Your SlideShare is downloading. ×
0
Transposição Do Rio São Francisco (2014)
Transposição Do Rio São Francisco (2014)
Transposição Do Rio São Francisco (2014)
Transposição Do Rio São Francisco (2014)
Transposição Do Rio São Francisco (2014)
Transposição Do Rio São Francisco (2014)
Transposição Do Rio São Francisco (2014)
Transposição Do Rio São Francisco (2014)
Transposição Do Rio São Francisco (2014)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Transposição Do Rio São Francisco (2014)

8,416

Published on

Trabalho demonstrando, as vantagens e desvantagem dessa grandiosa obra.

Trabalho demonstrando, as vantagens e desvantagem dessa grandiosa obra.

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
8,416
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
160
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Transposição do Rio São Francisco Vantagens e Desvantagens
  • 2. O Rio São Francisco Possui uma extensão de 2800 km e atravessa os estados de MG, BA, PE, SE e AL. O rio São Francisco desemboca no Oceano Atlântico e possui vários rios afluentes em sua bacia hidrográfica: das Velhas, Abaeté, Paraopeba... É usado para navegação (em alguns trechos), irrigação de plantações e pesca.
  • 3. A transposição O plano básico é construir dois imensos canais ligando o rio São Francisco a bacias hidrográficas menores do Nordeste, bem como aos seus açudes. A seguir, seriam construídas adutoras, com o objetivo de efetivar a distribuição da água. O governo também pretende executar um projeto de recuperação do rio São Francisco e de seus afluentes, pois vários desses rios sofrem problemas de assoreamento, decorrentes do desmatamento para agricultura.
  • 4. Como ocorrerá? Dois canais serão construídos – um na direção Norte, que demandará ao Ceará e o Rio Grande do Norte, outro na direção Leste, que levará água para Pernambuco e Paraíba, beneficiando as áreas mais carentes do agreste e dos sertões desses quatro estados. Será necessário que o Rio seja desviado para que ocorra a transposição? Não. Só uma pequena parte do seu volume – ou seja, apenas 1% da água que ele joga no mar – vai ser captada para garantir o consumo humano e animal na região do semi-árido nordestino, onde vivem 12 milhões de pessoas.
  • 5. VANTAGENS Ele prioriza a distribuição da água pelas barragens, o que nenhum projeto contra seca faz. Dessa maneira, tentar perenizar pequenos riachos, cujo somatório perenizaria grandes rios, sendo, em maior escala, a distribuição da água. Não é necessário investir de uma só vez em grandes obras. Esse projeto pode e deve ser feito em etapas, escolhendo, primeiramente, os vales onde as barragens teriam o melhor retorno e aproveitando, também, para aperfeiçoar o sistema, aprendendo-se com as falhas e acertos das várias etapas. Uma melhor e mais justa distribuição espacial da água ofertada; aumento da garantia da oferta hídrica; abastecimento de água para 391 municípios da Região nordeste. A transposição provocará, a longo prazo, um significativo aumento dos números referentes a emprego e renda na região. Quase 13 milhões de pessoas que vivem em centros urbanos de diferentes proporções passarão a ser abastecidas de água para consumo diário.
  • 6. DESVANTAGENS O Rio São Francisco está sofrendo muita degradação e com a sua transposição, muita água seria perdida, se evaporaria durante o trajeto. Ambientalistas dizem que o projeto causará danos à fauna e à flora da região – e que serão desmatados 430 hectares. A energia elétrica ficaria mais cara por causa do grande custo da transposição. A água não chegaria aos mais necessitados, mas sim aos grandes fazendeiros, como tem sido até hoje com todos os projetos no nordeste. A pesca seria prejudicada, pois a reprodução dos peixes seria dificultada.
  • 7. Valor da Obra Mais de dez anos depois os gastos passaram a ser de R$ 8,4 bilhões, os canais não transportam um gota d’água sequer. É uma obra que leva nada a coisa alguma! Para que as águas do Rio São Francisco alcancem os estados a serem beneficiados, terão que ser executados 314 quilômetros de canais; 25 quilômetros de túneis; 13 quilômetros de aquedutos; 27 reservatórios; nove estações elevatórias; e depois percorrer 2 mil quilômetros de rios.
  • 8. Projeto da transposição do rio São Francisco
  • 9. Educação ou Copa do Mundo?

×