Your SlideShare is downloading. ×
0
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Bordados da vida._06_abr_09
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Bordados da vida._06_abr_09

203

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
203
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. BORDADOS DA VIDA
  • 2. Quando eu era pequeno, minha mãe costurava muito.Eu me sentava no chão, olhava e perguntava o que ela estava fazendo. Ela respondia que estava bordando.
  • 3. Todo dia era a mesma pergunta e a mesma resposta. Observava seu trabalho de uma posição abaixo de onde ela se encontrava sentada, e repetia: “Mãe, o que a senhora está fazendo?”
  • 4. Dizia-lhe que, de onde eu olhava, o que ela fazia meparecia muito estranho e confuso. Era um amontoado de nós e fios de cores diferentes, compridos, curtos, uns grossos e outros finos...Eu não entendia nada.
  • 5. Ela sorria, olhava para baixo e gentilmente me explicava: “Filho, saia um pouco para brincar, equando terminar meu trabalho eu chamo você e lhecoloco em meu colo. Deixarei que veja o trabalho de minha posição.
  • 6. Mas eu continuava a me perguntar lá de baixo: Por que ela usava alguns fios de cores escuras e outras claras? Por que me pareciam tão desordenados eembaraçados? Por que estavam tão cheios de nós e pontos? Por que não tinham ainda uma formadefinida? Por que demorava tanto para fazer aquilo?
  • 7. Um dia, quando eu estava brincando no quintal,ela me chamou. “Filho, venha aqui e sente em meu colo”.
  • 8. Eu sentei no colo dela e me surpreendi ao vero bordado. Não podia crer. Lá de baixo parecia tão confuso! E, de cima, eu vi uma paisagem maravilhosa!” Então minha mãe disse:
  • 9. - “Filho, de baixo para cima parecia confuso edesordenado porque você não viu que na parte de cima havia um belo desenho...
  • 10. ...Mas, agora, olhando o bordado da minha posição, você sabe o que eu estava fazendo”.
  • 11. Muitas vezes, ao longo dos anos, tenho olhadopara o céu e dito: “Pai, o que estás fazendo?”Ele parece responder: “Estou bordando a sua vida, filho”.
  • 12. E eu continuo perguntando: “Mas está tudo tão confuso...Pai, tudo está desordenado. Há muitos nós,fatos ruins que não terminam e coisas boas que passam rápido. Os fios são tão escuros... Por que não são mais brilhantes?”
  • 13. O Pai parece dizer: “Meu filho, ocupe-se com seutrabalho, descontraia-se...confie em mim. Eu farei omeu trabalho. Um dia, colocarei você em meu colo, eentão vai ver o plano da sua vida da minha posição”.
  • 14. Às vezes não entendemos o que está acontecendo emnossas vidas. As coisas são confusas, não se encaixam e parece que nada dá certo.
  • 15. É que estamos vendo o avesso da vida. Do outro lado, Deus está bordando.
  • 16. Que Deus faça de sua vida um lindo “bordado”!
  • 17. Montagem : AdeN NeT Texto :Desconhecido criar@paulolacava.com.brSe você gosta de receber mensagem de motivação e reflexão, informes de cursos ou de futuras viagensdo nosso grupo, receba gratuitamente, cadastrando- se no site: www.paulolacava.com.br

×