ApresentaçãO Para DéCimo Primeiro Ano, Aula 23

1,519 views
1,427 views

Published on

Published in: Technology, Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,519
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
82
Actions
Shares
0
Downloads
35
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

ApresentaçãO Para DéCimo Primeiro Ano, Aula 23

  1. 2. <ul><li>desedificar desmoralizar, escandalizar </li></ul><ul><li>açougue talho </li></ul><ul><li>legatário herdeiro </li></ul><ul><li>pleito questão judicial </li></ul><ul><li>gentio pagão </li></ul><ul><li>nassa cesto para apanhar peixe </li></ul><ul><li>pique lança </li></ul><ul><li>chuço pau com aguilhão </li></ul>
  2. 3. <ul><li>Nas pp. 67-68 de Antologia , vamos rever o resto dos elogios aos peixes, os dois parágrafos finais da parte III do «Sermão de Santo António aos Peixes» — já víramos os louvores ao peixe de Tobias, à rémora , à raia eléctrica (ou torpedo), ao quatro-olhos . </li></ul>
  3. 4. <ul><li>No penúltimo parágrafo desse capítulo III (ll. 188-125), elogia-se aos peixes o serem, ao contrário dos animais terrestres e das aves, o alimento dos dias de penitência , bem como o alimento exclusivo de certas ordens religiosas . </li></ul>
  4. 5. <ul><li>O último parágrafo (ll. 206-218) volta a debruçar-se sobre uma espécie de peixes em particular, a das pescadinhas de rabo na boca , que existem em grande quantidade (ao contrário dos escassos salmões e solhos [esturjões / solhos-reis] ) e servem de sustento aos pobres . </li></ul>
  5. 6. <ul><li>Continuaremos agora neste miolo do «Sermão», que abrange os capítulos II a V. (O capítulo I correspondia ao exórdio ; e o capítulo VI, vê-lo-emos, à peroração .) </li></ul>
  6. 7. <ul><li>Como o Padre António Vieira já anunciara (cap. II, p. 59, l. 26), o capítulo IV ( Antologia , 68-73) vai ser de repreensão dos peixes. São dois os motivos dessa crítica: </li></ul><ul><li>1. os peixes comem-se uns aos outros . </li></ul><ul><li>2. os peixes investem cegamente ao isco . </li></ul>
  7. 8. <ul><li>Depois de apresentar estas características dos peixes, o orador mostra que os homens incorrem nos mesmos erros: </li></ul><ul><li>1. Os homens são comidos por outros homens, quando morrem e quando são julgados . </li></ul>
  8. 9. <ul><li>2. Os homens seguem cegamente os seus engodos, quando combatem por galardões e quando se deixam explorar em troca de vestuário / por pura vaidade . </li></ul>
  9. 10. <ul><li>A parte final deste cap. IV (ll. 210-220) critica um desses engodos dos homens, a moda , contrapondo-se à vaidade dos homens o exemplo de Santo António, que, como vestuário, se contentava com burel e corda / as vestes franciscanas . </li></ul>
  10. 11. <ul><li>1. Traça-se uma analogia entre os peixes que se comem (os maiores comem os mais pequenos, o que aliás torna o caso mais grave) e os homens que também estão sempre a procurar «comer» o seu semelhante (entenda-se: enganar ou dominar os outros ). Também se infere que são os mais poderosos a prejudicar os mais frágeis . </li></ul>
  11. 12. <ul><li>2. Quando se diz «peixes [...] vos comeis uns aos outros» (l. 4), a acepção de «comer» que se pode considerar mais próxima é ‘ devorar ’; quando se pergunta «Cuidais que só os Tapuias se comem uns aos outros?» (ll. 21-22), «comer» equivale a ‘ devorar ’; em «andarem buscando os homens [...] como se hão-de comer» (ll. 26-27), «comer» tem o sentido de ‘ enganar, trair, explorar ’. </li></ul>
  12. 13. <ul><li>3. No contexto do sermão — pregado no Maranhão, em 1654, a uma audiência de colonos brancos —, a referência ao sertão e aos índios (dizendo aos ouvintes que não julgassem serem os índios aqueles que o orador estava a criticar ) visava culpabilizar os colonos e aludir à exploração que exerciam sobre os nativos. </li></ul>
  13. 14. <ul><li>1 / vades / vades / vão /Presente do Conjuntivo </li></ul><ul><li>1 / ouvistes / ouvistes / ouviram / Perfeito do Indicativo </li></ul><ul><li>2 / ouvi / ouvi / ouçam / Imperativo / Presente do Conjuntivo </li></ul>
  14. 15. <ul><li>2 / servir-vos-ão / servir-vos-ão / servir-lhes-ão / Futuro do Indicativo </li></ul><ul><li>3 / [já que não] seja / [se não] for / [se não] for / Presente do Conjuntivo / Futuro do Conjuntivo </li></ul><ul><li>3 / desedifica / desedifica / desedifica / Presente do Indicativo </li></ul><ul><li>4 / vos comeis / vos comeis / se comem / Presente do Indicativo </li></ul>
  15. 16. <ul><li>6 / comem / comem / comem / Presente do Indicativo </li></ul><ul><li>6 / fora / fosse / fosse / Mais-que-Perfeito /Imperfeito do Conjuntivo </li></ul><ul><li>7 / era / era/seria / era/seria / Imperfeito do Indicativo / Condicional </li></ul>
  16. 17. <ul><li>7 / comeram / comessem / comessem / Mais-que-Perfeito / Imperfeito do Conjuntivo </li></ul><ul><li>7 / bastara / bastava/bastaria / bastava/bastaria / Mais-que-Perfeito / Imperfeito do Ind. / Condicional </li></ul><ul><li>8 / comem / comem / comem / Presente do Indicativo </li></ul>
  17. 18. <ul><li>9 / bastam / bastam / bastam / Presente do Indicativo </li></ul><ul><li>9 / olhai / olhai / olhem / Imperativo / Presente do Conjuntivo </li></ul><ul><li>10 / estranha / estranha / estranha / Presente do Indicativo </li></ul>
  18. 19. <ul><li>12 / vêm a ser / vêm a ser / vêm a ser / Presente do Indicativo Perifrástico </li></ul><ul><li>14 / sendo criados / sendo criados / sendo criados / Gerúndio da Passiva </li></ul>
  19. 20. <ul><li>15 / vivais / vivais / vivam / Presente do Conjuntivo </li></ul><ul><li>16 / comer / comer / comer / Infinitivo impessoal </li></ul>
  20. 23. <ul><li>Ler — para compreensão global — o capítulo V do «Sermão de Santo António aos Peixes», do Padre António Vieira ( Antologia , 74-81). Neste capítulo, o orador continua as repreensões aos peixes (mas foca-se agora em algumas espécies em particular: os roncadores, os pegadores, os voadores e o polvo). </li></ul><ul><li>Tenta perceber qual é a característica que o autor mais critica a cada uma destas quatro espécies ; e como essas caracterís-ticas, segundo o Padre António Vieira, também se manifestam nos homens . </li></ul>
  21. 24. <ul><li>Como já pedira também, convinha que revisses verbos (e, em geral, matérias gramaticais ou mais «conteudísticas» que tenhamos estudado nesta segunda parte do período). </li></ul>
  22. 25. <ul><li>Caso não tenhas entregado o trabalho de publifilme (que correspondeu aos tepecês de um mês), trata disso ainda. (E, em última instância, se o problema tiver a ver com dificuldades técnicas, faz um anúncio apenas «radiofónico», assumindo que se destinaria a transmissão por canal de rádio.) </li></ul>

×