Ecos do nosso mundo

411 views
179 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
411
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ecos do nosso mundo

  1. 1. Luzia 25-06-2014
  2. 2. O trigo e o joio crescem e vivem a par. Também o homem nasce, cresce e vive lado a lado com o mal. O que importa é saber escolher o que deve entrar no celeiro de cada um.
  3. 3. Quem não precisa de amigos? Mas os amigos conquistam-se, cultivam-se. E cuidado: os verdadeiros amigos não são aqueles que circulam à nossa volta ou nos sorriem pelo que temos. Amigos são aqueles que nos valorizam pelo que somos.
  4. 4. A rigidez é óptima, se for para elevar e transportar o homem à mansidão. A não ser assim, a rigidez ou a cega disciplina são uma ferida na cabeça que jamais sarará.
  5. 5. O orgulho e o amor são terrenos opostos que facilmente se sentem no coração. Convém recordar que ambos, jamais florescerão mesma na horta.
  6. 6. Há os que dizem que nunca fizeram asneiras e os que afirmam nunca terem prejudicado ninguém. Esses ou são mentirosos ou pobres de mioleira. Assim, tem que se lhes dizer que o povo vai respeitando os segundos e afirmar que ri dos primeiros.
  7. 7. Procuram-se facilidades, comodidades, regalias, enfim… vida diariamente fácil. Esquecem-se os incautos e os comodistas que o pão na boca de quem o semeou tem outro sabor e não sabe a frustração.
  8. 8. Quando deparamos com um homem socialmente bem colocado, naturalmente simples e delicado, encontramos um HOMEM. A não ser assim, geralmente encontramos um actor ou um pedante em bicos-de-pés.
  9. 9. Gosto muito de ouvir, muito mais gosto de aprender e, se posso dou opiniões. Todavia, nem sempre quem fala diz tudo; nem sempre me serve o que aprendo e, opiniões só não as ouvem os insensatos.
  10. 10. Ninguém nasceu mau, mentiroso ou ladrão. Fazem-se. É a sociedade que os cria, alenta, persegue e condena seguidamente. Deus não quer, não fez, nem nunca fará um homem degradado.
  11. 11. Quem não sabe porque existe, não sabe o terreno que pisa nem sabe para que serve. Sabendo-o conhece as suas funções, o mundo que o rodeia e, com certeza, sente ser irmão de todos e filho de Alguém.
  12. 12. FORMATAÇÃO: LUZIA GABRIELE EMAIL: luziagabriele@hotmail.com FOTOS: INTERNET AUTOR: ARTUR SOARES – (ESCRITOR BRACARENSE PORTUGAL) MÚSICA: ERNESTO CORTAZAR NOCHE DE RONDA DATA : 25 DE JUNHO DE 2014 “Eu vou gostando, eu vou cuidando, eu vou desculpando, eu vou superando, eu vou compreendendo, eu vou relevando, eu vou e continuo indo, assim, desse jeito. Sem virar páginas, sem colocar pontos e vou dando muito de mim, e aceitando o que os outros têm pra me dar.” Caio Fernando

×