<ul><li>O MINUTO DA INCLUSÃO E A EDUCAÇÃO DEMOCRÁTICA: QUEM EDUCA (INCLUI) QUEM? </li></ul><ul><li>2º Seminário A Sociedad...
NOVOS OLHARES PARA A DIFERENÇA <ul><li>Por que e para que é importante que nós conversemos sobre Inclusão? </li></ul><ul><...
<ul><li>QUANDO QUALQUER PESSOA HABITUALMENTE FALA QUE UMA OUTRA PESSOA É “DIFERENTE”  O QUE ELA ESTÁ QUERENDO DIZER? </li>...
EDUCAÇÃO “TRADICIONAL” <ul><li>A ESCOLA COM A TAREFA DE PADRONIZAR COMPORTAMENTOS E MODOS DE SER </li></ul><ul><li>EUGÊNIA...
BARREIRAS PARA A INCLUSÃO <ul><li>EDUCAR NÃO É ACOMODAR A UM “HOJE NORMALIZADO” </li></ul><ul><li>Necessidade de catalogar...
Inclus ã o adequativa <ul><li>“ ENCHER” OS EDUCANDOS DE CONTEÚDOS NARRATIVOS, RETALHOS DA REALIDADE DESCONECTADOS DA TOTAL...
Barreiras para a inclusão <ul><li>ACREDITAR QUE EXISTEM DOIS TIPOS DE PESSOAS: OS “COMUNS” E OS “ESPECIAIS” </li></ul><ul>...
O que é inclusão <ul><li>UMA COMUNIDADE DE CONVIVÊNCIA E APRENDIZAGEM MÚTUA </li></ul><ul><li>ENSINAR A PENSAR E A REFLETI...
<ul><li>O MINUTO DA INCLUSÃO COMO DISPARADOR DE FLUXOS </li></ul><ul><li>COMO POSSIBILIDADE DE QUEBRA DE HIERARQUIAS E AUM...
Programa: 1165 <ul><li>Olá Brasil! </li></ul><ul><li>1. Projeto no Congresso Nacional defende que o poder público incentiv...
<ul><li>5. Além disso, a proposta está de acordo com a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, da ONU, qu...
contato <ul><li>Guga Dorea </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

5 gumercindo - vivo educação

304

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
304
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

5 gumercindo - vivo educação

  1. 1. <ul><li>O MINUTO DA INCLUSÃO E A EDUCAÇÃO DEMOCRÁTICA: QUEM EDUCA (INCLUI) QUEM? </li></ul><ul><li>2º Seminário A Sociedade </li></ul><ul><li>em Rede e a Educação </li></ul><ul><li>GUGA DOREA </li></ul><ul><li>2010 </li></ul>
  2. 2. NOVOS OLHARES PARA A DIFERENÇA <ul><li>Por que e para que é importante que nós conversemos sobre Inclusão? </li></ul><ul><li>  Será que sabemos o que é inclusão? </li></ul>
  3. 3. <ul><li>QUANDO QUALQUER PESSOA HABITUALMENTE FALA QUE UMA OUTRA PESSOA É “DIFERENTE” O QUE ELA ESTÁ QUERENDO DIZER? </li></ul>
  4. 4. EDUCAÇÃO “TRADICIONAL” <ul><li>A ESCOLA COM A TAREFA DE PADRONIZAR COMPORTAMENTOS E MODOS DE SER </li></ul><ul><li>EUGÊNIA NAS ESCOLAS AMERICANAS NO INÍCIO DO SÉCULO XX </li></ul>
  5. 5. BARREIRAS PARA A INCLUSÃO <ul><li>EDUCAR NÃO É ACOMODAR A UM “HOJE NORMALIZADO” </li></ul><ul><li>Necessidade de catalogar </li></ul><ul><li>para depois incluir </li></ul>
  6. 6. Inclus ã o adequativa <ul><li>“ ENCHER” OS EDUCANDOS DE CONTEÚDOS NARRATIVOS, RETALHOS DA REALIDADE DESCONECTADOS DA TOTALIDADE. PALAVRA ESVAZIADA DE SUA DIMENSÃO CONCRETA (ALIENADA E ALIENANTE) </li></ul><ul><li>Paulo Freire </li></ul>
  7. 7. Barreiras para a inclusão <ul><li>ACREDITAR QUE EXISTEM DOIS TIPOS DE PESSOAS: OS “COMUNS” E OS “ESPECIAIS” </li></ul><ul><li>ACREDITAR QUE A INTELIGÊNCIA SEJA UM ATRIBUTO BIOLÓGICO QUE INDEPENDA DO CONTEXTO SOCIAL EM QUE A PESSOA VIVE </li></ul>
  8. 8. O que é inclusão <ul><li>UMA COMUNIDADE DE CONVIVÊNCIA E APRENDIZAGEM MÚTUA </li></ul><ul><li>ENSINAR A PENSAR E A REFLETIR SOBRE O QUE É PENSADO: AUTONOMIA </li></ul><ul><li>É UM INTERCAMBIO DE SIGNIFICADOS E COMPORTAMENTOS, DE RECORDAÇÕES E EXPERIÊNCIAS, DE SENTIMENTOS E EMOÇÕES: SÃO RELAÇÕES E PRODUÇÃO DE VÍNCULOS </li></ul>
  9. 9. <ul><li>O MINUTO DA INCLUSÃO COMO DISPARADOR DE FLUXOS </li></ul><ul><li>COMO POSSIBILIDADE DE QUEBRA DE HIERARQUIAS E AUMENTO DE CONEXÕES ENTRE DIFERENÇAS </li></ul><ul><li>CONCEBER O ROTULADO NEGATIVAMENTE COMO “O DIFERENTE” COMO UM SER DE POTENCIALIDADES </li></ul><ul><li>A INCLUSÃO JÁ É A MUDANÇA </li></ul>
  10. 10. Programa: 1165 <ul><li>Olá Brasil! </li></ul><ul><li>1. Projeto no Congresso Nacional defende que o poder público incentive e promova o empreendedorismo e estabeleça linhas de crédito orientadas para pessoas com deficiência. </li></ul><ul><li>2. A proposta altera a lei 7853, de 1989, que trata de políticas públicas voltadas à esta parcela da população. </li></ul><ul><li>3. A justificativa está no fato de que a legislação brasileira garante o ingresso no mercado de trabalho, mas não incentiva o desenvolvimento de empresas pelas próprias pessoas com deficiência </li></ul><ul><li>4. Assim, segundo o senador Paulo Paim, o projeto contribuiriá para a autonomia financeira deste público e para o crescimento econômico do país. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>5. Além disso, a proposta está de acordo com a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, da ONU, que defende medidas semelhantes. </li></ul><ul><li>6. O projeto está sendo examinado pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, então vamos aguardar novidades. </li></ul><ul><li>Tuca Munhoz para o Minuto da Inclusão. </li></ul>
  12. 12. contato <ul><li>Guga Dorea </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×