DESTAK – Porto – 30.01.2008

4,312 views
4,227 views

Published on

Versão integral da edição do jornal gratuito “Destak” que se publica em Portugal (edição Porto). Dirigido por Isabel Stilwell.30.01.2008.

Para além de poderem ser úteis para o público em geral, estes documentos destinam-se a apoio dos alunos que frequentam as unidades curriculares de “Arte e Técnicas de Titular”, “Laboratório de Imprensa I” e “Laboratório de Imprensa II”, leccionadas por Dinis Manuel Alves no Instituto Superior Miguel Torga (www.ismt.pt).

Para saber mais sobre a arte e as técnicas de titular na imprensa, assim como sobre a “Intertextualidade”, visite http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm (necessita de ter instalado o Java Runtime Environment), e www.youtube.com/discover747

Visite outros sítios de Dinis Manuel Alves em www.mediatico.com.pt , www.slideshare.net/dmpa,
www.youtube.com/mediapolisxxi, www.youtube.com/fotographarte, www.youtube.com/tiremmedestefilme, www.youtube.com/discover747 ,
http://www.youtube.com/camarafixa, , http://videos.sapo.pt/lapisazul/playview/2 e em www.mogulus.com/otalcanal
Ainda: http://www.mediatico.com.pt/diasdecoimbra/ , http://www.mediatico.com.pt/redor/ ,
http://www.mediatico.com.pt/fe/ , http://www.mediatico.com.pt/fitas/ , http://www.mediatico.com.pt/redor2/, http://www.mediatico.com.pt/foto/yr2.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/foto/index.htm , http://www.mediatico.com.pt/luanda/ ,
http://www.biblioteca2.fcpages.com/nimas/intro.html

Published in: Technology, Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,312
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
27
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

DESTAK – Porto – 30.01.2008

  1. 1. IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII PUB Destak IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII PUB Quarta-feira 30 Janeiro de 2008 Jornal de distribuição gratuita Edição nº 852 · Ano 7 Directora: Isabel Stilwell 737 mil leitores/dia www.destak.pt IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII Porto é apenas o quarto concelho do país quanto àqualidade de vida A GrandeLisboaeoAlgarvesãoosdoismelhoreslocais do país para se viver. Em conjunto, os municípios destas regiões ocupam 14 dos 20 primeiros lugares do ranking da qualidade de vida em Portugal. A Invicta fica-se por um quarto lugar. PÁGINA 06 IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII LUSA IC23 e orla Dançadas cadeiras marítima de Gaia ligadas pela VL1 GRANDE PORTO PÁGINA 02 IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII SUMÁRIO Aparelho judicial português vai apertara vigilânciaaos mais ricos ACTUALIDADE PÁGINA 05 Rui Patrício é anovidade deScolari nosconvocados parao jogo com aItália DESPORTO PÁGINA 09 Adançadascadeirasdopodervoltou aatingiroExecutivodeSócrates. NaSaúde, AdvogadoJoséLuisSeixas explicaporqueosSAPnos omuitocriticadoCorreiadeCamposdálugaraAnaJorge, enquantoPintoRibeiro fazem sentirmaisseguros acabacom um claroerrode casting napastadaCultura. PÁGINA04 CRONISTA PÁGINA 19
  2. 2. 02 www. Destak .pt 4ª Feira · 30 de Janeiro de 2008 AUTARQUIA Francisco Assis, vereador do PS, acusou o presidente da ANTÓNIO RILO/DESTAK autarquia, Rui Rio, de não ter lançado projectos de relevo na zona GrandePorto oriental da cidade desde que assumiu o cargo. Segundo Assis, deve ser elaborado um «plano estratégico» que permita aproveitar as vantagens que podem resultar da futura estação do comboio de alta velocidade. IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII ACESSIBILIDADES Construção da nova via poderá iniciar-se durante o segundo semestre deste ano D.R. VL1vailigaroIC23à orlamarítimadeGaia Obra vai custar construir a nova via que vai que esteja concluída no pra- nascer no centro de Gaia. A zo máximo de um ano. cerca de 4 milhões denominada VL1 vai ligar o de euros e deverá IC23, entre a Rotunda de De- 150 milhões em 10 anos vesas e a orla marítima do Para além da construção da estar pronta no Canidelo, com uma extensão VL1, a autarquia vai proce- segundo semestre de 2,3 quilómetros. «Vai ser- der à remodelação do Largo de 2009. vir cerca de 50 mil pessoas do Linho, obra de 800 mil que vivem nas freguesias de euros, assim como a benefi- Santa Marinha e do Canide- ciação da Rua da Bélgica e IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII lo», referiu o vereador. da Rua Marques Gomes, NUNO MIGUEL PEREIRA orçadas em 2,5 milhões. npereira@destak.pt Investimento de 4 milhões «A Câmara de Gaia inves- «É uma via de vital im- Durante o mês de Março vai tiu, nos últimos dez anos, portância no esquema ser aberto o concurso para a 150 milhões de euros em in- viário do centro da cidade». execução da obra, que deve- fra-estruturas viárias. É o Foi desta forma que Firmino rá ter início durante o segun- maior investimento público Pereira, vereador das Obras do semestre deste ano. A na rede viária em Portugal», Municipais, Transportes e empreitada está orçada em sustentou, ao Destak, Mar- Comunicações, sublinhou, ao perto de 4 milhões de euros co António Costa, vice-pre- Destak, a necessidade de e o objectivo da autarquia é sidente da autarquia.  VL1 vai ter a extensão de 2,3 quilómetros e vai atravessar as freguesias de Santa Maria e do Canidelo IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII CRIME BOMBEIROS ESCARPA DO PILAR ANTÓNIO RILO/DESTAK Apreensãodedrogano las Alfândegas Portugue- sas, tendo a primeira, de 18 quilos, sido realizada no Ae- Câmarado Porto asseguraque Carlos Lage pode sertestemunha AeroportoSáCarneiro roporto de Lisboa em Julho de 2007. A apreensão de anteontem surge quase si- acidade está daautarquia A Direcção-Geral das Al- IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII multaneamente com uma em segurança O vice-presidente da autar- fândegas apreendeu, no Ae- QUILOS DE KHAT outra, de 205 quilos de khat, quia de Gaia, Marco Antó- roporto Sá Carneiro, no realizada pelas actualida- A Câmara do Porto repu- nio Costa, vai indicar o pre- Porto, 68 quilos de khat, des aduaneiras da Ale- diou, através de um comuni- sidente da Comissão de Co- uma droga alucinogénia, anunciou fonte daquele or- ganismo. O khat produz efeitos semelhantes aos provocados pela ingestão 68 A alfândega do aeroporto manha. A droga apreendida foi entregue pela Alfândega à Polícia Judiciária, a quem compete a investigação des- te tipo de crime. O khat é cado, as acusações lançadas pelo Sindicato Nacional dos Bombeiros Profissionais , que assegurou que «o número de efectivos por turno é insufi- Cidade não corre riscos ordenação e Desenvolvi- mento Regional do Norte, Carlos Lage, como teste- munha no âmbito do pro- cesso que a Câmara de Gaia de anfetaminas, tendo como apreendeu 68 quilos de khat, uma planta nativa da África ciente» e que, por isso, os pro- quiridas duas viaturas. «Uma vai mover contra o líder do substâncias activas a catini- uma droga alucinogénia. Oriental e da Península fissionais «correm risco de vi- para socorro e assistência PS/Porto, Renato Sampaio, na e a catinona, ambas proi- Arábica, sendo muito popu- da». Aautarquia assegura «já táctica e uma outra para dar e o deputado do BE João Se- bidas pela legislação portu- vos e a anorexia. O produto lar no Yémen, onde 60% admitiu 30 novos elementos» apoio aos mergulhadores». A medo, por difamação. Se- guesa. O seu uso produz nos vinha incluído numa enco- dos homens e 35% das mul- e recorda que o corpo de autarquia garante que se gundo Marco António Cos- utilizadores alucinações, menda descrita na decla- heres o usam diariamente, Bombeiros Sapadores «as- mantêm «os elevados pa- ta afirmou ao Destak, o pre- euforia e hiperactividade, ração aduaneira como con- mascando as suas folhas. cende a um total de 227 ho- drões de qualidade na pres- sidente da CCDRN acom- acelera o ritmo cardíaco, tendo posters destinados Na Somália, esta planta é mens e não 200». A Câmara tação de serviços executados panhou, desde o início, o eleva a tensão arterial e po- aos Estados Unidos. Esta é ainda mais usada que no lembra ainda que em 2004 foi pelos Sapadores Bombei- processo para a «consoli- de conduzir a comporta- a segunda apreensão deste Yemen, com mais de 60% adquirida uma auto-escada e, ros», com menor «rombo no dação e renaturalização» da mentos maníaco-depressi- tipo de droga efectuada pe- de utilizadores diários. em finais de 2007, foram ad- depauperado erário público». Escarpa da Serra do Pilar. IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII D.R. CULTURA ECONOMIA SAÚDE DESPORTO 10 SEGUNDOS ProtocoloentreSerralves Continental investe 50 Projecto para combater Campo do Sandinenses eaPóvoadeVarzim milhões em Famalicão inactividade física sem compradores A Fundação de Serralves e a Câma- A Continental, grupo alemão forne- Cerca de 3500 crianças do primeiro O Sport Club Dragões Sandinen- ra da Póvoa de Varzim assinam cedor da indústria automóvel, vai ciclo do Ensino da Maia vão partici- ses, último classificado da Série hoje um protocolo onde Serralves investir 50 milhões de euros na fá- par num projecto que visa comba- C da III Divisão, pode continuar a compromete-se a apoiar a autar- brica de pneus em Lousado, Fama- ter a inactividade física, o sedenta- utilizar o campo de futebol, de- quia em várias iniciativas que pro- licão, para aumentar a a produtivi- rismo e a obesidade, no projecto pois de ontem não ter surgido movam a cultura contemporânea e dade desta unidade. O investimento Desenvolvimento e Crescimento qualquer proposta para o terre- a sensibilização ambiental. vai criar 40 posto de trabalho. Saudável de Crianças da Maia. no em hasta pública.
  3. 3. PUB
  4. 4. 04 www. Destak .pt 4ª Feira · 30 de Janeiro de 2008 POLÍTICA O líder do principal partido da oposição, Luís Filipe Menezes, pediu ontem ao primeiro-ministro um debate televisivo centrado sobre Actualidade L.A/DESTAK o balanço da governação PS dos últimos dois anos. O pedido de debate surgiu no dia do anúncio de uma remodelação no Governo, que Menezes considera mostrar que «o actual Governo já não tem opções de escolha». IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII JORGE NOGUEIRA GOVERNO Correia de Campos e Pires de Lima não resistem às críticas, levando Sócrates a mexer no Governo pela quarta vez EDITORIAL Contestaçãogeneralizada editorial@destak.pt acabaem novosministros ISABEL STILWELL Ana Jorge na Saúde Finanças depois de Campos e Cunha ter batido com a IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII «CONFIANÇA MINADA» encerramento de urgências e maternidades à imposição de Palavras ao microscópio e Pinto Ribeiro na Cultura são os novos porta, enquanto Luís Amado assumiu os Negócios Estran- geiros após a saída, por LEVA A DEMISSÃO Na sua carta de demissão, taxas moderadoras em inter- namentos ou cirurgias ambu- latórias, passando pela libera- revelam o seu sentido rostos do Executivo. doença, de Freitas do Amaral a que a Lusa teve acesso, Cor- lização do aborto até às 10 se- De repente damos de caras ram provar que a Empatia é Mudanças recebidas – o lugar que Amado deixou reia de Campos reconheceu manas ou a Lei do Tabaco, com uma palavra que sempre uma das emoções mais especí- com precaução. vago na Defesa foi ocupado que a contestação popular etc. – o ex-ministro sempre conhecemos e que, no entanto, ficas e poderosas da espécie por Severiano Teixeira. Mais levou-o a bater com a porta. foi ‘saco de pancada’ de polí- desta vez não parece a mes- humana. Através de ressonân- recentemente, Rui Pereira foi «Circunstâncias diversas ticos, técnicos de saúde e das ma. Ou porque alguma coisa cias magnéticas e técnicas de IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII ‘contratado’ para a Adminis- complexas, mas cumulativas, próprias populações. nos levou a desmontá-la em imagiologia, neurocientistas, JOÃO MONIZ tração Interna, face à eleição estão a minar a relação de Tanto que foi com pre- parcelas pequeninas, analisan- como António Damásio, conse- jmoniz@destak.pt de António Costa para a confiança que deve existir en- cau-ção que as ordens dos do cada bocadinho à vez, ou guiram provar que quando A pedido dos próprios, câmara de Lisboa. tre os cidadãos e o Serviço Médicos e dos Enfermei- porque a realidade nos con- assistimos ao sofrimento físico José Sócrates substi- Faladas há muito, as mexi- Nacional de Saúde», escreveu ros, bem como a Asso- frontou com a essência da ou psicológico de alguém, acti- tuiu ontem os ministros da das no Governo acabam por o antigo ministro, acrescen- ciação de Municípios ou o palavra, e ela se revelou em va-se no nosso cérebro o mes- Saúde e da Cultura. Correia ficar aquém das expectativas. tando que a sua substituição Movimento de Utentes da todo o seu significado. É o que mo centro de dor que «acorda- de Campos e Isabel Pires de Para já, ministros apontados imediata no cargo era «um Saúde, reagiram ontem à acontece com a palavra com- ria» se o mal nos estivesse Lima dão, assim, lugar a Ana pelos especialistas como «re- elemento indispensável para nomeação de Ana Jorge, paixão. Confundimo-la com a acontecer a nós. Jorge e José António Pinto modeláveis» – o que é o caso restaurar essa relação de con- esperando que um novo pena, solidariedade, tem qua- Sentir o sofrimento alheio Ribeiro. Também o secretá- de Maria de Lurdes Rodri- fiança». Até porque «as insti- rosto corresponda também se uma marca clerical, mas com paixão é aproximarmo- rio de Estado dos Assuntos gues na Educação ou Mário tuições têm vida própria para a uma nova política. foi preciso que, ontem, -nos tanto dele, que somos Fiscais, João Amaral Tomáz, Lino nos Transportes e além dos protagonistas». o professor Eduardo Sá capazes de nos meter na pele sai de cena por troca com Obras Públicas – seguram o Ministra vai a julgamento me obrigasse a decompô-la do outro, e por isso mesmo Carlos Baptista Lobo. lugar. Licenciada em pediatria, Ana para a ver por outra luz. oferecer os gestos e as pala- Esta remodelação é a quar- um certo apagamento da ex- Jorge é a segunda médica a Com Paixão, parece uma vras de consolo certas. ta mudança que o primeiro- Ministra sem brilho -ministra, apenas quebrado ser designada ministra da coisa completamente diferente -ministro opera na sua equi- A saída de Pires de Lima fica por polémicas – desde os de- Saúde. No entanto, a nova adquirindo uma força que A compaixão, juntinha ou sepa- pa. Recorde-se que Teixeira marcada pela petição lança- sentendimentos com Joe Be- governante, que tomará pos- não tinha. De um momento rada, exige, dizem os especia- dos Santos tomou conta das da em Dezembro por vários rardo ao afastamento de di- se hoje ao meio-dia com Pin- para o outro, deixa de ser listas na alma, uma disponibili- artistas, onde estes pediam o rectores de alguns dos prin- to Ribeiro e Baptista Lobo, uma palavra triste, misera- dade enorme para o que está seu afastamento. Apesar do cipais teatros. terá de ir a julgamento no velzinha quase, para passar à nossa volta. Quando deixa- bom trabalho ao longo da Tribunal de Contas no âmbi- a ter uma força só sua. mos de correr como o coelho presidência portugue- Campos desgastado to de uma acção de responsa- da Alice do País das Maravi- sa da UE, o destaque O que a sua antiga colega te- bilidade financeira por alega- Viver o sofrimento do outro lhas, sempre atrasados, sem- obtido com a expo- ve em falta, Correia de Cam- dos pagamentos indevidos ao «com paixão» pode parecer pre atrasados, passamos a ver. sição do Hermitage pos teve em excesso. Com hospital Amadora-Sintra. Is- meio absurdo, ou até maso- E quando vimos com olhos em Lisboa não che- medidas revolucionárias mas to quando era presidente da quista, mas não é, porque de ver, sentimos compaixão. gou para disfarçar pouco populares – desde o ARS de Lisboa.  os neurocientistas já consegui- E aí o mundo está salvo. Os novos ministros Ana Jorge José António Pinto Ribeiro Perfil Perfil Idade: 58 anos Idade: 61 anos Formação: licenciada em Pediatria Formação: licenciado em Direito Experiência profissional: chefiava o ser- Experiência profissional: ensinou Direito viço de pediatria do Hospital Garcia de Comercial em várias faculdades e exerceu Orta; esteve 15 anos no Hospital D. na área da banca; administrador da Estefânia; presidiu à Administração Fundação de Arte Moderna e Regional de Saúde de Lisboa Contemporânea-Colecção Berardo «Acabei de aceitar Novo ministro fundou o convite. Acredito o Fórum Justiça e na reforma em curso Liberdades, que e no Serviço Nacional defende os direitos INÁCIO ROSA/LUSA INÁCIO ROSA/LUSA de Saúde (SNS)» cívicos em Portugal

×