• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Jornal da Mealhada - n.º 668 – 28.11.2007
 

Jornal da Mealhada - n.º 668 – 28.11.2007

on

  • 6,522 views

Versão integral da edição n.º 668 do semanário “Jornal da Mealhada”, que se publica na Mealhada, distrito de Aveiro, Portugal. Director: Nuno Castela Canilho. 28.11.2007. ...

Versão integral da edição n.º 668 do semanário “Jornal da Mealhada”, que se publica na Mealhada, distrito de Aveiro, Portugal. Director: Nuno Castela Canilho. 28.11.2007.
Visite o site do “Jornal da Mealhada”, em http://www.jornaldamealhada.com

Não se esqueça de que pode ver o documento em ecrã inteiro, bastando para tal clicar na opção “full” que se encontra no canto inferior direito do ecrã onde visualiza os slides.
Também pode descarregar o documento original. Deve clicar em “Download file”. É necessário que se registe primeiro no slideshare. O registo é gratuito.

Para além de poderem ser úteis para o público em geral, estes documentos destinam-se a apoio dos alunos que frequentam as unidades curriculares de “Arte e Técnicas de Titular”, “Laboratório de Imprensa I” e “Laboratório de Imprensa II”, leccionadas por Dinis Manuel Alves no Instituto Superior Miguel Torga (www.ismt.pt).

Para saber mais sobre a arte e as técnicas de titular na imprensa, assim como sobre a “Intertextualidade”, visite http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm (necessita de ter instalado o Java Runtime Environment), e www.youtube.com/discover747

Visite outros sítios de Dinis Manuel Alves em www.mediatico.com.pt , www.slideshare.net/dmpa,
www.youtube.com/mediapolisxxi, www.youtube.com/fotographarte, www.youtube.com/tiremmedestefilme, www.youtube.com/discover747 ,
http://www.youtube.com/camarafixa, , http://videos.sapo.pt/lapisazul/playview/2 e em www.mogulus.com/otalcanal
Ainda: http://www.mediatico.com.pt/diasdecoimbra/ , http://www.mediatico.com.pt/redor/ ,
http://www.mediatico.com.pt/fe/ , http://www.mediatico.com.pt/fitas/ , http://www.mediatico.com.pt/redor2/, http://www.mediatico.com.pt/foto/yr2.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/foto/index.htm , http://www.mediatico.com.pt/luanda/ ,
http://www.biblioteca2.fcpages.com/nimas/intro.html

Statistics

Views

Total Views
6,522
Views on SlideShare
6,510
Embed Views
12

Actions

Likes
0
Downloads
9
Comments
0

1 Embed 12

http://www.slideshare.net 12

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Jornal da Mealhada - n.º 668 – 28.11.2007 Jornal da Mealhada - n.º 668 – 28.11.2007 Presentation Transcript

    • Sociedade de Mediação Imobiliária, Lda Ano XXI Licença n.º 1736 - AMI N.º 668 Av. 25 de Abril n.º 7 Preço: 0,60 euros 3050-334 Mealhada www. .com 966 047 177 964 206 118 231 202 387 Director: Nuno Castela Canilho Fax: 231 205 666 Director-adjunto: Afonso Simões Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 Partido Social Democrata Breda Marques Avenida Navarro, no Luso indisponível para guerra de candidatos Página 2 Enófilos da Bairrada Adjudicada Confraria remodelação, por um entroniza ministro do Trabalho milhão de euros Página 8 Em breve na Mealhada Página 3 Curso de Associações culturais, recreativas e juvenis do concelho da Mealhada português para estrangeiros Câmara atribui Página 7 (mais e maiores) subsídios Página 3 www.rcpfm.com [você tem tudo debaixo de olho?] Restaurante quot;O Leitãozinhoquot; Santa Luzia Leitão à Bairrada, Cabrito grelhado ou assado e mariscos Temos preços especiais para casamentos, baptizados, comunhões, preç especiais para casamentos, baptizados comunhõe eços amentos tizados, omunhões e www.alperce.com Serviços Web visit empre as. Te fa grupos e empres as. Tefefone e fax : 239 918 110 Necessita-se cozinheiro (bom profissional que saiba trabalhar com marisco) Venha saborear este especial prato de e empregada de mesa - 938 737 849 Festival de Marisco
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 10 Pampilhosa Espaço de apoio Escuteiros, Junta de Freguesia ao Jardim pronto no início de 2008 e Câmara recolhem monstros J unto ao Jardim Municipal da Pampilhosa está a ser Cerca de trinta escuteiros do agrupamento da “não há muito lixo, mas mesmo assim ainda temos algum construído um prédio “que irá servir de apoio ao Pampilhosa, em parceria com a Câmara Municipal da trabalho para fazer. Há muitos 'monstros' para o lado do jardim, com infra-estruturas básicasquot;. quot;No espaço Mealhada (CMM) e Junta de Freguesia da Pampilhosa, Canedo e da Marmeleira”. serão instalados sanitários, um bar/cafetaria, um realizaram, no passado sábado, 24 de Novembro, e pela A Junta de Freguesia da Pampilhosa, disponibilizou uma restaurante e lojas de artesanato”, disse ao Jornal da segunda vez, uma recolha de lixos que se encontrava nos máquina para levar os ditos “monstros” que as pessoas Mealhada António Jorge Franco, vereador da Câmara pinhais e nas ruas da freguesia da Pampilhosa. vão deixando nos pinhais da freguesia, assim como luvas Municipal da Mealhada. “Esta é uma zona envolvente, de “Esta é uma maneira de sensibilizar os mais jovens para para os escuteiros apanharem o lixo. A CMM disponibilizou lazer. Será um local onde as pessoas se poderão sentir os problemas ambientais”, declarou Liberto Maia, chefe do o contentor para depositar o lixo que ficou completamente bem, desfrutar do espaço”, disse o autarca. Agrupamento de Escuteiros da Pampilhosa, afirmando que cheio. Está previsto que no início do próximo ano esta obra esteja pronta a funcionar. Após a sua conclusão haverá um concurso público para a exploração das lojas. RSG Santa Cecília, padroeira dos músicos, perpetuada na Filarmónica Pampilhosense Na quinta-feira, 22 de Novembro - dia da Padroeira da suprema, tivessem o mesmo valor e heroísmo por ela Música, dos Músicos e da harmonia -, decorreu uma demonstrados, mesmo nas maiores angústias. cerimónia onde a imagem de Santa Cecília foi colocada no Nas “Actas” do martírio de Santa Cecília, que se crê que salão de festas da F ilarmónica Pampilhosense, na tenha ocorrido no ano de 230, lê-se: ‘Enquanto ressoavam Pampilhosa. os órgãos, a Virgem Santa Cecília, no íntimo da sua mente, A imagem, oferecida pelo casal pampilhosense Helena só a Deus se dirigia e cantava: “Permiti, Senhor, que o meu Lindo e Vítor Marques, foi colocada na parede frontal do coração e o meu corpo permaneçam imaculados”’. Tomando edifício, no interior do salão, local onde normalmente falsamente a palavra “organis” (designação sumária de acontecem os ensaios da banda, assim como outros instrumento) por órgão, os pintores já no século XV eventos musicais. fantasiavam tangendo-o como acompanhador dos seus Helena Lindo, nas breves palavras que proferiu na piedosos cânticos. Feita deste modo a primeira iconografia, ocasião, realçou a vida de mártir da Santa, bem como o nada mais natural do que os músicos logo a tenham facto de os músicos do século XV logo terem adoptado escolhido para sua protectora. Santa Cecília para sua padroeira. No século XVI constituíram-se em Paris e em Roma as Historicamente não há referências que indiquem dotes primeiras associações da classe musical sob a égide de Santa particulares de musicalidade de Cecília. Sabe-se, contudo, Cecília. Em Inglaterra instituiu-se um concurso anual, premiado que era uma jovem patrícia muito culta que pertencia a pela corte, dando origem à criação de Odes literárias e musicais uma das mais ilustres famílias de Roma, tendo recebido a ela consagradas por compositores tão ilustres como Henry lhe lembrava ter sobre ela direito de vida e de morte, esmerada educação, onde a prática da música ser-lhe-ia Purcell, Haendel e, mais recentemente, Benjamim Britten. respondeu: 'É falso, porque podes dar-me a morte, mas não habitual, tocando, provavelmente, algum instrumento mais Embora se encontrem referências mais remotas, o me podes dar a vida'. Almáquio condenou-a a morrer consentâneo com a sua feminilidade como a harpa, a lira primeiro estatuto da Irmandade de Santa Cecília em asfixiada por vapor mas como Cecília sobreviveu a esse ou o saltério, pois o órgão com que tão frequentemente é Portugal data de 1603. suplício, ordenou que lhe cortassem a cabeça. O carrasco, representada, era ainda um instrumento grosseiro e pouco A banda da Filarmónica Pampilhosense apresentou às por imperícia ou por ter vacilado ante a serenidade difundido. Casada contra a sua vontade, desde cedo cerca de quarenta pessoas presentes algumas das novas angélica da condenada, depois de três golpes sucessivos, conseguiu que o seu marido, Valeriano, também adorasse peças que tem vindo a trabalhar para a nova época, não chegou a decepar a formosa cabeça deixando a mártir a Deus, convertendo-o ao Cristianismo, em detrimento dos finalizando o evento, que não foi inédito pois o mesmo em dolorosa agonia. deuses romanos. aconteceu com São Marçal, cuja imagem foi oferecida pelo Só passados três dias exalou o último suspiro e todos Colocada perante a alternativa de sacrificar aos deuses mesmo casal à Associação Humanitária dos Bombeiros quanto haviam presenciado o modo sublime como aceitara de Roma ou a morrer, não hesitou e dispôs-se ao sacrifício. Voluntários da Pampilhosa, que acolheu de bom grado a tamanha provação, convertidos por tal exemplo à mesma Quando, durante os interrogatórios, o prefeito Almáquio efígie do seu padroeiro. Daniel Vieira fé, suplicavam a sua intercessão para que, na hora
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 11 Barcouço I Gota de água: Iniciativa “Natureza Viva” Feira do livro alia plantas e saúde e de artesanato O Planalto, Associação de Desenvolvimento Rural, de Barcouço, irá desenvolver uma iniciativa intitulada pessoas que aprenderam ao longo da vida com as potencialidades da natureza viva que nos rodeia. O Agrupamento de Escuteiros da “Natureza Viva” que terá lugar no sábado, 8 de Dezembro, A concentração deste encontro será no Largo da Junta Pampilhosa, em parceria com a Juventude em Barcouço. de Freguesia de Barcouço, pelas 9 horas. Realizar-se-á, Operária Católica, vai realizar, no dia 9 de Esta iniciativa tem como tema central a saúde e as seguidamente, um passeio com recolha de plantas Dezembro, domingo, na sua sede, entre as 10 h e as plantas, e pretende sensibilizar para a importância das medicinais e aromáticas. A manhã terminará com um plantas aromáticas e medicinais para a saúde e bem- recital de poesia. 20 horas, a “I Gota de Água”. Trata-se de uma feira do estar das pessoas. Da parte da tarde, a partir das 15 horas, realizar-se-ão livro e uma feira de artesanato que contará com a O objectivo é concretizar actividades que aliem a oficinas de produção e utilização de ervas medicinais e participação de artesãos da vila da Pampilhosa e da prática ao conhecimento científico de especialistas e de sobre saúde e estilos de vida saudáveis. região. Durante o certame a animação estará a cargo do Grupo de escuteiros pioneiros (com idades entre os 14 e os 18 anos) e da associação Oficina de Ideias, também da Pampilhosa. Haverá também um bar, Novas Oportunidades com bebidas e alguns petiscos. O nome desta iniciativa, “Gota de Água”, advém da mística da secção dos Pioneiros. “Será gota de chegou à freguesia água, porque acreditamos que todas as gotas juntas, formarão um grande rio, que desaguará num mar imenso, de projectos, de ideias, de valores”, disse Gonçalo Costa, responsável pelo Grupo de Pioneiros do Agrupamento de Escuteiros da Pampilhosa. Os fundos angariados irão ser usados pelos escuteiros na viagem que pretendem realizar aos Açores, em actividade de voluntariado ambiental. RSG Vacariça Casa do Povo em O Planalto - Associação de Desenvolvimento Rural, de Barcouço, implementou recentemente um projecto que tem em vista o Reconhecimento, Desta forma é dada a equivalência ao primeiro, segundo e terceiros ciclos do ensino básico e ao ensino secundário. Este processo teve início na quinta-feira, 15 de assembleia-geral Validação e Certificação de Competências (RVCC) da população. Os técnicos do Centro de Novas Oportunidades (CNO) Novembro, no Centro de Dia de Barcouço onde decorreu uma sessão de esclarecimento com o coordenador pedagógico do CNO da ESM, José Cordeiro, e a técnica, O s sócios da Casa do Povoa da Freguesia da Vacariça reunir-se-ão, em assembleia-geral ordinária, na quinta-feira, 29 de Novembro, pelas 20 horas, na sede da da Escola Secundária da Mealhada (ESM) vão dar formação, nas instalações da Escola Básica 1 de Barcouço Rute Santos. Estiveram presentes, nesta reunião, cerca de quarenta pessoas. Foi explicado o funcionamento de um instituição. Na ordem de trabalhos está, entre outros para a população que estiver interessada. A Junta de CNO, a forma como é feito o diagnóstico, o encaminhamento assuntos, a apreciação e a votação do orçamento para o Freguesia de Barcouço e a ESM foram as entidades para um processo de RVCC ou para um curso de Educação ano de 2008. impulsionadoras deste projecto. e Formação de Adultos (EFA), os horários em função da Na convocatória pode ler-se que, se à hora marcada O CNO destina-se a todos os jovens, com idade superior disponibilidade dos inscritos e o referencial de não tiver comparecido a maioria dos sócios, a assembleia a dezoito anos, e a adultos que queiram aumentar os seus competências-chave relativos a cada nível de ensino. realizar-se-á uma hora depois, com qualquer número de níveis de escolaridade. O processo inicia-se com uma Esta é uma aposta na qualificação tendo em vista a sócios presentes. MSL entrevista individual e confidencial onde é feito o melhoria da qualidade de vida da população, sendo um encaminhamento para a formação em cursos de Educação objectivo da associação e da autarquia local. Quinta do Valongo e Formação de Adultos (EFA) ou o RVCC. O objectivo é o reconhecimento das competências que os cidadãos vão Para as pessoas interessadas, sendo ou não habitantes da freguesia de Barcouço, ainda estão abertas inscrições adquirindo ao longo da vida pessoal, social e profissional. na sede da Junta de Freguesia. Peditório para lápide para Padre Abílio Caro empresário: A população da Quinta do Valongo considera-se triste e até revoltada pelo facto de não ter sido feito Na próxima época natalícia a melhor maneira de chamar nenhum peditório na aldeia para custear as despesas da colocação de uma pedra tumular na campa do Padre Abílio clientes e dar as boas festas também aos fornecedores Simões. A situação agravou-se pelo facto de, num papel afixado em toda a paróquia da Vacariça, estar a indicação da não contribuição do povo de Quinta do Valongo. Por esta situação, e para resolver o problema, será realizado, em breve, um peditório, por toda a aldeia, e com o dinheiro É fazendo publicidade no angariado será comprada uma peça de mármore para Contacte-nos, temos os melhores preços homenagear o antigo pároco. “Não participámos porque não tivemos conhecimento do Telefone n.º 231 203 167 jornaldamealhada@mail.telepac.pt ou 167, peditório. A pessoa que estava responsável por isso não o fez. O Padre Abílio era uma pessoa muito estimada por todos”, www.jornaldamealhada.com afirmou Patrícia Silva, moradora na Quinta do Valongo.
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 12 Mealhada - Dakar Casal Comba Aventureiros “Na garrafeira do Pires mealhadenses um copinho até consola percorrerão areias africanas o coração” N o próximo dia 5 de Janeiro de 2008 vai partir de Lisboa a caravana do maior evento do mundo de todo-o-terreno. O percurso ligará Lisboa à capital do Senegal, Dakar, nas margens do Lago Rosa. Do concelho da Mealhada, também vão fazer parte desta viagem quatro amigos – Victor Moniz, Alda Teixeira, Pedro Campos e Luís Gamelas -, que, ao volante de dois automóveis vão acompanhar o rally de Lisboa a Dakar. Um Toyota Corolla 1200, de 1973, e Toyota Corolla 1200 Station Wagen, de 1978, vão ser os dois veículos que transportarão os quatro amigos pelos catorze mil quilómetros do percurso. Este grupo de mealhadenses sentiu também a necessidade de associar à sua aventura um gesto de solidariedade e estabeleceram uma parceria com uma Organização Não Governamental de Solidariedade Social, a Associação Adventista para o Desenvolvimento Recursos e Assistência (ADRA)/Assistência Social Adventista (ASA), com sede na Vacariça. Esta parceria tem o objectivo de angariar produtos com vista a diminuir as dificuldades de algumas famílias do concelho e é intitulada “Mealhada Solidária”. “Já arranjámos duas cadeiras de rodas para oferecer. Não sabemos ainda a quem. Também já temos o objectivo de ir à Guiné-Bissau levar medicamentos”, afirmou Victor Moniz, mentor de todo este projecto. Sobre os apoios que recebeu para esta aventura até Dakar Victor Moniz garantiu: “É uma vergonha os restaurantes não apoiarem eventos que dinamizam a cidade da Mealhada. O nosso maior apoio tem sido a Câmara Municipal da Mealhada que tem sido excedível”. Augusto Ferreira, Aníbal Moreira, Rui Albino e Paulo Silva são também quatro dos apoiantes que têm ajudado Victor Moniz a tornar possível este projecto. O grupo de aventureiros tem um sitio na Internet em: www.toyota73lisboadakar.com. Nesta página são divulgados os propósitos do projecto, a identidade dos pilotos e Joaquim Pires, à direita, a esposa e o filho António Pires, na adega acompanhantes, as mensagens de apoio, o nome das entidades que apoiaram e do O merchandising que está disponível. “De momento, estamos a vender esferográficas, porta- ambiente sugere a entrada num espaço com um misto de biblioteca, um pouco chaves e bonés para angariar fundos para a nossa viagem. É urgente que a comunidade de museu e uma devoção de santuário. Trata-se, no entanto, de uma adega, a nos ajude na compra destes simbólicos artigos”, apelou Victor Moniz. de Joaquim Pires, em Casal Comba. O proprietário tem 82 anos bem contados, Nos próximos dias 1 e 2 de Dezembro, sábado e domingo, as duas viaturas que este desde o nascimento no Vale de Raposo, em Casal Comba, e é, ao mesmo tempo o grupo levará ao Lisboa-Dakar vão estar em exposição no 2.º Salão Automóvel, Antigo bibliotecário, o artista e o sacerdote do espaço onde recebe os amigos com zelo. O seu Clássico e Sport de Aveiro, no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro. Também no sábado, filho António é, provavelmente, um dos maiores fãs do espaço, do pai e do que representa 8 de Dezembro, vai realizar-se uma festa no bar “O Portão”, na Mealhada, que reverterá a para si aquela colecção. Foi ele quem nos convidou a visitar a adega e a falar com o pai favor da associação “Mealhada Solidária”. Mónica Sofia Lopes ao sabor de um licor de “grelo de batata”... “Faço aguardente e jeropiga desde que me casei, em 1950”, começou por nos dizer Joaquim Pires. “Desde aí fui guardando parte da produção e tenho aqui um garrafão de cada ano, com a respectiva etiqueta. Há anos em que não fiz nem aguardente nem jeropiga, mas são poucos. Aqui ainda só tenho armazenada a produção até ao ano 2000. No Natal vou dando aos amigos, mas sempre vai ficando alguma coisa”, prosseguiu. As mais de três mil garrafas que ali tem armazenadas, todas etiquetadas, não se resumem à sua produção, são, também, o resultado de cinco décadas de colecção. “A garrafa mais antiga que aqui tenho é de 1942, da Quinta do Tojal. Outra das minhas preciosidades é uma garrafa de 1980 de vinho Vila Faia, comemorativa da primeira telenovela portuguesa. Tenho aqui garrafas de espumante com vinte anos. Todos dizem que não presta, mas todos querem dele”, disse Joaquim Pires. Lugares de destaque são também ocupados por garrafas da Adega do Palace Hotel do Buçaco, pelas de espumantes Rama, de Santa Luzia e, também, pelas garrafas pequenas, para consumo nos aviões, da Quinta de São Miguel, de Casal Comba. A Quinta de São Miguel e a da Catarrosa, ambas em Casal Comba, representam muito para Joaquim Pires, que ali começou a trabalhar, muito jovem, até as propriedades serem adquiridas por Messias Baptista e Joaquim Pires começar a trabalhar, também, ARMÉNIO E. S. BAPTISTA,Lda nas Caves Messias. “Dei sessenta anos da minha vida ao vinho. Com o senhor Abílio Marques e depois com a dona Henriqueta Saraiva Marques, donos e fundadores da Quinta de São Miguel, eu comecei a trabalhar nisto, apaixonei-me e entreguei toda a minha devoção”. Joaquim Pires acredita — e terá razões para isso, dizemos nós — que os seus netos continuarão a colecção. O filho António Pires assevera que o espólio se manterá indivisível e para garantir a perpetuação mostrou-nos um testamento no centro do espaço da adega. Em lugar de destaque está uma garrafa de jeropiga de 1950 e um pedido de Joaquim Pires aos descendentes: que só a abram no ano 2050. Desengane-se quem pensar que na adega de Joaquim Pires só há vinho, espumantes, licores, aguardentes e jeropigas. Há uma outra preciosidade, também ela etiquetada. É uma pinça para retirar o gargalo das garrafas de espumante, terá servido para muitos TRANSPORTES milhares de garrafas, feita por Ernesto Serralheiro, mealhadense que Joaquim Pires ALUGUER DE MÁQUINAS garante ser meio-irmão de António de Oliveira Salazar. ALUGUER DE CONTENTORES| SURRIVAS O leitor estará certamente a questionar se a capacidade de Joaquim Pires e as suas artes de vinhateiro teriam conseguido inventar licor de grelo de batata, bebida com que brindou a equipa de reportagem do Jornal da Mealhada. Pois a bebida existe, não resultou de qualquer espécie de tubérculo mas da cumplicidade terna de pai e filho que desciam Rua da Vacariça_ Reconco_3050-381 Mealhada à adega com o pretexto de ver o grelo das batatas a semear para beber um descansado copinho de jeropiga ao cair da noite. Afinal como diz o poeta, Joaquim Pires, claro está: 231 202 736 968 045 778 / 965 506 203 “Na Garrafeira Pires um copinho/ Na Garrafeira do Pires um copão/ Na Garrafeira do armeniobatista@hotmail.com 231 208 551 Pires um copinho/Até aquece o coração”. NCC
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 13
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 14 Luso Junta de Turismo Luso-Buçaco Espólio do Comendador Melo Pimenta em exposição Na sede da Junta de Turismo Luso-Buçaco está exposto o espólio - objectos pessoais, e cerca de três mil livros da biblioteca pessoal - do Comendador Manuel de Melo Pimenta oferecido pela sua família à vila do Luso. Oriundo do Luso, de origens modestas Manuel de Melo Pimenta imigrou para o Brasil, com sua esposa, D. Marinha de Moura Pimenta, e seu filho. Foi uma grande personalidade entre a comunidade portuguesa em São Paulo, Brasil. Após fazer fortuna não esqueceu as suas origens e sempre ajudou os mais necessitados. Entre muitas, fez algumas doações de benemerência ao Luso. Foi irmão benemérito da Santa Casa da Misericórdia da Mealhada, Sócio Benemérito da Assistência aos Pobres do Luso e Sócio – Honorário do Luso Ginásio Clube de Portugal. “Deu alguma da sua fortuna a um bairro local e a uma instituição da sopa dos pobres, hoje instituição Melo Pimenta”, disse Lurdes Carvalho, técnica de turismo, na Junta de Turismo Luso Buçaco. Foi feito um busto do Comendador Melo Pimenta, para assim poder ser homenageado publicamente. Lurdes Carvalho ainda disse que “a família que se encontra no Brasil por vezes vem ao Luso e vem visitar este espólio, para assim fazer uma espécie de romagem de saudade. O Comendador foi um benemérito da terra. Este espólio é uma maneira de afirmar que nunca esqueceu a sua terra de origem, apesar de estar longe”. Qualquer pessoa pode visitar o espólio, no horário de funcionamento da Junta de Turismo Luso-Buçaco. Os livros podem ser consultados apesar de não poderem sair do local. RSG Mosaico representa o que de melhor a vila tem N a vila do Luso, na Rua Francisco António Dinis, foi concluído recentemente um painel de mosaico encomendado pela Junta de Freguesia do Luso à artista plástica bairradina, Lara Roseiro. O painel demorou um mês e meio a ser colocado pela própria artista que reside em Sangalhos. O Jornal da Mealhada falou com Lara Roseiro, que nos explicou a intenção artística no segundo painel que faz para a Junta de Freguesia do Luso. Lara Roseiro afirmou: “Este é um muro de saída, então quis que fosse um muro que deixasse as pessoas que visitaram a vila a pensar no que viram. Este é um desenho abstracto, que representa o nascimento da água e o seu percurso”. Antes da colocação do mosaico muito é o trabalho que tem de ser feito, desde o estudo das cores, os seus elementos, a linguagem a utilizar e o público-alvo. “As pessoas do Luso, ao princípio, olhavam de lado pois não estavam habituadas a ver uma mulher a fazer este tipo de trabalho, a fazer aplicação de mosaico, mas sempre me deram muita força e sempre foram todos muitos simpáticos”, disse a artista plástica. Há dois anos Lara Roseiro já havia elaborado um outro painel, na entrada poente do Luso. quot;Esse outro painel representa tudo o que a região do Luso-Buçaco pode oferecer, ou seja as termas, a natureza e a fonte, entre outras coisasquot;, disse Lara Roseiro. Esta artista para além dos trabalhos elaborados em mosaico também faz pinturas em tela. É possível ver o seu trabalho em www.freefotolog.net/lara_roseiro ou em www.fotothing.com/lararoseiro. RSG Junta de Freguesia Vivenda ZONA NOBRE CURIA com nova página VIVENDA DE LUXO - ZONA CALMA na Internet COMO NOVA - SÓ 181,500 euros A Junta de Freguesia do Luso realizará uma sessão de c/ gerência Dr. José Carlos Gomes Casa ANTIGA - ANTES apresentação da sua nova página na internet, no Grande Hotel do Luso, na sexta-feira, 30 de Novembro, pelas 21 COM TERRENO - URGENTE horas. Compra e venda com VIVENDA T4 - Toda remodelada segurança e competência BOM NEGÓCIO - APENAS 125,000 EUROS LOCAL DE VENDA DO Jornal da Mealhada TRATAMOS DO CRÉDITO APARTAMENTO DE LUXO JUNTO DO CENTRO DE SAÚDE - MEALHADA Av. Quinta da Nora, n.º 34 - Mealhada no Luso Telem. 967 091 254 ARRENDA-SE LOJA - C/ 30M2 S. PAPELARIA S. JOÃO AMI - 1807 CENTRO DE ANADIA - BOM PREÇO
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 15 Afonso Simões Crónica da jornada de 25 de Novembro Futebol O Oliveira do Bairro. que se deslocou a Castelo Branco, para Europeu de 2008 Na última quarta-feira a selecção de Portugal jogou a última defrontar o Benfica local, arrecadou mais uma vitória, desta vez por 4-2, e mantém a segunda posição na tabela classificativa, com todo Disciplina cartada para apuramento do Europeu 2008. No Estádio do Dragão o mérito. João Pedro Mariz entrou com o pé direito nos “Falcões do defrontou a sua congénere da Finlândia, não conseguiu mais que um Cértima”, que estão a voar bastante alto. O conselho de disciplina da Associação de empate sem golos, mas, com este resultado, ficou apurada. Distrital de Aveiro Futebol de Aveiro aplicou os seguintes castigos, Foi uma tarefa árdua e difícil uma vez que o seleccionador 2.ª Divisão — zona sul relativos aos campeonatos distritais. nacional teve de recorrer a jogadores com menos experiência de O comandante desta zona sul, o Grupo Desportivo da Mealhada, selecção para efectuar os dois últimos encontros, devido a várias fez uma deslocação à Gafanha da Encarnação para defrontar a equipa Seniores lesões em jogadores que são efectivos neste grupo. O mais do NEGE. Vencer o jogo era uma tarefa difícil para os mealhadenses, 1.ª Divisão importante foi atingido, que era estar no Europeu 2008. mas não impossível, uma vez que têm mostrado um futebol de grande S. Roque: Mário Rui da Quem complicou as contas foi a selecção de sub-21, ao empatar classe ao longo das sete jornadas já decorridas. O jogo, no entanto, Silva, 2 jogos de sus- a um golo no Estádio Municipal de Águeda, frente à selecção de não lhes correu bem e apenas conseguiram um empate, a uma bola. pensão. Inglaterra. Terá agora de vencer os encontros em que lhe falta O Clube Desportivo de Luso, no Campo Jorge Manuel, não tinha participar para poder entrar no grupo dos classificados. uma tarde fácil, uma vez que iria defrontar a equipa do Carregosense: Hugo Mourisquense, uma das fortes candidatas à subida de divisão. Os Miguel Monteiro Car- Liga “Bwin” lusenses, no seu reduto, são fortes e difíceis de bater. No entanto o valho, 2 jogos de Voltaram os campeonatos nacionais, com o Benfica a deslocar- Mourisquense apresentou jogadores de boa craveira, com um suspensão. se ao Estádio Municipal de Coimbra para defrontar a Académica. Os futebol desenvolvido a toda a largura do terreno, e conseguiu a tão Canedo: André Filipe academistas, depois da mudança de treinador, melhoraram desejada vitória, por 1-0. Silva Cancela, 2 jogos de substancialmente o seu futebol. Apresentaram-se contra o Benfica O Carqueijo, na sua deslocação ao campo do Serém, voltou a com muita determinação, marcaram um golo e obrigaram os perder, agora por 6-1. Foi uma derrota bastante pesada que suspensão. encarnados a lutar até ao derradeiro minuto. esperamos não venha a afectar os seus jogadores. 2.ª Divisão — zona Sul Ao intervalo o encontro já estava empatado a uma bola, 3.ª Divisão — zona sul Macinhatense: Cláudio Miguel Santos Vivas Castro, situação que durou até aos cinco minutos finais, altura em que O Antes, ao fim de três jornadas, continua sem vencer. Recebeu 2 jogos de suspensão. Luisão, de calcanhar, aumentou o resultado e, já em período de a equipa do Alquerubim e voltou a perder, por 2-1. Luso: Adelino Pereira Ferreira, dirigente, 100 euros descontos, Fredy Adu marcou o terceiro golo dos Encarnados. Juniores de multa e 1 mês de suspensão. Com esta vitória, por 3-1, o Benfica consolidou a sua segunda 1.ª Divisão — zona sul posição. A equipa de juniores do Grupo Desportivo da Mealhada (GDM) Eirolense: Márcio Adelino Ferraz Silva, 2 jogos de O Sporting também tinha uma deslocação algo complicada ao foi jogar ao campo do Oliveira do Bairro e sofreu mais uma derrota, suspensão. campo do Leixões. Os leixonenses marcaram cedo um golo, obrigando agora por 2-1. Bustos: Jorge Miguel Cruz Duarte, 2 jogos de os Leões a grande desgaste físico para conseguirem o empate, a O Futebol Clube da Pampilhosa, no Municipal Carlos Duarte, suspensão. uma bola, a dois minutos do tempo regulamentar. Houve um recebeu a equipa do Gafanha e perdeu, também por 2-1. LAAC: Carlos Manuel Bastos Figueiredo, 1 jogo de desentendimento entre o guardião leonino e o defesa Abel e a bola 2.ª Divisão — série D suspensão. entrou na baliza leonina, consumando-se o golo da equipa local. A equipa do Antes folgou nesta jornada. O Futebol Clube do Porto recebeu no seu estádio a equipa Juvenis Serém: Álvaro Rui Rodrigues Trindade Martins, sensação deste campeonato, o Vitória de Setúbal. A equipa sadina 2.ª Divisão — série F processo disciplinar sem suspensão. apresentou-se no Dragão sem ter sofrido, até essa altura, qualquer Na Pampilhosa, no campo Municipal Carlos Duarte, disputou-se 3.ª Divisão — zona Sul derrota neste campeonato. o dérbi concelhio Pampilhosa - Mealhada. Ambos os conjuntos têm Aguinense: 50 euros de multa ao clube. Jogar no Dragão não é nada fácil e o Porto não queria perder a mesma pontuação, embora o Desportivo da Mealhada tenha um Antes: José João Sabino Baptista, processo mais pontos, uma vez que nas duas últimas jornadas tinha perdido jogo em atraso. Numa partida bem disputada por ambas as equipas, disciplinar com suspensão, e Bruno Cruz Almeida, 2 quatro pontos, com dois empates — um no seu próprio campo e outro venceu a equipa mealhadense, por 2-1. na Reboleira, frente ao Estrela da Amadora. Os portistas não Iniciados jogos de suspensão. deixaram escapar esta oportunidade e derrubaram, com a primeira 2.ª Divisão — série F Ribeira Azenha: Rúben Carlos Simões Morgado derrota neste campeonato, por 2-0, o Vitória de Setúbal,. A equipa de iniciados do Grupo Desportivo da Mealhada recebeu Correia, 1 jogo de suspensão. A Naval da Figueira da Foz, em franca recuperação, arrecadou, e venceu o Arviscal por 7-0. Alquerubim: 50 euros de multa ao clube e processo na sua deslocação ao campo do Marítimo, os três pontos em disputa. O Futebol Clube da Pampilhosa foi ao campo de S. Sebastião, a disciplinar sem suspensão. Venceu a partida por 1-0. Oliveira do Bairro, e perdeu, por 2-1. Femininos No Restelo jogou-se um dérbi regional. O Belenenses recebeu o Infantis Estrela da Amadora e o encontro terminou empatado, sem golos. A equipa A do GDM deslocou-se ao campo do Vilaverdense, no Mealhada: Joana Rita Santos Valença, 2 jogos de Em Leiria ainda não foi desta que a União local conseguiu a sua concelho de Oliveira do Bairro, e foi derrotada por 2-1. A equipa B do suspensão. primeira vitória. Recebeu o Sporting de Braga e o resultado da partida mesmo clube deslocou-se ao terreno do Oiã, onde venceu por 3-4 BARC: Elizabete Maria Moreira Silva, 2 jogos de foi um empate de zero a zero. Os locais até uma grande penalidade A equipa do Futebol Clube da Pampilhosa recebeu o Anadia e suspensão. desperdiçaram, tendo duas das suas bolas embatido no ferro do perdeu por 11-0. Juniores — 1.ª Divisão — zona sul poste. Escolas Avanca: Bruno Alexandre Valente Bastos, 2 jogos de A mudança de treinador ainda não produziu qualquer efeito. A formação do Futebol Clube da Pampilhosa recebeu e venceu o O Paços de Ferreira, finalmente, voltou às vitórias. Recebeu e Arviscal, com toda a naturalidade, por 5-1. suspensão. Pampilhosa: Nuno Gonçalo Matos Antunes, venceu o Nacional da Madeira por 1-0. A equipa A do GDM deslocou-se a Vila Verde, onde defrontou o 2 jogos de suspensão. Mealhada: Romeu Oliveira Liga de Honra “Vitalis” Vilaverdense, e venceu por 5-2. A equipa B do mesmo clube recebeu Marceneiro Duarte e Nuno Miguel Gomes Santos, 2 jogos O Vizela deslocou-se aos Açores para defrontar o Santa Clara e o Mourisquense e venceu por 3-2, num encontro realizado sempre de suspensão cada. regressou ao Continente com um empate a uma bola. Mau resultado com muita emoção até ao apito final do árbitro. A equipa C defrontou Taboeira: 15 euros de multa ao clube e advertência. para o Santa Clara. Ainda não foi desta vez que voltou ao comando o Vista Alegre e o resultado final foi de 12-4, favorável aos vista - 2.ª Divisão — série D desta prova. alegrenses. Outro dos candidatos aos lugares cimeiros da tabela Valonguense: Maurício Alexandre Morais Fernandes, classificativa tem sido o Rio Ave. Foi ao campo do Estoril Praia, venceu Femininos 2 jogos de suspensão. Bonsucesso: Cristiano Oliveira por 2-1 e é agora o comandante isolado, embora com apenas dois A equipa feminina do GDM participou na jornada da primeira São Marcos, 2 jogos de suspensão. LAAC: Carlos Alberto pontos a mais do que o segundo classificado. eliminatória da Taça de Aveiro jogando no Campo Municipal Dr. da Costa, dirigente, 100 euros de multa e 1 mês de O Beira-Mar continuou a desiludir os seus associados e Américo Couto, na Mealhada. O seu adversário foi a equipa do suspensão. simpatizantes ao empatar em casa, sem golos, com o modesto Mourisquense, que saiu da Mealhada com uma derrota por 7-0. O Juvenis — 2.ª Divisão — série F Feirense. conjunto mealhadense, que apresentou um futebol de boa Quem conseguiu a primeira vitória neste campeonato foi o qualidade, passou à segunda eliminatória. Arviscal: Luís Filipe Rodrigues Ribeiro, dirigente, 15 Penafiel, que recebeu e venceu o Portimonense por 1-0. euros de multa e Cristiano Silva Miguéis, 1 jogo de Futsal suspensão. Nacional O Atlético do Luso, que se encontra a jogar na Primeira Divisão Iniciados — 2.ª Divisão — série F 2.ª Divisão — série C Distrital, recebeu, no pavilhão gimnodesportivo municipal daquela LAAC: Fábio Artur Abrantes Figueiredo, 2 jogos de O Futebol Clube da Pampilhosa foi jogar ao campo do Torreense vila, o conjunto do Saavedra Guedes e o encontro terminou empatado suspensão. Arviscal: Derrota e processo disciplinar sem e conseguiu mais um precioso ponto ao empatar o encontro. O a três golos. resultado foi de 0-0. A equipa de juniores do mesmo clube, jogando no mesmo suspensão ao clube. Apurar a falta de comparência ao O Anadia, depois da tempestade, parece ter voltado à bonança. pavilhão frente à equipa do ARCA, perdeu por 5-2. jogo frente ao Pampilhosa. Passou com distinção no Merelinense, para a Taça de Portugal. A formação do Grupo Desportivo da Mealhada, integrada na Futsal — 1.ª Divisão Recebeu e venceu o Sátão por 1-0 e fez uma subida substancial na segunda divisão distrital da modalidade, deslocou-se ao Pavilhão Luso: Miguel António Marques Ferreira, 2 jogos de classificação geral. do Juvenil Anjeja e perdeu por 6-4. suspensão.
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 16 Femininos — Taça de Aveiro Resultados Mealhada, 7 — Mourisquense, 0 Bwin Liga Belenenses - E. Amadora Porto - V. Setúbal 0-0 2-0 Académica - Benfica 1-3 Domínio absoluto das jogadoras mealhadenses Boavista - V. Guimarães Paços de Ferreira - Nacional 3-2 1-0 Marítimo - Naval 0-1 U. Leiria . Sp. Braga 0-0 Leixões - Sporting 1-1 Liga de Honra quot;Vitalisquot; Trofense - Varzim 1-0 Estoril - Rio Ave 1-2 Beira-Mar - Feirense 0-0 Olhanense - Gondomar 0-1 Penafiel - Portimonense 1-0 Freamunde - Fátima 2-1 Desp. Aves Gil Vicente 1-1 Santa Clara - Vizela 1-1 2.ª Divisão - série C Torreense - Pampilhosa 0-0 Tourizense - Caldas 3-2 Anadia - Sátão 1-0 Benfica C. Branco - Oliv. Bairro 2-4 Abrantes - Rio Maior 1-0 Penalva Castelo - Nelas 0-0 Sp. Covilhã - Eléctrico 3-0 3.ª Divisão - série C Figueirense - Arouca 2-1 Tocha - União de Lamas 0-1 Equipa feminina do Grupo Desportivo da Mealhada S. João de Ver - D. Sandinenses 3-1 Milheiroense - Oliv. Hospital 1-1 Jogo no Campo Municipal Dr. Américo Couto, na Mealhada. enfrentar as dificuldades normais dos jogos em que terá de participar Ac. Viseu - Sanjoanense 1-0 Valonguense - Tondela 1-1 Árbitro: Nuno Rodrigues, auxiliado por Rogério Rodrigues e José de e para ir bastante longe na Taça. Valecambrense - Social Lamas 1-0 Sousa. Cedo se percebeu que as jovens de Mourisca do Vouga não tinham 1.ª Divisão Distrital Mealhada: Sara Tovim, Diana Simões, Bárbara Machado (Vanessa poder para levar de vencida a aguerrida equipa do GDM. Esta abriu o S. Roque - Gafanha 0-1 Ferreira, 72m), Celina Viegas, Marisa Duarte, Cláudia Rodrigues (cap.), activo logo aos dois minutos, na marcação de uma grande penalidade. Canedo - Sanguedo 3-0 Raquel Lourenço, Jessica Duarte (Catarina Paredes, 76m), Andreia Dias, Coube a Marisa Duarte essa marcação, de que resultou o primeiro golo Carregosense - Cortegaça 1-1 Fermentelos - Águeda 1-1 Laura Tubarão (Marisa Cardeira, 59m) e Débora Borges. mealhadense. Estarreja - Alba 0-1 Treinador: Idálio Duarte. Aos nove minutos, Andreia Dias marcou golo, elevando a contagem BARC - Oiã 0-1 Mourisquense: Ana Catarina, Sara (Liliana, 23m), Filipe, Vera, Alexandra, para 2-0; e, aos doze minutos, marcou outro. E foi com 3-0 a favor das Oliveirinha - Cesarense 1-2 Cristina (Sofia, 46m), Marta, Carma Tomás (cap.), Marlene (Marisa, 26m), cores do Desportivo da Mealhada que o jogo chegou ao intervalo. Arrifanense - Paços Brandão 0-3 Cucujães - Pessegueirense 1-1 Cristiana e Catarina. No segundo período foi constante o domínio das jogadoras da 2.ª Divisão zona sul Treinador: Sérgio Ribeiro. equipa da casa. Marcaram mais quatro golos, todos de belo efeito, e NEGE - Mealhada 1-1 Ao intervalo: 3-0. quase poderá dizer-se que ainda ficaram outros por marcar. A guarda- Serém - Carqueijo 6-1 Marcadores: Marisa Duarte (2m), Andreia Dias (9m, 12m e 86m), redes mourisquense, Ana Catarina, evitou alguns, com as defesas que Luso - Mourisquense 0-1 Calvão - Eirolense 0-0 Raquel Lourenço (56m e 61m) e Débora (66m). efectuou, e houve remates falhados em direcção à baliza. Couvelha - Paredes Bairro 2-3 Foi um bom espectáculo de futebol. Muitos dos adeptos do GDM, e LAAC - CRAC 5-0 O jogo fez parte da primeira eliminatória da Taça de Aveiro. outros, afirmavam que não esperavam ver uma equipa feminina a Requeixo - Macinhatense 0-1 A equipa do GDM, que até entrou mal na primeira jornada do praticar tão bom futebol. Águas Boas - Bustos 1-2 campeonato a que pertence, ao perder no campo do BARC, por 1-0, deu A equipa de arbitragem soube acompanhar muito bem e de perto 3.ª Divisão - zona sul Mamarrosa - Ribeira Azenha 0-2 neste encontro provas de que possui capacidades suficientes para todas as jogadas e, praticamente, não cometeu erros. Antes - Alquerubim 1-2 Bonsucesso - Gaf.ª d´Aquém 1-1 Aguinense - Famalicão 0-0 Iniciados — 2.ª Divisão — série F Juniores - 1.ª Divisão Anadia - Avanca 2-0 Oliv. Bairro - Mealhada 2-1 Mealhada, 7 — Arviscal, 0 Pampilhosa - Gafanha 1-2 Águeda - Estarreja 3-0 Fermentelos - Taboeira 2-4 2.ª Divisão - série D Valonguense - Oiã 2-2 Ordem para defender... defender... defender... Bustos - LAAC 3-1 Águas Boas - Eixense (desconhecido) Bonsucesso - Mourisquense 3-0 Jogo no campo de treinos do GDM, na Mealhada. Juvenis - 2.ª Divisão série F Árbitro: Nuno Oliveira, auxiliado por José Araújo e Fernando Almeida. Bustos - Oiã 5-0 Mealhada: Rui Sabino (cap.), Pirola, Catalão (Alexandre, 36m), Fredy Pampilhosa - Mealhada 1-2 (David, 45m), Zé Malta (Micael, 36m), Luís, Rato, Ricardo (Afonso, 42m), Águas Boas - LAAC 2-1 Arviscal - Calvão 0-6 Tiago (João, 36m), Gil e Zé Pedro. Iniciados - 2.ª Divisão Treinadores: Luís Felgueiras e Paulo Montenegro Oliv. Bairro - Pampilhosa 2-1 Arviscal: Alexandre, Milton, Daniel (cap.), Rafa, Tiago, David, Marinho, Mealhada - Arviscal 7-0 Rober e Gonçalo. LAAC - Águas Boas 1-1 Bustos - Anadia 3-0 Treinador: Paulo Figueiredo. Feminino - Taça de Aveiro Ao intervalo: 3-0. Mealhada - Mourisquense 7-0 Marcadores: Rato (19m e 56m), David (25m, p.b.), Zé Pedro (28m), Infantis Alexandre (51m), João (64m e 66m). Pampilhosa - Anadia 11-0 Vilaverdense - Mealhada A 2-1 Foi um jogo sem qualquer história. O Arviscal apresentou-se no Oiã - Mealhada B 3-4 Escolas encontro com apenas nove jogadores. Para esta equipa a ordem foi Pampilhosa - Arviscal defender, sempre, até final. De salientar que o guarda-redes local Vilaverdense - Mealhada A 2-5 durante todo o encontro não fez uma única defesa. Rato vai marcar o seu segundo golo Mealhada B - Mourisquense 3-2 Os troviscalenses resistiram até aos dezanove minutos, altura em Mealhada C - Vista Alegre 4-12 que sofreram o primeiro golo. Aos vinte e cinco minutos aconteceu o A forte ventania que se fazia sentir, principalmente no primeiro segundo golo para os meninos do GDM. Foi um defensor visitante que tempo, beneficiou a equipa visitante mas, mesmo assim, os seus Futsal meteu a bola na própria baliza, com tanta atrapalhação na sua pequena jogadores não conseguiram chegar à baliza de Rui Sabino. Luso - Saavedra Guedes 3-3 área, quando o aglomerado de jogadores era imenso. Até os jogadores Com tantas oportunidades que os locais criaram, o número de golos Juvenil Anjeja - Mealhada 6-4 Juniores locais se atrapalhavam uns aos outros com a ambição de todos do resultado peca por escasso. Luso - ARCA 2-5 quererem marcar. Boa arbitragem.
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 17 Próxima jornada Futebol Superliga quot;Bwinquot; E. Amadora - Leixões V. Setúbal - Belenenses Classificações Benfica - Porto V. Guimarães - Académica Nacional - Boavista Naval - Paços Ferreira Sp. Braga - Marítimo Superliga quot;Bwinquot; 2.ª Divisão - zona sul Sporting - U. Leiria J V E D M-S P J V E D M-S P Liga de Honra quot;Vitalisquot; Porto 11 9 2 0 20-04 29 LAAC 8 7 0 1 21-07 21 Varzim - Santa Clara Benfica 11 8 4 0 22-06 25 Mealhada 8 5 2 0 25-03 19 Rio Ave - Trofense Sporting 11 5 4 2 17-09 19 Mourisquense 8 5 3 0 17-07 18 Feirense - Estoril V. Guimarães 11 5 4 2 14-11 19 Macinhatense 8 5 2 1 10-04 17 Gondomar - Beira-Mar V. Setúbal 11 4 6 1 18-12 18 Serém 8 4 4 0 23-07 16 Portimonense - Olhanense Marítimo 11 5 2 4 13-07 17 NEGE 8 3 4 1 13-09 13 Fátima - Penafiel Sp. Braga 11 4 3 4 11-11 15 Calvão 8 3 3 2 09-10 12 Gil Vicente - Freamunde Belenenses 11 3 5 3 10-11 14 Luso 8 3 1 4 10-10 10 Vizela - desp. Aves Nacional 11 2 4 5 07-13 10 Couvelha 8 3 0 5 12-16 9 2.ª Divisão Nacional - série C Leixões 11 1 8 2 11-12 11 Paredes do Bairro 8 2 2 4 11-14 8 Pampilhosa - Tourizense Naval 11 3 3 5 08-18 12 Bustos 8 2 2 4 11-21 8 Caldas - Anadia Sátão - Benfica C. Branco E. Amadora 11 1 7 3 11-13 10 Requeixo 8 2 1 5 07-17 7 Oliv. Bairro - Abrantes Paços de Ferreira 11 2 3 6 08-15 9 Águas Boas 8 1 2 5 13-24 5 Rio Maior - Penalva Castelo Boavista 11 1 6 4 10-20 9 Carqueijo 8 0 4 4 08-17 4 Nelas - Sp. Covilhã Académica 11 1 6 4 09-18 8 Eirolense 7 0 3 4 06-14 3 Eléctrico - Torreense U. Leiria 11 0 4 7 05-16 4 CRAC 7 0 2 5 06-21 2 3. ª Divisão - série C 3.ª divisão - zona sul Figueirense - Tocha Liga de Honra quot;Vitalisquot; J V E D M-S P União de lamas - S. João de Ver J V E D M-S P Ribeira Azenha 3 3 0 0 07-03 9 D. Sandinenses - Milheiroense Rio Ave 11 6 4 1 21-13 22 Famalicão 3 1 2 0 03-01 5 Oliv. Hospital - Ac. Viseu Vozela 11 5 5 1 18-10 20 Gafanha d' Aquém 3 1 2 0 05-04 5 Sanjoanense - Valonguense Santa Clara 11 5 4 2 14-16 19 Bonsucesso 3 1 1 1 05-05 4 Tondela - Valecambrense Trofense 11 5 4 2 12-09 19 Aguinense 3 1 1 1 04-04 4 Arouca - Social de Lamas Beira-Mar 11 4 5 2 11-12 17 Alquerubim 3 1 0 2 03-05 3 Distrital - 1.ª Divisão Gil Vicente 11 4 5 2 15-09 17 Mamarrosa 3 0 2 1 02-04 2 Gafanha - Cucujães Estoril 11 5 2 4 20-18 17 Antes 3 0 0 3 05-08 0 Sanguedo - S. Roque Freamunde 11 5 2 4 15-14 17 Juniores - 1.ª Divisão zona sul Cortegaça - Canedo Olhanense 11 4 4 3 08-09 16 J V E D M-S P Águeda - Carregosense Varzim 11 3 6 2 11-05 15 Oliveira Bairro 11 9 0 2 30-09 27 Alba - Fermentelos Fátima 11 3 5 3 12-12 14 Águeda 11 6 1 4 18-14 19 Oiã - Estarreja Feirense 11 2 4 5 08-10 10 Avanca 11 6 1 4 19-19 19 Cesarense - BARC Gondomar 11 2 4 5 10-13 10 Anadia 11 6 1 4 16-16 19 Paços Brandão - Oliveirinha Desp. Aves 11 2 3 6 13-16 9 Taboeira 11 6 0 5 21-18 18 Pessegueirense - Arrifanense Penafial 11 1 2 8 05-16 5 Fermentelos 11 5 1 5 20-26 16 Taça de Aveiro - 2.ª eliminatória Portimonense 11 0 5 6 04-15 5 Paivense - R.D. Mosteirô Pampilhosa 11 4 2 5 21-23 14 Pinheirense - Amigos Visconde Gafanha 11 4 1 6 18-22 13 2.ª Divisão Nacional - Série C Estarreja 11 3 2 6 15-20 11 Santiais - Lobão J V E D M-S P Mealhada 11 1 1 9 16-27 4 Argoncilhe - Sardoura Sp. Covilhã 12 7 4 1 28-05 25 Romariz - Macieira de Cambra Oliv. Bairro 12 7 3 2 21-12 24 2.ª Divisão - série D Sp. Stª Maria Feira - Macieirense Abrantes 12 6 4 2 16-14 22 Mosteirô F.C. - Palmaz Torreense 12 5 3 4 15-17 18 J V E D M-S P Mansores - S. Vicente Pereira Bustos 7 5 0 2 25-10 15 Tourizense 12 4 5 3 16-12 17 Bustelo - Amigos Cavaco Eixense 6 5 0 1 21-11 15 Penalva Castelo 12 4 4 4 18-16 16 Alvarenga - Beira-Vouga Antes 7 5 2 2 25-16 15 Pampilhosa 12 3 6 3 11-13 15 Carqueijo - Mealhada Bonsucesso 7 4 0 3 13-11 12 Caldas 12 3 5 4 15-14 14 Serém - Requeixo Valonguense 8 3 1 4 18-21 10 Benfica C. Branco 12 3 5 4 12-16 14 Mamarrosa - Bonsucesso Oiã 7 3 1 3 10-13 10 Nelas 12 4 2 6 17-20 14 Águas Boas - Paredes Bairro Mourisquense 7 3 0 4 13-23 9 Eléctrico 12 3 5 4 11-16 14 Macinhatense - Calvão Águas Boas 6 1 0 5 08-16 3 Anadia 12 3 4 5 11-20 13 Couvelha - Luso LAAC 7 1 0 6 10-22 3 Sátão 12 2 4 6 12-17 10 Bustos - Mourisquense Rio Maior 12 1 4 7 05-16 7 Gafanha d' Aquém - CRAC Juvenis - 2.ª Divisão série F Aguinense - NEGE LAAC - Eirolense 3.ª Divisão - Série C J V E D M-S P Juniores - 1.ª Divisão zona sul J V E D M-S P Bustos 6 6 0 0 28-00 18 Avanca - Pampilhosa Académico de Viseu 10 6 2 2 14-09 20 Mealhada 6 6 0 0 20-03 18 Oliv. Bairro - Anadia Sanjoanense 10 5 4 1 20-08 19 Pampilhosa 7 5 0 2 21-12 15 Gafanha - Águeda Social de Lamas 10 5 3 2 11-08 18 Calvão 7 4 0 3 20-11 12 Estarreja - Fermentelos Oliv. Hospital 10 5 2 3 20-10 17 Oiã 7 3 0 4 07-21 9 Taboeira - Mealhada União de Lamas 10 4 4 2 18-11 16 Águas Boas 7 2 0 5 10-30 6 2.ª Divisão - série D Tondela 10 4 3 3 15-11 15 LAAC 7 1 0 6 09-19 3 Oiã - Bustos Valonguense 10 3 4 3 05-04 13 Arviscal 7 0 0 7 05-33 0 LAAC - Águas Boas S. João Ver 10 3 3 4 12-16 12 Iniciados - 2.ª Divisão série F Eixense - Bonsucesso Milheiroense 10 2 6 2 09-10 12 J V E D M-S P Mourisquense - Antes Figueirense 10 3 3 4 09-12 12 LAAC 6 4 2 0 14-04 14 Juvenis - 2.ª Divisão série F Tocha 10 3 3 4 07-07 12 Águas Boas 6 4 1 1 19-08 13 Oiã - Mealhada Arouca 10 3 3 4 11-11 12 Pampilhosa 6 4 0 2 12-06 12 Pampilhosa - LAAC Valecambrense 9 1 4 4 08-12 7 Mealhada 6 3 2 1 15-05 11 Águas Boas - Calvão D. Sandinenses 9 0 0 9 05-35 0 Bustos 6 3 0 3 10-08 9 Bustos - Arviscal Oliv. Bairro 6 1 1 4 10-18 4 Iniciados Distrital - 1.ª Divisão Anadia 6 1 1 4 07-15 4 Anadia - Oliv. Bairro J V E D M-S P Arviscal 6 0 1 5 05-28 1 Pampilhosa - Mealhada Estarreja 10 7 2 1 22-08 23 Arviscal - LAAC Cesarense 11 7 2 2 22-08 23 Águas Boas - Bustos Águeda 10 7 2 1 14-05 23 Infantis Gafanha 11 6 1 6 22-13 19 Águas Boas - Mealhada A Canedo 11 6 1 4 17-11 19 Pampilhosa - Vilaverdense Paços de Brandão 11 5 3 3 12-07 18 Águeda - Mealhada B Arrifanense 11 5 2 4 14-13 17 FRANCISCO PEREIRA DA CRUZ SAMPAIO Escolas Alba 11 5 1 5 17-15 16 Mealhada A - Oliv. Bairro Pessegueirense 11 4 4 3 11-11 16 Anadia - Pampilhosa Águeda - Mealhada B Fermentelos Sanguedo 11 11 4 4 3 2 4 5 16-24 12-13 15 14 Estofador de automóveis Anadia - Mealhada C Femininos - Cucujães Carregosense 11 11 4 4 2 2 5 5 15-17 09-15 14 14 Encerados por medida Mealhada - Eirolense Oliveirinha 11 4 0 7 15-16 12 Futsal Oiã 11 3 2 6 11-15 11 Rua Dr. Costa Simões 3050 -326 Mealhada osta Dr. Cos Simões 3050- alhada Meal Silvalde - Luso Cortegaça 11 1 6 4 09-18 9 ADREP - Mealhada BARC 11 1 4 6 05-18 7 Juniores S. Roque 11 1 1 9 05-21 4 Telefone 231 202 071 Telem. 962 396 160 Beira-Ria - Luso
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 18 Futebol Escolas C Escolas B Mealhada, 4 — Vista Alegre, 12 Mealhada, 3 — Mourisquense, 2 Falta de maturidade Encontro bem disputado e emotivo até ao apito final Jogo no campo de treinos do Grupo Desportivo da grande golo, preparado com Mealhada (GDM), na Mealhada. muito empenho e mestria, Árbitro: Leandro Costa e Carlos Freitas. deste jovem jogador, que Mealhada: Zé Pedro, Bruno Figueiredo, Zé Luís, Bruno mostrou raça e técnica para Rosas, David Pereira, Zé Miguel e João Luís (sete inicial). executar tal jogada. Jogaram, ainda, Luís Coelho, Lucas Costa, Francisco Os visitantes não Fernando e Marcelo Espírito Santo. baixaram os braços e Treinador: Nelson Sousa. chegaram novamente ao Mourisquense: Rafael, Luca, Hugo, Manel, Rafael, Miguel empate, aos quarenta e dois e Yuri (sete inicial). minutos. Bruno Figueiredo Jogaram, ainda, João Tendeiro, Paulinho e Nelson. perdeu a bola e caiu. O Treinador: Tiago Pereira. avançado do Mourisquense Ao intervalo: 1-1 correu para a baliza e Marcadores: Zé Luís (4m), Bruno Figueiredo (37m) e desferiu um potente remate, João Luís (48m), para o Mealhada, e Yuri (1m) e Rafael sem defesa, para Zé Pedro. (42m), para o Mourisquense. Quando já ninguém a creditava na vitória, João Foi um encontro agra- lados, o encontro chegou Luís, que tinha saído do dável de seguir. Os joga- ao intervalo empatado a um campo a seu pedido, voltou dores de ambas as equipas golo. a entrar quando faltavam deram tudo o que tinham Na segundo parte os apenas dois minutos para o para fazerem um bom jogo e meninos do GDM final. Mal a bola lhe chegou para que não perdessem colocaram-se na posição aos pés dominou-a, passou este encontro. de vencedores, apenas aos por dois defensores e Mais bem constituídos trinta e sete minutos, numa rematou, fazendo, assim, o que os locais, os jogadores boa jogada de Bruno A equipa mais jovem de escolas do GDM Jogo no campo de treinos do GDM, na Mealhada. oficialmente. Deu a réplica Árbitro: Leandro Costa e Carlos Freitas. possível mas não resistiu Mealhada: Vila Manuel, João Rafael, João Alves, Xavier ao maior caudal ofensivo Ribeiro, David (cap.), Carlos Reis e Miguel Bruno (sete da equipa do Vista Alegre, inicial). que, no primeiro minuto de Jogaram, ainda, Leonardo Mendes, Lucas Alves, Hugo jogo, já vencia por 3-0. Bastos e João Castela. Os mealhadenses têm Treinadores: Tó e Coelho bom toque de bola, mas Vista Alegre: Pedro Rocha (cap.), Renato Jesus, João falta-lhes o melhor, que é a Menezes, João Francisco, Botelho, Filipe Rodrigues e Diogo boa colocação e a segurança Silva (sete inicial). no terreno de jogo. Inse- Jogaram, ainda, João Sarde, Bruno Silva, Diogo Jesus, guros, eles ainda procuram Kevine Costa e Kevine Regalo. uma posição, chegando Treinadores: Rui e Ricardo. mesmo a perder-se durante o jogo. O árbitro não A equipa da casa é muito suficiente uma vez que é o complicou em nada o jovem e não tem experiência primeiro ano em que joga desenrolar de jogo. 3.ª Divisão — zona sul Aguinense, 0 — Famalicão, 0 Equipa de escolas B Daniel, o salvador visitantes deram muito Figueiredo. Bruno pegou na terceiro golo do Desportivo trabalho à equipa local. bola ainda no seu meio da Mealhada e o da vitória. Logo no primeiro minuto campo, correu imenso com Houve muita emoção até Jogo no campo Afonso Bandarra, em Aguim. de jogo o Mourisquense ela bem controlada, ao final do encontro e Árbitro: Vítor Maia, auxiliado por Jorge Almeida e Tiago Soares. colocou-se na posição de acreditou e foi até perto da grande sofrimento para os Aguinense: Daniel, Paulito (cap.), Luciano, Eurico, Futre (Caló, 46m), Bruno, Nelson vencedor, mas os jovens linha de fundo, onde o locais visto que os visitantes (Diogo, 60m), Ricardo, Eduardo (Rui, 70m), Sérgio Fernandes e Sérgio Oliveira. mealhadenses nunca ângulo de remate já era ainda tiveram tempo para Treinador: Amadeu Ferreira viraram a cara à luta, foram muito reduzido. Passou pelo criar mais duas situações Famalicão: Vítor, Lagoa, Matos (cap.), Pires, Ramalheira, Carlos (Martins, 40m), Tiago à procura do empate e este defesa que fazia a sua de grande aflição na área (Ângelo, 60m), Eduardo, Melo, Morais (Figueiredo, 72m) e Flores. surgiu aos quatro minutos. cobertura e rematou, indo a mealhadense. Zé Pedro, Treinador: Luís Pinho. Com muitas oportunidades bola entrar na baliza, entre porém, evitou o pior. falhadas para ambos os o guarda-redes e o poste. Um Boa arbitragem. Na primeira parte o Aguinense foi superior ao seu adversário e poderia ter resolvido a situação a seu favor quando, aos dezasseis minutos, Eurico rematou à barra. E aos trinta e quatro minutos Paulito falhou um chapéu a Vítor. Na segunda parte o desempenho das duas equipas foi idêntico, e os visitantes só não Nome.................................................................................... marcaram devido a duas excelentes intervenções de Daniel, que, assim, salvou o Aguinense Morada................................................................... ............. de perder o primeiro combate da época com o seu vizinho Famalicão Bom serviço do jovem trio de arbitragem. Tofê ..............................................................................................
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 19 Futebol 2.ª Divisão — zona sul Campeonato Distrital da 3.ª divisão — zona sul Luso, 0 — Mourisquense, 1 CR Antes, 1 — Alquerubim, 2 A equipa da terra das águas merecia melhor sorte Fernando Almeida Ganhou a equipa que teve melhor sorte Jogo no Campo Jorge Manuel, no Luso. Teve soberana oportuni- Jogo no Campo das Ferrugens, na Antes vezes, não marcava, para Árbitro: Carlos Taveira, auxiliado por Cristiano Ferreira e dade de marcar, mas Árbitro: José Araújo, auxiliado por Nuno Oliveira e não estragar o espectáculo, Tiago Santos. também falhou o remate. Fernando Almeida uma vez que não eram faltas Luso: Tiago, Arcindo, Cordeiro, Ricardo (Petróleo, 83m), Como quem não marca Antes: Nuno, David, Laranjeira, João Silva, Hugo, Machado maldosas. Bruno (cap.), (Palheto, 70m), Josadak (João Vila Real, 75m), sofre, a equipa visitante (Serginho, 57m), César, Pedrosa, Salgado, Bernardes (Cláudio, As equipas batiam-se de Romeu, J. P., Rui Chouriço, Joca e Coutinho. conseguiu chegar ao golo 73m) e Hugo Duarte. igual para igual mas, Treinador: João Garrido quando menos se esperava. Treinador: Laranjeira quando se esperava que o Mourisquense: Tozé, Oliveira (Diogo Martins, 26m), João O jogo estava controlado Alquerubim: Silvério, André, Tidi, Alex, Souta, Teixeira, jogo terminasse empatado, Carvalhal, Tino, Paulo Santos, Fia, Beto (cap.), Sinal (Pedro por ambas as equipas, Laranjeira, Coelho, Cruz (Tó, 18m), Pedro e João Silva. Souta, do Alquerubim, faz o Saraiva, 70m), Ismael, Gonçalo e Popas (Tiago Pinto, 60m). embora o Luso tenha Treinador: Delfim Lopes dois a um com o guarda- Treinador: Paulo Martins recuado um pouco para a Ao intervalo:1—1 redes do Antes a ser mal Ao intervalo: 0-0 sua área a fim de defender batido. Marcador: Gonçalo (79m). o resultado, mas Gonçalo O jogo iniciou-se num o Antes empatou, na Por muito que estes ritmo bastante agressivo de marcação de uma grande clubes queiram levar a parte a parte. Verificava-se penalidade por César. água ao seu moinho e que os jogadores tinham a O ritmo do jogo não se continuar em actividade intenção de jogar futebol alterou, com oportunidades futebolística, não é com muito embora esse não fosse para ambos os lados, tendo assistência igual à que o futebol que se pretendia, a partida chegado ao esteve no Campo das verificando-se que não intervalo empatada a um Ferrugens que o vão havia recurso a faltas. golo. conseguir. Logo aos quatro minutos, Regressados do des- Aguarda-se melhor numa jogada de desatenção canso, os jogadores con- futuro para estes conjuntos. da defesa do Antes, o tinuaram com o mesmo Quanto à arbitragem, Alquerubim faz o primeiro ritmo da primeira parte, desculpando-se um erro ou golo por intermédio de embora com jogo mais outro, pode considerar-se Laranjeira. Aos sete minutos faltoso, que o árbitro, por positiva. Joca não deixa escapar o avançado Gonçalo do Mourisquense Taça de Portugal O Clube Desportivo de Martins teve de o substituir conseguiu um remate, que Luso não merecia este castigo. Lutou de igual para por Diogo Martins. Uma contrariedade no esquema traiu Tiago, indo a bola entrar na baliza, para Quarta eliminatória Já com as equipas da Liga “Bwin” a participar na Taça de Portugal, realizou-se o sorteio igual, criou imensas oportu- montado pelo técnico de desespero dos jogadores e da quarta eliminatória dessa prova. Os encontros irão realizar a nove de Dezembro. nidades de golo, que não Mourisca do Vouga. adeptos locais. Como os sorteios têm coisas engraçadas, este acasalou para esta eliminatória quatro conseguiu concretizar, e o O Mourisquense, uma A entrada no jogo de equipas da Primeira Liga. Desse acasalamento resultarão os jogos Benfica - Académica ferro da barra da baliza vez que não entrava pelo Palheto e Petróleo deram e Belenenses - Paços de Ferreira. Para os restantes encontros já não se verificaram evitou o golo do empate, já corredor frontal, tentou mais dinâmica ao encontro, acasalamentos desse tipo o que faz com que os jogos a realizar venham a ser favoráveis em período de descontos. entrar pelas laterais, mas mas a sorte não os bafejou, às equipas consideradas grandes. De acordo com o sorteio, o Sporting recebe o Louletano Os primeiros vinte aí Joca foi um autêntico uma vez que desperdiçaram e o Futebol Clube do Porto vai jogar ao campo do Desportivo de Chaves, que está integrado minutos foram jogados por carrasco, acorrendo mui- claras oportunidades para no Campeonato Nacional da Segunda Divisão — série A . ambas as equipas com muita determinação e tas vezes ao lado direito, em auxílio ao seu com- marcarem. Já em período de des- Quadro dos jogos Atlético (II) - Vitória de Guimarães (L) U. Leiria (L) - Nelas (II) empenho. Ambas procu- panheiro. contos, Petróleo mandou Rio Ave ( LH) - Rebordosa (III) Operário (II) - V. Setúbal (L) raram o golo, com jogadas Aos trinta e seis minutos uma bomba à baliza, mas a Feirense (LH) - Lusitânia (II) Anadia (II) - Freamunde (LH) bem delineadas, com e na marcação de um livre barra devolveu a bola ao Lagoa (II) - Santa Clara (LH) Moreirense (II) - Machico (II) princípio e meio, mas mal frontal à baliza, a bola não terreno de jogo. Camacha (II) - Sp. Braga (L) Serzedelo (III) - Naval (L) finalizadas umas e outras entrou porque o jogador Perder assim deixa Sporting (L), Louletano (II) * Sertanense (III) - Portimonense (LH) perante as quais os guarda- Beto, do Mourisquense, com marcas. Os jogadores do Real Massamá (II) - Desp. Aves (LH) Leixões (L) - Torreense (II) redes estiveram em evi- a mão, evitou que ela o Luso tudo fizeram para Belenenses (L) - Paços Ferreira (L) Abrantes (II) - Monsanto (III) dência, defendendo. ultrapassasse. vencer. A sorte, porém, não UD. Oliveirense (II) - Mondinense (III) Messinense (II) - Gil Vicente (LH) Cordeiro, na frente de Com tanta oportuni- os acompanhou. Desp. Chaves (II) - Porto (L) ** Nacional (L) - Cova da Piedade (III) Penafiel (LH) - Vizela (LH) Arcos Valdevez (II) - Tocha (III) ataque, e Coutinho, en- dade para ambos os lados, Os adeptos locais Carregado (II) - Olhanense (LH) E. Amadora (L) - Fátima )LH) quanto tiveram forças nunca terminou a primeira parte reclamaram uma grande Infesta (II) - Juventude de Évora (II) Benfica (L) - Académica (L) viraram a cara à luta e com um empate sem golos. penalidade, que não existiu. Beira-Mar (LH) - Torre de Moncorvo (III) Isentos: Boavista (L) e Marítimo (L). criaram trabalho aturado No segundo período o Boa arbitragem * Jogo a realizar a 8 de Dezembro, em hora a designar ** A 7 de Dezembro, em hora a designar. 4321098765432121098765432109876543210987654321 para os defensores visi- Mourisquense entrou deci- 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 tantes. dido a marcar, mas a defesa 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 LUSO No meio campo, Romeu do Luso não lhe dava baldas, 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 era um senhor a cortar pas- continuando a trabalhar 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 ses de bola e a encaminhá- com muito empenho. Aos 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 Pensão Astória la para os atacantes da sua cinquenta e dois minutos 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 equipa. Os avançados da chegou a vez de Coutinho, 4321098765432121098765432109876543210987654321 Mourisca tentavam remates que, depois de conseguir - PROJECTOS - 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 de longa distância, uma vez que não conseguiam entrar libertar-se do defesa que fazia a sua cobertura, se - qualidade - baixo preço Restaurante O Selas 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 com a bola controlada na isolou e rematou. A bola, 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 área do adversário. porém, saiu muito ao lado - só paga depois de aprovado 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 Aos vinte e seis minutos da baliza. Oliveira saiu do jogo lesi- Aos sessenta minutos foi telem: 919 808 243 4321098765432121098765432109876543210987654321 Contacte-nos pelo telefone 231 939 182 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 onado e o treinador Paulo a vez de Cordeiro se isolar. MEALHADA 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 2 Criminalidade Partido Social Democrata Entraram no hipermercado Breda Marques e levaram multibanco indisponível para guerra de candidatos G onçalo Breda Marques, vereador da Câmara Municipal da Mealhada e cabeça de lista do partido nas eleições de 2001 e de 2005 anunciou recentemente, que não quer ver o seu nome “a ser discutido como candidato a candidato”. “Entendo que, nos partidos políticos, não devem existir lugares cativos. Acho um erro. E foi isso o que quis dizer ao anunciar que de facto não sou candidato a candidato. Defendo que o partido se abra, para depois poder escolher os melhores, sem dramas N a madrugada do dia 23 de Novembro, um grupo de indivíduos assaltou um hipermercado na Mealhada, localizado na Avenida Dr. Manuel Louzada, tendo levado a máquina ATM, de Multibanco, onde no dia anterior tinha sido depositada uma grande nem crises existenciais”, afirmou Gonçalo Breda Marques ao Jornal da Mealhada. Breda Marques que foi líder da comissão quantia de dinheiro. A máquina foi recuperada duas horas depois, em Sangalhos. política concelhia do PSD da Mealhada outros, virtudes e, bem pelo contrário, Eram cinco da manhã quando foi dado o alerta à Guarda Nacional Republicana entre 2000 e 2006 afirmou: “O PSD não deve encontram-se sempre defeitos. Reconheço (GNR) da Mealhada de que este espaço comercial estaria a ser assaltado. Em menos de perder as suas energias desgastando-se que por vezes é desmotivante trabalhar cinco minutos, segundo nos informou a própria GNR, uma patrulha deslocou-se ao local com nomes propensos a surgirem nestes assim”, respondeu Gonçalo Breda Marques. onde os assaltantes já não estavam. Os agentes da GNR depararam-se, então, com a momentos e deve ter a coragem de ir muito Sobre o futuro do partido o antigo líder grade da entrada forçada, o vidro da porta partido e a falta da caixa Multibanco. mais longe, deixando que os nomes surjam assegura: “É minha convicção de que se o Após diligências entre os postos da GNR na região, uma patrulha de Sangalhos, cerca naturalmente do trabalho de equipa e do PSD se apresentar com um bom programa, das 7 horas da manhã, encontrou a dita caixa abandonada num pinhal de Sangalhos, conhecer de um projecto credível e onde as pessoas se revejam, pode ganhar as sem dinheiro. ganhador para o concelho da Mealhada. próximas eleições autárquicas. Um A Polícia Judiciária esteve presente no local, deixando a investigação a cargo da GNR Receio que um partido que tem candidatos programa sério, que possa ser cumprido, “uma vez que não houve armas, nem feridos durante o assalto. As informações escasseiam a candidatos em excesso possa vir a perder com uma equipa capaz, constituída por e como não temos imagens de câmaras de vigilância, o que nos poderia ajudar, os oportunidades e morrer na praia. Veja-se todos os que acreditam e queiram unir-se trabalhos ficam mais complicados”, afirmou o Capitão Paulo Serra, do destacamento da já o exemplo no PS”. para esta mudança. Desde as freguesias, à GNR de Anadia. Depois de mais de seis anos a dar a Câmara e Assembleia Municipal todos são cara pelo partido será cansaço o que leva essenciais para ajudar a mudar o rumo do o vereador a afastar-se? “Com toda a nosso concelho”. Presumível suspeito frontalidade posso assegurar que estou, de facto, cansado de algumas pessoas — Sobre o seu trabalho e o seu futuro Breda Marques, actualmente a exercer funções de assalto preso até julgamento felizmente poucas — que passam a vida a dizer mal do próprio partido e a querer viver comissão política distrital de Aveiro, garante: “Em relação ao PSD sinto uma satisfação a intriga interna. A verdade é que quando enorme. É o meu partido e nunca serei O Tribunal Judicial da Mealhada emitiu um mandato de detenção a um indivíduo de vinte anos residente na Pampilhosa, presumível suspeito dos assaltos ocorridos na madrugada do dia 9 de Novembro, em Luso e Vacariça. se está a pensar só no próprio umbigo nunca se consegue ver, no trabalho dos candidato a nada sem que o seja pelo meu partido”. Após ter sido presente em tribunal e de ser ouvido pelo Juiz, foi conduzido pela GNR da Mealhada ao Estabelecimento Prisional de Coimbra, onde aguardará julgamento. RSG JSD quot;conversa ao caféquot; sobre urbanismo *Produtos alimentares *Frutaria A comissão política concelhia da Mealhada da Juventude Social Democrata (JSD), *Charcutaria diversa *Lacticínios, etc. organizou, no passado domingo, 25 de Novembro, num café da Mealhada, mais uma sessão do ciclo “Conversas no Café”. Este é um ciclo de colóquios à mesa dos cafés do concelho da Mealhada para formação dos quadros dirigentes desta estrtura política. Nesta sessão o tema escolhido foi o Urbanismo. Os oradores convidados foram Nelson Mota e Rui Seco conceituados arquitectos da Universidade de Coimbra e da ARCA-EUAC. Foi debatida a interacção entre arquitectura e urbanismo, os processos de transformação do não-urbano em urbano, os Planos Directores Municipais e suas revisões, práticas de crescimento indisciplinado das cidades e municípios, as problemáticas do RUA DR. JOSÉ CERVEIRA LEBRE, 18 - MEALHADA arrendamento e da desertificação de centros históricos, entre outras questões. Telef. fax: 231 202 205 A JSD tem agendado para o próximo mês mais uma formação deste ciclo, cujo tema será “Comércio e Indústria”. ENTREGAS GRÁTIS AO DOMICÍLIO ARRENDA-SE ESCRITÓRIO ARRENDA-SE - PAMPILHOSA (Na Rua do Limarinho, n.º 24) Horário: das 8h 30m às 13h e das NO EDIFÍCIO SANT’ANA T3 - r/c – dt.º espaçoso com 14h 30m às 19h 30m aos SÁBADOS Av. Quinta da Nora - Mealhada direito à garagem 300 euros / mês das 8h 30m às 13h 30m e das 15h às 19 h Contacto: 968 328 407 Contacto: 918 382 048
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 20 Atletismo Ténis Desporto Escolar Atletas da Escola de Ténis Mega quilómetro na participam em torneios Escola Secundária da Mealhada C erca de noventa alunos No escalão de Infantis, Ricardo Pimenta e Diogo de todos os anos de atletas dos anos de 1995/ Fernandes alcançou o escolaridade, desde o 96, o primeiro classificado, segundo lugar. Em feminino 7.ºano ao 12.ºano, e apu- masculino, foi João Oliveira ficou Andreia Martins. rados nas turmas na Escola e o segundo foi José Os Juniores, nascidos Secundária da Mealhada, Lousado. Em feminino o em 1989/90, Daniel Pedro e participaram no Mega primeiro lugar foi para Ana Tiago Neves ficaram em quilómetro, nos Viveiros Rita Jesus e o segundo lugar primeiro e segundo lugar Florestais da Mealhada, no para Patrícia Pinto. respectivamente, bem dia 20 de Novembro, no No escalão Iniciados, como Valéria Melo e Diana âmbito do Desporto Escolar. nascidos em 1993/94, em Breda. Os alunos tiveram de correr primeiro lugar ficou Tiago Em data a marcar, num mil metros. Pereira e em segundo lugar sarau da escola vão ser No Torneio de Águeda, no início de Novembro, César Castela sagrou-se vencedor do torneio “Jovens Mestres 4” O Torneio de Abertura da Escola de Ténis contou com a participação de vinte alunos da Escola do Luso Ténis Clube e realizou-se na segunda quinzena de Outubro. Os alunos mais velhos, catorze, jogaram uma prova com um quadro principal de dezasseis entradas, no sistema de eliminatórias. Os jogadores que foram eliminados na primeira ronda tiveram a oportunidade de disputar um segundo quadro, de recurso, designado de quadro B, composto por oito entradas. Todos os encontros (conjunto de partidas disputadas) deste grupo foram realizados à melhor de uma partida. No quadro principal, Afonso Cabral sagrou-se vencedor ao derrotar, na final, o seu companheiro Tiago Aguiar, com o parcial de 6-2. Afonso Cabral e Tiago Aguiar tiveram de eliminar três adversários para alcançarem a final do torneio. Os alunos mais novos, seis jogadores, foram distribuídos por dois grupos. Estes jogaram uma prova num sistema misto em que a primeira fase foi disputada em regime de campeonato, do tipo todos contra todos, a duas voltas. Na segunda fase, os encontros foram constituídos por um tie-break (sistema de pontuação em que os adversários alternam de serviço de ponto para ponto). Os primeiros classificados de cada grupo defrontaram, de seguida, os segundos classificados do outro grupo, numa única eliminatória, donde saíram os dois finalistas. Na final, João Grada sagrou-se vencedor ao derrotar o seu companheiro Eros Ferreira. César Castela, aluno da Escola de Ténis do Luso Ténis Clube, foi finalista na modalidade de singulares do Torneio “Encerramento Juvenil”, direccionado para os escalões de sub- Participaram cerca de noventa alunos de todos os anos de escolaridade 12 e sub-14, numa organização do Ténis Clube da Figueira da Foz e que decorreu entre 26 e 28 de Outubro, nas instalações do clube desta cidade. No Torneio de Águeda, no início de Novembro, César Castela sagrou-se vencedor do Os alunos estiveram Alfredo Sousa. Em feminino entregues prémios aos torneio “Jovens Mestres 4”, uma organização do Clube de Ténis de Águeda, no escalão de divididos por idades e por os primeiro e segundo participantes deste Mega sub-12, vencendo na final o atleta do Colégio Nossa Senhora da Assunção, João Anjos género nesta prova, os dois lugares, respectivamente, quilómetro. com os parciais 6-0 e 6-2. Para alcançar a final e vencer este torneio, o jovem atleta da melhores vão participar na foram Marta Neves e Andreia Hoje, quarta-feira dia 28 Mealhada teve de eliminar quatro adversários, num quadro de dezasseis entradas. MSL prova distrital e depois, se Batista. No escalão de de Novembro vai decorrer ficarem classificados Juvenis, nascidos nos anos um Corta Mato também nos Sim! Nós existimos. participarão numa prova a de 1991/92, em masculino, Viveiros Florestais da nível nacional. no primeiro lugar ficou Mealhada. RSG Pesca desportiva Somos, Jornada de pesca para assinalar ANFERLUX - Electrodomésticos, Ld.ª Temos os melhores preços nas marcas que encerramento de época distribuímos: ARISTON, INDESIT, Whirlpool, IGNIS, VULCANO, GRUNDIG, House Line, ROWENTA, KRUPS, P ara assinalar o encerramento da época de pesca desportiva de 2007, a Associação Desportiva e Cultural dos Pescadores da Pampilhosa (ADCPP) vai realizar, no dia 1 TEFAL, entre outras. de Dezembro, no Lago do Luso, uma jornada de pesca. Durante a manhã os associados Com garantia de 2 anos e familiares participarão no torneio. No final, por volta das 13 horas, será servido, no local, um almoço de churrascada mista. Na sede da ADCPP, depois das 20 horas, é servido um jantar a todos os associados que Vendas ao público C/pequenos toques se inscreverem, sendo depois distribuídos os prémios relativos à pescaria do dia e os VISITE-NOS galardões aos pescadores federados que mais se destacaram em 2007. Reinaldo Costa Em Grada - Anadia - telefone 231 209 800
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 21 Hóquei em patins Crónica das jornadas de 23, 24 e 25 de Novembro Infantis Juvenis Nacional Feminino — 1.ª Divisão A equipa de Infantis do Hóquei Clube A equipa de Juvenis do HCM da Mealhada, no passado domingo, deslocou-se a Oliveira do Hospital para HC Mealhada, 6 — HC Marco, 0 recebeu o CD Cucujães a quem ganhou por a segunda partida do Campeonato 9-3. Nacional. Seis quot;Marcosquot; na vitória do HCM! Iniciados Os mealhadenses ganharam por 3-2 António Pinho Os atletas Iniciados do Hóquei Clube aos atletas do FC Oliveira do Hospital. N Seniores femininos o passado domingo, 25 de Novembro, realizou-se mais uma partida do Campeonato da Mealhada jogaram, no passado Nacional Feminino de Hóquei em Patins da 1.º Divisão, entre a equipa sénior domingo, com a equipa da AD Sanjoanense, As atletas seniores femininas do HCM feminina do Hóquei Clube da Mealhada (HCM) e a do Hóquei Clube de Marco de que lidera a tabela classificativa do receberam, no domingo, a equipa do HC Canaveses. O jogo representava, à partida, para as mealhadenses, um baixo grau de Campeonato Regional. Os mealhadenses Marco, a quem ganharam por 6-0. dificuldade. perderam, em casa, por 4-0. Seniores masculinos A equipa mealhadense entrou, praticamente, a ganhar visto que, logo aos 2 minutos, Iniciadas Na noite de sexta-feira, 23 de Novembro, a sempre predadora e matadora Neuza Pebre desferiu um remate de meia distância, à boca A equipa de atletas Iniciadas do HCM o CD Pampilhosa recebeu a equipa do CD da baliza, não dando hipóteses à guarda-redes adversária. A equipa do HCM estava muito ganhou, no domingo, os dois jogos que Cucujães. O jogo terminou com a vitória calma e, principalmente, segura do que estava a fazer. Aos 8 minutos de jogo, e depois de disputou ambos a contarem para o da equipa visitante por 4-1 a equipa adversária ter desperdiçado uma grande penalidade, Neuza Pebre lembrou-se Campeonato sub-18. Defrontaram a equipa Na tarde de sábado, 24 de Novembro, de fazer das uma das suas maravilhosas maldades e fez o 2-0, para a equipa do HCM, do CH Carvalhos, a quem ganharam por 2- no Pavilhão Municipal da Mealhada, a passando a bola por cima da guarda-redes adversária, ao desviar com a ponta do stick, 1. Depois de no fim-de-semana anterior ter equipa do HCM manteve intacta a sua e a fazer mais um remate de meia distância. Nesta altura, e até ao intervalo, só daria HCM. perdido por 0-4, equipa do HCM venceu a invencibilidade ao vencer por 8-2 a equipa E o HC Marco? Nem sombra da equipa. AD Sanjoanense por 3-1 da AF Arazede. A segunda parte resume-se a um festival de golos e de algumas oportunidades falhadas pela formação mealhadense. Logo aos 3 minutos Dina Tavares, numa jogada de insistência, Próximos encontros tanto insistiu, tanto insistiu que conseguiu fazer o 3-0, através de um remate rasteiro, e Sábado, 1 de Dezembro muito bem colocado. Enquanto a equipa mealhadense jogava, a equipa adversária 10 horas — Infantis — Camp. Regional: HA Cambra — HC Mealhada limitava-se a ver, impávida e impotente para contrariar o poderio adversário. A 3 minutos 11 horas — Iniciados — Camp. Regional: CA Feira — HC Mealhada do fim, eis que Helga, do HCM, faz uma grande jogada: finta duas adversárias, remata, bem 11 horas — Iniciadas — Taça de Aveiro: HC Mealhada — HC Viseu colocada, e faz o 4-0 para a formação da casa. 17 horas — Sen. Fem. — Camp. Nacional 1.ª Div.: CSP Alfena — HC Mealhada Nos 2 minutos seguintes Cátia Marques, através de uma grande penalidade muito bem 19 horas — Sen. Masc. — Camp. Nacional 3.ª Div.: AF Arazede — CD Pampilhosa convertida, fazia o 5-0, e Neuza Pebre, mais uma vez, a passe de Ana Júlia, fazia o 6-0. Um 21 horas — Sen. Masc. — Camp. Nacional 3.ª Div.: Pess. Vouga — HC Mealhada resultado com cheirinho a goleada. Domingo, 25 de Novembro O jogo acabaria com uma pura e clara vitória do HC Mealhada, por números bastante 10 horas — Escolares — Encontros/convívios: HC Mealhada — ACRP Vouga gordos, o que foi altamente moralizador após a pesada derrota sofrida na semana 11 horas — Iniciadas — Taça de Aveiro: HA Cambra — HC Mealhada passada no terreno da Fundação Nortecoope. 16 horas — Infantis — Camp. Regional : HC Mealhada — HC Paivense A formação mealhadense está de parabéns pela exibição realizada. 19h 30m — Iniciados — Camp. Regional: HC Mealhada — HA Cambra Rua Adriano Lucas 3020- 265 Coimbra Angariação de sócios do Clube Desportivo da Pampilhosa Tel: 239 499 922 Fax: 239 499 981 site: www.fig.pt O Clube Desportivo da Pampilhosa (CDP) lançou uma comunicado: “A equipa sénior terá como principal objectivo campanha de angariação de sócios “para assim alargar fazer o melhor resultado possível. Principalmente, as alternativas desportivas do clube”. tentaremos servir de exemplo e motor de envolvimento na O CDP foi fundado em 2002 com o objectivo de promover modalidade às crianças e aos jovens da nossa terra que a prática de outras modalidade desportivas, alternativas ao optem pela aprendizagem e prática da patinagem e que não futebol, para crianças e jovens da Pampilhosa, tal como tenham outras opções, ou queiram experimentar uma acontece e outras freguesias do município da Mealhada. O mais. Queremos manter as melhores e mais francas e leais objecto social do clube apontava, inicialmente, para a prática relações institucionais e de cooperação com todas as da patinagem e das suas disciplinas, principalmente o hóquei associações da Pampilhosa e do município, designadamente em patins, mas, mais tarde, os dirigentes decidiram com as que desenvolvem actividade no desporto acrescentar a prática do Futsal. especialmente com o Futebol Clube da Pampilhosa e o Foi com o hóquei em patins que a actividade do clube se Hóquei Clube da Mealhada”. iniciou. “É o desporto para o qual temos as condições “Pedimos aos pampilhosenses, em especial, que mínimas”, afirmam os dirigentes do CDP. Formaram uma colaborem com este projecto, lançado pelo CDP, e que equipa sénior, que tem participado no Campeonato Nacional apoiem, assim, o alargamento das alternativas desportivas. da 3.ª Divisão Zona B — integrada ainda pelas equipas da Convidamos também todos a assistirem aos jogos no Pavilhão Académica de Coimbra, da Arazede, do Cucujães, do Municipal da Pampilhosa. O hóquei em patins ao vivo é Pessegueiro do Vouga, do Oliveira do Hospital, do Leiria e espectacular”, acrescentou o presidente da direcção do Marrazes, da Escola Livre de Azeméis, do Gualdim Pais de clube, em comunicado. Tomar, e, ainda, do vizinho Hóquei Clube da Mealhada. As escolas de patinagem funcionam, também, nas Segundo afirmou o presidente da direcção do clube, em instalações do Pavilhão Municipal da Pampilhosa. RSG
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 22 Necrologia Silvã Luso Pampilhosa JOSÉ ANTUNES BARBOSA JOAQUIM SIMÕES DA SILVA TERESA CONCEIÇÃO DOMINGUES Faleceu no dia 22 de Faleceu no dia 20 de Faleceu no dia 14 de Novembro, nos Hospitais da Novembro, JOAQUIM SIMÕ- Novembro, nos Hospitais da Universidade de Coimbra, ES DA SILVA, de setenta e seis Universidade de Coimbra, JOSÉ ANTUNES BARBOSA, anos de idade. Era natural TERESA CONCEIÇÃO com 68 anos de idade. Era de Luso, onde residia, e em DOMINGUES. natural de Contenças do cujo cemitério foi a sepultar. O seu marido, filhos, Lorvão. Residia na Silvã e foi Sua esposa, Cacilda netos e restante família a sepultar no cemitério de Madeira Rodrigues, seu agradecem a todas as Sazes, em Penacova. filho, Aníbal Joaquim pessoas que acompanharam Sua filha, Maria de Fátima Cruz Antunes, seu genro, Madeira da Silva, nora, netos e restante família a extinta à última morada, ou que, de qualquer outro Rogério Ferreira Martins, seus netos e restante família agradecem a todas as pessoas que acompanharam o modo, manifestaram o seu pesar, bem como aos que vêm por este meio agradecer a todos que se uniram a eles extinto à última morada, ou que, de qualquer outro assistiram à missa de sétimo dia. O nosso bem haja. neste momento difícil pela perda do seu ente querido, modo, manifestaram o seu pesar. aos funcionários da Santa Casa da Misericórdia da Participam que a missa de sétimo dia se realiza na Mealhada, e todos quantos assistiram à missa de sétimo quinta-feira, 29 de Novembro, às 19 horas, na igreja dia. do Luso, agradecendo a todos que assistam a esta Santa Eucaristia. Lendiosa AGÊNCIA FUNERÁRIA DA CARREIRA, UNIPESSOAL, LDA de António Marques Lopes IDALINADUARTE RIBEIRO (Sediada no concelho da Mealhada) Telef. (s) 231 930 689 - 231 930 857 Telem (s) 937 579 125/6 fax: 231 930 673 Faleceu no dia 23 de e-mail: funeraria.carreira@sapo.pt Novembro, nos Hospitais da Universidade de Coimbra, CARREIRA 3050-501 VACARIÇA IDALINA DUARTE RIBEIRO, com 77 anos de idade. Era CARTÓRIO NOTARIAL DA MEALHADA natural de Lendiosa, onde NOTÁRIO: Narciso Garcia Simões Arromba residia. Foi a sepultar no cemitério de Casal Comba. JUSTIFICAÇÃO Seu marido, Manuel Alves Indústria de mármores Certifico para efeitos de publicação, que por escritura lavrada Lindo, suas filhas, Dulce no dia 20 de Novembro de 2007, iniciada a fls. 3 do livro de notas Duarte Lindo e Maria Alice Duarte Lindo, seus genros, para escrituras diversas número 30-E, deste Cartório, a cargo do netos e restante família agradecem a todas as pessoas Notário licenciado, Narciso Garcia Simões Arromba, FRANCLIM ALVES LOPES e mulher, IDALINA DOS SANTOS SIMÕES, naturais da que acompanharam a extinta à última morada, ou que, freguesia de Barcouço, concelho da Mealhada, onde residem de qualquer outro modo, lhes manifestaram o seu pesar. habitualmente no lugar de Grada, casados sob o regime da Participam que mandam celebrar a missa do sétimo comunhão geral, justificaram, por não possuírem título a dia na sexta-feira, 30 de Novembro, às 20 horas, na aquisição por usucapião, de uma sétima parte indivisa de um prédio rústico, constituído por vinha com três oliveiras, sito no Capela de Lendiosa. Carreirinho, freguesia de Barcouço, concelho da Mealhada, com a área de vinte e quatro mil e trezentos metros quadrados, a confrontar do norte com João Nogueira, do sul com Laurindo Antes Simões, do nascente com caminho, do poente com José Monteiro Cunha, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Mealhada e inscrito na respectiva matriz sob o artigo número PAGAMENTO DO PAGAMENT GAMENTO ARMINDA CERVEIRA MARTINS 6187, estando a referida sétima parte inscrita em nome do justificante. JORNAL DA MEALHADA Que, o mencionado bem imóvel foi por eles adquirido por Faleceu no dia 24 de Novembro, nos Hospitais da doação dos pais do justificante, Laurindo Lopes Serrano e mulher, Supermercado Cerveira Maria Alves Madeira, residentes habitualmente no dito lugar de Universidade de Coimbra, Grada, no ano de mil novecentos e sessenta e nove, sem que no Rua Cerveira Lebre,18. ARMINDA CERVEIRA MAR- entanto ficassem a dispor de título formal que lhes permita o respectivo registo na Conservatória do Registo Predial. Tel e fax: 231 202 205 MEALHADA TINS, com 90 anos de idade. ESTÁ CONFORME. Era natural de Antes, onde Mealhada, vinte de Novembro de dois mil e sete. residia e em cujo cemitério A colaboradora autorizada, 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 foi a sepultar. Maria Manuela da Conceição Lucas. 4321098765432121098765432109876543210987654321 Seus filhos, Laura Martins JM n.º 668 de 28 de Novembro de 2007 ARRENDA-SE APARTAMENTO 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 Moreira Lima e Manuel COMO NOVO R/C, GARAGEM E 4321098765432121098765432109876543210987654321 Martins Moreira Lima, seu Papelaria Livraria JARDIM 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 PARQUE NA ANTES 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 genro, sua nora, netos e restante família agradecem a 4321098765432121098765432109876543210987654321 JARDIM MUNICIPAL DA MEALHADA 4321098765432121098765432109876543210987654321 todas as pessoas que acompanharam a extinta à sua 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 última morada, ou que, de qualquer outro modo, lhes Papelaria CHAFARIZ Contactar: 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 manifestaram o seu pesar. vendem o Jornal da Mealhada Fernando Graça 231 289 294 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 Participam que a missa de sétimo dia, por sua 4321098765432121098765432109876543210987654321 intenção, se realiza na quinta-feira, 29 de Novembro, às ou 965 570 300 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 4321098765432121098765432109876543210987654321 19h 30m, na Capela de Antes. MOBILADORA PALHOSA, Ld.ª Móveis em todos os estilos AGÊNCIA FUNERÁRIA ANTÓNIO Oficina de reparações ARRENDA-SE ESCRITÓRIO Alexandre Simões SIMÕES BOIÇA & FILHOS, Ld.ª 966 106 388 NO EDIFÍCIO SANT’ANA Telef. 231 204 517 Telems: 966 072 830 ou 969 125 Fernando Ferreira 452 MURTEDE - CANTANHEDE 966 871 400 Av. Quinta da Nora - Mealhada Serviço permanente para todo o país e Rua Dr. José Cerveira Lebre Contacto: 968 328 407 estrangeiro 3050 - 349 MEALHADA
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 23 Actualidade Cultural Cineteatro municipal Messias Teatro Biblioteca municipal Cinema Dia 1 de Dezembro, sábado, às 21h 30m Minutos de leitura Nos dias 29, 30 de Nov. e 2 e 3 de Dez. “Felizmente não é Natal!” “Agora à sexta-feira à tarde, queremos que leias para Um Azar do Caraças “Felizmente não é Natal” é uma comédia do catalão nós e para os teus amigos!”, convidam os responsáveis da Biblioteca Municipal da Mealhada. O objectivo é incentivar M/16 Carles Alberola, que conta a história de duas viúvas com o prazer de ler em voz alta para despertar também o prazer personalidades diferentes, que vivem há anos de ouvir. “Descobriremos histórias que já lemos que nos Dizem que os opos- abandonadas num lar de idosos. Lourdes Norberto é vão parecer agora muito mais fantásticas, depois de serem tos se atraem e numa Fernanda, a viúva irónica e mordaz, que bebe e fuma sem contadas em voz alta!”, declaram. noite, com muita lou- regras, que ignora os conselhos do médico e saboreia cada cura e alguns copos a instante da vida. Já Maria Manuela é Leonor, ansiosa e mais, a bela Allison e o fantasista, aquela que constrói o seu próprio mundo, Mealhada desleixado Ben sentiram inventando sucessivas visitas do filho, que há muito tempo na pele a teoria. Dois meses e muitos testes de não vê. “Dom Escuro”, gravidez depois, Allison percebe que essa noite de Carlos Edgar, no Centro irreflectida teve conse- de Saúde da Mealhada quências sérias e que talvez seja obrigada a dar uma oportunidade a Ben. Eles O autor Carlos Edgar apresentará, no sábado, 1 de são tudo menos almas gémeas mas agora tem nove meses Dezembro, pelas 16 horas, o seu livro “Dom Escuro”, no para descobrirem como sobreviver a um “azar do caraças”... Centro de Saúde da Mealhada. Sessões às segundas-feiras, quintas-feiras, sextas-feiras e sábados às 21h 30m. Aos domingos há sessões às 16h e as 21h 30m. Contacto para reservas – 231 209 870. O dia-a-dia destas duas mulheres apenas é pontuado pelas visitas ocasionais da enfermeira Salomé (Paula Lobo Antunes) e pelas visitas imaginárias do filho de Leonor, Alberto (Álvaro Faria). Porém, tudo irá mudar quando Alberto resolve aparecer, sete anos depois de uma dolorosa ausência. Um espectáculo que retrata, de uma forma bem- humorada, inteligente e mordaz, a velhice nos dias de hoje. O espectáculo é dirigido e encenado por Celso Cleto. As reservas para a peça “Felizmente não é Natal!” podem ser efectuadas através do telefone 231 209 870. Os FERRAZ & FERRAZ - MEALHADA ingressos podem ser ainda adquiridos, e levantados, na Contacto: 231 202 622 bilheteira do cineteatro, das 20h às 22h, de segunda a quinta-feira, ou das 15h às 18h de domingo. PA AT P O D E PA G A R A A S S I N A T U R A DO JORNAL DA MEALHADA PUBLICIDADE Execução *Serigrafia * Brindes publicitários e manutenção de jardins Empresa da região centro / Jardins Gradeço norte Procura agentes / revendedores Na zona de Cantanhede, Mealhada e Águeda Contacto: 968 518 205 VENDA DO JM PAPELARIA MARBEL - PAMPILHOSA
    • Sede e redacção Rua das Escolas Novas, n.º 36, Apartado 30 - 3050-901 Mealhada Telef. e fax: 231 203 167 jornaldamealhada@mail.telepac.pt www.jornaldamealhada.com Malaposta - Anadia Anadia Poutena Sá - Sangalhos Anadia Escritório em bom estado, Café para trespasse, em excelente Terreno com bons acessos, Terreno para construção, M3 em excelente estado, como para arrendar. localização, totalmente mobilado e com casa para eventual nova, com áreas amplas e equipado, em activi-dade! Com arru- bons acessos. acabamentos modernos. Roupeiros. Com arrecadação e wc. reconstrução. mos na cave. Wc próprio. Com Lareira. Aquecimento central. Junto à Estrada Nacional 1. 53.000,00 euros 85.000,00 euros esplanada. 80.000,00 euros Garagem dupla. Terraço, jardim e Ref.ª 494 Ref.ª 430 Ref.ª 498 Ref.ª 499 churrasqueira. Ref.ª 497 Barcouço Casal Comba Pampilhosa Curia Pampilhosa Terreno com pinhal, M3 geminada, com jardim e murada T2 e T3 em construção. Suite com Café para trespasse, boa Espaço, situado em pequeno a toda à volta. Com três wc’s e duas varanda. Roupeiros. Cozinha com localização, em local turístico! com 3500 m2 de área, parte centro comercial, para arrendar! salas de estar, possui ainda cozinha boa área, semi equipada, terraço em zona urbana. Totalmente equipado, pronto a Com wc. Bom preço! equipada, com caldeira. Lareira. espaçoso comum à sala ecozinha. 87.500,00 euros Terraço. 190.000,00 euros funcionar… 47.500,00 euros Ref.ª 187 Desde 106.000,00 euros Ref.ª 82 a 85 Ref.ª 464 Ref.ª 36 Ref.ª 13 construção civil rua de aveiro, 3050-420 pampilhosa, mealhada arte funerária telefone 231 202 735 fax 231 204 654 fogões de sala email geral@costa-irmao.pt recuperadores de calor site www.costa-irmao.pt decoração Visite-nos em WWW. WWW. .COM .CO Carvalho, Paulo de Carvalho, Lda Luso Fundada em 1922... A nossa história impulsiona-nos para o futuro! Armazéns Triunfo Rua Afonso Rua do Lagar, Móveis, Cozinhas (por medida), Praça do Choupal, n.º 7 3050 - 330 Henriques, n.º lote 6 loja B Electrodomésticos, Louças, Têxteis, 45 3060-137 SANTA CLARA MEALHADA CANTANHEDE 3040-002 Decoração... Listas de casamento COIMBRA Telefone e fax: 231 939 121 e-mail: moveis-triunfo@clix.pt
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 3 Luso Um milhão de euros para remodelar Avenida Navarro A Câmara Municipal da Mealhada aprovou na quinta-feira, 22 de Novembro, por unanimidade, a adjudicação da empreitada de remodelação da Avenida Navarro, na vila do Luso, por cerca de 946 mil euros, acrescidos de IVA. Segundo afirmou a Câmara da Mealhada, em comunicado à imprensa: quot;O objectivo desta requalificação prende-se, essencialmente, com a necessidade de dar uma nova imagem a esta zona central do Luso e aos seus espaços envolventes, uma vez que é o principal ponto de encontro de visitantes e turistas que ali se deslocam atraídos, sobretudo, pela Fonte de São João e pelas Termas de Lusoquot;. A Câmara acrescenta que algumas das empreitadas de requalificação dos espaços envolventes, como por exemplo a obra de recuperação das calçadas, já realizada nos últimos meses, faz parte do projecto de requalificação da zona central do Luso. quot;Trata-se de uma empreitada de valorização paisagística da zona central do Luso que prevê a requalificação da zona dos quiosques, dos espaços verdes, a reorganização dos circuitos viários e pedonais, incluindo o alargamento de passeios e repavimentação geral, e novas infra-estruturas de águas, saneamento, pluviais e eléctricasquot;, conclui o comunicado da Câmara. MSL Associações culturais, recreativas e juvenis do concelho da Mealhada Câmara atribui (mais e maiores) subsídios Grupo Coral Magister – Mealhada...................................1 798,83 euros A Câmara Municipal da Mealhada divulgou os “apoios financeiros às associações culturais, recreativas e juvenis do concelho”, depois de Núcleo Filatélico e Numismático da Mealhada.................493,11 euros “apreciadas as candidaturas apresentadas pelas diversas associações”. A Rancho Folclórico S. João Casal Comba...........................3 825,27 euros Câmara apreciou as candidaturas apresentadas por vinte nove associações Centro Cultural e Recreativo Lameirense...........................249,75 euros culturais e recreativas do concelho e cinco associações juvenis e decidiu propor a Salão Cultural, Rec. Desp. de Cavaleiros............................231,03 euros atribuição de uma verba total de 38.480,86 euros — mais quatro mil e quinhentos O Planalto - Ass. Desenvolvimento Rural – Barcouço........305,91 euros euros que em 2006. A proposta foi aprovada, por unanimidade, na reunião de Oficina de Teatro do Cértima da Mealhada.......................699,03 euros Câmara de quinta-feira, 22 de Novembro. Grupo Coral Columba.........................................................586,71 euros A inovação deste ano foi a criação de uma rubrica própria, de cerca de cinco Centro Recreativo de Barrô...............................................231,03 euros mil euros, para as associações juvenis — agrupamentos de escuteiros de Casal Oficina de Ideias – Pampilhosa.........................................348,03 euros Comba, Barcouço, Mealhada e Pampilhosa e Associação de Jovens Cristãos de Rancho Infantil e Juvenil Ventosa do Bairro...................1 438,47 euros Luso — que no ano passado estavam integradas nas associações culturais e Ass. Filarmónica Lyra Barcoucense.................................5 753,43 euros recreativas. Depois de conversar com estas associações no Conselho Consultivo da Juventude a Câmara decidiu adoptar um regulamento específico de apoio a Sociedade Mangueirense Ass. Cultural..............................245,07 euros estas associações, elaborado com base no seu contributo. Grupo Folclórico e Etnográfico da Vimieira....................1 152,99 euros A Câmara Municipal distribuiu assim, pelas vinte nove associações culturais e Centro Social e Cultural da Ferraria...................................249,75 euros recreativas, equitativamente, vinte por cento da rubrica de trinta e três mil e Centro Cultura e Recreio Quinta do Valongo......................231,03 euros quinhentos euros. Todas as associações que se candidataram receberam, à Casa do Povo da Freguesia da Vacariça.............................231,03 euros partida, 231 euros. Os restantes oitenta por cento da verba total foram Grupo Folclórico “As Tricanas” – Luso.............................1 709,91 euros distribuídos consoante a pontuação que as associações alcançaram com base na Rancho Folclórico e Grupo Etn. Pampilhosa....................3 750,39 euros sua actividade. Filarmónica Pampilhosense...........................................5 519,43 euros Relativamente ao ano passado todas as associações juvenis receberam Grupo Regional da Pampilhosa do Botão.......................1 831,59 euros significativamente mais do que em 2006. Os escuteiros tiveram um aumento de Ass. Apicultores do Litoral Centro – Luso............................357,39 euros setenta e três por cento. Já a Associação de Jovens Cristãos de Luso recebeu mais Ass. Defesa do Património Cultural da Vimieira................684,99 euros 331 por cento do que no ano anterior. Grupo Cénico de Santa Cristina..........................................231,03 euros No que diz respeito às associações culturais e recreativas candidataram-se Ass. Recreativa e Desp. e Cultural da Lameira S. Pedro....263,79 euros cinco associações que, no ano passado, não se haviam candidatado e duas não Centro Recreativo Cultural e Desportivo do Travasso........231,03 euros apresentaram candidatura em 2007. Catorze associações receberam mais do Centro Cultural, Desportivo e Recreativo da Pedrulha.......231,03 euros que no ano passado — destaque para o Grupo Coral Magister e para o Rancho de Centro Cultural e Recreativo de Adões..............................231,03 euros São João de Casal Comba, que tiveram um aumento significativo. Dez associações Ass. de Aposentados da Bairrada......................................371,43 euros receberam menos que em 2006. O Grupo Folclórico e Etnográfico da Vimieira Agrupamento de Escuteiros de Barcouço..........................950,12 euros apresentou candidatura autonomamente da Associação de Defesa do Património Agrupamento de Escuteiros de Mealhada........................950,12 euros da Vimieira, mas, no somatório, estas duas associações recebem menos do que Agrupamento de Escuteiros de Casal Comba....................900,77 euros recebeu o Rancho no ano anterior. Diminuições significativas foram também Agrupamento de Escuteiros de Pampilhosa......................900,77 euros observadas no apoio ao Grupo Regional da Pampilhosa do Botão e à Associação de Apicultores do Litoral Centro. Associação de Jovens Cristãos do Luso.......................... 1 295,57 euros
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 4 Lealdade, solidariedade Sonhos e honestidade! versus realidade Carlos Marques André Manuel Vaz N O a última sexta-feira o PSD Mealhada reuniu em plenário, fazendo a avaliação do mundo é global e está em mudança. O papel do indivíduo, do cidadão e do homem, trimestre anterior mas, também, perspectivando o futuro da sua acção política altera-se face às novas exigências deste planeta tecnológico. Somos, assim, imbuídos concelhia. num “enredo virtual” que, por um lado, nos aproxima tanto, ainda que de forma Poderia perder-me, aqui, em análises políticas circunstanciais e momentâneas mas não artificial e fictícia, e, por outro, nos separa abruptamente promovendo a segregação das relações sociais e comprometendo seriamente o processo e o produto da socialização. é essa a minha intenção. Não tenhamos ilusões. As opções que fazemos acarretam consigo, mais ou menos Quero, acima de tudo, exaltar o momento porque o entendo como fundamental na explicitamente, custos de oportunidade. A marcha para a “revolução tecnológica” é acompanhada estratégia interna, encetada nos últimos tempos, para ganhar o concelho em 2009. pelo “saneamento” do individualismo, do egocentrismo e do conformismo. A ideia de que o A militância do partido deu um sinal claro de responsabilidade e maturidade. homem transforma a realidade e é, ele mesmo, transformado por ela num contínuo processo de Pese embora tenha sentido um feedback bastante positivo, senti também que o partido desequilíbrio e equilíbrio tende a esvaziar-se. Tenho para mim, como verdade, o seguinte: as está bem vivo, que se assume na diferença e que tem uma vontade enorme de vencer o “novas massas” não procuram operar, agir, actuar, transformar ou sequer perceber a realidade. futuro. Procuram sim, ser transformadas, ser iludidas, ser “colonizadas”, numa tentativa de evasão fútil Com enorme elevação, solidariedade e verdadeiro espírito democrático, todos à qual a tecnologia tem sabido, da pior maneira, infelizmente, dar resposta. São produtos, mais manifestaram as suas posições. Uns partilharam a estratégia seguida afirmando-a como ou menos bem conseguidos, duma cultura e política que concorre para a uniformidade, onde a “produção em série” toma o lugar da “exclusividade”. Massas, essas, marcadas pelo a mais correcta, outros, não deixando de se rever nela, “estimularam” os dirigentes do “comportamento-protótipo” que desprezam, na sua generalidade, a singularidade e a diferença. partido a fazer mais e melhor, identificando momentos e propondo novos caminhos a Impera a máxima «ser diferente é indecente». seguir. A sede de fazer mais, de fazer melhor e de fazer diferente perdeu-se. Abandonamos o Mas todos, sem excepção, tiveram como objectivo final ajudar a construir um PSD “sonho” e os nossos sonhos. É o sonho que nos permite ver mais longe e compreender as Mealhada melhor. exigências do futuro. É o sonho que confere significado e sentido à nossa existência, aos nossos É essencial, de facto, devolver o partido aos militantes; dar voz a todos e a cada um projectos e às nossas ambições. O Sonho e a Realidade não são “paradigmas intelectuais” nem deles; dizer, por ser verdade, que todos são importantes, quer na concordância quer na “modelos de entendimento” do universo social opostos. O primeiro é consequente e decorre do crítica; que todos somos poucos para alcançar o sucesso que merecemos… entendimento do segundo. Ambos estabelecem entre si uma relação de co-dependência. Sem Da minha parte e da estrutura que lidero uma palavra de compromisso no sentido de realidade não há sonho, aliás, o sonho decorre da compreensão da mesma. A vida é tão mais bonita para quem vê, nela, a possibilidade de sonhar. prosseguir esta linha de orientação. Entendemos que a presença de todos assente em princípios tão importantes como a Lealdade, a Solidariedade e a Honestidade só nos P.S. Dedico este texto, a todos aqueles, que comigo, têm debatido, reflectido e podem conduzir ao êxito. problematizado, quase diariamente, relativamente à importância do sonho nas nossas vidas. Se outros se envolvem em “guerrilhas” tendo como “pano de fundo” apenas o poder, nós vamos construindo um “edifício” sólido e sustentado de ideias e ambição para o concelho da Mealhada. Se neles se vai notando angústia e nostalgia, em nós vai existindo cada vez mais convicção e determinação. Quero deixar expresso o meu sentimento de orgulho pela postura dos militantes do PSD Mealhada na última sexta-feira; afirmando o desejo de um envolvimento global e cada vez mais comprometido com o partido e com o concelho. Vejo o futuro com optimismo. Real Política Renato Ávila B em podia ser a séria e desassombrada política dum rei a mandar calar desbocado presidente duma tal república das bananas ou do petróleo. Mas, não é. No estranho e consuetudinário vocabular em uso na macieza delicadinha da treta das relações CE portuguesas, “real política” é a sandeira arte de ouvir, engolir, aturar, arrumar... pagar..., sem pestanejar, em nome do interesse nacional. De momento. De futuro, quiçá. Quer pintar a sua casa? A Robbialac está na Mealhada a apoiar os três Assim se entende o servilismo de Barroso nas Lajes dos Açores, a paranóia do défice, concelhos: Mealhada, Anadia e Cantanhede. Temos os salamaleques ao soba Zé Eduardo, o jogo das escondidas na recepção ao Dalai Lama, preços mais baixos, descontos que vão até aos o camarada abraço de Soares e o dentífrico sorriso de Sócrates ante as despóticas 50% e uma máquina de pintura que pinta com baboseiras de Chavez. E não só. pistola e rolo, ao mesmo tempo, que lhe permitirá O povo costuma dizer “a quem muito se agacha cresce-lhe o rabo”. uma poupança de 60% na mão-de-obra. De tanto o mostrarmos, de tanto o estendermos por esse mundo fora, já o teremos, Com apoio técnico e apoio financeiro, a partir de certamente, bem trincado. 1600 euros, damos garantia nas cores que não Vamos lá a entender este nacional maniqueísmo da “real política”! desmaiam na parede e maior rendimento por metro Nunca foi essa a política de El Rei D.Afonso. quadrado. O objectivo é vocacionar as senhoras É por isso que existimos como nação soberana e independente. para elas próprias pintarem as casas. Ou nos tomamos de brios ou quer-nos parecer que, qualquer dia, há um terramoto em Atenção às inscrições que vão até ao fim do ano Santa Cruz. 2007 e validade de um ano com os mesmos É que, de tanto servilismo, “O Conquistador” já mexe. descontos. Descontos especiais aos pintores e empreiteiros. Pontos de venda na Mealhada: As inscrições podem ser feitas pelo Bombas da Repsol, Bar da Estação da CP, telefone: 231 202 382, ou na morada: Intermarché, Quiosque Cacuacu, Livraria Peninha, Rua José Cerveira Lebre, 3050-152 Mealhada. Papelaria Jardim, Papelaria Chafariz, Livraria Mealhadense
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 5 Vox populi O Corvo O que é que faz falta Mulheres seminuas na freguesia de e verdades cruas Ventosa do Bairro? Maria Pires A Juventude Socialista (JS) tem um novo outdoor. O outdoors de um explícito machismo, denegrindo a objecto, espreguiçado por alguns amar- mulher à condição de produto físico. Graças a Deus Reformada gurados metros quadrados, proclama que os partidos não têm vergonha. pomposo sobre um fundo azul: “Desde 2005 mais Para alargar a sua quota de mercado (isto é, “Faz falta uma farmácia. Se quisermos ir de 54.300 estágios profissionais”. No canto inferior conquistar eleitorado), os partidos, convertidos em à farmácia temos que pagar um táxi direito, ao lado de uns bonequinhos coloridos e empresas, obedientes às leis da publicidade, para ir à Mealhada. Fazem falta dançantes, lê-se: “O futuro já começou”. A ocupar o recorrem não apenas, como a JS, a mulheres transportes para não usarmos táxis que lado esquerdo do cartaz, há um rapaz contente, seminuas, mas também, para melhor venderem o ficam muito caros”. abraçando pela cintura uma loira e uma morena. seu produto, a semi-verdades, quando não mesmo Dalguma forma, este outdoor é o símbolo final da à mentira.” Isso, de resto, é uma prática comum António Simões política moderna. Passo a explicar. nesse habitat: Durão Barroso veio ainda Reformado Os partidos, sob recomendação do omnívoro recentemente declarar sobre a famigerada Guerra capitalismo, converteram-se em empresas. As do Iraque que “houve informações que me foram “Faz falta um guarda para travar o declarações de Menezes na semana passada, dadas, a mim e aos outros, que não corres- vandalismo que aqui há”. defendendo que o PSD deve “profissionalizar-se, ponderam à verdade” — antes que Durão o tivesse passando a funcionar como uma empresa”, reconhecido, já a realidade o confirmara há muito, constituem uma imaculada expressão do tempo infelizmente. O cartaz da JS obedece a estas presente. Tendo um produto a vender — o programa técnicas de ocultação da verdade, amigas da político —, a empresa-partido recorre ao marketing publicidade. Eufóricos, os pupilos socialistas Acácio Ramalho para o divulgar junto dos clientes e consolidar a rejubilam com as medidas em prol dos jovens Reformado sua posição no mercado: assim se explica o (dizem no seu site), com os 54.300 estágios (!) outdoor da JS, a meio do mandato do mandão profissionais do cartaz. Esquecem deliberada- “Fazem falta uma farmácia e um guarda, Sócrates, louvando as “vitórias” do executivo rosa. mente os dados recentemente revelados pelo para não termos de nos deslocar e para Mesmo aqueles sem qualquer formação na área Instituto Nacional de Estatística. Segundo este, a a nossa segurança”. da publicidade não ignoram que, numa sociedade taxa de desemprego — que se situa já nos 7,9 por infantilmente sexual como a nossa, a presença de cento — subiu entre aqueles com menos de 35 anos. uma figura feminina atractiva num anúncio é um De acordo com a mesma fonte, a grande maioria Maria Pedro artifício popular para promover o produto — dos 106 mil empregos que o governo reclama ter Reformada exemplo disso é a última e parva campanha da TV criado, por exemplo, só foram possíveis graças ao Cabo, em que os serviços oferecidos pela empresa acentuado crescimento dos contratos a prazo: os “Faz falta muita coisa, apesar de não surgem encarnados em três raparigas que se contratos sem termo, pelo contrário, reduziram-se. sermos das piores freguesias. Temos o querem de boas formas curvas. No outro dia, de Seria contudo estranho pedir aos jovens outro básico, o que é necessário!”. resto, indo às compras com um amigo meu, até nas comportamento, quando o governo do seu próprio embalagens de queijo encontrámos uma imagem partido envereda pelas mesmas tácticas. Ainda na de uma mulher em biquini. Seguindo pois os mais sexta, o Tribunal de Contas veio denunciar como, eficazes métodos da publicidade, a JS, como boa através de uma metodologia manhosa, o Ministério empresa, resolveu colorir o cartaz com a já da Saúde apresentou resultados assaz positivos, mencionada imagem do rapaz feliz em dupla quando, na realidade, a situação do Serviço FAÇA-SE ASSINANTE DO companhia feminina. O partido que foi responsável Nacional de Saúde se deteriorou. E estas são JORNAL DA MEALHADA pela criação, no tempo de Guterres, de um verdades cruas que nenhum cartaz consegue Junte a importância de 15 euros, por cheque ou vale dos CTT, para: Ministério para a Igualdade, cola pelo país disfarçar. Apartado 30 - 3050 MEALHADA - tel e fax: 231 203 167 Nome.............................................................................................................................................................................................................. ......................................................................................................................................................................................................................... Morada............................................................................................................................................................................................................. ..................................................................................................................................................................................................................................... ............................................................................................................................................................Telem....................................................... Rua Dr. José Cerveira Lebre, 10 - Telefone 231 205 954 MEALHADA Marque a sua consulta para os olhos na OCULARTE ÓPTICA Consultas de OPTOMETRIA e testes visuais GRATUITOS Acordos especiais com: ADSE, CGD, SAMS, P. Telecom, Sociedade Água de Luso, CTT, Mahle, Pavigrés, Cartão 65, Sanitana, ADMG
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 6 Estado é bom a pedir e mau a pagar? Nuno Castela Canilho E m 2005 o Governo da República, já chefiado por José Sócrates, determinou a publicitação da lista dos devedores — pessoas singulares e colectivas — à Reunião de 11 de Outubro de 2007 administração central e à segurança social. A bem do interesse nacional e para que Participaram na reunião o presidente, Carlos Cabral, a vice-presidente, Filomena Pinheiro, não restassem dúvidas de que seria pública, notória e barata, a publicação é feita na e os vereadores José Calhoa Morais, António Jorge Franco, João Pires e Carlos Marques. Internet. Alguém poderá pôr em causa a justeza desta pena? Poderá alguém defender que o Porque todos os assuntos tratados já foram quase todos, noticiados pelo Jornal da direito ao bom nome e à privacidade das relações com o Estado se sobrepõe às obrigações Mealhada, apenas transcrevemos o seguinte, esclarecendo que os títulos são da sociais e fiscais? responsabilidade da redacção. Dizem os entendidos que, em Portugal, o cidadão, como não reconhece o seu esforço e o resultado dos seus impostos nos serviços do Estado de que usufrui, não paga as suas contribuições na convicção de que está a cumprir uma obrigação moral e cívica. Noutras Estradas: velocidade a mais e velocidade a menos sociedades, porém, principalmente as do Norte da Europa e com tradição protestante, não pagar impostos tem tanto de crime como de pecado. Em Portugal não pagar impostos é um gesto não recriminado socialmente e, até, quantas vezes, aplaudido. O resultado é o que se vê: os O vereador João Pires sugeriu que fosse colocado um sistema de condicionamento da velocidade automóvel na Rua das Padeiras, na Mealhada. Devido ao arranjo e melhoramentos realizados na rua, após a execução das obras do estabelecimento comercial, que pagam terão de continuar a sustentar as despesas do Estado pelos que não cumprem. verifica-se que os automóveis circulam em excesso de velocidade, tendo sugerido a colocação O secretário de Estado da Administração Fiscal diz ter dados de que são as empresas do sector da de um sistema que condicione a velocidade. construção civil que mais prevaricam no cumprimento das suas obrigações ao Estado. O presidente da Segundo o mesmo vereador na Rua Vale Pires e na Rua da Catraia, no Luso, os moradores Confederação da Industria de Portugal concordou e, por não ter defendido os interesses das reclamam melhorias, devido ao mau estado da estrada que dificulta o trânsito no local. associações de construção civil a ela associadas, viu-as sair da organização a que preside. Há empresas que não pagam, há cidadãos que não cumprem. E o Estado? Será que o Estado — administração central e local, entidades públicas empresariais — paga, a tempo e horas, aos seus fornecedores, às várias empresas que lhe prestam serviços? Sabemos que Obras no Campo Municipal Dr. Américo Couto não. Sabe-se que há muitas empresas que estão a passar dificuldades por serem credoras do Estado, titulares de créditos avultados que não conseguem cobrar em tempo útil. Elogiamos directores-gerais dos impostos que tornaram a cobrança de impostos — mesmo S obre as obras no Campo Municipal Dr. Américo Couto, na Mealhada, o vereador João Pires disse que, embora na última reunião O vereador João Pires voltou a intervir referindo que, uma vez que o GDM perdeu o espaço destinado ao bar, onde confeccionava coerciva — uma prioridade absoluta. No entanto, não usamos o mesmo critério para repudiar da Câmara Municipal se tivesse aflorado o as refeições aos jogadores, o que neste a inoperância e a falta de respeito do Estado ao falhar no cumprimento dos seus assunto, não podia deixar de voltar a falar no momento não pode fazer, a Câmara Municipal compromissos perante os seus credores. tema, por achar que a actuação da Câmara poderia tentar, junto do empreiteiro, que O CDS, partido político que recentemente promoveu uma petição para que o Estado Municipal tinha deixado muito a desejar. fossem cedidos contentores ao GDM. divulgue as dívidas que tem perante empresas e cidadãos, tornou público que os atrasos do Começou pelo facto de a direcção do Grupo O presidente disse que, depois de tudo o Estado nos pagamentos aos seus credores atingem, em Portugal, a duração média de 152 Desportivo da Mealhada (GDM) nunca ter sido que ouviu, só pode concluir-se que o ideal seria dias, mais do dobro da média europeia. consultada sobre o projecto, o que lhe parecia não se fazerem quaisquer obras no campo Há poucos meses demo-nos conta do relatório da Federação Portuguesa da Indústria de estar errado, pois seriam os seus elementos municipal. Acrescentou que a obra de Construção Pública e Obras Públicas (FEPICOP) que contabiliza em mais de 15 meses o atraso que melhor saberiam das necessidades e das beneficiação das instalações, que se nos pagamentos às empresas suas associadas por parte de Câmaras Municipais tais como as funcionalidades que devem ser contempladas. encontravam degradadas, vai mudar de Aveiro, Coimbra, Figueira da Foz, Guarda, Ílhavo, Santa Maria da Feira, São Pedro do Sul, Vila Segundo declarou o vereador o presidente da radicalmente o que existe, melhorando de direcção do GDM só teve conhecimento dele, forma assinalável a qualidade das instalações Nova de Poiares ou de Lisboa. Em média as autarquias demoram 228 dias a pagar dívidas de porque, por sua iniciativa, se dirigiu à Câmara desportivas municipais. Rematou a sua obras públicas. Sabemos que a Câmara da Mealhada — como, aliás, a de Anadia e a de Oliveira para o consultar. intervenção, dizendo que o assunto não do Bairro — não está no lote das faltosas e, portanto, não contribui para o bolo de 900 milhões Com a destruição da bancada e dos merece que se perca tempo a discuti-lo, uma de euros que só Câmaras e empresas municipais devem a construtoras civis. Não será este valor balneários, a direcção do GDM ficou com vez que não é possível construir uma bancada demasiado para um país com a nossa dimensão? São cerca de 90 euros por cada cidadão a problemas acrescidos, pois, para além de e restantes instalações de um dia para o outro. residir em Portugal. Não haverá políticos a fazer obra com o dinheiro dos outros? Não deverá o ficarem sem a fonte de rendimento do bar, O vereador António Jorge Franco Estado — as autarquias são administração descentralizada do Estado — pagar as suas dívidas algumas pessoas deixaram de ver os jogos, esclareceu que o presidente da direcção do com diligência semelhante à que exige aos contribuintes para pagamento dos seus impostos? como até aqui, uma vez que deixou de haver GDM teve conhecimento do projecto e nunca o Por que razão está o Governo de José Sócrates tão pouco interessado em aceitar a bancada coberta, do que resulta menos criticou. Sobre o pedido de apoio, o GDM exigência do CDS e em usar para as dívidas do Estado às empresas o mesmo critério que usa rendimento, e deixaram de poder utilizar, como apenas enviou oficio a dar conhecimento de para as dívidas destas e dos cidadãos ao Estado? Que legitimidade tem o Estado para exigir até agora, os balneários antigos. Como alguns problemas que iriam ocorrer por força rigor aos contribuintes, para desmascarar nos outros os seus próprios pecados? acabaram de acolher mais uma equipa, a de da execução das obras. O presidente da futebol feminino, o que é de louvar, ficaram sem direcção teve conhecimento de que as obras balneários para todos. O vereador referiu, iriam iniciar ainda esta época. Referiu ainda O Natal no Jornal da Mealhada ainda, que perante estes factos, o presidente que, quanto a contentores a colocar, não Celebrações natalícias conta destas festas, teremos todo o gosto em da direcção do GDM havia solicitado ajuda ao poderia ser a Câmara Municipal a alugá-los Realizar-se-ão, nas próximas semanas, nos associar a elas. vereador do pelouro do Desporto, para para uso do GDM.« ultrapassar estes problemas e a única resposta A vice-presidente disse que o clube sempre festas de Natal nas escolas, nas IPSS, nas que obteve é que isso eram problemas do clube manifestou o interesse na construção das associações culturais, recreativas ou Campanha de publicidade natalícia e só ao clube cabia resolver. Considerou que bancadas, pelo que a câmara se empenhou em desportivas, e em muitas outras instituições. O O Jornal da Mealhada, atento à quadra esta resposta e a actuação correspondente, satisfazer tal necessidade. Por isso, a Câmara objectivo será, através do convívio, da partilha, natalícia e à necessidade dos comerciantes não são compatíveis com uma Câmara que se Municipal entendeu que, sendo o campo da fraternidade, viver com mais intensidade de se dirigirem aos potenciais clientes, está diz socialista e que diz que está ao serviço da municipal, assim que fosse possível, deveria uma época festiva socialmente importante. a preparar duas edições comemorativas da população, pois só estaria a servir uma assumir a execução das obras. Agora que as Será aproveitada também a oportunidade para quadra natalícia, a saírem em Dezembro. Os população ao contribuir para a resolução obras se estão a iniciar, vêm de forma caricata homenagear colaboradores, e festejar a nossos leitores apreciam e os anunciantes — destas questões. Esta e outras actuações, e anedótica manifestar-se contra as obras entrega, o serviço e a solidariedade de quem empresas, estabelecimentos comerciais e recentemente levadas a cabo, demonstram porque têm prejuízos com a sua execução, e trabalha por amor à causa. Acreditamos que instituições — poderão, assim, assinalar a que a vontade de servir o concelho e a que não têm condições para desenvolver a cada uma dessas festas de Natal será mais época dirigindo-se, de forma especial, a população é mesmo muito, muito pouca. actividade normal. É do senso comum que brilhante, cumprirá melhor os seus objectivos, clientes e amigos. Apelamos por isso à O presidente referiu que não se deve quaisquer obras causam prejuízos e se puder ecoar pela comunidade através das colaboração de todos e à participação nesta misturar futebol com a política e que o campo incómodos, para mais tarde trazerem páginas do Jornal da Mealhada. Dêem-nos campanha de Natal do Jornal da Mealhada. é municipal embora seja utilizado pelo GDM. benefícios. Colaboradores: Gerência Alfredo Santos (Tófê) - Alice Correia Godinho - André Vaz - Ângelo João Pega, António Martins e Edmundo Carvalho Baptista - Ana Pinho - Andreia Ferreira - António Breda Carvalho - JM - Jornal da Mealhada, Limitada António Marques Lopes - António Messias - António N. Neves - Sede e redacção Rua das Escolas Novas, n.º 36, Apartado 30 - 3050-901 Mealhada António Pinho - Artur Lousado - Augusto Dias - Augusto Oliveira - Rua das Escolas Novas, n.º 36,Ap. 30 - 3050-901 Mealhada Soc. por quotas - Capital: 13 650 euros Branquinho de Carvalho - Bruno Peres - Carlos Amorim - Carlos Telef. e fax: 231 203 167. Matriculada na CRC da Mealhada sob o n.º 4/870717 Mamede Inácio - Corália Canas - Daniel Vieira - Diana Silva - Diogo E-mail: jornaldamealhada@mail.telepac.pt Director: Nuno Castela Canilho Castela Canilho - Fernando Lopes de Almeida - Fernando Morais - www. jornaldamea lhada .com hada.c www. jornaldame a l hada .c om Director-adjunto: Afonso Simões Ferraz da Silva - Firmino José Andrade - Helderix - João D. Loureiro - João de Oliveira - João Lousado - José Calhoa - José Dias - José Tiragem média 4200 exemplares Redacção Augusto Oliveira - José Oliveira - José Felgueiras - Júlio Costa - Manuel Contribuinte: 501 854 444 - Número de Registo do Título no ICS: 110975 - Depósito legal 34 609/90 Afonso Simões (CNID n.º 1536) - Isabel Canilho (Cart. prof. CR Balsas - Manuel Santos - Manuel Vicente - Mário P. Saraiva - Nazaré n.º 402) - Mónica Sofia Lopes (Cart. prof. CR n.º 401) - Nuno Castela Silva - Nuno Salgado - Rafaele Mannarino - Reinaldo Costa - Renato Impressão Canilho (Cart. prof. n.º TE 363) - Rosa Gonçalves - Santos Luís Ávila - Rui de Carvalho - Santos Luís - Sónia Leite Oliveira - Vitor Gomes FIG - Indústrias Gráficas, SA Rua Adriano Lucas 3020 - 199 Coimbra Composição e paginação Reportagens fotográficas Isabel Canilho - Nuno Castela Canilho ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA Tiago Ângelo - Foto Dany - Foto Rei - Foto Nogueira DA IMPRENSA REGIONAL
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 7 Imigração em colóquio, na Mealhada Câmara da Mealhada Curso de português para estrangeiros Autarquia distribui brevemente briquetes e oleões N a sexta-feira, 23 de quem fez a abertura do Higiene e Saúde no Trabalho década de 60, por exemplo”. Novembro, decorreu encontro: “Imigração signi- e à Inspecção-Geral do Depois de um longo no auditório da fica que outros cidadãos de Trabalho, organismos que debate, em que a barreira Biblioteca Municipal da outros países nos esco- entretanto foram extintos. “A linguística foi o problema Mealhada, um colóquio lheram para estar noutra ACT tem por missão a que mais se debateu, Alber- intitulado «Imigração: por comunidade. Temos que promoção da melhoria das to Teixeira prometeu: “Com- uma sociedade justa e tentar satisfazer as neces- condições de trabalho, prometo-me aqui a, num diversa”. Os objectivos des- sidades desses imigrantes através do controlo do cum- espaço curto de semanas, te encontro foram : prevenir porque eles decidiram que primento das normas em arranjar um curso de situações de discriminação é connosco que querem matéria laboral, no âmbito português para estran- e exploração; promover a viver”. das relações laborais priva- geiros aqui na Mealhada”. integração plena da comu- Luís Leal afirmou: “A das, bem como a promoção Filomena Pinheiro en- nidade imigrante; e sensi- nova lei da Imigração de políticas de prevenção cerrou o colóquio e con- bilizar para o contributo melhora a vida dos imi- dos riscos profissionais e, cluiu: “Lanço um desafio, à dos Imigrantes para o de- grantes, legalmente. Esta ainda, o controlo do cum- comunidade imigrante, para senvolvimento do país. O nova lei explica-se por primento da legislação procurar os serviços da colóquio tinha como desti- várias razões: a lei anterior relativa à segurança e Câmara e para que nos natários os técnicos das estava desactualizada à saúde no trabalho, incluin- coloquem os seus proble- A Câmara Municipal da Mealhada (CMM) está a promover a distribuição de briquetes e oleões pelos jardins-de-infância e pelas escolas do primeiro ciclo do Ensino Básico do concelho. Desta forma, assim diz a Câmara da Mealhada quot;prossegue com a política de promoção do desenvolvimento sustentável através da concretização de um conjunto de acções que visam a promoção da Educação Ambiental junto da comunidade escolar e também localquot;. A autarquia apostou, já desde o ano passado, na criação e utilização de briquetes - uma pasta compacta, com grande poder calorífico – como combustível de baixo impacto ambiental a ser utilizado nos sistemas de aquecimento das escolas concelhias. Na altura, adquiriu equipamentos especiais para a transformação de lascas de madeira, ramagens, vides e outros resíduos em estilha, que depois é convertida em briquete. quot;A aquisição foi um sucesso e já no ano passado os briquetes – que substituem Ciências Sociais, empresá- realidade social; houve do os institutos públicos, mas. Têm que se organizar e a tradicional lenha – foram utilizados para o aquecimento rios e comunidade em geral. necessidade de atrair nas modalidades de servi- participar mais para nós das escolas do concelhoquot;, afirma a Câmara em A organização esteve a car- imigrantes para trabalho ços personalizados ou de podermos ajudar”. comunicado. go do Gabinete de Serviço sazonal, trabalho estran- fundos públicos”, ex- Carlos Pinheiro ainda A par com os briquetes, a Câmara Municipal começou Social da Câmara Munici- geiro e travar a imigração plicou. apelou aos dois imigrantes também a distribuir oleões pelas escolas. A ideia passa pal de Mealhada (CMM), da ilegal; criminalizam-se os Carlos Pinheiro foi o presentes para se dirigirem por sensibilizar os mais novos, e, através deles, os pais e Rede Social de Mealhada e casamentos por conve- último orador: “Nos anos à Unidade de Inserção na outros familiares, para a necessidade de reaproveitar, para do Centro Local de Apoio ao niência; os imigrantes vêm noventa, éramos um país de Vida Activa (UNIVA) da ACIM, fins industriais, os óleos alimentares utilizados Imigrante do Concelho de residir e não permanecer; emigrantes, hoje somos um no Centro Comercial Jardim, diariamente nas casas e que já serviram para fritar algo, Mealhada. Colaboraram altera o regime de expulsão país de imigrantes. Há Loja R, 1º andar, no centro que são usualmente despejados em locais indevidos, ainda no este projecto a e exploração de trabalho de muitos imigrantes a investir da cidade da Mealhada, prejudicando gravemente o meio ambiente. Associação Comercial e imigrantes ilegais; os estu- em Portugal e são os gran- com o seguinte horário: das “Sensibilizar a população escolar para a necessidade Industrial de Mealhada dantes tanto do secundário des compradores de parte 10h às 13 h, e das 14h 30m da reutilização de materiais como forma de preservar o (ACIM), a Autoridade para como do ensino univer- de habitação que se vende às 18h 30m. meio ambiente”, foi o objectivo primordial que Filomena as Condições de Trabalho sitário, após concluírem o no país. No Campeonato Mónica Sofia Lopes Pinheiro, vice-presidente da CMM, apontou. MSL do Centro Local do Baixo curso, podem ficar a Europeu de Futebol de 2004 Vouga e a Delegação Regio- trabalhar em Portugal; os foram os imigrantes, prati- nal de Aveiro do Serviço de imigrantes que nasceram camente, que construíram Estrangeiros e Fronteiras. em Portugal ou residem os estádios que temos por Carlos Pinheiro, presi- desde os dez anos não todo o país”. O presidente dente da direcção da podem ser expulsos; e, por da direcção da ACIM Caro emigrante: Associação Comercial e fim, respeitar a igualdade concluiu: “Na nossa associ- Industrial de Mealhada, Alberto Teixeira, da Auto- de direitos”. O chefe da Delegação Regional de ação tratamos exactamente da mesma maneira os imi- Sabe qual é a melhor ridade para as condições de trabalho (Centro Local do Aveiro dos Serviços de Estrangeiros e Fronteiras grantes e os portugueses. Temos que nos colocar no forma de atenuar as saudades? Baixo Vouga), F ilomena ainda apelou que é funda- lugar deles e tratá-los como Pinheiro, vice-presidente da CMM e vereadora do pelouro da acção social, e mental que se passe a mensagem ao imigrante que ele tem que imigrar de se fossem nossos fami- liares”. José Felgueiras, presi- É tornar-se assinante do Jornal da Mealhada. o inspector-adjunto Luís forma legal. dente da Junta de Freguesia Leal, chefe da Delegação Alberto Teixeira apre- de Mealhada, da plateia, Regional dos Serviços de sentou o trabalho da Auto- afirmou: “Os imigrantes Estrangeiros e Fronteiras de ridade para as Condições de que agora vêm para cá são Aveiro foram os oradores do Trabalho (ACT), criada em melhor tratados do que o Mande a sua morada para: Jornal da Mealhada, colóquio. 2006 e sucedânea do Insti- povo português foi quando Apartado 30, 3050 Mealhada, acompanhado de 15 euros. Filomena Pinheiro foi tuto para a Segurança, emigrou para França na
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 8 Confraria dos Enófilos da Bairrada entronizou ministro do Trabalho “A minha presença aqui manifesta o simples compromisso de valorizar os vinhos da Bairrada!”, afirmou Vieira da Silva O XXIX Grande Capítulo da Confraria dos Enófilos da Bairrada realizou-se no sábado, 24 de Novembro, no Palace Hotel do Buçaco, como manda a tradição. A recepção dos convidados foi abrilhantada pelo integrantes do Grupo Etnográfico da Pampilhosa e seguiu- lhe a investidura de novos confrades. Fernando Castro, presidente da direcção da Confraria, proferiu algumas palavras enquanto decorria o jantar: “A região da Bairrada sofre uma crise vitivinícola, contudo, a nossa região tem uma panóplia muito grande de vinhos e o desafio que se oferece é o de tentar competir com os vinhos estrangeiros. Vale a pena fazer por isso! Várias foram as promessas de que o sector vitivinícola ia sofrer uma reestruturação, anunciadas quando estivemos aqui no ano passado. Passado um ano poucas são as diferenças. Apesar de tudo isto verificamos um progresso na região, por exemplo, no lançamento de novos produtos”. Sobre a escolha do ministro do Trabalho e da dias de hoje e eu gostava que a Bairrada participasse Solidariedade Social para confrade honorário, o presidente afirmou: “José Vieira da Silva quis ser confrade nisso”. O ministro do Trabalho asseverou: “Quero agradecer a Os novos confrades nesta confraria e por unanimidade aceitámos isso”. honra que me deram de envergar este traje. Quando Confrade de Honorário – José Vieira da Silva, Alexandre Bronzatto, em nome dos novos confrades, manifestei a minha vontade de me associar a vós, pensei ministro do Trabalho e da Solidariedade Social. afirmou: “Aquilo que nos une a todos é o vinho da Bairrada que quando isso acontecesse, eu pudesse fazer um grande Confrades de Mérito – António Capão, representado e a característica maior que este vinho tem é o de discurso sobre vinho e tal não vai acontecer. O tempo vai fazer com que isso seja possível! A minha presença aqui pela filha Isabel Capão, Alexandre Bronzatto, Arthur acompanhar as refeições”. Francisco Moita Flores, presidente da Câmara de manifesta o simples compromisso de valorizar os vinhos Azevedo, Carlos Ferreira, Francisco Urban, István Santarém e um dos mais antigos confrades, também da Bairrada!”. Wessel, Jorge Cury, Luiz Junior e Miguel Riella. proferiu algumas palavras: “A Bairrada tem que se Os vinhos que foram servidos ao longo da noite foram Confrades Efectivos – António Silva, António Lemos, reorganizar e lutar contra todas as dificuldades que tem. oferecidos pela Quinta do Encontro – Sociedade António Silva, Daniel Teixeira, João Silva, Fernando Hoje, temos aqui nesta mesa bons vinhos e muito Vitivinícola, S.A., pela Adega Cooperativa da Mealhada, Feijó, João Freire, José Cruz, José Ferreira, Manuel melhores do que aqueles que tínhamos há vinte e um pela Sociedade Agrícola Colinas de São Lourenço, Lda., Seabra, Maria Abrantes e Paulo Graça. anos. Os brasileiros estão a beber muito mais vinhos nos pelas Caves São João, S.A. e pelas Caves do Freixo, S.A.. Mealhada Campos de ténis a partir de 8 de Dezembro Junta de Freguesia oferece luz de Natal O s Campos de Ténis Municipais da Mealhada – no complexo desportivo da cidade, junto às Piscinas Municipais – vão ser inaugurados, com um torneio social, nos dias 8, 9, 15 e 16 de Dezembro, sábado e domingo. O torneio inaugural é aberto ao público e está a ser organizado pela Câmara Municipal da Mealhada (CMM) e pelo Luso Ténis Clube. “A partir desse fim-de-semana os campos vão entrar em funcionamento para utilização diária. Só vão poder usufruir deles quem já pratica a modalidade. Os interessados em ter aulas de ténis vão ter que se dirigir ao Luso Ténis Clube, no Luso”, afirmou António Jorge Franco, vereador do Desporto. História do cinema em exposição no cineteatro Messias À Descoberta do Óscar II – O Fascínio da Imagem é nome da exposição que vai estar patente na sala de exposições do cineteatro Messias, na Mealhada, a partir de sábado, 1 de Dezembro, até 31 de Janeiro de 2008. A exposição é organizada pela Junta de Turismo do Luso-Buçaco, em parceria com o Museu da Imagem em Movimento A Junta de Freguesia de Mealhada está a oferecer, desde segunda-feira, 26 de Novembro, duzentas e o Cineclube de Avanca. Os promotores pretendem mostrar a história do cinema, procurando explicar como decorreu mangueiras electrificadas de iluminação de Natal – uma a longa caminhada até ao dia em que se “fez luz” no Grand Café Boulevard des Capucines, em Paris, em 28 de Dezembro por habitação – que terá de ser colocada com de 1895, dia em que os irmãos Lumière fizeram a primeira apresentação pública dos seus filmes. MSL visibilidade no exterior. A mangueira será entregue aos habitantes da freguesia que se dirijam à sede da Junta, na Avenida Dr. Manuel Louzada. Campanha do Banco Alimentar contra a Fome, “Pensamos que uma das obrigações da Junta de Freguesia de Mealhada é tornar a freguesia numa das mais atraentes. Temos pena de não podermos oferecer no próximo fim-de-semana mais mangueiras por casa mais mangueiras, mas temos que jogar com a disponibilidade monetária que temos”, explicou ao Jornal da Mealhada, José Felgueiras, N o próximo fim-de-semana, 1 e 2 de Dezembro, vai decorrer por todo o país, à porta de muitos hipermercados, a campanha semestral do Banco Alimentar contra a Fome. Uma vez mais, na Mealhada, e como acontece há oito anos, a recolha vai realizar-se junto ao Intermarché. presidente da Junta de Freguesia de Mealhada. O presidente ainda fez um apelo: “Se ainda não veio No ano passado, a campanha com o lema “ao longo de todo o ano o Banco Alimentar ajuda a pôr um prato na mesa levantar a sua série de Natal dirija-se à Junta de de quem mais precisa. Ajude você também”, suscitou enorme adesão por parte do público, expressa nas quantidades Freguesia de Mealhada pois estamos a oferecer. doadas. Aproveite e contribua para tornar a nossa freguesia Na Mealhada vão participar cerca de duas dezenas de voluntários, do Grupo de Acção Sociocaritativa, do mais alegre nesta época natalícia!”. Agrupamento de Escuteiros e da Santa Casa da Misericórdia, da Mealhada. MSL MSL
    • Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007 9 Mealhada Bibliotecas itinerantes, cinquenta anos ao serviço da leitura A Fundação Calouste Gulbenkian inaugurou na Mealhada uma biblioteca itinerante”. Este era o título de um jornal da Bairrada de 1958. Quase cinquenta anos depois, o Jornal da Mealhada juntou dois dos três impulsionadores da primeira biblioteca itinerante, José Lopes e João Pega, e embarcou na Bibliomealhada, recentemente inaugurada, até Barcouço, com o mesmo objectivo: levar as letras à população. Curiosamente, ou não, encontrámos um dos leitores de há cinquenta anos a benefeciar deste serviço de cultura de proximidade. João Pega, director-adjunto da biblioteca itinerante da Fundação Calouste Gulbenkian, explica: “Houve muita necessidade de ser criada uma biblioteca itinerante naquela altura. Todos os dias visitávamos as povoações da Mealhada, Cantanhede, Mira, parte do concelho de Anadia e também de Coimbra. De segunda a sexta-feira À esquerda, João Pega, à direita, José Lopes, ao centro, um leitor de agora e de há cinquenta anos. cumpríamos o horário das 17h às 21 horas e aos domingos da Mealhada e o acervo da Fundação Gulbenkian foi biblioteca, agora a responsabilidade de orientação à das 9h às 17 horas. Os livros que fornecíamos eram oferecido ao Municipio da Mealhada”. leitura cabe a Alexandra Silva e a Manuel Almeida, gratuitos e provinham da Fundação Calouste Gulbenkian Mas que diferenças observa José Lopes entre o passado funcionários da Câmara Municipal da Mealhada. São eles de Lisboa. As pessoas que quisessem livros específicos e a modernidade na biblioteca itinerante? “Esta é maior e agora que percorrem o concelho da Mealhada, numa fase podiam pedir que nós também mandávamos vir”. tem, também, uma parte tecnológica que nós, naquela experimental até ao final do ano, quatro dias por semana. Sobre a importância que a biblioteca teve na altura, altura, não tínhamos”. João Pega acrescentou: “Hoje Ao Jornal da Mealhada disseram estar satisfeitos com a João Pega considera: “O número de leitores aumentou chegamos aqui e as novas tecnologias ocupam um grande adesão que tem tido a Bibliomealhada nas localidades muito. Cada pessoa levava sete, oito livros por semana. espaço que está, sem dúvida, muito bem aproveitado! por onde passa. “Ainda são poucas as Bibliotecas Havia também adultos que pediam livros de iniciação para Naquela altura, tínhamos também boletins informativos, Municipais que possuem bibliotecas itinerantes. É muito começarem a aprender ler. Nós atendíamos em média, por quinzenais, que vinham da Gulbenkian de Lisboa, com os bom a CMM ter tido esta iniciativa”, afirmou Manuel dia, duzentos leitores”. livros novos e os livros que estavam na biblioteca, Almeida. “Aqui sentado, na Bibliomealhada, cinquenta anos discriminados”. A “Bibliomealhada”, o novo espaço itinerante de depois, sinto-me emocionado. Quando aqui entrei estavam Enquanto conversávamos com João Pega e José Lopes cultura, criado pela Câmara Municipal da Mealhada e crianças e idosos a utilizar este serviço. É com orgulho entrou na Bibliomealhada, ainda a medo e a observar inaugurado há um mês. Percorre desde essa altura apenas que aqui me encontro, com o meu amigo José Lopes a reviver atentamente, um antigo frequentador da biblioteca as sedes de freguesia do concelho. Ás segundas-feiras, o passado na modernidade. O livro é um bem que está a itinerante da Fundação Calouste Gulbenkian, que das 14h 30m às 17 horas, a Bibliomealhada está na tornar-se cada vez mais caro e na biblioteca pode-se reconheceu os nossos convidados. “Vim aqui hoje conhecer Pampilhosa, às terças-feiras, das 10h às 12h 30m, na usufruir dele, gratuitamente”. a biblioteca e até já levei um livro intitulado ‘Poesias Vacariça, e das 14h 30m às 17 horas, no Luso, às quarta- A biblioteca itinerante da Fundação Calouste escolhidas por Maria Barroso’. Acho que isto é muito bom feira, das 10h às 12h 30m, estará em Ventosa do Bairro, e Gulbenkian funcionou de 1958 até 1993, ano em que foi para a freguesia e para o concelho”. das 14h 30m às 17 horas, na Antes, às quinta-feira, das criada a Biblioteca Municipal da Mealhada. José Lopes, E se há cinquenta anos eram José Lopes e João Pega, 10h às 12h 30m, está em Casal Comba, e das 14h 30m às bibliotecário nas bibliotecas itinerante e, posteriormente, orientados pelo mestre Armindo Pega, director da 17 horas, em Barcouço. na fixa, afirmou: “Em 1994 ‘nasceu’ a Biblioteca Municipal Mónica Sofia Lopes Estação de Correios de Mealhada I Feira do Livro Filatélico está a decorrer A I Feira do Livro Filatélico está a decorrer desde quarta- feira, 21 Novembro, na Estação de Correios de Mealhada. implica o estudo pormenorizado do selo – tipo de papel, tipo de serrilha, etc. –, e, por outro lado, juntar selos é, por exemplo, um indivíduo que numa caixa de sapatos os vai No dia da inauguração desta feira, Ana Ferreira, chefe colocando. A crise económica que hoje atravessa também na Estação de Correios de Mealhada, afirmou: “Os CTT, ao se reflecte no filatelismo pelo número de selos que entram longo dos anos, têm editado muitos livros que agora estão no mercado muito caros. Considero que esta iniciativa aqui em exposição. Para além de promovermos o livro, dos CTT é boa, porque estão aqui expostas peças de grande estamos a promover a cultura na cidade”. Nesta manhã valor filatélico. Dou os meus parabéns aos Correios da muitos foram os convidados que compareceram à Mealhada!”. cerimónia de abertura. Branquinho de Carvalho afirmou: João Paulo, filatelista, também proferiu algumas “Pessoalmente, não colecciono selos, mas colecciono palavras: “Filatelia é um hobby que nos faz descobrir livros e fotografias de Coimbra e da Mealhada. Tenho imensas coisas. Às vezes olhamos para um selo e não nos imensas fotografias e isso proporciona que consiga ver, diz nada, mas depois é preciso pesquisar e descobrimos por exemplo, a Mealhada de ontem e de hoje. Tenho uma grande história. É um trabalho minucioso e muito hipótese de visualizar as alterações que nem sempre são cativante. Eu fui escuteiro e fiz o livro de Robert Baden- bem feitas”. José Felgueiras, presidente da Junta de Powell em selos, pois este ano comemoram-se os cem anos Freguesia da Mealhada, foi outro dos convidados e do Escutismo. É bom divulgar o selo para ver se não cai no declarou: “O coleccionismo, quer fitalético quer outro desaparecimento e não passa a ser uma peça de museu”. qualquer, é uma boa fonte de cultura para quem Na feira está também exposta uma colecção de postais Feira do Livro Filatélicoe que tem como patrocínadores a efectivamente sabe, neste caso, ler os selos. Cada selo cedida pelo Núcleo Filatélico e Numismático do concelho IBEROCOR, Edições Artísticas, Lda., a Derby Publicidade, o tem a sua história e, normalmente, representa um facto de Mealhada. Restaurante Snack-bar “O Vaz”, a Florista Paloma, o Sítio histórico. Há dois processos de fazer filatelia, isto é, há Até 7 de Dezembro, sexta-feira, os interessados podem dos Leitões e as Caves Messias. quem junte selos e há quem coleccione selos. Coleccionar deslocar-se à Estação de Correios de Mealhada e ver a I Mónica Sofia Lopes