• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Apresentação de microsoft access 2007   luis aguiar
 

Apresentação de microsoft access 2007 luis aguiar

on

  • 4,874 views

Apresentação para Curso de Access 2007

Apresentação para Curso de Access 2007

Statistics

Views

Total Views
4,874
Views on SlideShare
4,874
Embed Views
0

Actions

Likes
3
Downloads
281
Comments
1

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Apresentação de microsoft access 2007   luis aguiar Apresentação de microsoft access 2007 luis aguiar Presentation Transcript

    • CURSO DE ACCESS
      Professor: Luis Aguiar
      1
    • Luis Aguiar
      Formado em Sistemas de Informação;
      Mais de 20 anos na área de TI;
      Diversos Softwares desenvolvidos (Clipper, Access, VB, PHP, ASP);
      Possui diversos cursos na área de TI tais como: COBIT, TCP/IP Microsoft OffcialCurriculun, Windows Server 2003, Segurança da Informação, Manutenção em hardware, etc.
      Ministrou aulas para o Governo do Estado nas disciplinas: (IPD, Windows, Pacote Office, Internet)
      Atualmente é Consultor Independente na área de TI.
      Email: professoraguiar@live.com
      2
    • Conteúdo Programático
      Diferenças entre as versões 2007/2010;
      Iniciando o Access;
      Criando/abrindo um Banco de Dados;
      Criando/Salvando uma nova tabela;
      Componentes de um banco de dados;
      Tipos de dados;
      Criando Formulários;
      Criando/alterando Consultas;
      Critérios de Consultas
      Relatórios.
      Professor: Luis Aguiar
      3
    • 4
    • Microsoft Access 2007/2010
      O Access é um SGBD da Microsoft Corporation, que tem a finalidade de auxiliar o usuário no desenvolvimento e manipulação de arquivos de bancos de dados.
      Sistema de Gerenciamento de Bancos de Dados(SGBD): é um software com recursos específicos para facilitar a manipulação das informações dos bancos de dados e o desenvolvimento de programas aplicativos.
      Exemplos: Oracle, MySql, Access, dBase, MS-SQL, etc;
      O que são Bancos de Dados?
      um conjunto de registros dispostos em estrutura que possibilita a reorganização dos mesmos e produção de informação
      Exemplos: lista telefônica, controle do acervo de uma biblioteca, sistema de controle dos recursos humanos de uma empresa.
      Professor: Luis Aguiar
      5
    • Passo a Passo
      Clique no botão iniciar do Windows e aponte o mouse sobre o menu Todos os programas. No final, clique no ícone da Microsoft Access.
      Professor: Luis Aguiar
      6
    • Criando um novo banco de dados
      Informar o nome do banco de dados qualquer.
      Professor: Luis Aguiar
      7
    • Criando uma nova Tabela
      Após criar um Banco de Dados em branco você será direcionado para a tela principal do Access 2007/2010, na qual é criado o seu próprio banco (tabelas, formulário, consultas relatórios e macros). Veja figura a seguir.
      Professor: Luis Aguiar
      8
    • COMPONENTES DO BANCO DE DADOS
      TABELA é um conjunto de dados dispostos em número finito de colunas e número ilimitado de linhas (ou registros);
      REGISTROS são as linhas da tabela;
      CAMPOS são as colunas da tabela;
      FORMULÁRIO: serve para visualizar, introduzir e modificar com facilidade os dados diretamente em uma tabela. É o elemento de comunicação entre o banco de dados e o usuário;
      CONSULTAS: são usadas para encontrar e recuperar apenas os dados que atendem as condições especificadas pelo usuário. É usada para visualizar, modificar e analisar dados de diferentes formas
      Professor: Luis Aguiar
      9
    • RELATÓRIO: é uma forma eficiente para mostrar seus dados em um formato impresso. Pode-se imprimir um relatório que agrupe dados, por exemplo;
      MACRO: é um conjunto de uma ou várias ações na qual cada uma executa uma operação diferente, como fechar um formulário ou abrir uma tabela, por exemplo. As macros deixam seu Banco de Dados automatizado.
      COMPONENTES DO BANCO DE DADOS
      Professor: Luis Aguiar
      10
    • Criando uma tabela
      Quando é criado um novo banco de dados, você é direcionado para a tela do Access 2007/2010. Nessa tela você já pode criar sua primeira tabela. Elas podem ser visualizadas de duas formas, no Modo Design ou no Modo Folhas de Dados, como mostra a seguir:
      Modo Design: usada para criar a tabela;
      Modo Folha de dados: usada para inserir dados na tabela.
      Professor: Luis Aguiar
      11
    • Passo a Passo
      Dê um clique na opção Modo de Exibição e selecione Modo Design.
      Surgirá a caixa de diálogo
      Salvar como.
      Nela você definirá um nome
      para sua tabela (no nosso caso
      será Clientes) e depois clicará
      em OK para continuar veja figura abaixo:
      Professor: Luis Aguiar
      12
    • Passo a Passo
      Sua tabela Clientes foi criada, agora você criará os campos, que neste caso podem ser nome, endereço, telefone, bairro, cidade e o código do cliente.
      O código será a chave primária, ou seja, neste campo não é aceita repetição de dados e o tipo de dados será a numeração automática, o restante (nome, endereço, bairro, CEP) será dados do tipo texto. Preencha a sua tabela conforma mostra a figura a seguir:
      Professor: Luis Aguiar
      13
    • Passo a Passo
      Professor: Luis Aguiar
      14
    • Tipos de Dados
      As tabelas podem ter dados de diversos tipos, como os mostrados na figura a seguir:
      Memorando: caracteres alfanuméricos longos que possuem até 64.000 caracteres;
      Número: valores numéricos;
      Texto: caracteres alfanuméricos que possuem até 256 caracteres;
      Moeda: valor monetário;
      Data / hora: datas e horas;
      Auto Numeração: valor numérico que é incrementado automaticamente;
      Sim / Não: valor booleano;
      Objeto OLE: gráficos ou figuras.
      Professor: Luis Aguiar
      15
    • Propriedades dos campos
      Na parte inferior da tela pode-se visualizar uma lista de propriedades referentes aos campos descritos anteriormente, veja figura abaixo
      Professor: Luis Aguiar
      16
    • Salvando a Tabela
      Vamos agora salvar a tabela Clientes com o nome Clientes. Clique com botão direito e na lista suspensa clique em salvar, veja figura abaixo:
      Professor: Luis Aguiar
      17
    • os detalhes sobre a descrição de cada um dos campos
      Tamanho do campo: os campos de texto nas tabelas do banco de dados do Access não poderão ter mais de 256 caracteres. Exemplo: no campo Nome defina seu tamanho de como 60. Quer dizer que o nome terá no máximo 60 caracteres;
      Formato: mostra os dados e números em determinado formato de exibição, como, data completa ou moeda;
      Máscara de entrada: mostra caracteres de formação em determinado campo para que eles não tenham de ser colocados e garante que os dados inseridos se ajustam à máscara;
      Legenda: mostra uma etiqueta que não é etiqueta padrão, por exemplo, nome do campo, para novos formulários e relatórios , o valor padrão.
      Regra de validação e Texto de validação: limita os dados colocados em um campo a valores que atendam a determinada exigência;
      Requerido: requer que os dados sejam colocados em um campo;
      Permitir comprimento zero: aceita que uma seqüência de caracteres de comprimento zero seja guardada em um campo texto ou memorando;
      Indexado: acelera buscas em campos freqüentemente procurados.
      Professor: Luis Aguiar
      18
    • Preenchimento da Tabela
      Lembre-se que, como o campo Código é do tipo Auto Numeração, não entre com os dados diretamente nele; quando o cursor estiver neste campo, apenas tecle (Tab). Abaixo, uma lista de teclas que o ajudarão a manipular os dados numa tabela:
      Tab: permite avançar o cursor para o campo seguinte.
      Shift + Tab: permite retroceder o cursor.
      Enter: idem à tecla Tab.
      Setas de navegação do teclado: navega pelso campos.
      F2: pressione esta tecla quando quiser colocar em modo de edição o conteúdo de um campo.
      Professor: Luis Aguiar
      19
    • EXERCICIO 01
      Inicie o Microsoft Acess 2007/2010;
      Crie um novo Banco de Dados chamado Controle de DVDS;
      Crie uma tabela chamada CADFILMES conforme modelo (Slide);
      Criar uma nova tabela chamada ESTILOFILME conforme modelo (Slide);
      Professor: Luis Aguiar
      20
    • Professor: Luis Aguiar
      21
    • Detalhe do campo duração do filme
      OBSERVAR
      • Tamanho do campo;
      • Formato;
      • Escala
      • Casas decimais.
      Professor: Luis Aguiar
      22
    • TABELA ESTILOFILME
      Professor: Luis Aguiar
      23
    • Curiosidades sobre o access
      Tamanho máximo do Banco de dados: Def. pelo HD
      Numero de Tabelas em um banco de dados: 32.768
      Tamanho máximo da tabela: 1 Gigabyte
      Numero de campos por registro: 255 campos.
      O Microsoft Access pode abrir e gravar, alem de importar e exportar dados para os seguintes tipos de formato de arquivo: Btrieve, dBase III Plus e dBase IV, Microsoft FoxPro 2.0 e 2.5, Microsoft SQL Server, SYBASE SQL Server e Paradox 3.0, 3.5, 4.0 e 4.5, Lotus 1-2-3(WKS,WK1, e WK3) ASCII largura delimitada e ASCII largura fixa e todas as versões do Microsoft Excel.
      24
    • Formulários
      Os formulários são utilizados para muitos propósitos.
      Entrada de dados de alguma tabela;
      Criar uma caixa de diálogo personalizada para receber a entrada do usuário e em seguida executar uma ação de acordo com esta entrada;
      Criar um formulário menu de controle para abrir outros formulários ou relatórios.
      Criar botões ou menus para abrir outros formulários, relatórios, consultas, etc.
      Pode-se criar um formulário por meio do assistente de formulário.
      O Assistente acelera o processo de desenvolvimento, pois acaba fazendo todo o trabalho básico.
      Professor: Luis Aguiar
      25
    • Formulários
      Vamos utilizar o nosso banco de dados criado anteriormente. Abra-o e clique na aba Criar > Mais Formulários > Assistente de formulário, como mostra a figura a seguir:
      Professor: Luis Aguiar
      26
    • Assistente de formulário
      Surgirá à caixa de diálogos Assistente de formulário, escolha a tabela para a criação dele (em nosso exemplo será a tabela CADFILMES). Escolha os campos que fazem parte do seu formulário (no nosso exemplo serão todos e clique em Avançar:
      27
    • Layout do formulário
      Na tela que surge escolha o layout para o seu formulário. No nosso exemplo será utilizado a opção Coluna Clique em Avançar:
      Professor: Luis Aguiar
      28
    • Estilo do Formulário
      Escolha agora o estilo para o seu formulário assim como desejar (no nosso exemplo utilizaremos Access 2007/2010). Clique em Avançar para continuar:
      Professor: Luis Aguiar
      29
    • Nomeando o Formulário
      Nesta opção definiremos um nome para o nosso formulário como a tabela em questão é a de FILMES usaremos o mesmo nome em nosso formulário. Existe a opção de abrir o formulário já com dados ou de modificar o design do formulário. Marque a opção Abrir o formulário para visualizar ou inserir informações e clique em Concluir:
      Professor: Luis Aguiar
      30
    • Concluindo o Formulário
      Professor: Luis Aguiar
      31
    • Formulário Pronto
      Seu formulário foi criado com sucesso por meio do Assistente de criação. Veja o resultado na Figura a seguir
      Professor: Luis Aguiar
      32
    • EXERCICIO 02
      Crie um novo banco de dados com o nome Exercício de Fixação 02 e salve-o. Precisaremos deste exercício futuramente.
      No seu banco de dados crie duas tabelas;
      Segue passo a passo;
      Tabela Produtos
      Produtos
      Fornecedores
      Professor: Luis Aguiar
      33
    • EXERCICIO 02 - PASSOS
      Inicialmente vamos criar o banco de dados. Para isso abra o Access.
      Como o Access aberto, insira o nome para o novo banco de dados.
      Agora vamos criar as nossas duas tabelas. Clique sobre a Tabela 1, que aparece, assim que você cria o banco de dados, como o botão direito do mouse, e na lista suspensa clique na opção Modo Design.
      Na caixa de diálogo Salvar como, insira um nome para a nova tabela e em seguida em OK.
      A tabela será criada no Modo Design. Crie os dados que foram descritos no início deste Exercício.
      Professor: Luis Aguiar
      34
    • Exercicio 02 - passos
      Agora feche a tabela. Surgirá uma caixa de diálogo perguntando se você deseja salvar as alterações feitas. Clique em Sim:
      Excute o mesmo procedimento para a tabela Produtos. Acesse a aba Criar > Tabela:
      Siga os mesmos passos dos tópicos 4,5,6, não esquecendo que o nome da tabela agora é Produtos.
      Insira os dados que foram descritos no início deste exercício:
      Pronto, agora feche a tabela e salve-a da mesma forma da anterior.
      Vamos analisar agora como está nosso banco de dados.
      Professor: Luis Aguiar
      35
    • Exercicio 02 - passos
      Precisamos alimentar nosso banco de dados para que nossas futuras consultas e relatórios tenham conteúdo;
      Abra o formulário Filmes;
      Digite no mínimo 15 registros aleatórios;
      Professor: Luis Aguiar
      36
    • EXERCICIO 03
      Abra o Banco de Dados Exercício de Fixação 02;
      Crie um formulário para a tabela Fornecedores;
      Crie um formulário para a tabela Clientes;
      Preencha alguns registros de Fornecedores;
      Preencha alguns registros de Clientes.
      Professor: Luis Aguiar
      37
    • Consultas
      A consulta é um dos recursos mais importantes do Access. Com elas, o usuário pode filtrar, ordenar e agrupar duas ou mais tabelas, podendo assim criar tabelas virtuais e subconjuntos de registros, que atendam a determinada necessidade dos seus sistemas.
      Uma consulta é uma pergunta feita ao Access a respeito dos dados de suas tabelas. Pode-se perguntar dentro de uma tabela do salário, por exemplo, se o usuário deseja ter os dados de quem ganha mais.
      O tipo de consulta mais usado é o de seleção. Uma consulta de seleção recupera informações de uma ou mais tabelas usando métodos especializados pelo usuário, e em seguida os dados são mostrados na ordem em que você deseja. Suponha que você queira visualizar alguns produtos de determinada marca no seu banco de dados da tabela produtos. Em vez de buscar em toda a tabela, pode-se estruturar uma consulta que mostre apenas os dados que você deseja.
      Professor: Luis Aguiar
      38
    • Tipos de Consultas
      Consulta Seleção: como comentamos anteriormente este tipo de consulta é o mais usado, ele seleciona campos e registros a partir de uma ou mais tabelas. Recupera dados nos quais se podem atualizar os registros com pequenas restrições.
      Consulta de Tabela de Referência Cruzada: agrupa informações em categorias e mostra os dados no formato de uma planilha resumidamente. Uma consulta de tabela de referência cruzada mostra valores resumidos como: somas, contagens e médias de um campo em de um campo em uma tabela
      Consulta Parâmetros: aceita que uma consulta seja executada para determinar diferentes conjuntos de informações, em função de um ou mais parâmetros que são fornecidos antes de sua execução
      Consulta Ação: aceita que os dados sejam arrastados ou modificados. As consultas desse tipo subdividem-se em quatro tipos: exclusão, atualização, acréscimo e criar tabela;
      Professor: Luis Aguiar
      39
    • Consultas Ação
      Exclusão: remove um grupo de registro de uma ou mais tabelas. Suponha que se posa usar uma Consulta Exclusão para remover produtos que estão em uso ou para os quais dos registros inteiros, e não apenas os campos selecionados dentro dos registros;
      Consulta Atualização: ela cria modificações globais em um grupo de registros em uma ou mais tabelas. Suponha que se você tenha uma tabela
      Consulta Criação de Tabela: aceita a criação de uma tabela, a partir de outras tabelas ou consultas. Não esqueça que uma consulta apenas reúne os dados de outras tabelas. Ela não é uma tabela propriamente dita. A consulta Criação de Tabela é útil para:
      - criar uma tabela para exportar dados para outros bancos de dados do Access;
      - criar relatórios que mostrem dados a partir de determinada data;
      - criar uma cópia de backup de uma tabela;
      - criar uma tabela de histórico que possua registros antigos. Suponha que você poderia criar uma tabela que guardasse todos os seus pedidos antigos, antes de removê-los de sua tabela Pedidos atual.
      de cadastro de possíveis fornecedores.
      Professor: Luis Aguiar
      40
    • Criando uma Consulta
      Antes verifique se você tem registros disponíveis registros no seu banco de dados atual.
      Selecionamos o item Assistente de Consulta no menu Criar.
      Professor: Luis Aguiar
      41
    • Criando uma consulta
      Observe que selecionamos a tabela CADFILMES e somente alguns campos desta tabela.
      Selecione-os e clique em avançar.
      42
    • Criando uma Consulta
      Temos nesta tela as opções Detalhe ou Resumo, a opção resumo serve normalmente para somatórios ou quantitativos, não é nosso caso.
      Professor: Luis Aguiar
      43
    • Criando uma consulta
      Digitamos um título para nossa consulta e clicamos em concluir;
      Como podemos ver, a consulta foi aberta automaticamente com os campos que selecionamos.
      Professor: Luis Aguiar
      44
    • Criando uma consulta seleção
      Selecionamos o item Design daConsulta no menu Criar.
      Professor: Luis Aguiar
      45
    • Criando uma consulta seleção
      Na caixa Mostrar Tabela, devemos clicar na tabela desejada em seguida no botão ADICIONAR.
      Professor: Luis Aguiar
      46
    • Consulta seleção
      Os campos da tabela CADFILMES aparecem em uma caixa
      Professor: Luis Aguiar
      47
    • Consulta seleção
      Devemos clicar nos campos que queremos que façam parte da consulta e arrastar para a parte debaixo da consulta soltando sobre o item CAMPO;
      Fazemos isso tantas vezes quantas
      forem os campos necessários a nossa
      consulta.
      Professor: Luis Aguiar
      48
    • Consulta seleção
      Nas consultas o item mais importante e mais utilizado é o item CRITÉRIOS
      Professor: Luis Aguiar
      49
    • Introdução aos critérios de consulta
      Um critério é semelhante a uma fórmula — é uma cadeia de caracteres que pode consistir em referências de campo, operadores e constantes.
      As tabelas a seguir mostram alguns exemplos de critérios e explicam como eles funcionam.
      Professor: Luis Aguiar
      50
    • Operadores de comparação
      Professor: Luis Aguiar
      51
    • Operadores Lógicos
      Professor: Luis Aguiar
      52
    • Operadores Matemáticos
      Professor: Luis Aguiar
      53
    • Caracteres especiais para Critérios
      54
    • Exemplos de expressões que utilizam valores de texto como critérios
      Professor: Luis Aguiar
      55
    • 56
      Campo
      Expressão
      Descrição
      CidadeDeDestino
      “Joao Pessoa"
      Mostra as encomendas enviadas para João Pessoa.
      CidadeDeDestino
      “Joao Pessoa" Ou “Fortaleza"
      Utiliza o operador Ou para mostrar as encomendas enviadas para João Pessoa ou Fortaleza.
      DataDeEnvio
      Entre #5/1/95# E #10/1/95#
      Utiliza o operador Entre...E para mostrar as encomendas enviadas depois do dia 5-Jan-95 e antes do dia 10-Jan-95.
      DataDeEnvio
      #2/2/95#
      Mostra as encomendas enviadas no dia 2-Fev-95.
      PaísDeDestino
      Em(“Espanha", “França")
      Utilize o operador Em para mostrar as encomendas enviadas para Espanha ou França.
      PaísDeDestino
      Negado "EUA"
      Utiliza o operador Negado para mostrar as encomendas enviadas para todos os países, excepto os EUA.
      NomeDeEnvio
      Como "S*"
      Encomendas enviadas para clientes cujo nome começa com a letra S.
      NomeDaEmpresa
      >="N"
      Mostra as encomendas enviadas para as empresas cujo nome começa com as letras N a Z.
       
    • Expressão
      Descrição
      Campo
      Utiliza a função Data para mostrar as encomendas com mais de 30 dias.
      < Data( )- 30
      DataDaEncomenda
      Utiliza a função Data para mostrar as encomendas efectuadas hoje. Data () é uma função que devolve a data do sistema, ou seja, a data actual.
      < Data( )
      DataDaEncomenda
      Exemplos de expressões que calculam ou manipulam datas e, em seguida, utilizam o resultado como critérios
       
      Professor: Luis Aguiar
      57
    • Campo
      Expressão
      Descrição
      NomeDeEnvio
      Como "S*"
      Mostra as encomendas enviadas para os clientes cujos nomes começam com a letra S.
      NomeDeEnvio
      Como "*Importação"
      Mostra as encomendas enviadas para os clientes cujos nomes terminam com a palavra "Importação".
      NomeDeEnvio
      Como "[A-D]*"
      Mostra as encomendas enviadas para os clientes cujos nomes começam com A a D.
      NomeDeEnvio
      Como "*ar*"
      Mostras encomendas enviadas para os clientes cujos nomes incluem a sequência de letras "ar".
      Exemplos de expressões que utilizam parte de um valor de um campo como critérios
      Professor: Luis Aguiar
      58
    • Exemplos de Consultas
      59
    • Exemplo de Consultas
      Como prevíamos, apenas os registros que satisfazem o critério (ALUGADO = VERDADEIRO)
      60
    • EXERCICIO 04
      Construa uma consulta com a tabela CADFILMES que apresente apenas os filmes romanticos;
      Construa uma consulta com a tabela CADFILMES que apresente apenas os filmes cadastrados antes do mês 08;
      Construa uma consulta com a tabela CADFILMES que apresente apenas os filmes cujo nome iniciem com M;
      Construa uma consulta com a tabela CADFILMES que apresente apenas os filmes que não estejam alugados;
      61
    • Relatórios
      Os relatórios são o resultado final de todo um trabalho, e quase sempre é o Item mais requisitado nas empresas.
      Na janela do banco de dados CADFILMES clique na Aba Criar e em seguida em Assistente de Relatório (Figura abaixo).
      62
    • Relatórios
      Surgirá a caixa de diálogo Assistente de Relatório. Na caixa de listagem selecione a tabela CADFILMES; escolha também os campos que farão parte do seu relatório.
      63
    • Relatórios
      Aqui podemos decidir se vamos agrupar algum campo. Ex: Estilo do Filme.
      64
    • Relatórios
      • Selecionamos o ordenação;
      • Selecionamos o Layout do Relatório.
      65
    • Relatório
      Agora escolha (no estilo do seu relatório), e clique novamente em Avançar;
      Seguido do Titulo do Relatório
      66
    • Relatório Pronto
      67