Cartilha
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,344
On Slideshare
1,336
From Embeds
8
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
15
Comments
0
Likes
0

Embeds 8

http://eticaecomputacao.blogspot.com.br 5
http://eticaecomputacao.blogspot.com 3

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. BOAS PRÁTICAS LEGAIS NO
    USO DA TECNOLOGIA DENTRO
    E FORA DA SALA DE AULA
  • 2. O Impacto da Tecnologia na Educação
    Novos paradigmas,
    novas tendências e condutas:
    • O aluno adquire um novo perfil, com novas habilidades, sendo capaz de fazer tudo ao mesmo tempo;
    • 3. É preciso conhecer os novos programas digitais que mais interessa aos alunos e descobrir o que motiva esse interesse;
    • 4. A internet ainda é usada sem limitações trazendo uma grande preocupação;
  • - As pessoas pelo fato de querer experimentar de tudo, acabam ultrapassando limites éticos e legais (principalmente em ambientes virtuais).
    - A ninguém cabe alegar desconhecimento das leis (mesmo em ambientes virtuais), então, devemos orientar o jovem para o uso correto da rede.
  • 5.
    • Os novos riscos trazidos pela tecnologia
    • 6. Quais são os problemas que mais atingem as pessoas?
    • 7. Plágio;
    • 8. Pirataria;
    • 9. Más amizades virtuais;
    • 10. Assédio digital;
    • 11. Falta de boas maneiras online;
    • 12. Limites da liberdade de expressão;
    • 13. Uso de imagens – Privacidade;
    • 14. Segurança – fraude eletrônica, vírus.
    • Quais são os problemas que mais atingem as instituições?
    • 15. Uso indevido de senha;
    • 16. Vazamento de informação confidencial;
    • 17. Uso não autorizado da marca na internet;
    • 18. Responsabilidade civil por mau uso da ferramenta de trabalho tecnológica por funcionário (uso email corporativo para fim pessoal);
    • Pirataria, download de softwares não homologados, baixa de músicas, imagens, contaminação por vírus e trojans;
    • 19. Problemas com contratos de TI – Terceirização;
    • 20. Segurança – fraude eletrônica, vírus e Privacidade .
  • 21.
    • O Professor e a Tecnologia
    - O professor é um modelo para o aluno e possui contato direto com o mesmo, adquirindo, assim, grande responsabilidade;
    - O professor precisa se atualizar para não ser atropelado pelo tempo e pelas tecnologias;
    - Não se trata mais de usar ou não as tecnologias, agora se trata de “como usar?”;
  • 22. - Mas o que o professor tem a ver com as questões legais da tecnologia?
    • A questão legal tem a ver com qualquer cidadão que faça uso das tecnologias;
    • 23. No entanto, o professor possui um compromisso com a educação;
    • 24. O professor tem o dever de estar atento à nossa legislação e orientar a seus alunos para que percorram o caminho certo.
    • O que o professor pode fazer? (dicas)
    • 25. Leve a questão à direção da instituição;
    • 26. Pense em estratégias que abordem as questões legais dentro de conteúdos já programados;
    • 27. Explique para seus alunos o que são direitos autorais;
    • 28. Ensine-os a fazer uso de referência em suas situações;
    • Mostre a Lei de Direitos autorais;
    • 29. Mostre o Código Penal e a existência de algumas tipificações como o crime de infração de direito autoral, e outros, comuns como calúnia, injúria e difamação.
    • A Instituição de Ensino e a Tecnologia
    • 30. A instituição educacional deve ficar atenta a seu compromisso, proporcionando a seus corpo docente e discente a possibilidade de aprendizado atualizado e continuado;
    • 31. Cabe à instituição promover não apenas a inclusão digital, mas sim a “Educação Digital”, pois a simples entrega da tecnologia sem o devido preparo e orientação pode causar danos irreparáveis.
    • Os Pais e a Tecnologia
    - É preciso que os pais acompanhem a vida de seus filhos e se preocupem com sua identidade digital, bem como suas ações no campo virtual;
    - Embora tenham sido criados na era analógica, isto não eximirá os pais de responsabilidade por não saber o que seu filho estava fazendo no computador!
  • 32.
    • Os Pais e a Tecnologia
    - O que os pais podem fazer?
    • Os pais devem acompanhar o avanço tecnológico com atenção especial aos riscos existentes;
    • 33. Ler os Termos de Uso dos Serviços Online;
    • 34. É fundamental saber quais comunidades seu filho está associado.
    • Utilizando as Tecnologias em Sala de Aula
    - Blogs e comunidades;
    • Qual o risco que apresentam os blogs e comunidades quando utilizados em sala de aula?
    - Pesquisas online;
    • Como separar o que é bom do que não tem valor?
    - Boas práticas – identidade digital do aluno;
    • Como orientar os alunos?
    • Utilizando as Tecnologias Fora da Sala de Aula
    - Riscos
    • Tudo aquilo que usa o nome da instituição de ensino pode responsabilizar a mesma;
    - Boas práticas – educação do usuário digitalmente correto
    • Tentar informas os limites entre o certo e o errado.
  • Responsabilidade Digital da Instituição
    Educacional
    Quais são os problemas?
    • O uso do e-mail;
    • 35. O uso de Comunidades, Chats, Forúns e Blogs.
  • Quem é o responsável?
    O Código Civil (Lei nº 10.406/02) trata das relações entre as pessoas, estabelecendo responsabilidades, inclusive no ambiente de trabalho. Verifique o texto dos artigos abaixo:
    Artigo 186 - Aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusivamente moral, comete ato Ilícito.
    Artigo 1016 - Os administradores (cargo de gerente para cima) respondem solidariamente perante a sociedade e os terceiros prejudicados, por culpa no desempenho de suas funções.
  • 36. O que pode ser feito?
    • Gestão de Interface;
    • 37. Políticas Corporativas;
    • 38. Código de Conduta.
  • Proteger a Instituição de Ensino dos Riscos Eletrônicos
    • Levar a questão do uso ético e legal para os alunos;
    • 39. Trabalhar os problemas dos professores;
    • 40. Polemizar os direitos autorais do material didático;
    • 41. Proteger a marca da Instituição;
    • 42. Segurança das Informações;
    • 43. Software Legal.
  • Participação em blogs, fotologs e comunidades virtuais
    Os colaboradores também devem ser orientados a não construir ou participar de blogs, fotologse comunidades virtuais (ex. Orkut) que tratem de assuntos da instituição ou se o fizerem, devem estar atentos. Essa medida evita que informações confidenciais ou estratégicas sejam divulgadas, já que esses meios online são muito utilizados por terceiros mal intencionados, principalmente para difamação.