De profundis
Autor: Oscar Wilde
Sobre a obra:
Enquanto ganhava reconhecimento literário, Wilde se envolveu com o jovem Lor...
tanto financeira quanto artisticamente. Culpa-o pelo dinheiro esbanjado e por sua própria
produção literária escassa. A di...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

De profundis

29

Published on

Confira infos sobre o lançamento De Profundis de Oscar Wilde, pela Tordesilhas

Published in: Art & Photos
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
29
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

De profundis

  1. 1. De profundis Autor: Oscar Wilde Sobre a obra: Enquanto ganhava reconhecimento literário, Wilde se envolveu com o jovem Lord Alfred Douglas, a quem ele chamava Bosie. O pai de Alfred, o marquês de Queens berry, soube do envolvimento amoroso e enviou ao escritor irlandês uma correspondência atacando a homossexualidade do autor. Em resposta, Wilde processou o marquês por difamação, mas a decisão acabou sendo um tiro no próprio pé – os advogados do marquês apresentaram provas da homossexualidade (considerada crime à época) de Wilde, não apenas se livrando da acusação de difamação, mas provocando a prisão do escritor por “indecência grave”. No dia 25 de maio de 1895, Wilde foi considerado culpado e sentenciado a alguns anos de prisão. Isolado da sociedade, Wilde manteve-se ocupado escrevendo. Um de seus trabalhos foi a carta que viria a ser chamada “De Profundis” e que foi publicada cinco anos após sua morte. O título significa “das profundezas” e faz referência ao salmo 130, da Bíblia, no qual a expressão é usada como metáfora de uma terrível angústia e, segundo alguns críticos, da morte. O texto dá conta das dificuldades sofridas por Wilde, que, enquanto discorre sobre os tormentos que Bosie lhe trouxe, acaba revivendo certos episódios de sua relação.Cheio de amargura, Wilde chama a atenção de seu provável amante para o desperdício que lhe trouxe
  2. 2. tanto financeira quanto artisticamente. Culpa-o pelo dinheiro esbanjado e por sua própria produção literária escassa. A disparidade com que o autor vê a sua vida e a de seu antigo companheiro é flagrante: "Você tem caminhado livre entre as flores. De mim o belo mundo de cor e movimento foi usurpado". Wilde também comenta a natureza humana e a sociedade, na qual seu status foi deteriorado após a prisão. De fato, quando termina o período de encarceramento, ele se exila na França e passa a viver na casa de amigos e em hotéis baratos. Sua produção literária nessa época é mínima, e a escassez permeia toda a sua vida – Wilde estava falido e emocionalmente esgotado, além de ter a saúde debilitada. Wilde nunca enviou a carta para Bosie, que a leu pela primeira vez quando ela foi publicada. De profundis é uma obra menos estudada que os clássicos do autor, como O retrato de Dorian Gray e a peça A importância de ser prudente. A edição da Tordesilhas tem posfácio de Munira H. Mutran, professora da Universidade de São Paulo (USP) e fundadora da Associação Brasileira de Estudos Irlandeses(ABEI). Munira é amplamente reconhecida por sua contribuição ao estudo da literatura irlandesa. SOBRE O AUTOR Oscar Wilde nasceu em 1854, em Dublin, Irlanda. Filho de um médico e de uma poetisa, foi um aluno brilhante, de excelência acadêmica. Morava em Londres quando publicou seu primeiro livro, Poems, em 1881, estabelecendo-se como um escritor em ascenção. Após a faculdade, começou a se encontrar com escritores renomados, como Walt Whitman, e a proferir palestras, nas quais propunha que, na arte, a estética deveria se sobrepor a ideologias sociais ou políticas. Em 1884 casou-se com uma rica inglesa chamada Clarence Lloyd, com quem teve dois filhos. Foi editor de uma revista feminina e continuou a escrever, publicando poemas, peças, romances e ensaios. Entre suas obras ilustres estão o romance O retrato de Dorian Gray e a peça A importância de ser prudente. Wilde foi preso foi “indecência grave” após um envolvimento homossexual, e o encarceramento consumiu sua saúde. Já liberto, morreu de meningite em 1900, na França. Editora: Tordesilhinhas Nº de páginas: 208 Preço: R$ 32,50 Contato: marketing@alaude.com.br

×