Your SlideShare is downloading. ×
IndagaçõEs Sobre CurríCulo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

IndagaçõEs Sobre CurríCulo

6,843

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
6,843
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
132
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. INDAGAÇÕES SOBRE CURRÍCULO
    EDUCADORES E EDUCANDOS, SUJEITOS DE DIREITO
  • 2. O QUE É UM SUJEITO DE DIREITO?
    sujeito de direito humano (a pessoa física e o nascituro)
    O Sujeito de Direito é a quem a ordem jurídica atribui a faculdade, o poder ou a obrigação de agir, ora exercendo poderes ou cumprindo deveres. Este poder atribuído é um gozo, uma vantagem.
  • 3. DIREITOS
    1959 foi aprovada a Convenção sobre os Direitos da Infância, na ONU;
    Em 1990, por meio do Estatuto da Infância e da Adolescência – ECA
  • 4. EDUCAÇÃO
    como direito de todo ser humano, de toda criança e adolescente por serem humanos. Sem condicionantes.
  • 5. QUAIS SÃO OS CRITÉRIOS NA SELEÇÃO E ORGANIZAÇÃO DOS SABERES CURRICULARES
    aprender a partir do conhecimento e da cultura,
    dos valores, da memória e identidade na
    diversidade
  • 6. DILEMA DA INFÂNCIA; JUVENTUDE
    Viver?
    Sobreviver?
    Ou estudar?
  • 7. Que conhecimento, que cultura garante o direito à educação básica de crianças, adolescentes, jovens ou adultos em condições de vida tão precarizadas?
    Os direitos humanos são direitos de sujeitos concretos não abstratos.
  • 8. São estes sujeitos concretos que acodem às escolas públicas à procura da garantia do seu direito à educação, ao conhecimento e à cultura. Não devem ser eles, em sua concretude humana, o parâmetro para o ordenamento curricular? É justo medi-los com perfis de alunos tão distantes da realidade em que lhes é dado viver suas existências?
  • 9. Que fazer? Esperar que um dia esses milhões de alunos que se debatem entre o direito a viver, a sobreviver e o direito à educação sejam liberados do trabalho, da sobrevivência, de escolhas no limite?
  • 10. Os educados: sujeitos do direito à formação plena
    A nova LDB nº 9394/96 recoloca a educação na perspectiva da formação e do desenvolvimento humano: o direito à educação entendido como direito à formação e ao desenvolvimento humano pleno.
  • 11. A nova LDB se afasta da visão dos educandos como mão-de-obra a ser preparada para o mercado e reconhece que cada criança, adolescente, jovem ou adulto tem direito à formação plena como ser humano.
  • 12. Se assumimos que os educandos têm direito
    à formação ética, os. currículos terão de ser
    equacionados para dar conta desse direito. Porém de que disciplina, ou área, de que professor esperar essa formação?
  • 13. Referências Bibliográficas
    ARROYO, Miguel G. Imagens quebradas – trajetórias e tempos de alunos e mestres.
    Petrópolis: Vozes, 2004 (4a. edição).
    ARROYO, Miguel G. Ofício de Mestre: imagens e auto-imagens. Petrópolis:
    Vozes, 2000 (8a. edição).
    ARROYO, Miguel G. “Experiências de Inovação Educativa: o currículo na
    prática da escola”. In: MOREIRA, Antônio Flávio B. (Org.) Currículo: políticas e
    práticas. Campinas: Papirus, 1999. (3a. edição)
    BRUNER, Jerome. A Cultura da Educação. Porto Alegre: Artmed, 2001.

×