Revista maisa1pdf
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Revista maisa1pdf

on

  • 694 views

Revista Maísa número 1

Revista Maísa número 1

Statistics

Views

Total Views
694
Views on SlideShare
683
Embed Views
11

Actions

Likes
1
Downloads
4
Comments
0

3 Embeds 11

http://historiatricoterapiacapilar.blogspot.com.br 8
http://historiatricoterapiacapilar.blogspot.com 2
http://translate.googleusercontent.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Revista maisa1pdf Revista maisa1pdf Document Transcript

  • MaísaAno 1│Edição nº 01│ Julho / Agosto - 2009 Tratamento: Óleos minerais tratam os cabelos? Depoimento: Aconteceu com o meu cabelo Empresa: Clínica Saúde do Cabelo Comportamento: Você é um workaholic?
  • Novo lançamento dos produtos VÉX VEGETAIS!!!!!!! A união da manteiga de ucuhuba (originária do Amazonas) com o óleo de Castanha do Pará deu origem a esta nova manteiga que trata, nutre e recupera cabelos danificados e ressecados. Recuperação, brilho, maciez e sedosidade são as marcas registradas da Manteiga Vegetal de Castanha do Pará. Livre de óleo mineral ou vaselina. À venda a partir do mês de Julho. MANTEIGA VEGETAL DE UCUHUBA E CASTANHA DO PARÁ N OVO
  • Revista Maísa - Julho/Agosto - 2009 Editorial Nesta Edição Expediente Mais um projeto, mais um sonho realizado: REVISTA MAÍSA. Mas quem é Maísa? Uma mulher íntegra, lutadora, guerreira. Uma profissional que fez a diferença na área de beleza e de tratamento capilar. Cheia de idéias, de inovações, Maísa é um ser humano que tem dentro de si a transparência e a consciência de que juntas podemos fazer a diferença neste mundo tão capitalista onde o ser humano perdeu o contato consigo mesmo. Por isto a REVISTA MAÍSA veio para ser a porta voz da verdade, do conhecimento e um meio de unir pessoas, tirar dúvidas, passar informações, realizar sonhos. Fique a vontade e desfrute das informações contidas na REVISTA MAÍSA. 04 - a minha história A história da Véx 05 - Depoimento Aconteceu com o meu cabelo 06 - Transformação Antes e Depois 07 - Empresa Clínica de Tricoterapia Saúde do Cabelo 08 - Comportamento Você é um workaholic 10 - HOSPITAL DO CABELO Na Feira Mineira de Beleza 11 - MESA REDONDA Alunos do curso de Tricoterapia 12 - Profissão do Futuro Tricoterapeuta 13 - CURSO DE TRICOTERAPEUTA Programação do curso 16 - TRATAMENTO Óleos minerais tratam os cabelos? 17 - VEGETAIS Conheça o confrei e manteiga de ucuhuba 18 - RODADA DE EMPREEENDIMENTOS Abril e Maio de 2009 19 - VÉX VEGETAIS Ação Social Direção Geral Maísa Stuani dos Santos Projeto Gráfico e Diagramação César P. Souza Impressão Sempre Editora Ltda. Fale conosco E-mail: maisastuanisantos@hotmail.com Telefone: (31) 88016805 (31) 34126914 3
  • 4 A MINHA HISTÓRIA C omecei a cuidar dos cabelos das pessoas da pequena cidade onde morava com 19 anos de idade. Sempre misturava os produtos que usava para tratar os cabelos das minhas clientes com ervas, mel, óleos vegetais para que eu pudesse recuperar aqueles cabelos que estavam secos, desidratados e com problema. E foi assim que comecei a viajar, fazer cursos e conhecer pessoas para obter conhecimentos e respostas sobre o que faltava nas linhas de cosméticos para realmente tratar os cabelos. Nestas viagens fui a cada dia aprendendo e me apaixonando pelo mundo das plantas, pois descobri que ali estava a resposta que eu tanto procurava. Como curiosa e autodidata comecei a comprar livros de fitoterapia até que consegui juntar dinheiro e fazer um curso. Aquilo foi uma realização pessoal e um grande amor que estava começando na minha vida. Hoje,depois de 20 anos,consegui realizar o meu sonho. Faço os próprios produtos para tratar os cabelos das minhas clientes. Nestes produtos, além de amor, carinho, experiência de anos, vai ingredientes mágicos:extratos e óleos vegetais. Em homenagem a essas lindas e maravilhosas plantas, que me acompanham a anos, coloquei o nome dos meus produtos de VÉX VEGETAIS. Somos uma empresa pequena, com uma produção pequena e artesanal. Pretendo continuar assim. Para que crescer e perder o controle sobre o que eu faço? Quero continuar como eu e a VÉX somos. E somos assim, uma pequena produção familiar e mais os meus gatos, meus bichos e minhas plantas. Eu amo acordar de manhã no meu sítio, aguar minhas plantas e brincar com os meus bichos. Hoje a VÉX é minha filosofia, minha postura de vida e meu ideal. Maísa Stuani Participe,conte sua história também! Revista Maísa - Julho/Agosto - 2009 e a história da Véx
  • 5Revista Maísa - Julho/Agosto - 2009 DEPOIMENTO aconteceu com o meu cabelo Meu cabelo era colorido, longo e saudável. Tinha brilho e maciez. Em 2006 eu fui participar do concurso “Miss Lagoa Santa”e fiquei em primeiro lugar. Eu já cuidava muito bem dos meus cabelos, mas como ganhei o concurso, redobrei os cuidados. Como Minas Gerais é um estado com muitas cidades, houve uma pré-seleção em Divinópolis, na qual seria selecionado somente 25 misses para participar do concurso “Miss Minas Gerais” no meio de mais de 300 candidatas. Nesta pré- seleção eles olhavam altura, peso, medidas, comunicação, simpatia. Eu fiquei maravilhada por ter sido selecionada, pois tinha muitas candidatas bonitas. Três dias antes de ocorrer o concurso Miss Minas Gerais 2006, eu resolvi dar um retoque de raiz num salão na qual eu freqüentava desde os 13 anos de idade. Levei um susto: percebi que o meu cabelo em contato com a química ficou muito quente e eu chamei na hora a cabeleireira. Ao invés dela retirar o produto ela simplesmente borrifou água e deixou o tempo normal de ação. Quando cheguei no lavatório par lavar, meu cabelo começou a ficar elástico e quebrar. Fiquei com muitos ferimentos no couro cabeludo. A cabeleireira e todo mundo no salão ficaram em pânico. Eucomeceiachorar. Fiqueiaosprantosearrasada, pois tive que cortar todo o meu cabelo. Resumindo: fiquei com o cabelo curto. No outro dia, acordei com a estima baixa e chorando muito. No dia seguinte resolvi desistir do concurso. Procurei o coordenador do concurso da minha cidade e disse o que aconteceu a ele. Ele me mostrou o contrato, no qual em caso de desistência, eu pagaria o valor de dez mil reais. Eu tive que participar da final. Quando cheguei no concurso todas as meninas ficaram me perguntando o que aconteceu no meu cabelo. Fiquei péssima ao relembrar tudo o que aconteceu. Graças ao apoio das meninas e por ter uma agenda lotada de ensaios, passeios e entrevistas, consegui esquecer um pouco o problema. Eu fiquei em sexto lugar no concurso, mas acredito que se estivesse com meus lindos cabelos longos, teria sido melhor classificada. Quanto ao salão que fiz a química fiquei sabendo que ocorreu o mesmo com duas pessoas. Hoje eu pesquiso muito ao escolher um salão. Quando coloca uma química no meu cabelo, eu logo vejo se aqueceu. Fiquei traumatizada. Eu prefiro deixar os meus cabelos na mão de um tricoterapeuta que respeita a anatomia dos fios e do couro cabeludo. SE VOCÊ TEM UMA HISTÓRIA INTERESSANTE PARA CONTAR,POR FAVOR ENVIE UMA CARTA PARA O ENDEREÇO: “ACONTECEU COM O MEU CABELO” RUA RITA FERREIRA, 23 BAIRRO CAIÇARA BELO HORIZONTE MINAS GERAIS CEP 30750-190
  • 6 Revista Maisa - Julho/2009 TRANSFORMAÇÃO antes e depois Como está o cabelo da cliente?1. Cabelo asfítico, pontas ralas, cor indefinida, esverdeada. Quais as químicas que o cabelo tem?2. Coloração, descoloração, escova progressi- va. O que você fez para realizar a transfor-3. mação? Primeiro passo: consulta Segundo passo: fazer a tricoterapia de pré- química. Terceiro passo: proteção do couro cabeludo com antibiótico vegetal. Quarto passo: retoque da raiz, corrigindo com uma coloração clareadora. Na raiz uma volumagem de 12% e no cumprimento e pontas uma volumagem de 6%. Usei o louro 10. A cor natural da raiz era 4. Misturei o óleo nutrix 1 na tinta. Quinto passo: enxaguei e passei o cicatrizan- te dos fios. Deixei 10 minutos e enxaguei. Apliquei o cicatrizante dos fios e escovei. Sexto passo: fiz mechas usando a cor 4/45: castanho mogno dourado. Sétimo passo: enxagüei. Passei um antioxi- dante. Passei o antibiótico nos fios e deixei 5 minu- tos. Fiz a tricoterapia de cicatrização, misturando no cicatrizante 10 gotas do óleo nutrix. Cortei as pontas. Oitavo passo: passei a piastra e logo após o brilho vegetal. Qual o segredo da técnica?4. Usar volumagens diferentes na raiz e cumpri- mento/pontas. Porque no cumprimento dos fios se passar a mesma volumagem da raiz vai dar perda de cuticular e o cabelo ficaria mais asfítico. Profissional: Humberto Rosa (Tricoterapeuta e Hair Designer) (31) 2511-1013 Antes depois
  • 7Revista Maisa - Julho/2009 Em março de 2006, a cabe- leireira Geni Mendes Brás se matriculou no Curso de Pro- fissionalizante de Tricotera- peuta na Escola Hospital do Cabelo. Ela nem imaginava que sua vida profissional mudaria para sempre. Hoje ela é tricoterapeuta e empresária proprietária da Clínica de Tricoterapia Saúde do Cabelo, situada a Rua Itapetinga, 2072, no bairro Cachoeirinha, em Belo Horizonte. Suaempresafoiinauguradaemfevereirode2008 e já tem um grande número de tricopacientes. A tricoterapeuta Geni atende somente com horá- rio marcado e seu funcionamento é de segunda a sábado das 8:00 às 21:00 horas. Geni exerce so- mente a profissão de tricoterapeuta. GENI, COMO É SER TRICOTERAPEUTA E PROPRIE- TÁRIA DE UMA CLÍNICA DE TRICOTERAPIA? Eu me sinto muito bem em resolver os proble- mas capilares dos clientes que me procuram. Muitos deles chegam desesperados e se sentem seguros quando percebem que falam com uma profissional. Quanto ao fato de eu ser proprietá- ria eu sinto que tenho que ter muita responsabi- lidade e organização. QUAL A TRICOTERAPIA MAIS PROCURADA? A tricoterapia mais procurada é a de cabelos quebradiços, devido ao grande número de esco- vas progressivas existentes no mercado. QUAL O CASO MAIS GRAVE QUE VOCÊ ATEN- DEU? Foi um caso de alopecia areata universal. Ele per- deu todo o cabelo do couro cabeludo e corpo. Eu tratava, crescia de um lado e caía do outro. Troquei a manutenção e com o compromisso do tricopaciente em fazer tudo certo, consegui re- solver o problema. QUAL O CASO MAIS DIFÍCIL? Foi um caso de quebra. O tricopaciente apresen- tava um cabelo afro, duro e quebradiço. Ele relaxava muito. Hoje o cabelo está ótimo. QUE CONSELHO VOCÊ DARIA PARA QUEM QUER SEGUIR A PROFISSÃO DE TRICOTERAPEUTA? Desde o primeiro dia de curso, não misturar a profissão de cabeleireiro com tricoterapeuta. São muito diferentes. Tem que ser otimista com o que está fazendo, trabalhar com respeito, com dignidade e princi- palmente estudar e praticar muito. EMPRESA clínica de tricoterapia saúde do cabelo CLÍNICA SAÚDE DO CABELO www.clinicasaudedocabelo.com.br (31) 41012903 (31) 88667329 (31) 93839303
  • 8 Revista Maísa - Julho/Agosto - 2009 COMPORTAMENTO você é um workaholic? O que é ser um workaholic? Primeiro, vamos a definição do termo: Work= trabalho - Alco holic= alcoólatra Workaholic então é um viciado em trabalho. Estudos recentes de casos clínicos em consultó- rios psicológicos e psiquiátricos concluíram que o vício em trabalho é similar ao vício em álcool ou cocaína: A mola-mestra é a compulsão. Para o Workaholic o trabalho torna-se uma obsessão. A sociedade desaprova bêbados e drogados, mas aprova e até admira quem trabalha bastante. Workaholics são pessoas que fazem do trabalho a sua principal razão de viver. Entre tantos moti- vos que levam a tal situação, estão a competição, busca de poder e status, realização profissional e as vezes, a maior razão, para muitas pessoas: a fuga de problemas íntimos ou familiares. O workaholic faz de seu trabalho o sentido de sua vida, canaliza cada vez em maior escala sua energia no trabalho, sacrificando assim o lazer e as relações pessoais. É uma pessoa que raciona- liza muito, desconsidera seus próprios sentimen- tos e tem um contato mínimo com si mesmo e com seus conflitos. É um tanto individualista e egoísta. Os workaholics não são simplesmente pessoas que trabalham duro ou por muitas horas. Como um alcoólico, um workaholic neglicencia a fa- mília, os relacionamentos pessoais e outras res- ponsabilidades. Os workaholics sentem-se mal quando não estão trabalhando. São acometidos por sentimentos subjacentes de inadequação e trabalham ainda mais numa tentativa de aumen- tar sua auto-estima. Como os alcoólicos, os workaholics vivem num estado de negação, não conseguindo enxergar o impacto de seu comportamento sobre a famí- lia e os colegas, e muitas vezes tentam esconder seu comportamento viciado - por exemplo, afas- tando-se disfarçadamente da família durante um feriado para dar um telefonema ou verificar a correspondência. Os workaholics foram chama- dos de“viciados respeitáveis”(Killinger,1991). Algunsdostraçoscaracterísticosdeumworkaho- lic são: perfeccionismo obsessivo, alta necessi- dade de controle, comprometimento irracional com trabalho, desejo excessivo de agradar ou- tras pessoas e forte tendência a pôr as necessi- dades delas em primeiro lugar. Os workaholics classicamente fazem mais do que é necessário. Quando atingem seu limite, isso afeta o traba- lho, a família, os amigos - seu bem-estar como um todo. Podem ocorrer fadiga crônica, preocu- pação excessiva, irritabilidade, oscilações de hu- mor, comunicação deficiente, suspeita beirando a paranóia e perda do senso de humor e da capa- cidade de brincar. O medo de fracassar pode ir minando a autocon- fiança e aumentar a ansiedade. Também pode aparecer outro comportamento viciado como abuso de álcool ou de drogas. Afastamento dos filhos e casos extraconjugais são comuns. No extremo, podem ocorrer perda de integridade, lapsos éticos e desonestidade (Killinger, 1991; Porter, 1996). Devido à competência, ao envolvimento e ao tra- balho intenso dos workaholics, sua vida pública pode ser plena de sucesso. Mas sua vida privada costuma ser desastrosa. Mas é possível trabalhar duro e conseguir sucesso sem o impulso obses- sivo do workaholism. A maior conseqüência em ser um workaholic é a deterioração da qualidade de vida e também daqueles que o cercam, a pessoa só começa a perceber que está se auto destruindo quando identifica algum quadro de estresse, depressão, isolamento, úlcera ou problemas cardíacos.
  • 9Revista Maísa - Julho/Agosto - 2009 Se você identificou algum ponto aqui abordado, minha sugestão é: faça uma pausa, proponha-se uma autocrítica e uma auto-análise, avaliando a sua maneira de se relacionar consigo e com as pessoas, a forma de resolver seus problemas afetivos - emocionais, e como tem se dedicado ao trabalho. Um forte indicador é se as pessoas à sua volta estão reclamando a sua presença. O trabalho é ótimo, gratificante e enriquecedor, mas não pode ser tudo na sua vida. Se estiver sendo sua razão de viver, pare e avalie; uma terapia pode auxiliar a você e colocar as coi- sas nos eixos. O livro “O Executivo em Harmonia”, da Publifolha, explica o que é o “workaholism” e os traços que definem um workaholic. Escritoporespecialistasemsaúdeecomportamento, “O Executivo em Harmonia” revela as raízes de problemas que afetam executivos e ensina como preveni-los e tratá-los através de recomendações práticas para recuperar o vigor físico, o bem-estar psicológico e a vitalidade espiritual. * A Tabela permite uma auto-avaliação em termos de atitudes e comportamentos de workaholic. 1. Você fica mais excitado com seu trabalho do que com sua família ou qualquer outra coisa? 2.Existemmomentosemquevocêpodedelegarseutrabalho e outros momentos em que isso é impossível? 3.Vocêlevatrabalhoparafazernacama?Nofimdesemana? Nas férias? 4. O trabalho é a atividade que você mais gosta de fazer e da qual mais gosta de falar? 5.Você trabalha mais de 40 horas por semana? 6. Você transforma seus hobbies em empreendimentos que rendam dinheiro? 7.Vocêassumetotalresponsabilidadepeloresultadodeseus esforços de trabalho? 8. Sua família e seus amigos desistiram de esperar que você chegue na hora? 9.Vocêpegatrabalhoextraporqueachaquesenãoforassim ele não será feito? 10. Você subestima o tempo que um projeto vai levar para ser feito e depois tem de correr feito louco para terminá-lo no prazo? 11.Você acha que não há problema em esticar o expediente se você adora o que está fazendo? 12. Você fica impaciente com pessoas que têm outras prioridades além do trabalho? 13.Você tem receio de que, se não trabalhar duro, vai perder o emprego ou se tornar um fracassado? 14.Ofuturoéumapreocupaçãoconstanteparavocê,mesmo quando as coisas estão correndo muito bem? 15.Vocêfaztudodemaneiraenérgicaecompetitiva,mesmo as brincadeiras? 16.Vocêficairritadoquandoaspessoaspedemquevocêpare um pouco de trabalhar para fazer qualquer outra coisa? 17. Suas horas extras incomodaram sua família ou outros relacionamentos? 18.Você pensa em seu trabalho quando dirige ou se prepara para dormir, ou quando os outros estão falando? 19.Você trabalha ou lê durante as refeições? 20.Vocêacreditaquecommaisdinheiroiráresolverosoutros problemas de sua vida? Livro mostra como ter saúde sem abrir mão do sucesso profissional Como saber se você é um workaholic?
  • 10 Revista Maísa - Julho/Agosto - 2009 HOSPITAL DO CABELO na feira mineira de beleza A Escola Profissionalizante Hospital do Cabelo esteve presente no mês de junho na Professional Fair - Feira Profissional de Beleza. Muito contente com os resultados obtidos na feira, Maísa Stuani comenta estar muito animada em participar desta feira no ano que vem com muitas novidades. Conheça o calendário de cursos da Escola: Faça sua inscrição pelo fone (31) 32225531 Mais informações sobre os cursos no site: www.escolahospitaldocabelo.com.br www.vexvegetais.com.br JÁ ESTÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O CURSO PROFISSIONALIZANTE DE TRICOTERAPEUTA 2010 cronograma JULHO: DIA 06 e 13 Curso de tratamento e recuperação de cabelos seguindo os princípios da Fitoterapia, Cosmetologia e Tricologia. DIA 20 Curso Profissionalizante de Trico Colorimetria - total de 10 vagas- profissional especialista em coloração e descoloração. DIA 27 Curso Avançado de Tricologia. DIA 27 Curso de introdução à Tricologia e Fitoterapia. GRATUITO Agosto: DIA 03 Curso de tratamento e recuperação de cabelos seguindo os princípios da Fitoterapia, Cosmetologia e Tricologia. DIA 03 e 10 Curso de tratamento e recuperação de cabelos seguindo os princípios da Fitoterapia, Cosmetologia e Tricologia. DIA 24 Curso de introdução à Tricologia e Fitoterapia. GRATUITO
  • 11Revista Maísa - Julho/Agosto - 2009 O curso de tricoterapeuta ofereci- do pela Escola Hospital do Cabelo é um curso completo no qual pre- para o profissional para o merca- do de trabalho. Considerada a profissão do futuro, se engana quem pensa que o cur- so ensina somente a tratar e recu- perar cabelos. No seu conteúdo programático entra matérias como Psicologia, Programação neuro-lingüística, Comunicação, Ética Profissional, etc. A filosofia da escola é que, para um aluno se tornar um profissio- nal competente, tem que traba- lhar todas as áreas relacionadas com a profissão: “Ele tem que saber comunicar, ter psicologia ao falar com seu cliente e acima de tudo ter ética profissional.” co- menta Maísa Stuani, professora de tricoterapia. O que pensa os alunos do curso de tricoterapeuta? Míria Fernandes- Belo Horizonte “O curso de tricoterapeuta mudou a minha visão enquanto cabelei- reira. Antes eu usava aquilo que me apresentavam. Hoje aprendi a questionar a eficácia dos produtos e a mostrar para a cliente que sou profissional e entendo daquilo que faço porque me qualifiquei. Neire Lúcia Marques- Betim “O curso de tricoterapeuta mudou o meu comportamento através de como eu vejo os cosméticos e di- ferenciar o que é um tratamento hoje. O curso está me ajudando psicologicamente a lidar com vá- rias situações que antes eu não conseguia lidar. Também está me ajudando muito no convívio da minha família.” Sandra Regina dos Santos- Belo Horizonte “Com os conhecimen- tos adquiridos no curso de trico- terapeuta mudei radicalmente meu modo de trabalhar e o mais importante: o respeito pela saúde dos meus cabelos e cabelos das minhas clientes. Hoje a indústria de cosméticos não mais me faz de fantoche. Sou a verdadeira regen- te da minha vida e do meu espaço de trabalho. Só uso produtos de qualidade e só faço procedimen- tos com certeza de solução.” Luzia Couto Ferreira- Rio de Ja- neiro “O curso mudou minha vida tanto no lado profissional como pessoal. Comecei a entender mui- to mais sobre tratamento (saúde). Hoje já não trabalho mais com maquiagem. Vejo o couro cabe- ludo e o fio de cabelo com outro olhar, como realmente ele é: um mini-órgão com suas necessida- des próprias.” Raphaella Batista- Belo Horizon- te “Mudei completamente o meu conceito sobre um verdadeiro tratamento dos cabelos, tanto da saúde quanto da beleza dos mes- mos. Aprendi e descobri como diferenciar reais composições de produtos e agir em meu consultó- riocomseriedadeeacimadetudo, com muito profissionalismo.” MESA REDONDA alunos do curso de tricoterapia Luiza Costa Meire Lúcia Miria Raphaella Sandra Regina
  • 12 Revista Maisa - Julho/2009 PROFISSÃO DO FUTURO tricoterapeuta APRESENTAÇÃO DO CURSO: A vida do homem e da mulher mudou muito de alguns anos para cá. A agitação do dia-a-dia, o excesso de química, a água clorada, a poluição, condicionadores de ar, uso indevido de xampus, cremes sem enxagüe, alimentação desequilibrada, causam uma série de anomalias no couro cabeludo e no fio de ca- belo. Caspa, dermatite seborréica, dermatite de contato,psoríase, calvície, alopécia areata, alo- pécia pós-parto, quebra, queda, coceiras, resse- camento e porosidade excessiva faz com que haja um alto índice de problemas e patologias capilares, fazendo da tricoterapia a profissão do futuro. OBJETIVO DO CURSO: O principal objetivo é formar profissionais capa- citados para atender várias patologias do couro cabeludo e fios de cabelos em salões de cabelei- reiros, centros ou clínicas de tricoterapias ou em parceria com dermatologistas. INFORMAÇÕES ESPECÍFICAS: Duração: 12 meses Total de vagas- 30 vagas Valor do curso: 1500 reais. Não está incluído as apostilas. Este valor é dividido, ou seja, vai sendo pago no decorrer do curso. Este curso é obrigatório a presença de um do- mingo e uma segunda-feira por mês, ou seja, é um curso a distância, mas que também é presen- cial. PARA ALUNOS DE OUTRAS CIDADES OU ESTADOS TEM UM HOTEL A UM QUARTEIRÃO DA ESCOLA. CRITÉRIOS PARA MATRÍCULA: • Curso seletivo- é necessário fazer entrevista para seleção. Para alunos de outros Estados ou cidades distantes de Belo Horizonte, realizamos a entrevista por telefone. Faça sua entrevista pelo telefone 31 32225531- Falar com Helena Não é necessário ser cabeleireiro, ou esteticista para fazer o curso. Qualquer pessoa pode fazer o curso de tricoterapeuta, desde que goste e se interesse pelo assunto de tratamento e recupe- ração capilar. METODOLOGIA DO CURSO (ABCRP): • Aulas teóricas • Aulas práticas • Oficina com fabricação de xampu, condiciona- dor, reparador de pontas • Estágio • TCC: Trabalho de Conclusão de Curso • Inventário de Atitudes Tomadas no Trabalho CERTIFICAÇÃO: O Certificado é o único reconhecido pela ATT- MG: ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAISTRICOTE- RAPEUTAS DE MINAS GERAIS. Qual a diferença entre tricoterapeuta e terapeuta capilar? Atualmente, como a área de terapia capilar está crescendo rapidamente, muitos cabeleireiros estão fazendo aqueles “cursos de reciclagem” em empresas de cosméticos e aca- bam se identificando como“terapeuta capilar”. Já o tricoterapeuta é um profissional que fez um curso sério de 1 ano e aprendeu várias matérias com fundamento cien- tífico e trata os cabelos seguindo os princípios da tricologia. Após o término do curso, geralmente todos os tricoterapeu- tas entram na ATT-MG, que é uma associação que defende e organiza a profissão.
  • 13Revista Maisa - Julho/2009 CURSO DE TRICOTERAPEUTA TRICOLOGIA TRICOTERAPEUTA- A PROFISSÃO DO FUTURO• O COURO CABELUDO• A PAPILA• A GLÂNDULA SEBÁCEA• A GLÂNDULA SUDORÍPARA• OS CAPILARES SANGUÍNEOS• O BULBO• A RAIZ• VIAS DE PENETRAÇÃO• ENVELHECIMENTO CUTÂNEO• O FIO DE CABELO• FORMAÇÃO DO FIO DE CABELO• PH DO CABELO• TIPOS DE FIO DE CABELO• TIPOS DE BULBO DE CABELO• TIPOS DE PONTAS DE CABELOS• AGENTES QUE DANIFICAM OS CABELOS• TERAPIA COM MOLÉCULAS• PREPARANDO O CABELO PARA QUÍMICA• TERAPIA PÓS- QUÍMICA• TERAPIA PARA ESCOVA E PRANCHA• COSMETOLOGIA ÁREA DE COSMÉTICOS- UM SETOR EM CRESCIMENTO• O QUE É COSMETOLOGIA• HISTÓRIA DA COSMETOLOGIA• O QUE SÃO COSMÉTICOS• AS ERAS NA COSMETOLOGIA• QUERATINA• SILICONE• PRODUTO NATURAL• PRINCIPIOS ATIVOS• OS ÓLEOSVEGETAIS• O QUE É UM PRODUTO COSMECÊUTICO• FORMULAÇÃO DE UM COSMÉTICO• MATÉRIAS-PRIMAS INDESEJÁVEIS NOS COSMÉTICOS• A HISTÓRIA DO XAMPU• COMO É FEITO UM XAMPU• EFEITOS INDESEJÁVEIS DOS COSMÉTICOS: FLY AWAY, BUILD UP• A HISTÓRIA DO CONDICIONADOR• FUNÇÃO DO CONDICIONADOR• COMO É FEITO UM CONDICIONADOR• COSMÉTICOS FINALIZANTES• FINALIZANTES PARA COURO CABELUDO• FINALIZANTES PARA O FIO• GEL• MOUSSE• FIXADORES• TINTURAS• DESCOLORANTES• COLORAÇÃO COM HENA• COLORAÇÃO COM SAIS METÁLICOS• ALISANTES• ESCOVA PROGRESSIVA• ESCOVA DEFINITIVA• PSICOLOGIA E PROGRAMAÇÃO NEURO- LINGUÍSTICA O QUE É PROGRAMAÇÃO NEURO-LINGUISTICA• RACIOCÍNIO LÓGICO• VERDADE EVALIDADE• DESENVOLVENDO A CONCENTRAÇÃO ATRAVÉS DO CHART• COMUNICAÇÃO E PNL• DIALOGO INTERNO• TRANSE• A FORÇA DA PALAVRA• PROBLEMA- AMIGO OU INIMIGO• OBJETIVOS• COMO FORMULAR OBJETIVOS• TESTES PSICOLÓGICOS• PARÁBOLAS• CONSULTA COMO FAZER UMA CONSULTA TRICOLÓGICA A SEQUENCIA DE UMA• CONSULTA A ANAMNESE• O EXAME FÍSICO• EXAMES COMPLEMENTARES• O DIAGNÓSTICO• O PROGNÓSTICO• OTRATAMENTO• OBJETIVOS DA ANAMNESE• REQUISITOS BÁSICOS PARA REALIZAÇÃO DE UMA ANAMNESE• ENTENDENDO E SENDO ENTENDIDO CORRETAMENTE• O INÍCIO DA ENTREVISTA• O AMBIENTE• CONSULTÓRIO• A ANAMNESE NA PRÁTICA• ALGUNSTIPOS DE CLIENTE• PROGRAMAÇÃO DO CURSO
  • 14 Revista Maísa - Julho/Agosto - 2009 PRONTUÁRIO O PRONTUÁRIO CAPILAR• DEFINIÇÃO• LEGISLAÇÃO• IMPORTÂNCIA• DOCUMENTOS PADRONIZADOS DO PRONTUÁRIO CAPILAR• O QUE NÃO DEVE SER FEITO NO PRONTUÁRIO CAPILAR• TEMPODEARQUIVAMENTOERESPONSABILIDADEPELAGUARDADO• PRONTUÁRIO ACESSO AO PRONTUÁRIO• UTILIDADES DO PRONTUÁRIO• QUÍMICA CAPILAR- TEORIA E PRÁTICA PRODUTO QUIMICO: AMIGO OU INIMIG0?• TINTURAS OU COLORAÇÕES• COLORAÇÃO COM HENA• COLORAÇÃO COM SAIS METÁLICOS• DESCOLORAÇÃO• ALISAMENTOS• O SUCESSO DE UM BOM RELAXAMENTO• PROCESSOS QUÍMICOS JÁ REALIZADOS• TESTE DE RESISTÊNCIA• CATEGORIA DOS ALISANTES• ALISANTES COM SAIS METÁLICOS• ALISANTES COMTIOGLICOLATO DE AMÔNIO• COMPARANDO OS ALISANTES• COMO OS ALISANTES AGEM NOS FIOS• CONTRA INDICAÇÕES PARA USO DOS ALISANTES• ALONGAMENTO DE RAIZ, AMACIAMENTO, RELAXAMENTO OU ALI-• SANMENTO? QUANDO O ALISAMENTO É MAL FEITO• CUIDADO COM A NEUTRALIZAÇÃO• NOVATÉCNICA DE ALISAMENTO: ESCOVA DEFINITIVA• NOVATÉCNICA DE ALISAMENTO: ESCOVA PROGRESSIVA• ESTABILIZADOR PARA HIDRÓXIDO DE SÓDIO• NOVIDADES SOBRE PRODUTOS PARA QUÍMICA• TÉCNICA DE ALONGAMENTO PROGRESSIVO DE RAIZ• COMO IDENTIFICAR O NÍVEL DE RESSECAMENTO, POROSIDADE E O• GRAU DE DANOS A FIBRA CAPILAR AS ETAPAS DA QUÍMICA• 1ª ETAPA :O PRÉ-PROCESSAMENTO• 2ª ETAPA :O DIA DA QUÍMICA• 3ª ETAPA :O PÓS-PROCESSAMENTO• MANUTENÇÃO DA QUÍMICA E CUIDADOS ESPECIAIS• ÉTICA PROFISSIONAL O QUE É ÉTICA PROFISSIONAL• O QUE É UJM CÓDIGO DE ÉTICA• CÓDIGODEÉTICADAASSOCIAÇÃODOSTRICOTERAPEUTASDEMINAS• GERAIS CABELOS QUEBRADIÇOS CONSULTANDO CLIENTES DE CABELOS QUEBRADIÇOS• PROTOCOLO PARA CLIENTES DE CABELOS QUEBRADIÇOS• TRICOTERAPIA PARA CABELOS QUEBRADIÇOS• TRICOTERAPIA PARA REVITALIZAÇÃO DE PONTAS• COMO FORTALECER A FIBRA NO DIA DA QUÍMICA• SISTEMA DE ACIDIFICAÇÃO DOS FIOS• INSERÇÃO DO PROFISSIONAL TRICOTERAPEUTA NO MERCADO DE TRABALHO DEFININDO SUA CARREIRA NA PROFISSÃO• COMO MONTAR UM CENTRO DETERAPIA• COMO MONTAR UMA CLÍNICA• INGRESSANDO NA ATT-MG• COBRAR OU NÃO UMA CONSULTA• TABELA DE PREÇOS DASTRICOTERAPIAS APROVADA PELA ATT-MG• A IMPORTÂNCIA DO RETORNO E ACOMPANHAMENTO• VENDA DE PRODUTOS COSMECÊUTICOS• COMO MONTAR UM PRONTUÁRIO• CASPA, SEBORRÉIA, DERMATITE DE CONTATO, PSORÍASE O QUE É UMA ALERGIA• COMO SURGE A ALERGIA• COMO SURGE A CASPA• TIPOS DE CASPAS• CASPA SECA• CASPA OLEOSA• OLEOSIDADE EXCESSIVA• DEMATITE DE CONTATO• DERMATITE SEBORRÉICA• A DERMATITE SEBORRÉICA É UMA DOENÇA• ORIGEM DA PATOLOGIA• CROSTA LÁCTEA• PSORÍASE: ORIGEM, FISIOLOGIA, FORMA CLÍNICA, CICLO DA PSORÍ-• ASE. TRICOTERAPIA PARA OLEOSIDADE EXCESSIVA• TRICOTERAPIA PARA CASPA• TRICOTERAPIA PARA SEBORRÉIA• TRICOTERAPIA PARA DERMATITE DE CONTATO• TRICOTERAPIA PARA PSORÍASE• QUEDA E CRESCIMENTO CAPILAR O QUE É QUEDA. QUEDA DE CABELO MASCULINA E FEMININA CAU-• SAS,TIPOS E DIFERENÇAS ESTATÍSTICA DA QUEDA EM MINAS• ESTATÍSTICA DE QUEDA NO BRASIL• TIPOS DE CABELO NA PELE DO COURO CABELUDO• O COURO CABELUDO PRECISA RESPIRAR• OS EFEITOS DOS HORMÔNIOS SOBRE O FIO DE CABELO•
  • 15Revista Maísa - Julho/Agosto - 2009 TESTE DE REAÇÃO BIOQUÍMICA QUANDO SE APLICA QUÍMICA NO• COURO CABELUDO O DEMODEX FOLLICULORUM• CINCO SINAIS DE AVISO QUE PODEM TER PRÉ-DISPOSIÇÃO PARA• PERDER OU ENFRAQUECER OS CABELOS SEISCAUSASPRINCIPAISDEENFRAQUECIMENTOEPERDAANORMAL• DE CABELO MEDICAMENTOS SINTÉTICOS USADOS PARA TRATAMENTO ANTI-• QUEDA E SEUS EFEITOS COLATERAIS PRINCÍPIOS ATIVOS NATURAIS ANTI-QUEDA• NUTRIENTES DA BELEZA• PRESCRIÇÃO PARA TRICOPACIENTES COM QUEDA E QUE DESEJAM• ATIVAR O CRESCIMENTO FICHA“AR”- JOGO DAVERDADE• FUMO X QUEDA• ÁLCOOL X QUEDA• ORAÇÃO DOTERAPEUTA CAPILAR• TRICOTERPAPIA PARA QUEDA CAPILAR• TRICOTERAPIA ATIVADORA DO CRESCIMETNO CAPILAR• AROMATERAPIA A HISTÓRIA DA AROMATERAPIA• ONDE ENCONTRAMOS OS ÓLEOS ESSENCIAIS• ÓLEOS ESSENCIAIS E ÓLEOS SINTÉTICOS• FORMAS DE USO DOS ÓLEOS ESSENCIAIS• VIAS DE METABOLISMOS DOS ÓLEOS ESSENCIAIS• TOXIDADE DOS ÓLEOS ESSENCIAIS• A FREQUENCIAVIBRATÓRIA DOS ÓLEOS ESSENCIAIS• A IMPORTÃNCIA DO USO DOS ÓLEOS ESSENCIAIS NAS TRICOTERA-• PIAS COMUNICAÇÃO A COMUNICAÇÃO EFICAZ• OS ELEMENTOS DO PROCESSO DE COMUNICAÇÃO• FUNÇÕES DA COMUNICAÇÃO• BARREIRAS Á COMUNICAÇÃO• FEEDBACK• COMUNICAÇÃOVERBAL E NÃOVERBAL• RELACIONAMENTO INTERPESSOAL• COMO AS PESSOAS SE COMUNICAM]• ESTILO AGRESSIVO• ESTILO MANIPULADOR• ESTILO AUTO-AFIRMATIVO• ESTILO PASSIVO• AUTOCONHECIMENTO• JANELA DE JOHARI• CABELOS RESSECADOS E DANIFICADOS POR AGENTES EXTERNOS POROSIDADE CAPILAR• CABELO ASFÍTICO• ESTUDO DO CABELO CRESPO• TIPOS DE CABELO CRESPO• PATOLOGIAS CAUSADAS POR AGENTES MECANICOS, QUÍMICOS OU• EXTERNOS NA FIBRA CAPILAR TRICOSES DO FIO• TESTE DO PH DO CABELO• CONSULTANDO CABELOS DANIFICADOS• TRICOTERAPIAS PARA CABELOS RESSECADOS E DANIFICADOS• MANUTENÇÃO EM CASA DE CABELOS DANIFICADOS E RESSECADOS• TRICOTERAPIAS PARA CABELOS DANIFICADOS POR ESCOVA, PRAN-• CHA, ROLINHO TRICOTERAPIAS PARA CABELOS DANIFICADOS POR SOL,MAR OU• PISCINA TRICOCIRURGIA RECOSNTRUTORA DOS FIOS• REALINHAMENTOTERMOCELULAR• CABELOS COM STRESSTÉRMICO• QUÍMICA CAPILAR PRODUTO QUÍMICO, AMIGO OU INIMIGO?• TESTE DE PORODIDADE• TESTE DE RESISTÊNCIA• COLORAÇÃO E DANOS AOS CABELOS• COLORAÇÃO COPM HENA E DANOS AOS CABELOS• COLORAÇÃO COM SAIS METÁLICOS E DANOS AOS CABELOS• DESCOLORAÇÃO E DANOS AO CABELOS• ALISAMENTO COM SODA E DANOS AOS CABELOS• ALISAMENTO COM AMÕNIA E DANOS AOS CABELOS• COMO OS ALISANTES AGEM DENTRO DO FIO• ESCOVA PROGRESSIVA E DANOS AOS CABELOS• ESCOVA DEFINITIVA E DANOS AOS CABELOS• AS ETAPAS DA QUÍMICA CAPILAR• A NEUTRALIZAÇÃO E RELAXAMENTO• TRICOTERAPIAS PARA RECUPERAÇÃO DE CABELOS DANIFICADOS• POR ALISAMENTO TRICOTERAPIAS PARA CABELOS DANIFICADOS POR ESCOVA PRO-• GRESSIVA TRICOTERAPIAS PARA CABELOS DANIFICADOS POR ESCOVA DEFINI-• TIVA TRICOTERAPIAS PARA CABELOS DANIFICADOS POR DESCOLORAÇÃO• TRICOTERAPIASPARACABELOSDANIFICADOSPORCOLORAÇÃOCOM• HENA TRICOTERAPIASPARACABELOSDANIFICADOSPOR COLORAÇÃOCOM• SAIS METÁLICOS ELETROTERAPIA A ELETROTERAPIA APLICADA NATRICOTERAPIA• ALTA FREQUÊNCIA APLICADA NATRICOTERAPIA• CORRENTE GALVÂNICA APLICADA NATRICOTERAPIA• DESINCRUSTAÇÃO• A IMPORTÂNCIA DA ASSOCIAÇÃO DOS COSMECÊUTICOS AOS APARE-• LHOS ELETROTERÁPICOS CONTRA INDICAÇÕES PARA A ELETROTERAPIA•
  • 16 Revista Maísa - Julho/Agosto - 2009 TRATAMENTO óleos minerais tratam os cabelos? Existem dois tipos de óleos os vegetais e os óleos minerais. Os vegetais são extraídos de plantas, como o trigo, coco, karité, entre outros. São muito importantes em produtos para o cabelo devido ao seu apelo natural e às suas propriedades que permitem repor a oleosidade perdida pela ação dos xampus ou pela ação de agentes agressores naturais ou químicos. Os óleos vegetais são emolientes constituídos de triglicérides (lipídeos) de diversos tamanhos, que possuem pequenas diferenças em seus componentes (vitaminas, antioxidantes naturais, proteínas, etc.). Essa diferença pode traduzir em ações diferenciadas de cada óleo. Mas o que é um triglicérido? O triglicérido contém: 3 moléculas de ácido graxo e uma de glicerol. Os óleos vegetais nutrem porque penetram no interior do fio, devolvendo-o brilho, maciez e maleabilidade. Já os óleos derivados de petróleo, são mais baratos, e não penetram nos cabelos, oferecendo apenas o famoso“efeito cinderela”, pois o cabelo parece estar saudável e com brilho, mas na verdade está seco por dentro, como se estivesse com uma capa de chuva sobre a cabeça. Vamos verumexemplo:avaselinaéusadaparabloquear a ação química dos relaxamentos ou para evitar que a pele manche na coloração, isso nos mostra claramente que ela não entra no fio. Óleomineral,petrolatum,paraffiniummliquidum todos estes nomes significam a mesma coisa: vaselina. Ou seja, petróleo na cabeça! A maioria dos cosméticos hoje contém óleos derivados de petróleos, porque são extremamente mais baratos que os óleos vegetais. O óleo mineral faz mal ao cabelo, pois o courocabeludoeocabelonãooreconhecem.Ele chega disfarçado nos produtos que são usados todososdias(cremesdepentear,pomadas,óleos capilares e outros) sendo difícil sua identificação, pois os aromas e os corantes agradáveis distraem a atenção fazendo o consumidor esquecer de olhar a composição. Ler atentamente a composição dos cosméticos é um o mais importantes para se obter a qualidade e um bom resultado a curto, médio e, principalmente, longo prazo. Você já olhou os produtos que você usa para tratamento para ver se tem óleo mineral, vaselina na composição? Seráquesóosprodutosmaisbaratosquecontém óleo mineral e vaselina? Você usa produtos como vaselina e óleo mineral no seu cabelo? Nossa, muita coisa para observar...
  • 17 VEGETAIS conheça o confrei e manteiga de ucuhuba CONFREI O confrei é uma planta originada da Ásia e muito usado como or- namento de jar- dins. Seu nome científico é deri- vado da palavra grega “symphyo”, que significa “unir”, em alusão ao seu poder terapêutico como cicatrizante. Na Idade Média, e ainda hoje, popu- larmente é muito usado nos casos de fraturas, au- mentando a velocidade de recuperação dos ossos. Sinônimos: consolda-maior, consolda-menor, consólida-maior e orelha-de-asno. Outros Idiomas: comfrey (inglês), consuelda (espanhol), grande consoude (francês), consolida maggiore, sinfito (italiano) e arznei-beinwell (ale- mão). Descrição Botânica: O confrei é uma planta herbácea, de ciclo perene e que atinge até 1,20 me- tro de altura. Seus rizomas e raízes são grossos. O caule é ereto e com superfície áspera. As folhas são grandes, de formato ovado-agudo ou oblongo- lanceolado, de superfície ligeiramente ondulada. As flores são de coloração amarela ou violácea, grandes e tubulosas. O fruto é composto de quatro aquênios. Composição Química: ácido ascórbico, ácido tânico, alantoína, alcalóides pirrolizidínicos, amido, aminoácidos, alantoína, asparagina, equimidina, cianocobalamina, esteróis, fructanos, intermedi- na, lasiocarpina, licopsamina, próvitamina A, sais minerais, saponinas, sinfitina, taninos, triterpenos, vitaminas E e do complexo B. Partes Usadas: Raízes e Folhas adultas. Propriedades Medicinais: Adstringente, An- tiinflamatória, Calmante, Cicatrizante, Emoliente, Hidratante, Higienizante e Regeneradora celular. Usos: culinária: não é aconselhado seu uso. beleza: inflamações da pele, tecidos necrosados, rugas de expressão, acne, manchas e irritações. Ex- celente para cabelos que estão quebradiços. saúde: feridas, psoríase, contusão, fraturas e des- locamentos. A empresa Véx Vegetais usa o confrei no xampu ve- getal fortalecedor e em outras fórmulas. UCUHÚBA Nome Cientifico: Virola sebifera Nome Popular: Ucuubarana, Ucuuba Principais Características: Árvore que tem seu nome originado da língua indí- gena significando ucu (graxa) e uba (árvore), cres- ce em regiões alagadas pelas marés ou em várzeas, e encontrada em toda a Amazônia na região das ilhas, zona guajarina, Amapá, Afluentes do Amazo- nas etc.  Espécimes Semelhantes: Miristica Guatemalensis Uso capilar: Com propriedades cicatrizantes e anti-sépticas, hidratante e emoliente. Nutre profundamente os fios. A empresa Véx Vegetais usa a manteiga de ucuhu- ba em suas fórmulas. Revista Maísa - Julho/Agosto - 2009
  • 18 Revista Maísa - Julho/Agosto - 2009 Aconteceu no dia 29 de junho a Rodada de Empreendimentos Véx Vegetais. Deacordocomonúmerodeprodutoscomprados no mês foram sorteados os clientes Véx do mês de Abril e Maio. Foi realizado um bingo no qual foram sorteados vários produtos Véx Vegetais, além de dois vale compras no valor de dois mil reais. Logo após teve um delicioso almoço. Um dia de confraternização e de oportunidades para tricoterapeutas e cabeleireiros que sabem administrar e empreender seu próprio negócio. O campeão de vendas do mês de Abril foi Edson da cidade de Divinópolis e a campeã do mês de Maio foi Maria Augusta da cidade de João Monlevade. O que os participantes acharam da Rodada de empreendimento? “Participar do encontro foi muito importante para interagirmos com a empresa, reencontrar amigos e trocar idéias, além do momento de lazer com sorteios e com premiações excelentes” tricoterapeuta Ivanir- Nova Lima “A empresa destacou-se com premiações aos parceiros que compraram produtos, nestes anos, desde o surgimento no mercado. A melhor maneira de melhorar a produção do ser humano é incentivando-o como foi o dia de hoje com bingo e suas premiações” tricoterapeuta Keli – Jaboticatubas “A rodada de empreendimento foi ótima, muito descontraída e gratificante, pois as premiações demonstram que a empresa valoriza seus parceiros e consumidores.” tricoterapeuta Tema- Itabira “É gratificante trabalhar com uma empresa igual a esta que visa o bem estar dos profissionais e proporciona a estes mais conhecimentos”. Tricoterapeuta Ana Carolina- Belo Horizonte “Hoje, será um dia marcado na minha vida, pois estar presente com a turma que se destacou no mês de Abril e Maio, sabendo que estou nesta caminhada há pouco tempo. Estou conseguindo caminhar junto com meus colegas.” Tricoterapeuta Luciene Ferreira- Nova Serrana “Achei que foi um dia de descontração, onde nós profissionais do cabelo, podemos interagir e termos a oportunidade de participarmos de um bingo, onde a Maísa com sua gentileza, educação e profissionalismo, nos presenteou com produtos.”Tricoterapeuta Sônia- Nova Lima RODADA DE EMPREENDIMENTOS, QUEM SABE NA PRÓXIMA VOCÊ SERÁ O NOSSO CONVIDADO ESPECIAL. RODADA DE EMPREEENDIMENTOS abril e maio de 2009 MARIA AUGUSTA JOÃO MONLEVADE EDSON DIVINÓPOLIS
  • VÉX VEGETAIS ação social Apesar do mundo em que vivemos, temos que fazer a diferença, afinal de contas, podemos ajudar o próximo. Existem muitas pessoas precisando de um pouco de alimento, uma palavra amiga, um conselho, um gesto de carinho. Que tal você juntar a nós e fazer a diferença. Com certeza tem alguém bem perto de você precisando de uma AÇÃO SOCIAL.
  • PROGRESSIVE FLUÍDO VEGETAL DE BACURI E COPAÍBA Novo lançamento dos produtos VÉX VEGETAIS!!!!!!! A união da manteiga de bacuri (originária do Amazonas) com o óleo de copaíba deu origem a este produto que tem por função recuperar cabelos danificados por escova progressiva. Reduz o índice de quebra, fortalecendo, hidratando e nutrindo fios danificados por escova progressiva. Penetra no fio e retira o aspecto elástico que a escova progressiva deixa no cabelo. Livre de óleo mineral ou vaselina. À venda a partir do mês de Julho. N OVO