Your SlideShare is downloading. ×

Ambientes de aprendizagem

204

Published on

AMBIENTES DE APRENDIZAGEM

AMBIENTES DE APRENDIZAGEM

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
204
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Ambientes de aprendizagem
  • 2. Tradicionalmente os ambientes de aprendizagem sãoespaços constituídos por salas, mesas, cadeiras, materialdidático, alunos e professores que interagem no processo deensino e aprendizagem. O contexto desta interação obedece aleis de tempo e espaço, sendo que a aula acontece duranteum período de tempo estabelecido e num espaçodeterminado.
  • 3. Hoje, a aprendizagem transcende a sala de aulaconvencional e consubstancia-se cada vez mais nasexperiências individuais vividas na diversidade de linguagenstecnológicas e dos grupos sociais. Este tipo de Educação,feita através de ambientes tecnológicos, tem subjacentesrelações de tempo e espaço muito próprias, pois o ponto dearticulação entre alunos e professores não é apenas a salade aula e o tempo determinado para as aulas.
  • 4. Segundo Inácio “A evolução da Internet permitiu abrir asportas da escola, valorizando diversificados processos deinteração, de produção e de divulgação de conhecimento”(2009, p. 155).A aprendizagem faz-se no ciberespaço que se configuracomo um espaço virtual para a comunicação através datecnologia. Ele reúne, integra e redimensiona umainfinidade
  • 5. de médias e interfaces que permitem comunicaçõessíncronas e assíncronas, que conectam redes sociotécnicasdo mundo inteiro, permitindo que grupos possam formarcomunidades virtuais fundadas para fins bem específicos(comunidades de interesse, de participação e deaprendizagem, Coll et al., 2008, p.309, citados por Nunes,2012, p.119; e comunidades de prática, LAve e Wenger,1991; Wenger, 1998).
  • 6. Ambiente Virtual de Aprendizagem O ambiente virtual de aprendizagem (AVA) é umsistema online que permite a interação colaborativa entreos diferentes agentes envolvidos. Segundo afirmaDillenbourg (2000, citado por Inácio, 2009), asfuncionalidades de um AVA passam por:
  • 7. - apoiar, ampliar e enriquecer espaços de convivência,privilegiando a atividade do sujeito na construção deconhecimento;-propiciar um espaço para a realização de experiênciaseducacionais com uma proposta pedagógica inovadora;- possibilitar a vivência de uma cultura de aprendizagem queimplique ruturas paradigmáticas;
  • 8. - oferecer um espaço de desenvolvimento, de pesquisa ede ação de forma sistemática;- possibilitar a interdisciplinaridade num ambiente decooperação entre sujeitos de diferentes áreas deconhecimento;-facilitar um espaço de interação entre os sujeitos;- favorecer o acesso às tecnologias educativas, aos variadosagentes sociais, na perspetiva de contrução doconhecimento e de competências sociais.
  • 9. Um bom ambiente virtual de aprendizagem deve: - integrar ferramentas interativas e de comunicação; - proporcionar estratégias que favoreçam a participaçãoativa e significativa dos alunos; -abranger possibilidades didáticas de aprendizagem tantoindividuais como coletivas; - oferecer possibilidades de escolha sobre quais oscaminhos que podem levar à aquisição do conhecimento;
  • 10. -abrir novas possibilidades de exposição de opiniões e daprodução intelectual dos seus utilizadores;-criar novos acessos a outros endereços da Internet, comoforma de expansão e enriquecimento de conhecimentos.A aprendizagem, nestes ambientes, tem implícita umaestratégia educativa que visa dar suporte para que ossujeitos construam o seu conhecimento através dadiscussão,
  • 11. da reflexão e tomada de decisões e onde os recursosinformáticos atuam como mediadores do processo de ensinoe aprendizagem. Reúnem diversas ferramentas (fórum, chat,e-mail, listas de discussão) podendo estar estruturados apartir de uma plataforma de interação. A interação éentendida como a base para a aprendizagem, sendo ainteração do individuo com o mundo, com os outros e comdiferentes objetos de conhecimento.
  • 12. Dentro da definição de Ambientes Virtuais deAprendizagem, podemos distinguir a categoria denominadade Sistemas de Gestão da Aprendizagem (LMS). Estacategoria define um sistema que dispõe de um conjunto defuncionalidades projetadas para armazenar, distribuir e gerirconteúdos de aprendizagem, de forma progressiva einterativa, podendo também registrar e relatar atividadesdo aluno, bem como do seu desempenho e efetuar a suaavaliação.
  • 13. ReferênciasInácio, R. (2009). Comunidades virtuais deaprendizagem: Um exemplo. In G. L. Miranda (Org).Ensino online e aprendizagem multimédia (pp. 154-163).Lisboa: Relógio de Água Editores.Lave, J. & Wenger, E. (1991). Situated learning.Legitimate peripheral participation. USA: CambridgeUniversity Press.
  • 14. Nunes, C. (2012). Apoio a pais e docentes de alunos commultideficiência: Conceção e desenvolvimento de umambiente virtual de aprendizagem. Manuscrito nãopublicado, Tese de doutoramento. Instituto de Educaçãoda Universidade de Lisboa. Disponível em:http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/7702/1/ulsd064599_td
  • 15. Wenger, E. (1998). Communities of practice: Learning,meaning, and identity. USA: Cambridge University Press.

×