5 Minutos Para Chá

1,389 views

Published on

Alegoria comparando um CHÁ com um indivíduo enquanto profissional.
É complementado com um questionário de auto-avaliação para os participantes das apresentações.

Published in: Education, Business, Technology
4 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
1,389
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
223
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
4
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

5 Minutos Para Chá

  1. 1. 5 minutos para um chá? [A necessidade de 1 ritual diário] Contributo para a vida profissional Luís Cochofel Dezembro de 2009
  2. 2. introduzindo o conceito Para fazer chá precisamos de…
  3. 3. …escolher o tipo de ervas que queremos, hoje, saborear…
  4. 4. … ferver água potável, numa chaleira limpa…
  5. 5. “Preparar a mesa”…
  6. 6. Escolher as ervas é... ...fácil?!
  7. 7. afinal… não há mais de 1.000.000 de infusões!!!
  8. 8. Sabemos sempre as que nos sabem melhor e em que momento…
  9. 9. Na nossa despensa encontramos a nossa selecção…
  10. 10. escolhemos a chaleira e verificamos se está limpa…
  11. 11. Acendemos o fogão, ou optamos por uma chaleira eléctrica, e colocamos a água… [ Retiramos quando está a ferver (a água faz bolhas!) e desligamos o fogão ou chaleira! ]
  12. 12. preparar a mesa?!
  13. 13. também é fácil!!!
  14. 14. Teremos uma toalha, um bule, uma chávena…
  15. 15. O que quisermos para adoçar a infusão: açúcar branco ou amarelo, mel…
  16. 16. O que quisermos para acompanhar a fruição da bebida: bolachas, biscoitos, pão…
  17. 17. Repararam na quantidade de pequenos passos que tivemos que dar para - finalmente! -, podermos deleitar-nos com a bebida que preparamos para um momento relaxado?
  18. 18. Sim! Eram nove os passos, e só oito é que eram exigíveis (o último só falava de complementos que muitas vezes dispensamos), mas: Em quase todos os passos havia vários pequenos movimentos a cumprir, para garantir que a fruição iria ter um bom nível!
  19. 19. Peguemos num dos exemplos: não é verdade que…
  20. 20. Tivemos de procurar a chaleira… Verificar se tinha as tampas correspondentes… Se estava limpa…
  21. 21. Deitar a água… Abanar, para garantir que nenhum pó vai arruinar o nosso chá… ... Secar a chaleira
  22. 22. E… não é isto que acontece seja em que actividade for que tenhamos na nossa vida?
  23. 23. Sabe, então, do que precisamos para garantir a nossa absoluta satisfação com o que fazemos? É de …
  24. 24. CHÁ!
  25. 25. Assim mesmo! Explicamos:
  26. 26. C onhecimento Temos que saber o que queremos fazer, quais as melhores técnicas e práticas usadas para o realizar, a sua finalidade.
  27. 27. h abilidade Temos que desenvolver a nossa capacidade prática para usar as técnicas sobre as quais incidiu a atenção do nosso estudo e adaptar a nossa aptidão às ferramentas que utilizamos.
  28. 28. a titude Por muito que tenhamos estudado… Por muito que dominemos as técnicas iniciadas para realizar as tarefas… Se não tivermos uma atitude interessada e dinâmica…
  29. 29. O nosso CHÁ! vai encarregar-se de o demonstrar…
  30. 30. Como?! Avaliando o seu CHÁ! 3,2,1... vamos lá:
  31. 31. C onhecimento Tem estudado formas de melhorar o seu conhecimento, relativamente à sua área técnica?
  32. 32. C onhecimento Mantém contacto com profissionais de outras empresas que trabalham na mesma área técnica?
  33. 33. C onhecimento Lê artigos ou assina revistas da sua área de interesse?
  34. 34. C onhecimento Participa em fóruns de discussão relacionados com a actividade que desenvolve?
  35. 35. C onhecimento Permanece atento à forma como procede?
  36. 36. h abilidade Experimenta novas soluções e verifica se os resultados melhoram?
  37. 37. h abilidade Treina continuamente, para garantir que está ao seu melhor nível neste momento?
  38. 38. h abilidade Experimenta as sugestões de que ouve falar, ou sobre que lê, relativas à sua actividade?
  39. 39. a titude Sente-se motivado?
  40. 40. a titude Sente que a sua vontade de fazer melhor está sempre presente?
  41. 41. a titude Tem vontade de ajudar os seus colegas de profissão a melhorar o seu desempenho?
  42. 42. a titude Está sempre pronto para dar mais do que o que lhe é exigido?
  43. 43. C onhecimento Quando escolhemos o tipo de chá que vamos preparar, fazemo-lo sabendo que causas provocam a necessidade de o fazer, e quais os resultados esperados da sua utilização.
  44. 44. C onhecimento Precisamos de ter esta mesma clareza em todos os aspectos da nossa actividade profissional: ‘o que é que provocou o interesse na utilização dos serviços que presto?’; ‘que efeitos vai ter para o meu cliente
  45. 45. h abilidade Ao prepararmos o chá, temos que ter uma série de cuidados, para não nos queimarmos, não molharmos a mesa, fazermos uma mistura que provoque um bom produto final.
  46. 46. h abilidade Da mesma forma, na nossa profissão, há sempre aspectos que podemos melhorar: às vezes só um movimento; muitas vezes o processo. Vale a pena comparar performances e resultados!
  47. 47. a titude Lembra-se de ter dito que o nono passo não era exigível? Não é, mas o chá parecerá ainda melhor se for acompanhado correctamente por um complemento sólido…
  48. 48. Concluindo… Acreditamos que esta apresentação lhe tenha dado vontade de avaliar o seu nível de chá. Acreditamos que, ao fazer a avaliação, encontrou pontos que pretende melhorar, ou que pensou nos membros da sua equipa e tem a certeza de que há, mesmo, aspectos a melhorar!
  49. 49. Acreditamos que temos métodos e conteúdos capazes de o ajudar, a si e à sua equipa; Temos a certeza de que, com a ATITUDE certa se pode desenvolver o CONHECIMENTO e a HABILIDADE de qualquer profissional que nos apresente. Estamos ao seu dispor!
  50. 50. Lembre-se: “Saber e não ter feito é, ainda, não saber” Faça o seu CHÁ! todos os dias! Verá que a sua fruição será cada dia mais saborosa! Verá que os seus Clientes vão notar!
  51. 51. Luís Cochofel luis@luiscochofel.com www.luiscochofel.com Travessa Monte Crasto, 10 - 8º 4420-211 GONDOMAR t. +351 915 526 092 f. +351 224 645 514

×