Polícia adota metralhadora mais leve e precisa em SPA PM paulista passou a usar na semana passada uma nova submetralhadora...
FONTE - FOLHASelecionamos algumas fotos da Taurus/Famae SMTcalibre .40.Para visualizar melhor é só clicar sobre a foto.
Polícia adota metralhadora mais leve e precisa em sp
Polícia adota metralhadora mais leve e precisa em sp
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Polícia adota metralhadora mais leve e precisa em sp

1,179 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,179
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
516
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Polícia adota metralhadora mais leve e precisa em sp

  1. 1. Polícia adota metralhadora mais leve e precisa em SPA PM paulista passou a usar na semana passada uma nova submetralhadora, maisprecisa e mais leve do que a anterior. A arma emite 800 tiros por minuto.Trata-se da submetralhadora Famae SMT.40, modelo chileno fabricado pela brasileiraTaurus, distribuída a sargentos e oficiais da Polícia Militar. Na capital, policiais estavamcom a arma na quinta-feira passada, quando a PM negociou a rendição de um atirador naAclimação (centro) --ela não foi usada.A corporação já usava uma submetralhadora calibre 40 de 1.200 tiros por minuto.A nova arma tem vantagens, diz um sargento ouvido pela reportagem, que pediu para nãoser identificado. "Essa é de polímero e mais compacta do que a outra, de ferro. É maisfácil correr com ela."A configuração permite que mais carregadores sejam levados pelo policial. O calibre é omesmo das pistolas da PM. "Mas tem mais precisão e alcance, porque o cano é maislongo", diz o sargento.O presidente da Federação Paulista de Tiro Prático, Gilberto Oliveira Perdoná, explicaque o projétil dessa submetralhadora tem mais "poder de parada" do que o de uma de 9mm."A bala 9 mm perfura mais, mas essa paralisa antes que o alvo tenha uma reação.Portanto, ela economiza tiros e consegue resolver mais rápido a situação", explica.A submetralhadora da PM paulista não tem a mesma potência que as armas da polícia doRio, que usa calibre.223, compara Perdoná. "No Rio, elas são páreo para fuzis", diz.A SMT.40 é avaliada em R$ 4.500. A PM não informa quantas armas comprou e diz que aantiga continua em uso.
  2. 2. FONTE - FOLHASelecionamos algumas fotos da Taurus/Famae SMTcalibre .40.Para visualizar melhor é só clicar sobre a foto.

×