7 de Março, a iniciativa intitulada “Dezenas de contos, diferentes sotaques”, permitirá às crianças dos jardins-de-infância do concelho da Mealhada ouvir e contar histórias com sotaques diferentes. Para essa iniciativa, foram convidados ainda imigrantes a residir no concelho, que virão contar histórias em português, mas com diferentes sotaques, do brasileiro ao cabo-verdiano, passando pelo russo e muitos outros. À tarde as crianças e jovens poderão participar na actividade intitulada “Ouvir Sophia para expressar Sophia”. Neste jogo as crianças do 1.º ciclo do Ensino Básico terão oportunidade de ouvir excertos de algumas das obras mais emblemáticas de Sophia de Mello Breyner Andersen, como “A menina do Mar”, “A Floresta”, “Contos Exemplares” ou “O rapaz de Bronze”, entre outros. A leitura dos textos será Entre os dias 3 e 7 de Março, na biblioteca da Escola Básica 2,3 da Pampilhosa, está a decorrer a Semana da Centro de Assitência acompanhada por música. O desafio proposto é que, após terem ouvido as histórias, expressem, com lápis de cor ou Leitura, com uma feira do livro aberta a toda a Paroquial da Pampilhosa tintas, as imagens que os textos foram sugerindo à sua comunidade escolar, desde a pré-escola do Agrupamento imaginação. de Escolas da Pampilhosa, 1.º Ciclo do mesmo agrupamento e alunos da EB 2,3, assim como a pais e 12.ª Feira do Livro Outra iniciativa é “(A)braços da Biblioteca Municipal”, que é uma nova actividade que a Biblioteca Municipal da comunidade que queiram visitar esta iniciativa. O Centro de Assistência Paroquial de Mealhada vai iniciar, procurando, assim, dar continuidade Entre as várias iniciativas estão destacadas o convite Pampilhosa vai realizar mais uma edição da Feira aos projecto de promoção da leitura para todas as idades à poesia, onde estará em exposição, no exterior, uma do Livro, nos dias 5,6,7 de Março no Infantário da no concelho da Mealhada. Esta iniciativa passa pela faixa gigante com um poema de Eugénio de Andrade, Pampilhosa, na rua da Feira, Pampilhosa. entrega de cestas com livros, dvd’s e cd’s nos Centros de realizada no ano anterior. Os bibliofãs, alunos que Esta é a 12ª Edição da Feira do Livro que aposta Dia e Lares do concelho onde permancerão por 15 dias, frequentam a biblioteca e que têm participado em para que todos os utentes se possam distrair com boas na dinamização do livro e da leitura e que estará diversas iniciativas, distribuirão, pelos colegas e pessoal leituras ou conviver, ouvindo conjuntamente uma música patente entre as 10horas e as12h 30m e das não docente, marcadores de livros, com extractos de ou assistindo a um filme ou a um documentário que lhes 15horas às 19horas. RSG obras e citações, concebidos por eles próprios. NOVAS INSTALAÇÕES na Praça do Choupal, n.º 24 Apartado 47 - na MEALHADA pauloabadelda@mail.telepac.pt Telefone 231 209 030 fax: 231 209 039 FAÇA-SE ASSINANTE DO JORNAL DA MEALHADA Junte a importância de 15 euros, por cheque ou vale dos CTT, para: Apartado 30 - 3050 MEALHADA - tel e fax: 231 203 167 Nome e Morada.............................................................................................................................................................................................................................................................................................
  3. 3. Quarta-feira, 5 de Março de 2008 11 Lions Clube de Mealhada quot;O meu rapaz é raparigaquot; no cineteatro Messias Padre Abílio Simões e AJCL “Queremos voltar, temos foram homenageados ambiente para regressar”, afirmou Camilo de Oliveira F oi uma cerimónia simples e singela mas cheia de significado”, disse Isabel Moreira, presidente dos Lions Clubes de Mealhada, associação que no passado domingo, 2 de Março, na Quinta dos Três Pinheiros, em Sernadelo, entregou os galardões de Cidadão do Ano 2007, a título póstumo ao Padre Abílio Simões e de Instituição do Ano 2007 entregue à Associação dos Jovens Cristãos de Luso (AJCL). “Os jovens, após 27 anos de existência da Associação dos Jovens Cristãos de Luso, continuam a aderir, têm dinamismo, participam nas diversas actividades. O nosso trabalho é muito virado para a cidadania”, afirmou Rui Costa um dos fundadores da AJCL, que foi apresentado por Nuno Alegre como sendo “o senhor que tem todo o mérito pelo trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela associação”. C om lotação esgotada, subiu ao palco do cineteatro Messias, na Mealhada, na noite de sábado, 1 de Março, a peça “O meu rapaz é rapariga” de Camilo de Oliveira e que conta com um elenco de luxo e que divertiu o público mealhadense. “Regressei à Mealhada com bastante satisfação, gosto muito deste público divertido, um público que parece família. O público deve participar o mais possível, os actores devem falar olhos Rui Costa, no uso da palavra ladeado por Rui Marqueiro e Luís Brandão nos olhos com o seu público e neste espectáculo, sem dúvida, conseguimos, o público mealhadense puxou por nós”, afirmou Camilo de Oliveira à equipa do Jornal da Mealhada Jorge Carvalho, representante da Junta de Freguesia do Luso não quis deixar de que recebeu no camarim. enunciar a importância da AJCL para a comunidade, assim como todo o apoio que a Esta comédia, escrita por Camilo de Oliveira, conta a história de um empresário Junta de Freguesia do Luso tenta dar. José Calhoa, vereador da Câmara Municipal da transmontano, representado pelo próprio Camilo de Oliveira, bem sucedido no ramo da Mealhada afirmou: “A AJCL é uma associação ímpar, com um bom trabalho com os jovens tinturaria que, após ver a sua esposa, representada por Amélia Videira, fugir com o seu e já mostraram ser capazes de trabalhar”. irmão Marcelo, decide ir para Lisboa procurar o filho Gilberto, representado por Alexandre Silva, que não vê há vários anos. O empresário quando encontra o filho que está acompanhado por um amigo, o Zeca, representado pelo actor Vítor Emanuel, percebe que o seu filho é homossexual. Camilo de Oliveira explicou: “A homossexualidade está cada vez mais divulgada, hoje em dia esta é uma situação normal, não era como antigamente que não sabíamos o que era, não se ouvia falar. Temos de ir através dos tempos, aceitar as coisas com naturalidade e não censurar opções de vida”. O pai, Camilo de Oliveira, não aceita a escolha do filho, o que o leva a fazer de tudo para que o seu filho Gilberto mude de orientação sexual, inclusivé contratar uma prostituta, Sandra B., para que o seu filho se interesse por mulheres. “Apesar de esta ser uma peça simples, durante o espectáculo improvisámos muito, graças ao público mealhadense que participou e brincou muito”, elogiou Camilo de Oliveira. Questionado sobre a situação do teatro em Portugal, Camilo de Oliveira afirmou: “O teatro em si está a usar um sistema de palavreado que eu discordo totalmente. Hoje é fácil dizer palavrões e julgo não haver necessidade disso. Isto não dignifica a nossa profissão. Temos actores com grande valor, que são capazes de ter uma grande carreira, Noémia e Diamantino Simões, irmãos do Padre Abílio, receberam o galardão do Cidadão do Ano mas a maior parte não. O público selecciona muito, o público é que manda”. Foi com grande emoção que Vítor Costa “falou” com o Padre Abílio Simões, lembrou a “Ainda agora começámos a representar esta peça, ainda não temos planos para falta sentida por todos os que privavam com ele, acrescentando: “Esta homenagem devia outras peças, mas a Mealhada merece o nosso regresso. Queremos voltar e temos ambiente ter sido feita há muito tempo”. Diamantino Simões e Noémia Simões, irmãos do Padre para voltar”, disse Camilo de Oliveira. Ficou a promessa. Abílio Simões, receberam o galardão do Cidadão do Ano, e as únicas palavras que Rosa Santos Gonçalves quiseram deixar foram: “é com grande emoção que nos é concedido este galardão”. Nuno Castela Canilho, director do Jornal da Mealhada, salientou as qualidades do padre Abílio Simões, como homem, como intelectual e como padre, evocando a obra deixada Eleições para os órgãos sociais por ele na Mealhada. quot;Amava profundamente a Mealhada, apesar de, provavelmente, nunca o ter dito a ninguémquot;, afirmou Nuno Castela Canilho. Por sua vez, Rui Marqueiro, presidente da Assembleia Municipal da Mealhada, Coral Magister foi a votos considerou não ser a pessoa indicada para falar sobre o Padre Abílio Simões ou até O mesmo pela AJCL. “Fui alvo de duras críticas por parte de ambos. O Padre Abílio, por s sócios do Grupo Coral Magister foram convocados a escolher os dirigentes vezes, foi excessivo comigo, mas se calhar não tinha consciência disso. Quando se para os órgãos gerentes da associação, na noite de 18 de Fevereiro. Nuno Salgado julgava na razão não se dobrava e por isso tivemos alguns afrontamentos. Sempre o tive renovou novo mandato na presidência da direcção do Grupo Coral e Manuel como guião, nas suas críticas. Já a AJCL fez o mesmo, quando se achou no direito de Almeida dos Santos permanece como presidente da mesa da assembleia-geral. reivindicar a sua posição fê-lo”. A mesa da assembleia-geral é composta ainda por Sónia Arlete da Cunha Lopes e Vítor Costa ainda leu uma carta do Padre José Moço, antigo pároco do Luso, a falar Rosinda Fernandes, secretárias. sobre todo o trabalho do padre Abílio Simões, da sua vida e obra. Para o conselho fiscal foram eleitas Maria Teresa Castelo Vieira de Melo, presidente, “Tenho uma grande estima bem viva pelo Padre Abílio Simões, ele merece essa estima e Carlota Maria Antunes de Campos e Maria do Carmo Gouveia da Cruz, vogais. e admiração”, referiu o Padre José Gonçalves, pároco da Mealhada, de Casal Comba e da Na direcção Áurea Martins Carriço Roseiro foi eleita secretária, Maria Rosete de Vacariça, acrescentando ainda algumas palavras sobre a AJCL, “é agradável verificar Jesus Pereira Ramos foi eleita tesoureira e como vogais foram eleitos Valter Seabra que existe um grupo de jovens que pretende servir e não servir-se, numa época em que Nogueira, Amílcar Martins Pêra Ferreira Nogueira, Joaquim João da Silva Ramos, Filipa todos nos queremos servir, onde existe um certo egoísmo. Este grupo entrega-se”. Alexandra Gomes Ferreira, Virgolino Alves Matos, Luís Pedro Neves Ferreira e Raquel Rosa Santos Gonçalves Matilde Jesus Abrantes. RSG
  4. 4. Quarta-feira, 5 de Março de 2008 12 Maratona BTT do Núcleo Sportinguista da Mealhada Quinhentos ciclistas percorreram caminhos da Serra do Buçaco O Núcleo Sportinguista da Mealhada, com o apoio da Câmara Municipal da Mealhada (CMM), levou a cabo, no domingo, 2 de Março, uma prova de ciclismo todo-o-terreno, a que deu o nome Maratona BTT – “As Quatro Maravilhas da Mesa da Mealhada: Água, Pão, Vinho e Leitão”. Esta prova foi inserida no campeonato de maratonas da Gândara e Bairrada. Apesar de o ciclista Marco Chagas não ter estado presente, como estava previsto, os cerca de quinhentos participantes, que encheram as estradas secundárias desde a Mealhada até No final da prova, o almoço, de leitão assado à Bairrada Amândio Jesus, patrocinado pelo Janotas Simões, que acompanhado das outras três maravilhas da mesa da venceu a prova dos oitenta quilómetros masculinos, Mealhada, foi servido na cantina da Escola Profissional afirmou: “Foi um bocado difícil, mas este tipo de trajecto Vasconcellos Lebre. De seguida, procedeu-se à entrega das faz com que só ganhem os melhores nesta modalidade”. medalhas aos vencedores. Também Ricardo Silva, atleta patrocinado pela Columbofila Os vencedores desta prova foram, nos quarenta de Cantanhede, explicou: “A prova correu mal, porque sofri aos concelhos de Mortágua e Penacova, vieram de vários quilómetros Ricardo Silva e a espanhola Carolina Martinez. uma queda após vinte quilómetros, contudo, não me fez pontos do país. parar. Vim com o intuito de fazer a prova dos oitenta A prova teve início, pela manhã, no Jardim Municipal quilómetros, mas num dos nós do percurso, entrei, por da Mealhada. A chegada dos quatrocentos e oitenta e sete engano, no circuito da prova dos quarenta quilómetros e participantes também foi feita no mesmo local. “Os acabei por vencer. Mas não foi esta a prova que me propus participantes fizeram todo o percurso por caminhos fazer”. secundários. Os atletas que disputaram a prova dos oitenta Filipe Castela, presidente da direcção do Núcleo quilómetros chegaram a passar por caminhos dos Sportinguista da Mealhada, fez um balanço deste encontro. concelhos de Mortágua e de Penacova”, explicou António “Apesar de a prova ter sido dura, acho que correu bem. Ferraz, um dos elementos da organização deste evento. Tivemos o percalço de três concorrentes terem ido parar ao hospital, mas também não foi nada de muito alarmante”, afirmou. Sobre a organização, Filipe Castela garantiu: “Para o ano algumas coisas têm que ser revistas e alteradas, contudo, o saldo foi muito positivo, tendo em conta, o facto de ser a primeira vez que organizamos uma prova desta dimensão. Tivemos presentes concorrentes de vários pontos do país, desde o Algarve até Guimarães”. António Ferraz acrescentou: “Com esta prova tentámos, Vencedores das provas da maratona: Ricardo Silva, Lia fundamentalmente, envolver a Serra do Buçaco. Tudo teria SEabra e Amândio Jesus (da esquerda para a direita) sido melhor se a direcção que controla a Mata do Buçaco nos tivesse deixado utilizar parte dos caminhos do interior Nos oitenta quilómetros o vencedor foi Amândio Jesus e Lia da cerca para podermos promover esta paisagem. Seabra. Andámos por caminhos terríveis, que estavam muito mal “Encarei esta prova como um treino para o próximo tratados. Tornou-se uma prova muito radical, que podia fim-de-semana, em que vou participar na primeira prova ter sido muito mais bonita!”. da Taça de Portugal que vai decorrer no Gerês. Nesta prova “Apesar de a prova ter sido apadrinhada pelo ciclista fiquei em primeiro lugar dos femininos e em décimo sportinguista Marco Chagas, este não pode estar presente segundo, no geral”, disse, ao Jornal da Mealhada, Lia por motivos profissionais”, concluiu António Ferraz. Seabra, patrocinada pela empresa Boomerang Transportes. Mónica Sofia Lopes Temos vagas
  5. 5. Quarta-feira, 5 de Março de 2008 13 Transferência de Crédito habitação igual a 0%
  6. 6. Quarta-feira, 5 de Março de 2008 14 Desporto Campeonato Nacional de Marcha Susana Feitor e João Vieira sagraram-se campeões nacionais na Mealhada A Federação Portuguesa de Atletismo, com o apoio da Câmara Municipal da Mealhada (CMM), levou a cabo no sábado, 1 de Março, no centro da cidade da Mealhada, o Campeonato Nacional de Marcha. O evento levou ao corte das principais estradas do centro da cidade, por onde passaram os melhores marchadores nacionais. Susana Feitor e João Vieira, ambos do Clube de Natação de Rio Maior, sagraram-se campeões nacionais de marcha, de vinte quilómetros femininos e cinquenta masculinos, respectivamente, nesta prova. As principais artérias do centro da cidade da Mealhada foram o palco de diversas provas e acolheram centenas de marchadores nacionais. “No geral correu tudo muito bem e este campeonato veio divulgar o concelho da Mealhada. O nosso principal objectivo foi o de incentivar os jovens à prática do atletismo e do desporto de uma maneira geral”, explicou António Jorge Franco, vereador do desporto da CMM, ao Jornal da Mealhada. Os dois atletas do Clube Natação de Rio Maior dominaram as provas principais do campeonato, com João Vieira, melhor atleta do ano de 2006, a terminar a prova mais longa do programa olímpico em três horas, cinquenta e dois minutos e trinta e cinco segundos, deixando o segundo classificado, Dionísio Ventura, que representa o Ilha Azul, do Faial, a mais de dezassete minutos, com quatro horas, nove minutos e dois segundos. Na terceira posição classificou-se Pedro Martins, do C.A. Seia, com o tempo de quatro horas, nove minutos e quarenta e um segundos. Os três atletas obtiveram a marca de referência para a Taça do Mundo de Marcha, que era de quatro horas e dez minutos. João Vieira, que já tinha atingido os mínimos olímpicos da prova de vinte quilómetros marcha, alcançou na Mealhada os mínimos olímpicos para a prova de cinquenta quilómetros marcha. O atleta ficou, no entanto, a apenas trinta e cinco segundos do recorde nacional, estabelecido por si em Beja, a 21 de Fevereiro de 2004 (três horas e cinquenta e dois minutos). António Pereira e Augusto Cardoso, já com mínimos Inês Henriques, também do Clube de Natação de Rio Maior, olímpicos, limitaram-se a fazer um treino de pouco mais foi a segunda portuguesa na prova dos vinte quilómetros, de vinte quilómetros. com uma hora, trinta e um minutos e vinte e oito segundos, Nos femininos, Susana Feitor, a melhor marchadora enquanto Vera Santos, do JOMA, fechava o pódio do Ténis portuguesa, renovou o título, conquistado na época passada em Ferreira do Alentejo, terminando os vinte Campeonato Nacional de Marcha em estrada, com uma hora, trinta e um minutos e quarenta segundos. Melanie quilómetros de marcha com recorde dos campeonatos Seeger, da Alemanha, atingiu o segundo lugar deste Rui Rocha, do LTC, participa em (uma hora, vinte e nove minutos e trinta e um segundos). campeonato com o tempo de uma hora, trinta minutos e oito segundos. Torneio do Escalão Sub-10 Acerca das provas e do público presente, o vereador de desporto da autarquia, afirmou: “Esta prova nunca tinha No passado sábado de sido realizada na Mealhada e é óbvio que as pessoas não 23 de Fevereiro, Rui Rocha, estão motivadas para ver este tipo de modalidade. Temos atleta do Luso Ténis Clube a certeza que numa próxima vez o público vai aderir muito (LTC), participou, pela mais. O facto de se ter realizado no centro da cidade foi primeira vez, no torneio propositado pois foi uma forma de fazer chegar o atletismo para o escalão de sub-10, às pessoas”. em Coimbra. Este torneio foi Em relação à organização do evento, António Jorge organizado pelo Clube de Franco disse: “Da parte da Câmara detectámos que não Ténis de Coimbra e fazia houve erros nenhuns nas pontuações, o que era uma das parte do Programa nossas grandes preocupações. Aproveito também para Nacional de Detecção de Talentos (PNDT) da Federação fazer um agradecimento muito especial aos funcionários Portuguesa de Ténis. Em competição estiveram quarenta e da Câmara e a todos os voluntários que se envolveram quatro atletas, de diversos clubes e associações. neste campeonato”. Nos dois encontros, disputados em sistema de contagem No final, o vereador do desporto da CMM, ainda apropriado à idade, o Rui Rocha foi levado de vencida por 2- garantiu: “Ficou no sábado acordado, com os técnicos da 4, no primeiro, e 4-5, no segundo. Este último encontro teve Federação Portuguesa de Atletismo, que em Maio, outro de ser desempatado por tie-break com o resultado de 4-7. grande evento vai acontecer no concelho. Vai realizar-se Sendo a primeira vez que Rui Rocha participou num uma prova de cross no Luso-Buçaco, com o apoio da torneio oficial, acrescido da importância de estar inserido Câmara da Mealhada e da Junta de Freguesia do Luso”. no PNDT, o seu desempenho foi positivo, segundo afirmou Mónica Sofia Lopes o seu treinador prof. João Mário Magalhães.
  7. 7. Quarta-feira, 5 de Março de 2008 15 Afonso Simões Crónica da jornada de 2 de Março - Comentários Taça de Portugal simpatizantes deste clube acorram ao Campo Germano PRÓXIMA JORNADA Resultados Na eliminatória dos quartos de final da Taça de Portugal, efectuada a meio da semana passada, o Godinho para dar claro apoio à sua equipa a fim de que tudo se torne mais fácil para o alcance dos seus Bwin Liga Porto - Académica quot;Bwinquot; Liga Futebol Clube do Porto despachou a equipa do Gil objectivos. Belenenses - Boavista Sp. Braga - V. Guimarães 0-0 Vicente ao vencê-la por 1-0. O Benfica, no seu Estádio, O Oliveira do Bairro venceu o dérbi bairradino deste E. Amadora - Paços Ferreira Leixões - Académica 2-2 venceu o Moreirense por 2-0. O Sporting, que também campeonato no terreno do seu adversário. Na sua V. Setúbal - Marítimo Boavista - Porto 0-0 Benfica - U. Leiria jogou no seu reduto, frente ao Estrela da Amadora, venceu deslocação ao campo do Anadia arrecadou uma preciosa Paços Ferreira - Belenenses 1-2 V. Guimarães - Sporting Marítimo - E. Amadora 1-1 por 1-0. O Vitória de Setúbal, por sua vez, eliminou a vitória, por 2-0, e, assim, poderá voltar, agora, a acreditar Nacional - Sp. Braga U. Leiria - V. Setúbal 0-2 Naval 1.º de Maio, na Figueira da Foz, ao sair vencedor na realização do seu sonho de participação na fase dos Naval - Leixões Sporting - Benfica 1-1 da partida. O resultado foi de 2-1. primeiros. Vitalis Liga de Honra Naval - Nacional 1-1 Estoril - Beira-Mar quot;Vitalisquot; Liga de Honra A meia final será disputada apenas a 16 de Abril Campeonatos Distritais de Aveiro Trofense - Olhanense Santa Clara - Beira-Mar 1-1 (quarta-feira), com os seguintes encontros: Sporting - 2.ª Divisão — zona sul Varzim - Penafiel Olhanense - Estoril 1-2 Benfica e Vitória de Setúbal - Futebol Clube do Porto. A O Grupo Desportivo da Mealhada, depois da derrota Rio Ave - Freamunde Penafiel - Trofense 0-1 Feirense - Desp. Avea data da final está ainda por designar devido ao sofrida no campo da LAAC, na jornada anterior, resultado Freamunde - Varzim 1-1 Gondomra - Vizela Desp. Aves - Rio Ave 0-0 Campeonato da Europa. O local da sua realização, que o atirou para a terceira posição na tabela Portimonense - Gil Vicente Vizela - Feirense 1-0 porém, já se conhece. É o Estádio Nacional, em Lisboa. classificativa, recebeu a equipa do Eirolense e venceu-a Fátima - Santa Clara Gil Vicente - Gondomar 4-3 Bwin Liga por 1-0. O Carqueijo teve saída bastante difícil ao campo Nacional - 2.ª Divisão - série C Fátima - Portimonense 0-1 Pampilhosa - Torreense 2.ª Divisão - série C Os jogos do campeonato da Bwin Liga prosseguiram, do Mourisquense. Esta equipa, com a referida derrota Caldas - Tourizense Pampilhosa - Caldas 1-0 com três dérbis. Um em Lisboa, outro no Porto e, ainda, do Desportivo da Mealhada, voltou a sonhar com a subida Sátão - Anadia Tourizense - Sátão 3-0 um em Braga. Curiosamente, todos terminaram com de divisão. Como “contra a força não há resistência”, o Oliv. Bairro - Benfica C. Branco Anadia - Oliv. Bairro 0-2 Rio Maior - Abrantes empate. Carqueijo saiu vergado da partida com uma derrota por Benfica C. Branco - Rio Maior 1-0 Nelas - Penalva Castelo Abrantes - Nelas 2-1 No Estádio José de Alvalade, a equipa do Sporting e 2-0. O Luso, no campo do Bustos, também tinha a vida um Eléctrico - Sp. Covilhã Penalva Castelo - Eléctrico 2-1 a do Benfica mediram forças em luta pelo segundo lugar, pouco complicada. Jogar em Bustos não é nada fácil para 3.ª Divisão - série C Sp. Covilhã - Torreense 2-1 posição da tabela classificativa que permitirá ao que qualquer equipa. E, como se preveria, a equipa lusense Tocha - Figueirense 3.ª Divisão - série C S. João Ver - União Lamas Arouca - Figueirense 1-1 conseguir alcançá-la o acesso directo à participação na regressou à sua sede com uma derrota, por 2-1. Milheiroense - D. Sandinenses União de Lamas - Tocha 0-1 Liga dos Campeões. 3.ª Divisão — zona sul Ac. Viseu - Oliv. Hospital D. Sandinenses - S. João Ver 1-4 O encontro não despertou grande interesse na A equipa do Clube Recreativo da Antes voltou a jogar Valonguense - Sanjoanense Oliv. Hospital - Milheiroense 1-1 Valecambrense - Tondela maioria dos associados de cada um dos clubes, uma vez no seu campo. Defrontou a equipa do Gafanha d’ Aquém Sanjoanense - Ac. Viseu 1-1 Social de Lamas - Arouca Tondela - Valonguense 1-0 que as duas equipas se encontravam separadas na e voltou a perder, agora por 2-0. Distrital - 1.ª Divisão Social de Lamas - Valecambrense 0-1 tabela classificativa pela diferença de cinco pontos,. Juniores Canedo - Carregosense Distrital - 1.ª Divisão Fosse qual fosse o resultado nada se alteraria. O 1.ª Divisão — série dos últimos S. Roque - Fermentelos Cucujães - Carregosense 1-2 Gafanha - Estarreja Fermentelos - Canedo 2-0 encontro terminou com um empate a uma bola e as A equipa de juniores do Grupo Desportivo da Sanguedo - BARC Estarreja - S. Roque 3-1 posições classificativas de ambos não mudaram. Mealhada jogou no campo da Gafanha. Não costuma ser Cortegaça - Oliveirinha BARC - Gafanha 2-1 O Futebol Clube do Porto continua a passear neste fácil jogar naquele reduto mas os mealhadenses foram Águeda - Arrifanense Oliveirinha - Sanguedo 0-0 Alba - Pessegueirense campeonato, pois os seus rivais não lhe tem dado bastante audazes e conseguiram sair do jogo a vencer Arrifanense - Cortegaça 2-1 Oiã - Paços Brandão Pessegueirense - Águeda 2-1 nenhum trabalho. Deslocou-se ao Estádio do Boavista por 1-0. Cesarense - Cucujães Paços de Brandão - Alba 0-1 para disputar o dérbi da cidade invicta, e o jogo também O Futebol Clube da Pampilhosa também teve uma 2.ª Divisão - zona sul Cesarense - Oiã 0-0 terminou com um empate, mas sem golos. deslocação, algo complicada, ao campo do Fermentelos. Carqueijo - Eirolense 2.ª Divisão - zona sul NEGE - Mourisquense Mealhada - Eirolense 1-0 Na cidade de Braga houve o dérbi minhoto, com a Estando as duas equipas de candeias às avessas por Serém - Paredes Bairro Mourisquense - Carqueijo 2-0 equipa do Sporting de Braga a receber o seu vizinho desavenças entre alguns dos jogadores, era difícil aos Calvão - CRAC Paredes Bairro - NEGE 3-3 Vitória de Guimarães. Os vimaranenses lutam pelo pampilhosenses saírem de Fermentelos com pontos na Luso - Macinhatense CRAC - Serém 0-1 Couvelha - Bustos segundo lugar e o Sporting de Braga tenta chegar aos bagagem e eles acabaram por perder por 4-2. Macinhatense - Calvão 2-0 LAAC - Águas Boas Bustos - Luso 2-1 lugares de acesso às provas europeias. Estavam reunidas 2.ª Divisão — série dos últimos Requeixo - Mealhada Águas Boas - Couvelha 1-2 todas as condições para um excelente espectáculo. Este O Antes, a fazer uma segunda fase muito abaixo do 3.ª Divisão - zona sul Requeixo - LAAC 1-1 acabou sem golos, embora oportunidades de os obter esperado, deslocou-se ao campo do LAAC, onde voltou a Ribeira Azenha - Antes 3.ª Divisão zona sul Aguinense - Alquerubim Alquerubim - Ribeira Azenha 1-1 não tivessem faltado para ambos os lados. perder, agora por 3-2. Gafanha d' Aquém - Mamarrosa Antes - Gafanha d' Aquém 0-2 A equipa da Naval 1.º de Maio, da Figueira da Foz, Juvenis — 2.ª Divisão Famalicão - Bonsucesso Mamarrosa - Famalicão 1-2 depois de ter sido afastada das meias finais da Taça de Série dos primeiros Juniores - 1.ª Divisão série últimos Bonsucesso - Aguinense 1-0 Feirense - Fermentelos Portugal, defrontou no seu reduto a equipa do Nacional O Grupo Desportivo da Mealhada jogou, no seu campo Juniores - 1.ª Divisão série dos últimos Pampilhosa - Cesarense Fermentelos - Pampilhosa 4-2 da Madeira e não conseguiu mais do que um empate a de treinos, contra o conjunto do Eixense. Fez uma boa Paços Brandão - Argoncilhe Cesarense - Paços Brandão 2-2 um golo. exibição e alcançou a vitória, por 3-0. Valecambrense - Gafanha Argoncilhe - Valecambrense 3-1 A Académica não tinha tarefa fácil no campo do Série dos últimos Mealhada - Taboeira Gafanha - Mealhada 0-1 2.ª Divisão - série dos últimos Taboeira - Feirense 1-3 Leixões. Os leixonenses, porém, que têm sido os O Pampilhosa, que também jogou no seu reduto, Antes - Bonsucesso 2.ª Divisão - série dos últimos - série C campeões dos empates, voltaram a ceder e daí resultou defrontou a equipa da LAAC e perdeu por 2-1. Águas Boas - LAAC LAAC - Antes 3-2 mais um, desta vez em favor dos “estudantes”, por dois Iniciados — 2.ª Divisão Mourisquense - Valonguense Mourisquense - Águas Boas 4-1 Azurva - Oiã a dois. A equipa da Académica regressou a Coimbra com Série dos primeiros Bonsucesso - Azurva 1-5 Juvenis - 2.ª Divisão Valonguense - Oiã 2-2 mais um precioso ponto. Relativamente ao jogo há razão A equipa de iniciados do Grupo Desportivo da série primeiros Juvenis para fazer algumas críticas à arbitragem. Mealhada jogou no campo do Fermentelos e empatou a Eixense - Milheiroense 2.ª Divisão - série primeiros Vitalis Liga de Honra um golo. Fermentelos - Esmoriz Milheiroense - Fermentelos 6-0 Taboeira - Cucujães Esmoriz - Taboeira 2-2 O comandante do campeonato da Vitalis Liga de Série dos últimos Sp. Espinho - Oliveirense Cucujães - Sp. Espinho 4-1 Honra, que é o Trofense, cimentou a sua posição na O Pampilhosa, a jogar no Campo Municipal Germano Bustos - Mealhada Oliveirense - Bustos (desconhecido) tabela classificativa ao vencer em Penafiel por 1-0. O Godinho, recebeu e venceu o Águas Boas por 3-0. Série dos últimos Mealhada - Eixense 3-0 Bonsucesso - Pampilhosa Rio Ave, jogando no campo do Desportivo das Aves, não Infantis série últimos LAAC - Calvão Pampilhosa - LAAC 1-2 foi além de um empate sem golos e perdeu soberana A equipa de infantis do Futebol Clube da Pampilhosa, Arviscal - Nariz Calvão - Arviscal 6-0 oportunidade de se colocar na segunda posição. O jogando no seu terreno, venceu a equipa do Arviscal por 3-0. Vista Alegre - Oiã Nariz - Vista Alegre 2-0 Vizela, no seu reduto, frente ao Feirense, que nesta data A equipa A do Grupo Desportivo da Mealhada Iniciados - 2.ª Divisão Águas Boas - Bonsucesso 1-0 série dos primeiros Iniciados - 2.ª Divisão série primeiros é dirigido por Álvaro Magalhães, saiu vencedor no deslocou-se ao campo do Vilaverdense e venceu essa Alba - Rel. Nogueirense Valonguense - Alba 3-1 encontro, por 1-0, e subiu para a segunda posição na equipa por 2-0. Jogando no seu campo de treinos, e de Guizande - Valonguense Loureiro - Guizande 2-4 tabela classificativa. O Beira-Mar continua a não se jogos, a equipa B do mesmo clube mealhadense Arouca - Loureiro LAAC - Arouca 1-8 LAAC - Fermentelos encontrar. Deslocou-se aos Açores, onde defrontou o defrontou a do Alba e venceu-a por 3-1. Nogueirense - Carregosense 1-1 Carregosense - Mealhada Fermentelos - Mealhada 1-1 Santa Clara, e não foi além de um empate a uma bola. Escolas Série dos últimos Série dos últimos Nacional — 2.ª Divisão — série C A equipa do Futebol Clube da Pampilhosa, que jogou Águas Boas - Bonsucesso Pampilhosa - Águas Boas 3-0 Aproxima-se do final a primeira fase do Campeonato no seu terreno, perdeu com a equipa do Recreio de Oiã - Pampilhosa Vista Alegre - Oiã 3-0 Arviscal - Vista Alegre Oliv. Bairro - Arviscal (desconhecido) Nacional da Segunda Divisão. O Futebol Clube da Águeda por 2-1. A equipa A do Grupo Desportivo da Bustos - Anadia Bonsucesso - Bustos 1-1 Pampilhosa, que faz parte da série C desta competição, Mealhada deslocou-se ao campo do Calvão e saiu Infantis Infantis tem necessidade de vencer nos três encontros em que vencedora, por 3-0, do jogo realizado com a equipa desse Mealhada A - Oliv. Bairro Vilaverdense - Mealhada A 0-2 Águas Boas - Pampilhosa lhe falta participar para poder estar presente na clube.A equipa B do mesmo clube mealhadense, no seu Pampilhosa - Arviscal 3-0 Águeda - Mealhada B Mealhada B - Alba 3-1 segunda fase na série dos primeiros, situação que lhe campo de treinos, recebeu a equipa do Taboeira e perdeu Escolas Escolas poderá dar acesso à Liga de Honra. Defrontou a equipa por 3-0. E a equipa C, também do Desportivo da Mealhada, Mealhada A - Bustos Pampilhosa - Águeda 1-2 do Caldas e só conseguiu marcar o golo da vitória a foi jogar ao campo do Eixense, de onde saiu derrotada Vilaverdense - Pampilhosa Calvão - Mealhada A 0-3 Avanca - Mealhada B Mealhada B - Taboeira 0-3 cinco minutos do final do encontro, tal foi o sistema por 9-0 Mealhada C - Bustos Eixense - Mealhada C 9-0 defensivo que a equipa caldense trouxe à Pampilhosa. Futsal Feminino Futsal Na próxima jornada a equipa pampilhosense recebe, O Atlético Clube do Luso, no jogo realizado no Mealhada - Real Nogueirense Luso -Académico Feira 3-6 Futsal no Campo Germano Godinho, a do Torreense. Este pavilhão municipal daquela vila contra o Académico da Juniores Vale de Cambra - Luso Beira-Ria - Luso 4-7 encontro será um pouco mais complicado, uma vez que Feira, voltou a perder, agora por 6-3. A equipa de juniores Mealhada - Juvenl Angeja o Torreense tem os mesmos objectivos do clube da do mesmo clube lusense jogou no pavilhão do Beira-Ria Juniores Pampilhosa. Espera-se que os associados e e venceu a equipa da casa por 7-4. Luso - Veiros
  8. 8. Quarta-feira, 5 de Março de 2008 16 Futebol Nacional da 2.ª Divisão — Série C Ditrital — 2.ª Divisão — zona sul Pampilhoasa, 1 — Caldas, 0 Mealhada, 1 — Eirolense, 0 Luís Miguel mantém o Pampilhosa na luta para Que grande desperdício José Oliveira o apuramento da série dos primeiros Pampilhosa: Joca, Jonathan (Capela, 59m), Rui Daniel, Jogo no Municipal Dr. Américo Couto, na Mealhada. A equipa local rematava de Pedro Silva, Silvestre, Moleiro (Chano, 46m), Penela, Árbitro: Nuno Santos, auxiliado por Rui Marques e longa distância, uma vez que Bebé, Alex (Name, 59m), Luís Miguel (cap.), Guima. Eduardo Rocha. os jogadores do Eirolense Treinador: João Pereira. Mealhada: Gonçalo Suíço, Bruno Sereno (João Cruz, se acantonavam na sua área Caldas: Hugo Pinheiro, Tiago (Sabino, 81m), Miguel 28m), André, Godinho, Carlos Simões, Fábio, Licas, Idálio e não davam espaços de Piedade, Pina (Laranjeira, 88m), Carlos Gomes, Cláudio (cap.), Diogo, Tiago e Pedro Gil (Miguel Ângelo, 83m). remate com a bola (cap.), Rodilson (Basílio, 62m), Beto, Filipe Correia, Miguel Treinador: Valério Ferreira controlada dentro da área. Guerra e Vasco. Eirolense: Hélder, Bruno Ferreira (Herlander, 55m), Fábio atirou por três vezes Treinador: João Sousa. Lúcio Mota, Bruno Branco (Filipe Pires, 75m), Rodrigo, ao ferro da trave da baliza e Jogo no Campo Germano Godinho, na Pampilhosa. Branquinho, Rui Marques (Marcelo, 83m), Jason, Carlos outras tantas vezes a bola Árbitro: Luís Catita (Évora), auxiliado por Gonçalo Costa (cap.), Nelson e Márcio. rasou a trave. Foi um Bráulio e Ricardo Ferreira. Treinador: Sérgio Almeida. autêntico sufoco, mas a Marcador: Luís Miguel (86m), para o Pampilhosa. Ao intervalo: 1-0. bola teimava em não entrar. Acção disciplinar: Cartão amarelo para Chano (71m) e Marcador: André (39m). O treinador do Eirolense Bebé (87m), do Pampilhosa, e para Miguel Guerra (44m), João Pereira, treinador do meteu no jogo Herlander e Filipe Correia (72m) e Miguel Piedade (83m), do Caldas. Pampilhosa espreita a 2.ª com a bola à flor da relva e mais tarde Marcelo, que A equipa do Grupo fase do campeonato na não teve condições para isso deram mais acutilância ao Desportivo da Mealhada A equipa do Futebol Caldas, numa desatenção série dos primeiros durante a maior parte do ataque, mas foi sol de pouca (GDM) teve tanta oportu- Clube da Pampilhosa sentiu, da defesa local. Tiago frente da sua baliza. nidade de fazer um resultado encontro. Rematava de todos dura. A equipa da casa no domingo passado, grande conseguiu ficar isolado e, A partida corria para o histórico que é difícil des- os ângulos mas a bola voltou a pegar no jogo, dificuldade em levar de só com Joca pela frente,, final e os comandados de vencida a equipa penúltima tentou fazer-lhe um chapéu, João Pereira estavam à beira classificada, o Caldas. A que saiu com as abas de um ataque de nervos, já turma que se deslocou do demasiado largas. que tentavam de tudo para Oeste posicionou-se no jogo Os homens do Pam- furar a muralha defensiva de forma muito defensiva, pilhosa dominavam, mas do Caldas e o resultado descurando por completo o não conseguiam chegar com teimava em manter-se na ataque e, do lado contrário, perigo perto da baliza de igualdade a zero. Só aos 86 encontrou um colectivo com Hugo Pinheiro. Na primeira minutos é que obtiveram o “sede” de golo. parte conseguiram-no por prémio merecido pelo Os bairradinos procu- uma única vez. Bebé, num esforço que fizeram durante raram o golo, desde o início, bom trabalho individual, toda a partida. Capela fugiu embora nem sempre da conseguiu ficar isolado pela esquerda, cruzando melhor forma. Os locais perante o guarda-redes com peso e medida certa optaram muito pelas joga- adversário, mas este para a cabeça de Luís das realizadas pelo miolo defendeu, quase por ins- Miguel. Este não se fez do terreno, espaço dema- tinto, conseguindo, assim, rogado e inaugurou o mar- siado ocupado pelo pôr cobro à intenção da cador, para contentamento adversário, o que dificultava jogada. da massa associativa a chegada à sua grande Após o descanso, mais presente, que já não área. do mesmo. Os locais a acreditava que o golo viesse A primeira grande tentarem o golo e os homens a acontecer. oportunidade de golo de João Sousa a “estaci- A equipa de arbitragem pertenceu, no entanto, ao onarem o autocarro” em esteve bem. Equipa sénior do GDM na corrida à subida de divisão crever o que se passou teimava em não entrar. dominou totalmente, mas a Distrital — 3.ª Divisão — zona sul durante os noventa minutos Umas vezes batia nas pernas bola teimou em não entrar. da partida. dos jogadores, noutras a Com tanta oportunidade Bonsucesso, 1 — Aguinense, 0 A equipa que veio de Eirol, do concelho de Aveiro, barra da baliza evitava o golo e noutras era travada desperdiçada, que poderia ter dado em goleada, o só trazia uma finalidade: no seu percurso por defesas Desportivo da Mealhada Líder beneficiado defender. E, nesse sentido, colocou todos os seus bastante arrojadas do guardião Hélder. acabou por vencer por apenas 1-0. No final os Jogo no Campo da Costeira, no Bonsucesso, Aveiro. golo até ao minuto noventa jogadores atrás da linha da Depois de tanto mas- jogadores do Eirolense Árbitro: Ivo Ferreira, auxiliado por Fernando Silva e Pedro em virtude das excelentes bola e, durante a primeira sacre e quando já decorria atiraram algumas culpas Nunes. exibições de Filipe, com três parte, foi duas vezes à baliza o minuto trinta e nove, na para o árbitro, que, embora Bonsucesso: Branco, Rocha (cap.), Costa, João Filipe, Paulo, intervenções espectacu- de Gonçalo Suíço, com dois marcação de um canto do não estivesse bem, não teve Ricardo (Álvaro, 69m), Calado, Silva (Bruno, 72m), Daniel, lares, e de Branco, com contra-ataques bem deline- lado esquerdo, Carlos influência no resultado. Queirós (Pedro, 59m) e Vítor Urbano. outras três intervenções ados, mas com pouca Simões meteu o esférico na Treinador: António Santos também magníficas, e, AMPILHOSA eficácia. Esta equipa possui área e André, no meio de um PAMPILHOSA Aguinense: Filipe, Eurico, Bruno Simões (cap.), Miguel Sécio, ainda, pelo desperdício da jogadores de alta estatura e cacho de jogadores, elevou- VENDA E Rui Roseiro, Sérgio Fernandes, Nelson (Paulo Castro, 69m), algumas flagrantes oportu- Futre, Guerra (Caló, 75m), Rui Sousa e Luís (Eduardo, 60m). nidades de marcar golo bem constituídos, a maioria com mais de um metro e se bem e rematou de cabeça a fazer o golo. Parecia que PAGAMENTO GAMENTO Treinador: Amadeu Ferreira pelos atacantes das duas Ao intervalo: 0-0 equipas. oitenta, mas que não sabem jogar futebol. Pontapé para estava aberto o caminho para uma vitória folgada, DO JORNAL Marcador: Bruno (90m) O serviço da equipa de O actual e incontestado tando, assim, que o Bon- arbitragem foi excelente até a frente e tirar a bola da sua pois o adversário não tinha DA ao minuto noventa, mas, aí, grande área era a sua meta futebol nem argumentos líder da zona sul da 3.ª Divisão foi beneficiado por sucesso conquistasse mais uma vitória. Mas foi uma um benemérito arbitro importante. Procuravam para contrariar a equipa MEALHADA assistente resolveu dar uma colocá-la nas bancadas ou mealhadense. um dos auxiliares do árbitro vitória que não mereceu. ajudinha à equipa visitada, o mais longe possível. A Com este resultado veio Ivo Ferreira quando, aos noventa minutos, ele não As duas equipas inici- aram o jogo com o intuito adulterando a verdade e contribuindo para o equipa da casa não se o intervalo e, após o PAPELARIA assinalou um fora de jogo flagrantíssimo, possibili- claro de conquistar a vitória. Não foi marcado qualquer resultado do jogo. Tofê adapta a esta maneira de jogar porque gosta de jogar recomeço da segunda parte, voltou o mesmo massacre. MARBEL
  9. 9. Quarta-feira, 5 de Março de 2008 17 Futebol Infantis B Grupo Desportivo da Mealhada Mealhada, 3 — Alba 1 Patrocinadores ajudam GDM a Jogo inteligente ultrapassar dificuldades financeiras Jogo no campo de treinos do GDM, na Mealhada. que colocou pela primeira O Grupo Desportivo da Mealhada (GDM) tem novos equipamentos para os jogadores Árbitro: Renato Oliveira, auxiliado por Nuno Gomes e Bruno vez a equipa da casa na das equipas de quase todos os escalões desta colectividade. As novas camisolas têm os Valente. posição de vencedora. A logótipos das empresas que patrocinam o GDM. A repórter do Jornal da Mealhada falou Mealhada: João Martins, Luís, Rúben, Xavier Verga (cap.), partir daqui a formação com alguns dos patrocinadores que, anualmente, ajudam financeiramente esta Cristóvão, David e Rui Pedro. mealhadense não deixou colectividade. Jogaram, ainda, Miguel Gonçalves, João Manso e António que os visitantes se Ferreira. “A empresa Soluções do Condomínio, estando ciente das dificuldades e objectivos que voltassem a organizar e Treinador: Jorge Almeida estes reagiam praticando o GDM enfrenta, sente-se honrada em contribuir para a melhoria das infra-estruturas do Alba: Pedro, Tiago Campos, Ricardo (cap.), David, Francisco, várias faltas grosseiras. clube, apoiando sempre que pode, para o objectivo máximo que é a instalação de um piso Zé Pedro e Guilherme. Uma delas foi de agressão sintético, entre outras coisas que fazem falta. Achamos que o GDM, pelo seu trabalho e Jogaram, ainda, Carlos, Gabriel, Zé e João Melo. ríspida de Pedro a Rui Pedro. pela sua dimensão na zona da Mealhada, tem vindo a contribuir para o desenvolvimento Treinador: Fausto Tito Esta agressão foi de tal desta cidade e para o incentivo da prática do desporto, e merece o que outras instituições Ao intervalo: 1-1 ordem que ele teve de de dimensão mais pequena já usufruem. É uma ajuda para o desenvolvimento local e sua Marcadores: Rui Pedro (27m), David (37m, gp) e Cristóvão abandonar o campo e nunca respectiva população, especialmente, a mais jovem”, explicou Luís Moutinho, gerente da (50m), para o Mealhada, e Zé (2m), para o Alba. mais voltou ao jogo. O árbitro empresa, sediada em Coimbra, Soluções do Condomínio, que patrocina o GDM há um ano. A equipa da casa, sempre evitou que as suas redes chamou o agressor, repre- Madalena Batista, da Castelbat Construções, Lda., que patrocina o GDM há quatro anos, balanceada no ataque, fossem violadas. endeu-o, apenas, e per- afirmou: “Ajudamos o GDM porque a nossa empresa preocupa-se com as camadas jovens sofreu um golo, num contra- No segundo período da mitiu-lhe que continuasse do concelho da Mealhada e, também, porque confiamos nesta recente direcção. As ataque muito rápido que partida o cariz do jogo em jogo até ao final da partida. empresas são também responsáveis pelo que se passa pelo concelho a nível de desporto, apanhou todos os defen- continuou, com a equipa do cultura, etc.”. Isaque Manso, da STIB, empresa mealhadense que patrocina o GDM desde sores em contra-pé. Isola- Os locais ficaram pre- judicados porque, como o ano de 2000, disse: “A STIB colabora com o GDM na perspectiva de proporcionar aos ram-se dois jogadores do todos sabemos, David e Rui jovens desportistas da Mealhada a oportunidade não só de praticarem um desporto Alba e João Martins nada poderia ter feito. Manteve- Pedro são dois elementos acompanhado e orientado, mas também no sentido de retirarem dele o verdadeiro se a equipa local em ataque indispensáveis neste con- conceito de cidadania sendo sempre uma mais valia para a sua formação pessoal”. continuado, mas o desper- junto. Já prestes a terminar dício era tanto que nada lhe o encontro, David, e sempre saía bem na área do ele, levou a bola para a linha adversário. A equipa do Alba de fundo, dominou todos os tentava aguentar o resul- adversários que lhe foram tado, mas a pressão era uma aparecendo e, já perto da constante, valendo-lhe na baliza, deu a bola a Cris- circunstância o guardião tóvão. Este teve só que Pedro, que contrariou uma empurrar a bola para dentro mão-cheia de boas oportu- da baliza, fazendo o golo. nidades para que os mea- Foi uma vitória inteli- lhadenses chegassem ao gente dos jogadores e do empate. treinador. Este não se Finalmente, a três minu- Rui Pedro com a bola junto cansou de os incentivar tos do final da primeira aos pés e com um durante todo o jogo. Parece- parte, a equipa da Mealhada adversário já ultrapassad0 nos de lamentar o seguinte chegou ao empate, numa facto: nos jogos realizados jogada de belo efeito entre Desportivo da Mealhada a na Mealhada as equipas Xavier Verga e Rui Pedro, com não deixar que a equipa visitantes trazem sempre este a enviar a bola para o visitante trocasse a bola consigo algumas dezenas fundo da baliza. Resta- entre si. Aos trinta e sete de apoiantes e quanto à equipa local nem os pais “Ajudar esta colectividade é uma forma de verem o nosso nome e nos procurarem”, belecido o empate, ainda minutos, Guilherme viu-se apertado e desviou a bola aparecem nos jogos. disse Ernesto Novo, gerente dos Talhos Ernesto, que já patrocina o GDM há seis anos. antes do apito final do primeiro tempo a equipa da com o braço. O árbitro A arbitragem, exceptuando “Patrocinar o GDM é uma vantagem porque é mais uma forma que temos, mesmo que casa só não se colocou em assinalou a respectiva falta, a atitude tomada relativa- indirecta, de contribuirmos para o bem-estar do nosso mercado, dos nossos clientes e das vantagem porque, mais uma a de grande penalidade, e mente à agressão de Pedro a suas necessidades. As vantagens deste patrocínio reflectem-se não em vantagens financeiras vez, o guarda-redes Pedro esta foi convertida por David, Rui Pedro, esteve muito bem. e lucrativas para nós, mas sim no nosso altruísmo e apoio à população da Mealhada, com o intuito e desejo de sermos encarados como uma empresa que, real e concretamente, se Escolas B identifica e se preocupa com o bem-estar da região”, explicou Luís Moutinho. Sara Guedes, da Soluções Ideais, Imobiliária Lda., empresa que patrocina o GDM há Mealhada, 0 — Taboeira, 3 dois anos, acrescentou: “Existe um protocolo entre o GDM e os serviços das Soluções Ideias, que abrange todos os sócios desta colectividade, sejam jogadores ou não. Por exemplo, ao comprarem uma habitação têm alguns benefícios financeiros. Somos uma Uns a jogar outros a marcar empresa nova e optámos pela política de ajudar uma colectividade moderna”. “Destas empresas, algumas fomos nós que contactámos, mas outras é que nos contactaram porque viram que o GDM era uma colectividade que tinha credibilidade. Jogo no campo de treinos do GDM, na A equipa do Desportivo da Mealhada já tem um comando que se faz ouvir. Nelson Estes patrocínios também se devem ao facto de termos escalões de camadas jovens, que Mealhada. voltou como treinador da equipa de escolas envolvem muita gente do concelho”, explicou Rafaele Mannarino, presidente da direcção Árbitro: Nuno Gomes e Bruno Valente Mealhada: José Cruz, Bruno Silva, José B e o futebol praticado pelos seus jogadores do GDM. Manso (cap.), José Miguel, David Pires, João não tem nada a ver com o que se via Cada empresa patrocina apenas um escalão, exceptuando a empresa STIB que Luís e Bruno Rosas. anteriormente. patrocina dois dos escalões desta colectividade. Neste momento, os escalões que já têm Jogaram, ainda, Luís Coelho, Marcelo, Entrou muito bem no jogo, criou imensas patrocinadores são as equipas séniores de Futsal – que é patrocinada pela Sociedade Francisco e Pedro Ferraz. oportunidades que foi falhando, e o seu Hoteleira Pedro dos Leitões - e de Futebol 11, Juniores, Juvenis, Infantis B, Escolas A, Treinador: Nelson adversário, que, até ao intervalo, foi apenas Escolas B e Pré-escolas. “Ainda há escalões que não têm patrocinadores, tais como, os Taboeira: Alberto (cap), Bruno, João Carlos, uma vez à baliza de José Cruz, fez o golo. Aos seniores femininos. São vinte e duas atletas inseridas numa equipa que tem um público Pedro, João Pedro, Gabriel e Diogo Marques. locais faltou experiência, pois criaram muitas oportunidades para marcar e, na muito específico, que abrange maioritariamente o sexo feminino, e isso dificulta os Jogaram, ainda, André, Rafael e Rodolfo hora do remate, falhavam redondamente. O patrocínios. A equipa de iniciados, ainda não tem patrocinador, mas já há interesse duma Vinha. Treinador: Daniel Martins: resultado ao intervalo era falso, pois os empresa do concelho em fazê-lo. As equipas dos Infantis A e das Escolas C também não Ao intervalo: 0-1 locais mereciam melhor sorte. têm patrocinadores”, concluiu o presidente da direcção do GDM. Mónica Sofia Lopes

×