arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho
Componente individual do professor
Estatística do trabalho desenvolvido p...
arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho
É suposto que durante o período de férias não se avente a hipótese de
lev...
arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho
Apresenta-se uma análise estatística à actividade desenvolvida no período...
arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho
Levantamento do período de férias:
julho
sector de actividade 1 2 3 4 5 6...
arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho
o que representa, por sector de actividade:
total de horas da componente ...
arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho
com uma média de horas semanal:
média de horas semanal realizada na compo...
arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho
em que, por sector, temos uma média horária semanal:
média semanal de hor...
arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho
o que representa uma:
média de horas semanal por sector de actividade na
...
arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho
assim, o peso relativo de cada sector é:
peso por actividade na component...
arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho
Considerando, abusivamente, que a determinação legal da 11 horas da
compo...
arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho
horas de trabalho em excesso na componente individual
55,0
47,0
42,0
44,0...
arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho
Eis-nos chegados aos custos indirectos da actividade desta componente
ind...
arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho
fim
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Relatório 2009 2010 férias-componente individual

396
-1

Published on

componente individual do professor e o trabalho em férias oficiais

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
396
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Relatório 2009 2010 férias-componente individual

  1. 1. arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho Componente individual do professor Estatística do trabalho desenvolvido por sectores de actividade durante o período de férias oficiais. 2009 - 2010 relatório
  2. 2. arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho É suposto que durante o período de férias não se avente a hipótese de levar trabalho para realizar quando o que se pretende é descanso da labuta profissional. No entanto trabalha-se, e não é pouco…! Actualizações sobretudo. Dado que não foram produzidos os respectivos registos respeitantes ao ano lectivo de 2007 - 2008 e que houve actividade, no mínimo, de pelo menos 2 horas diárias, optou-se por formalizar no ano lectivo transacto o registo formal da actividade realizada por sectores definidos. É destes registos que agora se dá conta, com a mesma estrutura adoptada para os relatórios produzidos para os períodos lectivos. O total de horas concretizadas foi de 141,5 o que representa um acréscimo de 38,7 % em relação ao ano lectivo passado.
  3. 3. arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho Apresenta-se uma análise estatística à actividade desenvolvida no período de férias oficiais, pelo professor, tendo em linha de conta os registos diários elaborados com base em sectores de actividade e horas a eles dedicadas, objectivando uma abordagem que pretende esclarecer que os limites legais de 10/11 horas para esta componente são ridiculamente curtos e quais os custos indirectos que o excesso de horas de actividade representa de prejuízo pessoal e monetário, gerando como contrapartida uma “receita” do Ministério da Educação, pois assim a devemos considerar. Sectores de actividade considerados: leganda avaliação alunos preparação aulas informação, actualização e conhecimento plataformas electrónicas reuniões formais e informais reuniões de avaliação e exames manutenção equipamentos electrónicos manutenção sistemas de ficheiros avaliação desempenho docente formação formação académica, acções de formação (formais e informais) e outras como formação profissional tarefas relativas à operacionalização de meios em sistemas de e-learning ou de disponibilização de meios em plataformas da internet reuniões de grupo, departamento, projectos e conselhos de turma não avaliativos para além do limite das 2 horas semanais reuniões dos conselhos de turma destinados à avaliação periódoca e serviço de exames manutenção dos equipamentos informáticos, sistemas operativos e aplicações instaladas tarefas relacionadas com a avaliação de fichas, trabalhos, testes, relatórios, respectiva classificação e avaliação qualitativa e sumativa tarefas relacionadas com a elaboração de instrumentos de suporte à operacionalização da actividade lectiva, da avaliação dos alunos e relativos à avaliação de desempenho do professor tarefas relacionadas com a preparação das actividades lectivas pesquisa e organização de informação, actualização de informação e conhecimentos e investigação nas áreas científica e profissional manutenção do sistema de ficheiros, físicos e electrónicos e respectivas salvaguardas externas
  4. 4. arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho Levantamento do período de férias: julho sector de actividade 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 período avaliação alunos 0,0 preparação aulas 0,0 informação, actualização e conhecimento 5,0 7,5 3,5 3,5 19,5 plataformas electrónicas 29,0 16,5 16,5 32,5 94,5 reuniões formais e informais 0,0 reuniões de avaliação e exames 0,0 manutenção equipamentos electrónicos 1,0 1,0 manutenção sistemas de ficheiros 0,5 3,0 2,5 6,0 avaliação desempenho docente 13,0 4,5 17,5 formação 2,0 1,0 3,0 totais de horas semanais 48,5 33,5 1,0 22,5 36,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 141,5 Férias número de semanas de trabalho ano lectivo de 2009 - 2010 totais de horas agosto
  5. 5. arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho o que representa, por sector de actividade: total de horas da componente individual no período de férias 0,0 0,0 19,5 94,5 0,0 0,0 1,0 6,0 17,5 3,0 0 25 50 75 100 125 150 175 200 225 avaliação alunos preparação aulas informação, actualização e conhecimento plataformas electrónicas reuniões formais e informais reuniões de avaliação e exames manutenção equipamentos electrónicos manutenção sistemas de ficheiros avaliação desempenho docente formação
  6. 6. arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho com uma média de horas semanal: média de horas semanal realizada na componente individual 28,3 11,0 0,0 5,0 10,0 15,0 20,0 25,0 30,0 35,0 componente legal componente no período Mesmo considerando que aqui não se aplica a componente legal…
  7. 7. arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho em que, por sector, temos uma média horária semanal: média semanal de horas por sector avaliação alunos preparação aulas informação, actualização e conhecimento plataformas electrónicas reuniões formais e informais reuniões de avaliação e exames manutenção equipamentos electrónicos manutenção sistemas de ficheiros avaliação desempenho docente formação 3,5 0,6 0,2 1,2 0,0 0,0 3,9 18,9 0,0 0,0 período férias
  8. 8. arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho o que representa uma: média de horas semanal por sector de actividade na componente individual realizada nas férias 0,0 0,0 3,9 18,9 0,0 0,0 0,2 1,2 3,5 0,6 0,0 5,0 10,0 15,0 20,0 25,0 avaliação alunos preparação aulas informação, actualização e conhecimento plataformas electrónicas reuniões formais e informais reuniões de avaliação e exames manutenção equipamentos electrónicos manutenção sistemas de ficheiros avaliação desempenho docente formação
  9. 9. arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho assim, o peso relativo de cada sector é: peso por actividade na componente individual, em férias 14% 67% 12% 0% 0% 0% 1% 4% 0%2% avaliação alunos preparação aulas informação, actualização e conhecimento plataformas electrónicas reuniões formais e informais reuniões de avaliação e exames manutenção equipamentos electrónicos manutenção sistemas de ficheiros avaliação desempenho docente formação
  10. 10. arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho Considerando, abusivamente, que a determinação legal da 11 horas da componente individual se continua a aplicar durante o período de férias, então as horas em excesso seriam: É neste pressuposto que as contas relativas a encargos escondidos se reportam aos valores da diferença, quando na realidade se devia considerar o valor total das horas realizadas como base do produto final. diferencial de horas a mais no período de férias 86,5 55,0 141,5 total da componente individual legal em período de férias total da componente individual trabalhada nas férias
  11. 11. arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho horas de trabalho em excesso na componente individual 55,0 47,0 42,0 44,0 46,0 48,0 50,0 52,0 54,0 56,0 componente individual legal no período de férias excesso de horas à componente individual legal no período de férias
  12. 12. arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho Eis-nos chegados aos custos indirectos da actividade desta componente individual que são prejuízo directo da prática, não remunerada, do professor. E estes são: Com base no seguinte: professor no índice 299 2.718,99 € valor da hora normal 28,52 € 499,12 € custos do diferencial nas férias custos da avaliação desempenho 4.035,70 € custos da componente individual realizada pelo professor 499,12 € 4.035,70 € 0 € 1.000 € 2.000 € 3.000 € 4.000 € 5.000 € diferencial no período de férias avaliação desempenho
  13. 13. arquitectoluiz miguel martins crespo de carvalho fim
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×