25 de abril

3,344 views
3,245 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,344
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
31
Actions
Shares
0
Downloads
70
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

25 de abril

  1. 1. 25 de Abril de 1974
  2. 2. Afinal o que foi o 25 de Abril? O que aconteceu de tão importante nessa data? Antes do dia 25 de Abril de 1974, o nosso país vivia mergulhado na tristeza e no medo. Muitas pessoas viviam na miséria.
  3. 3. Marcelo Caetano. Tendo o país vivido, ao longo deste tempo numa ditadura. Salazar Estes senhores governaram Portugal num estado ditatorial.
  4. 4. Não havia democracia, não se realizavam eleições livres e ficavam sempre os mesmos a mandar. As pessoas não tinham liberdade para dizer o que pensavam sobre o governo. Havia a PIDE (Polícia Internacional de Defesa do Estado), uma polícia política que vigiava, prendia e torturava quem tivesse ideias contrárias às do governo. Existia a censura.
  5. 5. Com o 25 de Abril, mudou muita coisa no nosso país: acabou a ditadura e começou a democracia. o povo português passou a ter liberdade para falar e escolher Tudo isto porque aconteceu uma revolução, a Revolução dos Cravos. Diz-se que foi uma revolução porque a política do nosso País se alterou completamente.
  6. 6. Mas como não houve a violência habitual das revoluções (manchada de sangue inocente), o povo ofereceu flores (cravos) aos militares que os puseram nos canos das armas. Em vez de balas, que matam, havia flores por todo o lado, significando o renascer da vida e a mudança!
  7. 7. As pessoas gritavam «O POVO, UNIDO, JAMAIS SERÁ VENCIDO». Por este motivo, o dia 25 de Abril foi declarado «DIA DA LIBERDADE» e é feriado nacional.
  8. 9. Sabias que em Portugal a escola só era obrigatória até à 4ª classe? Era complicado continuar a estudar depois disso. E sabias que os professores podiam dar castigos mais severos aos seus alunos? <ul><li>Todos os homens eram obrigados a ir à tropa (na altura estava a acontecer a Guerra Colonial) e a censura, conhecida como &quot;lápis azul&quot;, é que escolhia o que as pessoas liam, viam e ouviam nos jornais, na rádio e na televisão. </li></ul><ul><li>Antes do 25 de Abril, todos se mostravam descontentes, mas não podiam dizê-lo abertamente e as manifestações dos estudantes deram muitas preocupações ao governo. </li></ul><ul><li>Os estudantes queriam que todos pudessem aceder igualmente ao ensino, liberdade de expressão e o fim da Guerra Colonial, que consideravam inútil. </li></ul>
  9. 10. A solução acabou por vir do lado de quem fazia a guerra: os militares. Cansados desse conflito e da falta de liberdade criaram o Movimento das Forças Armadas (MFA), conhecido como o &quot;Movimento dos Capitães&quot;. <ul><li>Depois de um golpe falhado a 16 de Março de 1974, o MFA decidiu avançar. O major Otelo Saraiva de Carvalho fez o plano militar e, na madrugada de 25 de Abril, a operação &quot;Fim-regime&quot; tomou conta dos pontos mais importantes da cidade de Lisboa, em especial do aeroporto, da rádio e da tv. As forças do MFA, lideradas pelo capitão Salgueiro Maia, cercaram e tomaram o quartel do Carmo, onde se refugiara Marcelo Caetano. Rapidamente, o golpe de estado militar foi bem recebido pela população portuguesa, que veio para as ruas sem medo </li></ul>
  10. 11. <ul><li>Sabias que para os militares saberem quando avançar foram lançadas duas &quot;senhas&quot; na rádio? A primeira foi a música &quot;E Depois do Adeus&quot;, de Paulo de Carvalho, a segunda foi &quot;Grândola, Vila Morena&quot;, de Zeca Afonso, que ficou ligada para sempre ao 25 de Abril. </li></ul><ul><li>Depois de afastados todos os responsáveis pela ditadura em Portugal, o MFA libertou os presos políticos e acabou com a censura sobre a Imprensa. E assim começou um novo período da nossa História, onde temos liberdade, as crianças todas podem ir à escola e o País juntou-se ao resto da Europa. Mas ainda há muito, muito caminho a percorrer... </li></ul>
  11. 13. Era uma vez uns senhores que mandavam neste país, exploravam e oprimiam o povo
  12. 14. O povo vivia triste e na miséria
  13. 15. Mas o povo organizou-se para a luta
  14. 16. Chegou o dia 25 de Abril com as forças armadas o Exército a Marinha a Aviação Movimento das Forças Armadas.
  15. 17. E mandaram embora esses senhores que oprimiam o povo.
  16. 18. O povo uniu-se com o Movimento das Forças Armadas
  17. 19. Começou a construção de Portugal Novo Livre Democrático A caminho do socialismo

×